LINGUA PORTUGUESA CADERNO DE ATIVIDADE 5º ANO_3º_e_4º_BIMESTRE-PAIC+

105.594 visualizações

Publicada em

LINGUA PORTUGUESA CADERNO DE ATIVIDADE 5º ANO_3º_e_4º_BIMESTRE-PAIC+ ALUNO

Publicada em: Educação
6 comentários
43 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
105.594
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
49
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5.813
Comentários
6
Gostaram
43
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

LINGUA PORTUGUESA CADERNO DE ATIVIDADE 5º ANO_3º_e_4º_BIMESTRE-PAIC+

  1. 1. CADERNO DE ATIVIDADES LÍNGUA PORTUGUESA VOLUME II 5o ANO
  2. 2. CADERNO DE ATIVIDADES LÍNGUA PORTUGUESA 5o ANO 3o BIMESTRE
  3. 3. Governador Cid Ferreira Gomes Vice-Governador Domingos Gomes de Aguiar Filho Secretária da Educação Maria Izolda Cela de Arruda Coelho Secretário Adjunto Maurício Holanda Maia Coordenadora de Cooperação com os Municípios Lucidalva Pereira Bacelar Orientadora da Célula de Programas e Projetos Estaduais Maria Socorro Bezerra Leal Coordenação Editorial SEDUC Márcia Oliveira Cavalcante Campos Coordenadora do Eixo Alfabetização Aparecida Tavares de Figueirêdo Equipe Eixo Alfabetização Juliana Mendes Cruz Kemilly Mendonça Maciel Maria Esmelinda Capistrano de Sousa Maria Valdenice de Sousa Rosalynny da Cruz Mesquita ....................................................................................................................................... Intituição Parceira: Escola de Formação Permanente do Magistério- ESFAPEM Ana Rosa de Andrade Parente - Direção Cristiane Coelho Ferreira Gomes - Coordenação dos Programas de Formação Artais Pinheiro de Andrade Cunha - Acompanhamento dos Programas de Formação Samara Mesquita Lucas - Acompanhamento dos Programas de Formação Maria Wanderliza Dias Angelim - Assistente Técnica Wilson Linhares - Assistente técnico Colaboradores: Professores formadores de Língua Portuguesa: - Ana Fábia Cruz Barbosa - Francisca Elizabeth de Andrade Lima - Francisco Jackson Moreira de Sampaio - Francisca Lucélia Pereira Saldanha - Iana Mamede Accioly - Kátia Cristina Gomes Lino - Luidmila Tomaz Sá - Marieta Parente Sobreira ...................................................................................................................................... Projeto e Cooordenação Gráfica Daniel Diaz Design Jozias Rodrigues Ilustração Alexandre de Souza, Cris Soares, LEOBDSS Revisão Escola de Formação Permanente do Magistério- ESFAPEM
  4. 4. Apresentação Caro(a) educando(a), Este material didático foi elaborado para contribuir com a sua aprendizagem. Nele você encontrará uma diversidade de textos e de atividades de Língua Portuguesa e Matemática que o(a) ajudará na consolidação dos conhecimentos necessários ao seu bom desempenho escolar e à sua vida. Terá também a possibilidade de produzir textos usando a sua criatividade e verá que, quando juntamos esta experiência com o hábito da leitura, tudo fica mais fácil e vem a sensação gratificante de perceber que suas ideias foram passadas para o papel, de forma compreensiva. Esperamos que você o utilize de forma responsável e prazerosa, pois, somente assim, ele atingirá os objetivos aos quais se propõe. Bom proveito!
  5. 5. SUMÁRIO 3o Bimestre Texto 01 ..............................................................................................................................................7 Texto 02 ..............................................................................................................................................9 Texto 03 ............................................................................................................................................11 Texto 04 ............................................................................................................................................13 Texto 05 ............................................................................................................................................15 Texto 06 ............................................................................................................................................17 Texto 07 ............................................................................................................................................19 Texto 08 ............................................................................................................................................21 Texto 09 ............................................................................................................................................25 Texto 10 ............................................................................................................................................28 Texto 11 ............................................................................................................................................31 Texto 12 ............................................................................................................................................33 Texto 13 ............................................................................................................................................36 Texto 14 ............................................................................................................................................38 Texto 15 ............................................................................................................................................41 Texto 16 ............................................................................................................................................43 Texto 17 ............................................................................................................................................46 Texto 18 ............................................................................................................................................49 Texto 19 ...........................................................................................................................................52 Texto 20 ............................................................................................................................................54
  6. 6. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 7 TEXTO 01 ■ DATA: ____/____/______ Leia com atenção para responder as questões abaixo. O macaco e o crocodilo Fábula africana O macaco vivia numa mangueira perto da margem do rio. Certo dia, um crocodilo se aproximou. “Humm”, o crocodilo pensou, “Estou com vontade de comer coração de macaco no jantar.” Então, ele disse para o macaco: — Desça da árvore para brincar comigo. — Eu não posso brincar com estranhos — respondeu o macaco. — Mas eu quero lhe mostrar uma mangueira do outro lado do rio, que dá mangas muito melhores do que a sua árvore. — É mesmo? — exclamou o macaco. — Mas eu não sei nadar. — Não tem problema — sorriu o crocodilo. — Pule nas minhas costas que eu o ajudo a atravessar o rio. O macaco pulou nas costas do crocodilo. Logo estavam no meio do rio. De repente, o crocodilo começou a mergulhar, com o macaco ainda em suas costas. — Socorro! Pare! Estou me afogando! — gritou o macaco. — Segure-se — o crocodilo sorriu. — Eu vou afogá-lo, pois quero comer coração de macaco no jantar, e você foi burro o suficiente para confiar em mim. — Ah — lamentou-se o macaco. — Eu gostaria que tivesse me contado a verdade. Aí eu teria trazido meu coração comigo. — Quer dizer que você deixou seu coração na mangueira? — perguntou, descrente, o crocodilo. — Mas é claro — respondeu o macaco. — Nesta selva perigosa os macacos não correm por aí com seus corações. Nós os deixamos em casa. Mas vou lhe dizer o que podemos fazer. Você me leva para a mangueira com frutas maduras, do outro lado do rio, e depois podemos voltar para pegar meu coração. — Nada disso — desdenhou o crocodilo. — Vamos voltar e pegá-lo agora mesmo! Segure-se aí! — Tudo bem — concordou o macaco. Então o crocodilo deu meia volta e rumou para a mangueira do macaco. Assim que eles chegaram à margem, o macaco subiu na árvore e jogou uma manga na cabeça do crocodilo. — Meu coração está aqui em cima, crocodilo estúpido! — disse ele. — Se quiser comê-lo, vai ter de subir aqui e pegar! O macaco e o crocodilo, Fábulas do mundo todo. São Paulo: Editora Melhoramentos, 2004. pp. 35.36 5 10 15 20 25
  7. 7. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 8 1. Onde se passa a história? 2. Quem são as personagens presentes no texto? 3. Na oração: “Desça da árvore para brincar comigo.” A palavra “comigo” (linha 4) se refere a quem? 4. No trecho: “— Mas eu quero lhe mostrar uma mangueira do outro lado do rio, que dá mangas muito melhores do que a sua árvore.” A palavra destacada no trecho é o mesmo que (A) árvore frutífera. (B) árvore medicinal. (C) árvore seca. (D) árvore sombria. 5. A finalidade desse tipo de texto é (A) argumentar. (B) narrar. (C) persuadir. (D) sensibilizar. 6. Na frase: “— perguntou, descrente, o crocodilo”. A palavra em negrito é o mesmo que (A) confiante. (B) fervoroso. (C) fielmente. (D) Incrédulo. 7. No trecho: “Estou com vontade de comer coração de macaco no jantar.” O uso das aspas nesse contexto, foi utilizado para (A) indicar uma citação. (B) fazer uma indagação. (C) suscitar alegria. (D) representar a fala. 8. Pelo desfecho do texto, percebe-se que o macaco foi (A) confuso. (B) esperto. (C) ingênuo. (D) paciente. 9. A partir do seu entendimento com o texto, dê uma moral para a história.
  8. 8. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 9 TEXTO 02 ■ DATA: ____/____/______ Leia o texto abaixo. A sucuri A sucuri, a maior cobra do mundo, pode matar animais maiores que ela porque tem força su- ficiente para apertar e quebrar ossos. As cobras menores, como a coral, imobilizam suas presas mordendo-as e injetando-lhes veneno. Lição de Casa 2000. São Paulo: Klick Editora. 2000 1. A palavra SUCURI no texto, faz referência a (A) uma espécie de anta. (B) uma espécie de cadela. (C) uma espécie de cobra. (D) uma espécie de jacaré. 2. Na frase: “...a maior cobra do mundo...” a palavra “mundo” dá ideia de (A) intensidade. (B) lugar. (C) modo. (D) tempo. 3. A linguagem utilizada foi (A) variedade padrão formal. (B) variedade padrão informal. (C) linguagem não-verbal. (D) linguagem mista. 4. A finalidade desse texto é ______________________________________________. Leia o trecho abaixo. “As cobras menores, como a coral, imobilizam suas presas mordendo-as e injetando-lhes veneno.” 5. Reescreva o trecho acima trocando as palavras que estão em negrito pelos sinônimos correspondentes. ____________________________________________________________________________ REVISE SUA ATIVIDADE PARA GARANTIR 100% DE SEU APRENDIZADO!!!
  9. 9. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 10 Rap da Felicidade Eu só quero é ser feliz Andar tranquilamente na favela Onde eu nasci E poder me orgulhar E ter a consciência de que o pobre tem seu lugar... Rap da Felicidade. MC Cidinho e MC Doce. Programa Um. Som Livre. 6. O texto está em forma de _____________________________ e tem como finalidade _________ ___________________________________________. 7. Você conhece a dupla da música? Que estilo musical é usado pelos cantores? 8. O assunto que trata a música é (A) a discriminação. (B) a infelicidade. (C) a moradia. (D) a violência. 9. Que tipo de felicidade o compositor retrata na música? 10. Dê sua opinião, a respeito da representação poética retratada em cada um dos versos. REVISE SUA ATIVIDADE PARA GARANTIR SEU APRENDIZADO!
  10. 10. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 11 TEXTO 03 ■ DATA: ____/____/______ Suriá SURIÁ. Folha de São Paulo, São Paulo, 19 de jul. de 2003. Folhinha. 1. O texto tem características de ____________________________________________e contém História em quadrinhos: balões (diálogos), personagens, pontuações enfáticas, onomatopéias (representando os diversos sons), interjeições (admirações), elementos da narrativa: introdução, desenvolvimento, conflito e desfecho. 2. Quem é Suriá no texto? _____________________________________________________ 3. O que deu origem a história? ____________________________________________________ ____________________________________________________________________________
  11. 11. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 12 4. No final do texto a personagem demonstra ser (A) arrogante. (B) egoísta. (C) interesseira. (D) parceira. 5. No terceiro quadrinho, na fala TAMBÉM EU! indica que a personagem está (A) admirada. (B) eufórica. (C) chorando. (D) pensando. 6. “Vou fazer mais que isso...” (1º quadrinho). O sinal de pontuação no final da frase indica que há uma (A) admiração. (B) continuidade. (C) pausa. (D) pergunta. 7. Na fala: “MARGÔ! Quer voltar a ficar bem comigo e entrar numa história super-legal? É usado um tipo de linguagem (A) culta. (B) informal. (C) regional. (D) técnica. 8. Agora, reescreva a história em quadrinhos, transformando-a em um texto em prosa. Não esqueça de utilizar a linguagem própria dos diálogos quando for necessário: ponto-final; vírgula; travessão; dois-pontos; exclamação e interrogação. ______________________________________ __________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ CAPRICHE NA SUA CALIGRAFIA E PROCURE REVISAR SEU TEXTO COM ATENÇÃO!
  12. 12. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 13 TEXTO 04 ■ DATA: ____/____/______ Leia o texto para responder as questões abaixo. Saudosa Maloca Se o sinhô num tá lembrado, dá licença de contá, é que onde agora está esse edifício arto, era uma casa véia, um palacete assombradado. Foi aqui, seu moço, que eu, Mato Grosso e o Joca construímo nossa maloca. Mas um dia, nóis nem pode sealembrá, veio os home co’as ferramenta: o dono mandôderrubá. Adoniran Barbosa, tirada do livro de Carmen Silvia Carvalho, Construindo a Escrita: Leitura e Interpretação, ilustração de Carlos Avalone e Célia Kofuji, São Paulo, Ática, 1996, volume 3, p. 70. 1. O texto é do gênero _____________________ do tipo ______________________e tem como finalidade __________________________________________________. 2. A poesia trata sobre (A) uma casa antiga. (B) uma nova casa. (C) um sonho real. (D) uma casa destruída.
  13. 13. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 14 3. A linguagem empregada no poema é típica de (A) pessoas que moram na zona rural. (B) pessoas que são intelectuais. (C) pessoas que estudam na escola. (D) pessoas que conversam no MSN. 4. Transcreva o poema, transformando-o num texto em prosa. Utilize a linguagem variedade padrão formal. SAUDOSA MALOCA 5. Em: “construímos nossa maloca”(v-9). A palavra em destaque pode ser substituída sem mudança de sentido por (A) casa. (B) cidade. (C) mansão. (D) palácio. 6. No verso: “Veio os home co’as ferramenta:” A expressão sublinhada quer dizer (A) com as (B) como as (C) comoas (D) como-as 7. Treino ortográfico. está _______________ construímos ___________________ as ________________ contar ______________ nós _________________ alto _________________ lembrar ______________ mandou ______________ velha _______________ com ________________ derrubar ____________________
  14. 14. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 15 TEXTO 05 ■ DATA: ____/____/______ Leia o texto para responder as questões abaixo. Mamãe, Por favor, não mate a Fifi. Ela é minha amiguinha. Eu gosto muito dela. Escolha outra para fazer as coxinhas, tá? Um beijão, Lilica. 1. O texto pertence ao gênero _______________________________ e tem como finalidade ______ __________________________________________________. As características do texto são___________________________________________ ____________________________________________________________________ 2. A destinatária do bilhete é _______________________________a remetente _______________ ____________________________________________________________________________. 3. Qual o assunto principal do texto? 4. Fifi no texto é (A) uma ave. (B) um mamífero. (C) um pássaro. (D) um réptil. 5. Na frase: “Escolha outra para fazer as coxinhas, tá?” A pontuação empregada no final da frase indica (A) uma admiração. (B) uma conclusão. (C) uma ordem. (D) um pedido.
  15. 15. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 16 6. A palavra “tá” que se encontra em negrito no texto, é marca de linguagem utilizada (A) em grupos de colegas e familiares. (B) na escola com um grupo de professores. (C) em textos formais. (D) em manuais de instruções. 7. Agora, escreva um bilhete para seu amigo (a), utilize as características que são do gênero textual solicitado.
  16. 16. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 17 TEXTO 06 ■ DATA: ____/____/______ Leia o texto. Calvin e Haroldo - Um dia na escola WATTERSON, B. Felino selvagem psicopata homicida – vol. 1. Best Expressão Social e Editora Ltda, 1994. p. 81. 1. O assunto central do texto é _________________________________________________. 2. As frases utilizadas pelo Calvin nos 1º, 2º e 3º quadrinhos são tipo de frases (A) conclusivas. (B) explicativas. (C) interrogativas. (D) negativas. 3. No último quadrinho, percebemos que Calvin (A) não conseguiu ir à escola pela manhã. (B) ficou satisfeito com sua rotina escolar. (C) ficou doente e teve que ir ao médico. (D) continuou insatisfeito com sua rotina. 4. Pelo desfecho da história, o personagem acha a escola __________________________.
  17. 17. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 18 5. Reescreva a narrativa da tirinha transformando as falas dos 1º, 2º e 3º quadrinhos em frases afir- mativas (exclua o conectivo “não”), siga o modelo usando aspas para marcar as falas dos dois per- sonagens. Então, é só dar continuidade ao texto abaixo, baseado na tirinha. “Eu quero me levantar...__________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________
  18. 18. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 19 TEXTO 07 ■ DATA: ____/____/______ Leia o texto. ONDE ESTÁ ARMAZENADA A ÁGUA DOCE? GELO, GELEIRAS E NEVE - 69% SUBSOLO, NAS ROCHAS - 30,7% LAGOS - 0,25% ATMOSFERA - 0,04% RIOS - 0,010% GRIMSHAW, C. Terra. São Paulo: Editora Callis, 1998. p. 7. (Coleção Conexões!) 1. O texto informativo é um gênero textual que tem a finalidade de informar as pessoas, sensibilizá-las sobre determinado assunto. Observe a parte de baixo do texto, onde tem a fonte de onde foi tirada a informação. Quem produziu esse material informativo? 2. De acordo com o texto, podemos encontrar a maior quantidade de água salgada do planeta em (A) rios e oceanos. (B) oceanos e cachoeiras. (C) mares e oceanos. (D) riachos e oceanos. 3. Onde encontramos a menor quantidade de água doce no planeta?
  19. 19. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 20 4. Qual a quantidade de água doce presente no planeta? 5. Podemos encontrar a água doce armazenada em 6. A finalidade do texto em estudo é __________________________________________________ 7. Na sua opinião, a que público o texto se dirige? _______________________________________
  20. 20. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 21 TEXTO 08 ■ DATA: ____/____/______ Leia o texto. TEXTO I Anedotinhas do Bichinho da Maçã O cara está jantando e a comida é tão ruim que ele não aguenta: – Por favor, garçom, eu não consigo engolir esta comida. Chama o gerente. – Não adianta. Ele também não vai conseguir. Ziraldo. Anedotinhas do Bichinho da Maçã. São Paulo. Melhoramentos,1998
  21. 21. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 22 1. No trecho: “O cara está jantando e a comida é tão ruim que ele não aguenta”. O termo “ele” (linha 1) se refere (A) ao cliente. (B) ao empresário. (C) ao garçom. (D) ao gerente. 2. A palavra “cara” em negrito no texto, é um tipo de linguagem usada como (A) gíria. (B) formal. (C) informal. (D) regional. 3. A finalidade do texto lido é (A) anunciar. (B) divertir. (C) emocionar. (D) propagar. 4. A frase que apresenta o humor do texto é respectivamente (A) “O cara está jantando e a comida é tão ruim que ele não aguenta.” (B) “Por favor garçom eu não consigo engolir a comida.” (C) “Chama o gerente.” (D) “– Não adianta. Ele também não vai conseguir.” 5. Segundo o texto, o cliente não conseguiu comer a comida, porque (A) estava estragada. (B) estava péssima. (C) estava muito deliciosa. (D) não estava cozida.
  22. 22. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 23 TEXTO II PASSOS para andar com segurança PASSOS para andar com segurança. Detran, DF, 1999. (Folder GDF)
  23. 23. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 24 6. O objetivo do texto é (A) divertir o leitor. (B) passar uma informação. (C) instruir sobre trânsito. (D) emocionar as crianças. 7. A partir da imagem, quantas instruções estão representadas através da sinalização da faixa de pedestre? (A) Apenas uma. (B) Duas. (C) Quatro. (D) Três. 8. Conforme a fonte existente no final do texto, qual o órgão responsável pela segurança do trânsito? 9. Identifique no texto os verbos que estão no imperativo e que dão ideia de instrução.
  24. 24. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 25 TEXTO 09 ■ DATA: ____/____/______ TEXTO I Computador Com um cabo de vassoura fabricamos cavalinhos, com carretéis e barbantes estendemos telefones que conversam além do fio. Com pés de meia já velhos fazemos bolas novinhas, com chuchus, grandes boiadas, e com caixas de sapatos, muitos carros de um trenzinho. Quem quiser nossos serviços não busque fadas nem mágicos, aperte o botão da infância programe apenas meninos. Elza Beatriz TEXTO II Grandes Invenções A ciência moderna é cheia de inventos, mistérios e descobertas. Por exemplo. Quem inventou a batata frita? Quem descobriu o cachorro-quente? Quem inventou a pizza quatro queijos? E o sorvete de casqui- nha? E o bolo de aniversário? E a paçoca? E refrigerante gelado com canudinho? Uma das maiores desco- bertas do mundo em que vivemos, senão me falha a memória, foi o café com leite com pão e manteiga. Fico imaginando o trabalhão que não deu. Primeiro, o inventor precisou sair por aí experimentando todas as frutas para descobrir aquela, a certa, a única que quando a gente torra vira pó de café preto. Depois, precisou encontrar o trigo, fazer a farinha de trigo e, ainda por cima, que amassando a farinha de trigo com um pouco de água e sal, surge a massa de fazer pão. E mais. Teve que descobrir que da gordura do leite sai a manteiga e antes ir de bicho em bicho, por esse mundo afora, até achar o leite certo. Quanto sacrifício o tal inventor não fez!
  25. 25. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 26 Outra coisa. Não deve ter sido nada fácil descobrir que leite nasce em bicho fêmea e não nasce em bicho macho. Já imaginou o pobre inventor tentando ordenhar um leão? Credo! Quanta dor de cabeça! Quanto risco de vida! No fim, depois de tanto coice, mordida, unhada, ferroada, bicada e den- tada, quando o inventor descobriu a vaca holandesa, sempre risonha, balançando o rabo, pastando e mugindo calmamente nas fazendas, deve ter sido um alívio. Quem inventou o café com leite com pão e manteiga está de parabéns. Gênio é gênio. Ricardo Azevedo. O menino de língua de fora. Editora Ática, São Paulo. 1. Quais as diferenças entre o texto I e o texto II? (A) Tratam de invenções diferenciadas. (B) Não possuem o mesmo gênero e autor. (C) Tem a mesma finalidade. (D) Falam sobre experimentos. 2. O texto I trata sobre a utilidade do computador e o texto II fala sobre (A) uma variedade de curiosidades e descobertas. (B) apenas sobre a descoberta do pó do café. (C) várias descobertas de espécies animais. (D) sobre o inventor do café com leite. 3. Qual o assunto tratado nos dois textos?________________________________ 4. A oração que dá ideia de opinião é (A) “A ciência moderna é cheia de inventos...” (B) “Quanto sacrifício o tal inventor não fez!” (C) “Fico imaginando o trabalhão que não deu”. (D) “Gênio é gênio”. 5. No trecho: “Quem descobriu o cachorro-quente?” A pontuação inserida no final da frase indica (A) uma dúvida. (B) uma curiosidade. (C) uma conclusão. (D) uma interrupção.
  26. 26. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 27 6. Qual das invenções citadas nos dois textos você gostaria de conhecer melhor? Pesquise em livros ou internet, explicite e apresente depois para sua turma.
  27. 27. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 28 TEXTO 10 ■ DATA: ____/____/______ Leia o texto com atenção. Festas e tradições (Fragmento) A festa do carnaval é muito antiga. Dizem que sua origem vem das festas do início da primavera no Egito Antigo. Outros dizem que o carnaval surgiu a partir das festas greco-romanas realizadas para comemorar a colheita. Nessas ocasiões os escravos podiam brincar à vontade. Enfim, o certo é que o costume chegou a Portugal no século XIV e recebeu o nome de Entrudo. A idéia central do carnaval é brincar bastante antes de chegar a Quaresma, que se inicia na quarta-feira de cinzas e vai até a Páscoa. Isso por que, segundo as tradições da religião católica, a Quaresma é um período de respeito em que não devem existir abusos e festejos. [...] O samba é o principal ritmo do carnaval e já era praticado nas senzalas, no tempo dos escravos. Dizem que a palavra samba se originou da palavra africana semba, que significa “umbigada”, um dos movimentos mais comuns que os participantes de uma roda de samba costumavam fazer. O lundu, espécie de “primo” do samba, também era praticado nas fazendas. [...] SANTA ROSA, Nereide Schilaro. Festas e tradições. São Paulo: Moderna, 2001. 5 10
  28. 28. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 29 1. O assunto abordado no texto é (A) a tradição carnavalesca. (B) como brincar o carnaval. (C) a origem do termo carnaval. (D) os participantes carnavalescos. 2. No trecho: “Enfim, o certo é que o costume chegou a Portugal no século XIV...”. O termo “enfim” no início do trecho dá ideia de (A) alternância. (B) oposição. (C) conclusão. (D) condição. 3. Em: “A festa do carnaval é muito antiga.” A palavra antiga (linha 1) é circunstância de (A) intensidade. (B) lugar. (C) modo. (D) tempo. 4. De acordo com o texto, o SAMBA se originou (A) de uma palavra africana “semba”. (B) de uma palavra estrangeira “sibiea”. (C) de uma palavra latina “sabra” (D) de uma palavra portuguesa “samba”. 5. Para que serve esse tipo de texto?
  29. 29. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 30 6. Complete as lacunas com as palavras existentes no texto: FESTA E TRADIÇÕES. A festa do _________________ é muito antiga. Dizem que sua origem vem das festas do início da _______________ no _____________ Antigo. Outros dizem que o carnaval surgiu a partir das festas _______________ realiza- das para comemorar a _________________. Nessas ocasiões os _______________ podiam _________________ à vontade. Enfim, o certo é que o costume chegou a ______________ no século XIV e recebeu o nome de ______________________. Aideia_____________docarnavalébrincarbastanteantesdechegara_________________, que se inicia na quarta-feira de cinzas e vai até a ___________. Isso por que, segundo as tradições da ___________________________, a Quaresma é um período de _______________ em que não devem existir _____________ e _____________. [...] O ______________ é o principal ____________ do carnaval e já era praticado nas senzalas, no ______________ dos escravos. Dizem que a palavra samba se originou da palavra africana ____________, que significa “___________________”, um dos movimentos mais comuns que os participantes de uma roda de samba costumavam fazer. O ____________, espécie de “primo” do samba, também era praticado nas ______________________. [...] 7. A partir do contexto, a palavra quaresma (linha 6) significa respectivamente
  30. 30. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 31 TEXTO 11 ■ DATA: ____/____/______ Leia o texto para responder as questões abaixo. Crescendo 1 - Um recém-nascido ainda não é capaz de caminhar e falar. 2 - Uma menina de 2 anos já possui pernas fortes o bastante para ficar de pé e andar. 3 - Aos 5 anos, seu desenvolvimento já permite a ela correr e participar de jogos. 4 – Aos 10 anos, seus braços e pernas são mais longos, e ela é capaz de realizar movimentos precisos e complexos, como escrever com bastante segurança. 5 - Aos 13 anos, o crescimento rápido produz muitas mudanças no corpo que se prepara para a vida adulta. 6 - Aos 20 anos, as pessoas têm seu corpo completamente formado. LOPES, Vera; LARA, Anésia. Tudo da Trama: Língua Portuguesa. Belo Horizonte: Dimensão, 1997. v. 4. p. 27. 1. O objetivo do texto é (A) dar informações sobre as fases do crescimento. (B) dar instruções de como andar ainda bebê. (C) contar uma história sobre crescimento. (D) relatar sobre a vida das pessoas.
  31. 31. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 32 2. De acordo com o texto, qual a idade que a criança já pode correr e participar de jogos? (A) Dois anos. (B) Cinco anos. (C) Dez anos. (D) Vinte anos. 3. O texto lido está organizado em (A) parágrafos. (B) versos e estrofes. (C) sequência numérica. (D) ingredientes e modo de preparar. 4. Podemos classificar a fase de uma criança até que faixa etária? (A) De zero a 10 anos de idade. (B) De treze a dezenove anos. (C) De vinte anos acima. (D) De quarenta a cinquenta anos. 5. Para chegar a fase adulta, a faixa etária é de (A) vinte anos. (B) dez anos. (C) quinze anos. (D) treze anos. 6. Uma criança poderá chegar a ficar de pé e andar a partir de qual idade? (A) Dois anos. (B) Três anos. (C) Seis meses. (D) Cinco anos. 7. O assunto principal do texto é (A) as fases do desenvolvimento humano. (B) a faixa etária de uma adolescente. (C) as dificuldades das fases de crescimento. (D) como um adulto deve sobreviver. 8. Complete as lacunas com a faixa etária correspondente de acordo com o texto lido. 1 - Um _________________ ainda não é capaz de caminhar e falar. 2 - Uma menina ___________ já possui pernas fortes o bastante para ficar de pé e andar. 3 - Aos __________, seu desenvolvimento já permite a ela correr e participar de jogos. 4 – Aos ____________, seus braços e pernas são mais longos, e ela é capaz de realizar movimentos precisos e complexos, como escrever com bastante segurança. 5 - Aos ___________, o crescimento rápido produz muitas mudanças no corpo que se prepara para a vida adulta. 6 - Aos _________________, as pessoas têm seu corpo completamente formado. LEIA O TEXTO “CRESCIMENTO” PARA CONFIRMAR AS PALAVRAS DO TEXTO LACUNADO.
  32. 32. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 33 TEXTO 12 ■ DATA: ____/____/______ Leia com atenção os dois textos para responder corretamente às questões abaixo. TEXTO I Mata Atlântica No início da colonização do Brasil a Mata Atlântica cobria uma extensa faixa, do Rio Grande do Norte ao Rio Grande do Sul. O movimento de ocupação das terras, do litoral para o interior, foi provo- cando o desaparecimento da Mata e o surgimento de plantações de cana de açúcar, café, pastagens e cidades. Hoje, restam apenas cinco por cento da Mata Atlântica original. (...) A Mata Atlântica foi e ainda é muito agredida na expansão das cidades, na formação de pastos e, principalmente, na produção de carvão. Em vários pontos do sul da Bahia até São Paulo a cena é a mesma: a floresta nativa é cortada, sua madeira e queimada em pequenos fornos de barro e o carvão e transportado em caminhões para abastecer as indústrias. SALDANHA, P. Mata Atlântica. 4. ed. Rio de Janeiro: Ediouro, 1996. TEXTO II Como inventar o mundo Primeiramente invente uma bola e deixe-a deslizar no espaço sideral. Depois deixe que a água escorra nela, por inteiro, para que ela não morra de sede. Em seguida, ponha montanhas e florestas para que ela possa respirar. E com o seu dedinho mágico vá arrumando as coisas: uma montanha aqui, um rio ali, uma floresta acolá. A paisagem está pronta para ser habitada. Depois, muito depois, você cria o homem e torça para ele não destruir o seu mundo. CLAVER, Ronald. Como inventar o mundo. In: ALMEIDA, Zélia. Alfa, Beta, etc: Língua Portuguesa. Belo Horizonte: Dimensão, 1999. v.4. p.26.
  33. 33. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 34 1. O texto I argumenta sobre a devastação da Mata Atlântica e o texto II faz uma ironia de forma instrucional (A) aos animais. (B) as crianças. (C) ao governo. (D) aos homens. 2. De acordo com o primeiro texto restam apenas (A) 5% da mata original. (B) 3% da mata original. (C) 100% da mata original. (D) 50% da mata original. 3. No trecho: “Em vários pontos do sul da Bahia até São Paulo a cena é a mesma”. A expressão que se destaca pode ser invertida por (A) condição. (B) contradição. (C) informação. (D) prioridade. 4. Em “Atlântica cobria uma extensa faixa...” A palavra “extensa” é o mesmo que (A) baixa. (B) forte. (C) imensa. (D) mínima. 5. O que os dois textos tem em comum? (A) O assunto abordado. (B) A crítica ambiental. (C) Fonte bibliográfica. (D) O gênero textual. 6. Oprimeirotextotemogênero___________________eosegundo__________________________. E são do tipo ________________________ e _______________________________. 7. No trecho: “E com o seu dedinho mágico vá arrumando as coisas:” O sinal de pontuação encontrado no final do trecho serve para (A) fazer um questionamento. (B) indicar uma surpresa. (C) concluir um pensamento. (D) dar uma explicação.
  34. 34. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 35 8. Dê sua opinião sobre os textos. Mata Atlântica ________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ Como inventar o mundo _________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ REVISE SUA ATIVIDADE PARA GARANTIR UM APRENDIZADO NOTA 10!
  35. 35. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 36 TEXTO 13 ■ DATA: ____/____/______ Leia com atenção o texto para responder às questões. TEXTO I Deliciosos Sorvetes Brasileiros Sorvete de Caju (Região Nordeste) Ingredientes • 3 xícaras de suco de caju • 1 litro de água • 3 xícaras de açúcar • Misture todos os ingredientes numa tigela e leve ao congelador. TEXTO II Sorvete de Morango (Região Sudeste) Ingredientes • 4 xícaras de morango amassado e peneirado • 2 xícaras de açúcar • 1 litro de leite • Misture todos os ingredientes numa tigela e leve ao congelador. 1. Há semelhanças nos dois textos, que são (A) as mesmas receitas. (B) os mesmos ingredientes. (C) a estrutura e o gênero textual. (D) a mesma cultura culinária.
  36. 36. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 37 2. O primeiro texto é um tipo de receita nordestina e o segundo (A) é típico da culinária sulista. (B) é típico da culinária nortista. (C) é típico da culinária sudestina. (D) é típico da culinária estrangeira. 3. A finalidade do texto é (A) anunciar. (B) encantar. (C) informar. (D) instruir. 4. Os dois textos tratam sobre um tipo de receita que poderá ser servida como (A) um aperitivo. (B) uma bebida. (C) uma refeição. (D) uma sobremesa. 5. O texto é divido em _______________________________ e ___________________________. 6. Dos dois tipos de sorvetes qual é o de sua preferência? ____________________________________________________________________________ 7. Agora use sua imaginação e crie uma receita que você gostaria de saborear. INGREDIENTES ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ MODO DE PREPARO ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ BOM APETITE!
  37. 37. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 38 TEXTO 14 ■ DATA: ____/____/______ Leia o texto com atenção para responder às questões. Calvin e Haroldo - E daí? (WATTERSON, B. Felino selvagem psicopata homicidavol. 1. Best Expressão Social e Editora Ltda, 1994. p. 39.) 1. Os personagens da tirinha são _____________________e ____________________. 2. O assunto principal do texto é (A) o descaso com os problemas. (B) a preocupação com os valores da vida. (C) a desinformação dos personagens. (D) uma maneira de gritar. 3. Na expressão: “E DAÍ?!”. (3º quadrinho) sugere que o personagem (A) não está nada preocupado. (B) está emotivo demais. (C) encontra-se tristonho. (D) está preocupado demais.
  38. 38. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 39 4. Na frase: “E DAÍ?!” (4º quadrinho) o sinal de pontuação indica (A) uma continuidade. (B) um explicação. (C) uma dúvida. (D) uma resposta. 5. No 2º quadrinho da tirinha a personagem (A) está gritando com o amigo. (B) está enfatizando o sentido da frase do 1º quadrinho. (C) está exemplificando um tipo de situação. (D) está chorando de desgosto da vida. 6. No trecho: “Eu decidi parar de me preocupar com as coisas”. O termo “eu” no primeiro quadrinho se refere (A) ao Calvin. (B) ao autor. (C) ao Haroldo. (D) ao leitor. 7. Em “De agora em diante o meu grito de guerra é: “E DAÍ?!”. A expressão grifada no trecho é circuns- tância de (A) intensidade. (B) lugar. (C) modo. (D) tempo. 8. É hora de reescrever o texto (E daí?!), utilizando o diálogo e a pontuação adequada. _________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________
  39. 39. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 40 ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ CAPRICHE NA CALIGRAFIA, ORTOGRAFIA E, PRINCIPALMENTE, NA PONTUAÇÃO!
  40. 40. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 41 TEXTO 15 ■ DATA: ____/____/______ Leia o texto para responder às questões. 1. O objetivo do cartaz é (A) vender creme dental. (B) comprar escovas novas. (C) prevenir contra as cáries. (B) divertir o leitor. 2. No trecho “Como manter seu sorriso saudável?”, o ponto de interrogação tem efeito (A) de questionar. (B) de desafiar. (C) de apresentar. (D) de uma pausa.
  41. 41. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 42 3. O slogan do cartaz é ____________________________________________________________ ____________________________________________________________________________. 4. Em que tipo de suporte o gênero textual em estudo pode ser encontrado? ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ 5. Quais as recomendações importantes no cartaz? __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ 6. Qual foi a intenção comunicativa da imagem presente no suporte? ______________________________________________________ ______________________ 7. Agora é a sua vez de criar um cartaz! Lembre-se: um cartaz precisa ser atraente, por isso, os car- tazes geralmente são curtos e apresentam um texto interessante ou estimulante. A linguagem costuma ser simples e direta, de acordo com o perfil do público que seus autores pretendem atingir. Então, mãos à obra, é hora de mostrar tudo o que você aprendeu!
  42. 42. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 43 TEXTO 16 ■ DATA: ____/____/______ Leia o texto para responder as questões com atenção. Que medo! Minha mãe ouviu um barulho de noite! Quando ela olhou, tinha um homem embaixo da cama! – Era um ladrão? – Que nada, era meu pai! Ele também tinha ouvido o barulho. 1. Este texto é engraçado, porque (A) a mãe ouviu um barulho. (B) o ladrão entrou em casa. (C) a mãe se escondeu embaixo da cama. (D) o pai era o mais medroso de todos. 2. O travessão usado no texto serviu para (A) marcar a fala do personagem. (B) introduzir a fala do personagem. (C) fazer uma pergunta direta. (D) dar uma explicação. 3. O humor da anedota encontra-se na frase (A) “Minha mãe ouviu um barulho de noite!” (B) “– Era um ladrão?” (C) “– Que nada, era meu pai! ele também tinha ouvido o barulho.” (D) “Quando ela olhou, tinha um homem embaixo da cama!” 4. No trecho: “Ele também tinha ouvido o barulho.” (linha 4). A palavra negritada no trecho se refere (A) ao irmão. (B) ao ladrão. (C) ao narrador. (D) ao pai.
  43. 43. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 44 5. O trecho que dá ideia de lugar é (A) “...tinha um homem embaixo da cama!” (B) “...ouviu um barulho de noite.” (C) “...Quando ela olhou.” (D) “Ele também tinha ouvido o barulho!” 6. A frase do texto que expressa uma indagação é ____________________________________________________________________________ 7. Complete as lacunas do texto “Que medo!”, inserindo os verbos correspondentes. Que medo! Minha mãe _______________ um barulho de noite! Quando ela ___________, tinha um homem embaixo da cama! – __________________ um ladrão? – Que nada, __________ meu pai! Ele também ________________ _________________ o barulho. 8. Na frase: “Minha mãe ouviu um barulho de noite!” a palavra “minha” (linha 1) dá ideia de (A) demonstração. (B) indefinição. (C) pessoa. (D) posse. 9. O conflito do texto inicia quando (A) a mãe ouve um barulho. (B) imagina ser um ladrão. (C) o pai fica debaixo da cama. (D) a noite chega. 10. Na fala: “– Que nada, era meu pai!”. Indica que quem está falando é (A) o ladrão. (B) a filha. (C) a mãe. (D) o narrador.
  44. 44. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 45 11. Pelo desfecho da narrativa o pai era simplesmente (A) corajoso. (B) audacioso. (C) medroso. (D) autêntico. 12. Você conhece alguma anedota? Escreva-a abaixo, use adequadamente a pontuação.
  45. 45. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 46 TEXTO 17 ■ DATA: ____/____/______ Leia o texto para responder as questões corretamente. Mafalda A menina mais crítica dos quadrinhos teria hoje 40 anos se não tivesse sido aposentada aos oito anos por seu criador. É que Quino a fez envelhecer em tempo real (durante os anos em que a publicou).Mafalda tinha um espírito crítico e uma sagacidade típica das crianças de raciocínio rápido. Possuía um globo (o mundo) doente em casa e ouvia sempre o noticiário do jornal tendo uma excelente tirada para cada nova notícia. Muitos anos antes do jargão de Garfield sobre as segundas-feiras, Mafalda já odiava sopa. Na música, porém, era apaixonada pelos Beatles. Tinha um irmão inocente a quem apresentava o mundo aos poucos, o pequeno Guille. Três colegas e amigos de escola: Suzanita (uma conservadora de classe média, cuja principal preocupação era casamento e filhos); o neurótico Filipo, cuja angústia paralisava seus sentidos (e refugiava-se nas fantasias do seu herói Cavaleiro Solitário); Manolito (filho do rude dono do mercado, com quem aprendia a tamancadas os duros valores capitalistas). Conheceu seu grande parceiro e alma gêmea durante umas férias na praia: Miguelito. Talvez tenha se casado com ele… Se bem que não consigo pensar na Mafalda casando. Talvez esteja amancebada, quem sabe? Difícil saber, já que seu criador, como disse se nega a dar-nos notícias dela desde 1973. Quino, na verdade, tem um certo mal-estar com a ênfase que a personagem tem até hoje no mundo e que obscurece a longa produção de cartuns feita por ele desde então. Apesar da atualidade inegável da jovem Mafalda, ainda assim é preciso reconhecer que Quino continua produzindo de modo genial seus cartuns. Verdadeiras obras-primas da crítica ao homem moderno (ou será pós-moderno?). www.sobresites.com/quadrinhos/personagens/mafalda.htm
  46. 46. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 47 1. O texto lido pode ser caracterizado como 2. Para que serve esse tipo de texto? 3. Quem são os personagens que fazem parte do contexto de Mafalda? 4. Justifique o trecho: “Mafalda tinha um espírito crítico e uma sagacidade típica das crianças de raciocínio rápido.” 5. O que Mafalda mais gosta de fazer? 6. Que características marcam com mais ênfase a personagem? 7. O que Mafalda não gosta em hipótese alguma? 8. Qual das personagens tem mais aproximação com Mafalda? 9. Que personagens fazem parte de sua família?
  47. 47. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 48 10. Em “Mafalda tinha um espírito crítico e uma sagacidade típica das crianças de raciocínio rápido.” A palavra “sagacidade” no trecho é um tipo de linguagem (A) científica. (B) coloquial. (C) culta. (D) regional. 11. No trecho: “Talvez tenha se casado com ele…”. O termo que está em negrito é circunstância de (A) alternância. (B) afirmação. (C) conclusão. (D) dúvida. 12. “... e uma sagacidade típica das crianças de raciocínio rápido.” A palavra destacada pode ser subs- tituída por (A) astúcia. (B) criatividade. (C) rebeldia. (D) tolerância. 13. Em “Possuía um globo (o mundo) doente em casa e ouvia sempre o noticiário do jornal...” O parên- teses usado no trecho foi usado para (A) exclamar. (B) explicar. (C) interrogar. (D) interromper.
  48. 48. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 49 TEXTO 18 ■ DATA: ____/____/______ Leia o texto com atenção para responder as questões abaixo. Haverá água quando a gente ficar velho? O meu amigo Marcelo está super preocupado. É que ele leu que, do jeito como a gente trata a água do planeta, pode ser que no futuro, quando ele ficar velho, não exista mais nenhuma gota de água. De água limpa pelo menos... Eu não entendo muito sobre esse assunto, mas acho que ele tem razão de ficar preocupado. Você já andou por ai e viu como as pessoas desperdiçam água. É um tal de ficar lavando carro com mangueira ligada o tempo todo ou então lavando o quintal, como se o chão fosse um lugar que devesse ficar limpo como um prato em que a gente fosse comer. O pior é quando você passa pelas avenidas e vê um monte de porcaria que as fabricas jogam na água, como se os rios fossem assim uma enorme privada.(...) Essas pessoas, especialmente as pessoas já grandinhas, parecem que não estão nem um pouco preocupadas com o mundo que vai ficar para a gente... Eu não quero um mundão seco e com um monte de cocô no lugar dos rios! Já imaginou? Vida da gente. Belo Horizonte: Formato, 1999. 1. Marcelo está preocupado com (A) a possível falta d’água no futuro. (B) o preço da água. (C) se ele vai ter água. (D) a água que ele desperdiça. 2. Qual trecho do texto comprova que os personagens são amigos? (A) “O que é que as pessoas estão pensando?” (B) “De água limpa pelo menos”. (C) “O meu amigo Marcelo está super preocupado”. (D) “Eu não quero um mundão seco...” 5 10
  49. 49. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 50 3. No trecho: “Haverá água quando a gente ficar velho?”. A pontuação no final do trecho indica (A) uma curiosidade. (B) uma dúvida. (C) um pensamento. (D) um questionamento. 4. A frase que indica uma opinião da narradora é (A) “O meu amigo Marcelo está super preocupado.” (linha 1) (B) “mas acho que ele tem razão de ficar preocupado.” (linha 5) (C) “De água limpa pelo menos...” (linha 4) (D) “É que ele leu que, do jeito como a gente trata a água...” (linha 1) 5. No trecho “... ligada o tempo todo ou então lavando o quintal...” (linha 7). O termo que está em destaque indica (A) alternância. (B) conclusão. (C) explicação. (D) oposição. 6. Em “Eu não entendo muito sobre esse assunto...”. (linha 5), é um tipo de frase (A) afirmativa. (B) exclamativa. (C) interrogativa. (D) negativa. 7. O texto lido é do tipo (A) argumentativo. (B) instrucional (C) persuasivo. (D) poético. 8. O tema central do texto é (A) a possível falta d’água no planeta. (B) a vasta água no planeta. (C) a garantia de água no planeta. (D) a consciência sobre água no planeta.
  50. 50. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 51 9. Dê sua opinião a respeito do texto: “Haverá água quando a gente ficar velho?” ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________
  51. 51. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 52 TEXTO 19 ■ DATA: ____/____/______ Leia o texto para responder todas as questões corretamente. “Era um pobre diabo caminhando para os setenta anos, antipático, cabelo branco, curto e duro, como uma escova, barba e bigode do mesmo teor; muito macilento, com uns óculos redondos que lhe aumentavam o tamanho da pupila e davam-lhes à cara uma expressão de abutre, perfeitamente de acordo com o seu nariz adunco e com sua boca sem lábios; viam-se-lhe ainda todos os dentes, mas tão gastos que pareciam limados até o meio. Andava sempre de preto, com um guarda-chuva debaixo do braço e um chapéu de Braga enterrado nas orelhas”. (AZEVEDO, Aluísio. O cortiço. Rio de Janeiro: Tecnoprint S.A., s. d. p. 22). 1. O texto está em forma de (A) narrativa. (B) descrição. (C) poesia. (D) instrução. 2. Como o texto descreve a personagem? (A) Apenas fisicamente. (B) Somente psicologicamente. (C) Fisicamente e psicologicamente. (D) De forma superficial. 3. Como ela era fisicamente? ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ 5
  52. 52. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 53 4. E psicologicamente? ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ 5. Em “... à cara uma expressão de abutre.” A palavra destacada (linha 3) é um tipo de comparação (A) figurada. (B) criativa. (C) real. (D) errada. 6. Complete as lacunas do texto com os adjetivos que estão no texto lido anteriormente. “Era um pobre diabo caminhando para os setenta anos, ________________________, cabelo ________________ , ______________ e __________, como uma escova, barba e bigode do mesmo teor; muito _____________, com uns óculos redondos que lhe aumentavam o tama- nho da pupila e davam-lhes à cara uma expressão de __________________, perfeitamente de acordo com o seu nariz ______________ e com sua boca sem lábios; viam-se-lhe ainda todos os dentes, mas tão ____________ que pareciam limados até o meio. Andava sempre de _______________, com um guarda-chuva debaixo do braço e um chapéu de Braga enterrado nas orelhas”. 7. No trecho: “barba e bigode do mesmo teor; muito macilento...” As palavras que estão em negrito (linha 2) podem ser substituídas por (A) estilo e pálido. (B) nome e magro. (C) gabarito e forte. (D) tamanho e esbelto. 8. As palavras em negrito no texto é marca de linguagem (A) informal. (B) culta. (C) regionalista. (D) científica.
  53. 53. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 54 TEXTO 20 ■ DATA: ____/____/______ O Conto da Mentira Todo dia Felipe inventava uma mentira. “Mãe, a vovó tá no telefone!”. A mãe largava a louça na pia e corria até a sala. Encontrava o telefone mudo. O garoto havia inventado morte do cachorro, nota dez em matemática, gol de cabeça em campeonato de rua. A mãe tentava assustá-lo: “Seu nariz vai ficar igual ao do Pinóquio!”. Felipe ria na cara dela: “Quem tá mentindo é você! Não existe gente de madeira!”. O pai de Felipe também conversa com ele: “Um dia você contará uma verdade e ninguém acredi- tará!” Felipe ficava pensativo. Mas, no dia seguinte. Então, aconteceu o que seu pai alertara. Felipe assistia a um programa na TV. A apresentadora ligou para o número do telefone da casa dele. Felipe tinha sido sorteado. O prêmio era uma bicicleta: “É verdade, mãe! A moça quer falar com você no telefone pra combinar a entrega da bicicleta.” “É verdade!”. A mãe de Felipe fingiu não ouvir. Continuou preparando o jantarem silêncio. Resultado: Felipe deixou de ganhar o prêmio. Então ele começou a reduzir suas mentiras. Até que um dia deixou decon- tá-las. Bem, Felipe cresceu e tornou-se um escritor. Voltou a criar histórias. Agora sem culpa e sem medo. No momento está escrevendo um conto. É a história de um menino que deixa de ganhar uma bicicleta porque mentia... AUGUSTO, Rogério. FOLHA DE SÃO PAULO. São Paulo. Miniconto. Folhinha 14 jun. 2003. F8 C1 -1. 1.Com base no texto, pode-se dizer que Felipe quando era criança costumava (A) escrever. (B) estudar. (C) obedecer. (D) mentir. 2. A intenção comunicativa do texto é (A) contar uma história fictícia. (B) emocionar através de versos. (C) ensinar a escrever um conto. (D) persuadir o leitor. 5 10 15
  54. 54. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 55 3. O uso frequente das “aspas” no texto, serve para (A) acrescentar explicações. (B) marcar a fala dos personagens. (C) explicar as etapas do procedimento. (D) dar uma pausa nas frases. 4. Em “Quem tá mentindo é você!” a palavra que está sublinhada no trecho (linha 5) é um tipo de linguagem (A) falada entre familiares e amigos. (B) ensinada na gramática e dicionários. (C) discursada em plenária parlamentar. (D) descrita nos manuais de instrução. 5. No trecho: “A apresentadora ligou para o número do telefone da casa dele. A quem se refere o termo dele? (A) Ao narrador. (B) Ao pai. (C) Ao filho. (D) Ao Pinóquio. 6. Na oração: “Então ele começou a reduzir suas mentiras.” (linha 13), a palavra grifada pode ser substituída por (A) aumentar. (B) diminuir. (C) estabilizar. (D) terminar. 7. O assunto central do conto são (A) as mentiras. (B) as verdades. (C) as invenções. (D) as conversas. 8. Felipe não foi contemplado com o prêmio porque (A) sua mãe não entendeu o telefonema. (B) suas mentiras contribuíram muito. (C) falava sempre a verdade para todos. (D) ele não acreditou no telefonema.
  55. 55. CADERNO DE ATIVIDADES – 5o ANO LÍNGUA PORTUGUESA 56 9. Pela conclusão da narrativa, a personagem se transformou (A) num ator. (B) num escritor. (C) num jornalista. (D) num vendedor. 10. Leia o trecho abaixo e dê sua opinião a respeito da frase que está em negrito. Agora sem culpa e sem medo. No momento está escrevendo um conto. É a história de um menino que deixa de ganhar uma bicicleta porque mentia... ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________.
  56. 56. CADERNO DE ATIVIDADES LÍNGUA PORTUGUESA 5o ANO 4o BIMESTRE
  57. 57. SUMÁRIO 4o Bimestre Texto 01 ............................................................................................................................................59 Texto 02 ............................................................................................................................................62 Texto 03 ............................................................................................................................................65 Texto 04 ............................................................................................................................................69 Texto 05 ............................................................................................................................................72 Texto 06 ............................................................................................................................................77 Texto 07 ............................................................................................................................................80 Texto 08 ............................................................................................................................................83 Texto 09 ............................................................................................................................................86 Texto 10 ............................................................................................................................................89 Texto 11 ............................................................................................................................................92 Texto 12 ............................................................................................................................................94 Texto 13 ............................................................................................................................................97 Texto 14 ............................................................................................................................................99 Texto 15 ......................................................................................................................................... 102 Texto 16 ......................................................................................................................................... 105 Texto 17 ......................................................................................................................................... 108 Texto 18 ..........................................................................................................................................110 Texto 19 .........................................................................................................................................113 Texto 20 ..........................................................................................................................................115
  58. 58. CADERNO DE ATIVIDADES – 5º ANO LÍNGUA PORTUGUESA 59 TEXTO 01 ■ DATA: ____/____/______ Leia o texto para responder as questões de 1 a 12. A velha contrabandista Diz que era uma velhinha que sabia andar de lambreta. Todo dia ela passava pela fronteira mon- tada na lambreta, com um bruto saco atrás da lambreta. O pessoal da Alfândega – tudo malandro velho – começou a desconfiar da velhinha. Um dia, quando ela vinha na lambreta com o saco atrás, o fiscal da Alfândega mandou ela parar. A velhinha parou e então o fiscal perguntou assim pra ela: – Escuta aqui, vovozinha, a senhora passa por aqui todo dia, com esse saco aí atrás. Que diabo a senhora leva nesse saco? A velhinha sorriu com os poucos dentes que lhe restavam e mais os outros, que ela adquirira no odontólogo e respondeu: – É areia! Aí quem sorriu foi o fiscal. Achou que não era areia nenhuma e mandou a velhinha saltar da lambreta para examinar o saco. A velhinha saltou, o fiscal esvaziou o saco e dentro só tinha areia. Muito encabulado, ordenou à velhinha que fosse em frente. Ela montou na lambreta e foi embora, com o saco de areia atrás. Mas o fiscal ficou desconfiado ainda. Talvez a velhinha passasse um dia com areia e no outro com muamba, dentro daquele maldito saco. No dia seguinte, quando ela passou na lambreta com o saco atrás, o fiscal mandou parar outra vez. Perguntou o que é que ela levava no saco e ela respondeu que era areia, uai! O fiscal examinou e era mesmo. Durante um mês seguido o fiscal interceptou a velhinha e, todas as vezes, o que ela levava no saco era areia.
  59. 59. CADERNO DE ATIVIDADES – 5º ANO LÍNGUA PORTUGUESA 60 Diz que foi aí que o fiscal se chateou: – Olha, vovozinha, eu sou fiscal de alfândega com 40 anos de serviço. Manjo essa coisa de con- trabando pra burro. Ninguém me tira da cabeça que a senhora é contrabandista. – Mas no saco só tem areia! – insistiu a velhinha. E já ia tocar a lambreta, quando o fiscal propôs: – Eu prometo à senhora que deixo a senhora passar. Não dou parte, não apreendo, não conto nada a ninguém, mas a senhora vai me dizer: qual é o contrabando que a senhora está passando por aqui todos os dias? – O senhor promete que não “espaia” ? – quis saber a velhinha. – Juro – respondeu o fiscal. – É lambreta. (Stanislaw Ponte Preta) 1. O que a velhinha carregava no saco, para despistar o guarda? 2. O que o autor quis dizer com a expressão “tudo malandro velho”? 3. Quando o narrador citou os dentes que “ela adquirira no odontólogo” (4º parágrafo) a que tipo de dentes ele se referia? 4. Explique com suas palavras qual foi o truque da velhinha para enganar o fiscal. 5. Por que a velhinha decidiu contar a verdade?
  60. 60. CADERNO DE ATIVIDADES – 5º ANO LÍNGUA PORTUGUESA 61 6. Qual é a grande surpresa da história? 7. Numere corretamente as frases abaixo, observando a ordem dos acontecimentos. ( ) O fiscal verificou que só havia areia dentro do saco. ( ) O pessoal da alfândega começou a desconfiar da velhinha. ( ) Diante da promessa do fiscal, ela lhe contou a verdade: era contrabando de lambretas. ( ) Todo dia, a velhinha passava pela fronteira montada numa lambreta, com um saco no bagageiro. ( ) Mas, desconfiado, o fiscal passou a revistar a velhinha todos os dias. ( ) Durante um mês, o fiscal interceptou a velhinha e, todas as vezes, o que ela levava no saco era areia. ( ) Então, ele prometeu que não contaria nada a ninguém, mas pediu à velhinha que lhe dissesse qual era o contrabando que fazia. 8. Encontre no texto todos os substantivos comuns e próprios. ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ 9. Encontre no texto expressões que possuem adverbios de: tempo, modo, lugar, dúvida. ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ 10. Que tipo de linguagem está sendo empregada na frase: “– O senhor promete que não “espaia” ?” ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ 11. Circule no texto todos os verbos existentes. 12. Junto com seu professor, leia o texto identificando cada pontuação e justifique, oralmente, o uso de cada uma delas.
  61. 61. CADERNO DE ATIVIDADES – 5º ANO LÍNGUA PORTUGUESA 62 TEXTO 02 ■ DATA: ____/____/______ 1. Leia o texto abaixo com atenção, para responder as questões de 1 a 11. Fora do ar Quanto tempo você aguenta ficar sem ver televisão? E se ela sumisse de seu cotidiano por um período? A Folhinha convidou nove crianças a passar dois dias inteiros com a TV desligada. Depois, elas nos contaram o que fizeram durante as horas em que , normalmente, teriam ficado diante da tela. “Não mudou muita coisa”, diz Rafael Lucas de Oliveira, 10. Já para seu irmão, Raí, 11, foi ruim ficar sem ver o desenho “Super Choque”, mas ele fez o tempo passar brincando de pega–pega. Nina Vidigal, 8, que gosta da novela “Cabocla”, aproveitou a falta de TV para criar uma peça de teatro. Sua irmã, Gabriela, 5, preferiu dançar reggae. Marina Granadeiro Reis, 10, jogou Game Boy e leu muito para enganar a vontade de ligar a TV. Pedro Meirelles Toledo, 8, investiu em jogos de computador e tabuleiro. A dança, os jogos e o computador foram as alternativas mais populares à combinação TV – sofá . “Sem TV dois dias, pode soar como castigo”, diz Sérgio Ayala, pai de Lúcio, 5. “Trocamos um diálogo legal sobre a proposta. O que não impediu uma relutância do Lúcio em largar a “Tereza”. O computador e seus joguinhos substituíram a fissura por uma tela. O próximo passo é tirar o micro da tomada.” (...) Alexandre Moraes. “Fora do ar”, in: Folhinha/Folha de S.Paulo, 2004 (A) Qual das crianças parece que sofreu mais em ficar sem ver TV por dois dias? Por quê? (B) O texto “Fora do ar” apresenta a opinião de várias crianças que ficaram dois dias sem ver televi- são. E você, o que faria se tivesse que ficar dois dias sem assistir TV? Registre nas linhas abaixo.
  62. 62. CADERNO DE ATIVIDADES – 5º ANO LÍNGUA PORTUGUESA 63 2. Que recursos de linguagem foram empregadas no texto? 3. O texto é uma (A) reportagem. (B) anedota. (C) carta. (D) notícia. 4. O texto foi extraído de (A) um jornal. (B) uma revista. (C) uma enciclopédia. (D) um livro didático. 5. Em: “E se ela sumisse de seu cotidiano por um período?” A quem se refere o termo destacado no trecho (linha 1)? 6. Leia o trecho abaixo para responder aos comandos. A Folhinha convidou nove crianças a passar dois dias inteiros com a TV desligada. Depois, elas nos contaram o que fizeram durante as horas em que , normalmente, teriam ficado diante da tela. (A) A que se refere a palavra em negrito no trecho?_______________________________ (B) A palavra “tela” quer dizer o quê exatamente?_________________________________ (C) Quantas crianças participaram da reportagem?_________________________________ (D) Na palavra normalmente temos um sufixo que é ________________________________ 7. O que fez cada criança para não assistir televisão?
  63. 63. CADERNO DE ATIVIDADES – 5º ANO LÍNGUA PORTUGUESA 64 8. Sublinhe, no texto, todos os verbos. 9. O que significa a expressão “FORA DO AR”? ___________________________________________ _________________________________ 10. Circule no texto “Fora do ar” todos os substantivos próprios. 11. Pinte no texto somente as palavras e frases que receberam aspas. Qual a função das aspas num texto?
  64. 64. CADERNO DE ATIVIDADES – 5º ANO LÍNGUA PORTUGUESA 65 TEXTO 03 ■ DATA: ____/____/______ Leia o texto para responder as questões de 1 a 15. A esperteza de malasarte Malasarte ia ficando muito conhecido em todo país. Todo mundo ansiava por uma ocasião de vê- lo e ouvir-lhe as bobagens. Havia, no entanto, sempre alguém, aqui e acolá, que nunca tinha ouvido falar do herói, dos seus truques e mangações. Um dia, apareceu Malasarte na praça do mercado, e o homem do açougue, vendo-o passar, disse maquinalmente, sem mesmo encará-lo: – Senhor, não quer levar um peso de carne para casa? – Com muito gosto. Que devo levar, meu caro senhor? – Aqui, esta costeleta de porco está mesmo de lamber os beiços. Malasarte não hesitou um momento. Botou a costela debaixo do braço e foi dando o fora sem dizer nem – Muito obrigado! Vendo isto, o açougueiro saiu mais que depressa no encalço do freguês descuidado e lhe disse: – Senhor, creio que esqueceu de pagar a costeleta. – Pagar a costeleta? Quem foi que me falou de pagamento ainda há pouco? Você me convidou a levar para casa alguma coisa, apontando-me então para a costeleta de porco. Disso posso dar como testemunho todas as pessoas que estavam presentes na ocasião. E desta forma o açougueiro perdeu a sua costeleta de porco, para grande satisfação dos seus vizinhos da direita e da esquerda, também açougueiros, a quem aquela maneira de atrair os fregueses trazia grandes contrariedades. Jorge de Lima. O livro de ouro de histórias. (org. Maria Clara Machado) Rio de Janeiro, Ediouro, s/d. 1. Leia os trechos a seguir e relacione cada trecho em destaque com as palavras do quadro abaixo. 1– aqui e acolá – 2 – maquinalmente – 3 – lamber os beiços – 4 – dando o fora – 5 – descuidado ( ) O açougueiro disse à Malasarte que a costeleta estava muito boa. ( ) Em todo lugar, havia sempre alguma pessoa que não conhecia Malasarte. ( ) Malasarte foi saindo rapidamente, do açougue. ( ) O açougueiro pensou que Malasarte havia se esquecido de pagar, porque era distraído. ( ) O açougueiro dizia a todo mundo, sempre da mesma maneira, parecia que havia decorado.
  65. 65. CADERNO DE ATIVIDADES – 5º ANO LÍNGUA PORTUGUESA 66 2. Qual era a intenção do açougueiro ao perguntar se Malasarte queria levar um peso de carne para casa? 3. Ele conseguiu realizar o que queria? Por quê? 4. Qual foi a estratégia usada por Malasarte para justificar a sua atitude? 5. Copie a parte do texto onde está escrito que o açougueiro causava problema para os seus vizinhos com essa maneira de chamar os fregueses. 6. O que você achou da atitude do Malasarte? Explique sua resposta. 7. O que você pensa a forma usada pelo açougueiro para atrair os fregueses?
  66. 66. CADERNO DE ATIVIDADES – 5º ANO LÍNGUA PORTUGUESA 67 8. Retire do texto. (A) Um substantivo próprio _____________________________________________________ (B) Um substantivo comum _____________________________________________________ (C) Um pronome de tratamento __________________________________________________ (D) Um adjetivo ______________________________________________________________ (E) Um verbo ________________________________________________________________ 9. Com qual dos significados abaixo foi empregada a palavra presentes no texto? (A) Que existem ou estão em determinado lugar. (B) O tempo em que estamos vivendo. (C) Coisas que se dá a alguém em datas especiais. (D) Que estão sempre na maioria, inesquecíveis. 10. Leia o trecho abaixo e circule as frases interrogativas. Senhor, não quer levar um peso de carne para casa? – Com muito gosto. Que devo levar, meu caro senhor? – Aqui, esta costeleta de porco está mesmo de lamber os beiços. Malasarte não hesitou um momento. Botou a costela debaixo do braço e foi dando o fora sem dizer nem – Muito obrigado! 11. Identifique no trecho acima as palavras que dão ideia de advérbio de tempo. 12.Oquesignificaapalavra“hesitou”,(linha4)dotextoacima?_______________________________ Leia o trecho para responder as questões 13 a 15. – Senhor, creio que esqueceu de pagar a costeleta. – Pagar a costeleta? Quem foi que me falou de pagamento ainda há pouco? Você me convi- dou a levar para casa alguma coisa, apontando-me então para a costeleta de porco. Disso posso dar como testemunho todas as pessoas que estavam presentes na ocasião. E desta forma o açougueiro perdeu a sua costeleta de porco, para grande satisfação dos seus vizinhos da direita e da esquerda, também açougueiros, a quem aquela maneira de atrair os fregueses trazia grandes contrariedades.
  67. 67. CADERNO DE ATIVIDADES – 5º ANO LÍNGUA PORTUGUESA 68 13. O que significam, no trecho, as palavras testemunho, atrair e contrariedade? 14. De quem são as falas nas 1ª e 2ª linhas do trecho? 15. Circule no texto todos os advérbios que aparecerem.
  68. 68. CADERNO DE ATIVIDADES – 5º ANO LÍNGUA PORTUGUESA 69 TEXTO 04 ■ DATA: ____/____/______ Leia o poema para responder as questões de 1 a 6. De mão em mão Nas suas mãos eu entrego Todas as mãos que aqui estão Vamos ficar de mãos dadas Disso eu não posso abrir mão. Tem gente que é mão aberta Tem gente que é mão de vaca Tem gente que é mão de ferro Tem gente que tem mãos de fada. Tem gente com as mãos leves, bondosas Tem gente que maltrata com as mãos Tem gente com mãos carinhosas Que agradam, afagam e consolam. Parte de um poema retirado do livro Histórias para Ouvir e Cantar – Ed. Globo, 1993. 1. O eu lírico retrata na segunda estrofe o sentido literal ou figurado das expressões? Justifique sua resposta. 2. No quarto verso da primeira estrofe, o eu lírico demonstrou (A) tristeza. (B) alegria. (C) entusiasmo. (D) perseverança.
  69. 69. CADERNO DE ATIVIDADES – 5º ANO LÍNGUA PORTUGUESA 70 3. O que a imagem tem a ver com o texto?_______________________________________ 4. No verso “Vamos ficar de mãos dadas” (v. 3), o que o eu lírico quis expressar? 5. Preencha o quadro abaixo. É só pesquisar na poesia DE MÃO EM MÃO. PRONOMES PESSOAIS DO CASO RETO PRONOMES POSSESIVOS VERBOS ADVÉRBIOS DE LUGAR SUBSTANTIVOS ADJETIVOS
  70. 70. CADERNO DE ATIVIDADES – 5º ANO LÍNGUA PORTUGUESA 71 PREPPOSIÇÃO PRONOMES INDEFINIDOS
  71. 71. CADERNO DE ATIVIDADES – 5º ANO LÍNGUA PORTUGUESA 72 TEXTO 05 ■ DATA: ____/____/______ Leia o texto instrucional para responder as questões de 1 a 7. Ivan Cruz – aviãozinho de papel Uma das obras de Ivan Cruz retrata um brinquedo de papel muito comum entre as crianças: o aviãozinho. Você encontrará abaixo instruções de como fazer seu próprio avião de papel. Você verá nas imagens, como é fácil. Leia as instruções e observe as imagens. 1. Enumere as instruções de acordo com os desenhos. DOBRE NOVAMENTE O PAPEL AO MEIO, COMO NO INÍCIO, MAS PARA O LADO CONTRÁRIO. DOBRE A FOLHA AO MEIO, ABRA-A E DEPOIS DOBRE AS PONTAS DA ESQUERDA EM DIREÇÃO AO CENTRO, FORMANDO UM ‘BICO’. DOBRE AS LATERAIS, CONFORME MOSTRA O PONTILHADO, PARA MONTAR AS ASAS.
  72. 72. CADERNO DE ATIVIDADES – 5º ANO LÍNGUA PORTUGUESA 73 DOBRE AS PONTAS DO LADO ESQUERDO COMO FEZ NA PRIMEIRA ETAPA, TORNANDO O ‘BICO’ MAIS FIRME. DOBRE O ‘BICO’ PARA TRÁS, DEIXANDO UM PEQUENO ESPAÇO DE DISTÂNCIA (COMO MOSTRA O PONTILHADO). DOBRE A PONTINHA QUE SOBROU DO PRIMEIRO ‘BICO’ PARA TRÁS. (A) Qual o objetivo do texto acima?_________________________________________________ (B) Qual o material utilizado na construção do aviãozinho?_______________________________ (C) Quantas etapas devem ser executadas para ter o aviãozinho pronto?______________________ 2. O primeiro texto é um tipo de linguagem que classificamos como (A) linguagem verbal. (B) linguagem informal. (C) linguagem formal. (D) linguagem não verbal. 3. O texto ensina a fazer o quê?____________________________________________ 4. O texto mostra o procedimento através de (A) ilustração. (B) verbalização. (C) rabiscos. (D) ilustração e verbalização. 5. É possível seguir as instruções do primeiro texto? Justifique sua resposta. 7. O gênero textual é __________________________.
  73. 73. CADERNO DE ATIVIDADES – 5º ANO LÍNGUA PORTUGUESA 74 8. Preencha a tabela abaixo de acordo com o modelo. VERBO: MODO IMPERATIVO 1ª CONJUGAÇÃO 2ª CONJUGAÇÃO 3ª CONJUGAÇÃO Dobre dobrar X Abra Montaremos Fazendo Deixando Curiosidades: O Modo imperativo é o modo verbal que exprime ordem, proibição, conselho, pedido, instrução ou interação com o leitor. • Expressões como por favor, peço que ou similares caracterizam um pedido. Exemplo: Por favor, compre um lanche. Por favor, pegue o livro na estante. • Frases sem essas expressões caracterizam uma ordem. Exemplo: Compre um lanche. Pegue o livro na estante. 9. Pinte ou circule, no texto, todas as palavras que indicam uma instrução ou um pedido. 10. Complete as frases com os verbos do modo imperativo de acordo com o texto estudado. (A) ___________________ novamente o papel ao meio, como no início, mas para o lado contrário. (B) _______________________________ a folha ao meio, _______________–a e depois __________________ as pontas da esquerda em direção ao centro, formando um ‘bico’. (C) _______________________________ as laterais, conforme mostra o pontilhado, para montar as asas. (D) ____________________ as pontas do lado esquerdo como fez na primeira etapa, tornando o ‘bico’ mais firme. (E) _______________________o ‘bico’ para trás, deixando um pequeno espaço de distância (como mostra o pontilhado). (F) ______________________ a pontinha que sobrou do primeiro ‘bico’ para trás. 11. Qual o verbo que mais se repetiu nas frases?_________________________________
  74. 74. CADERNO DE ATIVIDADES – 5º ANO LÍNGUA PORTUGUESA 75 12. Preencha a tabela abaixo de acordo com o modelo. VERBO: MODO IMPERATIVO 1ª CONJUGAÇÃO 2ª CONJUGAÇÃO 3ª CONJUGAÇÃO Dobre dobrar X Abra Montaremos Fazendo Deixando 13. Maria vai fazer um bolo de chocolate. Observe a receita e faça a lista de ingredientes. Modo de preparo: Bata as claras em neve, acrescente as gemas e bata outra vez, coloque o açúcar e bata mais uma vez. Coloque a farinha, o chocolate em pó, o fermento, o leite e bata novamente. Untar a forma e colocar para assar por aproximadamente 40 minutos em forno médio. Enquanto o bolo assa faça a cobertura com 2 colheres de chocolate em pó, 1 colher de margarina, meio copo de leite e leve ao fogo até começar a ferver, jogue a cobertura quente sobre o bolo já assado. Ingredientes: 14. Copie, da receita, “bolo de chocolate”, todos os verbos.
  75. 75. CADERNO DE ATIVIDADES – 5º ANO LÍNGUA PORTUGUESA 76 16. Complete as frases fazendo a concordância verbal e nominal das palavras indicadas nos parênteses. (A) Para o bolo de chocolate nós ________________a forma redonda. (usar) (B) _______________a cobertura quente sobre o bolo. (jogar) (C) Acrescentar duas ______________em neve. (clara) (D) Acrescente três ______________de chocolate em pó. (colher) Para responder. • QUAL É O GÊNERO TEXTUAL DO TEXTO BOLO DE CHOCOLATE? • O TEXTO “BOLO DE CHOCOLATE” É DIVIDIDO EM QUANTAS PARTES?
  76. 76. CADERNO DE ATIVIDADES – 5º ANO LÍNGUA PORTUGUESA 77 TEXTO 06 ■ DATA: ____/____/______ 1. Leia as tirinhas para responder às questões. (A) Por que Mafalda pediu que o amigo fizesse silêncio? (B) Que tipo de linguagem está representada no último quadrinho? (C) Para você, o que significa falar que o mundo está doente? 2. Observe. Quino. Toda Mafalda. São Paulo, Martins Fontes 1991. Quino. Toda Mafalda. São Paulo, Martins Fontes 1991.
  77. 77. CADERNO DE ATIVIDADES – 5º ANO LÍNGUA PORTUGUESA 78 (A) Por que Mafalda foi ouvir o noticiário para saber se a Terra continuava doente? (B) As notícias que Mafalda ouviu foram boas ou ruins? Justifique sua resposta. (C) No terceiro quadrinho Mafalda está ninando a Terra. Por que Mafalda está fazendo isso? 3. Veja mais esta tirinha. (A) Por que o pai de Mafalda está rindo? (2º quadrinho) (B) Como foi que ele mudou de ideia? (3º quadrinho) (C) E você também concorda com a personagem em dizer que o mundo está doente? Por quê? Quino. Toda Mafalda. São Paulo, Martins Fontes 1991.
  78. 78. CADERNO DE ATIVIDADES – 5º ANO LÍNGUA PORTUGUESA 79 4. Dê a sua opinião sobre o texto e sobre o autor dele. 5. No primeiro quadrinho a personagem diz: “PSIU”. Chamamos de “onomatopéia” e indica o som de algo que é (A) o pedido de silêncio. (B) o barulho da porta se abrindo. (C) o grito da personagem. (D) o medo que a personagem demonstra. 6. Circule nas tirinhas todas as pontuações e explique a função de cada uma, oralmente, para os seus colegas. 11. Quack! – pato 12. Blin Blong! – campainha 13. Vroom! - barulho de motor de carro 14. Muuu – mugir do boi, vaca... 15. Au Au! – cão latindo 16. Cócóricó – galo cantando 17. Bii Bii – buzina 18. psiu! – silêncio 19. ei psiu – chamamento 20. Bumba – imitação de pancada sem estrondo Curiosidades 1. Ai! – dor ou grito 2. Hmm – pensamento 3. Ai, ai… –lamentação 4. Ah! – grito 5. Ha Ha Ha!– riso 6. Atchim! – espirro 7. Bang! – tiro 8. Buáá! – choro 9. Zzz! – zumbido ou alguem dormindo 10. Splash – mergulho
  79. 79. CADERNO DE ATIVIDADES – 5º ANO LÍNGUA PORTUGUESA 80 TEXTO 07 ■ DATA: ____/____/______ Leia o texto para responder as questões de 1 a 5. Eu Autor: Pontes Neto Eu não era velho nem novo. Tinha a capa colorida, um pouco amassada, e uma das páginas rasgada na parte de baixo, naquele lugar que chamavam de pé de página. Vivia jogado no canto de um quarto, junto de velhos brinquedos. Todos os dias o menino entrava para brincar. O que eu mais queria era que ele me desse atenção, me segurasse, passasse as minhas páginas, lesse o que eu tenho para contar. Mas que nada! Brincava naquele quarto e nem me olhava. Ficava horas e horas com os toquinhos de madeira, carrinhos, quebra-cabeça e outros brinquedos. Eu me sentia um grande inútil. Um dia não aguentei mais: chorei tanto, mas tanto, que minhas lágri- mas molharam todas as minhas páginas e o chão. Parecia que eu tinha feito xixi no quarto. Levei um tempão para secar. Veio a noite, as lágrimas continuavam úmidas. Comecei a bater o queixo de frio e espirrar. Só não fiquei gripado porque fui dormir debaixo do ursinho de pelúcia. No dia seguinte, quando os raios de sol entraram pela janela, me senti melhor, e minhas páginas secaram todas. A minha sorte é que as letras não deslizaram pelas páginas e foram embora. 1. A história que você leu acontece (A) numa rua. (B) num quarto. (C) numa janela. (D) num baú. 2. A personagem principal era (A) um brinquedo. (B) um livro. (C) um caderno. (D) um menino.
  80. 80. CADERNO DE ATIVIDADES – 5º ANO LÍNGUA PORTUGUESA 81 3. O desejo da personagem era (A) que lhe desse atenção. (B) que passasse suas páginas. (C) que lhe segurasse e lesse. (D) todas as opções acima. 4. “Eu me sentia um grande inútil”, a palavra grifada significa (A) útil. (B) agradável. (C) valorizado. (D) sem valor. 5. Na sua opinião esse texto é fictício ou real? Como você cuidaria da personagem principal do texto? 6. Leia o trecho. “Eu não era velho nem novo. Tinha a capa colorida, um pouco amassada, e uma das pági- nas rasgada na parte de baixo, naquele lugar que chamavam de pé de página. Vivia jogado no canto de um quarto, junto de velhos brinquedos. Todos os dias o menino entrava para brincar. (...) (A) A quem se refere o termo “eu” na primeira linha? ____________________________________________________________________________ (B) Quais os adjetivos que aparecem no trecho acima? E a quem eles se referem?
  81. 81. CADERNO DE ATIVIDADES – 5º ANO LÍNGUA PORTUGUESA 82 7. Em: “...todos os dias o menino entrava para brincar”. A expressão grifada da ideia de (A) intensidade. (B) lugar. (C) modo. (D) tempo. Leia o trecho com atenção para responder às questões 8 e 9. O que eu mais queria era que ele me desse atenção, me segurasse, passasse as minhas páginas, lesse o que eu tenho para contar. Mas que nada! Brincava naquele quarto e nem me olhava. Ficava horas e horas com os toquinhos de madeira, carrinhos, quebra-cabeça e outros brinquedos. Eu me sentia um grande inútil. 8. O termo em negrito no trecho, pode ser classificado como (A) pronome possessivo. (B) pronome pessoal. (C) pronome interrogativo. (D) pronome de tratamento. 9. Circule no trecho acima todos os verbos.
  82. 82. CADERNO DE ATIVIDADES – 5º ANO LÍNGUA PORTUGUESA 83 TEXTO 08 ■ DATA: ____/____/______ Leia a receita para responder às questões de 1 a 8: Frango com quiabo Ingredientes • 500g de frango cortado • Suco coado de três limões • 3 dentes de alho amassados • Salsicha, sal e pimenta a gosto • 1 cebola grande cortada em cubos • 3 tomates sem sementes, cortados em cubos Modo de Fazer Tempere o frango com a metade do suco de limão, ponha o alho e o sal e deixe descansar por 1h. Lave bem os quiabos, corte as pontas, coloque-os em um recipiente e regue com a outra metade do suco de limão. Em uma panela, aqueça o azeite e doure os pedaços de frango. Acrescente a cebola e os tomates, refogue e, em fogo baixo, mexendo sempre, junte os quiabos escorridos. Deixe cozinhar até que os quiabos estejam macios. Adicione as salsichas. Sirva assim que retirar do fogo. 1. Este texto é (A) uma receita culinária. (B) uma história de um frango. (C) uma instrução de um jogo. (D) uma bula de remédio. 2. Este texto serve para ensinar (A) a cozinhar em fogão a lenha. (B) a fazer frango com quiabo. (C) a fazer suco de limão. (D) a brincar de cozinhar.
  83. 83. CADERNO DE ATIVIDADES – 5º ANO LÍNGUA PORTUGUESA 84 3. Para fazer frango com quiabo é preciso (A) folha de louro. (B) chuchu refogado. (C) dourar o camarão. (D) cebolas cortadas em cubos. 4. De acordo com o texto, a primeira coisa a ser feita é (A) aquecer o azeite. (B) temperar o frango. (C) dourar o frango. (D) juntar os quiabos ao frango. 5. Quantos ingredientes são necessários para fazer a receita? 6. Quiabo é o nome de quê? (A) De uma fruta. (B) De uma vagem. (C) De um legume. (D) De uma carne. 7. No trecho “Deixe cozinhar até que os quiabos estejam macios. Adicione as salsichas. Sirva assim que retirar do fogo.” As palavras em destaque nesse contexto, podem ser substituídas por (A) cozidos e acrescente. (B) secos e apure. (C) maduros e coloque. (D) frios e cozinhe. 8. O texto se divide em______________________ e ______________________________. Leia o texto para responder às questões de 9 a 10. “Tempere o frango com a metade do suco de limão, põe o alho e o sal e deixe por uma hora. Lave bem os quiabos, corte as pontas, coloque-os em um recipiente e regue com a ou- tra metade do suco de limão. Em uma panela, aqueça o azeite e doure os pedaços de frango. Acrescente a cebola e os tomates, refogue e, fogo baixo, mexendo sempre. Junte os quiabos escorridos. Deixe cozinhar até que os quiabos estejam macios. Adicione as salsichas. Sirva assim que retirar do fogo.”
  84. 84. CADERNO DE ATIVIDADES – 5º ANO LÍNGUA PORTUGUESA 85 9. As palavras “tempere”, “lave”, “coloque”, “regue”, “aqueça”, “doure”, “acrescente”, “refogue”, “deixe”, “adicione” e “sirva”, (linhas 1, 2, 3, 4 e 5) indicam (A) um pedido. (B) uma instrução. (C) uma ordem. (D) uma solicitação. 10. Circule no texto todos os substantivos comuns. 11. Transcreva todos os verbos que estão no modo imperativo para o infinitivo. IMPERATIVO INFINITIVO TEMPERE TEMPERAR DEIXE LAVE CORTE COLOQUE REGUE AQUEÇA REFOGUE ADICIONE SIRVA ACRESCENTE
  85. 85. CADERNO DE ATIVIDADES – 5º ANO LÍNGUA PORTUGUESA 86 TEXTO 09 ■ DATA: ____/____/______ Leia o texto para responder às questões 1 a 12. TEXTO 01 TEXTO 02 1. O TEXTO 01 faz o anúncio de um notebook, e o TEXTO 02 a propaganda de (A) brinquedos da marca Estrela. (B) brinquedos novos. (C) arrecadação de brinquedos. (D) figurinhas da Estrela. 2. Para comprar o primeiro produto, o consumidor deve ir a que tipo de estabelecimento? (A) A uma biblioteca. (B) A uma loja de cosméticos. (C) A uma loja de brinquedos. (D) A uma loja de eletroeletrônicos. R$ 899,00
  86. 86. CADERNO DE ATIVIDADES – 5º ANO LÍNGUA PORTUGUESA 87 3. Os dois textos servem para (A) anunciar e propagar. (B) ensinar e narrar. (C) narrar e provocar humor. (D) emocionar e divertir. 4. De acordo com o primeiro texto, o produto traz que tipos de vantagens? 5. No texto 02, o público alvo é (A) as crianças. (B) os adultos. (C) os idosos. (D) os bebês. 6. O que os dois textos têm em comum? (A) O tamanho das letras. (B) O assunto do texto. (C) Os produtos vendidos. (D) A intenção comunicativa. 7. Quais as empresas responsáveis pela fabricação dos dois produtos? (A) Intel e Papai Noel. (B) Intel e Estrela. (C) Intel e Pontecar. (D) Estrela e Performance. 8. O texto 02 tem a característica de (A) um bilhete. (B) uma carta. (C) uma fábula. (D) um conto. 9. Como escrevemos por extenso o valor que está expresso no anúncio do texto 01?
  87. 87. CADERNO DE ATIVIDADES – 5º ANO LÍNGUA PORTUGUESA 88 10. O que significa a palavra “entretenimento” (texto 01)? 11. Pinte no quadro abaixo somente as palavras que indicam CONJUNÇÕES. ESTE COLOQUEI POR ISSO MAS BEM PRESENTE LEGAL LÁ PORQUE
  88. 88. CADERNO DE ATIVIDADES – 5º ANO LÍNGUA PORTUGUESA 89 TEXTO 10 ■ DATA: ____/____/______ Leia o texto para responder às questões de 1 a 10. Poluição do solo É na camada mais externa da superfície terrestre, chamada solo, que se desenvolvem os vege- tais. Quando o solo é contaminado, tanto os cursos subterrâneos de água como as plantas podem ser envenenadas. Os principais poluentes do solo são os produtos químicos usados na agricultura. Eles servem para destruir pragas e ervas daninhas, mas também causam sérios estragos ambientais. O lixo produzido pelas fábricas e residências também pode poluir o solo. Baterias e pilhas joga- das no lixo, por exemplo, liberam líquidos tóxicos e corrosivos. Nos aterros, onde o lixo das cidades é despejado, a decomposição da matéria orgânica gera um líquido escuro e de mau cheiro, chamado chorume, que penetra no solo e contamina mesmo os cursos de água que passam bem abaixo da su- perfície. (...) Almanaque Recreio. São Paulo: Abril. Almanaques CDD_056–9.2003 1. No trecho “É na camada mais externa da superfície terrestre” (linha 1), a expressão sublinhada indica (A) causa. (B) finalidade. (C) lugar. (D) tempo. 2. Qual o assunto principal do texto? (A) A poluição solar. (B) A poluição do solo. (C) A poluição dos rios. (D) A poluição sonora. 3. Para que tipo de leitor foi escrito esse texto? (A) Apenas para crianças. (B) Todos os psicanalistas. (C) Qualquer tipo de leitor. (D) Para os adolescentes.
  89. 89. CADERNO DE ATIVIDADES – 5º ANO LÍNGUA PORTUGUESA 90 4. De acordo com o texto, os principais poluentes do solo são (A) os produtos químicos usados na água. (B) os produtos químicos usados nas rochas. (C) os produtos químicos usados no ar. (D) os produtos químicos usados na agricultura. 5. Em: “O lixo produzido pelas fábricas e residências também pode poluir o solo.” (linha 6) A palavra em negrito no trecho pode substituída por (A) casas. (B) lojas. (C) hospitais. (D) escolas. 6. O gênero do texto é (A) anúncio. (B) informativo. (C) dissertação. (D) conto. 7. Circule no texto abaixo os advérbios que dão ideia de lugar e de tempo. É na camada mais externa da superfície terrestre, chamada solo, que se desenvolvem os vegetais. Quando o solo é contaminado, tanto os cursos subterrâneos de água como as plantas podem ser envenenadas. Os principais poluentes do solo são os produtos químicos usados na agricultura. Eles ser- vem para destruir pragas e ervas daninha, mas também causam sérios estragos ambientais. O lixo produzido pelas fábricas e residências também pode poluir o solo. Baterias e pilhas jogadas no lixo, por exemplo, liberam líquidos tóxicos e corrosivos. Nos aterros, onde o lixo das cidades é despejado, a decomposição da matéria orgânica gera um líquido escuro e de mau cheiro, chamado chorume, que penetra no solo e contamina mesmo os cursos de água que pas- sam bem abaixo da superfície. (...)
  90. 90. CADERNO DE ATIVIDADES – 5º ANO LÍNGUA PORTUGUESA 91 8. Classifique as palavras abaixo quanto a sua tonicidade. PALAVRA TONICIDADE superfície paroxítona fábricas tóxicos também
  91. 91. CADERNO DE ATIVIDADES – 5º ANO LÍNGUA PORTUGUESA 92 TEXTO 11 ■ DATA: ____/____/______ Leia o texto para responder às questões de 1 a 11. Infância? Na industria de calçados de Franca, no interior de São Paulo, trabalham cerca de 4.000 crianças de 5 a 14 anos. São 15% da mão de obra de uma indústria que, embora em crise, fatura alto. Mas quem foi visitar as fabricas, não vai encontrá-las fazendo o serviço. As empresas terceirizam uma par- te de sua produção, pesponto e colagem. Como as crianças trabalham em casa, as fábricas reduziram seus custos e, de quebra, se livraram dos riscos das ações trabalhistas. Demitido da fabrica onde trabalhava todos os dias, o operário José Carlos Barbosa procura serviço para levar para casa. Ele trabalha com a mulher e quatro filhos entre 4 e 12 anos... Revista Veja 30/08/95 1. Este tipo de texto foi retirado de (A) um jornal. (B) uma revista. (C) um livros. (D) um cartaz. 2. Na frase “... onde trabalhava todos os dias”. A palavra em destaque dá ideia de (A) tempo. (B) lugar. (C) modo. (D) negação. 3. O texto é uma (A) reportagem. (B) fábula. (C) entrevista. (D) biografia. 4. Em “Na indústria de calçados de Franca...” A palavra Franca (linha1) quer dizer (A) cidade localizada no interior do Ceará. (B) cidade localizada no sertão Nordestino. (C) cidade localizada no sul da Bahia. (D) cidade localiza no interior de São Paulo.
  92. 92. CADERNO DE ATIVIDADES – 5º ANO LÍNGUA PORTUGUESA 93 5. O assunto abordado na notícia é (A) a exploração do trabalho infantil. (B) o trabalho digno. (C) o trabalho de um operário. (D) a profissão operária. 6. Qual a sua opinião sobre o trabalho infantil? 7. Pela fonte bibliográfica a notícia foi publicada há mais ou menos (A) dez anos. (B) trezes anos. (C) vinte anos. (D) dezessete anos. 8. Sublinhe os substantivos que aparecem no texto abaixo. Na indústria de calçado de Franca, no interior de São Paulo, trabalham cerca de 4000 crianças de 5 a 14 anos. São 15% da mão-de-obra de uma indústria que, embora, em crise, fatura alto. Mas quem foi visitar as fabricas, não vai encontrá-las fazendo o serviço. As empresas terceirizam uma parte de sua produção, pesponto e colagem, agora as crianças trabalham em casa. Com as fabricas reduziram seus custos e, de quebra se livraram dos riscos das ações trabalhistas. Demitido da fabrica onde traba- lhava todos os dias, o operário Jose Carlos Barbosa procura serviço para levar para casa. Ele trabalha com a mulher e quatro filhos entre 4 e 12 anos... 9. No trecho: “...não vai encontrá-las (linha 3), o termo em negrito se refere a quem? 10. Encontre no texto palavras que você não conhece o significado. Com auxilio de um dicionário pesquise seus respectivos significados, de acordo com o contexto, e anote-os em seu caderno.

×