SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 7
Baixar para ler offline
REALISMO NO BRASIL
Centro Educacional Adalberto Valle
INTRODUÇÃO
 O realismo foi um movimento artístico e cultural que se desenvolveu na segunda
metade do século XIX. A característica principal deste movimento foi a abordagem de
temas sociais e um tratamento objetivo da realidade do ser humano.
 Possuía um forte caráter ideológico, marcado por uma linguagem política e de
denúncia dos problemas sociais como, por exemplo, miséria, pobreza, exploração,
corrupção entre outros. Com uma linguagem clara, os artistas e escritores realistas iam
diretamente ao foco da questão, reagindo, desta forma, ao subjetivismo do romantismo.
Uma das correntes do realismo foi o naturalismo, onde a objetividade está presente,
porém sem o conteúdo ideológico.
O REALISMO NAS ARTES
PLÁSTICAS
 O realismo manifestou-se principalmente na pintura, onde as obras
retratavam cenas do cotidiano das camadas mais pobres da sociedade. O
sentimento de tristeza expressa-se claramente através das cores fortes. Um
dos principais pintores realistas foi o francês Gustave Coubert. Com obras
que chocaram o público pelo alto grau de realismo e pelos temas sociais,
este artista destacou-se com as seguintes telas : Os Quebradores de Pedras
e Enterro em Ornans. Outros importantes pintores deste período foram:
Honoré Daumier, Jean-François Millet e Édouard Manet.
TEATRO REALISTA
 No teatro realista o herói romântico é trocado por pessoas comuns do cotidiano.
Os problemas sociais transformam-se em temas para os dramaturgos realistas. A
linguagem sofisticada do romantismo é deixada de lado e entra em cena as palavras
comuns do povo. O primeiro representante desta fase é o dramaturgo francês
Alexandre Dumas, autor de A Dama das Camélias.
Também podemos destacar outras importantes peças de teatro do realismo como,
por exemplo, Ralé e Os Pequenos Burgueses de Gorki, Os Tecelões de Gerhart
Hauptmann e Casa de Bonecas do norueguês Henrik Ibsen.
REALISMO NO BRASIL
LITERATURA
 Nas obras em prosa, o realismo atingiu seu ápice na literatura. Os romances realistas são de caráter social e
psicológico, abordando temas polêmicos para a sociedade da segunda metade do século XIX. As instituições
sociais são criticadas, assim como a Igreja Católica e a burguesia. Nas obras literárias deste período, os escritores
também criticavam o preconceito, a intolerância e a exploração. Sempre utilizando uma linguagem direta e
objetiva.
Podemos citar como importantes obras da passagem do romantismo para o realismo: Comédia Humana de
Honoré de Balzac, O Vermelho e o Negro de Stendhal, Carmen de Prosper Merimée e Almas Mortas de Nikolai
Gogol.
Porém, a obra que marca o início do realismo na literatura é a obra Madame Bovary de Gustave Flaubert. Outras
importantes obras são : Os Irmãos Karamazov de Fiódor Dostoiévski, Anna Karenina e Guerra e Paz de Leon
Tolstói, Oliver Twist de Charles Dickens, Os Maias e Primo Basílio de Eça de Queiroz.
TEATRO
 Na literatura brasileira o realismo manifestou-se principalmente na
prosa . Os romances realistas tornaram-se instrumentos de crítica ao
comportamento burguês e às instituições sociais. Muitos escritores
românticos começaram a entrar para a literatura realista. Os especialistas
em literatura dizem que o marco inicial do movimento no Brasil é a
publicação do livro Memórias Póstumas de Brás Cubas de Machado de
Assis. Nesta obra, o escritor fluminense faz duras críticas à sociedade da
época
MATÉ RIA: PORTUGUÊ S
PROFE SSORA: PRISCIL L A NASCIME NTO
NOGUE IRA
ALUNOS: BRUNO ALCÂNTARA , CALIL
FRE IRE , J OÃO HIPÓL ITO É Y UJ I MATSUI
Centro Educacional
AdalbertoValle

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Romantismo I - a arte burguesa
Romantismo I - a arte burguesaRomantismo I - a arte burguesa
Romantismo I - a arte burguesaWalace Cestari
 
O romantismo em Portugal (Romanticism in Portugal)
O romantismo em Portugal (Romanticism in Portugal)O romantismo em Portugal (Romanticism in Portugal)
O romantismo em Portugal (Romanticism in Portugal)Isabelle Ribeiro
 
Estudos CACD Missão Diplomática - Literatura Aula Resumo 02 - Romantismo
Estudos CACD Missão Diplomática - Literatura Aula Resumo 02 - RomantismoEstudos CACD Missão Diplomática - Literatura Aula Resumo 02 - Romantismo
Estudos CACD Missão Diplomática - Literatura Aula Resumo 02 - Romantismomissaodiplomatica
 
A pintura e as artes plásticas no realismo
A pintura e as artes plásticas no realismoA pintura e as artes plásticas no realismo
A pintura e as artes plásticas no realismoma.no.el.ne.ves
 
Introdução ao romantismo
Introdução ao romantismoIntrodução ao romantismo
Introdução ao romantismoma.no.el.ne.ves
 
Romantismo...123 josé genario
Romantismo...123 josé genarioRomantismo...123 josé genario
Romantismo...123 josé genarioGenario Silva
 
Gustave Courbet
Gustave CourbetGustave Courbet
Gustave Courbethcaslides
 
Romantismo - Literatura
Romantismo - LiteraturaRomantismo - Literatura
Romantismo - LiteraturaMatheus Brito
 
Romantismo em portugal
Romantismo em portugalRomantismo em portugal
Romantismo em portugalrafaapombal
 

Mais procurados (17)

Romantismo Parte 1
Romantismo Parte 1Romantismo Parte 1
Romantismo Parte 1
 
Romantismo I - a arte burguesa
Romantismo I - a arte burguesaRomantismo I - a arte burguesa
Romantismo I - a arte burguesa
 
O romantismo em Portugal (Romanticism in Portugal)
O romantismo em Portugal (Romanticism in Portugal)O romantismo em Portugal (Romanticism in Portugal)
O romantismo em Portugal (Romanticism in Portugal)
 
Estudos CACD Missão Diplomática - Literatura Aula Resumo 02 - Romantismo
Estudos CACD Missão Diplomática - Literatura Aula Resumo 02 - RomantismoEstudos CACD Missão Diplomática - Literatura Aula Resumo 02 - Romantismo
Estudos CACD Missão Diplomática - Literatura Aula Resumo 02 - Romantismo
 
Romantismo na Europa
Romantismo na EuropaRomantismo na Europa
Romantismo na Europa
 
A pintura e as artes plásticas no realismo
A pintura e as artes plásticas no realismoA pintura e as artes plásticas no realismo
A pintura e as artes plásticas no realismo
 
Introdução ao romantismo
Introdução ao romantismoIntrodução ao romantismo
Introdução ao romantismo
 
Romantismo...123 josé genario
Romantismo...123 josé genarioRomantismo...123 josé genario
Romantismo...123 josé genario
 
Romantismo I
Romantismo IRomantismo I
Romantismo I
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
 
Realismofranciscog1
Realismofranciscog1Realismofranciscog1
Realismofranciscog1
 
Realismo no brasil
Realismo no brasilRealismo no brasil
Realismo no brasil
 
Gustave Courbet
Gustave CourbetGustave Courbet
Gustave Courbet
 
Slide realismo
Slide realismoSlide realismo
Slide realismo
 
O Realismo
O RealismoO Realismo
O Realismo
 
Romantismo - Literatura
Romantismo - LiteraturaRomantismo - Literatura
Romantismo - Literatura
 
Romantismo em portugal
Romantismo em portugalRomantismo em portugal
Romantismo em portugal
 

Destaque (20)

Arte pré colombiana
Arte pré colombianaArte pré colombiana
Arte pré colombiana
 
Resum ponències Jornada fotografia museus arxius
Resum ponències Jornada fotografia museus arxiusResum ponències Jornada fotografia museus arxius
Resum ponències Jornada fotografia museus arxius
 
Enfermedades raras.sd b w-1
Enfermedades raras.sd b w-1Enfermedades raras.sd b w-1
Enfermedades raras.sd b w-1
 
Principais gases do efeito de estufa
Principais gases do efeito de estufaPrincipais gases do efeito de estufa
Principais gases do efeito de estufa
 
Partes de la planta
Partes de la plantaPartes de la planta
Partes de la planta
 
Cinemática
CinemáticaCinemática
Cinemática
 
Antartida Secartys
Antartida SecartysAntartida Secartys
Antartida Secartys
 
Oclusion
OclusionOclusion
Oclusion
 
Soluções
SoluçõesSoluções
Soluções
 
Practica nachos2
Practica nachos2Practica nachos2
Practica nachos2
 
2º trabalho engenharia 2 final quinta
2º trabalho engenharia 2 final quinta2º trabalho engenharia 2 final quinta
2º trabalho engenharia 2 final quinta
 
Accesibilidad en páginas web
Accesibilidad en páginas webAccesibilidad en páginas web
Accesibilidad en páginas web
 
Tecnologia das edificações 1
Tecnologia das edificações 1Tecnologia das edificações 1
Tecnologia das edificações 1
 
Web1.0
Web1.0Web1.0
Web1.0
 
Vim
VimVim
Vim
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
 
BRASIL
BRASILBRASIL
BRASIL
 
Educação financeira
Educação financeiraEducação financeira
Educação financeira
 
Uso das lousas digitais
Uso das lousas digitaisUso das lousas digitais
Uso das lousas digitais
 
Isomeria plana exercicios
Isomeria plana exerciciosIsomeria plana exercicios
Isomeria plana exercicios
 

Semelhante a Realismo no brasil 3

Semelhante a Realismo no brasil 3 (20)

Realismo no brasil 5
Realismo no brasil 5Realismo no brasil 5
Realismo no brasil 5
 
Realismogisellyg2
Realismogisellyg2Realismogisellyg2
Realismogisellyg2
 
Realismogisellyg2
Realismogisellyg2Realismogisellyg2
Realismogisellyg2
 
Realismo
RealismoRealismo
Realismo
 
Arte - Realismo
Arte - RealismoArte - Realismo
Arte - Realismo
 
O Realismo E O Simbolismo
O Realismo E O SimbolismoO Realismo E O Simbolismo
O Realismo E O Simbolismo
 
Quinhentismo (século xvi)2
Quinhentismo (século xvi)2Quinhentismo (século xvi)2
Quinhentismo (século xvi)2
 
Romantismo1836 1881-121031124003-phpapp02
Romantismo1836 1881-121031124003-phpapp02Romantismo1836 1881-121031124003-phpapp02
Romantismo1836 1881-121031124003-phpapp02
 
Realismo x Romantismo
Realismo x RomantismoRealismo x Romantismo
Realismo x Romantismo
 
Realismo
RealismoRealismo
Realismo
 
Aula 06 naturalismo e realismo
Aula 06 naturalismo e realismoAula 06 naturalismo e realismo
Aula 06 naturalismo e realismo
 
Vanguardas Européias
Vanguardas EuropéiasVanguardas Européias
Vanguardas Européias
 
Romantismo revisão
Romantismo revisãoRomantismo revisão
Romantismo revisão
 
romantismorevisao.pdf
romantismorevisao.pdfromantismorevisao.pdf
romantismorevisao.pdf
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
 
Aula 06 naturalismo-realismo
Aula 06 naturalismo-realismoAula 06 naturalismo-realismo
Aula 06 naturalismo-realismo
 
O realismo
O realismoO realismo
O realismo
 
Romantismo no brasil geral
Romantismo no brasil   geralRomantismo no brasil   geral
Romantismo no brasil geral
 
romantismo1836-1881-121031124003-phpapp02.pdf
romantismo1836-1881-121031124003-phpapp02.pdfromantismo1836-1881-121031124003-phpapp02.pdf
romantismo1836-1881-121031124003-phpapp02.pdf
 

Realismo no brasil 3

  • 1. REALISMO NO BRASIL Centro Educacional Adalberto Valle
  • 2. INTRODUÇÃO  O realismo foi um movimento artístico e cultural que se desenvolveu na segunda metade do século XIX. A característica principal deste movimento foi a abordagem de temas sociais e um tratamento objetivo da realidade do ser humano.  Possuía um forte caráter ideológico, marcado por uma linguagem política e de denúncia dos problemas sociais como, por exemplo, miséria, pobreza, exploração, corrupção entre outros. Com uma linguagem clara, os artistas e escritores realistas iam diretamente ao foco da questão, reagindo, desta forma, ao subjetivismo do romantismo. Uma das correntes do realismo foi o naturalismo, onde a objetividade está presente, porém sem o conteúdo ideológico.
  • 3. O REALISMO NAS ARTES PLÁSTICAS  O realismo manifestou-se principalmente na pintura, onde as obras retratavam cenas do cotidiano das camadas mais pobres da sociedade. O sentimento de tristeza expressa-se claramente através das cores fortes. Um dos principais pintores realistas foi o francês Gustave Coubert. Com obras que chocaram o público pelo alto grau de realismo e pelos temas sociais, este artista destacou-se com as seguintes telas : Os Quebradores de Pedras e Enterro em Ornans. Outros importantes pintores deste período foram: Honoré Daumier, Jean-François Millet e Édouard Manet.
  • 4. TEATRO REALISTA  No teatro realista o herói romântico é trocado por pessoas comuns do cotidiano. Os problemas sociais transformam-se em temas para os dramaturgos realistas. A linguagem sofisticada do romantismo é deixada de lado e entra em cena as palavras comuns do povo. O primeiro representante desta fase é o dramaturgo francês Alexandre Dumas, autor de A Dama das Camélias. Também podemos destacar outras importantes peças de teatro do realismo como, por exemplo, Ralé e Os Pequenos Burgueses de Gorki, Os Tecelões de Gerhart Hauptmann e Casa de Bonecas do norueguês Henrik Ibsen.
  • 5. REALISMO NO BRASIL LITERATURA  Nas obras em prosa, o realismo atingiu seu ápice na literatura. Os romances realistas são de caráter social e psicológico, abordando temas polêmicos para a sociedade da segunda metade do século XIX. As instituições sociais são criticadas, assim como a Igreja Católica e a burguesia. Nas obras literárias deste período, os escritores também criticavam o preconceito, a intolerância e a exploração. Sempre utilizando uma linguagem direta e objetiva. Podemos citar como importantes obras da passagem do romantismo para o realismo: Comédia Humana de Honoré de Balzac, O Vermelho e o Negro de Stendhal, Carmen de Prosper Merimée e Almas Mortas de Nikolai Gogol. Porém, a obra que marca o início do realismo na literatura é a obra Madame Bovary de Gustave Flaubert. Outras importantes obras são : Os Irmãos Karamazov de Fiódor Dostoiévski, Anna Karenina e Guerra e Paz de Leon Tolstói, Oliver Twist de Charles Dickens, Os Maias e Primo Basílio de Eça de Queiroz.
  • 6. TEATRO  Na literatura brasileira o realismo manifestou-se principalmente na prosa . Os romances realistas tornaram-se instrumentos de crítica ao comportamento burguês e às instituições sociais. Muitos escritores românticos começaram a entrar para a literatura realista. Os especialistas em literatura dizem que o marco inicial do movimento no Brasil é a publicação do livro Memórias Póstumas de Brás Cubas de Machado de Assis. Nesta obra, o escritor fluminense faz duras críticas à sociedade da época
  • 7. MATÉ RIA: PORTUGUÊ S PROFE SSORA: PRISCIL L A NASCIME NTO NOGUE IRA ALUNOS: BRUNO ALCÂNTARA , CALIL FRE IRE , J OÃO HIPÓL ITO É Y UJ I MATSUI Centro Educacional AdalbertoValle