E twinning covilhã

156 visualizações

Publicada em

Encontro Regional eTwinning
Universidade da Beira Interior - Covilhã
19 e 20 de fevereiro 2016

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
156
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

E twinning covilhã

  1. 1. MariaNatáliaCouto–EscolaSecundáriaQuintadasPalmeiras,Covilhã Colaboração eTwinning – aspetos críticos Encontro Regional eTwinning Universidade da Beira Interior 19 de fevereiro de 2016 Covilhã
  2. 2. MariaNatáliaCouto–EscolaSecundáriaQuintadasPalmeiras,Covilhã 1. Planificar colaborativamente:pressupostos e constrangimentos 2. Exemplo de trabalho colaborativo eTwinning (Sustain our Lives) 3. Vantagens do trabalho colaborativo com escolas europeias (professores; alunos) 4. Ferramentas facilitadoras Colaboração eTwinning – aspetos críticos
  3. 3. MariaNatáliaCouto–EscolaSecundáriaQuintadasPalmeiras,Covilhã Pensar Colaboração eTwinning – aspetos críticos Planificar Construir Avaliar Partilhar NEGOCIAÇÃO/ CONFIANÇA/ RESPEITO
  4. 4. MariaNatáliaCouto–EscolaSecundáriaQuintadasPalmeiras,Covilhã 1. Planificar colaborativamente: pressupostos e constrangimentos Colaboração eTwinning – aspetos críticos Pressupostos Constrangimentos - Recurso a ferramentas web 2.0 - Ausência de contacto face-to-face - Clareza na definição dos objetivos - Tempo/ espaço/ meios tecnológicos/ curricula - Definição dos principais meios de comunicação - Diversidade cultural - Definição do output TWINSPACE: Espaço seguro de partilha/ colaboração/ conteúdos/ comunicação
  5. 5. MariaNatáliaCouto–EscolaSecundáriaQuintadasPalmeiras,Covilhã PARCERIA(S) Colaboração eTwinning – aspetos críticos 2. Exemplo de trabalho colaborativo eTwinning
  6. 6. MariaNatáliaCouto–EscolaSecundáriaQuintadasPalmeiras,Covilhã 2. Exemplo de trabalho colaborativo eTwinning Colaboração eTwinning – aspetos críticos A planificação:
  7. 7. MariaNatáliaCouto–EscolaSecundáriaQuintadasPalmeiras,Covilhã 2. Exemplo de trabalho colaborativo eTwinning Colaboração eTwinning – aspetos críticos Como chegámos até aqui
  8. 8. MariaNatáliaCouto–EscolaSecundáriaQuintadasPalmeiras,Covilhã 2. Exemplo de trabalho colaborativo eTwinning Colaboração eTwinning – aspetos críticos A construção:
  9. 9. MariaNatáliaCouto–EscolaSecundáriaQuintadasPalmeiras,Covilhã 2. Exemplo de trabalho colaborativo eTwinning Colaboração eTwinning – aspetos críticos Como chegámos até aqui
  10. 10. MariaNatáliaCouto–EscolaSecundáriaQuintadasPalmeiras,Covilhã 2. Exemplo de trabalho colaborativo eTwinning Colaboração eTwinning – aspetos críticos O logotipo do projeto:
  11. 11. MariaNatáliaCouto–EscolaSecundáriaQuintadasPalmeiras,Covilhã 2. Exemplo de trabalho colaborativo eTwinning Colaboração eTwinning – aspetos críticos O logotipo do projeto: como chegámos
  12. 12. MariaNatáliaCouto–EscolaSecundáriaQuintadasPalmeiras,Covilhã 2. Exemplo de trabalho colaborativo eTwinning Colaboração eTwinning – aspetos críticos O logotipo do projeto: como chegámos
  13. 13. MariaNatáliaCouto–EscolaSecundáriaQuintadasPalmeiras,Covilhã 2. Exemplo de trabalho colaborativo eTwinning Colaboração eTwinning – aspetos críticos A Partilha
  14. 14. MariaNatáliaCouto–EscolaSecundáriaQuintadasPalmeiras,Covilhã 2. Exemplo de trabalho colaborativo eTwinning Colaboração eTwinning – aspetos críticos A Partilha
  15. 15. MariaNatáliaCouto–EscolaSecundáriaQuintadasPalmeiras,Covilhã 3. Trabalho colaborativo entre escolas europeias: vantagens Colaboração eTwinning – aspetos críticos - Desenvolvimento linguístico; - Inovação pedagógica e partilha de práticas e metodologias; - Desenvolvimento pessoal e profissional; - Desenvolvimento de uma consciência transcultural; - Partilha de competências na área das NTIC; - Perceção de que nos movemos numa sociedade multicultural e multilingue; - Fazer novos amigos; - Promoção da interdisciplinaridade e da transculturalidade.
  16. 16. MariaNatáliaCouto–EscolaSecundáriaQuintadasPalmeiras,Covilhã 4. Ferramentas facilitadoras Colaboração eTwinning – aspetos críticos
  17. 17. OBRIGADA PELA VOSSA ATENÇÃO! Vamos lá desenvolver projetos? MariaNatáliaCouto–EscolaSecundáriaQuintadasPalmeiras,Covilhã

×