Trabalhos Sobre A Sida

14.063 visualizações

Publicada em

Trabalhos realizados pelos alunos do 3º e 4º ano do Agrupamento de Escolas de Gondifelos

Publicada em: Educação, Saúde e medicina
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
14.063
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
226
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
60
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalhos Sobre A Sida

  1. 1. Trabalhos sobre a SIDA<br />
  2. 2. Quem é o bicho da Sida?<br />O bicho da sida é um vírus muito contagioso, mas não faz mal, estar na piscina com alguém que tem esta doença.<br />Quem contrair a sida, deve ir ao médico para receber cuidados médicos e fazer tratamentos, ir sempre às consultas marcadas, para assim poder viver mais tempo.<br /> Se nós não cuidarmos de nós próprios, este vírus pode atacar e fazer muito mal às nossas defesas.<br /> O bicho da sida só é visto ao microscópio pois é pequeníssimo.<br /> Quem tem a sida deve ser ajudado, porque ele merece respeito como as outras pessoas.<br /> Ele é contagioso através do sangue e os maiores têm que usar o preservativo para se protegerem. Esta doença é perigosa e pode-nos levar à morte.<br /> Por essa razão devemos ser amigos de nós próprios, porque a sida pode atacar: CUIDADO!<br /> ALUNO: RAFAEL SILVA 3ºano/2<br />
  3. 3.
  4. 4. CUIDADO COM O BICHO DA SIDA!<br />O bicho da sida está espalhado por todo o mundo.<br /> Ele entra no sangue de uma pessoa e faz enfraquecer o organismo dela.<br /> As pessoas que têm esse vírus podem viver agora mais anos, com tratamentos médicos.<br /> O nome desta doença é: Síndrome de Imunodeficiência Adquirida. <br /> O vírus é perigoso! Deve-se usar o preservativo para evitar o contágio desta doença.<br /> Esse bicho é muito, muito pequeno e só se vê ao microscópio, porque ele é invisível a olho nu e visível a olho vestido.<br /> Nunca devemos discriminar as pessoas que contraíram o vírus da sida e lutam contra esta doença.<br />Aluna: MARIA MEIRA 3ºano/2<br />
  5. 5.
  6. 6. O BICHO DA SIDA<br />O bicho da sida é mau e provoca doenças graves que podem provocar a morte.<br /> As pessoas devem usar protecção para não apanharem esta doença mortal.<br /> Há muitas pessoas, em todo o mundo, com o bicho da sida.<br /> O bicho da sida também pode matar crianças, que foram infectadas com este vírus, pela mãe.<br /> <br />Aluno: TIAGO ANDRÉ 3º ano/2<br />
  7. 7.
  8. 8. Bicho mau<br />O bicho da sida é um vírus muito mau, tem um olho enorme, é vermelho e tem muitas pernas para correr muito depressa.<br /> A sua cor vermelha significa que o bicho ataca no sangue ou por contactos de sangue.<br /> O bicho da sida não pode andar à solta porque é muito mau. É um dos bichos mais perigosos e mortais.<br /> Mas há outros bichos que também são muito maus para nós!<br /> O vírus da sida é minúsculo e só se consegue ver ao microscópio.<br /> Ele gosta de fazer mal às pessoas, mas não sei porquê?<br /> E você, sabe?<br /> <br />Aluna: JOANA MARGARIDA 3ºano/2<br />
  9. 9.
  10. 10. Bicho conhecido?<br />O bicho da sida é um vírus muito conhecido em todo o mundo; há milhões de pessoas em todos os continentes que contraíram este vírus muito contagioso.<br /> Este vírus não se pega por um beijo, um abraço, nem nas piscinas; pode propagar-se através de uma ferida de alguém com sida em contacto com sangue de alguém saudável. Por isso se deve usar luvas como uma medida de segurança.<br /> Este vírus está a atacar o mundo inteiro; temos que nos defender e proteger, avisando todas as pessoas.<br /> Ele é microscópico; se uma pessoa duvidar que contraiu esta doença, deve dirigir-se ao Hospital ou ao Centro de saúde mais próximo da sua região. Lá encontrará protecção e ajuda.<br /> Cuidado, que este vírus tira-nos as defesas do corpo e assim podemos morrer cedo de mais.<br /> Temos que nos proteger contra esta doença mortal e ter o máximo de protecção possível no nosso dia-a-dia e na nossa vida. <br />Aluno: ALBERTO SILVA 3ºano/2 <br />
  11. 11.
  12. 12. Sida/micróbio<br />O bicho da sida é um micróbio que se transmite através de contacto sanguíneo.<br /> A sida não se propaga num beijo, num abraço, numa ida à piscina ou à praia. Ela pode propagar-se também através das relações sexuais desprotegidas, e ainda de mãe para filho, durante a gestação ou no parto.<br /> As pessoas contagiadas com sida não devem ser discriminadas porque elas são iguais a nós; devem ser respeitadas como pessoas que são.<br /> <br />Aluno: MIGUEL ANDRÉ3ºano/2<br />
  13. 13.
  14. 14. Bichinho pequenino<br />O bicho da sida é um bicho que faz mal às pessoas. Este vírus propaga-se nas relações sexuais e no contacto com sangue de pessoas contaminadas.<br /> O vírus da sida não é bom para o mundo, porque anda no nosso corpo a comer as nossas defesas, até nos tirar a vida toda. Com tratamento, podemos estar no hospital ou em casa com este doença, e durarmos mais alguns anos.<br /> Usa as luvas para te protegeres desta doença muito grande para te matar, mas pequena para tu a veres.<br /> Não sejas inconsciente, porque esse bichinho tão pequenino pode enganar-te em qualquer dia ou qualquer noite.<br /> Cuida-te!<br /> <br />Aluno: JOSÉ MANUEL 3ºano/2<br />
  15. 15.
  16. 16. Vírus perigoso<br />O bicho da sida é um vírus que faz enfraquecer o corpo das pessoas portadoras.<br /> Ele é um vírus mau e toda a gente o detesta…<br /> O bicho da sida põe as pessoas numa cama do hospital. Ele é mais um dos vírus raros e perigosos para a nossa vida.<br /> As pessoas que têm relações sexuais e têm sida, devem usar o preservativo ou «camisinha», para não infectarem os parceiros.<br /> Para se evitar o contágio desta doença, devemos usar luvas quando tratarmos feridas.<br /> Este bicho é muito perigoso!<br /> <br />Aluno: PEDRO COUTINHO 3ºano/2<br />
  17. 17.
  18. 18. Bicho com força<br />O bicho da sida é um bicho que entra no corpo de uma pessoa desprevenida ou desprotegida.<br /> Esse bicho tira as forças todas dessa pessoa. Essa pessoa deve ter cuidados especiais nas relações sexuais e no contacto com o sangue. <br /> Mas esta grave doença tem tratamento.<br /> A sida é uma doença má e perigosa; parece que tem raiva…<br /> Quando uma pessoa tem esta doença e se aleija ou corta, se não houver cuidado no contacto com as feridas, pode transmitir essa doença involuntariamente.<br />Aluna: JOANA COUTINHO 3ºano/2<br />
  19. 19.
  20. 20. Doença muito séria!<br /> O bicho da sida é um bicho que nos faz ficar com uma doença chamada: Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, que é muito perigosa.<br /> Esse vírus anda de pessoa em pessoa. Antigamente não havia cura para essa doença; agora existem tratamentos e medicamentos que ajudam a retardar os efeitos da sida: a morte.<br /> Todas as pessoas devem cuidar-se muito bem contra esta doença que contamina, através do sangue ou de mãe para o bebé.<br /> Esta é uma doença muito séria; por isso não devemos gozar quem é portador deste vírus.<br /> Alerta! Ele contamina os descuidados! Tem cuidado AMIGO!<br /> <br />Aluna: ADRIANA MOREIRA 3ºano/2<br />
  21. 21.
  22. 22. Saúde ou doença?<br />Eu acho que o bicho da sida faz mal às pessoas.<br /> Se tivermos uma ferida e o outro também tiver uma e for portador da doença, o bicho da sida vai-me contagiar e nunca mais pára.<br /> Se ele estiver dentro de uma pessoa e ela não souber, essa pessoa pode morrer ou ter sorte e viver mais anos. Geralmente, o doente que tem sida vai ao médico e ele diz-lhe porque é grave esta doença e como deve viver com ela, pois o vírus nunca desaparece mesmo com remédios e tratamentos.<br /> Temos de evitar o contágio com a sida para continuarmos saudáveis; quem não tiver cuidado, pode morrer.<br /> Escolhe!<br /> <br />Aluno: ALEXANDRE SANTOS 3ºano/2<br />
  23. 23.
  24. 24. Conheces o teu corpo?<br />O bicho da sida é um bicho que só se vê ao microscópio.<br /> Ele não se propaga num beijo, num cumprimento; ele transmite-se no contacto com feridas de pessoas infectadas com esse vírus.<br /> Também se transmite nas relações sexuais; as pessoas devem usar preservativo, porque por vezes os adultos e os jovens não têm conhecimento do seu corpo nem desta doença.<br /> O bicho da sida não se vê a olho nú. <br /> <br />Aluna: LUCIANA MACEDO 3ºano/2<br />
  25. 25.
  26. 26. O retrato do vírus<br />O bicho da sida é um bicho com um olho, é vermelho, tem quatro braços, duas pernas e é careca.<br /> Ele é um bicho que ataca as pessoas através do sangue e das relações sexuais.<br /> Este vírus pode estar no nosso corpo. Se o nosso organismo for tratado, podemos viver ainda mais algum tempo.<br /> O vírus da sida não sabe o que é o Bem nem o Mal.<br /> Nós não podemos discriminar quem tem este vírus, porque se o tivéssemos, também não gostaríamos de ser gozados pelos outros.<br /> Devemos lutar contra a sida, protegendo o nosso corpo, tendo comportamentos correctos nos nossos relacionamentos sociais e aprendendo e lendo todas as informações que nos oferecem.<br /> Nós devemos prevenir-nos, usando preservativo.<br /> Eu acho que o bicho da sida é mau porque faz mal ao nosso organismo.<br /> <br /> Aluno: BRUNO BARBOSA 3ºano/2<br />
  27. 27.
  28. 28. Sê educado!<br />O bicho da sida é um vírus.<br /> É um vírus invisível a olho nu, mas visível a olho vestido, com um microscópio.<br /> O seu nome é: Vírus da Imunodeficiência Humana.<br /> A doença que o vírus provoca chama-se:<br /> Síndrome da Imunodeficiência Adquirida.<br /> Por isso o vírus se chama: SIDA.<br /> As pessoas com este vírus ficam sem defesas e podem morrer.<br /> Ele faz mal às pessoas em todo o mundo. E também pode ser transmitido às crianças. <br /> Este vírus contacta-se através do sangue.<br /> A melhor forma de o combater é a educação. Quem a porta pode viver muito tempo se se tratar, e todos nós devemos ter amizade por estas pessoas.<br /> Já foi um vírus mortal, mas há vírus mais perigosos.<br /> Cuide-se bem e seja educado!<br /> <br />Aluna: MARIA OLIVEIRA 3ºano/2<br />
  29. 29. VIH, o bicho da SIDA<br />4º ano, turma 2<br />
  30. 30. Bicho da SIDA<br />3º ano, turma 2<br />
  31. 31. Escola EB 1,2,3 de Gondifelos<br />“ A SIDA”<br /> Trabalho realizado por :<br /> Bruno Carvalho;<br /> Jorge Cruz;<br /> Ricardo Oliveira;<br /> Sara Silva.<br />
  32. 32. INTRODUÇÃO<br />Até hoje muitas pessoas acreditam que a SIDA é<br />Uma doença restrita aos chamados grupos de <br />risco, como as pessoas que se prostituem ou os<br />homossexuais. Mas a epidemia da SIDA mostrou <br />que todos têm de se prevenir: homens e mulheres,<br />casados ou solteiros, jovens e idosos, todos, <br />independentemente da cor, raça, situação<br />económica ou orientação sexual.<br />
  33. 33. S . I. D. A.<br />SIDA significa: Síndrome da ImunoDeficiência Adquirida:<br />Síndrome – refere-se a um grupo de sintomas que<br /> caracterizam uma doença;<br />ImunoDeficiência – significa que a doença é caracterizada<br />pelo enfraquecimento do sistema imunitário;<br />Adquirida – significa que a doença não é hereditária,<br /> desenvolvendo-se por contacto com um agente que neste<br /> caso é o vírus VIH;<br />
  34. 34. SIDA<br />Podemos dizer então, que a SIDA é um conjunto de<br />sintomas de várias doenças que apareceram devido<br />ao enfraquecimento do sistema imunitário causado<br />pelo contacto do organismo com o vírus VIH.<br />
  35. 35. O QUE É O VIH<br />VIH significa: Vírus da Imunodeficiência Humana;<br />O VIH, é um vírus constituído por uma membrana proteica e com um<br /> núcleo de ARN (ácido ribonucleico). Este vírus ataca o sistema<br /> imunitário responsável pela defesa do nosso organismo em relação a<br /> muitas doenças.<br /> O VIH, ataca principalmente os Linfócitos -T.<br />O VIH, para atacar uma célula sã, transforma o seu ARN, em ADN <br />(ácido desoxirribonucleico) igual ao da célula sã, entrando assim <br />No seu núcleo, destruindo-o e multiplicando-se através da divisão<br />celular, indo atacar outras células sãs.<br />
  36. 36. TIPOS DE VIH<br />Existem dois tipos de vírus VIH:<br />VIH 1: É mais agressivo, mais rápido na destruição do sistema imunitário, transmite-se mais facilmente, o período assintomático de infecção é em média 10 anos e responde melhor aos medicamentos. <br />VIH 2: É mais lento na destruição do sistema imunitário e portanto o período de infecção é em média de 30 anos.<br />
  37. 37. SER SEROPOSITIVO E TER SIDA<br />Ser seropositivo: Uma pessoa seropositiva pode não<br />ter quaisquer sinais ou sintomas da doença, aparentando<br />um estado saudável durante um período que pode atingir<br />vários anos. No entanto essa pessoa está infectada e,<br />porque o vírus está presente no seu organismo, pode,<br />durante todo esse tempo, transmiti-lo a outra pessoa.<br />Ter SIDA: a SIDA só aparece muito mais tarde e<br />relaciona-se com a destruição do sistema imunitário,<br />começando a aparecer várias doenças. A SIDA é a última<br />fase de uma infecção que pode ter vários anos de evolução. <br />
  38. 38. PERÍODO DE JANELA<br />O período de janela é o período que decorre entre<br />o momento em que se adquiriu a infecção e o<br />momento em que os testes para o VIH são positivos.<br />Este período é, em média de 4 a 6 semanas, na<br />maioria dos casos, o diagnóstico é possível entre a<br />3ª semana e o 3º mês após o contágio. <br />
  39. 39. TESTES DE DIAGÓSTICO DA SIDA<br />Teste ELISA: é um teste de rastreio, de fácil e rápida<br />execução. É um teste muito sensível e específico para o <br />diagnóstico da infecção pelo VIH. Qualquer teste ELISA <br />positivo deve ser confirmado pelo teste Western-Blot que <br />é um teste que confirma definitivamente a infecção.<br />Teste Western–Blot : Este teste detecta individualmente<br />os anticorpos contra as proteínas específicas. Este teste<br />só é utilizado para confirmar um teste ELISA positivo.<br />
  40. 40. FORMAS DE TRANSMISSÃO DO VIH<br />Existem três formas de transmissão do vírus da sida:<br />Transmissão através do sangue:<br />A principal causa de transmissão por esta via ocorre através da<br />Partilha de agulhas, seringas e outros objectos contaminados pelo VIH<br />entre os toxicodependentes que utilizam drogas injectáveis.<br />Embora representem um menor risco, não devem ser partilhados<br />objectos cortantes onde exista sangue de uma pessoa infectada,<br />mesmo que esteja já seco. É o caso das lâminas de barbear, piercings,<br />instrumentos de tatuagem e de furar as orelhas e alguns utensílios de<br />manicura.<br />
  41. 41. Transmissão através de secreções sexuais: <br />As secreções sexuais (esperma e secreções vaginais) de uma<br />pessoa infectada, mesmo que aparentemente saudável e com<br />&quot;bom aspecto&quot;, podem, com grande probabilidade, transmitir<br />O VIH sempre que exista uma relação sexual sem<br />preservativo. O risco é maior em relações sexuais com<br />parceiros desconhecidos, múltiplos parceiros sexuais ou<br />parceiros ocasionais, situações em que o uso do preservativo<br />é imprescindível. É importante ter sempre em conta que<br />basta uma relação sexual não protegida com uma pessoa<br />infectada para o VIH se poder transmitir.<br />
  42. 42. Transmissão de mãe para filho:<br />Se a mãe estiver infectada, pode transmitir a infecção ao<br />seu bebé através do leite. Mas não só: também pode <br />Transmitir  o VIH ao filho durante a gravidez, através do<br />seu próprio sangue, ou durante o parto, através do sangue<br />ou secreções vaginais. <br />
  43. 43. EVOLUÇÃO DA SIDA EM PORTUGAL<br />Como se pode verificar nos gráficos seguintes, desde 1996<br /> a 2007, tem-se verificado em Portugal um decréscimo no<br /> número de casos de pessoas infectadas.<br />Podemos afirmar que esta situação se deve a uma melhor <br />informação sobre o tema e ao aconselhamento, orientação<br /> e sobretudo à educação da população para a saúde e <br /> para uma sexualidade feliz e responsável.<br /> <br />
  44. 44.
  45. 45.
  46. 46.
  47. 47.
  48. 48. CONCLUSÃO<br />As crenças e atitudes associadas às formas de transmissão do<br />VIH/SIDA, bem como a forma como a infecção progride,<br />produzem nos indivíduos, infectados, inúmeras necessidades <br />pessoais e sociais que em muitos casos, dão origem a<br />situações de ruptura social, mesmo em pessoas, até então,<br />socialmente integradas,conduzindo, frequentemente, à perda<br />de suportes de inserção, como o enquadramento afectivo, o <br />alojamento e o emprego.<br />
  49. 49. BIBLIOGRAFIA<br />Roche, 20 Jul 2007, “Diga Sim á Prevenção IST/SIDA”, URL<br />&lt;www.digasimaprevenção.blog.sapo.pt&gt;<br />CVEDT, Lisboa 2007, “Infacção VIHSida em Portugal (2007), A Situação<br /> de Portugal a 31 de Dez, Doc 139 CNSIDA”, URL,<br />&lt;www.cplp.org/Files/Filer/cplp/comunicaçãoInfo/livrohivsida.pdf.&gt;<br />

×