UNIVERSIDADE CIDADE DE SÃO PAULOPROJETO INTEGRADO –PLANEJAMENTO TURISTICO                 São Paulo                Junho 2...
UNIVERSIDADE CIDADE DE SÃO PAULO      Aline Silva                   C.A 22471259      Eduardo Vicentini             C.A 22...
ResumoA implementação da atividade turística propicia a uma região um desenvolvimentoamplo, beneficiando o setor econômico...
ResuménDe la actividad turística brinda una región un amplio desarrollo beneficiarse de lossectores económicos, sociales y...
LISTA DE ABREVIATURASAMOVIZA– Associação de Moradores da Vila ZelinaIEQVZ – Igreja do Evangelho Quadrancular de Vila Zelin...
LISTA DE GRÁFICOSGráfico 01: SexoGráfico 02: IdadeGráfico 03: EscolaridadeGráfico 04: Quanto tempo mora no bairroGráfico 0...
LISTA DE IMAGENSImagem 01: Delimitação da ÁREAImagem 02: Mapa de localizaçãoImagem 03: Uso e Ocupação do SoloImagem 04: Pr...
Sumário1. Introdução-------------------------------------------------------------------------092. Levantamento e Caracteri...
7.0. Análise SWOT ---------------------------------------------------------------387.1. Matriz SWOT-----------------------...
1. INTRODUÇÃOO presente estudo consiste em uma análise, que a partir da coleta de dados possibilitama identificação das ne...
Dentro de um o de ação de acordo com o quadro atual do bairro assim como levantadono estudo. planejamento são inúmeras as ...
2. Levantamento e Caracterização geral do bairro Vila ZelinaPara Petrocchi, (2009, pág 3), “ Destino de turismo é uma área...
Imagem 01: Delimitação da ÁreaFonte: Trake Maker                                 14
2.2. Mapa de LocalizaçãoA principal finalidade da utilização de um mapa é estudar o espaço, podendo trabalhar alocalização...
potencializa a atividade turística em determinada região, ao mesmo tempo fortalecendoa necessidade de preservação para man...
A necessidade da construção da igreja se iniciou devido a necessidade da construção deum lugar para que todos tivessem um ...
alguns acessos que são considerados úteis e necessários ao público que vai para visitarou que simplesmente mora na região,...
Itinerário VoltaR. Vergueiro, Rua Domingos de morais, av. Lins de Vasconcelos, R. Cel. Diogo, ac.Acesso a, Rua Paulo brega...
Botelho, av. Francisco falcoai, r. Jose Jereissati, r. Manhuaçu, r. Suzana, pça. Mauriciodomingos, r. Dario Meira, r. Marc...
Chácara Klabin, Santos – Imigrantes Alto do Ipiranga, Sacomã, Tamanduateí e VilaPrudente.                                 ...
2.7. AssociaçõesQuando falamos em associação, temos um sentido bem amplo, é qualquer iniciativaformal ou informal que reún...
2.8. Uso e Ocupação do SoloImagem 3: Uso e Ocupação do SoloFonte: Site Prefeitura SP                                      ...
2.9. Religiões, Templos e IgrejasAtualmente no bairro de Vila Zelina e nos bairros contínuos e contíguos a elaencontramos ...
2.10.ArtesanatoOs moradores da Vila Zelina e a AMOVIZA, organizaram uma feira temática deartesanato na Vila com o potencia...
3. Importância da Pesquisa em um Planejamento TurísticoPara Ignara, (2011), pág., 62 “O planejamento turístico é considera...
um problema seja identificado na pesquisa é possível traçar um plano de ação a fim deminimizar e evitar possíveis transtor...
Imagem 05: Bairro Vila ZelinaFonte: Make Traker                                 4. Perfil da AmostraO perfil da amostragem...
sexo feminino é de 55% enquanto 45% dos participantes da pesquisa eram do sexomasculino.                                  ...
Idade                 10 a 20 anos       21 a 30 anos         31 a 40 anos         41 a 50 anos                 51 a 60 an...
Quanto tempo mora no bairro:De acordo com o levantamento realizado os moradores entrevistados residem mais de20 anos no ba...
A primeira pergunta elaborada no questionário tem como objetivo levantar a percepçãodo morador do bairro em relação aos po...
O que você acha do bairro?                                                                    14                          ...
Ou seja, saber o quanto essa cultura esta inserida no dia a dia do morador da vila Zelina,é fundamental, pois a inserção e...
cultural com o leste europeu, porém no que se trata de um âmbito social a presença depessoas de outra nacionalidade se faz...
que o turismo movimenta com isso a inserção da demanda no bairro, o morador é peçafundamental para aceitação do turismo.Um...
A fala desse senhor de 60 anos traz a percepção de que a associação não tem umadivulgação ampla no bairro, assim como os i...
população local independendo da faixa de idade. O público também se mostrou aberto àimplementação de qualquer projeto que ...
Conscientização da população para a importância do turismoImplantação de infraestrutura receptivaAtração de determinados p...
Imagem 6: Análise SWOT     Fonte: Google ImagensNa atividade turística o planejamento é uma estratégia imprescindível para...
evidência os pontos positivos, exemplificando a organização das ruas .A fraqueza é oponto a ser trabalhado, normalmente os...
Para estabelecer os componentes estruturais do bairro da Vila Zelina em uma matrizSWOT, realizamos o levantamento dos aspe...
Dentro do atual quadro de vias de acesso para a Vila Zelina podemos enfatizar os doismeios de transporte público sendo ele...
8.0. PLANOS DE AÇÃOO processo para elaborar um plano diretor constituiu de etapas estratégicas para oalcance do objetivo a...
8.1. Estratégias turísticas com ações previstas para sua viabilizaçãoEssa etapa é considerada uma das mais importantes ond...
8.3. Pontos FracosPontos Fracos               Ação preventiva                             Plano de junção da política     ...
Entidades Associativas    Plano de Incentivo a                            associação e do plano de                        ...
8.6 ANÁLISE DAS ESTRATÉGIASConforme mostra o quadro 8.2 estratégias para os pontos fortes, a ação preventiva demanutenção ...
Conforme quadro 8.4 atividades econômicas podemos analisar as estratégias quepermitem manter o giro econômico da Vila Zeli...
extremamente necessário a integração das culturas para que nenhuma se sintainferiorizada.A cultura de uma determinada soci...
desinteressada, sua participação social voluntária ou sua livre capacidade criadora, apóslivrar-se ou desembaraçar-se das ...
9. Considerações FinaisO Turismo é uma área em constante crescimento que propicia o desenvolvimentoeconômico, social e cul...
A proposta de um desenvolvimento turístico de certa forma é bem aceita pelosmoradores do bairro da Vila Zelina, em todo ca...
mesmos seriam agentes multiplicadores da informação na divulgação do processo deinserção da atividade turística no bairro....
10. GlossárioDegradação - Destituição aviltante de graduação ou dignidade; Aviltar, rebaixar,degredar.Diagnóstico - Relati...
11. Referencias BibliográficasBeni, Mário Carlos, Análise Estrutural Do Turismo. São Paulo, Senac São Paulo, 1998.Dias, Re...
12. AnexosSexo: ____________________________________femininoIdade:____________________________________52 anosEscolaridade:...
Sexo: ____________________________________MasculinoIdade:____________________________________54 anosEscolaridade:_________...
Sexo: ____________________________________MasculinoIdade:____________________________________50 anosEscolaridade:_________...
Sexo: ____________________________________MasculinoIdade:____________________________________20 anosEscolaridade:_________...
Sexo: ____________________________________MasculinoIdade:____________________________________60 anosEscolaridade:_________...
Sexo: ____________________________________MasculinoIdade:____________________________________62 anosEscolaridade:_________...
Sexo: ____________________________________femininoIdade:____________________________________17 anosEscolaridade:__________...
Sexo: ____________________________________femininoIdade:____________________________________19 anosEscolaridade:__________...
Sexo: ____________________________________femininoIdade:____________________________________72 anosEscolaridade:__________...
Sexo: ____________________________________femininoIdade:____________________________________44 anosEscolaridade:__________...
Sexo: ____________________________________femininoIdade:____________________________________46 anosEscolaridade:__________...
Sexo: ____________________________________MasculinoIdade:____________________________________33 anosEscolaridade:_________...
Sexo: ____________________________________ masculinoIdade:____________________________________31 anosEscolaridade:________...
Sexo: ____________________________________ FemininoIdade:____________________________________ 17 anosEscolaridade:________...
Sexo: ____________________________________MasculinoIdade:____________________________________54 anosEscolaridade:_________...
Sexo: ____________________________________FemininoIdade:____________________________________ 49 anosEscolaridade:_________...
Sexo: ____________________________________ FemininoIdade:____________________________________ 44 anosEscolaridade:________...
Sexo: ____________________________________ FeminoIdade:____________________________________65 anosEscolaridade:___________...
PI 2012 segundo semestre - Vila Zelina
PI 2012 segundo semestre - Vila Zelina
PI 2012 segundo semestre - Vila Zelina
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

PI 2012 segundo semestre - Vila Zelina

1.183 visualizações

Publicada em

PROJETO INTEGRADO 2012 - PLANEJAMENTO TURÍSTICO

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.183
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

PI 2012 segundo semestre - Vila Zelina

  1. 1. UNIVERSIDADE CIDADE DE SÃO PAULOPROJETO INTEGRADO –PLANEJAMENTO TURISTICO São Paulo Junho 2012
  2. 2. UNIVERSIDADE CIDADE DE SÃO PAULO Aline Silva C.A 22471259 Eduardo Vicentini C.A 22553132 Nathalia Araújo C.A 22453300 Karol Melro C.A 22544769 Soraia Mandarino C.A 21415811PROJETO INTEGRADO – PLANEJAMENTO TURÍSTICO São Paulo Junho 2012
  3. 3. ResumoA implementação da atividade turística propicia a uma região um desenvolvimentoamplo, beneficiando o setor econômico, social e cultural.Para uma exploração adequada, promovendo um ciclo de vida instável, à propostaturística, o planejamento é uma estratégia para uma ação ordenada que vise uma melhorqualidade de vida a população e um desenvolvimento mercadológico favorável.Palavras Chaves:Implementação; turística; desenvolvimento; planejamento; estratégia; ação;favorável.
  4. 4. ResuménDe la actividad turística brinda una región un amplio desarrollo beneficiarse de lossectores económicos, sociales y culturales. Para una explotación adecuada y lapromoción de un ciclo de vida de la inestable propuesta turística planificación yestrategia para la acción ordenada que aspira a una mejor calidad de vida de laprobación y el desarrollo de la comercialización favorables.Palabras clave:Aplicación; turismo; desarrollo; planificación; estrategia; acción; favorable.
  5. 5. LISTA DE ABREVIATURASAMOVIZA– Associação de Moradores da Vila ZelinaIEQVZ – Igreja do Evangelho Quadrancular de Vila ZelinaMTUR – Ministério do TurismoOMT – Organização Mundial do TurismoSWOT – Uma sigla em inglês, que representa Forças (Strenghts),Fraquezas (Weaknesses), Oportunidades (Opportunities) e Ameaças (Threats).COMUDA - Conselho Municipal de Políticas Publicas de Drogas e Álcool
  6. 6. LISTA DE GRÁFICOSGráfico 01: SexoGráfico 02: IdadeGráfico 03: EscolaridadeGráfico 04: Quanto tempo mora no bairroGráfico 05: O que acha do bairro?Gráfico 06: Você sabe o que é Leste Europeu?Gráfico 07: Você conhece pessoas de outra nacionalidade no bairro?Gráfico 08: O que você acha de ter turismo aqui?Gráfico 09: Você já ouviu falar da Amoviza?
  7. 7. LISTA DE IMAGENSImagem 01: Delimitação da ÁREAImagem 02: Mapa de localizaçãoImagem 03: Uso e Ocupação do SoloImagem 04: Processo de DiagnósticoImagem 05: Bairro Vila ZelinaImagem 06: Análise SWOT
  8. 8. Sumário1. Introdução-------------------------------------------------------------------------092. Levantamento e Caracterização geral do Bairro Vila Zelina-------------112.1. Delimitação da Área-------------------------------------------------------112.2. Mapa de Localização------------------------------------------------------132.3. História----------------------------------------------------------------------132.4. Infra Estrutura Pública-----------------------------------------------------152.5. Transporte Externo---------------------------------------------------------162.6. Comunicação----------------------------------------------------------------192.7. Associações------------------------------------------------------------------202.8. Uso e Ocupação do solo--------------------------------------------------------212.9. Religiões, Templos e Igrejas---------------------------------------------------222.10. Artesanato----------------------------------------------------------------------232.11. Patrimônio Material e Imaterial -------------------------------------------233. Importância da Pesquisa em um Planejamento Turístico-------------------244. Perfil da Amostra------------------------------------------------------------------265. Aplicação do Questionário -------------------------------------------------------305.1. O que você acha do bairro-----------------------------------------------------305.2. Você sabe o que é leste Europeu?--------------------------------------------315.3. Você conhece alguém no seu bairro que não é brasileiro?----------------325.4. Você acha que pode ter turismo aqui?----------------------------------------335.5. Você já ouviu falar da AMOVIZA?------------------------------------------3406. Análise dos dados coletados --------------------------------------------------36
  9. 9. 7.0. Análise SWOT ---------------------------------------------------------------387.1. Matriz SWOT-----------------------------------------------------------------397.2. Análise da Matriz SWOT-----------------------------------------------------408. Plano de Ação -------------------------------------------------------------428.1. Estratégias Turísticas com ações previstas para sua viabilização--------438.2. Pontos Fortes-----------------------------------------------------------------438.3. Pontos Fracos-----------------------------------------------------------------448.4. Oportunidades-----------------------------------------------------------------448.5. Ameaças----------------------------------------------------------------------458.6. Análise das Estratégias------------------------------------------------------469. Considerações Finais--------------------------------------------------------------5010. Glossário-----------------------------------------------------------------------5311. Referencias Bibliográfica-------------------------------------------------------5412. Anexos-----------------------------------------------------------------------------55
  10. 10. 1. INTRODUÇÃOO presente estudo consiste em uma análise, que a partir da coleta de dados possibilitama identificação das necessidades de um mercado receptor do turismo - o bairro VilaZelina - bem como a perspectiva dos moradores para com o projeto, sabendo que paraBeni (1998), outra característica é a relevante implicação social e cultural que além deinteressar a iniciativa privada também mobiliza a iniciativa pública, e representa agarantia dos interesses da coletividade.Uma das ferramentas utilizadas, a metodologia de pesquisa cientifica que envolve aaplicação de procedimentos que levantem dados a fim de construir um quadro deinformações relevantes, para investigar, comprovar e posteriormente criar açõesconcretizando um futuro planejamento.Para construção do quadro que visa uma análise completa de percepção e os elementosestruturais do bairro, realizamos o levantamento dos principais pontos da Vila Zelina,caracterizando a região baseado em nos seguintes elementos Delimitação da área, Mapade Localização, histórico, infraestrutura pública, transporte externo, comunicação,associações, uso e ocupação do solo, religiões, artesanato e patrimônio material eimaterial.A aceitação de qualquer ação em uma região depende de inúmeros elementos, de carátereconômico, cultural e social, levando em consideração as pessoas que estão envolvidasdiretamente no local, ou seja, os moradores, comerciantes, autoridades e visitantes, poisa implantação de um projeto turístico acarreta em mudanças no cotidiano dosenvolvidos.O questionário de pesquisa foi aplicado nos dias 21 e 29 de abril de 2012, com vintemoradores do bairro, constituído de cinco perguntas abertas proporcionando acompreensão da relação entre as pessoas e o ambiente.Assim como será explanado por nós no decorrer desta análise através de gráficos,tabelas e tabulação dos dados que foram gerados mediante as pesquisas realizadas.Para complementação da análise, os dados de caracterização, tem a finalidadeestratégica para que através das informações levantadas, seja possível um plan 11
  11. 11. Dentro de um o de ação de acordo com o quadro atual do bairro assim como levantadono estudo. planejamento são inúmeras as ferramentas utilizados para obter o quadro daregião. O presente estudo analisou o bairro de Vila Zelina, dentro deste contextoexplanamos instrumentos estratégicos para distinguir o máximo de informações para umdiagnóstico preciso, sendo um deles a matriz SWOT. A matriz será utilizada comoforma de analisar todas as ameaças, oportunidades, pontos fortes e fracos nospermitindo um olhar objetivado para firmar os planos que vierem a ser desenvolvidosno bairro Vila Zelina.A seguir apresentamos propostas para serem desenvolvidas no bairro de Vila Zelina afim de viabilizar a tematização da região. 12
  12. 12. 2. Levantamento e Caracterização geral do bairro Vila ZelinaPara Petrocchi, (2009, pág 3), “ Destino de turismo é uma área que atrai visitantes,possui limites físicos e políticos e é percebida pelo mercado. O turismo constitui-se emuma experiência seus serviços básicos são o transporte, a hospedagem e o lazer e/ ououtros motivos para viagem. No concorrido mercado, o turismo, é comercializado comum produto.”Como aborda o autor Petrocchi para que o bairro de Vila Zelina seja percebido pelomercado com um destino turístico na cidade de São Paulo, se faz necessário quelevantemos alguns pontos fundamentais que irão constituir o plano de desenvolvimentode ações, que viabilize o projeto de tematização do bairro.Sendo elementos pontuais para o desenvolvimento da atividade turística comodelimitação da área; mapa de localização; histórico; infraestrutura publica; transporteexterno; comunicação; associações; Uso e Ocupação do Solo; Religiões, templos eigrejas; Artesanato e Patrimônio material e imaterial. Estes fatores serão levantadosjuntamente com a análise dos questionários feitos com os moradores, para quepossibilite a determinação de um plano de ação que elimine ou minimize as deficiênciasaqui levantadas. 2.1. Delimitação da ÁreaA Vila Zelina, está localizada entre as zonas leste e sul. A região estudada tem uma áreade 9,9 km², em media de 96,441 habitantes, a subprefeitura responsável pela área é asubprefeitura de Vila Prudente, a densidade é de 97,42hab/ha, renda media é deR$1.345,63 ,índice de desenvolvimento humano é elevado 0,867.Os Distritos limítrofes são Àgua Rasa- Nordeste; Mooca –Noroeste;São Lucas –Leste eOpiranga –Oeste e Sudoeste.Para chegar os resultados delimitando a área, realizamos os seguintes calculosembasados em dados da subprefeitura da Vila Zelina.Município: São PauloEstado: São PauloCrescimento demográfico: 0,21 ao ano. 13
  13. 13. Imagem 01: Delimitação da ÁreaFonte: Trake Maker 14
  14. 14. 2.2. Mapa de LocalizaçãoA principal finalidade da utilização de um mapa é estudar o espaço, podendo trabalhar alocalização.O uso de mapas ajuda as pessoas se orientarem, localizar pontos de referência, conhecerdeterminado espaço, assim como levantado o mapa de localização do bairro da VilaZelina ele é ferramenta para estudar a área.Imagem 02: Mapa de LocalizaçãoFonte: Google Maps 2.3. HistóriaOs imigrantes Lituanos, Russos, dentre tantas nacionalidades deixaram sua terra nataldiante das consequências advindas da 1ª Guerra Mundial e a Revolução Bolcheviqueque se espalhou pelo Leste Europeu.Assim na década de XX vieram os imigrantes Lituanos e Russos que se instalaram naregião da Mooca, com a moradia e comércios, contribuindo acentuadamente para agastronomia paulista que a partir de então conheceu o famoso pão preto.A história decorrente do bairro traz consigo a cultura inserida nesta região paulista queveio de outra nacionalidade e traz elementos do Patrimônio histórico cultural, que 15
  15. 15. potencializa a atividade turística em determinada região, ao mesmo tempo fortalecendoa necessidade de preservação para mantê-los como atração. (Dias, 2002).Os imigrantes lituanos, russos, entre outras nacionalidades abandonaram suas terrasdevido o acontecimento da primeira Guerra Mundial e pela revolução bolchevique naRússia que se espalhou por todo leste europeu. Assim partiram objetivados narealização de novos sonhos e estruturação das famílias para melhores condições de vidaem terra Brasileira, mas durante a travessia pelo oceano as crianças que não suportavama viagem de navio acabavam por morrer e eram lançadas ao mar. Chegavam pelo portode Santos a caminho de Jundiaí e se hospedavam na Mooca. Adotaram um plano deloteamento onde hoje fica localizada a Avenida Zelina, fazendo com que a praça centralse tornar-se o pólo de irradiação (onde também foi construída a Igreja Lituana) e nadécada de XX, vieram os imigrantes lituanos e russos que compraram os terrenos econstruíram suas casas no loteamento. Sabe-se que no final de 1927 já haviammoradores que transitavam por esta região. Cláudio Monteiro Soares Filho, um dosproprietários de grande parte dessas terras, resolveu então lotear o espaço em 1927 evender, para que se povoasse o local, já que em Vila Prudente, bairro vizinho, asfábricas e a atividade comercial já eram latentes. Monteiro não tinha muito vocação paraa venda, passando esta função para um imigrante recém-chegado da Rússia, CarlosCorkisco, que instalou uma espécie de escritório no lugar onde hoje funciona a PadariaSão José, bem no Largo de Vila Zelina. Corkisco foi para a região da Mooca sabendoque ali se hospedavam vários imigrantes para fazer propaganda das novas terras à vendaem um lugar bem próximo. Como tinha fluência das línguas russa, lituana e polonesa,essas nacionalidades foram as que mais adquiriram um espaço de terra, em sua maiorialituana.Aproveitando sua estabilidade naquela região iniciaram seus comércios, vendas, lojas,padaria onde faziam o famoso Pão Preto. Nesta época a Vila Zelina não tinha nenhumainfraestrutura e tinham apenas energia elétrica. Suas ruas eram de terra batida, sem águaencanada e sem rede de esgoto, um problema para os novos moradores. Diante dessarealidade com resolveram abrir novas trilhas e este desafio exigiu deles muitaperseverança e coragem voltadas para enfrentar as tarefas da união entre eles. 16
  16. 16. A necessidade da construção da igreja se iniciou devido a necessidade da construção deum lugar para que todos tivessem um apoio espiritual. Sabendo dessa necessidade,Monteiro Soares Filho doou parte de seu lote central e mais 80 mil tijolos para que acomunidade, em sua maioria católica lituana construíssem a igreja. Mesmo com adoação destes tijolos, precisavam de mais materiais e mão de obra, por isso, o padrelituano Benediktas Sugintas que já estava na região, pediu ajuda à comunidade lituanados Estados Unidos e da própria Lituânia. Com projeto arquitetônico elaborado porRamos de Azevedo, inaugurava-se, em 16 de fevereiro de 1936, o primeiro templocatólico lituano da América do Sul. Cerca de seis mil pessoas, entre fiéis, padres,seminaristas e representantes da cúria participaram da primeira cerimônia.Acredita-se que a festa de aniversário do bairro da Vila Zelina é uma maneira defortalecimento da memória dos antepassados que lutaram em precárias condiçõeshumanas que lhes foi oferecido para que os jovens tenham referência da grandezadaqueles que ajudaram a construir um Bairro como Vila Zelina.A Vila Zelina é um dos poucos bairros de São Paulo que podemos considerar tranqüilospara se viver. O comércio do bairro é um dos mais fortes de toda a região, com bancos elojas dos mais variados artigos. A igreja e suas atividades continuam sendo o centro dasatenções, principalmente com a tradicional Festa de São José, além da feira livre, quetoda sexta-feira, rigorosamente, acontece entre as Ruas Manaiás e Inhangapi. Por fim, obairro foi nomeado Vila Zelina porque Zelina era filha de Cláudio Monteiro SoaresFilho, que deu este nome em homenagem a ela. 2.4. Infraestrutura PúblicaA infraestrutura para uma região que deseja receber um maior número de turistas deveconter um conjunto de serviços que atendam a atividade turística naquela região.Por isso deve sempre ser pensado tudo acerca dos acessos, comunicação, vias urbanasde circulação e capacitação de recursos humanos.Neste caso as vias de acesso e o comércio da Vila Zelina têm para oferecer aos seusmoradores e turistas mais sobre o Leste europeu naquela região. Podemos considerarque a região ao redor da Praça República Lituana tem diversos tipos de comércios e 17
  17. 17. alguns acessos que são considerados úteis e necessários ao público que vai para visitarou que simplesmente mora na região, é possível encontrar por lá farmácias, padarias,lanchonetes, bar, igreja, relojoaria e principalmente nas calçadas onde o acesso paracadeirantes. Interessante ressaltar que o asfalto por toda Avenida Zelina é novo,reforçando que a pavimentação está adequada para a circulação de veículos. 2.5. Transporte ExternoO transporte público que atende o bairro da Vila Zelina é constituído por ônibus,complementado por Metrô.O planejamento e fiscalização são de responsabilidade da Sptrans, que realizam amanutenção para contribuir para o funcionamento adequado da prestação desse serviço.Realizamos o levantamento itinerário do transporte constituído por ônibus que atendemos moradores e freqüentadores do bairro da Vila Zelina.Ônibus - Linha 374T Empres Himalaia Transporte S.A Consorcio: Consorcio leste 4.Horários de Operação Ida VoltaSegunda a sexta: 03:20-23:20 04:55-00:55Sábado: 03:35-23:20 05:05-00:55Domingo: 03:50-23:05 05:15-00:45 Itinerário Idaterm. metalúrgicos, av. dos metalúrgicos, av. Souza ramos, term. cidade Tiradentes, av.Souza ramos, r. márcio beck machado, estr. Iguatemi, av. ragueb chohfi, pça. FelisbertoFernandes da silva (LG. s. de Matheus), term. s. Mateus, pça. Felisberto Fernandes dasilva (LG. s. de Matheus), av. Sapopemba, R. Dr. Frederico Martins da costa carvalho,R. fr. Rupert de Jesus, estr. da casa grande, avenida do oratório, Rua das altarifas, Ruaartia, pça. Mauricio domingos, Rua Suzana, R. Manhuaçu, Rua Jose Jereissati, av.Francisco falconi, av. Jose da Nobrega Botelho, av. zelina, pça. Republica lituana, av.zelina, pça. pe. Lourenco barendse, R. Ibitirama, pça. pe. Damiao, R. cap. Pacheco echaves, ac. acesso ao vd. Pacheco e chaves, viad. cap. Pacheco e chaves, ac. acesso aovê. Pacheco e chaves, Rua dos patriotas, Rua do manifesto, Rua tabor, pça. Domonumento, Rua Vasconcelos Drummond, R. cel. Diogo, Rua Basílio da cunha, av.Lacerda franco, av. Lins de Vasconcelos, pça. Santa margarida Maria, av. Lins deVasconcelos, R. Doutor neto de Araújo, Rua limoeiro de Anadia, Rua vergueiro, ac.acesso a, ac. acesso a, avenida vinte e três de maio, R. br. de Ijuí, Rua pedroso, Ruavergueiro. 18
  18. 18. Itinerário VoltaR. Vergueiro, Rua Domingos de morais, av. Lins de Vasconcelos, R. Cel. Diogo, ac.Acesso a, Rua Paulo bregaro, R. Pouso alegre, av. Nazaré, Rua Moreira e costa, RuaLucas obes, R. Do manifesto, R. Dos patriotas, ac. Acesso ao vd. Pacheco e chaves,viad. Cap. Pacheco e chaves, ac. Acesso ao vd. Pacheco e chaves, R. Cap. Pacheco echaves, R. Dianópolis, Rua Amparo, Rua Tomaz Izzo, pça. Pe. Lourenco barendse, av.Zelina, pça. Republica lituana, av. Zelina, av. Jose da Nobrega Botelho, av. Franciscofalcoai, r. Jose Jereissati, r. Manhuaçu, r. Suzana, pça. Mauricio domingos, r. DarioMeira, r. Marcelo Muller, pça. Feira grande, r. Candido Sales, r. Jose Macedo, r. Pe.Pedro rota, av. Do oratório, estr. Da casa grande, av. Prof. Luiz Ignácio Anhaia Mello,av. Joao Tobias Rabelo, r. Milton da cruz, av. Sapopemba, pça. Felisberto Fernandes dasilva (LG. S. De Matheus), term. S. Mateus, pça. Felisberto Fernandes da silva (LG. S.De Matheus), av. Ragueb chohfi, estr. Iguatemi, r. Marcio beck machado, av. Souzaramos, term. Cidade Tiradentes, av. Souza ramos, av. Dos metalúrgicos, term.Metalúrgicos.Variante 374T-21 (MUSEU DO IPIRANGA / TERM. CID. TIRADENTES)Horários de Operação Ida VoltaSegunda a sexta: 05:00-07:00 16:00-18:00Sábado: Não Opera Não OperaDomingo: Não Opera Não OperaItinerária IdaTrm. Cidade Tiradentes, av. Souza ramos, r. Marcio beck machado, estr. Iguatemi, av.Ragueb chohfi, pr. Jose Virgílio nogueira versoni, av. Furtado de Mendonca, r. GabrielRodrigues, av. André de Almeida, av. Maria cursi, av. Mateo bei, pça. FelisbertoFernandes da silva (LG. S. De Matheus), av. Sapopemba, r. Dr. Frederico Martins dacosta carvalho, r. Fr. Ruperto de Jesus, estr. Da casa grande, av. Do oratório, r. Dasaltarifas, r. Artia, pça. Mauricio domingos, r. Suzana, r. Manhuaçu, r. Jose Jereissati, av.Francisco falcoai, av. Jose da Nobrega Botelho, av. Zelina, pça. Republica lituana, av.Zelina, pça. Pe. Lourenco barendse, r. Ibitirama, pça. Pe. Damiao, r. Cap. Pacheco echaves, r. Dos patriotas, r. Do manifestoIinerário Volta Do manifesto, r. Tambor, av. Ricardo jafet, pça. Do monumento, av. Nazaré, r. Moreirae costa, r. Lucas obes, r. Do manifesto, r. Brig. Jordao, av. Do estado, viad. Grande sãoPaulo, av. Prof. Luiz Ignácio Anhaia Mello, r. Amparo, r. Tomaz Izzo, pça. Pe.Lourenco barendse, av. Zelina, pça. Republica lituana, av. Zelina, av. Jose da Nobrega 19
  19. 19. Botelho, av. Francisco falcoai, r. Jose Jereissati, r. Manhuaçu, r. Suzana, pça. Mauriciodomingos, r. Dario Meira, r. Marcelo Muller, pça. Feira grande, r. Candido Sales, r. JoseMacedo, r. Pe. Pedro rota, av. Do oratório, estr. Da casa grande, av. Prof. Luiz IgnácioAnhaia Mello, av. Joao Tobias Rabelo, r. Milton da cruz, av. Sapopemba, r. Alm.Alberto Moutinho, av. Adélia chohfi, pça. Felisberto Fernandes da silva (LG. S. DeMatheus), av. Mateo bei, av. Maria cursi, av. André de Almeida, av. Furtado deMendonca, pça. Jose Virgílio nogueira versoni, av. Ragueb chohfi, estr. Iguatemi, r.Marcio beck machado, av. Souza ramos, term. Cidade Tiradentes.Variante 374t-22 (term.cid. Tiradentes / Ipiranga)Horários de operação Ida VoltaSegunda a sexta: 22:15-22:15 -Sábado: Não opera Não operaDomingo: Não opera Não operaItinerária Ida Do manifesto, r. Silva Bueno, r. Jose chimenti, r. Dos patriotas, ac. Acesso ao vd.Pacheco e chaves, viad. Cap. Pacheco e chaves, ac. Acesso ao vd. Pacheco e chaves, r.Cap. Pacheco e chaves, r. Dianópolis, r. Amparo, r. Tomaz Izzo, pça. Pe. Lourencobarendse, av. Zelina, pça. Republica lituana, av. Zelina, av. Jose da Nobrega Botelho,av. Francisco falcoai, r. Jose Jereissati, r. Manhuaçu, r. Suzana, pça. Mauriciodomingos, r. Dario Meira, r. Marcelo muller, pça. Feira grande, r. Candido sales, r. JoseMacedo, r. Pe. Pedro rota, av. Do oratório, estr. Da casa grande, av. Prof. Luiz IgnácioAnhaia Mello, av. Joao Tobias rabelo, r. Milton da cruz, av. Sapopemba, pça. FelisbertoFernandes da silva (lg. S. De Matheus), av. Ragueb chohfi, estr. Iguatemi, r. Marciobeck machado, av. Souza ramos, term. Cidade Tiradentes.Uma das possibilidades para locomoção até o bairro da Vila Zelina é por meio do metroVila Prudente, linha verde do metro que se compõe das seguintes estações VilaMadalena, Sumaré, Clínicas, Consolação, Trianon, Brigadeiro, Paraíso, Ana Rosa, 20
  20. 20. Chácara Klabin, Santos – Imigrantes Alto do Ipiranga, Sacomã, Tamanduateí e VilaPrudente. 2.6. ComunicaçãoUm dos veículos de comunicação usados na Vila Zelina é o jornal Folha VPresponsável por propagar as principais notícias da região.Desde seu lançamento em 2010 oficializou-se na região a criação da estação de rádioVila Alpina, fato marcante para uma produção que já vinha desenvolvendo este trabalhohá 10 anos.Seu slogan "A Voz do Povo FM" sintoniza na frequência 87,5 FM. Por isso, foi pensadoem toda qualidade que esta rádio gostaria de oferecer para seus ouvintes com suaprogramação super moderna e com uma equipe de profissionais qualificados paraatender também sua comunidade ouvinte.Outra forma de comunicação que foi estabilizado no bairro Vila Zelina, é o Informativoda comunidade Lituana de São Paulo conhecido como Revista Musu Lietuva, editadasob forma impressa, sendo outro veículo de informação da Coletividade Lituana de SãoPaulo.O Jornal começou a veicular em 1948, e prossegue de maneira ininterrupta e bemsucedida até os dias de hoje. Seus fundadores foram: Sr. Bronius Sukevicius, Sr. JuozasMatelionis e Motiejus Tamaliunas. Atualmente o jornal contém uma média de 15páginas por edição, contendo textos em idiomas lituano e português e farto materialfotográfico colorido de todos os eventos em ascensão.A criação do jornal Folha de Vila Prudente no planejamento de comemoração docentenário de Vila Prudente em 1990. Diante o apoio de diversas associações, poderpúblico e órgãos da imprensa regional, dezenas de entidades marcaram presença noevento, acabando por eleger a comissão coordenadora que iria elaborar e realizar oprograma de festividades alusivo à data profissional. 21
  21. 21. 2.7. AssociaçõesQuando falamos em associação, temos um sentido bem amplo, é qualquer iniciativaformal ou informal que reúne pessoas físicas ou outras sociedades jurídicas comobjetivos comuns visando superar dificuldades e gerar benefícios para os seusassociados.Tem como finalidade mobilizar estratégias, favorecendo o desenvolvimento,compartilhando ideias e objetivos. Alem de minimizar e solucionar os possíveisproblemas que possam interferir para o crescimento de um determinado local.De um modo geral as associações se caracterizam como:* Reunião de duas ou mais pessoas para a realização de objetivos comuns;* Seu patrimônio é constituído pela contribuição dos associados* Seus fins podem ser alterados pelos associados;* Os seus associados deliberam livremente.Assim, podemos concluir que a AMOVIZA, fundada em 2008 promove uma melhoriana qualidade de vida, tendo como objetivo a implantação do turismo na região, e adivulgação das culturas e nacionalidades ali presentes em busca do evidenciamento dobairro.A AMOVISA abrange os bairros de Vila Bela, Vila Alpina, Jardim Avelino, Quinta dasPalmeiras, Vila Lucia e Vila Alois. A Associação esta situada na Avenida Zelina, 980sala duas sendo ela uma entidade sem fins lucrativos, e disponibiliza 20 voluntários noque se diz respeito à organização da associação, dirigida pelo Presidente Victor GersJunior.Temos também a Associação Cultural Grupo Volga de Folclore Russo fundada em1981, por Tamara Gers Dimitrov, Victor Gers Junior e Nicolav Chocianowicz, visandouma participação da Comunidade Russa nos eventos culturais de São Paulo.Após um ano de existência da associação, ingressou no Grupo a bailarina, coreógrafa efigurinista Sra. Serafima Plotz, cuja colaboração transformou o Grupo no maistradicional da Comunidade Russa de São Paulo. 22
  22. 22. 2.8. Uso e Ocupação do SoloImagem 3: Uso e Ocupação do SoloFonte: Site Prefeitura SP 23
  23. 23. 2.9. Religiões, Templos e IgrejasAtualmente no bairro de Vila Zelina e nos bairros contínuos e contíguos a elaencontramos três igrejas ortodoxas russas, apenas uma igreja católica lituana, umaigreja católica ucraniana e uma Assembleia de Deus russa.Podemos colocar como evidencia do bairro a igreja São Jose, que se destaca por tercelebrações litúrgicas no idioma Lituano, onde acontecem todos os domingos às 11horas da manha, também possuí o Coral da Coletividade Lituana, que vemmostrando sua historia ao longo dos seus 72 anos de existência tendo seus ensaiosna própria igreja do bairro da Vila Zelina. Templos e Igrejas IGREJA BATISTA BOAS NOVAS - VILA ZELINAAv. Zelina, 320 Vila Zelina, São Paulo - SP Igreja Evangélica Assembléia de Deus - Vila ZelinaR. Jundiapeba, 151 Vila Zelina, São Paulo – SP IGREJA BATISTA BOAS NOVAS - VILA ZELINAR. Monteiro Soares Fº, 652 Vila Zelina, São Paulo - SP IGREJA BATISTA BOAS NOVAS - VILA ZELINAR. Monteiro Soares Fº, 639 Vila Zelina, São Paulo - SP IGREJA DO EVANGELHO QUADRANGULAR DE VILA ZELINA (IEQVZ)Avenida Zelina, 1587 Vila Zelina, Sao Paulo - SP 24
  24. 24. 2.10.ArtesanatoOs moradores da Vila Zelina e a AMOVIZA, organizaram uma feira temática deartesanato na Vila com o potencial para atrair os diversos visitantes que desejamconhecer de perto a arte e cultura do bairro. A feira expõe produtos regionais queresgatam as origens típicas da Hungria, Lituânia, Rússia, Croata, Tcheca, Eslovena,Estoniana e Polonesa. O objetivo é incluir a Vila, no roteiro turístico/cultural da Cidadede São Paulo.Estivemos em contato com a senhora Janete que tem em sua residência um atelier comdiversos trabalhos produzidos manualmente sendo relacionados culturas diversificadasque correspondem e que compõe as características do Leste Europeu. A artesã conseguecolaboração de algumas redes de televisão para divulgação do seu trabalho, o que tematraído a muitos interessados. Seu trabalho é cuidadoso e em cada detalhe, pode-seperceber a origem. Aos curiosos e interessados, a Senhora Janete dispõe cursos eapresentações em sua oficina no seguinte endereço: Rua Barão do Piraí, 240. 2.11. Patrimônio material e imaterial Dias (2002), pág, 130, que compreende a totalidade das criações humanas, inclui idéias,valores, manifestações artísticas de todo o tipo, crenças, instituições sociais,conhecimentos científicos e técnicos, instrumentos de trabalho, tipos de vestuário,alimentação, construções, etc.Conforme cita dias o Patrimônio cultural pode ser definido como um bem, ou bens denatureza material e imaterial considerado fator importante para determinar a identidadede uma localidade.Podemos verificar na Vila Zelina que os bens culturais materiais e imateriais estariamrelacionados à cultura inserida no bairro que advém das culturas do leste Europeuinseridas na comunidade. Estes elementos se fazem presente no cotidiano dos moradores a partir das crenças queé expressa nos templos, igrejas, escolas do bairro, as habilidades e técnicas utilizadas noprocesso que promove às manifestações musicais, plásticas, as feiras de artesanatocaracterizando assim como patrimônio material.Podemos citar como patrimônio imaterial o pão preto que é fruto das habilidades etécnicas do leste europeu e a cruz da igreja lituana São José de Vila Zelina situada napraça central do bairro. 25
  25. 25. 3. Importância da Pesquisa em um Planejamento TurísticoPara Ignara, (2011), pág., 62 “O planejamento turístico é considerado como aformulação sistemática de um conjunto de decisões, devidamente integrado, queexpressa os propósitos de uma empresa e condiciona os meios de alcançá-los.”Ou seja, o planejamento turístico consiste em um processo que visa analisar os efeitosproduzidos pela atividade turística em determinada região, com o intuito de acompanhare desenvolver os impactos positivos, e minimizar os impactos negativos, sendo aprincipal ferramenta para administrar o desenvolvimento socioeconômico advindodessas atividades turísticas.O planejamento consiste em várias etapas de um processo sendo eles o diagnóstico daregião por meio de pesquisas para determinar os pontos positivos e negativos deelementos importantes como (Infra Estrutura Básica, oferta de atrativos, oferta deserviços urbanos, análise da demanda para compreender sua percepção para com aimplantação da atividade turística, análise dos produtos em potencialidade), oprognóstico visa estabelecer as tendências da região a ser explorada, definir objetivos emetas traçando estratégias para alcançar os objetivos já determinados em um primeiromomento, a implantação do plano consiste, em elaborar essas ações e aplicá-las, paraque em um momento já determinado nas metas e objetivos, esta ação seja analisada e seobtenha a análise dos resultados.Imagem 04: Processo de DiagnósticoFonte: Soraia MandarinoPartindo desse conceito é fundamental o papel de uma pesquisa, para que o local sejaanalisado e que possamos enxergar a realidade como um todo, desde ambiente, pessoase mercado turístico, de acordo com as informações dos dados coletados, ou seja, caso 26
  26. 26. um problema seja identificado na pesquisa é possível traçar um plano de ação a fim deminimizar e evitar possíveis transtornos, no qual também reflete a viabilidade daaplicação do projeto. Segundo Dias (2003) “A atividade turística, por colocar emcontato com pessoas culturalmente diferentes deve ser considerada potencialmenteproblemática se não for bem administrada”.Ou seja, a importância de uma pesquisa em um planejamento esta ligada á essaafirmação, pois compreender a percepção das pessoas garantindo que além dasinformações relacionadas ao município seja respeitado o ambiente e culturas diferentespresentes no bairro preservando a comunidade e visando um desenvolvimento que podeacarretar em mudanças no quadro econômico, social e cultural, inserindo uma demandadiferenciada e realizando mudanças no cotidiano das pessoas que ali vivem.Mas para que a pesquisa seja realizada de forma adequada é necessário seguirprocedimentos específicos, assim como realizado na Vila Zelina , a primeira etapa é aescolha de um objetivo, identificar os interesses da comunidade receptora o bairro deVila Zelina, é importante identificar a tipologia do método de pesquisa a ser aplicada.Utilizamos o método de pesquisa aberta, que permite que o entrevistado discuta commais riqueza de dados os assuntos abordados que nos permite perceber junto aobservação, a reação desta comunidade para com o projeto. Em seguida é realizada atabulação dos dados e analise onde é possível estabelecer a conclusão da análise dosdados e assim iniciar o processo de elaboração das metas e objetivos. 27
  27. 27. Imagem 05: Bairro Vila ZelinaFonte: Make Traker 4. Perfil da AmostraO perfil da amostragem consiste em uma análise de dados que foram obtidas através de4 itens de avaliação como sexo, idade, escolaridade e tempo de moradia, que traçam umperfil sociocultural dos moradores que vivem no bairro Vila Zelina.A pesquisa foi realizada em dias e horários alternados para que pudéssemos atingirpúblicos de diversas características, a aplicação do questionário foi destinada a umaquantidade de vinte moradores, sendo que em cada tópico os participantes relatavamsuas percepções, no decorrer do perfil da amostra será feita a descrição do processo deaplicação da pesquisa e dos dados coletados.As entrevistas foram aplicadas nos dias 21/04 sábado na parte da manhã por volta das09h00, no primeiro dia de entrevistas foram totalizadas seis pessoas entrevistadas, sendoestas 5 homens e 1 mulher, estes com faixa de idade relativamente próxima de 50 á 62anos, com o mínimo tempo de residência de 33 anos no bairro.A segunda etapa das entrevistas ocorreu no dia 29/04 domingo por volta das 11H30 á01H30, foram entrevistados um total de 14 pessoas deste total de quatro homens e dezmulheres, com faixa de idade diversificadas variando de entre 17 anos até chegar aoentrevistado mais idoso com 72 anos de idade.O tempo de residência no bairro é uma média relevante em relação á idade apresentadapelos entrevistados. A escolaridade dos entrevistados em geral se mostra condizentecom as características dos entrevistados com uma média de 5 pessoas com ensinosuperior, 10 pessoas com ensino médio e 6 com ensino fundamental.Abaixo estão apresentados os percentuais obtidos.SexoO primeiro dado levantado entre os entrevistados, totalizando o número de vintemoradores foi o sexo. Conforme gráfico e tabela 01 a porcentagem correspondente ao 28
  28. 28. sexo feminino é de 55% enquanto 45% dos participantes da pesquisa eram do sexomasculino. Sexo Feminino Masculino 45% 55%Gráfico 01: Percentual de SexoIdade:No decorrer da pesquisa realizamos o levantamento da faixa etária dos entrevistados,onde houve uma variedade na classificação da idade, assim como relatado abaixo,representando um percentual de 25% os participantes de 41 a 50 anos e mais de 60 anoseram grande maioria seguindo a linha de 20% de 10 a 20 anos e de 15% de 31 a 40 anose 51 a 60 anos.A média dos entrevistados ficou acima de 50 anos. 29
  29. 29. Idade 10 a 20 anos 21 a 30 anos 31 a 40 anos 41 a 50 anos 51 a 60 anos Mais de 60 anos 25% 20% 15% 15% 25%Gráfico 02: Percentual de IdadeEscolaridade:A grande maioria dos entrevistados possuía como escolaridade predominante o EnsinoMédio, representando a metade dos moradores em um percentual de 50%, aporcentagem dos demais representou 25% de Ensino fundamental e 25% de EnsinoSuperior. Escolaridade Fundamental Ensino Medio Ensino Superior 25% 25% 50%Gráfico 03: Percentual de Escolaridade 30
  30. 30. Quanto tempo mora no bairro:De acordo com o levantamento realizado os moradores entrevistados residem mais de20 anos no bairro sendo que 55% comprovam essa estatística, conforme tabela e gráficoos demais entrevistados variam de tempo de habitação do bairro entre 31 a 40 anos emais de 60 anos. Tempo que mora no bairro Ate 20 anos 21 a30 anos 31 a 40 anos 41 a 50 anos 51 a 60 anos Mais de 60 anos 20% 5% 5% 55% 15%Gráfico 04: Percentual quanto tempo mora no bairro 5. Aplicação do questionárioO presente instrumento de pesquisa, os questionários tiveram como finalidade investigarrecolhendo informações dos moradores do bairro da Vila Zelina, a fim de levantar dadosreais para um diagnóstico preciso.O objetivo do questionário aplicado aos moradores do bairro esta ligado a identificar arelação de morador com o leste Europeu, cultura e aceitação de um projeto que vise àinserção do turismo no bairro.O questionário consiste em cinco perguntas abertas, conforme a seguir seus resultadosforam organizados por meio de gráficos; que permitem uma melhor interpretação eposteriormente uma analise adequada.4.1. O que você acha do bairro? Aponte os principais pontos do bairro. 31
  31. 31. A primeira pergunta elaborada no questionário tem como objetivo levantar a percepçãodo morador do bairro em relação aos pontos que os mesmos consideram importantes,bem como ela permite apontar as principais necessidades a serem desenvolvidas.Os dados obtidos nesse questionamento trouxeram informações úteis para a melhoria daqualidade de vida dos moradores, ocasionadas por um possível desenvolvimento daregião, uma das ferramentas do turismo.Uma das entrevistadas a senhora Nilce relata que adora o bairro, e os principais pontossão Colégio de São Miguel Arcanjo, porém não há atrativos, gostaria de um teatro.A percepção dessa moradora de 11 anos, nós mostra que considera um bairro bom, háum déficit no que se diz respeito a atrativos segundo é relatado pela entrevistada, porémsegundo a OMT “atrativo são locais, objetos, equipamentos, pessoas, fenômenos,eventos ou manifestações capazes de motivar o deslocamento de pessoas para conhecê-los. Os atrativos turísticos podem ser naturais, culturais, atividades econômicas, eventosprogramados e realizações técnicas, científicas e artísticas”.Pensando nesse conceito é possível traçar um plano de ação que desenvolva esseaspecto de acordo com a necessidade do bairro.Essa questão também permitiu entender a percepção do morador com a estrutura decomércios do bairro conforme relata um dos entrevistados do sexo masculino, informaque gosta do bairro, e os principais pontos são bancos, farmácia, padaria, os comérciosem geral.A grande maioria em um percentual de 85% faz comentários sobre o comercio daregião, o que nos mostra uma grande preocupação no quesito infra-estrutura.O gráfico a seguir representa a percepção dos entrevistados sobre o bairro. 32
  32. 32. O que você acha do bairro? 14 12 10 8 Bom pelo Metro 6 Bom Falta atrativo Não Gosta do Bairro 4 Bom pelo Comercio 2 0 Bom pelo Bom pelo Metro Bom Falta Não Gosta do Comercio atrativo BairroGráfico 05: O que você acha do bairro?4.2. Você sabe o que é leste Europeu?A finalidade de realizar esse questionamento aos entrevistados é levantar a relação dosmoradores com o tema leste europeu, um dos principais temas do projeto de tematizaçãodo bairro da Vila Zelina.O resultado implica em saber a presença desse termo no cotidiano dos moradores, peloque a pesquisa nos mostra um percentual de 55% não tem familiaridade com esse termo,sendo que oito desses entrevistados eram do sexo feminino, enquanto 3 eram do sexomasculino, sendo dessa forma podemos perceber que o público feminino não possuiuma forte relação com o leste europeu e possivelmente não esta inserido em seucotidiano.Esse dado possibilita em um planejamento, uma estratégia para inserir a culturapredominante do leste europeu, e ate destinar um plano de ação especifico ao publicofeminino.Santos (1994) diz que a cultura “é um produto da história de cada sociedade, é umadimensão do processo social, da vida em sociedade. 33
  33. 33. Ou seja, saber o quanto essa cultura esta inserida no dia a dia do morador da vila Zelina,é fundamental, pois a inserção engloba uma mudança na vida social e cultural dohabitante da região. Você sabe o que é Leste Europeu? 9 8 7 6 5 Masculino 4 Feminino 3 2 1 0 Sim NãoGráfico 06: Você sabe o que é Leste Europeu?4.3. Você conhece alguém no seu bairro que não é brasileiro?O terceiro questionamento formulado e apresentado aos entrevistados foi em relação aconhecer pessoas de outra nacionalidade no bairro.Os resultados obtidos nesse tópico ajudaram estabelecer a relação entre morador ediferentes culturas, onde a grande maioria em um percentual de 65% tem algumarelação com pessoas de outra nacionalidade.Pelas respostas obtidas muitos desses entrevistados, tinham certa afinidade comnacionais de outro pais, um dos moradores há 38 anos no bairro relata que conhece osogro que é da Hungria.No decorrer das pesquisas muitos entrevistados comentaram de vizinhos, amigos deoutra nacionalidades, ainda foi possível deparar-se com moradores que não conhecemmais já ouviram alguns comentários, como uma entrevistada informa “não conhecer,mas ouviu relatos de lituano” ,ou seja se compararmos com os resultados obtidos noquestionamento anterior é possível constatar que os moradores não tem a relação 34
  34. 34. cultural com o leste europeu, porém no que se trata de um âmbito social a presença depessoas de outra nacionalidade se faz visível.E comprovando esse dado percebemos que as mulheres que não sabiam o que era lesteeuropeu, tem grande relação com o fato de conhecer pessoas de outra nacionalidade nobairro. Você conhece alguem do seu bairro que não é brasileiro? 10 9 8 7 6 5 Feminino 4 Masculino 3 2 1 0 sim nãoGráfico 07: Você conhece alguém no seu bairro que não é brasileiro?4.4. O que você acha de ter turismo aqui?O objetivo principal desse questionamento é identificar a aceitação do turismo no bairropelo morador da Vila Zelina, a pesquisa nos mostra que a grande maioria em umpercentual de 90% dos entrevistados viabilizou uma inserção de um projeto turístico nobairro.Além de identificar essa aceitação esse questionamento permite aos entrevistadosexplanar suas ideias e trazer os pontos fortes e fracos, além de alertar para possíveisameaças que possam desfavorecer um desenvolvimento turístico na região.Quando se pensa em trazer turismo ao bairro em questão, Vila Zelina, é necessáriorealizar uma analise do que isso ira acarretar ao morador do bairro, ou seja, os setores 35
  35. 35. que o turismo movimenta com isso a inserção da demanda no bairro, o morador é peçafundamental para aceitação do turismo.Um dos entrevistados do sexo masculino relata que gostaria de ter turismo presente nobairro, e informam que deveriam ser projetos voltados ao público idoso comoexcursões, bailes.Assim como uma moradora de 72 anos residente no bairro relata que acha que o turismoia ser bem aceito, pois ajuda a melhorar o bairro.Nos resultados obtidos conforme o relato dos entrevistados a aceitação do turismo évisto como fator de desenvolvimento ao bairro. O que você acha de ter turismo aqui? 20 18 16 14 12 10 Não aceitaria 8 Aceitação do turismo no bairro 6 4 2 0 Bom,aceitaria Não aceitariaGráfico 08: O que você acha de ter turismo aqui?4.5. Já ouviu falar da AMOVIZA?No ultimo questionamento para identificar a relação do morador com a Associação dosMoradores da Vila Zelina, conhecida como AMOVIZA, a pesquisa nos retratou que75% dos entrevistados nunca ouviram falar referente à associação, enquanto somente25% obtinham o conhecimento referente à mesma.O objetivo dessa pergunta esta relacionado a identificar a relação do morador com aassociação, AMOVIZA, um dos entrevistados do sexo masculino, diz que “Já ouvi falarda associação, mas eles são muito fechados” 36
  36. 36. A fala desse senhor de 60 anos traz a percepção de que a associação não tem umadivulgação ampla no bairro, assim como os interesses da AMOVIZA não estãopresentes dentre os propósitos fundamentados pela entidade. Já ouviu falar da Amoviza? 18 16 14 12 10 não 8 sim 6 4 2 0 Sim NãoGráfico 09: Já ouviu falar da AMOVIZA? 6. Análise dos dados coletadosO método de pesquisa utilizado (observação e pesquisa aberta com os moradores) nospermitiu estabelecer um conceito sobre a atual situação, sendo que a população que alireside demonstrou que a falta de atrativos no bairro gera grande insatisfação para toda a 37
  37. 37. população local independendo da faixa de idade. O público também se mostrou aberto àimplementação de qualquer projeto que viesse para melhora do bairro, e esse fatordeixou explicito que um projeto para conscientização da população para a importânciado turismo é um fator primordial a se pensar.Analisando o termo cultural inserido no bairro, foi possível perceber que a maioria daspessoas entrevistadas não é familiarizada com o termo Leste Europeu, a maioria daspessoas que o conhecia eram ou descendentes de alguma cultura, ou era da faixa deidade mais velha de 41 á 50 anos que por residirem no bairro há bastante tempo cerca de20 anos, permite o conhecimento desse termo através da vivência que teve ao presenciara chegada de algumas culturas na região. Ou seja, um projeto cultural no bairro deveatender a comunidade receptora, que não se mostra ciente da própria cultura inserida nobairro e torna-se um fator negativo, pois muitos entrevistados não enxergam a regiãocom o potencial turístico no aspecto cultural e até mesmo deixam explicito a falta deentre amizade entre eles.De acordo com as pesquisas e resultados obtidos em nossas entrevistas, concluímos queos moradores optam pela aplicação da atividade turístico sendo assim, nosso objetivoanalisar as possibilidades e estudar o espaço para que possamos fazer um planejamentoturístico pensando em alguns fatores fundamentais como: A melhoria da qualidade de vida da população local. Conservação do patrimônio turístico. Geração de renda 38
  38. 38. Conscientização da população para a importância do turismoImplantação de infraestrutura receptivaAtração de determinados públicos, a segmentação a ser trabalhada. 7.0. ANÁLISE SWOT 39
  39. 39. Imagem 6: Análise SWOT Fonte: Google ImagensNa atividade turística o planejamento é uma estratégia imprescindível para alcançar osobjetivos do mercado emissor e receptor, dentro desse contexto são inúmeras asferramentas utilizadas para compor uma ação ordenada que visem um sucesso dentro deuma proposta turística.O presente capítulo a partir do levantamento de dados obtidos pelos formulários daMTUR permite ter uma visão ampla do quadro atual do bairro da Vila Zelina, visto queatravés da análise SWOT, ferramenta para construção analítica, foi possível ocruzamento dos dados estruturais da região.A análise SWOT segundo Kotler (1999) deve ser realizada a partir de duas avaliaçõesiniciais: situação interna e externa.No se que se refere à situação interna são avaliadas questões como característicasfísicas, estruturais, organizacionais, já o que tange a situação externa são avaliados osaspectos como concorrentes, parceiros e demais elementos de mercado. Quandopensamos na construção da análise SWOT, Forças (Strengths), Fraquezas(Weaknesses), Oportunidades (Opportunities) e Ameaças (Threats), identificamos quequando dividimos o cenário e analisamos a matriz força da Vila Zelina é colocada em 40
  40. 40. evidência os pontos positivos, exemplificando a organização das ruas .A fraqueza é oponto a ser trabalhado, normalmente os pontos negativos, por exemplo se uma regiãonão conta com uma segurança adequada é um aspecto que desvaloriza o ambiente e sefaz necessário um plano para reverter o quadro.Já quando se trata de oportunidades é considerável toda influência que contribui para odesenvolvimento da região, por exemplo, associações presentes na Vila Zelina,parcerias e ações governamentais.E por fim ameaças, nesse termo tangem as possíveis barreiras em um planejamento sejade aspecto econômico ou ate mesmo social dependente dos moradores da região. 7.1 Construções da Matriz SWOT 41
  41. 41. Para estabelecer os componentes estruturais do bairro da Vila Zelina em uma matrizSWOT, realizamos o levantamento dos aspectos externos e internos que serãocaracterizados a seguir.O ponto de partida para obtenção dos dados foi à exploração dos formulários na MTURque tem por finalidade caracterizar os elementos voltados ao mercado turístico comoatrativos, serviços e equipamentos e infraestrutura turística do bairro utilizando ocrescimento. O Inventário da oferta turística disponibilizado pela MTUR que foiadotado como metodologia oficia para ser utilizada no processo de planejamentoturístico.A análise interna e externa foi apresentada em um quadro que exemplifica os pontosfortes e fracos, oportunidade e ameaças. 7.2. Análises da Matriz SWOTA análise do ambiente oriunda da matriz SWOT define elementos fundamentais paraum planejamento turísticos.Os dados permitem uma melhor interpretação do quadro atual do bairro e reflete emestratégias que viabilizem a implementação de uma atividade turística.A composição dos elementos internos detalhando os pontos fortes e pontos fracostrazem duas variáveis no cenário da Vila Zelina.Os atributos que permeiam os pontos positivos giram em torno dos aspectos deinfraestrutura que garantem a manutenção da área no que se diz respeito ao equilíbrio dodesenvolvimento da região, bem como a satisfação dos moradores e da demandaturística.Uma das principais necessidades para transportar os turistas são os meios de locomoçãoseja ele realizado através de meios de transporte marítimo, rodoviário, ferroviários eaéreos.Esse elemento está ligado à hospitalidade, Segundo Camargo (2004) “Os espaçospúblicos” notadamente a cidade, também exercitam cotidianamente, a hospitalidadeexpressa no direito de ir e vir, ou seja, ela envolve a condição necessária dos anfitriõesno ato do acolhimento. 42
  42. 42. Dentro do atual quadro de vias de acesso para a Vila Zelina podemos enfatizar os doismeios de transporte público sendo eles realizamos por diversas linhas de ônibus,especificadas na caracterização geral do bairro (capitulo 2.5), metro linha Verde VilaPrudente que atende a população do bairro da Vila Zelina, que pertencem aos bairroscontínuos e contíguos que subdividem a região da Vila Prudente.Dentro dos aspectos de caráter positivo, a matriz retrata os atrativos turísticos que sãofatores fundamentais para o desenvolvimento turístico de uma região, ele garante aprocura da demanda, e movimenta a população, níveis de cultura e afins.Petrochi (2009) “Para que o destino turístico seja bem sucedido, é preciso estarcomprometidos com a missão de atrair, encantar, e manter turistas como clientes. Oturismo precisa ser escolhido como negocio da comunidade.No quadro atual do bairro a segmentação identificada nos atrativos turísticos é advindade uma cultura do leste europeu assim especificado na caracterização geral do bairro(capitulo 2.3; 2.10 e 2.11).Na sequencia da análise do ambiente nos elementos de caráter positivo, a infraestruturaé fundamental para viabilização da implementação da atividade turística, pois a mesmase faz necessária para o atendimento da população local em que possa suprir asnecessidades de uma possível demanda.Segundo Turati (2002) “A infraestrutura básica é uma precondição para odesenvolvimento turístico itens como acesso, saneamento, energia, comunicação, viasurbanas de circulação e capacitação de recursos humanos são imprescindíveis para quepossa desenvolver uma atividade turística em sua plenitude.No levantamento de uma análise interna a matriz retrata uma segunda concepção poremde aspecto negativo, o crescimento do turismo propicia um aumento na criminalidadeque enxerga nos turistas um alvo em potencial, pois aproveitam da distração quandoestão no momento de lazer.Dentro da estrutura analítica da matriz permeia dentro de uma concepção de caráternegativo a falta de acessibilidade, que gera a necessidade do turismo inclusivo quepossa fornecer espaços físicos, acessíveis e recursos humanos, capacitados para atendera demanda dos portadores de deficiência ou mobilidade reduzida. 43
  43. 43. 8.0. PLANOS DE AÇÃOO processo para elaborar um plano diretor constituiu de etapas estratégicas para oalcance do objetivo através de visitas in loco no bairro da Vila Zelina foi possívelidentificar a oferta e a possível demanda turística.Por meio de levantamento de dados específicos pertinentes aos formulários deInventario Turístico do MTUR e de visitas aos membros da associação, visita as feiras,participação da oficina de artesanato, pequeno tour proporcionado pela AMOVIZA aosalunos da Unicid, troca de informações visita a subprefeitura, foi possível finalizar aprimeira etapa do planejamento. Essas etapas forma realizadas no decorrer dos meses demarço ao final de abril.No inicio do mês de maio foi proposta a analise qualitativa onde foi designado traçar operfil dos moradores como comunidade receptora.Conforme cita o artigo A percepção do turismo por parte da comunidade local e dosturistas no município de Cajueiro da Praia (Stella Maria Souza Carvalho) “A percepçãodos moradores sobre o turismo é necessária para compreender como eles vêem aatividade, e como estão inseridos nas mesmas. Se a comunidade não estiver inserida enem aceitar o desenvolvimento turística local, ele estará fadado ao fracasso, pois osmoradores podem rejeitar o turismo e tratar mal os visitantes, afetando diretamente odesenvolvimento da atividade.Dentro desse contexto foram aplicadas vinte entrevistas conforme capitulo 4.0 e 5.0onde foi possível identificar o perfil dos moradores e sua percepção ao elemento LesteEuropeu, na qual seria a proposta de tematização do bairro voltada à atividade turística.A partir desses questionamentos obter dados juntamente com o levantamento ecaracterização do bairro nos possibilitou a construção da análise SWOT que criaparâmetros para elaborar os planos de ações explanados a seguir. 44
  44. 44. 8.1. Estratégias turísticas com ações previstas para sua viabilizaçãoEssa etapa é considerada uma das mais importantes onde estabelece metas e objetospara criação de estratégias que resultem em diretrizes para a implementação eviabilização do plano de ação conforme foi caracterizado pela matriz SWOT divididosem analise interna e externa. 8.2. Pontos Fortes Pontos Fortes Ações preventivas Transporte Manutenção e inspeção da - Saúde infraestrutura básica visando manter e - Educação elevar a - Vias de Acesso qualidade dos serviços. - Serviço Bancário Fortes Ações preventivas - Expansão de mercado - Instalação funerária --Serviços Mecânicos Atrativos culturais Ampliação da divulgação frente aos atrativos - Atrativos turísticos históricos e culturais. - Manifestação de fé. 45
  45. 45. 8.3. Pontos FracosPontos Fracos Ação preventiva Plano de junção da política publica e iniciativa privadaSegurança para a melhoria da segurança do bairro. Melhoria na qualidade de infraestrutura paraAcessibilidade acessibilidade por meio de sinalização e reformulação de vias. Melhoria da divulgação dos meios de hospedagem maisMeios De Hospedagem próximos da Vila Zelina. 8.4. Oportunidades Oportunidades Ações preventivas Desenvolvimento e ampliação do quadro sócio Atividades econômicas econômico visando o crescimento da atividade turística. Informações básicas do Plano de divulgação dos município. dados do bairro 46
  46. 46. Entidades Associativas Plano de Incentivo a associação e do plano de trabalho Representações Plano de divulgação e diplomáticas resgate da cultura presente no bairro juntamente com a associação 8.5 AmeaçasAmeaçasComunidade Plano de Conscientização e Incentivo a Proposta de implantação da atividade turística ser inserida no bairro 47
  47. 47. 8.6 ANÁLISE DAS ESTRATÉGIASConforme mostra o quadro 8.2 estratégias para os pontos fortes, a ação preventiva demanutenção e inspeção foi elaborada a partir do quadro que prevê a instabilidade e/oumelhoria da infra-estrutura básica visando diagnosticar um possível declínio evitando atransição de um ponto forte se tornar uma possível ameaça.Devido a implantação do turismo na região se faz necessário a expansão do mercadopara a novos usuários e maior utilização dos bens e serviços.A ação para o atrativo prevê a divulgação da oferta turística para consolidação daimagem do Leste Europeu.Conforme o quadro 8.3 estratégias preventivas para os pontos fracos, a ação deve serdestinada a melhoria do quesito segurança de forma a viabilizar e comportar a demandaa ser trabalhada em que deve ser subsidiada com a iniciativa publica juntamente com aassociação e a comunidade.Segundo dados coletados após aplicado a pesquisa, onde a entrevistada Dirce que ésecretaria do COMUDA (Conselho Municipal de Políticas Publicas de Drogas e Álcool)relata que é uma das organizadores de reuniões que trata da segurança do bairro,afirmou que não há participação efetiva da comunidade tão pouco da associaçãopresente no bairro para reivindicar sobre este aspecto, sendo fator primordial paraidentificar e solucionar os problemas do bairro.A acessibilidade é um elemento essencial para se desenvolver um turismo igualitáriosendo um aspecto a ser tratado na região, conforme o decreto lei 52990 de 02 deDezembro de 2004 que regulamenta as leis numero 510.08, de 08 de dezembro de 2000,que da prioridade de atendimento as pessoas que especificam, e 10.098, de 19 dedezembro de 2000 que estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção daacessibilidade.O objetivo da tematização do bairro que visa um turista experiencial e/ou visitantes nãose faz necessário a implantação do setor de hospedagem no bairro da Vila Zelina, parasuprir as necessidades de eventuais visitantes será disponibilizado dentro de um mapado bairro um material ilustrativo e informativo no qual divulgue as hospedagens maispróximas da região. 48
  48. 48. Conforme quadro 8.4 atividades econômicas podemos analisar as estratégias quepermitem manter o giro econômico da Vila Zelina considerando as variáveis que aatividade proporciona.O turismo é considerado uma das principais atividades econômicas, de aspectofortalecedor para o desenvolvimento do mercado, e com aspecto para atender umanecessidade crescente do ser humano por lazer e entretenimento.O plano de desenvolvimento e ampliação socioeconômico visando o crescimento daatividade turística tem o papel de manter o mercado e com as mudanças proporcionadaspela inclusão da atividade realiza um controle entre a comunidade e as políticaspúblicas.Uma vez que a infraestrutura básica de uma região determina viabilização ou não dodesenvolvimento turístico sabendo que o turismo compreende uma infinidade deserviços que vai desde o seu elemento básico ate o atendimento final ao turista, aimagem que deve ser fixada ao consumidor deve remeter ao um produto de qualidadeque atenda a diversidade, necessidade da demanda em potencial que varia de aspectosde personalidade, estilo de vida e experiências anteriores relacionadas ao turismo.A imagem a se criar deve influir de forma positiva para a escolha de um atrativo.O posicionamento para a divulgação optou por duas estratégias de marketing sendo elasa publicidade e a folheteria, essas que tem um baixo custo e um maior número depessoas.Sabendo que as entidades associativas fazem parte e estão totalmente inseridas em umprocesso de planejamento faz com que a comunidade deixe de ver a associação comoum bem incomum, estabelecendo pré – conceitos para com as atividades exercidas.Dentro do contexto de uma proposta de tematização para com o leste Europeu, apresença de integrantes que representem a nacionalidade é uma oportunidade parapropagar a cultura de cada país.Segundo Dias (2000), cada cultura e cada sociedade têm a sua integridade própria e oseu próprio sistema de valores e seus costumes dentro dessa definição se faz 49
  49. 49. extremamente necessário a integração das culturas para que nenhuma se sintainferiorizada.A cultura de uma determinada sociedade pode ferir profundamente de outra, o que ésagrado para uma pode ser repugnante para outra ou repulsório para outra.O Plano de divulgação propostos nas ações previstas visa manter e incentivar novosrepresentantes das culturas inseridas no bairro.A comunidade foi citada como ameaça devendo ser o principal fator a ser trabalhadodentro das ações propostas sendo que a atividade turística é um dos setores de grandeimportância para o desenvolvimento econômico de uma determinada região,contribuindo com o crescimento de empregos, melhoria na infraestrutura, promovendo atroca cultural, porém o cenário da atividade turística, também traz aspectos negativos aserem trabalhados a cerca da comunidade receptora que deve estar totalmente inserida eciente da proposta que ira se inserir dentro de seu ambiente afetando diretamente o seucotidiano.Conforme Capitulo 6.0, análise dos dados coletados a pesquisa nos diagnostica que omorador do bairro da Vila Zelina não tem familiaridade com o termo Leste Europeu, ouseja, a cultura não esta inserida no cotidiano dos moradores.O principal plano de ação para inserir um a proposta turística no bairro é assumir umpapel conscientizador para o morador em relação às modificações positivas no quadrodo bairro, bem com a inclusão da cultura no desenvolvimento de uma proposta turística.Entre os benefícios sócios culturais do turismo podemos relacionar ao aumento doconhecimento de uma cultura do leste europeu, o aumento dos contatos sociais,produzidos com a chegada dos visitantes, o giro econômico com a finalidade de garantiaa qualidade de vida da comunidade.Partindo do preposto que o turismo é uma área ampla e com possíveis meios paradesenvolver ações que evidenciem a inserção turística no bairro, utilizamos algunselementos chaves para elaboração do plano de ação, dentro dessa proposta exploramos olazer, Segundo Requixa (1976) o lazer é [...] “um conjunto de ocupações às quais oindivíduo pode entregar-se de livre vontade, seja para repousar, seja para divertir-se,recrear-se e entreter-se, ou ainda, para desenvolver sua informação ou formação 50
  50. 50. desinteressada, sua participação social voluntária ou sua livre capacidade criadora, apóslivrar-se ou desembaraçar-se das obrigações profissionais, familiares e sociais”Dessa forma o lazer permite ao individuo um fator motivacional para a procura dapratica de uma ação no bairro da Vila Zelina, a primeira instancia nossa ação serávoltada para o público da terceira idade, considerado agentes multiplicadores além deserem alvos em potencia para usufruir de uma atividade turística.Em 2050 os idosos serão 64 milhões de brasileiros e representarão 30% da populaçãodo País. A terceira idade representa 19 milhões e respondem por 9,84% da populaçãoatualmente, já existem negócios focados neles, como agências de turismo e academiasde ginástica. Em alguns casos, este público já representa 70% do faturamento.Dentro do contexto de conscientizar e sensibilizar a comunidade no aspecto culturalutilizamos as manifestações de dança oriundas do leste europeu. A dança em questão éuma manifestação de grande importância na sociedade, pois envolve crenças e desejos.Na atividade turística ela deve ser realizada espontaneamente e tem ligação direta com olazer.A divulgação da oficina será por meio de panfletagem e consistem em convidar osmoradores da região para participar da atividade, onde vestidos com os trajes de carátereuropeu será incorporado passos de danças típicas do leste europeu e entre os intervalosserá divulgada a cultura utilizando como ferramentas elementos de caráter artesanal,como os ovos conforme capítulo 2.10 artesanato, de caráter gastronômico como o pãopreto conscientizando a comunidade em relação aos elementos tangíveis e intangíveisda cultura do leste europeu presente no bairro. 51
  51. 51. 9. Considerações FinaisO Turismo é uma área em constante crescimento que propicia o desenvolvimentoeconômico, social e cultural a uma região, ocasionando o aumento da qualidade de vidae promovendo através da atividade turística o intercâmbio cultural.O processo de desenvolvimento turístico passa por diversas fases, uma delas é apesquisa cientifica aplicada aos moradores da região, que são peças fundamentais para aaceitação de qualquer plano de ação no bairro, uma vez que as mudanças advindas daatividade turística atingem diretamente o cotidiano de quem reside na região.A pesquisa compreendeu tópicos essenciais para vincular a percepção do morador comuma possível proposta turística, o primeiro dado analisado mostra que o moradorconsidera a Vila Zelina um bairro bom, seja pelo comércio, localização, praça e igrejas,a grande maioria trouxe evidenciou a estrutura comercial, onde percebe se que a regiãoconta com uma diversidade na infraestrutura que atende uma demanda em serviçosbásicos como alimentação, localização, serviço bancário, porém, esse questionamentonos mostra o quanto a região tem um déficit em atrativos culturais. Os moradores nãomencionaram em suas respostas uma segmentação já existente que visa o lazer, inseriratrativos para os moradores é componente essencial para motivar a procura de possíveisturistas na região.O projeto de tematização inspirado na cultura do leste europeu, conforme nos retratou oquestionário, não está presente no dia a dia dos moradores, pois quando questionadossobre o que seria o leste europeu, principalmente o público feminino não mostrou muitarelação com o tema, porém, ao indagar sobre conhecer pessoas de outras nacionalidadesa percepção foi de forma positiva, ou seja, essa informação pode ser transformada emplano de ação que vise conscientizar e inserir as culturas decorrentes dos países do lesteeuropeu inseridas no bairro, uma vez que os moradores se mostraram hospitaleiros auma proposta de desenvolvimento turístico na região.Em virtude de uma estratégia de conscientização a associação de moradores temferramentas que podem ser usadas e que não foram identificadas na pesquisa, conformerelatado pelos moradores a relação com a associação é restrita, porém é um instrumentoque pode ser melhor desenvolvido e divulgado aos habitantes da região. 52
  52. 52. A proposta de um desenvolvimento turístico de certa forma é bem aceita pelosmoradores do bairro da Vila Zelina, em todo caso a pesquisa nos trouxe aspectos aserem trabalhados para que a médio e longo prazo, a tematização e o turismo venham ase desenvolver de maneira sustentável, respeitando a cultura da nacionalidade européiaassim como a percepção do morador do bairro.Partindo do principio que o planejamento tem elementos diferenciados para construçãode um plano de ação para complementar um quadro analítico, realizamos olevantamento dos principais elementos estruturais do bairro que permitiu verificar ospontos fortes, fracos, as oportunidades e ameaças.A caracterização propiciou o levantamento de pontos a serem desenvolvidos e que játem grande força na Vila Zelina como o artesanato, bem como toda uma analiseestrutural do bairro como um todo.A ação de pensarmos em impactos positivos ou negativos devem ser colocados emevidência, assim o planejamento é imprescindível para um possível desenvolvimento oucrescimento do mercado turístico.Sabendo que a maior importância do planejamento turístico esta relacionada à aceitaçãoe participação da comunidade, buscar o turismo não somente como uma fonte de rendatemporária, mas sim tornar a atividade um novo conceito de economia, cultura, lazer eprogresso da região, e é neste contexto que devemos ficar atento com a questão doPatrimônio, sendo aliado a este processo de preservação, resgate da cultura e memóriado local.Pensando nos quesitos citados acima, devido à ameaça identificada na análise SWOTcriamos uma ação que tem por finalidade sensibilizar e conscientizar a comunidadereceptora.Segundo Petrochi (2009), as declarações de missão contribuem para aumentar a adesãodas pessoas do destino sensibilizarem e motivam empresários e moradores definindo umfoco para toda a comunidade.O Plano de ação constituiu em lincar elementos culturais com uma determinadasegmentação sendo esta o lazer direcionado ao público da terceira idade, pois os 53
  53. 53. mesmos seriam agentes multiplicadores da informação na divulgação do processo deinserção da atividade turística no bairro. 54
  54. 54. 10. GlossárioDegradação - Destituição aviltante de graduação ou dignidade; Aviltar, rebaixar,degredar.Diagnóstico - Relativo à diagnose.Método - Processo racional para chegar ao conhecimento ou demonstração da verdade.Perspectiva – Previsão; Panorama, vista.Predominante - Que predomina.Prognóstico - Que faz previsão ou conjecturaReceptor- Que recebeTabulação - Colocação de dados em colunas ou tabelas 55
  55. 55. 11. Referencias BibliográficasBeni, Mário Carlos, Análise Estrutural Do Turismo. São Paulo, Senac São Paulo, 1998.Dias, Reinaldo Atlas, Planejamento do Turismo, política e desenvolvimento do turismono Brasil, São Paulo, Atlas, 2003.Ignarra, Luiz Renato, Fundamento do Turismo, São Paulo: Pioneira, Tomson Learning,2001.Artigo Volume 09 Horizontes Antropólogos Outubro de 2003 Porto Alegre – OImprescindível aporte das ciências sociais para o planejamento e compreensão doTurismoDoris van de Meene Ruschmann, Karina Toledo Solha, Planejamento Turístico, BarueriSP: Manole, 2006.Dias, Reinaldo e Aguiar, Mariana, Fundamentos do Turismo, conceitos, normas edefinições, Campinas, SP: Alínea, 2002.Petrocchi, Mário, Turismo Planejamento e gestão, São Paulo, Pearson Prentice Hall,2009. 56
  56. 56. 12. AnexosSexo: ____________________________________femininoIdade:____________________________________52 anosEscolaridade:______________________________ Ensino Médio CompletoQuanto tempo mora no bairro:________________ 52 anos1) O que você acha do bairro? Aponte os principais pontos do bairro.Acho o bairro muito bom. Um dos pontos são a padaria, bancos, mercado e a praça.2)Você sabe o que é leste Europeu?Nunca ouvi falar.3)Você conhece alguém no seu bairro que não é brasileiro?Conheço sim, meus pais são da Alemanha.4)O que você acha de ter turismo aqui?Seria bom.5)Já ouviu falar da Amoviza? O que?Nunca ouvi falar. 57
  57. 57. Sexo: ____________________________________MasculinoIdade:____________________________________54 anosEscolaridade:______________________________ Universitário IncompletoQuanto tempo mora no bairro:________________ 40 anos1) O que você acha do bairro? Aponte os principais pontos do bairro.Para morar o bairro é excelente, como pontos temos o Jardim Evelino e a EscolaArcanjo Miguel.2)Você sabe o que é leste Europeu?Sei e sou contra a Europa ,por exemplo esse monumento da praça eu derrubaria e fariaum quiosque uns barzinhos ,uma vez fui falar isso nessa praça e quase apanhei. Souitaliano3)Você conhece alguém no seu bairro que não é brasileiro?Aqui no bairro tem uma grande diversidade, inclusive eu que sou italiano.4)O que você acha de ter turismo aqui?Turismo....Acho que aqui não tem estrutura são poucas coisas que vejo que tem parafazer.5)Já ouviu falar da Amoviza? O que?Não. 58
  58. 58. Sexo: ____________________________________MasculinoIdade:____________________________________50 anosEscolaridade:______________________________ Universitário IncompletoQuanto tempo mora no bairro:________________ 33 anos1) O que você acha do bairro? Aponte os principais pontos do bairro.Acho um bairro bom. Temos o largo da Vila Zelina.2)Você sabe o que é leste Europeu?Sim, já ouvi falar.3)Você conhece alguém no seu bairro que não é brasileiro?Conheço Austríaco.4)O que você acha de ter turismo aqui?Seria ótimo.5)Já ouviu falar da Amoviza? O que?Não. 59
  59. 59. Sexo: ____________________________________MasculinoIdade:____________________________________20 anosEscolaridade:______________________________ Ensino FundamentalQuanto tempo mora no bairro:________________ 5 anos1) O que você acha do bairro? Aponte os principais pontos do bairro.Ele é legal.Tem padarias.2)Você sabe o que é leste Europeu?Não.3)Você conhece alguém no seu bairro que não é brasileiro?Não conheço.4)O que você acha de ter turismo aqui?Acho legal.5)Já ouviu falar da Amoviza? O que?Não conheço. 60
  60. 60. Sexo: ____________________________________MasculinoIdade:____________________________________60 anosEscolaridade:______________________________ Ensino FundamentalQuanto tempo mora no bairro:________________ 60 anos1) O que você acha do bairro? Aponte os principais pontos do bairro.Acho que não tem nada de bom no bairro ,é um bairro residencial.2)Você sabe o que é leste Europeu?Já ouvi falar.3)Você conhece alguém no seu bairro que não é brasileiro?Não conheço.4)O que você acha de ter turismo aqui?Acho que não é possível ter turismo aqui.5)Já ouviu falar da Amoviza? O que?Já ouvi falar mas eles são muito fechados e não divulgam os interesses do bairro 61
  61. 61. Sexo: ____________________________________MasculinoIdade:____________________________________62 anosEscolaridade:______________________________Quanto tempo mora no bairro:________________ 38anos1) O que você acha do bairro? Aponte os principais pontos do bairro.È um bairro muito bom. A pracinha e o comercio2)Você sabe o que é leste Europeu?Sim graça ao leste europeu, conheci a minha esposa.3)Você conhece alguém no seu bairro que não é brasileiro?Conheço meu sogro é da Hungria.4)O que você acha de ter turismo aqui?Seria bom mas aqui tem pouca agencia de turismo5)Já ouviu falar da Amoviza? O que?Não. 62
  62. 62. Sexo: ____________________________________femininoIdade:____________________________________17 anosEscolaridade:______________________________ Ensino MédioQuanto tempo mora no bairro:________________ 17 anos1) O que você acha do bairro? Aponte os principais pontos do bairro.O bairro é legal, tem a padaria Sepam e o comercio.2)Você sabe o que é leste Europeu?Não.3)Você conhece alguém no seu bairro que não é brasileiro?Conheço sim, da Lituânia e Japoneses.4)O que você acha de ter turismo aqui?È muito bom para divulgar o bairro.5)Já ouviu falar da Amoviza? O que?Não. 63
  63. 63. Sexo: ____________________________________femininoIdade:____________________________________19 anosEscolaridade:______________________________ Ensino Médio CompletoQuanto tempo mora no bairro:________________ 19 anos1) O que você acha do bairro? Aponte os principais pontos do bairro.O bairro é legal, tem três farmácias, praça e a estrutura é boa.2)Você sabe o que é leste Europeu?Não.3)Você conhece alguém no seu bairro que não é brasileiro?Sim. Os lituânios, japoneses e portugueses.4)O que você acha de ter turismo aqui?Eu li uma reportagem no jornal da Vila Prudente, eu acho muito bom.5)Já ouviu falar da Amoviza? O que?Não. 64
  64. 64. Sexo: ____________________________________femininoIdade:____________________________________72 anosEscolaridade:______________________________ Ensino FundamentalQuanto tempo mora no bairro:________________60 anos1) O que você acha do bairro? Aponte os principais pontos do bairro.O bairro é muito bom, têm igrejas, mercado só precisa melhorar a estrutura.2)Você sabe o que é leste Europeu?Nunca ouvi falar.3)Você conhece alguém no seu bairro que não é brasileiro?Conheço sim, Lituanos e Alemães.4)O que você acha de ter turismo aqui?Acho que seria bem aceito, ia ajudar a melhorar o bairro.5)Já ouviu falar da Amoviza? O que?Não. 65
  65. 65. Sexo: ____________________________________femininoIdade:____________________________________44 anosEscolaridade:______________________________ Ensino MédioQuanto tempo mora no bairro:________________ 6 anos1) O que você acha do bairro? Aponte os principais pontos do bairro.È um bairro bom, tem o mercado e açougue.2)Você sabe o que é leste Europeu?Não conheço.3)Você conhece alguém no seu bairro que não é brasileiro?Conheço sim, os lituanos.4)O que você acha de ter turismo aqui?Muito bom, seria como o bairro da Liberdade.5)Já ouviu falar da Amoviza? O que?Não conheço. 66
  66. 66. Sexo: ____________________________________femininoIdade:____________________________________46 anosEscolaridade:______________________________ Ensino FundamentalQuanto tempo mora no bairro:________________ 20 anos1) O que você acha do bairro? Aponte os principais pontos do bairro.Não gosto do bairro, aqui tem muitos comércios, mas não adianta nada pois as 16:00tudo já esta fechado, isso quando eles abrem.2)Você sabe o que é leste Europeu?Não.3)Você conhece alguém no seu bairro que não é brasileiro?Não conheço, mas dizem que tem algumas pessoas da Lituânia.4)O que você acha de ter turismo aqui?Com certeza iria contribuir para melhorar a estrutura.5)Já ouviu falar da Amoviza? O que?Não. 67
  67. 67. Sexo: ____________________________________MasculinoIdade:____________________________________33 anosEscolaridade:______________________________ Ensino MédioQuanto tempo mora no bairro:________________ 5 anos1) O que você acha do bairro? Aponte os principais pontos do bairro.O bairro é bom e o ponto principal é a Avenida ,tem metro próximo.2)Você sabe o que é leste Europeu?Não.3)Você conhece alguém no seu bairro que não é brasileiro?Não conheço.4)O que você acha de ter turismo aqui?O turismo viria para melhorar.5)Já ouviu falar da Amoviza? O que?Nunca ouvi falar. 68
  68. 68. Sexo: ____________________________________ masculinoIdade:____________________________________31 anosEscolaridade:______________________________ SuperiorQuanto tempo mora no bairro:________________ 2/5 anos1) O que você acha do bairro? Aponte os principais pontos do bairro.O bairro é bom, os principais pontos são o centro do bairro e metrô.2. Você sabe o que é leste Europeu?Não.3. Você conhece alguém no seu bairro que não é brasileiro?Não conhece.4. O que você acha de ter turismo aqui?Gostaria.5. Já ouviu falar da Amoviza? O que?Não conhece. 69
  69. 69. Sexo: ____________________________________ FemininoIdade:____________________________________ 17 anosEscolaridade:______________________________ Ensino FundamentalQuanto tempo mora no bairro:________________ 5 anos1. O que você acha do bairro? Aponte os principais pontos do bairro.Gosta do bairro, principais pontos praça e igreja.2. Você sabe o que é leste Europeu?Não conhece.3. Você conhece alguém no seu bairro que não é brasileiro?Tem uma vizinha Portuguesa.4. O que você acha de ter turismo aqui?Sim.5. Já ouviu falar da Amoviza? O que?Conhece, já fez trabalhos de escola para ser entregues para a Associação. 70
  70. 70. Sexo: ____________________________________MasculinoIdade:____________________________________54 anosEscolaridade:______________________________ Ensino MédioQuanto tempo mora no bairro:________________53 anos1. O que você acha do bairro? Aponte os principais pontos do bairro.Gosta do bairro, principais pontos são bancos, farmácia, padaria, os comércios em geral.2. Você sabe o que é leste Europeu?Sim conhece.3. Você conhece alguém no seu bairro que não é brasileiro?Sim4. O que você acha de ter turismo aqui?Gostaria, deveriam ser projetos voltados ao público idoso como excursões, bailes.5. Já ouviu falar da Amoviza? O que?Não Conhece. 71
  71. 71. Sexo: ____________________________________FemininoIdade:____________________________________ 49 anosEscolaridade:______________________________ SuperiorQuanto tempo mora no bairro:________________ 11 anos1. O que você acha do bairro? Aponte os principais pontos do bairro.Adora o bairro, os principais pontos são Colégio de São Miguel arcanjo, porém não háatrativos, gostaria de um teatro.2. Você sabe o que é leste Europeu?Sim conhece.3. Você conhece alguém no seu bairro que não é brasileiro?Muitos Lituanos.4. O que você acha de ter turismo aqui?Acha uma ótima ideia, porém não sabe se será bem aceito pelos moradores.5. Já ouviu falar da Amoviza? O que?Conhece. 72
  72. 72. Sexo: ____________________________________ FemininoIdade:____________________________________ 44 anosEscolaridade:______________________________ Ensino MédioQuanto tempo mora no bairro:________________ 6 anos1. O que você acha do bairro? Aponte os principais pontos do bairro.Gosta, principais pontos mercado, açougue.2. Você sabe o que é leste Europeu?Não conhece.3. Você conhece alguém no seu bairro que não é brasileiro?Não conhece.4. O que você acha de ter turismo aqui?Gostaria.5. Já ouviu falar da Amoviza? O que?Não conhece. 73
  73. 73. Sexo: ____________________________________ FeminoIdade:____________________________________65 anosEscolaridade:______________________________ Ensino MédioQuanto tempo mora no bairro:________________ 65 anos1. O que você acha do bairro? Aponte os principais pontos do bairro.Adora o bairro, principal ponto é o largo da Vila Zelina.2. Você sabe o que é leste Europeu?Sim, a mesma é Lituana.3. Você conhece alguém no seu bairro que não é brasileiro?Sim, os familiares.4. O que você acha de ter turismo aqui?Gostaria.5. Já ouviu falar da Amoviza? O que?Conhece. 74

×