Copyright © 2013, Eneas Francisco
Francisco, Eneas
Juventude que prevalece - Sobre caminhos, escolhas,
atalhos e trilhas.
...
Dedico esta obra à memória do
Bispo Samuel Moore.
Um homem que não mediu esforços para pregar o
evangelho, desenvolver dis...
Leia também...
JUVENTUDE QUE PREVALECE 2
As túnicas de José
Cadastre-se no blog
www.juventudequeprevalece.com
Baixe Trecho...
Apresentação do autor	 07
Agradecimentos	09
Prefácio	13	
	
Introdução	15
Capítulo 1
Você não é [só] o que vê no espelho	 1...
Capítulo 7
Networking	79
Capítulo 8
Níveis de habilidade	 85
Capítulo 9
Mordomia	89
Capítulo 10
Mentor	109
Capítulo 11
Ant...
Eu quero destacar o valor desse jovem pastor que
agora se envolve com o árduo trabalho da escrita e
do pensamento cristão ...
uma vida de vitória e plenitude do Espírito Santo.
A partir de 2004, já devidamente ordenado como
pastor pelo saudoso bisp...
Agradecimentos
Tenho que agradecer a pessoas muito especiais que
me ensinaram e inspiraram a chegar onde estou. A
existênc...
infância. Ao meu cunhado Francisco e meus sobrinhos:
Tais (e família), Tatiane (e família), William, Wellington
(e família...
Aos amigos da Trinity: Hadassa de Almeida,
Wellington Mariano e Josué Eduardo. What an awesome
team we make!
Ao Bispo Char...
Shibley, ao casal de pastores Cesar e Betty Albarran do
Chile, ao Bispo Arthur e à Pastora Josphine Kitonga
(Quênia), ao B...
Prefácio
Quem já teve a alegria de ouvi-lo pregar conhece o
tom marcante, a criatividade consciente, a revelação
fervorosa...
que tive ao ler as páginas desta obra que, hoje, chega em
suas mãos.
O autor transferiu para este seu primeiro passo
liter...
Aindanãosoutudooquegostariadeser.Tampouco
tenho tudo o que gostaria de ter. Mas descobri
que estou no caminho, e minhas lu...
16
Juventude que Prevalece
Descobri que é [muito] mais fácil aprender com a dor
e lágrimas dos outros do que com as minhas...
17
Eneas Francisco
espírito. É na dimensão do espírito que iniciamos nosso
relacionamento com Deus.
	 Este livro é mais um...
...pois como imaginou na sua alma, assim
é... Provérbios 23:7
Olhar no espelho é ver o que achamos que somos.
O espelho re...
20
Juventude que Prevalece
subdesenvolvidos espiritualmente. Despreparados,
devido a uma preocupação extremada com a aparê...
21
Eneas Francisco
milionários, que às vezes julgamos não ter nada na
cabeça. Não. Você se enganou. Não estou falando dele...
22
Juventude que Prevalece
Nosso corpo exprime o que acontece dentro do nosso
verdadeiro eu, da nossa alma; mas nosso espí...
23
Eneas Francisco
mundo à sua volta. Marque sua geração!
Uma prova disto é este livro. Comecei a projetá-lo
em 2009. Come...
24
Juventude que Prevalece
mais caras, os carros mais lindos, levando namorada
e amigos para jantares caros e inesquecívei...
25
Eneas Francisco
desculpas, é porque somos filhos de Adão. Carregamos
um fardo de culpa pela irresponsabilidade de não
t...
26
Juventude que Prevalece
tornou o primeiro administrador da terra num homem
doente, fraco, incapaz de governar sua casa,...
#2
Lidando com rótulos
Caráter é o que você é quando ninguém está por
perto. É como você se comporta e manifesta suas
conv...
28
Juventude que Prevalece
planta um hábito e ele se torna um caráter; você planta
um caráter e ele se torna um destino. E...
29
Eneas Francisco
De onde surgem os rótulos? Rótulos surgem de uma
percepção que os faladores – ‘olha eu, rotulando’ – tê...
30
Juventude que Prevalece
de atitudes que não possam ser levadas ao tribunal.
A forma que o apóstolo Paulo aborda o fruto...
31
Eneas Francisco
de comer muito? Não necessariamente. Mas o fato de
comer além do que ele aguenta e especialmente diante...
32
Juventude que Prevalece
luz, e não vem para a luz, para que as suas
obras não sejam reprovadas. Mas quem
vive de acordo...
33
Eneas Francisco
Este exemplo de Isaías é muito importante a ser
compreendido e analisado em nossas próprias vidas.
Isaí...
34
Juventude que Prevalece
direção ao sucesso e realização em áreas específicas da
vida, poderão se fechar para você. Talv...
35
Eneas Francisco
nossos pais, somos chamados de bebezões. Se o rótulo
virá de qualquer forma, por que não optar por aqui...
36
Juventude que Prevalece
nos fariam sentir bem, mas que ao longo prazo só nos
impediriam de alçar novos voos. Lembre-se:...
... domine ele sobre os peixes do mar, sobre as
aves dos céus, sobre os animais domésticos,
sobre toda a terra, e sobre to...
38
Juventude que Prevalece
necessária para que dominasse tudo ao seu redor, em
seu ambiente familiar e vida no aspecto ger...
39
Eneas Francisco
o governo do mundo (leia-se sistema) está nas mãos de
Satanás. E somente aqueles que são guiados pelo S...
40
Juventude que Prevalece
vida e meu mundo e agora diz para eu dar o domínio do
meu mundo para Jesus Cristo. Por quê?
Por...
41
Eneas Francisco
o Espírito Santo está pronto e disponível para te dar
domínio sobre a pessoa mais influente sobre todos...
42
Juventude que Prevalece
Mas, quando vier o Espírito da verdade, ele
vos guiará em toda a verdade. Não falará de
si mesm...
43
Eneas Francisco
próprio. O caminho mais correto para ele ao perceber
que a oferta de seu irmão fora aceita, não deveria...
44
Juventude que Prevalece
força e conquista ao deitar sobre os joelhos da mulher
que pertencia a um povo que desafiava o ...
45
Eneas Francisco
possível de qualquer situação ou fator de risco. Mas
quando você não tem, não tem para testar e muito
m...
46
Juventude que Prevalece
e disse que a cama estava pronta e perfumada. O
marido estava em viagem a negócios e demoraria ...
47
Eneas Francisco
Quais são seus limites? Você deve desafiá-los?
Qual a distância segura? Existe distância segura?
Qual é...
48
Juventude que Prevalece
nem para pensar. Para algumas mulheres, um sapato
na vitrine já é o suficiente para “perder a c...
49
Eneas Francisco
o mal. Pelo contrário, será o marketing gratuito que
lhe atrairá ainda com mais desejo sobre o objeto o...
50
Juventude que Prevalece
impulsos, nos desejos e nas reações em meio a tantas
situações novas que a vida nos apresenta a...
Ao abordarmos o tema escolha, é importante
termos em mente que escolhas são pessoais e
intransferíveis. Você não poderá cu...
52
Juventude que Prevalece
é uma boa escolha. Geralmente, como pessoas feridas
ou frustradas temos a tendência de culpar a...
53
Eneas Francisco
irresponsável sem propósito na vida?
Você já ouviu falar de alguém que por causa
de influências das ami...
54
Juventude que Prevalece
essência ou qualidade. E precisamos analisar todas
as coisas que queremos para não permitir que...
55
Eneas Francisco
soluções temporárias para questões permanentes. Como
um impulso sexual não controlado, estas decisões n...
56
Juventude que Prevalece
desfrutar da vida de formas nunca imaginadas antes,
porque você construiu uma história. Algo mu...
57
Eneas Francisco
Existe um meio de realizar esta tarefa de forma
ainda mais excelente? Em menos tempo sem perder
a quali...
58
Juventude que Prevalece
não teremos o senso de direção necessário, e tampouco
conseguiremos alguém que nos apóie numa j...
59
Eneas Francisco
profundezas. Pois ele falou e se levantou
um vento tempestuoso, que elevou as ondas.
Subiram aos céus e...
60
Juventude que Prevalece
satélites e um nível de segurança quase infalível.
Agora, imagine-se atravessando os mares brav...
61
Eneas Francisco
ao destino que ele queria a princípio, poderíamos
sugerir para ele um capítulo do livro As 21 irrefutáv...
62
Juventude que Prevalece
uma trilha? Olhamos para o chão e percebemos que no
meio do mato existe um caminho criado e que...
63
Eneas Francisco
tocado no mar em obediência a uma ordem de Deus e
o mar tenha sido aberto? Olhe para Josué e pense em
J...
64
Juventude que Prevalece
que não pode faltar em nenhum daqueles que foram
chamados para obras extraordinárias. Esforça-t...
65
Eneas Francisco
10) Enfrente as tempestades com o destino em mente;
11) Faça da tecnologia sua parceira – Pedro Álvares...
Como o ferro com o ferro se aguça, assim o
homem ao seu amigo. Provérbios 27:17
Para vivermos relacionamentos excelentes, ...
68
Juventude que Prevalece
porque seria o mesmo que a escravidão. Liberdade só
é boa quando há equilíbrio de interesses, d...
69
Eneas Francisco
De igual modo somos beneficiados pela bênção
da diversidade nos relacionamentos, nas pessoas que
embele...
70
Juventude que Prevalece
poço, relatado em João 4, nos mostra um Jesus relacional.
Um Jesus que tinha o que dar para a m...
71
Eneas Francisco
a acontecer. Se não, mesmo que não atravessemos
a ponte para chegar aos corações, continuaremos a
atrav...
72
Juventude que Prevalece
Em minha função pastoral preciso construir
pontes aos corações das pessoas e não destruí-las.
Q...
73
Eneas Francisco
Nós acreditamos que ninguém tem autoridade pra vir
falar essas coisas para nós. Sempre nos comparamos
c...
74
Juventude que Prevalece
opção dos participantes. Então quando você estiver
com alguém que você considera ‘um de seus me...
75
Eneas Francisco
onde podemos ir em nossas conversas, brincadeiras
e atitudes, corremos o risco de continuar perdendo
e ...
76
Juventude que Prevalece
o povo e disse como queria ser tratado: ‘Ouve Israel,
o teu Deus é o único Deus’ (nada de idola...
Anda com os sábios e serás sábio, mas
o companheiro dos tolos sofre aflição.
Provérbios 13:20
Escolher bem as companhias é...
78
Juventude que Prevalece
ainda tem chance de trocar. Mas escolher companhias
erradas, não é somente ruim, como também po...
79
Eneas Francisco
ainda conseguem nos convencer de que são necessárias
e, por muitas vezes, se acham fundamentais.
Tais p...
80
Juventude que Prevalece
Mentiras. Crises existenciais. Nada é novo. Tudo é uma
repetição. A menos que nos levantemos pr...
81
Eneas Francisco
Todavia, o fato de você ter em suas mãos um livro-
despertador como este, é perigoso. Perigoso porque
a...
Por favor, não me entenda mal. Não estou dizendo
que as pessoas são piores que você como ser humano.
Porque ninguém é melh...
Viste o homem diligente na sua obra?
Perante reis será posto; não permanecerá
entre os de posição inferior. Provérbios
22:...
84
Juventude que Prevalece
e inteligência para realizar mais e melhor investindo
menos tempo, força e recursos.
Para que i...
85
Eneas Francisco
networking que inclua, mas não se limite a produtores,
arranjadores, designers, músicos, editores, etc....
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Juventude que prevalece 1- PDF
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Juventude que prevalece 1- PDF

458 visualizações

Publicada em

Do domínio próprio ao relacionamento com Deus; das escolhas diárias a antes de dizer "sim"... um livro que tem ajudado a muitos jovens no Brasil a descobrirem seu propósito e a se posicionarem para realização de seu propósito.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
458
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Juventude que prevalece 1- PDF

  1. 1. Copyright © 2013, Eneas Francisco Francisco, Eneas Juventude que prevalece - Sobre caminhos, escolhas, atalhos e trilhas. Itapira, 2013 144 páginas Todos os textos bíblicos foram extraídos da Bíblia Almeida Edição Contemporânea Coordenação editorial Pedro Henrique Cunha Revisão Henrique Pesch Preparação e diagramação BFK Capa BFK 2015 Todos os direitos reservados à Casa Publicadora Bereana cpbereana@gmail.com 2ª Edição Fones: (19) 3843-6389 (19) 3843-2358 www.upbooks.net.br Francisco, Eneas Juventude que prevalece - Sobre caminhos, escolhas, atalhos e trilhas / Eneas Francisco. -- Itapira, SP : UP Books, 2013. ISBN: 978-85-66941-00-5 Bibliografia. 1. Conselhos evangélicos 2. Igreja - Trabalho com jovens 3. Juventude - Aspectos sociais 4. Juventude - Conduta de vida 5. Juventude - Vida religiosa I. Título
  2. 2. Dedico esta obra à memória do Bispo Samuel Moore. Um homem que não mediu esforços para pregar o evangelho, desenvolver discípulos e impactar vidas, sem fazer acepção de nacionalidade, gênero ou idade. Graças à sua percepção, sou o que sou hoje, a caminho de algo ainda maior. Obrigado Bispo!
  3. 3. Leia também... JUVENTUDE QUE PREVALECE 2 As túnicas de José Cadastre-se no blog www.juventudequeprevalece.com Baixe Trecho Gratuito www.upbooks.net.br/trechosgratuitos/
  4. 4. Apresentação do autor 07 Agradecimentos 09 Prefácio 13 Introdução 15 Capítulo 1 Você não é [só] o que vê no espelho 19 Capítulo 2 Lidando com rótulos 27 Capítulo 3 Entendendo Domínio 37 Capítulo 4 Escolhas 49 Capítulo 5 Relacionamentos 63 Capítulo 6 Companhias 73 Índice
  5. 5. Capítulo 7 Networking 79 Capítulo 8 Níveis de habilidade 85 Capítulo 9 Mordomia 89 Capítulo 10 Mentor 109 Capítulo 11 Antes de dizer sim 117 Capítulo 12 Juventude que prevalece 127 Bibliografia 131 Sobre o autor 133
  6. 6. Eu quero destacar o valor desse jovem pastor que agora se envolve com o árduo trabalho da escrita e do pensamento cristão dentro da sua natureza pastoral voltada para a juventude. O pastor Eneas Francisco, desde o seu nascimento num lar cristão, foi zelosamente cuidado pelo Senhor experimentando milagres de cura na sua infância em respostas às orações dos seus pais e do Círculo de Oração da sua igreja na época. Batizado nas águas e com o Espírito Santo na sua adolescência passou a trabalhar no nosso ministério a partir dos seus 13 anos de idade, como músico e líder de jovens. Altamente piedoso apesar da sua juventude sempre foi exemplo para os outros jovens que queriam Apresentação do Autor
  7. 7. uma vida de vitória e plenitude do Espírito Santo. A partir de 2004, já devidamente ordenado como pastor pelo saudoso bispo Samuel Moore da Igreja de Deus em Cristo no Brasil, fundou igrejas em Campinas, Itapira e outras localidades, passando a exercer um próspero ministério pastoral sob a graça de Deus. Portanto eu creio que a sua habilidade e unção ministerial se tornará também manifesta através da sua literatura que agora também trabalha para edificação de vidas. Eu peço a Deus que este livro, da sua autoria, Juventude que Prevalece, supere as expectativas das suas aspirações e faça tudo o que for necessário ser feito na vida dos seus leitores. E tendo apreciado os originais eu creio que assim será para glória de Deus. Do seu amigo e pastor, Pastor Ivo Mariano Pastor da COGIC Resgate Para Vida, SP Superintendente da Cogic3 e 2ª Região - COGIC Br
  8. 8. Agradecimentos Tenho que agradecer a pessoas muito especiais que me ensinaram e inspiraram a chegar onde estou. A existência dessas pessoas certamente inspira e melhora minha perspectiva de vida. Minha esposa e filha –- Vand e Victoria. Duas mulheres sem as quais seria difícil viver. Elas diariamente me ensinam uma nova lição, através de seu amor, compreensão e encorajamento contínuo. Aos meus pais – Elio Francisco e Valmira Pereira da Silva – os maiores professores que já tive. Educaram-me e ensinaram-me nos caminhos do Senhor. Aos meus irmãos Elias e Ester. Grandes amigos. Por serem mais velhos que eu, foram espelhos durante toda a minha
  9. 9. infância. Ao meu cunhado Francisco e meus sobrinhos: Tais (e família), Tatiane (e família), William, Wellington (e família), Wesley, Danilo e à minha cunhada Adriana – quero o melhor para vocês. Ao meu querido sogro José Raimundo Pires, à minha sogra Maria D. Pires e a todos os meus queridos cunhados e cunhadas. Ao Pastor Ivo Mariano, meu mestre e mentor no ministério e sua mui digna esposa, Mãe Dagmar Mariano; e, sem dúvida, seus filhos - Alexandre e Dee, Denise e Eduardo, Gustavo, Ruth e Paulinho; eles são irmãos que respeito e para eles desejo o melhor. A todos os irmãos da COGIC Resgate Para Vida. A todos os irmãos da COGIC Brasil (Church of God in Christ) –- Igreja de Deus em Cristo e em especial aos colegas superintendentes e missionárias distritais. A todos os membros das igrejas que pastoreio: COGIC Emanuel (Campinas) e COGIC Vida (Itapira), que [quase] incansavelmente me ouvem, semana após semana e me dão a oportunidade de crescer como ministro da Palavra e amigo. Aos pastores das igrejas da COGIC10 e suas mui dignas esposas: Mário César Campos e Missionária Rosana Campos; Wilton Moura e Missionária Fernanda Baptista e ao novo discípulo, Joelson Santana e sua esposa Gabrielly Giovani e filhos. Obrigado pelo apoio e crédito ao nosso empenho ministerial. Aos companheiros de ministério de longa data e suas respectivas famílias: Pastor Paulo Assis; Pastor Robson Paiva; Diácono Marco e Missionária Vera; Elder Michael McCurtis; Pastor Josué Eduardo, Pastor Eduardo Soares, Pastor Sandro Wegher e tantos outros.
  10. 10. Aos amigos da Trinity: Hadassa de Almeida, Wellington Mariano e Josué Eduardo. What an awesome team we make! Ao Bispo Charles E. Blake, um grande líder e influenciador. Excelente no serviço a Deus. Ao Bispo Terence Rhone e sua linda família. Tem sido um prazer trabalhar contigo todos esses anos e ver como o Senhor galardoa soldados fiéis Ao Pastor Albert Williams de Los Angeles. Obrigado pela amizade e por acreditar em mim! Aos grandes homens e mulheres de Deus com quem aprendo incansavelmente, através de livros, blogs e vídeos. Eles não me conhecem, não sabem onde moro nem o que faço, mas o que eles escrevem e pregam me chocam cada vez que leio e ouço, devido à sua realidade e profundidade. Devo muito a eles. À Mother Lee Van Zandt. Uma mulher de Deus poderosa que me ensinou muito sobre compreensão e respeito! Ao Elder Elbert Hicks. Um amigo à distância que me ensinou muito sobre sinceridade e apoio mútuo. À Dra. Fay E. Butler e seus filhos; ao Pastor Terence Merritt. Ao meu twin brother Tyrone Spears. Ao amigo presbítero Henrique Pesch por fazer a correção ortográfica deste livro. Foi muito bom te reencontrar. À West Angeles WMO na pessoa do Diácono Jon Randall. Uma grande equipe de missionários e exemplos de altruísmo e interesse genuíno por pessoas. Aos amigos espalhados pelo globo: Ap. Joseph Njuguna, Ap. Israel Onoriobe, Ap. Richard Okoawo, Ap. Vincent Valentyn, Ap. Emmanuel Tettey, Dr. David
  11. 11. Shibley, ao casal de pastores Cesar e Betty Albarran do Chile, ao Bispo Arthur e à Pastora Josphine Kitonga (Quênia), ao Bispo Ben Daniels, à amiga Daniela Teixeira e família. Ao grande amigo Pastor Flauzilino Araújo, sua família e congregação da AD Vila Nova em Campinas. Às Assembléias de Deus de V. Talarico e Jd. Santa Maria, e às professoras Maria de Loudres, Mônica e Miriam. A amigos que há 15 anos entraram em minha vida com suas respectivas famílias e fizeram uma diferença enorme: Pastor Gineton Alencar; Pastor Geremias Santiago, Marke Moreira, Genésio Fracarolli, Marcelo Fuzaro e Manoel Moreira. Ao Reverendo Argemiro Figueiró (in memorian). Ao amigo Jeremias Carvalho e sua esposa Van. Por último, mas não menos importante, ao editor e amigo Pedro Henrique Cunha e sua esposa Juliana e filha Heloísa. Esta parceria é uma bênção! Entendo que sou resultado da soma dos meus relacionamentos e do que eles me ensinaram através de cada experiência em particular e do poder de influência de cada uma dessas pessoas que passou pela minha vida. Por isso digo a todos, muito obrigado.
  12. 12. Prefácio Quem já teve a alegria de ouvi-lo pregar conhece o tom marcante, a criatividade consciente, a revelação fervorosa e o conteúdo profundo. O pastor Eneas é um comunicador. Faz questão de falar da verdade de verdade. Ou seja, além de trazer uma mensagem fiel às escrituras, ele cuida para que as pessoas compreendam e sejam atraídas por suas palavras, sem negociar suas convicções, mas aprimorando sempre suas abordagens. E que surpresa foi saber que, a partir de agora, o púlpito será ampliado. Sim, os horizontes estão sendo expandidos. Encontraremos toda esta paixão e poder, no livro. Era como se eu pudesse escutá-lo. Esta foi a impressão
  13. 13. que tive ao ler as páginas desta obra que, hoje, chega em suas mãos. O autor transferiu para este seu primeiro passo literário, a riqueza de sua eloquência e capacidade oral. Há uma pulsar vibrante percorrendo todos os capítulos. E como era de se esperar, a juventude do Brasil foi diretamente beneficiada. Mesmo sendo querido por todas as faixas etárias, seu pensamento tem sido amplamente recebido e guardado por jovens e adolescentes e, reconhecendo isto, o pastor- autor focou este público e, como dizem os adolescentes, - “mandou muito bem!” Sempre achei difícil falar sobre a importância da autoestima sem acabar caindo num incentivo ao narcisismo. No entanto, este necessário equilíbrio será facilmente percebido. Há uma linha sóbria costurando todos os assuntos. Glória a Deus por isto. Meu desejo é que olhos ávidos pela sabedoria que cura a alma possam ter acesso ao que está escrito aqui. Que o Senhor cumpra o seu propósito a cada frase! Eu creio! Thiago Grulha Cantor / Autor do livro Feitas de Nuvens e Pó - Minhas Frases (Salluz Productions)
  14. 14. Aindanãosoutudooquegostariadeser.Tampouco tenho tudo o que gostaria de ter. Mas descobri que estou no caminho, e minhas lutas e provações têm me revelado muito sobre tais aspirações. Tenho Deus ao meu lado e como alguém já disse, eu e Ele somos maioria. Este livro é resultado de uma incansável busca por respostas às perguntas que fiz – e faço – sobre mim mesmo. É resultado de um questionamento contínuo sobre minhas realizações e fracassos, vitórias e derrotas nestes trinta e poucos anos de vida. Descobri que a dor não é destruidora; apesar de sentida. Descobri que a derrota numa batalha não significa guerra perdida. Introdução
  15. 15. 16 Juventude que Prevalece Descobri que é [muito] mais fácil aprender com a dor e lágrimas dos outros do que com as minhas próprias [descobri que é o jeito dos sábios aprenderem]. Aprendi que ler e ter um coração ensinável (acho que esta palavra pode ser usada) é fundamental para quem quer crescer e viver uma vida sem limites; aprendi que ser incansável não é necessariamente não se cansar – tampouco viver no conforto. Ser incansável é apesar da dor, do corpo e da mente gritarem ‘não’ para mais uma tentativa, você ignorar seus pedidos. Seu espírito precisa fazer sua mente e corpo obedecerem ao seu propósito. Para tanto, às vezes precisamos fazer nosso ego engolir alguns ‘nãos’ e então sairmos em busca de nosso propósito a qualquer custo. Minha expectativa não é construir um exército de fãs após ter este livro publicado. Mas se alguns jovens [que sejam dez, quinze ou cinquenta] após o lerem se levantarem de sua zona de conforto e saírem rumo à realização de seu propósito, o livro já cumpriu sua tarefa. Preciso muito mais que livros vendidos. Preciso que minhas palavras possam atravessar corações; preciso que elas cheguem ao seu espírito, porque é nesta dimensão que sua transformação se consolida. O homem foi criado por Deus corpo, alma e espírito. O corpo sendo a habitação do espírito e a alma como o centro das emoções, sentimentos, pensamentos e desejos. De fato somos triunamente completos, mas a essência, ou o que subsistirá após a morte do corpo, é o
  16. 16. 17 Eneas Francisco espírito. É na dimensão do espírito que iniciamos nosso relacionamento com Deus. Este livro é mais um apanhado de experiências do que uma fórmula para o sucesso dos jovens que o lerão. Muitas das situações aqui citadas eu vivi na pele, sofri calado, chorei escondido, por não saber como lidar com os questionamentos, dúvidas, temores e rancores. Agora, depois de me livrar da maioria delas, posso compartilhar temores em comum. Certamente, toda e qualquer vitória já alcançada até aqui, é resultado da aplicação dos princípios da Palavra de Deus em cada uma das experiências que vivi. Recomendo a você os mesmos princípios. Há situações aqui narradas, que geraram outras situações nas quais ainda me encontro e, por isso, escrevo a importância de se evitar atitudes impensadas, companhias indesejadas e o conformismo quanto à transformação da mente. Não quero pra você o que não quero [mais] pra mim. O Apóstolo Paulo escreve aos irmãos de Roma: Portanto, rogo-vos, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos como sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento... Romanos 12:1-2
  17. 17. ...pois como imaginou na sua alma, assim é... Provérbios 23:7 Olhar no espelho é ver o que achamos que somos. O espelho reflete nossa aparência, nossa imagem física, não a imagem espiritual. Somente alguém capacitado consegue enxergar além da aparência física. Nossos olhos carnais nos enganam e nem nos damos conta disto. Achamos que somos feios demais, gordos demais e nunca estamos satisfeitos com o reflexo da nossa aparência no enganoso espelho. Na verdade, muitas vezes acontece de quanto melhores diante do espelho, piores na realidade; medíocres e #1 Você não é [só] o que vê no espelho
  18. 18. 20 Juventude que Prevalece subdesenvolvidos espiritualmente. Despreparados, devido a uma preocupação extremada com a aparência exterior (o que é natural na adolescência, um período de mudanças e incertezas). Fracos, dependentes e reativos. Você não pode permitir que sua aparência te engane a este ponto. Você não pode ser levado pelo que a mídia quer forçar você a engolir, até porque seu principal objetivo é nos levar ao consumo, sem preocupações morais ou humanas. Nós precisamos nos levantar para um novo nível de vida, no qual não sejamos enganados pelo que vemos no espelho e não critiquemos a nós mesmos por não alcançar padrões estabelecidos por pessoas que não conhecem nossa essência. Precisamos nos despertar para o fato de que quando nos tornamos influenciadores ou formadores de opinião, descobriremos que apesar da necessidade de investirmos em saúde, aparência e beleza exterior, isso não faz tão bem ao próximo, como nosso conhecimento, nossas experiências e nossa capacidade emocional para ajudar alguém. Surge a pergunta: será que vale a pena estar bem com o espelho (e não estou falando de excesso de peso, mas de autoestima) e termos uma mente vazia, infrutífera e contraproducente; ou não seria melhor o oposto; não sermos tudo o que a mídia exige de nós por fora, mas sermos pessoas que mudam destinos pelo que temos por dentro? Pode ser que ao ler este capítulo você pense que estou revoltado com modelos e jogadores de futebol
  19. 19. 21 Eneas Francisco milionários, que às vezes julgamos não ter nada na cabeça. Não. Você se enganou. Não estou falando deles. Estou falando de você. Estou falando das inúmeras vezes que você julgou sua aparência no espelho e achou que não era digno de chamar aquela moça para um jantar; ou das vezes que você desistiu de ir à uma entrevista de emprego, por causa do que seus amigos falam sobre sua aparência, posição, falta de preparo ou de realizações. Talvez você tenha desistido de sonhar, porque acredita que o “conjunto da obra” não contribui para o seu sucesso. Você está redondamente enganado! Então disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança... Gênesis 1:26 Nosso poder de influência e realização vai muito além daquilo que podemos julgar de nós mesmos. O fato é que não compreendemos que as pessoas que nos julgam, nos questionam, nos entrevistam e ouvem nosso convite para sair, são pessoas que lutam, sofrem e que também podem ficar temerosas ao nos ouvirem; não somente temerosas, mas podem ser pessoas com problemas de autoestima tão graves quanto os nossos. É muito importante saber que nosso corpo, ou aparência externa, é somente o material que nosso verdadeiro eu – nosso espírito e alma – precisam para que manifestemos nossa personalidade, caráter e essência; quem realmente somos em Cristo, para o mundo.
  20. 20. 22 Juventude que Prevalece Nosso corpo exprime o que acontece dentro do nosso verdadeiro eu, da nossa alma; mas nosso espírito, é o que de fato somos. Fomos criados espírito e uma vez criados, jamais morreremos. Nosso espírito não é eterno, porque teve um começo, mas é imortal. Jamais terá fim. Com isto em mente, você precisa descobrir como permitir que Deus influencie seu espírito e alma para que estes, influenciados pelo Espírito Santo, possam permitir que sua vida seja melhor, suas reações sejam guiadas por Ele e seus objetivos sejam alcançados. Com estas palavras, espero que você entenda que a menos que seu interior seja transformado ou moldado para o amadurecimento, nada do que faça por fora poderá trazer benefícios para você ou pessoas ao seu redor. A transformação começa a partir de sua mente, de sua decisão por ser melhor. E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus. Romanos 12:2 O grande problema é que pensamos e sonhamos muito, todavia, agimos pouco e lentamente, e quando nos damos conta, seis meses se passaram desde o nosso primeiro pensamento ou sonho. Seus projetos não valem nada sem atitude. Inicie o processo de trazer à existência o que está em sua mente e coração. Transforme o
  21. 21. 23 Eneas Francisco mundo à sua volta. Marque sua geração! Uma prova disto é este livro. Comecei a projetá-lo em 2009. Comecei a escrevê-lo em 2010. Estou levando adiante meu intento em novembro de 2012. Somos iguais. Talvez por isso fui incomodado a colocar no papel limitações que temos em comum, para lutarmos e nos posicionar e aproveitar o tempo e contribuirmos com tudo o que temos para a humanidade, o quanto antes. O que é que está guardado dentro de você que jamais beneficiará a humanidade porque você simplesmente não quer compartilhar? Sei que muitos de nós não nos achamos prontos para nos tornar escritores, cantores, homens de negócios ou pastores. Mas isso é normal. Toda pessoa séria, comedida ou um pouco mais reflexiva, sabe que não está pronta. Mas este sentimento não pode se tornar empecilho para sua realização. Por isso, designei dois capítulos especiais: companhias e mentor. Estas duas questões são primordiais para você que almeja ir além: quem forma seu círculo de relacionamentos e com quem você se abre. Nós temos a capacidade de sonhar demais. Fechamos os olhos e viajamos! Nos vemos em outro país (me lembro bem que quando criança, mesmo achando que tanto Paris quanto Londres fossem nos Estados Unidos, me pegava imaginando num avião indo para esses lugares). Imaginamos que estamos comprando as roupas
  22. 22. 24 Juventude que Prevalece mais caras, os carros mais lindos, levando namorada e amigos para jantares caros e inesquecíveis. Mas, ao acordarmos, simplesmente acordamos, esquecemos de viver. Lamentamos nossa triste realidade e nada fazemos para transformar sonhos em realidades. Mas tenho uma boa notícia – não me leve a sério! Até aqui, não foi sua culpa. Em primeiro lugar, você não teve uma família proativa, que encorajasse seus sonhos e mostrasse o caminho da realização. Ah, não quero falar mal da sua família. É que o pai do seu pai e o pai da sua mãe não tinham como investir neles de forma que isso chegasse diferente em você. Mas também, não foi culpa deles. Afinal, quem mandou a sua bisavó casar com aquele rapazinho cujos pais não tinham nada, não é? Tá vendo? Você tem desculpas para ser assim! Não é sua culpa! (leia-me irônico, please). Depois, suas companhias, de origem igual à sua, não pensavam duas vezes para te desanimar quando você aparecia com aquelas ideias malucas de sonhos, viagens e realização. Agora, some a tudo isso um sentimento de que você é – e sempre foi – capaz de realizar sozinho. Você não precisa de ninguém. Não precisa de conselhos. Não precisa de palpites. Afinal de contas, sua mãe conseguiu te criar sozinha! E assim como ela, você é guerreiro. Você é o máximo! Nem todo mundo é como o exemplo acima. Todavia, todos temos desculpas para não ir um pouco – pelo menos um pouco – além. Uma das principais razões de termos sempre
  23. 23. 25 Eneas Francisco desculpas, é porque somos filhos de Adão. Carregamos um fardo de culpa pela irresponsabilidade de não termos sido bons gerentes do jardim, de termos perdido a comunhão com o Criador e de agora termos que ralar muito se quisermos comer, vestir e dormir bem. Esta culpa nos levou para uma crise de identidade, ou melhor, para “a Crise de Identidade”. Esta crise é resultante de uma experiência de um homem chamado Adão que em um momento era gerente sobre tudo que Deus havia criado, e de repente, não era mais, por causa de uma atitude de orgulho, cobiça e perda de foco. Eu não sei se você consegue imaginar o momento em que Adão e Eva são lançados fora do Paraíso, depois daquele trágico momento quando Deus profere uma maldição específica para o homem, para a mulher e para a serpente. Você já ganhou um presente do seu pai e de repente, uma palavrinha um pouco mais áspera sua e ele tira de você o presente e te deixa de castigo por duas semanas? Não é trágico? Decepcionante? Agora, Adão teve que perceber que não adiantou muito tentar responsabilizar a mulher que Deus lhe deu pelas perdas agora enfrentadas. É hora de ver no que vai dar toda essa experiência resultante de um ato mal pensado – ou melhor, um ato não pensado. Adão, que anteriormente havia recebido de Deus domínio sobre todas as coisas, foi dominado e perdeu tudo o que outrora dominou. Entenda a palavra dominar como gerenciar, administrar ou gerir. Uma única atitude
  24. 24. 26 Juventude que Prevalece tornou o primeiro administrador da terra num homem doente, fraco, incapaz de governar sua casa, seus filhos e de se relacionar apropriadamente com seu Criador. É assim que nos encontramos hoje. Por não saber quem somos, nem de onde viemos, ou para onde vamos, e quem é nosso Criador, que não podemos mais dominar – gerenciar, gerir, administrar – nosso próprio mundo. A partir deste triste relato da perda do domínio de Adão, você pode ver que mesmo que aparentemente você não consiga mudar o mundo, a sua mudança particular vai afetar todo o mundo ao seu redor e então, a partir desta realização, você influenciará e impactará a vida de todos que se relacionam com você, direta ou indiretamente.
  25. 25. #2 Lidando com rótulos Caráter é o que você é quando ninguém está por perto. É como você se comporta e manifesta suas convicções; é seu procedimento quando pressionado ou confrontado por uma necessidade além do seu alcance. Reputação é como as pessoas te conhecem. São as glórias conquistadas diante das pessoas que as fazem te perceber como alguém de respeito, humildade, integridade, ou qualquer outro adjetivo, não necessariamente bom. O grande problema do ser humano é tentar cultivar uma boa reputação a partir de maus hábitos. Alguém já disse que você planta um pensamento e ele se torna um ato; você planta um ato e ele se torna um hábito; você
  26. 26. 28 Juventude que Prevalece planta um hábito e ele se torna um caráter; você planta um caráter e ele se torna um destino. E sua reputação não é outra coisa, se não como as pessoas te conhecem sendo resultado de uma trajetória que você construiu para si. Se não formos cuidadosos, poderemos receber rótulos que mancharão a nossa vida por um longo tempo, mesmo que nossa má atitude tenha sido única ao longo de nossa história. Eu não sei quantas vezes Judas tirou dinheiro da bolsa do ministério de Jesus. Todavia, foi o suficiente para ser conhecido como ladrão. Sabemos que ele entregou Jesus uma única vez, mas esta única vez foi suficiente para ‘malharmos o Judas’ até o dia de hoje. Em João, no capítulo 12, a Bíblia relata que houve um jantar em Betânia e que Maria cometeu uma loucura, derramando um perfume extremamente caro em Jesus. Quem a rotulou de louca foi justamente quem fora rotulado de ladrão. E olha que rótulos não faltavam naquele jantar. Simão Pedro – o sanguíneo – estava por ali; Jesus – o nazareno – era o centro das atenções. Lázaro – o ex-morto – estava sentado à mesa; Marta – a ocupada – estava servindo o jantar. Você percebe que todo mundo foi muito bem rotulado? E isso não se limita ao texto mencionado. Encontraremos na Bíblia uma lista infinda de homens e mulheres rotulados. Moisés, o libertador – e também assassino; Jefté, valente e valoroso, mas filho de prostituta; Jacó, o enganador; José do Egito; Salomão, o sábio; Simão, o mago; João – o batista, e assim por diante.
  27. 27. 29 Eneas Francisco De onde surgem os rótulos? Rótulos surgem de uma percepção que os faladores – ‘olha eu, rotulando’ – têm de tudo e todos ao seu redor. Todo mundo está sempre na mira de um falador e no momento de deslize – ou de acerto – logo seremos rotulados de alguma coisa. Por isso, a necessidade é tão urgente de permitirmos o Espírito Santo gerar em nós o tal do autocontrole. Pois uma única atitude nossa, mesmo que não seja nosso estilo de vida, nos tornará diante das pessoas em especialistas num erro, pecado ou fracasso cometido somente uma vez. Você precisa pensar antes de qualquer atitude diante das pessoas, ou atitudes escondidas que cedo ou tarde virão à tona. Você não conseguirá deixar de receber rótulos. Sempre haverá alguém buscando um meio de usar o que você faz – seja bom ou ruim – para te rotular. Se você fizer tudo certo dirão que você é um “aparecido”, queridinho do patrão e egoísta; se você fizer tudo errado, sempre haverá alguém pra dizer que você não vale nada, nunca acerta e é um fracassado. A questão aqui não é se vamos receber ou não os tais rótulos, pois eles virão – e muitas vezes de quem você menos espera. A questão é como você vai lidar com os rótulos. Você já parou pra pensar que o pessoal que te rotula pode ter razão? Uma vez que você se permite atitudes que gerarão questionamentos de sua integridade, você não poderá fazer muita coisa depois que for rotulado. A melhor saída é desenvolver um bom caráter e protege-lo a partir
  28. 28. 30 Juventude que Prevalece de atitudes que não possam ser levadas ao tribunal. A forma que o apóstolo Paulo aborda o fruto do Espírito é linda, todavia, não sem antes mencionar as obras da carne. Veja só: As obras da carne são conhecidas, as quais são: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, ciúmes, iras, pelejas, dissensões, facções, invejas,bebedices,orgiasecoisassemelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos preveni, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus. Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei. Gálatas 5:19- 23. Você consegue comparar as duas listas? A lista das obras da carne é muito grande, composta de quinze itens, que ainda podem ser acrescidas quando Paulo menciona ‘coisas semelhantes a estas’. Agora, quanto ao fruto do Espírito, definido pela singularidade ‘é’, fica demonstrado por somente nove atributos que cobrem todos os aspectos da vida e nos ajuda a evitar qualquer que seja o número de obras da carne citadas anteriormente. O que faz alguém ser rotulado de glutão? O fato
  29. 29. 31 Eneas Francisco de comer muito? Não necessariamente. Mas o fato de comer além do que ele aguenta e especialmente diante de outras pessoas. Ninguém recebe rótulos por atitudes feitas em particular, todavia, mesmo sem receber rótulo de outros, você já sabe o que você é baseado em suas atitudes pessoais. Será natural um glutão que come às escondidas ser exposto, quando o resultado de suas obras se manifestarem em seu corpo, em sua saúde e em seu bolso. Da mesma forma, mesmo que ninguém conheça suas obras da carne feitas particularmente, cedo ou tarde você manifestará os atributos da carne e suas obras, que você tem secretamente alimentado. O que é manifestar? É trazer à tona, revelar. De igual modo, a inimizade ou a prostituição são obras da carne que podem – e geralmente são – cultivadas em oculto, mas a Bíblia diz que não há nada oculto que não seja revelado. Nossa integridade deve ser protegida pela luz do Evangelho, que não somente ilumina, mas que também revela. Quando você acende a luz do seu quarto à noite, esta luz não somente mostra o que você quer ver, como também revela o que você não está procurando. Leia os versículos abaixo: A condenação é esta: A luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as obras deles eram más. Todo aquele que pratica o mal aborrece a
  30. 30. 32 Juventude que Prevalece luz, e não vem para a luz, para que as suas obras não sejam reprovadas. Mas quem vive de acordo com a verdade vem para a luz, a fim de que se veja claramente que as suas obras são feitas em Deus. João 3:19-21 Você percebe a profundidade deste texto? Os homens amam as trevas porque as obras deles são más. A luz sempre vai expor. Quando Jesus te transportou das trevas para a Sua maravilhosa luz, Ele não o fez simplesmente para te dar um passeio da noite para o dia na velocidade da luz, mas ele confrontou suas atitudes e tendências quando você chegou à luz. Você será sempre rotulado negativamente enquanto viver nas trevas. Trevas são muito mais que um quarto escuro que nos coloca medo. As trevas são ignorância, falta de conhecimento de Deus e de autoconhecimento. Uma coisa que a luz sempre fará por você é revelar sua própria natureza diante da pureza de Deus. Ao ler Isaías 6, percebemos este encontro arrasador que o profeta tem consigo, quando vê a glória – leia-se luz – de Deus. Ele rapidamente abriu a boca e começou a vomitar seus rótulos e os rótulos do povo no meio do qual ele habitava e gritou: Então disse eu: Ai de mim, que vou perecendo! porque eu sou um homem de lábios impuros, e habito no meio de um povo de impuros lábios, e os meus olhos viram o rei, o Senhor dos exércitos! Isaías 6:5
  31. 31. 33 Eneas Francisco Este exemplo de Isaías é muito importante a ser compreendido e analisado em nossas próprias vidas. Isaías rapidamente reconhece seu rótulo: sou um homem de lábios impuros; mas ele mesmo nos dá a razão de ser assim: Habito no meio de um povo de impuros lábios. Isaías 6:5 O que a Bíblia está nos dizendo é que, sim, o homem é fruto do meio. Nós reproduzimos nossa família, nosso ambiente de trabalho, os relacionamentos que escolhemos ter e as pessoas que mais nos influenciam em cada esfera da vida. É necessário se conhecer para entender que o que você é o que você faz estão intrinsecamente relacionados com as pessoas com quem você convive. Isto acontece em relação ao grupo com quem você anda, à escola que você frequenta, à igreja onde congrega e aos relacionamentos que cultiva. As pessoas vão tentar te definir, sem ao menos te conhecerem, pelas escolhas que você faz. Por isso, surge a necessidade de se fazer escolhas sábias – e até dolorosas – para proteger sua reputação. Se andar com um determinado grupo vai definir você como alguém que não quer nada da vida, nada com Deus e nada de bom, por mais que seus esforços fora do grupo sejam o oposto, pessoas que poderiam ser uma porta ou uma ponte para sua caminhada em
  32. 32. 34 Juventude que Prevalece direção ao sucesso e realização em áreas específicas da vida, poderão se fechar para você. Talvez você me diga, ‘mas Eneas, por que é que uma pessoa que pode ser uma ponte para meu próximo nível se fecharia? Ela não poderia ser mais madura a ponto de entender que meus relacionamentos não me moldam?’ Você está totalmente enganado. Apesar de você ter potencial, qualidades e talentos, qualquer pessoa que deseje investir tempo em você vai precisar ver em você a capacidade de se livrar de qualquer vínculo que tenha o potencial de te rotular a ponto de roubar de você seu futuro. Leia o capítulo Companhias e você compreenderá melhor o que quero dizer. Ninguém vai decidir por você. Suas escolhas te moldarão. Você faz ideia de quantos benefícios estão disponíveis dentro de pessoas que você tem tentado evitar? Talvez nosso grande erro seja querer nos entregar com reservas. No trabalho, você teme se aproximar demais do chefe ou patrão, porque isso vai resultar em ser chamado de bajulador. Na igreja você evita se relacionar melhor com o pastor porque vai resultar em alguém lhe rotulando de caça-título. Em casa você evita ser amigo real de sua mãe porque um irmão chateado vai lhe dizer que você é o queridinho da mamãe. Quando estamos com o ‘grupinho’ do trabalho, somos rotulados de popular. Quando estamos no ‘grupinho’ da igreja, somos visto como rebeldes. Quando estamos grudados demais em
  33. 33. 35 Eneas Francisco nossos pais, somos chamados de bebezões. Se o rótulo virá de qualquer forma, por que não optar por aquilo que vai criar benefícios e nos posicionará para um futuro melhor? A decisão terá de ser tomada, mas se quisermos ser populares e aceitos pelo ‘povão’ vai ser complicado alçar altos voos. Você não conseguirá proteger uma boa reputação se não tiver uma, mas não será preciso esforço para proteger a má que você já conquistou. Na verdade, nossa má reputação vai adiante de nós e parece nunca querer nos deixar. Mas ainda há saída. Seguem abaixo alguns conselhos para quem quer se livrar das más reputações e criar novas. Procure não fazer mais o que lhe deu a tal reputação, cultivando novos hábitos, que tem o poder de lhe conferir, com o tempo, uma nova reputação. Estou certo que nem todas as suas atitudes que lhe deram rótulos foram pecaminosas, mas certamente foram destrutivas em algum grau. Você sabe quais são suas atitudes negativas? Por exemplo, roer as unhas, chegar atrasado, deixar coisas pela metade, etc. Identifique-as e trabalhe para se livrar delas. Ande com pessoas de boa reputação. Esteja rodeado de pessoas que encorajam boas atitudes mesmo que tenham que lhe cobrar resultados. Pode parecer chato no começo, ter que prestar conta de nossos atos, mas isso nos ajudará a criar uma nova perspectiva. Saiba dizer não para si mesmo. Uma vida regrada exige que neguemos coisas que momentaneamente
  34. 34. 36 Juventude que Prevalece nos fariam sentir bem, mas que ao longo prazo só nos impediriam de alçar novos voos. Lembre-se: sempre tem alguém observando suas atitudes e geralmente esta pessoa está disposta a propagar sua ação. Boas ações precedem boas reputações e boas reputações criam expectativas para boas ações. Entenda que talento não é tudo, pois o seu talento te leva até certo ponto, mas é seu caráter que será responsável por te manter onde quer que você chegue.
  35. 35. ... domine ele sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus, sobre os animais domésticos, sobre toda a terra, e sobre todos os répteis que se arrastam sobre a terra. Gênesis 1:26 Como você leu no primeiro capítulo, você é muito mais do que vê no espelho. Você é espírito, criado por Deus à sua imagem e semelhança. Esta semelhança com Deus se define em sua essência espiritual. Deus é triúno. Ele é Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo. Ele deu ao homem sua semelhança fazendo do homem um ser tripartido, como Ele: Espírito, Alma e Corpo. Ao criar o homem, Deus deu a ele autoridade #3 Entendendo Domínio
  36. 36. 38 Juventude que Prevalece necessária para que dominasse tudo ao seu redor, em seu ambiente familiar e vida no aspecto geral. Como espírito, o homem podia falar com Deus e ouvi-lo. O homem podia sentir a presença de Deus e quando pecou a primeira coisa que sentiu foi vergonha de estar perto de seu Criador. Antes da queda, Adão gerenciava o Jardim onde Deus o estabelecera. Ele nomeou os animais. Ele desfrutava de liberdade e autoridade, algo que Deus jamais planejou tomar de volta. Mas o homem resolveu, através da desobediência, compartilhá-la com alguém que não a merecia. Ele resolveu passar o domínio que havia recebido de Deus para a serpente – Satanás (enganador). Em outras palavras, ele trocou o certo pelo duvidoso e perdeu um papel de autoridade, trocando-o por um de submissão e sofrimento desnecessários. Não é necessário dizer que todos nós padecemos pelos erros cometidos no Éden. Apesar de o domínio deste mundo ter sido dado a Satanás (o príncipe deste século), entendemos que uma vez que Jesus Cristo se torna Senhor de nossas vidas, Satanás já não mais tem controle ou domínio sobre o nosso mundo em particular. Há alguns dias ouvi algo que me assustou. Alguém disse:“-porqueculpamosDeuspelascatástrofesnaturais, assassinatos, guerras e sofrimentos da humanidade? Deus não governa este mundo!” O governo deste mundo foi dado a Satanás com a queda do homem e a própria Bíblia o chama de príncipe deste mundo. Certamente Deus não perdeu o controle de nada, mas
  37. 37. 39 Eneas Francisco o governo do mundo (leia-se sistema) está nas mãos de Satanás. E somente aqueles que são guiados pelo Senhor podem ter o domínio de volta, tornando-se livres da influência de Satanás. Quero ressaltar, contudo, que mesmo que Satanás tenha se tornado o ‘príncipe deste mundo’, Deus permanece soberano sobre tudo e todos, e autoridade e domínio completos permanecem na mão Dele, sendo que o campo de ação do diabo é limitado ao que for permitido por Deus. Mas qual o nível de domínio que podemos ter sobre nossas próprias vidas? Nós podemos fazer de nossa vida o que quisermos. A partir do momento que nos ‘entendemos por gente’, mesmo sem ter alcançado a tal da maioridade, já nos sentimos donos do próprio nariz. Decidimos o que e quando comer. Decidimos para onde e com quem sair. Decidimos que roupas usar e se queremos trabalhar ou não. Nós administramos nossas vidas, a partir de uma mente e um espírito ainda sem maturidade para entender que ainda é possível restaurar nosso relacionamento com Deus e confiar a Ele nosso rumo e futuro. Mas, o que é domínio? Domínio é autoridade, controle. Confiar o controle de sua vida nas mãos de Deus é a melhor decisão para alguém que tem domínio sobre si e suas circunstâncias; é confiar não somente o controle de sua vida, mas também decisões, propósitos e situações a Jesus Cristo. Talvez você me diga: não estou entendendo! Você me diz para ter domínio sobre minha
  38. 38. 40 Juventude que Prevalece vida e meu mundo e agora diz para eu dar o domínio do meu mundo para Jesus Cristo. Por quê? Porque Cristo Jesus é o próprio Deus e através da vida dele em você sua vida pode voltar a desfrutar daquilo que foi perdido no Éden: a comunhão com o Pai. E é esta comunhão com o Pai que devolve a você a habilidade de agir de acordo com a sabedoria, inteligência e dependência de Deus, como Adão fazia antes da queda. Uma vez de volta à comunhão com o Pai em Cristo Jesus, o homem com a mente renovada já não vive dominado pela carne, pelo pecado ou por Satanás, mas o Espírito Santo de Deus o leva a permitir que Cristo viva nele, o que muda a nossa vida de forma radical e os resultados se tornam assustadoramente melhores. Se você permitir que o Espírito Santo seja seu guia e professor, você vai perceber que suas atitudes gradativamente mudam e sua personalidade (aquela parte nossa que geralmente culpamos quando tudo dá errado), já não tem domínio, porque você manifesta o fruto do Espírito, que é determinante para uma vida de sucesso em Cristo Jesus. E sabe que fruto o Espírito gera em você? O apóstolo Paulo nos responde esta pergunta escrevendo aos Gálatas em 5:22 “... amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade,bondade,fidelidade,mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei”. Eu grifei domínio próprio para mostrar a você que
  39. 39. 41 Eneas Francisco o Espírito Santo está pronto e disponível para te dar domínio sobre a pessoa mais influente sobre todos os aspectos de sua vida: você! O domínio próprio é o que guarda seu futuro do mal. Domínio próprio é autocontrole. É este controle que lhe dá forças para dizer não para tudo que parece bom, mas que termina em sofrimento. É ele quem ajuda alguém com diabetes a se refrear no consumo de açúcar. É ele quem te sustenta na hora de dizer não para a pessoa errada, na hora errada, quando querem - e você deseja - te levar para a cama. É ele quem te ajuda a não gastar seu dinheiro suado no que não dá futuro. É ele quem vai te ajudar a se prevenir das más companhias. É ele quem te dá forças para estudar, trabalhar, servir a Deus, quando abandonar tudo for a melhor opção que sua carne venha lhe oferecer. Mas é impossível obter domínio próprio sem a pessoa do Espírito Santo. É Ele quem gera em nós este autocontrole que apesar de nos privar de muitas coisas ‘boas’ que queremos agora, nos garante um futuro de paz, pois boas decisões foram tomadas com a ajuda dEle. Desta forma, eu encorajo você a desenvolver um relacionamento de qualidade com o Espírito Santo. Busque ser cheio dEle. Busque ser batizado nEle. Busque intimidade com Ele. E você vai perceber que suas atitudes e decisões, a partir das mais simples, até as mais complexas, serão guiadas pelo melhor guia que a humanidade poderia receber; o Espírito Santo de Deus. O governador do Reino de Deus!
  40. 40. 42 Juventude que Prevalece Mas, quando vier o Espírito da verdade, ele vos guiará em toda a verdade. Não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido, e vos anunciará o que há de vir. João 16:13 Lendo a Bíblia, podemos descobrir diversos homens e mulheres que tinham de tudo para viver suas vidas de forma significativa, mas que guiados pelas próprias paixões, perderam de vista esta vida plena, pois a falta de autocontrole os fez perder a autoridade (domínio). O primeiro caso que trago ao seu conhecimento é o de Caim. A Bíblia nos relata que tanto ele quanto seu irmão Abel apresentaram ao Senhor uma oferta. Abel apresentou uma primícia ao Senhor; enquanto que Caim ofertou do fruto da terra. Ao cabo de dias trouxe Caim do fruto da terra uma oferta ao Senhor. Abel também trouxe dos primogênitos das suas ovelhas, e da sua gordura. Atentou o Senhor para Abel e para a sua oferta, mas para Caim e para a sua oferta não atentou. E irou-se Caim fortemente, e descaiu-lhe o semblante. Gênesis 4:3-5. Quando Deus rejeitou a oferta de Caim, mas aceitou a de Abel (pela atitude e forma), Caim se entristeceu de tal forma que levou seu irmão para um passeio no campo e o matou. Quando Deus se apresenta e pergunta a ele “onde está o teu irmão?” ele responde com indiferença, dizendo não ser guardador ou protetor de seu irmão. Vemos na atitude de Caim que ele não tinha domínio
  41. 41. 43 Eneas Francisco próprio. O caminho mais correto para ele ao perceber que a oferta de seu irmão fora aceita, não deveria ser de ódio, mas de CURIOSIDADE! Ele deveria querer saber o que tinha de ser feito para também ser aceito. Ele deveria fazer perguntas ao irmão e buscar a mesma atitude. Mas porque isso não ocorreu? Isto não ocorreu porque ele estava dominado pelo egoísmo e por uma atitude de independência que dizia pra ele que a melhor coisa era se livrar deste fulano que o passou para trás, mesmo sendo seu irmão. O segundo exemplo é Sansão. Um jovem nazireu, cuja família havia recebido instruções específicas sobre sua criação, alimentação e comportamento devido ao PROPÓSITO de Deus na vida dele. Mas infelizmente, ele também era extremamente descontrolado. A sua queda pelo sexo oposto era algo que lhe fazia ‘perder a cabeça’. Desceu Sansão a Timna e viu ali uma mulher das filhas dos filisteus...agora tomai-a para mim por mulher. Juízes 14:1- 2 Depois disso ele se afeiçoou a uma mulher do vale de Soreque, cujo nome era Dalila. Os príncipes dos filisteus subiram a ela, e lhe disseram: Persuade-o, e vê em que consiste a sua grande força... Juízes 16:4-5 Ele conseguiu compartilhar seu maior segredo de
  42. 42. 44 Juventude que Prevalece força e conquista ao deitar sobre os joelhos da mulher que pertencia a um povo que desafiava o seu; o que levou à sua captura, cegueira e até mesmo à sua própria morte, apesar de toda glória, pois morreu matando os que zombavam dele e o escravizaram. Assim ele descobriu-lhe todo o seu coração, e disse: Nunca passou navalha à minha cabeça, porque sou nazireu de Deus desde o ventre de minha mãe. Se viesse a ser rapado, sairia de mim a minha força, e me enfraqueceria, e seria como qualquer outro homem. Juízes 16:17 Cada um de nós precisa de autoconhecimento para ficar antenado quanto aos momentos cruciais quando o autocontrole será imprescindível. Nós não somos iguais. Cada ser humano é diferente em personalidade, caráter, reações, atitudes e em pontos fracos. Mas somos iguais numa coisa. Todos nós temos a tendência de acreditar demasiadamente em nosso autocontrole em momentos de risco. Sempre sabemos até que ponto podemos desafiar nossos limites. É o que fazemos no trânsito, com dinheiro, com o cartão de crédito, com os fiados, com a bebida, com as drogas e com o sexo. Com a bebida, com as drogas e com tudo o que é ilícito, nossa frase preferida é “está tudo sob controle”. Mas sinto em informar que seu autocontrole não existe para ser provado ou testado. Ele existe para funcionar, dando a você a distância mais segura
  43. 43. 45 Eneas Francisco possível de qualquer situação ou fator de risco. Mas quando você não tem, não tem para testar e muito menos para usar. Você simplesmente vai para ‘onde a vida te levar’. E infelizmente, a vida vai sempre te levar para lugares de onde você não vai conseguir voltar ileso. Assim diz o Senhor: Maldito o homem que confia no homem, que faz da carne o seu braço, e cujo coração se aparta do Senhor! Jeremias 17:5 Temos a tendência de ver essa passagem apenas em relação a outro homem e não em relação a nós mesmos. Na verdade, deveríamos imitar a Paulo, reconhecendo que somos miseráveis e aquilo que queremos fazer não fazemos, e o que não queremos fazer, isso fazemos. Pois não faço o bem que quero, mas o mal que não quero, esse faço. Romanos 7:19 Miserável homem que eu sou! quem me livrará do corpo desta morte? Romanos 7:24 Terceiro e último exemplo. Salomão escreve sobre um rapaz “simples e carente de juízo” em Provérbios 7, que foi abordado por uma mulher estranha. Ela se aproximou dele de uma forma sensual. Beijou-lhe
  44. 44. 46 Juventude que Prevalece e disse que a cama estava pronta e perfumada. O marido estava em viagem a negócios e demoraria a voltar. Com as lisonjas de seus lábios o arrastou. Ele a seguiu. Mas o final fica por nossa conta. Salomão deixa para a imaginação dizendo: “até que a flecha lhe atravesse o peito...”. Querendo dizer, que se o marido não chegou, ainda pode chegar. No capítulo 6:34 ele diz que este tipo de marido não vai se contentar com o resgate, nem aceitará presentes, ainda que sejam muitos. Quando Salomão trata este jovem de ‘simples e carente de juízo’ ele está dizendo que o jovem não tem conhecimento ou maturidade e é incapaz de discernir, julgar entre certo e errado. É alguém que não conhece o valor do autocontrole. Acredito que estes três exemplos sejam suficientes para quem precisa entender a importância do domínio próprio. Coisa que você precisa saber sobre si mesmo: Quais são seus pontos fracos? Qual seu grau de controle sexual? Emocional? Financeiro? Você roubaria para adquirir algo que queira muito? Se envolveria com a mulher de outro homem? Com o homem de outra mulher? O que é que te faz perder a cabeça? Quais os tipos de pessoas a evitar pois seu comportamento te oferece risco?
  45. 45. 47 Eneas Francisco Quais são seus limites? Você deve desafiá-los? Qual a distância segura? Existe distância segura? Qual é seu propósito? Que atitude descontrolada te roubaria anos de vida e mataria seu propósito? Quais atitudes descontroladas te colocariam numa posição de ameaça ao seu futuro, sua família, seus talentos e sonhos? São perguntas básicas para qualquer pessoa que queira chegar a algum lugar. Sansão tinha todas as respostas para seus questionamentos. Ele sabia que não podia beber bebida forte ou vinho; sabia que não poderia tocar em cadáver e sabia que não podia cortar o cabelo. Por que é que ele se permitiu ficar vulnerável? Porque apesar de conhecer seu mundo, ele não tinha controle, domínio, sobre seu mundo. Muitas vezes, quando questionados por pais, amigos ou líderes, os jovens têm a tendência de dar este tipo de resposta: Eu me conheço; sei com quem ando; manjo disso, manjo daquilo; eu me garanto. Eu sou malandro... ou como alguns dizem: “sou macaco véio”! Sinto em lhe informar: não existe demônio novo. Se você se acha malandro, imagina o fulano que enganou Eva! Ele tentou até mesmo enganar a Cristo usando a Palavra de Deus para fazê-lo fugir de seu propósito. Sua malandragem é fichinha. E a minha também. Estas palavras que usamos para comparar nosso nível de maturidade e de malandragem não passam de palavras vazias. A maioria de nós, quando confrontados com aquilo que nos fascina e nos excita, não tem tempo
  46. 46. 48 Juventude que Prevalece nem para pensar. Para algumas mulheres, um sapato na vitrine já é o suficiente para “perder a cabeça”. Enquanto para outras, é um homem mais velho. Para alguns homens, um “rabo de saia” é o suficiente para perder a cabeça; e então a saúde e a família se perdem junto; enquanto para outros, uma garrafa de cachaça já faz o serviço. E então vem a tal da ressaca. E olha que ressaca dá em todo mundo e nem sempre é só resultado de bebedeira. Ressaca é a dor de cabeça e o mal-estar resultante de uma noite inconsequente. Mas também existe a ressaca pós-shopping, pós-sexo, pós-roubo, pós-mentira, pós-tudo. Qualquer coisa que por um período de tempo lhe controle ou que faça você perder os sentidos ou a cabeça, vai lhe causar a tal da ressaca. Então, como evitar a ressaca? Tornando-se uma pessoa responsável que evita a todo custo, todo caminho que possa te levar a perder a cabeça. Não estou dizendo que você deva ‘beber com responsabilidade’ nem ‘trair com responsabilidade’. Estou dizendo que você deve controlar seus desejos e impulsos, sendo responsável o suficiente, controlando- se e distanciando-se do mal que certamente será causado, caso você permaneça assistindo. Você precisa estar ciente de que não vai conseguir se controlar, expondo-se àquilo que lhe causa ainda mais desejo. Especialmente para pessoas que já tenham cometido um determinado ato previamente, manter contato visual com o que chamamos de ‘quedinha’ ou ‘ponto fraco’ não vai lhe dar força nenhuma sobre
  47. 47. 49 Eneas Francisco o mal. Pelo contrário, será o marketing gratuito que lhe atrairá ainda com mais desejo sobre o objeto ou situação experimentada. Quando mantemos nossa cabeça vazia, sem entender qual é nosso propósito, corremos o sério risco de entrarmos para o time do rei Davi. Ele era ungido? Sim, ele era. Ele era respeitado? Sim, ele era. Ele era ‘homem de Deus’? Sim, ele era. Mas nada disso o impediu de ir parar no terraço e dali ficar olhando uma mulher tomando banho a ponto de desejá-la, usar de sua autoridade para usá-la e ainda colocar seu marido no front da batalha para poder ficar com a mulher do cara! Cadê o ungidão? E a honra do rei? E agora, homem de Deus? O que você vai fazer? Se isto aconteceu com Davi, um homem extremamente dedicado, respeitado e além de tudo escolhido por Deus para um pacto de um reino eterno, será que não aconteceria conosco? Você percebe quão importante é o domínio próprio para você, cheio de juventude, de projetos e de sonhos dados por Deus? Vocêprecisasaberqueninguémtemdomíniopróprio natural, à prova de tentações. Chega um momento em que todos se entregam. Até porque, se for domínio natural, é da carne e não nos guiará para a proteção, mas para a destruição completa. Somente o Espírito Santo pode produzir em nós o fruto do Espírito chamado domínio próprio ou temperança. Este fruto nos ajuda em todas as áreas da vida. Na saúde, nas finanças, nas emoções, nos
  48. 48. 50 Juventude que Prevalece impulsos, nos desejos e nas reações em meio a tantas situações novas que a vida nos apresenta a cada dia. Eu te encorajo, meu querido leitor, a fazer uma oração neste instante. Reconheça Jesus como Senhor da sua vida. Diga a Ele que você se arrepende dos seus pecados e do péssimo domínio que você tem exercido sobre seu mundo, sua vida e tudo que diz respeito a você. Diga que você quer que Ele seja Rei e Senhor sobre sua vida. Diga que você crê na morte de Cristo para te tirar do governo do pecado. Agora, convide o Espírito Santo para habitar em você. Diga que você precisa dele como guia, professor e ajudador. Diga que você quer ser cheio do poder do Espírito Santo e quer que Ele produza em você o fruto do Espírito de acordo com o texto de Paulo para os Gálatas no capítulo 5:22-25 Fique atento quanto às mudanças que ele vai fazer em sua vida. Compartilhe suas experiências com amigos. Se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Romanos 10:9
  49. 49. Ao abordarmos o tema escolha, é importante termos em mente que escolhas são pessoais e intransferíveis. Você não poderá culpar seu pai ou sua mãe quando apanhar do marido; tampouco poderá culpá-los quando se envolver com amizades erradas e passar um tempo na cadeia. Na verdade, não poderemos culpar ninguém pelas nossas decisões. Se você começou um relacionamento com Cristo, procurando cumprir com a vontade dele em sua vida – viver em santidade, amar o seu próximo, buscar conhecer a palavra e ter uma vida de oração – mas por alguma razão ou outra se decepcionou com a igreja e acredita que Jesus é culpado, deixar Jesus de lado não #4 Escolhas
  50. 50. 52 Juventude que Prevalece é uma boa escolha. Geralmente, como pessoas feridas ou frustradas temos a tendência de culpar a escola por causa dos colegas ruins; culpar o garçom por causa de uma salada mal lavada e culpamos Jesus quando alguém nos fere na igreja. Deixar Jesus vai somente atrasar seu relacionamento com Ele e as pessoas e suas atitudes terão sempre um impacto negativo sobre a sua vida. E porque você não tem domínio próprio, toma decisões permanentes por causa de questões temporárias. Chegou a hora de crescer. Pedir a conta do trabalho por causa de um ou outro desafio de relacionamento com colegas ainda não é a saída. Terminar um relacionamento por causa de um atraso, também não! A intenção de Deus ao lhe dar raciocínio é para que você o use. Vivemos em dias em que a espiritualidade radical de alguns e a razão seca de outros têm gerado feridas profundas no coração das pessoas e precisamos dar um basta nisso. Precisamos pensar! Precisamos analisar cada aspecto de nossas decisões e saber que um único erro pode nos remover totalmente da direção daquilo que temos buscado. Você já ouviu falar de uma jovem que resolveu sair de casa porque estava cansada dos pais, e se “juntou” a um homem qualquer, simplesmente porque queria liberdade? Simplesmente para anos mais tarde se culpar diariamente por não ter concluído os estudos, ter tido mais filhos do que desejara e não ter o mínimo para cuidar de si ou dos filhos porque caiu nas mãos de um
  51. 51. 53 Eneas Francisco irresponsável sem propósito na vida? Você já ouviu falar de alguém que por causa de influências das amizades deixou os estudos e se aventurou numa vida de liberdade e curtição a ponto de ver sua vida ser destruída devido ao uso de drogas - de todos os tipos - e da prostituição? Pois é, nossas emoções fazem com que tomemos decisões precipitadas às cegas. Não conseguimos avaliar as situações nas quais estamos e com as quais podemos nos envolver, simplesmente porque não aguentamos a pressão do agora. E esta nossa pressa axcaba matando nossos talentos, sonhos e nosso futuro. E algumas das decisões serão irreversíveis. Você poderá voltar para a escola; talvez possa voltar para a casa de seus pais e talvez até mesmo se tornar um grande profissional. Todavia, as marcas que você carregará, as experiências dolorosas e as possíveis frustrações e consequências, ninguém poderá viver por você. Pense por um instante. Será que vale a pena? Não escolha o livro pela capa Por sermos seres emocionais e SENSORIAIS – na essência, movidos pelos sentidos – temos a tendência de ser guiados pela aparência de todas as coisas. As cores, formas e tendências nos chamam a atenção e com frequência são as razões de nossas escolhas. Assim, escolhemos relacionamentos, roupas, carros, pratos e até o pãozinho nosso de cada dia pela aparência. Isto não é de todo ruim. Mas pode ser enganador. Enganador porque nem tudo o que tem aparência tem
  52. 52. 54 Juventude que Prevalece essência ou qualidade. E precisamos analisar todas as coisas que queremos para não permitir que pela emoção, abracemos o que não é verdadeiro. Mais uma vez, o domínio próprio entra em cena. Sem ele, nós seremos tentados a comprar, conquistar, reivindicar, abraçar, aceitar e até casar, com aparências que mais tarde se tornarão as maiores frustrações de nossas vidas. O domínio próprio vai te ajudar a dar tempo ao tempo, e permitir que aquilo que é bom para você hoje seja provado e aprovado. Podemos estar falando de um móvel, de um imóvel ou de um futuro marido. Especialmente na área emocional e relacional, você precisará ser muito cuidadoso para não se envolver rapidamente com quem quer te conquistar às pressas, através de atitudes, palavras e gestos que impressionam. Não troque o melhor pelo bom Todos os dias nos deparamos com a necessidade de escolher. As escolhas estão em todo momento da vida. Começam simples e na medida em que crescemos e amadurecemos o nível de decisões tendem a se complicar. Nem tudo é tão simples como escolher com que sapato ir à festa; que sabor de sorvete comprar ou que filme alugar para o final de semana. Algumas decisões parecerão simples, mas seus efeitos sobre nossa vida, família, carreira e futuro serão drásticos. Nessa corrida, temos a tendência de procurar as coisas boas que resolvem com maior agilidade questões que chamamos de urgentes e encontramos
  53. 53. 55 Eneas Francisco soluções temporárias para questões permanentes. Como um impulso sexual não controlado, estas decisões nos satisfazem por um período de tempo, por um momento, mas a história que deixam para a gente contar é um drama cheio de lágrimas. Eu colocaria desta forma: coisas boas duram por um momento; mas as melhores permanecem para a história. Agora, como discernir o que é bom e o que é melhor? Você precisa fazer pra si mesmo a pergunta cinematográfica:“foibompravocê?”Suarespostadefinirá se foi só por um momento. Até porque nem tudo o que é bom faz bem. O que te faz bem são as melhores coisas da vida, exercitadas e aproveitadas na hora certa em que devem surgir em sua vida. As drogas te proporcionam um bem-estar e uma viagem boa. Todavia, não é a melhor das viagens, pois geralmente quem fica para trás é sua família, esperando que você volte de uma viagem para a qual comprou bilhete só de ida. O sexo sem compromisso é bom. Mas te leva por uma estrada de diversos parceiros e insegurança. Você deixa de pensar quando é tomado pela sensualidade do momento e sua história fica marcada por corações feridos, risco de doenças sexualmente transmissíveis e filhos de pais ausentes. Qualquer sentimento ou sensação boa, mesmo que resultante de algo que tenha ocorrido fora da estação apropriada, vai gerar dores de cabeça. Não há nada melhor do que construir uma história com alguém com quem você vai crescer e aprender a
  54. 54. 56 Juventude que Prevalece desfrutar da vida de formas nunca imaginadas antes, porque você construiu uma história. Algo muito além do que um simples momento bom, porém que deixa um vazio gigantesco e um sentimento de que algo lhe foi tirado. Conseguiu um bom namorado? Pense bem! Estude o rapaz, suas escolhas, suas atitudes, seus relacionamentos e decida se vai valer a pena. Não quero dizer que você deve passar a vida procurando o perfeito, porque ele não existe. Mas procure o melhor! Não se entregue para qualquer um porque um punhado de outras mulheres gostaria de tê-lo como namorado. Neste caso até vale a pena verificar que tipo de gente deseja aquilo que temos, pois teremos uma imagem mais clara do tipo de gente que somos. Realizações excelentes Aprenda que você não é melhor que ninguém (já mencionado). Mas suas realizações serão comparadas com as realizações de outras pessoas. O nível de excelência que você empregar em cada tarefa a você delegada vai levar você para níveis mais altos, tanto de exigência como de confiança. A confiança das pessoas é um dos melhores meios pelos quais medir sua eficácia em qualquer ambiente. Oportunidades vêm e vão e cada oportunidade mal aproveitada devido à sua negligência roubará de você oportunidades ainda maiores no futuro. Quando uma nova oportunidade surgir não fique extremamente empolgado a ponto de sair fazendo. Pare e pense!
  55. 55. 57 Eneas Francisco Existe um meio de realizar esta tarefa de forma ainda mais excelente? Em menos tempo sem perder a qualidade? O que mais pode ser feito de forma a complementar o que me foi pedido? Qual meu nível de autonomia para alterar isto para melhor? Quem faz isso com maior frequência? Como é possível fazer ainda melhor? Um dos maiores problemas quando recebemos uma tarefa é a pressa por realizar. Dá até a impressão que estamos numa corrida contra o tempo, ou estamos tentando fazer em menos tempo que o concorrente. Mas em muitas das tarefas, somos nosso único concorrente. Você lembra que sorriso surgia no seu rosto quando era o primeiro aluno a entregar uma prova? Pura imaturidade. Você não estava “apostando corrida” contra seus colegas, como diríamos naquela época. Você estava correndo contra si próprio. Desta forma: 1) Ouvir instruções com atenção é a coisa mais importante a ser feita; 2) Não precisamos ser apressados a ponto de perder a qualidade; 3) Somos nosso maior concorrente; 4) Excelência precisa ser aplicada: 5) A excelência deve se tornar um hábito; e 6)Sevocênãovencerasimesmo,jamaisvenceránavida. Defina o que você quer realizar Para prevalecer na vida, uma das primeiras coisas a se saber é o que queremos. Sem saber o que queremos
  56. 56. 58 Juventude que Prevalece não teremos o senso de direção necessário, e tampouco conseguiremos alguém que nos apóie numa jornada rumo a lugar algum. Por certo, sua cabeça – assim como a minha – se enche de ideias brilhantes de todos os tipos e cores. Num momento você quer viajar pelo globo e no outro quer se tornar cardiologista. Ter em mente o que se quer é fundamental para poder tomar decisões mais simples que gradativamente vão te posicionar para o ‘grande lance’. Às vezes começar é dolorido. Tenho amigos bem-sucedidos em diversas áreas que quando compartilham seus primeiros passos parecem dar a ideia de dó e fracasso, mas a realidade que vivem hoje é totalmente o contrário. Alguns dos maiores músicos não se envergonharam de começar como roadies1 ; alguns dos maiores cozinheiros puseram o pé na cozinha pela primeira vez para lavar pratos; alguns dos maiores autores iniciaram escrevendo pequenos textos que ninguém apreciava. O que eles têm em comum? O começo! Colocar o pé na água rumo ao extraordinário pode ser uma longa viagem, mas que vale sempre a pena. Há pouco tempo eu preguei uma mensagem baseada na mensagem sob o título “Viver com significado” do Bispo Charles Blake, cujo texto base era Salmos 107:23- 29: Outros desceram ao mar em navios; comerciaram nas grandes águas. Viram as obras do Senhor, as suas maravilhas nas 1 também conhecidos como bagagistas de banda; que carre- gam equipamentos, montam aparelhos, afinam instrumentos, etc.
  57. 57. 59 Eneas Francisco profundezas. Pois ele falou e se levantou um vento tempestuoso, que elevou as ondas. Subiram aos céus e desceram aos abismos; a sua alma se derreteu em angústias. Fez cessar a tormenta; acalmam-se as ondas. Alegraram-se com a bonança; e os levou ao porto desejado. Não é um texto lindo, que nos faz pensar sobre a coragem de entrar num navio para atravessar os mares bravios? Eu precisei mencionar um pouco da história do Brasil para deixar minha mensagem mais compreensível! Se você já estudou história, há de lembrar que o Brasil foi descoberto por Pedro Álvares Cabral. Há de lembrar também que foi por causa das “descobertas” de Cristóvão Colombo que Pedro Álvares Cabral acreditou que aqui fossem as Índias. Somente alguns dias do desembarque no Brasil, Cabral notou que não era uma Ilha e muito menos as Índias. Seguiram viagem para as Índias no começo de maio e chegaram em setembro. Bem depois passaram a chamar a América de índias ocidentais em contraposição às índias orientais. Conheço muita gente que tem medo de entrar num navio. Medo até desses navios fantásticos, que fazem cruzeiros pelos mais lindos lugares do mundo. Mas ter medo hoje é café pequeno. A tecnologia está tão avançada que você entra num navio que tem piscina, boate, teatro, restaurantes, lojas, bancos e academia de ginástica. Os equipamentos são de última geração. GPS, radares,
  58. 58. 60 Juventude que Prevalece satélites e um nível de segurança quase infalível. Agora, imagine-se atravessando os mares bravios – que ainda são os mesmos – a bordo de navios que não tinham nada disso, senão velas, remos, um capitão sem radares, alguns botes salva-vidas, bússolas e leme. Imagine-se saindo para descobrir e conquistar a bordo de um desses; isso é o que podemos chamar de aventura e vida com significado! Foi num desses que Pedro Álvares Cabral deixou Portugal rumo às Índias. E veja só no que deu! Chegou ao Brasil e acreditou que era seu destino final. Chamou de índio quem encontrou por aqui e o Brasil virou o que é hoje. Tirando toda a parte da história que não gostamos, especialmente do controle e abuso de Portugal sobre o Brasil, o que você me diz sobre este tal de Pedro? Ele não é o cara? Transformou o que encontrou naquilo que pensou que fosse seu destino! Talvez viesse a passar pela sua cabeça mais tarde: “isso aqui são as Índias sim, senhor! Eu não naveguei por estes mares bravios à toa. Que se exploda o destino original! Cheguei a algum lugar!” O que esta história nos ensina? Ela nos ensina que sair da nossa origem – ou comodismo – vai certamente nos levar a algum lugar. Pode ser que não cheguemos ao destino programado, mas certamente chegaremos a algum lugar. Se pudéssemos perguntar – o que não será possível, porque ele já virou cadáver – ao tal do Pedro Álvares Cabral se valeu a pena sair com um objetivo final em mente, o que você acha que ele nos diria? No caso dele pensar em reclamar por não ter chegado
  59. 59. 61 Eneas Francisco ao destino que ele queria a princípio, poderíamos sugerir para ele um capítulo do livro As 21 irrefutáveis leis da liderança, chamado A Lei da Navegação do mestre em liderança John Maxwell, mas isso são outros quinhentos! Começar com o objetivo final em mente é fundamental para quem quer viver com significado. Você certamente correrá riscos. Mas lembre-se que a vida sempre foi assim – desde antes de você existir – e continuará sendo. Não existem limites para nada que queiramos realizar! Pense nesse fenômeno chamado Facebook! Sei que você não para de pensar nele. O que é o Facebook se não uma trilha aberta por Mark Zuckerberg dentro de uma floresta chamada internet? Se você voltar um pouquinho no tempo, vai lembrar-se de um homem chamado Graham Bell que inventou o tal do telefone. Ele encontrou esta gigante floresta chamada telecomunicação e começou a criar uma trilha. Mais tarde o Sr. Bill Gates, criador do Windows, deu um jeito de criar sua própria trilha dentro da trilha criada por Graham Bell para fazer sua máquina conectar pessoas. O que o Facebook fez até aqui, não foi outra coisa senão desenvolver sua trilha dentro de outra trilha. Agora, já existem milhares de empresas se aproveitando da trilha do Facebook para desvendarem novos caminhos, mas ainda há muita trilha a ser aberta. O que você está fazendo? Dentro desta grande floresta da vida, existem milhares de trilhas abertas. Mas, como identificamos
  60. 60. 62 Juventude que Prevalece uma trilha? Olhamos para o chão e percebemos que no meio do mato existe um caminho criado e que sabemos já ter sido percorrido por que ali já não nasce mais mato como antes; a terra é vista e logo percebemos que leva a algum lugar. O que a maioria dos acomodados faz – isto, em todas as áreas da vida – é continuar olhando para o chão procurando trilhas abertas por outros para se sentirem seguros. Mas certamente toda e qualquer trilha aberta vai nos levar a lugares já antes percorridos pelos primeiros desbravadores. É claro que tem o seu valor entrar na trilha do Bill Gates e em algum ponto do caminho, sair da trilha dele e descobrir o que pode ser descoberto que ainda não passou pela cabeça dele. Mas ele sempre será o Bill Gates que deu as primeiras picadas no mato para que você pudesse estar onde está hoje. Onde está Graham Bell? Onde está Pedro Álvares Cabral? Onde está o jeito novo de se fazer as mesmas coisas? Ou onde está a coisa nova que nunca foi feita? Vamos à Bíblia? Um dos maiores desafios que qualquer jovem cristão enfrenta quando descobre que há um propósito a cumprir é procurar cases anteriores semelhantes. Mas aí está o problema. Tudo o que é novo nunca foi feito antes! Quer exemplos? Vamos lá! Olhe para a vida de Moisés. Imagine Moisés parado frente ao Mar Vermelho quando Deus diz pra ele tocar nas águas, pensando, tentando lembrar-se de algum dos seus amigos ou alguém de sua família que já havia
  61. 61. 63 Eneas Francisco tocado no mar em obediência a uma ordem de Deus e o mar tenha sido aberto? Olhe para Josué e pense em Josué tentando ser encorajado pela vida de alguém que antes dele tenha possuído a terra prometida. Imagine o profeta Elias cavando em sua memória exemplos anteriores de profetas que venceram profetas de Baal. Imagine se Davi tentasse fazer um levantamento de todos os meninos que derrubaram gigantes, antes de confrontar Golias! Imagine a insegurança de Ester quando da grande responsabilidade em suas mãos de poupar o seu povo. Ela não tinha referências anteriores de outras moças, governando e intercedendo pelo povo em outra nação. Nenhum deles teria feito o que fizeram porque foram os primeiros. Foram os desbravadores do seu tempo e eles não podiam ouvir outra voz que não fosse a de Deus. Ouvir a voz de Deus é saber que o novo exige você! Aquilo que está guardado em seu coração nunca se manifestará para a humanidade, a menos que você aja! O que é que você tem para servir ao mundo? Qual a invenção, ideia, projeto, iniciativa que jamais ocorrerá caso você não manifeste o que tem? Saber o que deve ser feito é fundamental. Discernir que o que se tem a oferecer é único, é imprescindível. Pare e ouça a voz de Deus, e então contribua para o avanço da humanidade. Isso pode começar com testes de tarefas e planos menores e aparentemente sem significado, mas que com o tempo desenvolverá em você a coragem
  62. 62. 64 Juventude que Prevalece que não pode faltar em nenhum daqueles que foram chamados para obras extraordinárias. Esforça-te e tenha bom ânimo! Sempre termine o que começar Parte do teste será dar continuidade a cada projeto iniciado, pois se você não construir este hábito com coisas que todo mundo pode fazer, ao ser confrontado pela necessidade de agir em algo extraordinariamente maior, você não terá a disciplina, a coragem e a tenacidade necessárias para tal atitude. Quais os passos a serem dados rumo a esta preparação? 1) Mantenha sua palavra nas coisas mais simples; 2) Sabendo que não poderá cumprir com uma promessa, comunique imediatamente a pessoa com quem você falhou; 3) Procure não fazer promessas que não possa cumprir – isto lhe poupará muitas dores de cabeças; 4) Assuma riscos gradativamente; 5) Não se desespere frente a desafios – nosso inimigo e nosso coração são especialistas em nos fazer tomar decisões permanentes em situações passageiras, que aparentemente são inadiáveis; 6) Prepare-se para ser um desbravador; 7) Não fuja de desafios. 8) Não assuma desafios que não possa suportar ou financiar; 9) Evite atalhos;
  63. 63. 65 Eneas Francisco 10) Enfrente as tempestades com o destino em mente; 11) Faça da tecnologia sua parceira – Pedro Álvares Cabral não tinha o que você tem e “descobriu o Brasil”! e, 12) Viva com significado.
  64. 64. Como o ferro com o ferro se aguça, assim o homem ao seu amigo. Provérbios 27:17 Para vivermos relacionamentos excelentes, precisamos ter em mente que as pessoas não são como gostaríamos que fossem; não podemos mudar as pessoas e somos responsáveis por contribuir para a melhoria das pessoas que se relacionam conosco. É importante entendermos que se as pessoas agissem da forma que nós quiséssemos, não teria graça. Não aprenderíamos nada sobre a natureza humana, e nos sentiríamos donos de toda a verdade. Não haveria liberdade. Na verdade a liberdade plena não pode existir #5 Relacionamentos
  65. 65. 68 Juventude que Prevalece porque seria o mesmo que a escravidão. Liberdade só é boa quando há equilíbrio de interesses, direitos e obrigações. O próprio Deus poderia ter criado o homem para fazer tudo o que Ele quisesse, e fosse totalmente controlável. Mas Ele escolheu ter um amigo que pudesse discordar dele. É importante saber que relacionamentos excelentes exigem transparência para serem bem-sucedidos. Eu costumo dizer em minhas pregações que se seu melhor amigo não diz pra você que você tem mau hálito, ele não é seu melhor amigo. Pois amigos de verdade querem nosso bem e nos ajudam ao máximo, para evitar que sejamos envergonhados. Apontar o problema não é suficiente. É fundamental apontar soluções. Não podemos ignorar que a diversidade é uma bênção e não uma maldição. Graças à diversidade de um Deus criativo, podemos ver nações e etnias embelezando nosso mundo. Brancos, negros, amarelos, altos, baixos, gordos e magros, tudo contribuindo para que não sejamos bilhões de robôs idênticos peregrinando pela face da terra. É na diversidade que nossa liberdade de escolha é enriquecida. Em alguns momentos, podemos escolher o branco, e em outros, o azul. É na diversidade de empresas oferecendo produtos semelhantes que uma nos chama a atenção por oferecer o melhor serviço. É graças à diversidade que podemos comer macarrão num domingo e baião de dois no outro. Isso não é maravilhoso?
  66. 66. 69 Eneas Francisco De igual modo somos beneficiados pela bênção da diversidade nos relacionamentos, nas pessoas que embelezam nosso mundo, nossa história. Tentar se relacionar de forma igual com pessoas diferentes é assumir o papel de ignorante. É tentar padronizar relacionamentos que nunca poderão ser iguais, pois as pessoas vêm de famílias, histórias, experiências e dores diferentes, e temos que nos ajustar a cada uma delas. Quando a Bíblia nos diz que “Deus amou o mundo de tal maneira... para que todo aquele que nele crê não pereça... ” nos mostra um Deus que estende os braços e recebe a todos! De tal forma que oferece condição de filho para todos os que recebem a Cristo! Mas a todos quantos o receberam, àqueles que crêm no seu nome, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus... João 1:12 Lendo os evangelhos, percebemos que mesmo Jesus tendo um propósito específico para os judeus, ele não teve como negar de Sua graça para uma mulher grega, seu perdão para os soldados romanos e Sua cruz para Simão Cirineu. E após sua morte e ascensão, a vinda do Espírito Santo capacitou os discípulos para uma obra abrangedora e inclusiva para toda raça, língua e nação, de tal forma que o mundo ocidental foi transformado pelo poder do Evangelho. O encontro de Jesus com a mulher samaritana no
  67. 67. 70 Juventude que Prevalece poço, relatado em João 4, nos mostra um Jesus relacional. Um Jesus que tinha o que dar para a melhoria da vida de qualquer pessoa, em qualquer momento. Ele usou de sua própria necessidade para construir uma ponte que o guiasse à necessidade daquela mulher e, por conseguinte alcançou os ouvidos de todos da comunidade de Sicar. Se você, enquanto jovem, quer prevalecer, será necessário quebrar alguns preconceitos no que se diz respeito a relacionamentos. Revelar o amor de Cristo tem muito mais a ver com relacionamentos do que com dons e talentos. Temos a tendência – por que fomos ensinados assim – de estereotipar todo mundo. Temos apelidos para todo mundo. Para nós é muito fácil abrir a boca e chamarmos a moça de patricinha, o rapaz de mauricinho, o outro de “mané” - nada pessoal contra os Manoéis - a outra de largada, etc. Estamos mais querendo saciar nossa fome de diversão em cima dos tipos e estereótipos alheios do que construir pontes que nos levam a alma das pessoas. E quer saber da real? Não queremos construir a tal ponte porque temos preguiça de atravessa-la e ainda pior, temos medo de atravessar e chegar do outro lado sem nada a oferecer, senão rótulos e conversas vazias. Como a moçada gosta de falar no facebook, #fikadika, é melhor você se relacionar com Jesus primeiro. Vai fazer bem pra você e para as pessoas cujas pontes do coração você decidir atravessar. Mas este encontro com Cristo não deve demorar
  68. 68. 71 Eneas Francisco a acontecer. Se não, mesmo que não atravessemos a ponte para chegar aos corações, continuaremos a atravessar corações com palavras malditas, não pensadas e vazias. Com apelidos que ferem os corações que nunca estaremos dispostos a curar. Certo tempo atrás uma pessoa que conheci recentemente me abordou com um grande sorriso amarelo no rosto e disse: “puxa pastor... eu lembro da primeira vez que a gente se viu e você ficou rindo de mim e me deu um apelido!” Eu fiquei chocado! Eu senti que ele estava meio chateado, mas eu também sabia que eu não tinha feito aquilo, especialmente porque não muito antes, eu havia ensinado a um jovem da igreja o seguinte: quando você chegar a qualquer lugar e se encontrar pela primeira vez no dia com alguém, nunca aborde a pessoa com uma brincadeira ou com uma bronca daquela do tipo nossa, atrasado de novo, hein! Tampouco se encontre com uma pessoa pela primeira vez dando apelido à pessoa. O por quê desta instrução? Porque não sabemos de onde a pessoa vem e quais os traumas que ela carrega. Uma palavra nossa fora de hora pode causar feridas que jamais teremos acesso novamente para curar. Quando eu citei para o rapaz que eu vivia esta regra e estava certo que não lhe dera apelido algum, ele não teve outra coisa a fazer senão pedir desculpas e lembrar quem foi que fez isso a ele quando nos visitou pela primeira vez.
  69. 69. 72 Juventude que Prevalece Em minha função pastoral preciso construir pontes aos corações das pessoas e não destruí-las. Quando o acesso me é negado, respeito. Mas quando é dado, procuro usar da melhor forma para criar um relacionamento saudável onde ambas as partes cresçam. Então, quando digo que as pessoas não são como gostaríamos que fossem, não estou somente dizendo que não podemos achar que todo mundo deve ter a personalidade do nosso melhor amigo, mas estou dizendo que muitos não querem ter e nunca terão compatibilidade alguma com nossos melhores amigos, mas estão abertas para receberem nossa influência, se pudermos suportá-las (entenda apóia-las) num amor genuíno. Falando com sinceridade Para não desenvolvermos conflitos ao compartilhar a verdade,éimportante,apartirdoiníciodorelacionamento, o desenvolvimento de um pacto de transparência. Isso pode garantir que sua amizade ou relacionamento seja duradouro e haja a compreensão de que queremos o bem do outro. Isto se aplica aos relacionamentos entre pais e filhos, pastores e ovelhas, namorados, cônjuges e amigos. Falar com sinceridade e amor nos torna pessoas inesquecíveis e torna as pessoas, que fazem parte de nossa vida, também inesquecíveis. Um grande desafio que enfrentamos é que o ser humano não está disposto a ouvir a verdade.
  70. 70. 73 Eneas Francisco Nós acreditamos que ninguém tem autoridade pra vir falar essas coisas para nós. Sempre nos comparamos com quem quer que venha nos dizer a verdade, e, se não falamos, pelo menos pensamos: ‘quem ele pensa que é?’ Fazendo comparações, sempre encontraremos áreas da vida das pessoas que querem nos ajudar que as desabonem frente aos nossos sucessos, principalmente na área em que o outro tenha fracassado. Por exemplo, talvez alguém que queira te ajudar num conselho sobre finanças, não tem uma família exemplar, e você vai querer usar os fracassos da pessoa nessa área para se defender da verdade que ela queira lhe falar. Mas isso não será desabonador para a pessoa, uma vez que todos temos limitações e fracassos em diferentes áreas da vida. Para evitar conflitos nessa área e correr o risco de ficar sem a verdade, cabe a necessidade de um pacto no desenvolvimento de novos relacionamentos. Sei que a maioria de nós não consegue conceber um pacto como este, mas do seu jeito, tente desenvolver um. Na verdade, todos nós já nos encontramos em situações onde parecia que tínhamos liberdade de falar algo para um amigo que nos olha no fundo do olho e pergunta: mas quem é você para falar disso? Não se intrometa em minha vida! Cuida da sua vida! Para que isso não aconteça é necessário criar um ambiente de liberdade nos relacionamentos e caso isso não aconteça o relacionamento ficará limitado pela
  71. 71. 74 Juventude que Prevalece opção dos participantes. Então quando você estiver com alguém que você considera ‘um de seus melhores amigos’ faça as seguintes perguntas: Você me diria se eu estivesse com mau hálito? E no caso de você estar com este problema, posso falar sobre isso? Se eu descobrir que você fez algo extremamente errado e ameaçador ao seu bem-estar, você me permite te corrigir? Você estaria disposto a me corrigir no caso de eu errar? Gradativamente corrija o português do seu amigo e permita que ele corrija o seu. Pequenos exercícios e questões como estas ajudarão você não somente a identificar amigos de verdade como poderá acompanhar crescimento oriundo de conhecimento e liberdade para afiar um ao outro. Como o ferro com o ferro se aguça, assim o homem ao seu amigo. Provérbios 27:17 Estabelecendo limites Para evitarmos frustrações, vergonhas e situações de conflito entre nós e as pessoas ao nosso redor, precisamos trabalhar com limites. Você precisa saber até onde pode ir com suas conversas e brincadeiras e da mesma forma, precisa deixar claro o que você permite ou proíbe que seja feito ou dito sobre/para você. Como pastor, já vi muitas amizades de longos anos terminarem por falta de sensibilidade de uma das partes. Limites são margens de segurança para todo e qualquer relacionamento. Sem comunicação clara acerca de até
  72. 72. 75 Eneas Francisco onde podemos ir em nossas conversas, brincadeiras e atitudes, corremos o risco de continuar perdendo e depois fazer aquela pergunta: ‘por que ninguém quer ser meu amigo’? Relacionamentos são trocas. Eu me ofereço a você e você se oferece a mim. Nessa troca estão incluídos sentimentos, lágrimas, pedidos, favores, entre muitas outras coisas. Assim, para protegermos nossos corações, não podemos entrar de cabeça nos relacionamentos sem um avanço gradativo no processo de conhecimento. Existem vários tipos de amigos. Muitos são possessivos. Outros são do tipo ‘nem aí’; eles não te ligam e você não telefona pra eles (sorria se você é deste tipo). Mas todo mundo precisa de espaço em cada momento da vida. Quando limites não são estabelecidos, não sabemos até onde podemos ir e isso com frequência leva a conflitos que poderiam ser evitados, se tivéssemos comunicação clara no início de tudo. Precisamos ser sensíveis e claros quanto à expectativa que as pessoas colocam em nós. O patrão tem uma expectativa, seus pais têm outra; a igreja tem outra; e escola tem outra e os amigos têm outra. Mas não discutimos as expectativas e isso com frequência nos leva à frustração. Às vezes, sequer sabemos que essas pessoas citadas depositaram em nós alguma expectativa e só podemos cobrar aquilo que ensinamos. Deus exigia fidelidade de Israel porque libertou
  73. 73. 76 Juventude que Prevalece o povo e disse como queria ser tratado: ‘Ouve Israel, o teu Deus é o único Deus’ (nada de idolatria, nada de pecado). Hoje as pessoas sequer sabem por que serão cobradas. Frustração é ter uma expectativa não correspondida. Defenda-se deste mal comunicando- se claramente com amigos, chefes, líderes e com seu namorado. Isto vai lhe poupar muitas dores de cabeça. Fidelidade Por último, mas não menos importante, seja fiel aos seus relacionamentos. Não compartilhe com outros amigos/parentes o que um deles confiou a você. Algumas pessoas não têm ninguém em quem confiar, e uma vez que confiam a nós, não podemos colocar em risco tal nível de confiança. Uma das piores sensações é a de saber que um amigo de minha confiança compartilhou detalhes de minha vida com o melhor amigo dele. Cumpra com sua palavra. Muitas vezes temos dificuldade em cumprir com uma promessa ou manter um compromisso. O mínimo que podemos fazer quando isso acontece, é evitar ao máximo que a pessoa se decepcione sem ao menos ter recebido uma ligação para desmarcar o compromisso ou um pedido de desculpas. Este protocolo nos ajuda a manter os relacionamentos, e, mesmo quando a confiança tenha sido abalada, ainda haverá chance de reconstrução porque houve interesse em prestar contas acerca da falha cometida.
  74. 74. Anda com os sábios e serás sábio, mas o companheiro dos tolos sofre aflição. Provérbios 13:20 Escolher bem as companhias é uma área na qual não podemos nos dar ao luxo de errar. Escolher o cabeleireiro errado é terrível, mas seu cabelo cresce de novo; escolher o restaurante errado é muito chato, mas a comida sai daqui a pouco e você não será obrigado a voltar ao mesmo restaurante; escolher o perfume errado é terrível, mas você pode dar para alguém que goste e depois comprar um que lhe agrade; escolher a roupa errada não é nada bom, mas se você não tirar a etiqueta, #6 Companhias
  75. 75. 78 Juventude que Prevalece ainda tem chance de trocar. Mas escolher companhias erradas, não é somente ruim, como também pode ser irreversível e contagioso. Infelizmente, aquela velha história do “diga-me com quem andas que te direi quem és” ainda é verdadeira. Precisamos acordar e fazer melhores escolhas quanto às nossas amizades. O mundo está cheio de pessoas inteligentes, que querem chegar a algum lugar e realizar algo que seja positivo, mas, infelizmente, muitas vezes escolhem pessoas que não querem chegar a lugar algum e que acabam se tornando seus melhores amigos e influenciadores. Eu poderia lhe dizer que você não deve andar com maconheiros, ladrões, traficantes de drogas e outros tipos. Mas não creio ser necessário. Você já deve ser grande o suficiente para discernir este tipo de pessoas e fazer escolhas quanto às suas companhias e hábitos. Mas há um tipo de companhia tão perigosa quanto às criminosas. Não são tão difíceis de lidar quanto os dependentes químicos e beberrões. Todavia, sua influência negativa não nos permite viver melhor, mesmo longe da criminalidade ou vícios que destroem nossos corpos. Estou falando da companhia dos preguiçosos, dependentes e reativos. Este tipo de gente existe em todo lugar. Na família, na escola, na igreja e no trabalho. Eles grudam na gente como carrapato, e, uma vez envolvidos, eles sabem muito bem como nos prender e chamar a nossa atenção. Até mesmo quando entendemos que não precisamos ficar rodeados por eles,
  76. 76. 79 Eneas Francisco ainda conseguem nos convencer de que são necessárias e, por muitas vezes, se acham fundamentais. Tais pessoas dependem dos outros para tudo. Dependem de amigos para fazer sua tarefa de casa e nunca mostram predisposição para algo novo ou construtivo. Elas vivem reativamente. Se algo bom acontece, reagem com sorrisos, risadas e aplausos. Se algo ruim acontece, reagem com autopiedade e fazem de tudo para que outras pessoas resolvam seus problemas. Mas nunca se posicionam proativamente, de forma a se protegerem das dificuldades da vida. São vítimas da vida e não aprendizes dela. Não quero dizer com isso que você precisa fazer uma lista de amigos seus que se enquadrem nesta classe. Todavia, já é mais que tarde para você, que sonha realizar coisas melhores e maiores, despertar. A menos que estas pessoas acordem para a vida, você não pode ficar rodeado por elas. Infelizmente elas somente serão motivo de mais atraso para seu progresso. Não existe novidade no fato da vida ser difícil. Todos nós somos preparados a cada experiência, a entender que a vida não está brincando. Ela nos ensina quando somos reprovados na escola; nos ensina quando perdemos nosso pai; nos ensina quando nossa família não nos pode prover as coisas que nossos amigos têm. A vida nos ensina quando somos discriminados, abandonados e humilhados. Esta luta nunca deixará de ser travada; ela acontecerá enquanto respirarmos neste planeta. Lutas internas e externas. Desilusões. Enganos.
  77. 77. 80 Juventude que Prevalece Mentiras. Crises existenciais. Nada é novo. Tudo é uma repetição. A menos que nos levantemos proativamente para agir e construir uma base sólida que nos susterá durante as tempestades da vida, continuaremos a sorrir e a chorar, e a buscar consolo nos ouvidos de amigos que também não construíram nada. Enquanto precisamos de pessoas que nos aceitem como somos, precisamos escolher para nós amigos e companheiros que não sejam acomodados com sua realidade atual e estejam dispostos a viver uma vida de realizações sem limites; o que somente a educação (tanto formal como informal) e uma boa dose de cara-de-pau podem nos dar. Não podemos nos acomodar com nossa origem e acreditar que isso nunca vai mudar. Na verdade, as coisas não mudarão se nós não mudarmos. A menos que alcancemos conhecimento maior do que os nossos pais alcançaram, simplesmente repetiremos o ciclo. A menos que tenhamos empregos melhores e invistamos nosso tempo e mente na construção de um futuro melhor, continuaremos a reclamar das oportunidades perdidas e da situação melhor que não nos foi fornecida por nossos pais. Na verdade, nem você nem seus pais são culpados pela sua realidade. Nós só podemos ser responsabilizados pelo que conhecemos. Enquanto somos ignorantes, a responsabilidade de nos tornarmos melhores não recai sobre nós. Talvez possamos culpar o sistema, o governo ou o destino.
  78. 78. 81 Eneas Francisco Todavia, o fato de você ter em suas mãos um livro- despertador como este, é perigoso. Perigoso porque a partir deste momento, você já não é um ignorante. Alguém está abrindo seus olhos e despertando você para um novo momento em sua vida. É muito importante que, ao obter conhecimento, você comece a agir para aprimorá-lo e investi-lo para tornar sua realidade compatível com o que você conhece. Conhecer é ter o poder para abrir novas portas. Conhecer é a chave para abrir uma nova dimensão de vida que lhe permitirá ter novas experiências, encontrar novas pessoas e viver um novo tempo. Por isso, escolher bem quem são as pessoas com quem estabelecer relacionamentos e parcerias dita nosso novo rumo. Se seu ‘melhor amigo’ acha que você tem coisa melhor pra curtir agora do que ler ou se preparar, ele acabou de lhe entregar um certificado de péssima companhia. Qualquer pessoa que você queira chamar de melhor-qualquer-coisa, deve, para começar, apresentar melhores decisões e buscas do que a sua. Eu até entendo o fato de amarmos e curtirmos nossos camaradas, mas não entendo porque somos tão ruins em escolher pessoas que sejam melhores do que nós ou se sobressaiam e sejam modelo de dedicação ao trabalho, estudo e excelência. Pode ser por causa do orgulho. Mas se você quer ser alguém de sucesso, comece já a procurar relacionamentos com pessoas que sejam melhores do que você. Caso contrário, você somente andará com pessoas piores do que você que infelizmente terão influência sobre suas decisões e futuro.
  79. 79. Por favor, não me entenda mal. Não estou dizendo que as pessoas são piores que você como ser humano. Porque ninguém é melhor ou pior que ninguém. Mas a realidade é que enquanto não somos melhores, nossos resultados são; e a sociedade infelizmente não vai parar paraanalisarovalordoserhumano,masanalisaráovalor da sua realização. E por isso você será medido. Portanto, todo cuidado é pouco quando falamos de companhias e influências. Algo precisa ser feito, e com muita urgência para que você deixe de perder tempo, e invista suas energias na extração de valores, conhecimento e disciplina que não poderá ser encontrados em muita gente. Aprenda a ser seletivo quando seu futuro estiver em jogo.
  80. 80. Viste o homem diligente na sua obra? Perante reis será posto; não permanecerá entre os de posição inferior. Provérbios 22:29 Qualquer que seja sua área de atuação, tanto na vida pessoal/profissional como na ministerial, uma coisa é certa: você precisará de aliados. Pessoas que com a mesma paixão que você pela causa abraçarão sua proposta de trabalho e lhe ajudarão a realizar mais, empregando menos esforços. O segredo do sucesso do seu trabalho não repousa no cansaço resultante do que você faz, mas em como você aplica sua energia #7 Networking
  81. 81. 84 Juventude que Prevalece e inteligência para realizar mais e melhor investindo menos tempo, força e recursos. Para que isso seja real em sua vida, desenvolver um networking bem-sucedido será importante. Eu costumo dizer que nunca sabemos quem está sentado ao nosso lado na igreja, no posto de saúde ou no avião. Nunca sabemos com quais riquezas as pessoas podem contribuir para a causa que defendemos ou para um projeto em benefício de outras pessoas. Por isso temos que aprender a nos comunicar bem, sem sermos interesseiros. Precisamos nos interessar não somente por coisas, mas também por pessoas. O que elas têm será investido no relacionamento na medida em que elas descobrirem quem somos, quais as causas que defendemos e o que valorizamos mais: se coisas ou pessoas. Como e com quem desenvolver? A base inicial do networking é sempre área de interesse comum. Se você gosta de ações, seu círculo de relacionamentos deve envolver pessoas com os mesmos interesses e aspirações. Logo, você fará novas descobertas e seus colegas também e poderão compartilhar uns com os outros. Mas além de pessoas do mesmo interesse, você precisa envolver-se com pessoas de áreas de interesses complementares, que no caso, para quem gosta de ações, deve ser tecnologia, corretores, jornalistas, etc. São áreas distintas, mas se complementam. Caso você seja cantor, você precisa desenvolver um
  82. 82. 85 Eneas Francisco networking que inclua, mas não se limite a produtores, arranjadores, designers, músicos, editores, etc., lembrando-se que não pode esquecer nem maltratar os amantes da música, que talvez não atuem em nenhuma destas áreas, mas vão comprar seu CD. A partir destes exemplos, pense em sua área de atuação e desenvolva meios e estratégias de estabelecer relacionamentos com pessoas que possam ser de grande importância para seu sucesso. A palavra networking basicamente significa trabalhando em rede; tem a ver com as pessoas envolvidas no macroprocesso, na execução das mais diversas partes de um todo, que se interconectam. Para você ser bem-sucedido em networking, é muito importante que você leve todas as pessoas que encontrar a sério. Trate todo mundo muito bem. Seja polido. Bom dia, por favor e obrigado são palavras de ordem. Cabelos penteados, dentes escovados e um bom perfume sempre ajudam. Ninguém quer se relacionar social e profissionalmente com pessoas ‘largadas’. Faça seu cartão de visita. Nele deve constar seu nome, e-mail e números de telefones, além da informação sobre o que você faz. Isso pode garantir os primeiros contatos e consequentemente, seu sucesso. Esteja sempre atento. Afinal, você nunca sabe quem está sentado ao seu lado. Reposicione-se Reposicionar é buscar um lugar melhor e a partir deste lugar fazermos novas descobertas. Zaqueu

×