REGULAÇÃO NOS SERES VIVOS
      Hormonas Vegetais – Parte 2
Auxinas




             Conhecem-se três
              auxinas naturais.
A célula “perde a parede”
Utilizações



                 Agricultura
                 Herbicida – Agente
                  Laranja
   Os efeitos das auxinas são
                                          variados e dependem, entre
                      ...
Efeito das auxinas
   uma elevada
    concentração de
    auxinas promove o
    crescimento do caule
    e inibe o crescimento
    das raíze...
   Este facto ajuda a explicar o gravitropismo
    negativo dos caules e o gravitropismo positivo das
    raízes.
   Se uma planta for colocada na horizontal, as zonas
    do caule e da raiz voltadas para baixo recebem
    uma maior qu...
Meristemas



                O crescimento das plantas faz-
                 se a partir de células, com uma
           ...
   Caso o meristema apical seja
    removido, os gomos laterais
    desenvolvem-se, originando
    ramos.
Abscisão




              Queda das folhas ou
               frutos.
   A produção de auxinas
    pelas sementes estimula
    o desenvolvimento das
    paredes do ovário,
    logo, do fruto.
Propagação Vegetativa

   Permite através de um
    processo de reprodução
    assexuado, obter vários
    indivíduos
   ...
Giberelinas
   As giberelinas, tal como as auxinas, provocam
    alongamento dos caules de árvores, arbustos e
    alguma...
Citoquininas

                  Promovem a divisão celular.
                  Estimulam o desenvolvimento
              ...
Etileno
             as plantas produzem
              etileno, sendo este gás
              responsável pela:
          ...
Ácido abscísico (ABA)

                 inibe a acção de hormonas
                  de crescimento.
                 Ini...
   As hormonas vegetais
    raramente agem sozinhas.
    É a produção coordenada
    das diversas hormonas que
    permit...
   o principal factor interno
    de regulação das
    reacções de
    desenvolvimento e
    crescimento nas plantas
    ...
Factores Extrínsecos


                 Influenciam a actividade
                  hormonal, dando, então,
              ...
Ppt 2   RegulaçãO Nos Seres Vivos (Hormonas Vegetais   Parte Ii)
Ppt 2   RegulaçãO Nos Seres Vivos (Hormonas Vegetais   Parte Ii)
Ppt 2   RegulaçãO Nos Seres Vivos (Hormonas Vegetais   Parte Ii)
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ppt 2 RegulaçãO Nos Seres Vivos (Hormonas Vegetais Parte Ii)

5.115 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Turismo
0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.115
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
910
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
446
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ppt 2 RegulaçãO Nos Seres Vivos (Hormonas Vegetais Parte Ii)

  1. 1. REGULAÇÃO NOS SERES VIVOS Hormonas Vegetais – Parte 2
  2. 2. Auxinas  Conhecem-se três auxinas naturais.
  3. 3. A célula “perde a parede”
  4. 4. Utilizações  Agricultura  Herbicida – Agente Laranja
  5. 5.  Os efeitos das auxinas são variados e dependem, entre outros factores, da sua concentração, do órgão da planta em que actuam e da espécie de planta. A dominância apical é o efeito inibidor que o gomo terminal exerce sobre os gomos axilares. A auxina, hormona vegetal, é produzida nas células da região apical dos ramos e inibe o desenvolvimento dos gomos laterais.
  6. 6. Efeito das auxinas
  7. 7.  uma elevada concentração de auxinas promove o crescimento do caule e inibe o crescimento das raízes.
  8. 8.  Este facto ajuda a explicar o gravitropismo negativo dos caules e o gravitropismo positivo das raízes.
  9. 9.  Se uma planta for colocada na horizontal, as zonas do caule e da raiz voltadas para baixo recebem uma maior quantidade de auxinas que as restantes zonas, o que provoca uma inibição do crescimento na zona da raiz que está voltada para baixo. Por este motivo, a raiz curva para baixo.
  10. 10. Meristemas  O crescimento das plantas faz- se a partir de células, com uma grande capacidade de divisão e diferenciação.
  11. 11.  Caso o meristema apical seja removido, os gomos laterais desenvolvem-se, originando ramos.
  12. 12. Abscisão  Queda das folhas ou frutos.
  13. 13.  A produção de auxinas pelas sementes estimula o desenvolvimento das paredes do ovário, logo, do fruto.
  14. 14. Propagação Vegetativa  Permite através de um processo de reprodução assexuado, obter vários indivíduos geneticamente iguais aos que lhes deu origem.
  15. 15. Giberelinas  As giberelinas, tal como as auxinas, provocam alongamento dos caules de árvores, arbustos e algumas ervas, embora a sua acção seja mais lenta.
  16. 16. Citoquininas  Promovem a divisão celular.  Estimulam o desenvolvimento de gamos laterais.  Inibem o crescimento de raízes.  retardam o envelhecimento de células vegetais  retardam, a abscisão das folhas.
  17. 17. Etileno  as plantas produzem etileno, sendo este gás responsável pela:  maturação dos frutos  abscisão das folhas  papel protector para as plantas feridas ou infectadas  acelera o envelhecimento da parte afectada.
  18. 18. Ácido abscísico (ABA)  inibe a acção de hormonas de crescimento.  Inibe a germinação de sementes e o desenvolvimento dos gomos.  promove o fecho dos estomas, protegendo a planta em caso de seca.  Estimula a abscisão de folhas, ramos e frutos.
  19. 19.  As hormonas vegetais raramente agem sozinhas. É a produção coordenada das diversas hormonas que permite à planta sobreviver às mudanças das estações do ano, bem como às condições climatéricas extremas, e continuar o seu desenvolvimento.
  20. 20.  o principal factor interno de regulação das reacções de desenvolvimento e crescimento nas plantas são as hormonas.
  21. 21. Factores Extrínsecos  Influenciam a actividade hormonal, dando, então, origem a respostas por parte da planta.

×