Revista juventude pioneira ano iii ed 5 site

377 visualizações

Publicada em

Revista da JUMAP - Edição 5 - Abril a Junho 2014

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
377
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
17
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Revista juventude pioneira ano iii ed 5 site

  1. 1. capa “Tô em crise com a vontade...” Louvor e Adoração através da música Teologia! E eu com {pág. 10} isso!?... {pág. 16} {pág. 20}
  2. 2. Todos nós, de alguma forma, queremos ser abençoados nas mais diversas áreas das nossas vidas. Seja financeiramente, emocionalmente e até fisicamente. Não estou falando de fatos surreais, como ganhar na loteria, ter uma Ferrari na garagem, um iate na marina ou viver 150 anos. Mas o ser humano, de forma geral, deseja ser bem sucedido em questões básicas como: ter sua casa própria, um emprego digno, um casamento harmonioso, envelhecer ao lado do amor da sua vida, poder dar uma boa educação aos seus filhos, ter uma saúde regular. Enfim, o fato é que bênção está ligada diretamente à nossa felicidade. Se estamos felizes, estamos sendo abençoados e, no fundo, todos nós queremos obter 100% de felicidade em todas as áreas da vida. A Bíblia diz, em Salmos 128.1 que: “Feliz é a pessoa que teme ao Senhor e anda em seus caminhos”. Deus nos dá, nesse versículo, a receita para a felicidade ou para receber as bênçãos celestiais. Primeiramente, devemos “temer a Deus”. Viver cientes de que estamos debaixo do juízo dEle e que um dia iremos prestar contas de tudo o que estamos fazendo, sendo réus de nossos próprios atos e atitudes. Esse texto ainda menciona que devemos “andar em seus caminhos”, ou seja, diariamente procurar fazer a vontade de Deus estabelecida em Sua { 2 } JuventudePioneira Palavra, vivendo de acordo com o que Ele tem sonhado para o homem. Fazendo assim, seremos como a visão desse salmista, felizes!! Ou, em outras traduções, bem aventurados!! Assim como um pai não mede esforços para presentear seus filhos quando estes lhe obedecem e são motivo de orgulho para este pai, assim também Deus fará conosco se tivermos o temor necessário no coração e procurarmos andar de modo digno de um filho do Rei. Deus não nos poupa a felicidade. Ele deseja que cresçamos a cada dia como filhos, para que Ele, como nosso Pai, derrame suas bênçãos gradativamente sobre nós. ////////////// Editorial ] //////////// //////////// ///////////// ////////// Você é abençoado? Alex Sandro Pastor de Juventude da Igreja Batista Pioneira em Santa Cruz do Sul/RS
  3. 3. Revista Juventude Pioneira é uma publicação da JUMAP - Junta de Mocidade e Adolescentes da Convenção Batista Pioneira do Sul do Brasil Presidente Alex Sandro do Carmo Nunes de Assis Vice-presidente Oliver Braun Secretário Gabriel Girotto Lauter Conselho editorial Pâmela Wincke, Davi Scholl, Alex Sandro Projeto Gráfico e Direção de Arte Delize Gabriela Grando Impressão Gráfica Mansão - Curitiba/PR Tiragem 2000 exemplares www.jumap.org.br | www.facebook.com/jumap.pioneira JuventudePioneira { 3 } { Sumário //////////// Fique Ligado ] Jesus, em 3D Veja o que você vai encontrar nesta edição 04 06 //////////// FéMenina ] FéMenina Local 07 08 Noé ou Não é? Lidera Jovem 10 “Tô em crise com a vontade...” 11 12 14 16 18 19 20 21 22 23 A violência nossa de cada dia Vem aí: Acamzão e Missões Jumap Brasil pátria amada, podemos fazer muito mais Teologia! E eu com isso!?... Pioneira de Guaíra Juventude Espanhola Louvor e Adoração Através da Música - Tensão Saudável Um sacrifício que agrada a Deus A nuvem de todos Jovens fortes, obreiros aprovados ///////////////////// Capa] [ Teologia /////////////////// Dicas ] [ Nossa Gente ///////////// Retrospectiva] [ Missões no Mundo //////////////////// Ética ] [ Arte e Cultura ////////// Atualidades ] [ Pastoral ////// Próximos Eventos ] [ Na Rede [ Faculdade Batista ////////////// Expediente ] “Tô em crise com a vontade...” Louvor e Adoração através da música Teologia! E eu com {pág. 10} isso!?... {pág. 16} {pág. 20} brasil
  4. 4. ////////////// Fique Ligado ] por Wagner Buteseke Pastor na Igreja Batista Emanuel de Como assim? Estamos falando de um novo filme sobre a vida de Jesus em 3d? Não é isso. Como vivemos tempos em que essa tecnologia é super popular, com certeza a ideia de Jesus em 3d chamou a sua atenção. Essa tecnologia não nova (o primeiro filme em 3d foi exibido nos Estados Unidos em 1952), consiste na captação de imagens de pontos ligeiramente diferentes que, graças ao fenômeno da estereoscopia, faz o seu cérebro fundir as imagens, fornecendo informações sobre profundidade e tamanho dos objetos. Logo, a terceira dimensão não existe. É apenas uma ilusão da sua mente. Mas Jesus é verdadeiro e real, e Nele sim existem três dimensões, como vemos no versículo acima. A palavra caminho talvez não seja muito usada por nós hoje, pois falamos em estradas, ruas, rodovias. Mas na época de Jesus haviam vários caminhos. Jesus e seus discípulos viviam num tempo em que o império romano havia construído inúmeras estradas e caminhos cruzavam as cidades e levavam a vários lugares. Quando Jesus afirmou ser o caminho, estava respondendo diretamente a um dos seus discípulos, Tomé. Este, quando ouviu Jesus falar sobre caminho, pensou logo em algo físico. Pensou talvez nas { 4 } JuventudePioneira estradas romanas e disse: “não sabemos nem aonde o Senhor vai, como saberemos o caminho?”. E caminho representa realmente algo mais prático, algo mais objetivo, porque quando você sabe para onde vai aquele caminho, você sabe onde vai chegar. Jesus é o caminho para se chegar ao Pai. Repito, Jesus é “O” Caminho e não “um” caminho. Jesus é o único caminho para se chegar a Deus e, nessa trajetória, não existem atalhos e nem opções. Com base nessa afirmação, discordo enfaticamente de uma frase que já ouvi algumas vezes: “assim como todos os rios deságuam no mar, assim todos os caminhos levam para Deus”. A primeira parte é verdade, mas a segunda é uma mentira. Nem todos os caminhos levam a Deus, porque só existe um caminho que leva a Deus. E este caminho se chama Jesus. A segunda afirmação que Jesus faz de si mesmo é um pouco mais polêmica, tanto para os discípulos que o ouviram quanto para nós Jesus em 3D? Condor e Líder Regional Pioneiros “Respondeu Jesus: Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim.” Jo 14.6 (NVI)
  5. 5. procura a verdade e já foi enganado várias vezes pelas pessoas, eu lhe desafio a acreditar na única verdade que é JuventudePioneira { 5 } hoje. Jesus é a verdade. A verdade para os discípulos de Jesus significava os escritos da Torá (os cinco primeiros livros da Bíblia). Eles viviam sob esta perspectiva e na Torá estava a lei. Então, necessariamente, para eles a verdade era a lei. Para os discípulos de Jesus isso significava que Jesus estava dizendo que Ele estava acima da lei, acima da Torá, acima daquele conjunto de regras. É polêmico hoje você falar que Jesus é a verdade, porque vivemos em uma sociedade extremamente relativista, na qual não existe mais o conceito de certo ou errado, ou o conceito de falso e verdadeiro. Tudo é certo e tudo é verdadeiro, dependendo do ponto de vista. Tudo é relativo. Jesus é a verdade! Por que é importante você saber isso? Porque hoje muitas doutrinas são apresentadas como sendo verdade, mas não são. Porque Jesus sendo a verdade, tudo o que está escrito sobre Ele é verdade. Ou seja, tudo o que Ele falou, fez e viveu é verdade e nisso não há nenhuma mentira. A terceira palavra da afirmação de Jesus é a vida. Essa palavra está em uma dimensão existencialista natural e espiritual. Ou seja, Jesus é vida, tanto a vida normal e natural, quanto a vida espiritual que temos após a morte. Jesus é a vida em todos os sentidos que essa palavra pode abranger. Jesus é a vida física para nós, quando nos cerca e nos concede as muitas bênçãos que nos dá; Jesus é vida para nós, quando nos protege dos males que querem nos atingir; Jesus concede vida física quando Lázaro, morto já há quatro dias, volta à vida pelo poder vivificador de Jesus, pois Jesus é a vida. Jesus é vida espiritual. Ele também nos concede vida espiritual. Lógico que, agora, é através do sacrifício, através da sua morte na cruz. Ele é vida para todos aqueles que creem. Ele é a vida eterna e nos dá essa vida eterna se crermos Nele (Jo 6.47). Se você encontra-se perdido, buscando o caminho certo para seguir e já se decepcionou com os caminhos humanos, Jesus é o caminho. Se você procura a verdade e já foi enganado várias vezes pelas Se você Jesus. pessoas, eu lhe desafio a acreditar na única verdade, que é Jesus. Se você precisa de vida verdadeira aqui e também uma garantia para o seu futuro eterno, se você se sente um morto espiritual, Jesus é a vida que morreu por você e quer lhe dar essa vida. São três dimensões essenciais para nós: caminho, verdade e vida. Você tem vivido as três dimensões em Jesus? Divirta-se com a ilusão da tecnologia 3d, mas viva de verdade com Jesus, o único verdadeiro 3D.
  6. 6. ////////////// FéMenina] por Marta Cristina Hoffmann Missionária na Igreja Batista Pioneira E aí pessoal, tudo bem? Gostaria de aproveitar este espaço para mostrar o que tem acontecido no Fémenina local em algumas igrejas. Se assim como elas, você quer começar um PG Fémenina, entre em contato conosco que poderemos dar dicas de como fazer isso (tenhafemenina@gmail.com). Partiu ver mais detalhes? Santa Cruz do Sul: “No sábado, dia 22/03/2014, na Igreja Batista Pioneira de Santa Cruz do Sul, tivemos mais um encontro do Fémenina, onde tivemos um curso de auto maquiagem, dado por nossa querida irmã Rejane Sudo Esau. Aprendemos dicas de preparação de pele e aprendemos como passar corretivo, base e pó corretamente. Só temos que agradecer a Deus pelos nossos encontros.” Taiz Alves Nova Santa Rosa: “O grupo de Fémeninas aqui em Nova Santa Rosa começou logo depois do Congresso das Fémeninas que aconteceu em 2013 em Ijuí. Esse ano completamos um ano de reuniões com as meninas e tem sido uma benção cada um dos encontros. Nós temos três líderes: Irdes Tehlen, Darli Drisner e Khetryn Tehlen Sperandio. Nosso grupo tem se reunido uma vez por mês e vem discutindo sobre atitudes de uma mulher cristã, atitudes que nós meninas/ moças cristãs devemos ter na família, escola, trabalho e igreja. Recebemos orientações, conselhos, fazemos devocionais, brincadeiras, momentos de { 6 } JuventudePioneira oração. Tivemos um acampadentro na PIB, um encontro regional de meninas com direito a um dia inteiro na piscina e uma noite da fogueira, além dos encontros normais que temos. Nosso grupo cresceu com o tempo, e não só as meninas da PIB de Nova Santa Rosa que participam das reuniões, recebemos amigas de outras igrejas e meninas que não frequentam igreja alguma. A diferença na vida das meninas que participam dos encontros é notável. Podemos desabafar umas com as outras e compartilhar motivos de oração, tem sido ótimo. Creio que Deus vem trabalhando e moldando nossos corações com o passar do tempo e tem muitos planos pra cada uma de nós. Vale a pena participar do grupo? Vale! Muitas amizades foram feitas, refeitas e fortalecidas e mini projetos vem crescendo em nossos corações. Se você, menina, tiver oportunidade de participar do grupo de Fémeninas da sua igreja, vá. Se ainda não há um grupo de Fémeninas na sua igreja, converse com alguma líder espiritual da igreja que você congrega e ore sobre isso. Que Deus possa estar abençoando cada uma de nós e tenham Fémeninas.” Vanessa Tietz FéMenina local! de Florianópolis
  7. 7. [ Dicas JuventudePioneira { 7 } Muitos cristãos ficaram animados com a notícia da megaprodução de Hollywood a respeito de um personagem bíblico tão conhecido e com uma história tão impactante quanto a de Noé. Mas a decepção foi grande ao se constatar que, do Noé bíblico mesmo, tinha pouco no filme. As heresias e bobagens são inúmeras: anjos caídos (demônios) que se tornam gigantes de pedra; Noé leva apenas 10 anos (na Bíblia, 120) para terminar a arca, porque tem ajuda dos tais gigantes, que também a defendem dos ataques da população; refere-se a Deus apenas como “criador”, mostrando-o como um ser impessoal e alheio à humanidade; Noé ainda fica enlouquecido, querendo matar o bebê que sua nora está esperando, por entender que o “criador” não quer mais que ninguém viva, inclusive sua família. Está aí só um pouco do porquê de tanta decepção com o filme. Mas como nós, cristãos, devemos nos posicionar diante de filmes e séries baseados em personagens e histórias bíblicas que não são bíblicos? 1º, precisamos conhecer a Bíblia e suas histórias e acreditar que aquilo que ela relata é a verdade. Não são lendas, mitos, mas aconteceram exatamente como está descrito ali. 2º, precisamos entender que toda história bíblica mostra Deus tentando redimir o homem e tem o objetivo de nos levar a adorar a Deus pelo seu poder, justiça e amor. Assim, podemos assistir algo a respeito de um personagem bíblico e descobrir se foi fiel ao texto bíblico ou não. Infelizmente, a maioria dos filmes e séries bíblicas acaba perdendo o foco bíblico, tomando o nome do personagem como pretexto para que qualquer outro enredo seja feito em seu lugar. O filme recente de Noé faz isso e tantos outros já tomaram, igualmente, esse caminho, apesar de termos bons filmes com enredos bíblicos. Depois de assistirmos a uma produção que se diz bíblica, precisamos aplicar o que Paulo fala aos Tessalonicenses: “ponham à prova todas as coisas e fiquem com o que é bom” (5.21). Tais produções, além de não apresentarem Deus corretamente, ainda confundem e afastam do Deus verdadeiro aqueles que não têm o conhecimento bíblico necessário. A estratégia de Satanás é afastar o homem de Deus. Por isso, precisamos ficar atentos e conhecer o que cremos, para sermos pensadores críticos, conferindo tudo na única fonte que merece confiança, a Bíblia. Dessa forma, poderemos ter uma base sólida para falar dos motivos que nos levam a não concordar ou não gostar de filmes ou séries da moda que agridem o nome de Deus. E, claro, podemos aproveitar o “gancho” para mostrar o que de fato a Bíblia prega. por Felipe Leimann Balaniuk Noé ou Não é? Pastor na PIB de São Miguel do Oeste e Líder Regional Centro
  8. 8. ////////////// Retrospectiva] Investir na vida do jovem e do adolescente! Este é o lema da JUMAP e seu propósito. Desenvolver estratégias para levar jovens a Cristo, com seus diferentes estilos de vida e suas tribos, utilizando uma linguagem atraente e contemporânea. Esse é o desafio de cada jovem cristão, em cada igreja, em cada ministério de juventude. Todo cristão é chamado e capacitado por Deus para servir no Seu Reino, com os dons e talentos que recebeu. Viver Jesus e apresentá-lo a outros é o alvo diário da vida cristã de cada jovem e adolescente. Viver em comunidade e transmitir a Palavra de Deus, através de expressões de amor e serviço, é o que fortalece essa missão. Desenvolver um ministério forte, formar jovens e adolescentes fortes, para frutificar vida eterna em meio à nossa geração, é um empenho constante de cada comunidade (igreja) local. Lidera Jovem c hegou p ara v ocê, líder, que se colocou à disposição para servir nesse trabalho tão empolgante e desafiador. Também é para você, jovem e adolescente, que deseja aprender um pouco mais sobre ministério de juventude e capacitar-se, desenvolver { 8 } JuventudePioneira habilidades e aprimorar conhecimentos. Durante este ano, em sua primeira experiência, a JUMAP estará levando para as regionais da Pioneira o Lidera Jovem, com as seguintes oficinas de treinamento para jovens, adolescentes e líderes: - ministério com Juventude; - evangelismo criativo; - pequenos grupos; e - adoração na música. Saiba mais sobre o projeto e veja a data em que o treinamento ocorrerá na sua regional, acessando o site da JUMAP. Invista tempo na sua vida espiritual e no seu ministério. Programe-se e participe com a s ua união!
  9. 9. JuventudePioneira { 9 } Lidera Jovem Tchê, Pioneiros e Fronteira Reunindo essas três regionais ao mesmo tempo, aconteceu na PIB em Ijuí o 1º Lidera Jovem JUMAP, no dia 29 de março. Iniciando pela manhã, 80 jovens e adolescentes participaram nas quatro oficinas durante todo o dia de sábado, com paradas para almoço, comunhão e lanche. O evento finalizou com cerca de 120 pessoas no louvorzão à noite, com a pregação do Alex, presidente da JUMAP e pastor do ministério de juventude da IBP Sta Cruz do Sul. Lidera Jovem Regional Sul No dia 26 de abril foi a vez da IBP Santa Cruz receber a equipe dos missionários e líderes da JUMAP para o Lidera Jovem da regional Sul. Com a participação da galera da PIB Lajeado, as oficinas reuniram cerca de 40 pessoas. A noite encerrou em um super culto, com 80 jovens e adolescentes e a pregação do Mattana, missionário da JUMAP e pastor na PIB em Ijuí.
  10. 10. “Tô em crise com a vontade...” A juventude é uma fase de muitas decisões que afetam o hoje e o amanhã. As pressões mais diversas vêm de todos os lados. Você se vê no meio de um conf lito entre muitas vontades: dos pais, dos amigos, das expectativas do mercado, da sua e da vontade de Deus. É nesse conf lito que residem muitas das crises da juventude. Sem orientação bíblica, jovens se perdem, prolongando a infância para dentro da idade adulta. Mas não precisa e não deve ser assim! Uma das razões para o conf lito das vontades é o desconhecimento do que é a vontade de Deus e a v ontade do Homem. A vontade de Deus Independente do que diz sua experiência, a vontade de Deus é boa, agradável e perfeita (Rm 12.2). O cristão aceita o que diz a Palavra de Deus pela fé. Então, se você crê que a Bíblia é a Palavra de Deus e não experimenta o que é bom, agradável e perfeito, tem algo errado com você, não com a vontade de Deus. Nossa cultura tende a enxergar a descoberta da vontade de Deus como uma experiência mística. Porém, a vontade de Deus é misteriosa. E por ser misteriosa, ela não pode ser descoberta, mas precisa ser revelada a nós. Por isso, Deus tomou a iniciativa de nos deixar um livro, que aponta para a revelação máxima de Sua vontade: Jesus Cristo. Jovem, viver a vontade de Deus é conhecer mais de Jesus Cristo em Sua revelação específica: a Palavra de Deus. É isso que a Bíblia chama de bom, perfeito e agradável. Não existe conhecimento da vontade de Deus fora dos parâmetros bíblicos, é assim que o Espírito Santo trabalha. Cabe a nós { 10 } JuventudePioneira obedecer a Bíblia (Dt 29.29), onde encontramos tudo o que precisamos para viver a vontade de Deus. É por isso que somos chamados para compreender a vontade do Senhor (Ef 5.17). Sua vontade é para que sejamos santos (Ef 1.4; 1 Ts 4.3). A vontade de Deus não é um mistério a ser descoberto, mas algo que já nos foi revelado para nossa obediência. A vontade do Homem Desde Gênesis 3, o homem anda contra a vontade de Deus, buscando fazer sua própria vontade. Queremos o que queremos e por isso fazemos o que fazemos. Não há nada de errado em querer, mas está tudo errado quando seus desejos se tornam o foco, a despeito do que o Senhor quer. Nesse conf lito de vontades está a A vontade de Deus não é um mistério a ser descoberto crise. As decisões se tornam um fardo e um mistério a ser desvendado porque a vontade do homem ofusca a clara vontade de Deus. Jovem, a crise é resolvida na pessoa de Jesus, revelado na Palavra de Deus. Nela, lemos claramente o que Deus quer. Quando queremos o que Ele quer, nossa vontade é rendida à Sua vontade. Então, qual é a crise? Talvez porque ainda queremos o que queremos... e não o que Ele quer. Esquecemos que antes de “Ele satisfará os desejos do teu coração” tem o “Agrada-te do Senhor” (Sl 37.4). ////////////// Ética] por Alexandre Mendes (sacha) Escritor e Pastor na Igreja Batista Maranata, em São José dos Campos/SP
  11. 11. [ Atualidades por Ricardo Mattana Missionário da Jumap e Pastor na PIB em Ijuí. A Violência nossa de cada dia. JuventudePioneira { 11 } No mês de abril desse ano, a ONU (Organização das Nações Unidas) relatou que o Brasil, em 2012, teve o maior índice de assassinatos absolutos, ou seja, mais de 50 mil casos, número que corresponde a 11% do número do mundo inteiro, e que 11 cidades brasileiras estão entre as 30 mais violentas do mundo. Realmente estamos vivendo uma situação muito difícil no nosso Brasil. A cada jornal lido, noticiário assistido, vejo que estamos perdendo a luta contra as drogas, contra o crime organizado, contra a corrupção, experimentando uma sociedade sem valores. Quando vejo essas situações logo me lembro do profeta Habacuque, que fez a Deus as perguntas que todos fazem: “Até quando, Senhor, clamarei por socorro, sem que tu ouças? Até quando gritarei a ti: “Violência!” sem que tragas a salvação?” (Habacuque 1.2). Há duas passagens na Palavra de Deus que me fazem ref letir a respeito de tudo que está acontecendo. Uma delas é Mateus 24, em que Jesus anuncia aos seus discípulos que muitos sinais irão acontecer ao fim dos tempos e um deles é que haverá aumento da iniqüidade. Ou seja, tornar normal o que é p ecado, n ão sentir culpa pelo pecado cometido, não se arrepender, por achar que o que fez é absolutamente normal. Outra passagem é Mateus 5. Jesus falando das bem aventuranças e de como devemos ser luz no mundo e sal na terra. Ser luz é uma convocação para os cristãos ref letirem a luz verdadeira de Jesus Cristo e precisamos estar ligados Nele para que isso aconteça. Da mesma forma o sal, que por muito tempo foi usado para conservar os alimentos e que, na medida certa, traz um sabor especial. Temos que aprender a conservar os princípios, valores e conduta cristã, para que na medida certa sejamos relevantes onde vivemos e no mundo. Sendo cristão creio que muitas coisas já estão acontecendo para a volta de Cristo, mas não posso deixar de pensar na minha omissão e da Igreja. Será que estamos fazendo tudo que é possível para sermos sal e luz? Nossas Igrejas têm papel relevante onde estão inseridas? Nós que sabemos dos princípios bíblicos, dos valores eternos, o que estamos fazendo com eles? Podemos remar contra a maré? Não quero apenas me conformar, mas que “assim brilhe a luz de vocês diante dos homens, para que vejam as suas boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês, que está nos céus.” Mateus 5.16. “Por sua natureza, a Igreja é chamada à responsabilidade, não só indivíduos são feitos discípulos, mas as nações, o que não é nada mais que os ambientes sociais e culturais em que as pessoas vivem. A Igreja é a luz do mundo e o sal da terra, ela não pode se isolar do mundo.” Johannes Reimer (Abraçando o Mundo – Teologia de Implantação de Igrejas Relevantes para a S ociedade.) Que Jesus Cristo seja a diferença nossa de cada dia.
  12. 12. ////////////// Próximos Eventos ] Olá gente querida!! Ano corrido, aulas, provas, vestibular para alguns e tantas outras coisas que nos deixam cansados, querendo fugir da rotina, não é? Aí lembramos dos nossos amigos que estão longe e que só vemos uma vez por ano…que até começamos a contagem regressiva para as férias e para o ACAMZECA!?! Mas esse ano temos uma novidade…teremos o ACAMZÃO!!! Será o ACAM grandão! :D Em 2014 teremos um ACAM só, para todas as igrejas! Você vai poder rever todo o pessoal em julho…só com um detelhe: vai estar bem friuuu!! E neste ano acontecerá nos dias 17 à 20 de julho, no Castelinho, em Curitiba/PR. O tema será “Cristo é o primeiro”!! Legal né?! Então, se você tem entre 13 e 21 anos não perca a oportunidade de estar junto com a galera e aprender mais de Deus! { 12 } JuventudePioneira Ahh, haverá concurso bíblico e o livro da vez é Colossenses! Estude, busque aprender mais para honra e glória do Pai! Os valores são: Invista na sua vida! mais informações e inscrições no site da jumap: www.jumap.org.br
  13. 13. JuventudePioneira { 13 } Vamos falar sobre missões! Se você está na igreja há algum tempo, com certeza já ouviu falar sobre isso. Mas o que é “missões”? Jonh Stott uma vez definiu missões como uma “Atividade divina que emerge da própria natureza de Deus”. Vamos explorar um pouco o que significa isso: foi o Deus vivo quem enviou seu filho Jesus Cristo ao mundo, que enviou, por sua vez, os apóstolos e a igreja. Enviou também o seu Espírito Santo à Igreja e hoje O envia aos nossos corações. Daí surge a missão da igreja como resultado da própria missão de Deus. Por essa razão, não podemos pensar em missões apenas como um dos aspectos da existência da igreja, ou como um departamento, mas precisamos enxergar que “a igreja é missionária por natureza. Ao ponto de que, se ela deixa de ser missionária, ela não tem simplesmente falhado em uma de suas tarefas, ela deixa de ser igreja”. Se entendermos “missões” a partir de Cristo Jesus, observamos que missões é ser enviado por Deus a continuar o ministério que Ele mesmo começou (2 Coríntios 5:18- 20; João 20:21; Mateus 28:19-20). “(...) Deus em Cristo estava reconciliando consigo o mundo, não lançando em conta os pecados dos homens, e nos confiou a mensagem da reconciliação. Portanto, somos embaixadores de Cristo, como se Deus estivesse fazendo o seu apelo por nosso intermédio.” (2 Coríntios 5:19-20). Se estivermos vivendo neste mundo com esse pensamento em nossas mentes e corações, estaremos fazendo missões em todos os lugares, aproveitando toda e cada oportunidade que aparecer pela frente de falar do evangelho de Jesus para TODAS as pessoas. Conforme Jesus nos ordenou: “Vão pelo mundo todo e preguem o evangelho a todas as pessoas.” (Marcos 16:15). Quantas pessoas estarão no Brasil neste ano! Que encontro maravilhoso de nações! E que bela oportunidade de fazer missões neste meio. Então, com tantas pessoas trazendo tantas bandeiras pra cá, vamos ir até lá e também levantar a nossa bandeira: a bandeira do Reino de Cristo! Esta é mais uma oportunidade de, como jovens da Pioneira, atendermos ao chamado e cumprirmos o ministério de Deus confiado a nós, pregando o Evangelho para as nações reunidas no nosso país neste período. O projeto Levante sua Bandeira será realizado entre os dias 18 e 22 de junho, em Porto Alegre/RS, e contará com jovens voluntários vindos de diversas igrejas da nossa Convenção. Veja tudo o que vai rolar nesse projeto e como você pode participar, acessando o site da JUMAP (jumap.org.br). Que Deus nos dê força, sabedoria e capacidade para cumprir Sua missão a cada dia de nossas vidas! “Portanto, visto que temos este ministério pela misericórdia que nos foi dada, não desanimamos.” (2 Coríntios 4:1).
  14. 14. /////////// Capa ] A palavra de Deus afirma em 2 Timóteo 3:12 que “aqueles que quiserem viver piedosamente em Cristo padecerão perseguições”, em total contraste com o desejo do coração humano de ser abençoado e viver em paz. Nunca aceitamos direito a questão da perseguição religiosa, porque isso sempre soou como algo pejorativo, símbolo de pecado ou mesmo de maldição, o que não é verdade. Nossos irmãos que vivem em países sob restrição religiosa são verdadeiros heróis, porque aceitaram a Cristo como Senhor e Salvador de suas vidas e isso lhes é imputado como crime, passível de prisão (em países asiáticos), detenção em campos de trabalhos forçados (como na Coréia do Norte) e até morte (em muitos países árabes). Muitos acabam sucumbindo às pressões da sociedade, da família ou até dos governos, renegando a fé que um dia encontraram em Cristo, porque se sentem desamparados, sozinhos, tristes e decepcionados. Todavia, a igreja perseguida é o segmento que mais cresce no mundo inteiro, basta ver os números de conversões ao cristianismo em países do Oriente Médio, China e Coréia do Norte, a despeito de todo esse limitador. O que isso tem a ver com nós jovens cristãos brasileiros? Tudo! por Eds on Cabrera Cor re spondente Local – Porto Alegre/RS Mi ssão Porta s Abertas Permita-me apresentar algumas razões pelas quais devo repensar minha caminhada cristã: moro num país com liberdade total de expressão e religião, onde quase 22% da população é cristã, mas que sequer tenho “vontade” de falar de Jesus para meu vizinho ou colega de trabalho; posso adquirir todo e qualquer tipo de bíblia, material de estudo, gravações, filmes e, quem sabe, até cursar teologia à distância, mas não vejo “necessidade” de ler a Bíblia diariamente e sequer conheço muitas das passagens bíblicas; mantenho minha fé escondida, porque prefiro ser aceito em meu grupo de amigos, a dizer que sou cristão e que não estou na mesma “vibe” que os demais; ao ser confrontado em minha crença, prefiro me omitir a apresentar a razão da minha fé, a qual nem mesmo tenho muita certeza. Enfim, enquanto do outro lado do mundo os cristãos pagam um alto preço (sua liberdade e vida) para manter sua fé, aqui no Brasil usamos de nossa liberdade como desculpa para deixar de praticar a fé. A liberdade que a juventude brasileira { 14 } JuventudePioneira
  15. 15. tem desfrutado nos últimos anos tem levado a nação a repensar injustiças nas diversas manifestações de rua e até em “rolézinhos”, mas não tem sido bem aproveitada pela juventude cristã. Está na hora de olhar para a igreja perseguida não como irmãos sofredores, mas vitoriosos, pois eles conseguem propagar o evangelho e manter firme sua fé, mesmo frente a tanta hostilidade. Neste fim de semana participei do Acampamento Underground, na cidade de Esmeralda/RS, uma simulação que nos coloca na situação de cristãos perseguidos. Além de assumirmos uma identidade de cristão perseguido, o objetivo do evento é passar pelas situações semelhantemente vividas por nossos irmãos ao redor do mundo. Foi impactante viver outra realidade, longe de todo o conforto e recurso que temos no Brasil. Visitamos vários países nesta simulação. Pudemos ver a forma como os cristãos vivem em constante ameaça no Sri Lanka, o desafio dos pastores nas montanhas da Colômbia, convivendo com a guerrilha armada e os narcotraficantes; a maneira degradante como uma mulher é tratada na Somália (ainda mais uma cristã secreta) e, claro, viver algumas horas como um cristão norte-coreano num campo de trabalhos forçados. Muito mais que passar por diversas restrições, o que o acampamento me mostrou foi o amor que estes cristãos demonstram aos seus perseguidores. A capacidade que vem de Deus em perdoar, quando não se tem mais forças físicas para resistir. Sobretudo, o desejo e felicidade quando conseguem apresentar Cristo a seu compatriota, foi algo marcante. Ver rostos sofridos, mas felizes por saber que a mensagem do Evangelho está sendo pregada em tempo e fora de tempo, mesmo que custe a própria liberdade, sua vida ou de sua família. Certo pastor me falou quando terminou o tempo da simulação: “Edson, acabou!”, mas dentro do meu coração o Espírito Santo me dizia: “Acabou para ti, para os cristãos perseguidos continua por 24 horas, 7 dias da semana, 365 dias por ano”. Toda essa experiência vivida traz a consciência de que necessito da Igreja Perseguida para firmar minha fé e confrontar-me dia a dia com o contexto de liberdade em que vivo. Que este olhar nos leve a lugares altos e que possamos aproveitar a liberdade e recursos que temos no Brasil (Pátria Amada) para fazer valer nossa razão de ser: “E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste.” (João 17:3) Conheça mais sobre o ministério Portas Abertas e o Acampamento Underground, através dos sites: www.portasabertas.org.br www.underground.org.br JuventudePioneira { 15 }
  16. 16. ////////////// Teologia ] por Claiton André Kunz Diretor da Faculdade Batista Pioneira e Pastor na PIB em Ijuí TEOLOGIA! E eu com isso?!... A palavra “teologia” não é encontrada na Bíblia. Mesmo assim, ela é bíblica em seu caráter. O termo, segundo seus aspectos etimológicos, é composto de duas palavras gregas: Theos (Deus) e logos (palavra, fala, expressão, tratado, ciência). A teologia é, portanto, uma Theo-logia, isto é, uma palavra, uma fala ou uma expressão sobre Deus; uma doutrina sobre Deus. É o estudo sobre a revelação de Deus que é a expressão dos Seus pensamentos e, assim, é também o estudo sobre Sua própria Pessoa. Portanto teologia é o estudo sobre Deus, sua obra e sua revelação. O teólogo Millard Erickson faz a seguinte definição do termo: “Teologia é aquela disciplina que se esforça para apresentar uma declaração coerente da doutrina da fé cristã, baseada principalmente nas Escrituras, colocada no contexto da cultura geral, expressa em idioma contemporâneo e relacionada com a maneira de viver do homem”. Alguns poderiam imaginar que a teologia é semelhante a outras ciências como a biologia, a sociologia, a psicologia etc. Entretanto, há uma diferença bastante significativa entre estas “ciências”. Na biologia (bios = vida), por exemplo, podemos pegar o objeto de estudo, como uma planta ou um animal, levá-lo a um laboratório e dissecá-lo com um microscópio ou outros instrumentos, ou ainda sujeitá-lo a elementos químicos para ver as reações e modificações. Nos últimos anos tem-se avançado tanto nas pesquisas científicas que é possível inclusive elaborar um mapeamento genético extremamente minucioso de qualquer ser vivo. Mas a pergunta intrigante é a seguinte: seria possível fazer isso com o objeto de estudo da teologia? Seria possível levar Deus { 16 } JuventudePioneira a um laboratório e analisá-lo com os equipamentos mais modernos que já foram inventados pelo ser humano? Na verdade, esta pergunta não é apenas nossa ou dos estudiosos do século XXI. Já o amigo de Jó, chamado Zofar, perguntou isto há alguns milhares de anos atrás: “É possível conhecer a Deus em profundidade?” (Jó 11.7). Temos que reconhecer que há uma diferença abismal entre Deus e o ser humano, seja em posição (Deus é criador e nós somos criaturas), seja em poder (ele é onipotente e nós somos totalmente dependentes), seja em conhecimento (Deus é onisciente e nós não conhecemos nem sequer a nós mesmos), seja em caráter (Deus é totalmente santo e nós somos pecadores). É esta diferença que torna impossível ao ser humano conhecer totalmente a Deus. Por isso, a única chance ao ser humano foi o fato de Deus ter-se revelado a nós. E ainda bem que Ele o fez! O nosso problema não é nem o caso de conhecê-lo em “profundidade”. Temos dificuldade até mesmo de darmos uma definição de Deus. Do ponto de vista bíblico, geralmente se concorda que é impossível dar uma definição rigorosa da ideia de Deus. Definir, que significa limitar (dar os limites), envolve a inclusão do objeto dentro de uma certa classe ou proposição universal conhecida e a indicação dos seus aspectos distintivos comparados com outros
  17. 17. JuventudePioneira { 17 } objetos daquela mesma classe. Visto que Deus é único e incomparável, não há nenhuma categoria universal a que possa ser comparado ou classificado. O próprio Deus nos desafia a isto: “A quem, pois, me comparareis para que eu lhe seja igual? - diz o Santo” (Is 40.25). É fácil definirmos uma mesa, por exemplo. Ela tem pernas e uma plataforma fixa sobre as mesmas. É como aquela sobre a qual está o meu computador enquanto escrevo este texto. Qualquer outra mesa pode ser comparada a ela, mesmo que seja de material diferente, de outra cor, um pouco mais alta ou mais baixa, mas sempre saberei o que é uma mesa. Mas quando penso em Deus, a que posso compará-lo? Aí começamos a entender o quanto somos limitados. Talvez a conclusão lógica seria então que é impossível fazer “teologia”, já que nem sequer podemos dar uma definição completa e satisfatória do próprio objeto de estudo da teologia. Mas, e se entendêssemos teologia não como uma tentativa de definir Deus (já que nunca conseguiremos fazê-lo plenamente), mas sim como uma compreensão do relacionamento que este Deus quer ter com o ser humano? Talvez justamente aí resida o centro da nossa questão: nós jamais poderíamos alcançar a Deus; por isso, Deus nos alcançou através da sua “revelação”. E isso eu posso compreender, isso eu posso estudar e, muita mais, isso eu posso viver. Na verdade, quando uma pessoa pergunta sobre a sua origem ou sobre o seu destino, está fazendo teologia. Quando uma criança pergunta sobre onde foi o seu avô que acabou de morrer, está fazendo teologia. Quando um recém convertido está exultando dentro de si, tentando compreender exatamente o que aconteceu, está fazendo teologia. Até quando um ateu está tentando provar que Deus não existe, está fazendo teologia. É claro que existe o aspecto formal da teologia. Existem aqueles que se dedicam anos e anos ou até a vida inteira no estudo específico desta área do conhecimento. Há aqueles que fazem um curso de teologia no seminário, preparando-se para servir mais e melhor a Deus (e neste sentido eu diria que a Faculdade Batista Pioneira tem um excelente lugar para você estudar). Mas teólogos, no seu sentido mais amplo, daqueles que refletem sobre Deus e sobre o maravilhoso plano que Ele tem para os seres humanos, sim, teólogos somos todos nós. Tenho eu algo a ver com isso? Claro que sim! Deus dotou você de sabedoria e inteligência; por isso, coloque-as a serviço da reflexão sobre o que o Senhor do Universo quer da sua vida.
  18. 18. ////////////// Nossa Gente ] BIA ISBRESCHT IBP Guaíra/PR I.B. Pioneira de Guaíra | MAC 2013 foi um ano de bênçãos para o MAC!! Aliás, o que é o MAC? Pois bem, é o Ministério de Adolescentes Cristãos da Igreja Batista Pioneira de Guaíra. Iniciamos bem o ano, já com algumas conversões no ACAMZECA e alguns adolescentes firmando de fato um compromisso com o Senhor Jesus, respostas de oração mesmo. Tivemos vários batismos de adoles e isso para nós foi glorioso! Deus é realmente fiel e nesse gás pudemos realizar algumas coisas por aqui ao longo do ano para a glória e honra do nosso Deus. Tivemos algumas apresentações com um Flash Mob ensaiado pela coreógrafa de nossa igreja, Rosilene. Apresentamos em escolas, em eventos como o Coca Fest em Altonia-PR e o Congresso da Convenção, realizado aqui em Guaíra. Em agosto, tivemos o nosso 2° CHOCOMAC, ideia que iniciou em 2012 como uma prova do Aprendiz de Discípulo e acabou se tornando um evento muito esperado e conhecido na cidade. Neste evento temos apresentações diversas, com intuito de evangelizar as pessoas que compram os ingressos. Temos música, pantomima, um grupo de rappers que além de fazerem apresentações com música e dança, graffitam as camisetas do pessoal e o muro da nossa Igreja com frases e desenhos de exaltação ao nosso Deus. Além de assistir e participar de { 18 } JuventudePioneira tudo isso, as pessoas têm direito a comer chocolate à vontade. Entraram pelos portões de nossa igreja, esse ano, mais de 1.500 pessoas. Apesar da chuva que caiu, fazendo com que a programação terminasse mais cedo, Deus fez grandes coisas acontecerem naquele lugar. Nesse ano tivemos também acampadentro’s, que chamamos de SEREL (Seqüestro Relâmpago) e programações todos os sábados. Assim vamos caminhando. Os desafios são muitos e a luta é grande, pois o inimigo não descansa. Mas de uma coisa estamos certos: Deus é DEMAIS!! E Ele nos dá a força que precisamos para alcançar a vida de adolescentes que precisam de Jesus. Afinal, Ele mandou sermos fortes e corajosos, pois Ele está conosco galera!
  19. 19. [ Missões no Mundo JuventudePioneira { 19 } Missionário da OPV em Sant Macion Cstuódio Celoni, Espanha. Chegamos à Espanha em Julho/2013, com o objetivo de alcançar a juventude, em constante mudança, com verdades bíblicas permanentes. Para iniciar esta jornada, nossos primeiros meses foram gastos em pesquisas, a fim de conhecer a juventude espanhola. Entre estatísticas e notícias, descobrimos uma realidade não somente deste país, mas de quase toda a europa. Podemos denominar a geração atual de três formas: Geração Reset - Constroem sua realidade através da virtualidade. Estar off-line é como estar fora da realidade. Espanha é o líder europeu em vício na internet. Tornou-se um caso tão sério que é preciso a polícia aplicar multas aos que conectam a internet enquanto andam de bicicleta. Barcelona possui uma das maiores ciclovias metropolitanas do mundo e um descuido pode causar um acidente. Geração Express - Curtir sem se preocupar! O “hoje” é o que importa. O “passado já era” e o futuro “é o que tiver de ser”. Essa filosofia de vida transformou o jovem espanhol no maior consumidor de tabaco, álcool e maconha da Europa. Há um aborto a cada 4,7 minutos e a AIDS é considerada uma doença crônica e não fatal. O próprio povo chama os seus jovens de a geração NINI: ni trabajan, ni estudian. Geração Sem Limites - São contra tudo que lhes imponha limites. Mais de 2/3 dos jovens são a favor do casamento entre pessoas do mesmo sexo, do livre aborto e da eutanásia, e acreditam que é possível variar de sexo ao longo da vida. Informação não nos faz mais entendidos, assim como conhecimento não nos faz mais obedientes. É preciso colocar a cabeça para fora desta atmosfera mundana, sensual e liberal do nosso tempo, tirar a relatividade da sociedade moderna e voltar a colocar os absolutos de Deus como estilo de vida. Dois conselhos para corrigir nossa rota de vida. 1º, devemos parar de manejar com o pecado. Nossa juventude evangélica tem brincado com temas tão claros nas Escrituras. Devemos parar de “descobrir” a vontade de Deus, para sim “desfrutar” dela (Rm 12:1-2). 2º, precisamos de mais direção e menos velocidade. Perdeu-se a capacidade de reflexão porque não há tempo a perder. Os jovens seguem as verdades bíblicas como um Twitter ou Facebook, de forma instantânea e, como resultado, temos crentes que não sabem em que ou porque creem. Estão à procura da felicidade num mundo sem esperança. Jesus disse: “tenho lhes dito estas palavras para que a minha alegria esteja em vocês e a alegria de vocês seja completa” (Jo 15.11). Como posso encontrar a felicidade que Jesus diz? Colocando os absolutos imutáveis de Deus como estilo de vida! Juventude Espanhola
  20. 20. ////////////// Arte e Cultura ] POR Daniel Augusto de Oliveira Acadêmico de Teologia na FBP e colíder do Ministério de Adoração JUMAP Louvor e Adoração Através da Música - Tensão Saudável A música na Igreja, como expressão de louvor e adoração a Deus, passa por uma crise paradigmática, no que se refere à sua aplicação no cotidiano em seu conteúdo, assim como em sua abordagem “ministerial”. Isso traz à tona a existência de “tensões”, no anseio de apontar o melhor modelo de “adoração”, ao se considerar o enfoque bíblico correto. Contudo, a tensão evidente nesse meio não pode ser encarada de modo negativo, e sim como algo que nos auxilia a caminhar, com o foco adequado, na linha tênue entre os perigos do “saudosismo extremista” e a “relevância desenfreada”. Pois ambos não refletem a adoração/louvor e o coerente uso da arte musical como se indica na Palavra de Deus Bob Kauflin, em seu livro intitulado Louvor e Adoração, escreve: “Uma igreja defende a reverência; outra, a celebração. [...]. Não existe uma maneira de apreciar as duas perspectivas ao mesmo tempo, mantendo-as em tensão? Não se deveria pensar nas duas opções como ambas as alternativas estão corretas em vez de ter que escolher entre uma ou outra?” Aponta-se aqui, de forma mais específica, a tensão “Tradição & Relevância”. Para se compreender os benefícios de ter uma “tradição”, é necessário ter em mente que a atual geração não foi a primeira a buscar e refletir sobre adoração bíblica. Outros já fizeram isso no passado. Quando programa-se um culto, nunca se parte de { 20 } JuventudePioneira um vazio histórico. Embora a tecnologia mude, o Evangelho e a necessidade de ser humilde não. Ex: cantar hinos clássicos com letras profundas e um rearranjo musical, pois estes possuem uma diversidade maior de tópicos, que podem facilmente se encaixar nas pregações. As formas litúrgicas do passado, de alguma maneira refletem em aspectos do culto cristão contemporâneo. Há o lado bom da “relevância”, pois as maiores tradições do mundo nada significam, a menos que comuniquem a verdade de Deus às pessoas. A relevância é algo necessário para combater a adoração mecânica, buscando evitar hinos ou cânticos repletos de “evangeliquês”, expressões que até mesmo muitos anciãos crentes não conhecem. Outra implicação é fazer o melhor uso dos recursos audiovisuais. Entretanto, existem os perigos da relevância, já que não se pode adaptar tudo o que o “mundo” faz para se usar dentro da igreja. É preciso utilizar de “bom senso bíblico” para isso, pois a relevância pode se tornar um ídolo e uma pedra de tropeço para a sã doutrina. Por fim, as tensões ensinam que pode haver convivência entre dois universos que, em tese, se parecem contraditórios, se executados de maneira balanceada e acima de tudo, com a Bíblia em mãos.
  21. 21. [ Pastoral por Laerte Zagonel Pastor da PIB de Passo Fundo e Líder da regional Tchê Um sacrifício que agrada a Deus! JuventudePioneira { 21 } Talvez você já ouviu muito sobre Romanos 12.1-2: “Rogo-vos... que apresenteis o vosso corpo por sacrifício vivo e agradável a Deus... E não vos conformeis com este mundo... século... mas transformai-vos pela renovação da vossa mente...”. No Velho Testamento, quando se fazia um sacrifício de um animal, de acordo com a Lei de Deus, o sacerdote o matava e o cortava em pedaços, colocando-os sobre o altar. Sim, o sacrifício era importante, mas Deus já havia deixado claro que a obediência de coração era muito mais importante (I Sm 15.22; Sl 40.8; Am 5.21-23). A partir deste ponto da carta, Paulo está preocupado em aplicar o que ensinou sobre a nossa redenção, o perdão dos pecados. Ele começa o v.2 dizendo o que não devemos fazer: não devemos nos conformar, não seguir o estilo de vida do mundo. Depois ele diz o que devemos fazer: transformar! Paulo enfatiza a necessidade da mudança de mente. Ele usa o termo renovar com a ideia de que deve ser tirado algo que não é bom da nossa vida para ser colocado algo que é bom. É uma restauração completa e para melhor. Todo cristão tem esse chamado: “Não se conformar a este século”. Não temos que estar de acordo com a conduta e costumes deste mundo. Aliás, a nossa negação a fazer parte do mundo deve ir mais além do que isso, deve estar firmemente enraizada em minha mente: “não se conformar com este mundo por meio da renovação da minha mente”. É possível evitar muitos dos costumes e hábitos mundanos. A renovação da minha mente acontece a partir de onde? Ela só vai acontecer à medida que eu leio, ouço a Palavra de Deus, que vai moldar a minha mente, os meus pensamentos, a minha conduta. Se o mundo diz que você deve ser um homem bem sucedido em sua vida profissional, em sua carreira, ganhar muito dinheiro, a Bíblia diz que você pode ganhar muito dinheiro sim, e ser bem sucedido em sua carreira profissional, mas ela diz que você deve aplicar o máximo que puder no reino de Deus, na salvação de vidas preciosas por quem o Senhor Jesus morreu; se o mundo diz que você pode ter relações sexuais com quem você quiser desde que use preservativo, a Bíblia diz que o sexo só no casamento e que sexo seguro só no casamento; se o mundo diz que você pode passar o tempo que quiser na internet, a Bíblia diz que você deve investir tempo na leitura da Palavra de Deus e na oração. “Quem vive segundo a carne tem a mente voltada para o que a carne deseja; mas quem, de acordo com o Espírito, tem a mente voltada para o que o Espírito deseja. A mentalidade da carne é morte, mas a mentalidade do Espírito é vida e paz; a mentalidade da carne é inimiga de Deus porque não se submete à lei de Deus, nem pode fazê-lo. Quem é dominado pela carne não pode agradar a Deus”. (Rm 8.5-8).
  22. 22. ////////////// Na Rede ] POR Jonatas Hauschildt Líder da regional Sul e estudante de Publicidade A nuvem de todos As nuvens preenchem o céu, deixam o dia cinza, ou tornam o azul infinito em um grande grafismo encantador. Mas o que vamos falar aqui vai muito além. É o armazenamento em nuvem. Ao redor do globo, cada vez mais cresce o número de usuários do armazenamento em nuvem e diminui o número de “desca-belados” por perderem seus arquivos do HD convencional. O armazenamento em nuvem funciona como um HD virtual, onde os arquivos estão armazenados e podem ser acessados de qualquer disposi-tivo compatível com acesso à internet. E a grande vantagem que a nuvem oferece é a garantia de integridade de seus documen-tos mesmo que haja algum problema em seu disco rígido. Segundo a consultoria Gartner Re-search, o armazenamento web substitu-irá o computador pessoal ainda este ano. Desde startups a gigantes da informática, todos buscam conquistar os frenéticos da internet que buscam praticidade e rapidez. Os aplicativos de armazenamento mais disseminados são: Dropbox, Google Drive e OneDrive. Os sistemas são seguros, com cripto-grafia própria, interligados com contas de e-mail e necessário senhas para o acesso. Na nuvem é possível armazenar, de forma gratuita ou paga, inúmeros tipos de arquivos, seja fotos, textos, slides, vídeos e músicas. Entretanto, vale a análise sobre o armazenamento de arquivos que exigem privacidade total. Quais os sistemas compatíveis? O armazenamento em nuvem alcança os usuários de PC, IOS, Linux, Android e outros. Basta você instalar o software em seu computador, smartphone ou tablet para ter tudo em sincronia, na ponta dos de-dos, { 22 } JuventudePioneira sem utilizar o disco rígido. Como escolher a sua nuvem? Análise e experiência. Leve em conside-ração vários pontos, como a facilidade de navegação, o design do app, a quantidade de espaço, recursos dis-poníveis, bem como a velocidade de cada um deles. DROPBOX - Um dos pioneiros nos serviços de armazenamento na nuvem; - 2 GB para contas gratuitas e até 100 GB para contas pagas; - Possibilidade de editar arquivos direta-mente no app; - Enviar fotos automaticamente para sua conta. OneDrive - Desde 2008 era chamado de SkyDrive pela Microsoft; - 12 GB para contas gratuitas e até 500 GB para contas pagas; - Disponível também para Xbox 360 e Xbox One; - Faz o upload e download de arquivos separados ou em conjunto. GoogleDrive - Lançado pelo Google em abril de 2012; - 5 GB até 15 para contas gratuitas e até 30 TB para contas pagas; - Disponível para terminais fixos e móveis; - Interligado com o Gmail e Google +.
  23. 23. POR Gabriel Lauter Coordenador do projeto Wake Up na FBP e Secretário da JUMAP [ Faculdade Batista Pioneira JOVENS FORTES, OBREIROS APROVADOS JuventudePioneira { 23 } Olá! Gostaria de convidar você para refletirmos sobre o texto de 2 Timóteo 2.15. Ali encontramos as palavras do apóstolo Paulo para Timóteo, seu discípulo e ajudante no trabalho missionário. O texto diz: “procura apresentar-se a Deus aprovado, como obreiro que não tem do que se envergonhar e que maneja bem a Palavra da verdade”. Assim, pergunto: você tem pensado sobre como irá se apresentar a Deus? A juventude é um tempo muito especial da vida, pois nela tomamos decisões importante que poderão mudar todo o nosso futuro. A Bíblia nos diz que devemos lembrar do Criador mesmo na juventude (Ec 12.1). Por isso, é fundamental você incluir a vontade de Deus em todos os seus planos. Voltando ao texto, Paulo falou para Timóteo apresentar-se como um “obreiro aprovado”. Nas igrejas batistas, normalmente chamamos de obreiro aquela pessoa que terminou o seminário, mas que ainda não foi ordenado como pastor. Não que isso seja errado, mas como a palavra “obreiro” indica aquele que trabalha na obra, também entendo que todo o cristão deveria ser um obreiro de Deus! Não importa se você é um estudante ou um profissional, no Reino de Deus você é chamado para participar ativamente e a fazer isso de maneira exemplar. Sua vida tem sido exemplo para as novas gerações? Perceba que a ideia de ser aprovado também está relacionada com ser testado. Somos testados todos os dias através das nossas decisões, pois podemos simplesmente fazer o que é mais conveniente, ou então fazer a vontade de Deus. Por fim, quero destacar a orientação de Paulo para que Timóteo soubesse manejar bem a “Palavra da verdade”. Nós sabemos que os batistas foram historicamente conhecidos como “os Bíblia”, mas me pergunto se ainda temos condições de sermos chamados assim. Algumas vezes tive a oportunidade de fazer uma pesquisa entre os jovens perguntando quem já leu toda a Bíblia e, infelizmente, são pouquíssimos os que respondem que sim. Jovens, precisamos resgatar o amor pela Palavra de Deus! Que tal você fazer o propósito de ler a Bíblia toda nesse ano? Que tal fazer o firme propósito de lê-la todos os dias? Eu tenho certeza que isso pode transformar sua vida!

×