A BIBLIOTECA DE BABEL                                                   As       Bibliotecas    da                        ...
Para saber mais…      Jorge Luís Borges recriou o universo                       da biblioteca de Babel no seu conto do  ...
A BIBLIOTECA DE               ALEXANDRIA                                             A biblioteca de Alexandria,         ...
Para saber mais…                  O filme Ágora, de Alejandro                   Amenabar, recria o universo              ...
As bibliotecas gregas doperíodo clássico                               Durante o período clássico da                     ...
Para saber mais…                 O divertido filme Astérix e                  Obélix nos Jogos Olímpicos,                ...
As bibliotecas durante oImpério Romano                                   As      primeiras     bibliotecas               ...
Para saber mais…                 A série Roma Sub Rosa do                  escritor Steven Saylor, de                  qu...
As bibliotecas durante a Idade Média                                                    Com a queda do Império           ...
Para saber mais…                 Todo o mistério do enredo                  deste policial de Humberto                  E...
As bibliotecas durante oRenascimento                   Durante toda a Idade Media a igreja                               ...
Para saber mais…                 Um dos elementos da família                  do Papa Alexandre VI, César                ...
Reforma e Contra-Reforma                               Os movimentos de Reforma                                e Contra-R...
Para saber mais…                 O escritor galego Gonçalo                  Torrente Ballester recria, de                ...
As bibliotecas académicas                                                   Apesar dos entraves do                       ...
Para saber mais…                      O filme Harry Potter e a                       Pedra Filosofal usou como           ...
As bibliotecas reais                                    No advento da Idade Moderna, e                                   ...
Para saber mais…                  O Memorial do Convento,                   uma     das    obras   mais                  ...
Enciclopedismo eRevolução Francesa                                           O espírito iluminista valorizava            ...
Para saber mais…                  Um Conto de Duas Cidades,                   de Charles Dickens mostra                  ...
Lending libraries:Bibliotecas     abertas ao público em geral                           No início do século XIX, surgem n...
Para saber mais…                  A Abadia de Northanger, uma                   das obras menos conhecidas               ...
As bibliotecas itinerantes                                                  À medida que o século XIX                    ...
Para saber mais…              Os  romances, como Amor              de Perdição de Camilo              Castelo Branco, era...
As bibliotecas nacionais          No final do século XIX, já a maioria dos                                      países de...
Para saber mais…                 O filme Tesouro Nacional-                  Livro dos segredos, leva o                  s...
A fundação Calouste               Gulbenkian                                        A história das bibliotecas em        ...
Para saber mais…                 Os “Bons Malandros” desta                  obra planeiam um assalto                  esp...
As Bibliotecas do Futuro                    A    Internet    constituiu    uma                     evolução considerável ...
Uma Chave para o Passado, Presente e              Futuro
asia                        Um                                    MundFant                                     o          ...
Um centro de aprendizagem     que relembra aventuras                              Cheia de sonhos e de                    ...
Onde começa a amizadecom os livros                Um local que tem livros, contos e                histórias fantásticas  ...
Trabalho Elaborado por:                              André Valadas nº3                              Avelino Galvão nº4    ...
Dia da Biblioteca Escolar - Friso Cronológico
Dia da Biblioteca Escolar - Friso Cronológico
Dia da Biblioteca Escolar - Friso Cronológico
Dia da Biblioteca Escolar - Friso Cronológico
Dia da Biblioteca Escolar - Friso Cronológico
Dia da Biblioteca Escolar - Friso Cronológico
Dia da Biblioteca Escolar - Friso Cronológico
Dia da Biblioteca Escolar - Friso Cronológico
Dia da Biblioteca Escolar - Friso Cronológico
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Dia da Biblioteca Escolar - Friso Cronológico

1.090 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.090
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dia da Biblioteca Escolar - Friso Cronológico

  1. 1. A BIBLIOTECA DE BABEL As Bibliotecas da Babilónia foram as primeiras de que há registo. As obras estavam registadas em tabuinhas de cerâmica, nas quais se escrevia com um estilete metálico. Outros suportes, como tabuinhas de cera utilizavam-se igualmente, mas sobretudo para registos mais efémeros. Algumas destas tabuinhas sobreviveram até aos dias de hoje e é assim que conhecemos a epopeia de Gilgamesh.Ruínas de uma biblioteca no território do antigo reino da Babilónia, atual Iraque
  2. 2. Para saber mais…  Jorge Luís Borges recriou o universo da biblioteca de Babel no seu conto do mesmo nome. Neste, a biblioteca é retratada como um universo infinito, abrigando uma infinidade de livros. O narrador, um dos muitos bibliotecários, supõe que os volumes da biblioteca contêm todas as possibilidades da realidade. Alguns não fazem o menor sentido, ou o fazem numa língua há muito desconhecida. Outros são meras repetições de uma mesma palavra. Busca-se incessantemente alguém que saiba decifrar as mensagens contidas nos misteriosos volumes, que seria o correspondente a um deus. Entre as várias interpretações possíveis do conto de Jorge Luís Borges, uma dá conta que se trata de uma grande metáfora em que mundo e literatura se confundem. Ler um texto é tentar decifrá-lo, mas se considerarmos que o próprio mundo está impregnado de linguagem, a própria realidade pode ser considerada como uma grande biblioteca cheia de textos à espera de quem os decifre.
  3. 3. A BIBLIOTECA DE ALEXANDRIA  A biblioteca de Alexandria, apesar de não ser a mais antiga é, sem dúvida, a mais mítica. Esta era considerada o maior centro de saber do mundo antigo, reunindo manuscritos de todas as áreas do saber, desde Filosofia e História a Medicina, Arte e Poesia. Competia com a biblioteca de Pérgamo como a mais completa biblioteca da época, possuindo extensas coleções de livros. A biblioteca foi destruída pelos invasores otomanos em 640 D.C.Biblioteca de Alexandria – reconstrução computadorizada
  4. 4. Para saber mais…  O filme Ágora, de Alejandro Amenabar, recria o universo cultural ao redor da grande biblioteca da Alexandria num ponto fulcral da sua história. O filme recria a vida de Hipátia, filósofa e professora na Escola de Alexandria, no Egito.
  5. 5. As bibliotecas gregas doperíodo clássico  Durante o período clássico da civilização grega, estas existiam em elevado número, quer como edifícios independentes, quer como salas agregadas aos templos. O suporte usado nestas não era já as tabuinhas de cerâmica, mas sim o pergaminho. Por causa do seu preço, a reprodução dos pergaminhos era feita em número reduzido, e a produção literária era sobretudo verbal. As bibliotecas eram espaços de discussão de ideias e elaboração de projetos, e os sábios usavam-nas como ponto de encontro. Planta da cidade e biblioteca de Pérgamo
  6. 6. Para saber mais…  O divertido filme Astérix e Obélix nos Jogos Olímpicos, baseado na banda desenhada do mesmo nome, recria de forma divertida esta tradição da Grécia clássica.
  7. 7. As bibliotecas durante oImpério Romano  As primeiras bibliotecas públicas surgiram durante o império romano, e como eram consideradas estruturas de bem-estar do povo, estavam associadas a edifícios de termas ou de templos. Foi também durante o império romano que surgiu o conceito de códex - um conjunto de pergaminhos soltos, precursores dos nossos atuais livros. Estes substituem gradualmente os volumen- rolos de papiro ou pergaminho- por serem mais fáceis de preservar e consultar. Durante o império romano asReconstituição de uma biblioteca pública do bibliotecas privadas eram um tempo do império romano símbolo de poder e status social e as famílias mais nobres orgulhavam-se das suas coleções.
  8. 8. Para saber mais…  A série Roma Sub Rosa do escritor Steven Saylor, de que a obra Sangue Romano é o primeiro volume, reconstrói o universo cultural e político de Roma no seu período áureo, ao mesmo tempo que propõe aos leitores desvendar crimes verídicos, numa atmosfera de suspense muito apelativa.
  9. 9. As bibliotecas durante a Idade Média  Com a queda do Império Romano, muitas bibliotecas são abandonadas ou destruídas, perdendo-se para sempre obras de referência da cultura clássica. Numa tentativa de preservar o saber, os monges recolhem todos os manuscritos que conseguem encontrar e copiam-nos pacientemente. A estas oficinas de cópias de manuscritos dá-se oIluminura que representa um típico scriptorium nome de scriptorium. medieval
  10. 10. Para saber mais…  Todo o mistério do enredo deste policial de Humberto Eco se centra à volta de um manuscrito mítico: uma apologia do riso de Aristóteles.
  11. 11. As bibliotecas durante oRenascimento  Durante toda a Idade Media a igreja católica e o Vaticano em particular reuniram, preservaram e copiaram inúmeras obras da antiguidade clássica, bem como obras de natureza teológica e profana que entretanto foram sendo produzidas. Em 1475, o Papa Sisto IV, imbuído do espírito renascentista de exploração e partilha de conhecimento, abriu ao público a imensa coleção de manuscritos reunidos pelos seus antecessores. No começo, a biblioteca teve um caráter especial: era composta por Bíblias e trabalhos teológicos, mas especializou-se depois em trabalhos seculares, sobretudo, os clássicos em grego e em latim. Esta biblioteca ganhou um impulso ainda maior com a invenção da imprensa, crescendo exponencialmente. Atualmente possui mais de 8,3 mil incunábulos (livros impressos nos primórdios da Biblioteca do Vaticano imprensa, por volta do século XV, 150 mil códices manuscritos, 100 mil gravuras e desenhos, 300 mil moedas e medalhas e quase 20 mil objetos de valor artístico.
  12. 12. Para saber mais…  Um dos elementos da família do Papa Alexandre VI, César Borgia, foi o modelo para aquele que foi considerado um dos primeiros tratados políticos do mundo ocidental: O Príncipe, de Maquiavel.
  13. 13. Reforma e Contra-Reforma  Os movimentos de Reforma e Contra-Reforma causaram inúmeras perturbações no universo das bibliotecas. Enquanto os países reformistas encorajavam a leitura (sobretudo de textos religiosos e da Bíblia), nos países em que a Contra- Reforma foi mais evidente, o acesso aos livros foi muito restringido. Cadastraram-se livros e bibliotecas privadas e foi publicado o Index, um documento que listava as obras proibidas pela Igreja. Folha de rosto do Index
  14. 14. Para saber mais…  O escritor galego Gonçalo Torrente Ballester recria, de forma muito bem-humorada, os extremos a que a Inquisição e o seu braço intelectual, o Index, iam para proteger as almas dos cristãos de influências negativas.
  15. 15. As bibliotecas académicas  Apesar dos entraves do Index, ao longo do século XVII surgiram bibliotecas apensas às universidades. Contam-se neste número a biblioteca Bodleiana, em Oxford, ou aquela que ficaria conhecida como biblioteca Joanina na Universidade de Coimbra. Estas, para além de possuírem coleções extensas de todo o tipo de volumes, refletem o gosto da época por decoração profusa e abundante, constituindo verdadeiras jóiasBiblioteca Joanina da Universidade de Coimbra arquitetónicas.
  16. 16. Para saber mais…  O filme Harry Potter e a Pedra Filosofal usou como cenário a famosa Biblioteca Bodleiana, em Oxford.
  17. 17. As bibliotecas reais  No advento da Idade Moderna, e por influência do Iluminismo, as casas reais começam a instituir opulentas bibliotecas reais, onde os estudiosos têm pela primeira vez acesso às coleções reais de livros e manuscritos inacessíveis até então. As bibliotecas criadas são completas e luxuosas, pois são um reflexo do poder e do prestígio real. Um exemplo paradigmático destas bibliotecas é a biblioteca do Palácio de Mafra, mandada construir por D. João V.Biblioteca do Palácio de Mafra
  18. 18. Para saber mais…  O Memorial do Convento, uma das obras mais importantes de José Saramago, Prémio Nobel da Literatura em 1998, recria a construção do Palácio /Convento de Mafra, a partir da história de amor de duas das personagens mais inesquecíveis da literatura portuguesa: Baltazar Sete- Sóis e Blimunda Sete-Luas.
  19. 19. Enciclopedismo eRevolução Francesa  O espírito iluminista valorizava todas as áreas do saber e, por iniciativa do pensador francês Diderot, diversos estudiosos contribuíram com artigos para aquela que seria a primeira enciclopédia. Pela primeira vez valorizou-se não só o saber académico, mas também saberes técnicos. Por toda a Europa são criadas academias especializadas em saberes técnicos, mas o espírito de liberdade e partilha ganharia contornos políticos, sendo rejeitada a ideia de despotismo iluminado. A revolução francesa far-se-ia sobre a égide dos valores de liberdade, igualdade e fraternidade, osPágina de rosto da terceira edição da mesmos princípios que nortearam aEncyclopédie elaboração da primeira  enciclopédia.
  20. 20. Para saber mais…  Um Conto de Duas Cidades, de Charles Dickens mostra de forma muito abrangente o ambiente cultural e social da Europa antes, durante e após a revolução francesa.
  21. 21. Lending libraries:Bibliotecas abertas ao público em geral  No início do século XIX, surgem na Inglaterra as lending libraries. Estas tinham como princípio um conceito novo: tornar acessíveis ao público em geral os livros. Até então, as bibliotecas, apesar de públicas, estavam acessíveis apenas aos estudiosos. As lending libraries estavam abertas a todos os que o desejassem, e pudessem pagar o pequeno depósito cobrado pelo empréstimo do livro. A Revolução Industrial contribuiu em grande medida para este processo, pois tornou mais rápida e mais acessível a impressão dos livros. Os primeiros sucessos destas lending libraries foram as chamadas “Gothic Novels”, romances sensacionalistas e negros Ilustração do Início do século XIX de uma “lending que dariam origem no futuro alibrary”, a precursora britânica das bibliotecas públicas géneros tão distintos como o romance contemporâneas policial, a ficção científica, o terror e os romances cor-de-rosa.
  22. 22. Para saber mais…  A Abadia de Northanger, uma das obras menos conhecidas da escritora Jane Austen, retrata de forma bastante cómica os efeitos dos romances góticos nas mentes das adolescentes impressionáveis da época.
  23. 23. As bibliotecas itinerantes  À medida que o século XIX avançava, as bibliotecas públicas proliferam e democratizam-se. As bibliotecas itinerantes, como a que se vê na fotografia levam os livros até aos locais mais remotos.Daguerreotipo de uma biblioteca ambulante do século XIX
  24. 24. Para saber mais… Os romances, como Amor de Perdição de Camilo Castelo Branco, eram os livros mais requisitados ao longo do século XIX.
  25. 25. As bibliotecas nacionais  No final do século XIX, já a maioria dos países desenvolvidos possuía uma Biblioteca Nacional. Uma Biblioteca Nacional é especificamente estabelecida pelo governo de um país para servir de repositório do património bibliográfico (livros, jornais, revistas, folhetos, gravações, etc.) desse país. Ao contrário das bibliotecas públicas, uma biblioteca nacional é composta por coleções únicas e históricas de acesso restrito ao público. Esta é responsável pelo controle bibliográfico, através do registo, recolha e salvaguarda das obras bibliográficas publicadas no país. A maior biblioteca do mundo é a Biblioteca do Congresso, considerada a Biblioteca Nacional dos Estados Unidos. Na Europa destacam-se os fundos documentais da Biblioteca Nacional do Reino Unido, a Biblioteca Britânica, e a Biblioteca Nacional da Rússia que pertencem aoBiblioteca Nacional de Portugal grupo The European Library (A Biblioteca Europeia) destinado a pesquisar as existências das bibliotecas nacionais europeias.
  26. 26. Para saber mais…  O filme Tesouro Nacional- Livro dos segredos, leva o seu protagonista a uma caça ao tesouro que envolve, entre outras coisas, os livros da Library of Congress, a Biblioteca Nacional Americana.
  27. 27. A fundação Calouste Gulbenkian  A história das bibliotecas em Portugal não estaria completa sem a referência incontornável à Fundação Calouste Gulbenkian. Esta desenvolveu na segunda metade do século XX esforços notáveis no sentido de levar as bibliotecas a todos os pontos do país. As suas bibliotecas itinerantes fizeram chegar livros a gerações sucessivas de leitores que, de outra maneira não teriam acesso a Biblioteca Itinerante Calouste eles. Gulbenkian 
  28. 28. Para saber mais…  Os “Bons Malandros” desta obra planeiam um assalto espetacular ao museu da Fundação Calouste Gulbenkian. O alvo são as jóias Arte Nova de René Lalique, peças emblemáticas deste museu. Se são ou não bem sucedidos cabe ao leitor descobrir… Vale a pena salientar que se trata de um autor natural da cidade de Moura.
  29. 29. As Bibliotecas do Futuro  A Internet constituiu uma evolução considerável na história das bibliotecas, pois constitui, ela própria, uma imensa biblioteca virtual. A tecnologia fez surgir um novo tipo de bibliotecas, que não têm existência material, existindo apenas algures na World Wide Web. O formato papel, comum durante muitos séculos, foi também substituído pelos e- readers, capazes de guardar milhares de livros num único aparelho. Se a evolução é positiva ou negativa ainda está a ser debatido, mas um facto é inegável: por este formato passarão as bibliotecas do Kindle reader futuro…
  30. 30. Uma Chave para o Passado, Presente e Futuro
  31. 31. asia Um MundFant o Uma Fonte Luminosa
  32. 32. Um centro de aprendizagem que relembra aventuras Cheia de sonhos e de coisas maravilhosas para imaginarmosEspaço de estudo e leituras
  33. 33. Onde começa a amizadecom os livros Um local que tem livros, contos e histórias fantásticas Um ponto de partida para histórias e aventuras
  34. 34. Trabalho Elaborado por: André Valadas nº3 Avelino Galvão nº4 João Barreiros nº6 Miguel Matos nº13 10º E Escola Secundária de Moura

×