Revista Juventude Pioneira - ano iii ed 7

291 visualizações

Publicada em

7ª edição da revista da JUMAP - Juventude Pioneira.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
291
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
12
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Revista Juventude Pioneira - ano iii ed 7

  1. 1. capa Política e deveres civis: Isso primeiro A influência da mídia em nossas vidas Você pergunta, Sayão responde! {pág. 10} {pág. 20}{pág. 16}
  2. 2. { 2 } JuventudePioneira 11 de setembro de 2001 foi uma data marcante pra milhões de pessoas que vivenciaram o terrorismo no World Trade Center, em Manhattan New York. Vidas foram ceifadas por um ideal religioso. Naquela manhã de terça-feira cidadãos americanos acordaram para protagonizar uma das maiores barbarias da humanidade. Homens e mulheres cheios de sonhos, famílias repletas de expectativas tiveram assustadoramente seu “final feliz” comprometido, ou simplesmente anulado. “Folhasaovento,jáqueodestino assim nos transformou, envelheci na lucidez da imensa provação, num labirinto de tristeza e saudade, num relicário, a cruci da dor da ingratidão” (Vicente C.). Quantas pessoas estão vivendo sem perspectiva? Vidas vazias e sem sentido. Perdidas na dor, na solidão, no desespero, sentimentos de corações que resolveram depositar suas esperanças em lugares errados. Folhas ao vento é o que elas são, levadas de um lugar para o outro, sem destino, guiados por ares estranhos, esperando apenas o momento de cair. “Mas bendito é o homem cuja confiança está totalmente depositada em Deus, cuja fé está no SENHOR” Jeremias 17.7. Esse versículo ressalta a fidelidade de Deus para com os seus filhos, o cuidado e o zelo sobre aqueles que confiam no seu nome. Estes serão em todo o tempo cuidados por Ele, mesmo nas manhãs mais sombrias da vida; mesmo nos dias de aflição, quando os ossos se encurvarem e os amigos se forem; Deus não nos deixará e nem nos desamparará. Não seremos mais como folhas ao vento, todavia fluiremos como árvores plantadas e cuidadas pelas mãos do próprio Deus. Certa vez, ouvi a seguinte frase: “O ontem é história, o amanhã é um mistério,masohojeéumadádiva.Épor isso que se chama presente”. A maior decisão que um homem pode tomar é aceitar o presente de Deus, a dádiva da vida eterna oferecida gratuitamente por meio de Jesus Cristo. É dar sentido e significado a sua própria vida, é realinhar o passado, ajustar o presente e garantir o futuro. É a certeza de um final feliz. Pois não sabemos quando será o nosso World Trade Center, mas quando ele vier estaremos preparados, pois estaremos com Deus. ///// Palvra do Presidente ] / / / / / Folhas ao vento Alex Sandro Presidente da JUMAP
  3. 3. JuventudePioneira { 3 } Revista Juventude Pioneira é uma publicação da JUMAP - Junta de Mocidade e Adolescentes da Convenção Batista Pioneira do Sul do Brasil Presidente Alex Sandro do Carmo Nunes de Assis Vice-presidente Oliver Braun Secretário Gabriel Girotto Lauter Conselho editorial Pâmela Wincke, Davi Scholl, Rucimeire Mattana, Jonatas Hauschildt, Maristela Schmidt e Lucinéia Honnef Projeto Gráfico e Direção de Arte Delize Gabriela Grando Impressão Gráfica Nova Letra - Blumenau/SC Tiragem 2000 exemplares www.jumap.org.br | www.facebook.com/jumap.pioneira //////////// Fique Ligado ] Educação sem distinção de gênero: como assim? Veja o que você vai encontrar nesta edição 04 05 06 07 08 10 14 16 18 19 20 22 23Acamzão, Retiro Jovens Adultos, Lidera Jovem Atlântico e Capixaba Ucrânia, um sonho! Política e deveres civis: Isso primeiro Graça suficiente Novos livros pra você Israel, os “palestinos” e a Igreja Você pergunta, Sayão responde... Adoles de Cotia Selfies: quem está real- mente por trás disso? A influência da mídia em nossas vidas Smart cities, as cidades que pensam tecnologicamente Estudar teologia?! Para quê? //////////////////// Capa] //////////////// Fala aí! ] [ Teologia //////////// FéMenina ] [ Nossa Gente //////////////////// Dicas ] [ Pastoral ///////// Atualidades ] [ Arte e Cultura ////// Retrospectiva ] [ Na Rede [ Faculdade Batista ////////////// Expediente ] { Sumário Política e deveres civis: Isso primeiro A influência da mídia em nossas vidas Você pergunta, Sayão responde! {pág. 10} {pág. 20}{pág. 16} crânia,
  4. 4. { 4 } JuventudePioneira //////////// Fique Ligado ] Ao lermos os seguintes títulos de manchetes retirados das mídias sociais: “Em pré-escola sueca não existe mais distinção entre meninos e meninas”1 , “Brinquedos sem distinção de gênero”2 , “Colégios incentivam crianças a brincar com o que quiserem, sem distinguir gênero”3 , “Menino ou menina? Meus filhos dirão”4 , “Gênero neutro é reconhecido pela Suprema Corte da Austrália”5 é impossível não se espantar! A filosofia por trás de tais ensinamentos, já embutidos em parte do nosso sistema educacional, na mídia e no discurso de muitos, prega o gênero neutro, ou seja, que cada um deve optar o que quer ser, independente de sua formação biológica. Tal concepção vai totalmente contra tudo aquilo que a Palavra de Deus nos diz, especialmente contra a família, instituição criada por Deus. A psicóloga Maria Lobo declara, em um de seus artigos, que estão querendo acabar com a família e que a saúde mental do sujeito depende de sua formação na família, com papéis, social e sexual, bem definidos. Além disso, frisa que a falta de modelo causa grandes conflitos psicológicos nas crianças e vai afetar consideravelmente as gerações futuras.6 A Bíblia diz que Deus criou o homem e a mulher. Não vemos na Palavra de Deus nada sobre gênero neutro ou que Deus tivesse feito criaturas humanas que, as quais, teriam de escolher seu gênero. No entanto, não se pode deixar de considerar que, no mundo em que vivemos, onde se luta pela igualdade (mesmo que parcial), muito dos costumes já tenham se modificado em relação ao tempo em que a Bíblia foi escrita. Agora, que fique claro: costumes e não princípios! Precisamos estar atentos, pois a Bíblia é bem clara quando diz que viriam novos ensinamentos que tentariam nos desviar e, além disso, o texto de Romanos 12.2 nos ensina que não devemos tomar a forma deste mundo, mas crescer na graça e no conhecimento do nosso Senhor Jesus Cristo. Que o Senhor nos dê muito discernimento e sabedoria para que possamos permanecer firmes e inabaláveis, firmados na rocha que é Jesus, sendo influenciadores e não influenciados e que, por meio de nosso testemunho, muitos possam ser libertos e salvos por Cristo Jesus. 1 Disponível em: http://www.pavablog.com/2011/06/28/em-pre-escola-sueca-nao-existe-mais-distincao-entre-meninos-e- meninas/ 2 Disponível em: http://jornalggn.com.br/blog/luisnassif/brinquedos-sem-distincao-de-genero 3 Disponível em:http://portal.aprendiz.uol.com.br/arquivo/2013/05/06/ colegios-incentivam-criancas-a-brincar-com-o-que-quiserem-sem-distinguir-genero/ 4 Disponível em: http://super.abril.com.br/cotidiano/menino-ou-menina-meus-filhos-dirao-701053.shtml 5 Disponível em: http://g1.globo.com/mundo/noticia/2014/04/genero-neutro-e-reconhecido-pela-suprema-corte-da- australia.html 6 Disponível em:http://colunas.gospelmais.com.br/criacao-genero-neutro-papel-sexual-social-ameacado_2739.html Educação sem distinção de gênero: como assim? POR SONIA HEIMANN REINKE Mestre em Teologia: Educação e Religião e Missionária da JEVAM
  5. 5. JuventudePioneira { 5 } Não gosto de reunião de condomínio. É uma chatice sem tamanho, vizinho briguento, síndico bancando o pavão, mulher do síndico achando que manda no condomínio, só porque quem manda na casa do síndico é ela. Fora quando algum dinheiro some, aí vira galinheiro. Não gosto, não vou, e fico mais do que contente de ter gente para fazer minhas vezes. Todo dia levo o Toy, o meu maltês, para passear no condomínio. Tudo sempre limpo, grama aparada, árvores bem cuidadas, podadas na hora certa. Acabaram de plantar uns pés de jabuticaba. É fácil achar um lixo, que é recolhido em períodos adequados. A novidade agora é o porta-saco de plástico biodegradável, um cata-caca correto em todos os sentidos. Não gosto de reunião de condomínio, não vou, terceirizo para meus vizinhos as decisões. Está funcionando bem. Guardadas as devidas proporções, eu também dou um passeio pelo Brasil. Vejo o que nossa presidente anda fazendo e falando, como nosso ministro da fazenda justifica os gastos sempre aumentando, o PIB de dar dó, o presidente do Banco Central tentando me convencer de que o aumento da inflação não representa perigo, como vai a gritaria da oposição. Acompanho também o Brasil através dos olhos dos gringos, tentando nos ver como eles nos veem. No condomínio, o plástico biodegradável cata-caca na mão para o caso de o Toy fazer algum serviço. Paro quando as crianças querem brincar com o Toy, cumprimento as pessoas, aviso quando o carro foi trancado com o farol aceso, e coisas assim. No Brasil, eu pago meus impostos, ajudo as pessoas, não estaciono em vaga de deficiente, não deixo meucarrinhoatrapalhando a vaga dos outros no estacionamento do supermercado, levanto para idosos no metrô. Política e deveres civis: um olho no peixe, outro no gato. Fique sempre atento, não seja alienado, informe-se. De resto, seja educado, honesto e gentil. Respeite as pessoas, trate-as como gostaria de ser tratado. Você pode contribuir com o Brasil sem estar em Brasília. Você pode até ter vontade de fazer mais do que isso, mas tem que fazer isso primeiro. Política e deveres civis: Isso primeiro [ Fala aí! POR MARSON GUEDES Escritor JuventudePioneira { 5 } Você pode contribuir com o Brasil sem estar em Brasília.
  6. 6. { 6 } JuventudePioneira //////////// FéMenina] A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza.” (2Co 12.9). A graça de Deus provê tudo o que o crente precisa, e é suficiente para todas as circunstâncias que enfrentaremos na vida. A força humana irá falhar - mas a graça divina não pode falhar. A graça fez de nós o que somos na vida cristã; e a graça vai continuar a fazer o que Deus quer que sejamos, é assim que Ele trabalha em nossas vidas. A graça de Deus é suficiente para subjugar toda a tentação, para banir todas as dúvidas, para fortalecer-nos contra qualquer medo, para capacitar-nos a suportar com paciência todas as aflições. É um antídoto para todos os nossos medos, um consolo para todas as nossas dores. Nunca devemos dar lugar à dúvida, ao medo, ou ao desânimo - desde que o Senhor nos assegurou que Sua graça é suficiente para nós. Não permita que o tentador lhe persuada que a graça de Deus não é para você - porque a graça é para indignos, e quanto mais profundo o nosso senso de indignidade - mais prontamente Ele a compartilha conosco! Anime-se, pois há graça para você, e graça tão poderosa que irá torná-lo mais do que vencedor em todas as suas provações, dificuldades e angústias! Descanse firme nessa promessa. Creia nela e pleiteie por ela - e será honrado em sua experiência. Milhares de outros provaram que isso é verdade. Mártires na fogueira, os presos em suas masmorras, e crentes nos maiores sofrimentos - descobriram ser a graça de Jesus suficiente. O que era então - é agora. Em todo o passado você teve graça suficiente - e você a terá em todo o futuro! Jesus nunca falhará, nem te desamparará; portanto, confie nEle e lembre das palavras de Paulo: “Mas pela graça de Deus sou o que eu sou!”. Graça suficiente POR RAPHAEL DOUGLAS ALMEIDA Acadêmico de Economia da Universidade Federal de Santa Catarina Nesta edição foi a vez DELES no espaço da Fémenina da revista! Vamos conferir? { 6 } JuventudePioneira
  7. 7. JuventudePioneira { 7 } [ Dicas A leitura nos abre novos horizontes pessoais, culturais e ministeriais. Além da leitura da bíblia, outras bibliografias nos ajudam a entender e compreender algumas situações, nos impulsionam a servir melhor. Por isso, POR EQUIPE JUMAP Novos livros pra você! é imprescindível para você jovem buscar conhecimento e experiências através de uma boa leitura. Então seguem aí algumas dicas! “Eu estou super ocupado!” Vocêsesenteassim?Maisdoquedardicasbatidas de gerencimento de tempo, DeYoung oferece neste livro princípios bíblicos que nos ajudam a entender o motivo de estarmos tão ocupados, para que possamos arrancar esse problema pela raiz. Existem apóstolos hoje? Após um cuidadoso estudo, o Dr. Augustus Nicodemus investiga biblicamente o papel, as marcas e os limites do ministério apostólico. Uma obra inédita e extremamente urgente para a igreja de nossos dias. #partiuler *Extraído de Editora Fiel
  8. 8. { 8 } JuventudePioneira /////////// Atualidades] Penso que um exemplo típico dessa frase é a questão da luta entre árabes e israelitas (ou israelenses, se você preferir). Recentemente chegou às minhas mãos um documento, escrito por um conhecido líder evangélico, que apresenta como fator preponderante no conflito árabe-israelita um movimento que ele rotula como sionismo cristão evangélico. Não apenas isso, mas também acusa esse movimento de criar barreiras à comunicação do amor de Cristo, aos muçulmanos da Palestina e de todo o mundo. O que dizer de tais opiniões? Que elas são fruto de rejeitar verdades (bíblicas) e como consequência acreditar em mentiras (humanas). Por outro lado, há um alerta a ser observado por nós, que queremos ser bíblicos em nossa postura, com respeito à situação no Oriente Médio. Primeiro, precisamos entender que o renascimento do estado de Israel em 1948 não constitui cumprimento das promessas de restauração de Israel contidas nos profetas, pois estas falam da ação DIRETA de Deus em favor de Seu povo. Isso não aconteceu em 1948. O que aconteceu ali foi o cumprimento da promessa a Abraão de que Deus zelaria por sua descendência e retribuiria em espécie a atitude de outras nações em relação a Israel. Assim, cristãos não precisam apoiar decisões do estado de Israel como se fossem mandamentos da Palavra de Deus. Se essa verdade for rejeitada, daremos crédito à mentira - a propaganda político-religiosa do governo de Israel, que afirma haver liberdade religiosa em seu país, apesar de impor severas limitações a cristãos evangélicos e, permitir atos de intolerância e até violência religiosa dos judeus, ultraconservadores, contra indivíduos e instituições cristãs evangélicas. Israel, os “palestinos” e a Igreja. POR CARLOS OSVALDO CARDOSO PINTO “Ninguém pode acreditar numa mentira sem antes ter rejeitado a verdade, e quanto mais verdade uma pessoa rejeitar, tanto maior será a mentira em que acreditará.” (Ken Witten)
  9. 9. JuventudePioneira { 9 } Segundo, precisamos entender que não existe um povo palestino, uma etnia palestina. O termo Palestina não é novo. Os romanos o usavam no tempo de Jesus para descrever uma região que incluía os territórios atuais do Líbano, da Síria e de Israel (incluída a faixa de Gaza). A referência ao povo que ocupa hoje a referida Faixa de Gaza e a Cisjordânia como palestinos é que configura novidade. Esse termo só passou a ser usado como descrição dos árabes que viviam nesses territórios depois da Guerra do YomKippur, em 1973. Há documentos históricos que usam o termo para descrever israelitas que residiam em Israel no final da década de 40, provenientes de toda a Europa. Assim, rejeitar a verdade de que se tratam de árabes, tornará mais fácil acreditar na mentira de identificar os “palestinos” como vítimas do imperialismo israelense. Terceiro, se rejeitarmos a verdade bíblica do projeto de Deus de implantar Seu reino sobre a terra, daremos mais crédito à mentira de que, por trás do terrorismo islâmico, existe apenas a luta de um “povo” por um território que era seu e lhe foi tirado. Não nos deixemos enganar! O conflito no Oriente Médio é, primeiramente, um conflito espiritual entre as forças do mal e o Deus verdadeiro. O aniquilamento de Israel, objetivo declarado do Hamas, do Hezbollah, da Al-Qaeda e agora do ISIS (Estado Islâmico do Iraque e da Síria), é uma clara oposição ao plano bíblico de fazer convergir em Jesus, na dispensação da plenitude dos tempos, todas coisas tanto na terra quanto no céu, reinando com Sua esposa, a Igreja, sobre um Israel restaurado, para bênção de todas as nações conforme prometido a Abraão, reforçado a Davi, e confirmado pelos profetas. O Dr. Carlos Osvaldo foi um grande erudito das línguas bíblicas originais, biblista, mestre e doutor em exegese e hermenêutica, mas acima de tudo um piedoso cristão, conhecido por muitos especialmente através dos testemunhos que chegam dos seus diversos alunos. Foi por mais de 16 anos diretor do Seminário Palavra da Vida e Deão desta mesma instituição por quase 8 anos. Serviu a Igreja Brasileira por mais de 25 anos. Tradutor também do famoso Dicionário Internacional de Teologia do Antigo Testamento e autor de vários livros. Membro da equipe de tradução da Bíblia NVI. Foi também um dos primeiros integrantes do grupo musical Vencedores Por Cristo e tradutor de vários cânticos. Deixa sua esposa e três filhas. “Nossa missão é, ainda hoje, a de convidar homens a se submeterem ao senhorio de Deus mediante a fé em Cristo, nosso divino Messias, morto por nossos pecados e ressureto ao terceiro dia, segundo as Escrituras. Nele há bem-aventurança – alegria celestial – para todos, a despeito de sua condição política, intelectual ou sócio-econômica” (Carlos Osvaldo Pinto - extraído de http:// www.teologiabrasileira. com.br/teologiadet.asp) Falecimento
  10. 10. { 10 } JuventudePioneira ////////// Retrospectiva ] “Foi monstro!”, “Foi top!”, “Lá eu aprendi que Cristo é o primeiro, que sou a segunda, que Deus me ama e, eu me entreguei a Jesus no Acamzão.” Esses foram alguns testemunhos sobre o ACAMZÃO 2014, que aconteceu nos dias 17 a 20 de julho. E teve a participação de 400 adolescentes na chácara da Benção, mais conhecida como Castelinho, localizada no município de Bocaiúva do Sul – PR; e teve como tema Cristo é o primeiro. Foram três dias intensos e edificantes! Com muitas atividades. Teve a noite do pijama, onde rolou um bate papo só com as meninas e um só com os meninos. Outras duas noites foram especiais. Na primeira, com muita criatividade, as meninas prepararam uma programação especial para os meninos, e na noite seguinte os meninos, também muito criativos e esforçados, prepararam uma programação especial para as meninas. Também teve a palavra do Senhor ministrada, aos adolescentes, por dois pastores que foram benção, convocando a galera para ter Cristo como o primeiro em suas vidas! E o ACAMZÃO também foi o ponto de partida para a contagem regressiva dos 90ntão da JUMAP, que vai ser comemorado no Acamzeca e Congresso 2015 que, como o ACAMZÃO, serão benção e imperdíveis! ACAMZÃO { 10 } JuventudePioneira
  11. 11. JuventudePioneira { 11 } após um passeio para conhecer a fábrica de chocolate Floryba. À tarde tivemos livre. Alguns foram se divertir no Snowlandque (parque de neve indoor) e outros foram conhecer as cidades de Gramado e Canela. E à noite, depois do culto, toda galera participou de um delicioso rodízio de fondue. No domingo, o dia começou com devocional, culto e, encerrou com almoço. Foram dias bem frios, mas de muita comunhão e, a certeza de que o Senhor estava ali! Somos gratos a Deus por aquele lugar maravilhoso que Ele nos concedeu, por cada um que pôde participar, e pela condução de tudo! Agora ficamos na expectativa do próximo! #retirojovensadultos2015 A família JUMAP, mais uma vez, está muito grata a Deus, pois o sonho de ter um retiro específico para jovens adultos concretizou-se! No friozão da serra gaúcha nosdias11,12e13dejulho,sereuniram120 jovens na pousada Janz Team, localizada na encantadora cidade de Gramado - RS, para o retiro que tinha como tema “Essa tal felicidade...”. Tema que foi muito bem abordado pelo pastor Fábio Carrenho, da igreja Batista Água Viva de Vinhedo/SP. Ele usou como texto base a passagem que fala sobre a videira, Jesus é a videira e nós somos os ramos e, como ramos, temos a função de frutificar e não apenas nos alimentar da videira. A programação começou sexta à noite com culto e depois chocolate quente para aquecer um pouco. No sábado, pela manhã, o dia começou com devocional, culto e RETIRO DE JOVENS ADULTOS
  12. 12. { 12 } JuventudePioneira /////////////////// Retrospectiva ] No dia 30 de agosto na PIB de Blumenau, encontraram-se, em média, 60 jovens e adolescentes, da regional Atlântico, para o #liderajovem. Participaram as igrejas batistas de Joinville, Floripa, Blumenau, Curitiba (IBAE), PIB de Piraquara e Irmãos Menonitas de Curitiba. O evento começou às 14 horas com as oficinas: Ministério com Juventude, abordado pelo nosso presidente Alex, que falou um pouco sobre os jovens que temos hoje em nossas igrejas e deu algumas dicas, através de sua experiência, sobre como melhorar as programações da juventude. O Evangelismo Criativo foi com o missionário Lavarda, que falou um pouco sobre evangelismo e a importância de usarmos nossa criatividade para evangelizar os diferentes grupos que estão a nossa volta, dando-nos dicas práticas. O Discipulado e Pequenos Grupos ficaram por conta dos missionários Ruci e Ricardo Mattana, que falaram da dinâmica de usar o pequeno grupo como um método de discipulado, que ainda é um paradigma em muitas igrejas. E a oficina de Adoração na Música foi ministrada pelo Davi, Dru e Dan, que falaram sobre a diferença entre tocar um instrumento e adorar a Deus através dele. A programação terminou com culto, que foi uma benção! A palavra foi ministrada pelo Davi e, o louvor contou com a participação dos jovens que fizeram a oficina de Adoração. Fomos abençoados para poder ser benção no nosso dia a dia. Temos certeza que foi um ótimo investimento para a nossa juventude. E esse é só o começo de muitos treinamentos que virão! Até o próximo #liderajovem Lucinéia Honnef Líder da Regional Atlântico { 12 } JuventudePioneira ATLÂNTICO
  13. 13. JuventudePioneira { 13 } Em julho aconteceu mais um Lidera Jovem! Agora foi a vez da juventude capixaba! Foram dois dias muito edificantes, pois recebemos um novo gás para o trabalho com a juventude. Compareceram as igrejas de Rio Ponte, Rio Possmoser, São João do Garrafão, São Luís e de Santa Maria de Jetibá. No dia 21 (segunda-feira), na PIB de Santa Maria de Jetibá, foram ministradas, pela equipe de missionários da JUMAP, as oficinas de Adoração na Música, Pequenos Grupos, Liderança e Evangelismo Criativo; 50 jovens participaram. E, no dia 22 (terça- feira), aconteceu a reunião da liderança da juventude regional com a JUMAP, onde foi conversado sobre o maior envolvimento das nossas igrejas nas programações da JUMAP e o apoio da junta para a nossa regional. Fomos muito abençoados! Liderança da Regional Capixaba CAPIXABA
  14. 14. { 14 } JuventudePioneira /////////// Capa ] Do ponto de vista religioso, a Ucrânia é um país cristão, com suas três vertentes principais – ortodoxia (60%), catolicismo (16%) e protestantismo (3%). A primeira é divida em duas grandes Igrejas – de denominação moscovita e a outra liderada pelo Arquebispo de Kiev. O catolicismo também tem várias vertentes, onde uma das mais populares é chamada de Igreja Grego-Católica. A peculiaridade dessa denominação é que ela está sob o domínio da Igreja Católica Romana no Vaticano, mas pelo seu estilo de liturgia é ortodoxa. Já o protestantismo, em sua grande pluralidade tem três vertentes mais sólidas, onde a maior é a denominação batista – cerca de 150 mil crentes; segundo – a igreja pentecostal – 120 mil, e várias vertentes carismáticas. Neste aspecto há um detalhe interessante: toda semana os templos protestantes visitam cerca de um milhão de fiéis, que é 30 mil a mais dos que visitam os templos ortodoxos que, em vezes, é maior do que a protestante. Isso demonstra uma postura muita ativa dos crentes protestantes em relação à sua fé. Se falar do aspecto missiológico, a Ucrânia é um país chave para o alcance do mundo de fala russa, a qual pertence, cerca de meio bilhão de pessoas. Explicar isso do ponto de vista humano não há como, mas se olhar para a recente história do país, há algumas observações interessantes. De todo bloco soviético, desde a queda PLVIV, UCRÂNIA 10 de setembro de 2014 do comunismo a quantidade de igrejas batistas, pentecostais e carismáticas na Ucrânia quase triplicaram. Isso somente em 20 anos. A liberdade religiosa, no país, é a maior em toda região. Além disso, a receptividade do Evangelho pelo povo também é ímpar. Se você planta uma igreja na Ucrânia, pode fazê-la em 3 a 5 anos, já na Rússia este tempo levaria até 10 anos, na Polônia de 15 a 20 anos. Isso fez surgir alguns movimentos missionários no país, embora ainda bastante fracos. Quando, em 2004, nós com Lyubomyr Matveyev, voltamos a Ucrânia, em função dos nossos estudos no Seminário Teológico Batista do Norte do Brasil em Recife – PE, as igrejas protestantes lá já demonstravam certa tendência às missões. Porém, o exemplo das igrejas batistas brasileiras influenciou mais ainda, principalmente no que se falava da paixão dos brasileiros por missões. Hoje em dia você pode chegar na enorme Rússia, nas regiões de Sibêria, Camchatka ou Dalniy Vostok, e vai encontrar mais de mil missionárias de procedência ucraniana. Se você me perguntar que agência missionária os enviou? Eu responderia – nenhuma! Foi a providência divina que usou a queda do muro de Berlin, e com Perestroika (reconstrução) na ex-URSS, Deus levou esses homens e mulheres ucranianos a pregar o evangelho em várias regiões de fala russa. No entanto, desde dos anos 2000, o crescimento do evangelho ficou mais lento. O povo ficou mais confortado, e a igreja mais acomodada. E sabe o que Deus fez? Ele nos enviou o Maidan (palavra ucraniana que descreve uma praça pública onde o povo se encontra para discutir os { 14 } JuventudePioneira
  15. 15. assuntos da sociedade). Em novembro de 2013, depois da mudança do rumo político do antigo presidente ucraniano Yanukovich, quando ele se negou a assinar o acordo com a União Européia em favor da Rússia – o povo foi para o Maidan. Os protestos duraram quatro meses, até a própria fuga do antigo presidente no dia 21 de fevereiro. O país todo se levantou para dizer que somos um país democrático, que valoriza liberdade e livre expressão dos pensamentos. Lembro-me quando, no meio dos confrontos, no meio de uma tensão nas cidades, quando até a Polícia sumiudasruastemendoavingançadopovo por causa das barbaridades do governo, um senhor não crente que visitava o nosso grupo de estudos bíblicos me perguntou: “Anatoliy, as igrejas católicas e ortodoxas se pronunciaram contra o governo. Se for necessário, pegarão as armas, e vocês – qual é posição dos batistas?”. Na época eu estava lendo a biografia de Dietrich Bonhoeffer sobre a sua luta contra o regime nazista. Aproveitei as suas palavras dizendo que nós estaremos ao lado do povo, servindo ao povo em função do bem-estar do povo custe o que custar, mas nossa arma principal é a Palavra de Deus. Aqui na Ucrânia nós ainda temos atravessado uma crise severa no leste do país sendo provocada pelo regime russo. Infelizmente, a queda do vôo MH17 levou essa crise longe das fronteiras ucranianas. Se a luta no Maidan levou cerca de 130 pessoas, hoje em dia nesse conflito contra os terroristas já morreram cerca de 3.000 pessoas, que para o nosso país pacífico é algo muito incomum. Mas, ao nosso ver, esta luta tem valido. Ela vale por que com esse conflito na Ucrânia se decide o rumo futuro da democracia na Europa. Se Putin e a sua ideologia vencer, os princípios democráticos tão negligenciados hoje em dia, até pelos estados europeus, estarão em crise. Se o povo ucraniano vencer, teremos um país ditador a menos. Isso teme Putin, pois se ele perder sua influência na Ucrânia, a sua própria autoridade na Rússia terá os dias contados. E a igreja? O que ela faz? Como usa esses tempos de instabilidade? É interessante notarquepelapesquisafeitarecentemente, a única instituição na Ucrânia que, aos olhos do povo, não perdeu o respeito e autoridade, e até cresceu – é a autoridade da igreja. Nos momentos difíceis o ser humano se volta ao seu Criador. A palavra chinesa crise vem derivada de duas palavras diferentes. Primeira – é o perigo, isto é, a crise pode trazer um problema grave, mas a outra palavra – é nova chance, nova possibilidade. Nós, como igreja, temos encarado esse conflito como uma nova chance para dizer ao mundo que somente Cristo Salva! Nós, ucranianos, ainda sonhamos com um país livre e democrático. Sonhamos com uma nação que valoriza a liberdade e livre expressão de pensamentos. Sonhamos com uma igreja que valoriza missões no mundo perdido. Para que isso seja a realidade, nós sonhamos com uma nação que se coloque aos pés de Cristo, pois somente Deus ouve a oração do pecador, somente Deus pode perdoar o nosso pecado, e somente Deus Soberano pode curar a nossa terra. Agora, antes que isso aconteça, deve vir a nossa humilhação perante Deus, a oração em prol da nossa Pátria, e a busca da face do Senhor. E como consequência, o afastamento dos nossos pecados (2 Cr. 7: 14). Parece que o meu país tem passado por esse processo tão doloroso. Essa purificação custa caro à nação e a igreja. Parece que a mania dos ucranianos de dizer: “Glória à Ucrânia” tem ido embora. Parece que está nascendo uma nova nação e uma nova igreja que se volta aos pés de Cristo. Irmãos, por favor, orem por nós, pois carecemos da graça do Senhor. Glória a Deus, viva a Ucrânia! JuventudePioneira { 15 }
  16. 16. { 16 } JuventudePioneira //////////// Teologia ] 1. Quando há dentro de nossas igrejas um lamentável divórcio, por razões diversas (espancamento, adultério, bebedeira, abusos) a parte ofendida está livre para ter um novo casamento? O divórcio é uma das questões mais complexas da atualidade. Muita gente tem até receio de discutir o assunto abertamente. Mas, o tema precisa ser encarado de frente. De um lado, os mais conservadores rejeitam todo e qualquer divórcio, sugerindo que alguém deve até mesmo viver com um cônjuge promíscuo a vida toda (correndo risco de contaminar-se por doenças venéreas e pela AIDS). De outro lado, os mais liberais nem se importam com os textos de NT. Afirmam apenas que hoje os tempos são outros e que ninguém e s t á obrigado a sofrer p a r a sempre ao lado de quem não gosta. Diante da polarização, é preciso discutir a questão. Antes de tudo, é preciso ressaltar a importância teologia do casamento em Gênesis 2.18-24, na criação, e de Deuteronômio 24.1-4, que fala da permissão do divórcio. Todavia, a direção clara sobre o divórcio em termos práticos aparece, sem dúvida, no NT. Como é bem conhecido, os textos dos evangelhos que tratam do assunto são: Mateus 5.31-32; Marcos 10.1-12; Lucas 16.16- 18 e Mateus 19.1-12. Destes o mais detalhado e significativo é o texto de Mateus 19. Uma análise atenta do texto irá nos mostrar os seguintes fatos: 1. O divórcio era comum e fácil nos dias de Jesus. 2. Jesus coloca o homem e a mulher em pé de igualdade. Entre os judeus nenhuma mulher podia divorciar-se de seu marido. 3. Havia uma discussão entre os rabinos sobre o divórcio na época. A questão era a interpretação das escolas de Hillel e de Shamai. A primeira aceitava o divórcio por “qualquer motivo”, a segunda somente por “algo indecente” (ambos a partir de Dt 24.1-4). Jesus posiciona-se do lado de Shamai, rejeitando o “qualquer motivo”. Você pergunta, Sayão responde... POR LUIZ SAYÃO Mestre em Teologia { 16 } JuventudePioneira
  17. 17. JuventudePioneira { 17 } 4. Jesus mostra que Deus está mais interessado no casamento do que no divórcio. Por isso, volta a atenção da discussão para a teologia do casamento na criação. Sua postura é que o casamento é monogâmico e deve durar por toda a vida. 5. É preciso dizer que a poligamia ainda era tolerada pelos judeus, pois o Antigo Testamento nunca a condenou. 6. O pecado praticado no divórcio, conforme Mateus 19, está relacionado com a quebra dos votos do casamento, isto é, infidelidade. 7. A certidão de casamento dada pelo marido na ocasião da separação da mulher trazia uma frase que permitia à mulher um novo casamento. Os judeus não incentivavam uma vida de solteiro. 8. Jesus corrige a teologia judaica, afirmando que a base teológica correta é “o princípio” e não “Moisés”. Aqui vemos o ideal cristão de restauração de todas as coisas conforme o princípio. 9. Como os judeus aceitavam a poligamia, especialmente no caso da escola de Hillel, o homem só adulterava se tomasse a mulher de outro homem. 10. Jesus queria proteger a mulher injustamente “despedida”. 11. Jesus afirma claramente que um divórcio não válido implica em adultério. 12. Tudo indica que Jesus admite algum tipo divórcio ou de anulação do casamento em Mateus 19. O problema é o sentido de porneia, tradicionalmente traduzido por “prostituição”, cujo sentido é de fato “imoralidade sexual”. A visão mais conservadora sugere que o termo se referia ao que acontecera antes do casamento. O marido descobria que a mulher não era virgem, e assim anulava ao casamento. Outros até sugerem que a idéia fosse consanguinidade. A posição mais comum e mais fundamentada entende que Jesus se refere ao depois, isto é, se acontecesse alguma porneia. O termo não é literalmente adultério (moicheia), usado depois no texto. O significado da palavra é amplo e pode referir-se a qualquer tipo de imoralidade sexual. A comprovação da imoralidade permitia o divórcio sem culpa por parte do ofendido, que, nesse caso, poderia casar-se de novo. JuventudePioneira { 17 }
  18. 18. { 18 } JuventudePioneira //////////// Nossa Gente ] O trabalho no campo missionário em Cotia já existe há algum tempo, mas os encontros dos adoles foram estruturados a partir do 2º semestre de 2011. Grande parte dos participantes são acolhidos do Lar Criança Feliz. Temos adoles que são frutos do trabalho do campo missionário e, esporadicamente, recebemos visitantes. Alguns dos adoles estão envolvidos no louvor da igreja, tanto nos instrumentos, quanto no vocal ou, mesmo, na projeção das letras e vídeos. Outros ajudam na organização do local de culto ou ainda nas reuniões de oração que antecedem as programações. Quando há algum evento especial do Lar ou da igreja todos servem de alguma forma. Os encontros acontecem semanalmente, aos domingos à tarde, e os temas trabalhados são contextualizados. Recentemente, abordamos questões como namoro (ficar), mídias e amizades, utilizando como texto base Provérbios 4:23 – “Acima de tudo, guarde o seu coração (pensamentos) pois dele depende toda sua vida.” Tivemos, no último domingo (24/08), o Conexão Jovem, um culto com muita música, iluminação e pantomima, especialmente com uma mensagem evangelística. Depoimentos da galera sobre o encontro dos adoles em Cotia: “Os adoles são importantes para mim, pois é um tempo onde posso ter comunhão com os jovens da minha idade e com Deus, e, ainda, encontrar soluções de problemas comuns na nossa idade.” Camila – 15 anos “Aprendizado, muitas amizades, um lugar que tem muita comunhão com Deus e com as pessoas; eu gosto muito.” Érico – 16 anos. “Um lugar que podemos aprender mais da Palavra de Deus, de brincadeiras e é bastante legal.” Renan – 14 anos “Acho legal, porque nós aprendemos coisas novas e, nos ajuda a não fazermos coisas erradas.” Patrícia -13 anos “Ajuda jovens a pensar no futuro, faz a gente refletir”. Josiane – 15 anos “Eu acho legal, porque ajuda os jovens a conhecerem a Cristo e a Palavra de Deus.” Rafael – 16 anos “Os adoles, pra mim, é tudo! Eu gosto do louvor, da Palavra e de estar com os amigos.” Paola - 23 anos Adoles de Cotia. POR OLIVER BRAUN Líder do Adolescentes de Cotia
  19. 19. JuventudePioneira { 19 } [ Pastoral A palavra selfie foi eleita como a “palavra do ano 2013” pelos dicionários de Oxford de língua inglesa. O uso da palavra aumentou 17.000 % desde 2012, por isso é importante olharmos para esse com muito cuidado. O termo selfie procede do inglês, pois a palavra self pode ser traduzida como “si mesmo”, portanto um selfie é uma foto de si mesmo ou, como foi dito, um autorretrato. Trata-se de uma fotografia tirada pelo próprio protagonista, que normalmente estende o braço para o conseguir fazer ou recorre a um espelho para aparecer na imagem. Uma das características dos selfies é que são tiradas com o objetivo de ser compartilhados em uma rede social como Facebook, Google+, Instagram, Snapchat, Tumblr e Twitter. Podem ser tirados individualmente, com um grupo de pessoas ou com celebridades. Entretanto, comprovar que o autor da foto esteve no local, situação ou com certa pessoa, acredito ser um ato egoísta de autoafirmação. Não basta apenas tirar a foto e registrar o momento, tem que sair na foto também? O problema, inicialmente, não está em tirar fotos de si mesmo, um selfie, e sim o que esta por trás disso. O que realmente acontece no seu coração e na sua mente em relação as respostas das pessoas que irão ver sua foto? Alguns contentam-se obtendo poucos likes, outros “necessitam” atingir o máximo que puderem e acabam ficando “viciados” nesse reconhecimento social. Um cristão pode tirar selfies? Claro que pode, o problema é quando todas as suas fotos em suas redes sociais de sua preferência, são de si mesmo. Fica até chato de olhar alguns perfis. Você precisa parar e refletir se não está cultuando seu ego demais. E a Palavra de Deus nos instrui a matar o ego e não a alimentá- lo. Provérbios 16:18 nos diz que “O orgulho leva a pessoa à destruição, e a vaidade faz cair na desgraça”. O objetivo de um cristão é fazer Jesus famoso e não a si mesmo. Promover a Cristo ao invés de autopromoção. Gálatas 5:24 diz: “As pessoas que pertencem a Cristo Jesus crucificaram a natureza humana delas, junto com todas as paixões e desejos dessa natureza.” Paulo já dizia: “Assim já não sou eu quem vive, mas Cristo é quem vive em mim”. Selfies: Quem está realmente por trás disso? Pastor do Ministério de Adoles- centes da PIB de Curitiba POR ISRAEL PERDONSIN Que tal você fazer um jejum de selfies e buscar ter aprovação de Deus no lugar de algumas curtidas do seu próprio ego?!
  20. 20. { 20 } JuventudePioneira //////////// Arte e Cultura ] Você prefere uma ou uma ? Ah, vai dizer que nunca experimentou uma “zip cola”? Bom, até aí já encontramos três preconceitos: 1. Você faz parte da grande massa que acredita na fórmula “perfeita” da Coca-Cola. 2. Como você já escolheu uma, se ainda não experimentou a outra? 3. Experimentou a zip cola e descobriu que a Coca-Cola é melhor. Querendo ou não, escolher é uma das coisas que estamos acostumados a fazer tantas vezes, em apenas um dia, que nem pensamos muito. Isso vale para produtos como: a roupa que vestimos, o creme dental que usamos e até para as palavras que proferimos, ou atitudes que temos. Seria isso uma influência da mídia? Somos “bombardeados”, a todo instante, por comerciais apelativos, humorísticos, criativos, coloridos ou então tão fofinhos que é impossível não se derreter, como é o caso da história de Sofia. Até aí tudo bem, o problema é que toda essa informação é processada em nosso cérebro a ponto de influenciar em nossas decisões, sem mesmo refletirmos antes. Já percebeu que se você participa de um culto abençoado, onde o pastor te faz refletir sobre as atitudes de Jesus, você fica com aquilo matutando na mente e planejando ações para conhecer mais a Palavra, a tal ponto que as ações saem quase que por conta própria. O mesmo acontece quando somos carregados por influências negativas de amigos não crentes ou letras de músicas mundanas. Se trancar em um quarto e se isolar do mundo é uma saída? Não! Jesus disse, quando citou o exemplo da candeia em baixo da cama, que temos de ser luz para o mundo e não do mundo. A palavra de Deus apenas mostra a direção, é você que tem de escolher seguir ou não. Da mesma forma a mídia te dá opções para tudo nesta vida, e é você que vai definir o que fazer; a grande diferença está em meditar sobre qual atitude tomar. Uma dica é viver em oração, colocar diante de Deus o que te aflige e pedir orientação e sabedoria para enfrentar um mundo cada vez mais de cabeça para baixo. O que uma vez parecia ser inadmissível, hoje o mundo coloca como algo natural. Tenha cuidado! Devemos ser diferentes do mundo. A influência da mídia em nossas vidas. POR GELSON WAIER Jornalista
  21. 21. JuventudePioneira { 21 }
  22. 22. { 22 } JuventudePioneira //////////// Na Rede ] Nos dias de hoje, estamos rodeados pela tecnologia. Ela está em nossos carros, na ponta de nossos dedos e também onde vivemos, em nossas cidades. O termo “Smart City” ou em tradução livre “Cidade inteligente” é utilizado cada vez mais pelos administradores de in- úmeros centros urbanos do planeta, e res- gata a importância de desenhar espaços urbanos de maneira eficaz e sustentável, tendo como estratégias principais o uso de informações, a inovação e o gerencia- mento eficiente dos recursos. Segundo uma pesquisa anual da IESE Business School, na Espanha, Tóquio é a “cidade mais inteligente” do mundo atual. O estudo analisou 135 cidades de 55 país- es diferentes, levando em conta governo, administração pública, planejamento ur- bano, tecnologia, meio ambiente, alcance internacional, coesão social, mobilidade e transporte, capital humano e economia. Além de Tóquio, há mais 2 cidades asiáticas no Top 20: Seoul e Osaka; 10 na Europa (Londres, Paris, Oslo, Estocolmo, Copenhague, Amsterdam, Eindhoven, Zurich, Basel e Geneva); 6 nos EUA (Nova York, Filadélfia, Los Angeles, Dallas, Chi- cago e Baltimore); 1 na Oceania (Sidney). Nenhuma da África ou América do Sul, mas várias latino - americanas, classifi- cadas como de “alto potencial” (incluindo Rio de Janeiro e São Paulo). Um case: Amsterdam O projeto Amsterdam Smart City ini- ciou em 2009 e, são diversas as iniciativas para criar uma cidade mais sustentável e energeticamente eficiente. As ações foram subdivididas em: habitação, mobilidade, trabalho e espaços públicos. 1) Habitação: Projeto que visa fornecer energia para 8000 domicílios com energia renovável, principalmente eólica. 2) Mobilidade: projeto que dá preferên- cia à bicicleta e ao transporte público de baixo carbono, e instalações de estações de abastecimento de carros elétricos por toda a cidade, priorizando, assim, a redução do uso de combustíveis fósseis. 3) Trabalho: projetos visam estimular o espírito de colaboração, de forma a induzir uma rotina de consumo colaborativo, re- duzindo, assim, os impactos provenientes das atividades diárias de seus moradores. 4) Espaços públicos: Escola Inteligente é um projeto na qual crianças aprendem a economizar energia. Já no projeto Rua do Clima, a rua da cidade tem o papel de incu- badora e espaço de testes para inovações e experimentos climáticos, de forma a compartilhar os avanços com a cidade de forma direta. Smart cities, as cidades que pensam tecnologicamente. POR JONATAS HAUSCHILDT Líder da regional Sul e estudante de Publicidade As tecnologias estão aí, e as possibilidades de as utilizar para melhorar nossas cidades são infinitas, basta planejamento e investimento criativo.
  23. 23. JuventudePioneira { 23 } Na mente de muitos, teologia, seminário e outros termos associados estão ligados à figura do pastor. Como não são pastores e nem pretendem ser, pensam que não tem ligação nenhuma com esse meio. Acredito que todo cristão deveria se interessar por esse assunto, pelos motivos que seguem: Todo cristão é um teólogo - o fato de você crer em Deus, em Jesus, na salvação proporcionada pela sua morte, e explicar esses assuntos, o coloca na posição de teólogo. A grande dúvida que persiste é se a tua teologia é correta. Somente o estudo da mesma pode responder essa pergunta. Nosso amor por Jesus é medido através da obediência à Sua Palavra - Jesus disse, “Se me amais, guardareis os meus mandamentos.” João 14:15. Como obedecer ao que não conhecemos? Novamente a ênfase recai sobre o estudo. Nossas crenças movem nossa vida - o que você acredita (a sua doutrina) irá determinar o modo como você vive (sua prática). É preciso estudar a fim de não viver em vão. Nos dedicamos àquilo que amamos - Se amamos a Deus da forma como expressamos, estudar a Sua palavra não é mais do que cumprir com nossa obrigação. Sua humildade depende disto - quanto mais aprendo sobre Deus, mais me torno consciente da sua graça, grandeza, amor e de todos os demais atributos. Somente pensa muito de si mesmo aquele que não conhece a Deus. Estudar teologia me coloca em meu devido lugar e deixa Deus no lugar que lhe cabe. Não há como dizer que teologia não é importante para o cristão. Se sou cristão estudo teologia. A Faculdade Batista Pioneira se preocupa com essa realidade e por isso proporciona a você diferentes formas de estudar teologia. Você pode optar pelo curso de Bacharelado em Teologia, no regime presencial com duração de 4 anos; pode participar de um projeto de discipulado intenso, com duração de 6 meses, denominado Wake Up; ou pode estudar no conforto de sua casa através do Curso de Capacitação Ministerial, com duração de 1 ano e totalmente on-line. Faça a sua escola, só não deixe de estudar! Estudar teologia?! Para quê? POR JOSEMAR MODES Professor e Coordenador de Graduação na Faculdade Batista Pioneira [ Faculdade Batista Pioneira
  24. 24. =https://www.dropbox.com/sh/73orsso4brjxn6x/yi2ITUO3PO?m=https://www.dropbox.com/sh/73orsso4brjxn6x/yi2ITUO3PO?m

×