6 morfologia vegetal_hormonas

1.227 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.227
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
46
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
25
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

6 morfologia vegetal_hormonas

  1. 1. FORMAÇÃO TECNOLÓGICARik Página 11.2 Hormonas Vegetais.As hormonas vegetais, denominadas de fito-hormonas, são substânciasorgânicas produzidas em células, tecidos ou órgãos vegetais e que funcionamcomo agentes reguladores, induzindo modificações, fisiológicas e/ou anatómicas,nos seus locais de ação.As fito-hormonas são eficazes em concentrações relativamente baixas.Os efeitos das hormonas vegetais são variáveis, não produzindo uma respostasempre idêntica, dependendo a sua ação de diversos fatores, quer intrínsecos àplanta (ex. concentração da hormona; tipo de órgão em que atua; interaçãocom outras hormonas), quer provenientes do meio ambiente.As hormonas vegetais desempenham um papel importante no desenvolvimentoda planta e algumas são mesmo fundamentais para a viabilidade destesorganismos, como é o caso das auxinas e das citocininas.Os principais grupos de substâncias que funcionam como fito-hormonas são as auxinas,as citocininas, o etileno, as giberelinas e o ácido abcísico. Outroscompostos como o ácido salicílico, os brassinosteróides e o jasmonato, atuamtambém como hormonas vegetais.Diversas hormonas vegetais têm sido produzidas em laboratório, sendo aplicadasartificialmente nas culturas, de forma a obter efeitos desejados, como induçãoda floração, promoção do crescimento ou formação de frutos.
  2. 2. FORMAÇÃO TECNOLÓGICARik Página 2O crescimento e o florescimento das plantas devem-se a mecanismos biológicos, que naagricultura demonstram ser fatores muito importantes.Hormonas vegetais, compostos orgânicos produzidos por plantas, geralmente em umlocal diferente daquele onde são usados. Tais hormonas, em baixas concentrações,regulam o crescimento e as reações fisiológicas das plantas.Por exemplo:As auxinas e giberelinas pulverizadas nas culturas, estas substâncias provocama floração simultânea de plantações de abacaxi, evitam a queda prematura de laranjas epermitem a formação de uvas sem sementes. Prolongam o tempo de armazenamento dasbatatas.Os tomates são colhidos ainda verdes, mas são pulverizados com etileno, quandochegados as prateleiras dos mercados, para amadurecerem. Isto para o tomate ter umamelhor qualidade.A utilização de hormonas vegetais, como herbicidas seletivos: alguns deles, como a 2,4- D (ácido diclorofenoxiacético, uma auxina sintética) são inócuos para plantações dearroz, trigo, centeio, no entanto, destroem ervas daninhas de folhas largas como picões,dente-de-leão...Recentemente, uma grande quantidade de hormonas vegetais foi sintetizada e alguns sãousados comercialmente para matar ervas daninhas ou cultivar frutas.Por vezes, são utilizadas grandes doses de hormonas para provocar a queda prematurade alguns frutos, como em macieiras e oliveiras de forma a reduzir o número de frutos, eassim, os que restam crescem maiores.Deste modo, a agricultura intensiva utiliza compostos químicos, nomeadamente fito-hormonas sintéticas, resultando daí preços mais baixos e uma maior quantidade dealimentos.Contudo...O aprofundamento do estudo das hormonas também trouxe desvantagens para aagricultura
  3. 3. FORMAÇÃO TECNOLÓGICARik Página 3Aplicações das hormonas Vegetais =DAs hormonas vegetais podem ter variadíssimas aplicações, por exemplo, como asauxinas estimulam o desenvolvimento das raízes mesmo em caules já cortados sãoutilizadas em horticultura e floricultura, bem como no desenvolvimento dos frutos.As giberelinas são também utilizadas por muitos agricultores para obter frutos de maiortamanho, como as uvas. A gaillardia pulchella é um exemplo da aplicação dasgiberelinas, pois na presença das mesmas vai atingir um grande desenvolvimento, já queestimulam o alongamento das células e a divisão celular, provocando assim oalongamento do caule.As citocininas são muito utilizadas para retardar a degradação de um ramo de umaplanta, quando este é cortado, por isso é que se pulveriza com citocininas para que ele semantenha por muito mais tempo. Deste modo, para que a planta do tabaco, Nicotinatabacum, não evidencie sinas de senescência (degradação) é manipulada geneticamentecom a introdução de um gene que determina a produção de citocininas para durar maistempo.O Etileno é responsável, sobretudo, pelo amadurecimento dos frutos e a queda dasfolhas. Sendo os tomates e as bananas frutos de difícil transporte e manipulação, quandomaduros, são colhidos ainda verdes e mais tarde pulverizados com etileno de forma apromover o seu amadurecimento.Por fim temos o Ácido abcísico que inibe o crescimento e promove a dormência nasplantas bloqueando a germinação de sementes. Deste modo, é aplicado por exemplonuma espiga de milho para que este bloqueie a germinação dos grãos.Como acabamos de ver as hormonas vegetais têm um importante uso na agricultura,floricultura, horticultura etc., sendo por isso muito importantes na atualidade.
  4. 4. FORMAÇÃO TECNOLÓGICARik Página 4- Breve descrição e modo e local de actuação das hormonas vegetais.http://www.infopedia.pt/$hormonas-vegetaishttp://jmhormonasvegetais10c.blogspot.pt/http://www.notapositiva.com/trab_estudantes/trab_estudantes/biologia/biologia_trabalhos/hormonasvegetais.htmhttp://www.slideshare.net/crisvit/hormonas-vegetais-1509904- Noção de ciclo vegetativo. Aplicações práticas.http://www.infoescola.com/bioquimica/hormonios-vegetais/- Hormonas de enraizamento. Aplicações práticas.http://dasementearvore.blogspot.pt/2011/01/como-fazer-hormonas-de-enraizamento.html- Hormonas ananicantes. Aplicações práticas.http://pt.scribd.com/doc/96800534/Regalis-O-novo-regulador-de-crescimento-em-pomoideasMuito obrigado pela vossa atenção, que é comoquem diz por terem paciência para me aturar.

×