SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 43
Hidrografia
Bacia Hidrográfica ou Bacia de drenagem de um curso de água é o conjunto
de terras que fazem a drenagem da água das precipitações para esse curso
de água. É uma área e, como tal, mede-se em km².
TALVEGUE
LEITO
MARG
EM
MARGE
M
RIO
VERTEN
TE VERTEN
TE
CRISTA OU INTERFLÚVIO
CRISTA OU
INTERFLÚVIO
PERFIL LONGITUDINAL DE UM VALE FLUVIAL
Drenagem exorréica
Delta do Parnaíba
A HIDROGRAFIA
BRASILEIRA
Caracteríscticas
 Rico em rios
 Pobre em Lagos
 Rios Perenes
 De domínio planáltico
 Bom potencial hidrelétrico
 Foz tipo Estuário
 Drenagem Exorréica
 Alimentação Pluvial
FOZ DO RIO PARNAÍBA
DELTA DO PARAÍBA DO SUL
BACIAS HIDROGRÁFICAS
BRASILEIRAS
BACIA AMAZÔNICA
 Maior bacia hidrográfica do planeta.
 Vertentes delimitadas pelos seguintes divisores de
água: Cordilheira dos Andes, Planalto Central e
Planalto das Guianas.
 Ucayali, Marañon, Solimões encontra com o Negro e
passa a chamar Amazonas.
 Afluentes dos dois lados (norte e sul) permite a dupla
captação das cheias de verão.
 Afluentes do Amazonas que nascem nos planaltos
das Guianas e Brasileiro possuem o maior potencial
hidrelétrico disponível no Brasil.
 Amazonas totalmente navegável.
Bacia do Tocantins-Araguaia
Característica da bacia do
Tocantins-Araguaia
 Possui 1.900 km;
 Apresenta o escoamento de grãos (
com destaque para soja).
 Abastecimento hidroelétrico de
Grande Carajás;
 Possui a maior ilha fluvial do mundo –
Ilha do Bananal ( rio Araguaia ).
Bacia do Tocantins-Araguaia
 Com 814 mil km² é a maior bacia fluvial
exclusivamente brasileira; nasce em
Goiás.
 Compartilha sua foz com a do rio
Amazonas, não sendo mais seu
afluente.
 No rio Tocantins está localizada a usina
de Tucuruí, 2ª maior hidrelétrica do
Brasil.
BACIA DO SÃO FRANCISCO
 Rio S. Francisco nasce na Serra da Canastra em
MG, segue rumo sul-norte.
 Transporta grande volume de água pela região semi-
árida.
 Contribuição histórica, pois permitiu a fixação de
população ribeirinha e a criação de várias cidades.
 Possibilidade de integrar as duas regiões mais
populosas do país.
 Potencial hídrico aproveitado para irrigar os solos
férteis à sua margem. (Fruticultura)
 Potencial hidrelétrico, explorado pelas usinas de
Sobradinho (BA), Três Marias(MG), Paulo Afonso
(AL) entre outras.
 Abrange três tipos climáticos;
Bacia hidrográfica do Rio São
Francisco
Grande importância regional
fator de desenvolvimento
Principais uso do rio
Aproveitamento hidrelétrico ;
Irrigação;
Navegação;
Suprimentos de água e pesca;
Transposição do São
Francisco
Bacia platina
É formada pelas Bacias do Paraná, do
Paraguai e do Uruguai.
BACIA DO PARANÁ
 Drena porção Centro-Sul do país.
 Rio principal: PARANÁ que nasce da
confluência entre o Paranaíba (MG/GO) e
Grande (SP/MG).
 Rio Paraná e seus afluentes da margem
esquerda são rios de planalto.
 Alto potencial hidrelétrico ( maior produtora
hidrelétrica)
 Navegabilidade é muito pequena devido à
topografia.
 Necessidade de eclusas.
PRODUÇÃO HIDRELÉTRICA
BACIA DO PARANÁ
 Maior potência instalada.
 Infinidade de hidrelétricas:
1. Conjunto Urubupungá
2. Itaipu - Binacional
 Custo.
 Desastre ecológico
Principais usinas
hidroelétricas
 Itaipú
 Porto Primavera
 Marimbondo
 Furnas
Hidrovia Tietê-Paraná.
 Integração dos estados MG, SP, MS, PR,
SC e GO;
 Liga a região de Anhebi ( Sorocaba SP),
até Foz do Iguaçu.
 Possibilita maior integração do Brasil com
os países do Mercosul.
Bacia do Paraguai
• Drena uma grande área de planície
• Países – Bolívia, Paraguai, Argentina
e Brasil.
• O rio Paraguai nasce na chapada dos
Perecis (MT).
• Principais afluentes – rio Cuiabá, rio
Taquarí e rio Miranda.
• Principais atividades econômicas –
pecuária bovina, expansão da soja e
escoamento do manganês.
Bacia do Uruguai
 O rio Uruguai é formado pela junção
dos rios Canoas (SC) e Pelotas (RS);
 Deságua no estuário da Prata;
 Alto curso – pequena produção de
hidroeletricidade. (16% do seu
potencial);
 Baixo curso – rizicultura de
inundação.
Bacias Hidrográficas do RS
 3 grandes bacias hidrográficas: a Bacia do
Uruguai, a qual faz parte da Bacia do Rio
da Prata e abrange cerca de 57% da área
total do Estado;
 a bacia do Guaíba com 30% do total
apresenta áreas de grande concentração
industrial e urbana
 Bacia Litorânea com 13% do total
Problemas Ambientais
 resultantes na sua maioria, das
formas de apropriação e uso que a
sociedade faz
Problemas Ambientais na bacia
do rio Uruguai
Despejo de efluentes domésticos sem
tratamento
Despejo de efluentes agroindústrias
Atividades mineradoras
Assoreamento dos rios
Contaminação do solo
Processo intenso de arenização.
Problemas ambientais na Bacia
do Guaíba
Despejo de efluentes domésticos e
industriais.
Poluição do ar por fontes fixas.
Ocupação urbana em áreas de risco
Transporte de cargas perigosas.
Problemas ambientais na Bacia
litorânea
 Despejo de efluentes no mar e em
lagoas;
 Manejo inadequado de resíduos
sólidos urbanos e industrias;
 Ocupação urbana e atividades
mineradora de areia
 Contaminação de agrotóxicos e
insumos tóxicos
Bibliografia
 http://www.educacional.com.br/upload/dados/materialapoio/111810001/7550409/Hidrogr
afia.ppt

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a 1°ano Hidrografia.ppt

Bacias hidrográficas
Bacias hidrográficasBacias hidrográficas
Bacias hidrográficas
edsonluz
 
Bacias hidrográficas2
Bacias hidrográficas2Bacias hidrográficas2
Bacias hidrográficas2
edsonluz
 
Hidrografia brasileira
Hidrografia brasileiraHidrografia brasileira
Hidrografia brasileira
dela28
 
Bacias hidrográficas
Bacias hidrográficasBacias hidrográficas
Bacias hidrográficas
IPA Metodista
 
Bacias hidrográficas brasileiras
Bacias hidrográficas brasileirasBacias hidrográficas brasileiras
Bacias hidrográficas brasileiras
Carlão Otavio
 
As grandes bacias hidrográficas brasileiras
As grandes bacias hidrográficas brasileirasAs grandes bacias hidrográficas brasileiras
As grandes bacias hidrográficas brasileiras
Raquel Avila
 

Semelhante a 1°ano Hidrografia.ppt (20)

Bacias hidrográficas
Bacias hidrográficasBacias hidrográficas
Bacias hidrográficas
 
Hidrografia do paraná
Hidrografia do paranáHidrografia do paraná
Hidrografia do paraná
 
Hidrografia do paraná
Hidrografia do paranáHidrografia do paraná
Hidrografia do paraná
 
Bacias hidrográficas2
Bacias hidrográficas2Bacias hidrográficas2
Bacias hidrográficas2
 
Bacia do Parnaíba
Bacia do ParnaíbaBacia do Parnaíba
Bacia do Parnaíba
 
BACIA HIDROGRÁFICA TOCANTINS - ARAGUAIA 2° Ano B
BACIA HIDROGRÁFICA TOCANTINS - ARAGUAIA  2° Ano BBACIA HIDROGRÁFICA TOCANTINS - ARAGUAIA  2° Ano B
BACIA HIDROGRÁFICA TOCANTINS - ARAGUAIA 2° Ano B
 
Hidrografia brasileira
Hidrografia brasileiraHidrografia brasileira
Hidrografia brasileira
 
Hidrografia do brasil
Hidrografia do brasilHidrografia do brasil
Hidrografia do brasil
 
Hidrografia: a água no Planeta Terra - Estudo dos rios brasileiros e bacias h...
Hidrografia: a água no Planeta Terra - Estudo dos rios brasileiros e bacias h...Hidrografia: a água no Planeta Terra - Estudo dos rios brasileiros e bacias h...
Hidrografia: a água no Planeta Terra - Estudo dos rios brasileiros e bacias h...
 
Hidrografia- Principais partes de um rio; Bacias Hidrográficas Brasileiras
Hidrografia- Principais partes de um rio; Bacias Hidrográficas BrasileirasHidrografia- Principais partes de um rio; Bacias Hidrográficas Brasileiras
Hidrografia- Principais partes de um rio; Bacias Hidrográficas Brasileiras
 
Bacias hidrográficas
Bacias hidrográficasBacias hidrográficas
Bacias hidrográficas
 
Bacias hidrográficas brasileiras
Bacias hidrográficas brasileirasBacias hidrográficas brasileiras
Bacias hidrográficas brasileiras
 
Bacias Hidrográficas
Bacias HidrográficasBacias Hidrográficas
Bacias Hidrográficas
 
Hidrografia no brasil
Hidrografia no brasilHidrografia no brasil
Hidrografia no brasil
 
As grandes bacias hidrográficas brasileiras
As grandes bacias hidrográficas brasileirasAs grandes bacias hidrográficas brasileiras
As grandes bacias hidrográficas brasileiras
 
BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO URUGUAI
BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO URUGUAIBACIA HIDROGRÁFICA DO RIO URUGUAI
BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO URUGUAI
 
BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO URUGUAI
BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO URUGUAIBACIA HIDROGRÁFICA DO RIO URUGUAI
BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO URUGUAI
 
Perfil hídrico brasileiro
Perfil hídrico brasileiroPerfil hídrico brasileiro
Perfil hídrico brasileiro
 
Hidrografia geral e do Brasileira
Hidrografia geral e do Brasileira Hidrografia geral e do Brasileira
Hidrografia geral e do Brasileira
 
Hidografia geral e do brasil
Hidografia geral e do brasilHidografia geral e do brasil
Hidografia geral e do brasil
 

Último

1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
VALMIRARIBEIRO1
 

Último (20)

1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
 

1°ano Hidrografia.ppt

  • 2. Bacia Hidrográfica ou Bacia de drenagem de um curso de água é o conjunto de terras que fazem a drenagem da água das precipitações para esse curso de água. É uma área e, como tal, mede-se em km².
  • 3.
  • 4. TALVEGUE LEITO MARG EM MARGE M RIO VERTEN TE VERTEN TE CRISTA OU INTERFLÚVIO CRISTA OU INTERFLÚVIO PERFIL LONGITUDINAL DE UM VALE FLUVIAL
  • 6.
  • 9. Caracteríscticas  Rico em rios  Pobre em Lagos  Rios Perenes  De domínio planáltico  Bom potencial hidrelétrico  Foz tipo Estuário  Drenagem Exorréica  Alimentação Pluvial
  • 10. FOZ DO RIO PARNAÍBA
  • 13. BACIA AMAZÔNICA  Maior bacia hidrográfica do planeta.  Vertentes delimitadas pelos seguintes divisores de água: Cordilheira dos Andes, Planalto Central e Planalto das Guianas.  Ucayali, Marañon, Solimões encontra com o Negro e passa a chamar Amazonas.  Afluentes dos dois lados (norte e sul) permite a dupla captação das cheias de verão.  Afluentes do Amazonas que nascem nos planaltos das Guianas e Brasileiro possuem o maior potencial hidrelétrico disponível no Brasil.  Amazonas totalmente navegável.
  • 14.
  • 16. Característica da bacia do Tocantins-Araguaia  Possui 1.900 km;  Apresenta o escoamento de grãos ( com destaque para soja).  Abastecimento hidroelétrico de Grande Carajás;  Possui a maior ilha fluvial do mundo – Ilha do Bananal ( rio Araguaia ).
  • 17. Bacia do Tocantins-Araguaia  Com 814 mil km² é a maior bacia fluvial exclusivamente brasileira; nasce em Goiás.  Compartilha sua foz com a do rio Amazonas, não sendo mais seu afluente.  No rio Tocantins está localizada a usina de Tucuruí, 2ª maior hidrelétrica do Brasil.
  • 18. BACIA DO SÃO FRANCISCO  Rio S. Francisco nasce na Serra da Canastra em MG, segue rumo sul-norte.  Transporta grande volume de água pela região semi- árida.  Contribuição histórica, pois permitiu a fixação de população ribeirinha e a criação de várias cidades.  Possibilidade de integrar as duas regiões mais populosas do país.  Potencial hídrico aproveitado para irrigar os solos férteis à sua margem. (Fruticultura)  Potencial hidrelétrico, explorado pelas usinas de Sobradinho (BA), Três Marias(MG), Paulo Afonso (AL) entre outras.  Abrange três tipos climáticos;
  • 19.
  • 20. Bacia hidrográfica do Rio São Francisco
  • 21.
  • 22.
  • 23.
  • 25. Principais uso do rio Aproveitamento hidrelétrico ; Irrigação; Navegação; Suprimentos de água e pesca;
  • 27.
  • 28. Bacia platina É formada pelas Bacias do Paraná, do Paraguai e do Uruguai.
  • 29. BACIA DO PARANÁ  Drena porção Centro-Sul do país.  Rio principal: PARANÁ que nasce da confluência entre o Paranaíba (MG/GO) e Grande (SP/MG).  Rio Paraná e seus afluentes da margem esquerda são rios de planalto.  Alto potencial hidrelétrico ( maior produtora hidrelétrica)  Navegabilidade é muito pequena devido à topografia.  Necessidade de eclusas.
  • 30.
  • 31.
  • 32. PRODUÇÃO HIDRELÉTRICA BACIA DO PARANÁ  Maior potência instalada.  Infinidade de hidrelétricas: 1. Conjunto Urubupungá 2. Itaipu - Binacional  Custo.  Desastre ecológico
  • 33. Principais usinas hidroelétricas  Itaipú  Porto Primavera  Marimbondo  Furnas
  • 34. Hidrovia Tietê-Paraná.  Integração dos estados MG, SP, MS, PR, SC e GO;  Liga a região de Anhebi ( Sorocaba SP), até Foz do Iguaçu.  Possibilita maior integração do Brasil com os países do Mercosul.
  • 35. Bacia do Paraguai • Drena uma grande área de planície • Países – Bolívia, Paraguai, Argentina e Brasil. • O rio Paraguai nasce na chapada dos Perecis (MT). • Principais afluentes – rio Cuiabá, rio Taquarí e rio Miranda. • Principais atividades econômicas – pecuária bovina, expansão da soja e escoamento do manganês.
  • 36. Bacia do Uruguai  O rio Uruguai é formado pela junção dos rios Canoas (SC) e Pelotas (RS);  Deságua no estuário da Prata;  Alto curso – pequena produção de hidroeletricidade. (16% do seu potencial);  Baixo curso – rizicultura de inundação.
  • 37. Bacias Hidrográficas do RS  3 grandes bacias hidrográficas: a Bacia do Uruguai, a qual faz parte da Bacia do Rio da Prata e abrange cerca de 57% da área total do Estado;  a bacia do Guaíba com 30% do total apresenta áreas de grande concentração industrial e urbana  Bacia Litorânea com 13% do total
  • 38.
  • 39. Problemas Ambientais  resultantes na sua maioria, das formas de apropriação e uso que a sociedade faz
  • 40. Problemas Ambientais na bacia do rio Uruguai Despejo de efluentes domésticos sem tratamento Despejo de efluentes agroindústrias Atividades mineradoras Assoreamento dos rios Contaminação do solo Processo intenso de arenização.
  • 41. Problemas ambientais na Bacia do Guaíba Despejo de efluentes domésticos e industriais. Poluição do ar por fontes fixas. Ocupação urbana em áreas de risco Transporte de cargas perigosas.
  • 42. Problemas ambientais na Bacia litorânea  Despejo de efluentes no mar e em lagoas;  Manejo inadequado de resíduos sólidos urbanos e industrias;  Ocupação urbana e atividades mineradora de areia  Contaminação de agrotóxicos e insumos tóxicos