SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 13
A IMORTALIDADE D’ALMA…
UBERTO RHODES
CONHECE-TE A TI PRÓPRIO E SERÁS IMORTAL ...
“Alguns séculos antes de Cristo, vivia em
Atenas, o grande filósofo Sócrates.
A sua filosofia não era uma teoria especulativa,
mas a própria vida que ele vivia.
Aos setenta e tantos anos foi Sócrates
condenado à morte, embora inocente.
Enquanto aguardava no cárcere o dia da
execução, seus amigos e discípulos
moviam céus e terra para o preservar da
morte.
O filósofo, porém não moveu um dedo para
esse fim; com perfeita tranqüilidade e paz
de espírito aguardou o dia em que ia
beber o veneno mortífero.
 
Na véspera da execução, conseguiram seus
amigos subornar o carcereiro (desde
daquela época já existia essa prática...),
que abriu a porta da prisão.
Críton, o mais ardente dos discípulos de
Sócrates, entrou na cadeia e disse ao
mestre:
- Foge depressa, Sócrates!
- Fugir, por que? - perguntou o preso.
- Ora, não sabes que amanhã te vão matar?
- Matar-me? A mim? Ninguém me pode matar!
- Sim, amanhã terás de beber a taça de cicuta
mortal - insistiu Críton.
- Vamos, mestre, foge depressa para escapares
à morte!
- Meu caro amigo Críton - respondeu o
condenado - que mau filósofo és tu!
Pensar que um pouco de veneno possa
dar cabo de mim ...
 
Depois puxando com os dedos a pele da
mão, Sócrates perguntou:
 
- Críton, achas que isto aqui é Sócrates?
E, batendo com o punho no osso do crânio,
acrescentou:
- Achas que isto aqui é Sócrates? ... Pois é
isto que eles vão matar, este invólucro
material; mas não a mim. EU SOU A
MINHA ALMA. Ninguém pode matar
Sócrates! ...
E ficou sentado na cadeia aberta, enquanto
Críton se retirava, chorando, sem
compreender o que ele considerava
teimosia ou estranho idealismo do mestre.
No dia seguinte, quando o sentenciado já
bebera o veneno mortal e seu corpo ia
perdendo aos poucos a sensibilidade, Críton
perguntou-lhe, entre soluços:
 
- Sócrates, onde queres que te enterremos?
Ao que o filósofo, semiconsciente,
murmurou:
- Já te disse, amigo, ninguém pode enterrar
Sócrates ... Quanto a esse invólucro,
enterrai-o onde quiserdes. Não sou eu...
EU SOU MINHA ALMA...
E assim expirou esse homem, que tinha
descoberto o segredo da FELICIDADE, que
nem a morte lhe pôde roubar.
CONHECIA-SE A SI MESMO, O SEU
VERDADEIRO EU DIVINO. ETERNO.
IMORTAL..."
Assim somos todos nós seres IMORTAIS, pois
somos
ALMA,
LUZ,
DIVINOS,
ETERNOS...
Nós só morremos, quando somos
simplesmente ESQUECIDOS...
CRÉDITOS
• TEXTO: SOCRATES – IMORTALIDADE D’ALMA;
• AUTOR: UBERTO RHODES;
By t@rcisiob.
Jan.2007

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Imortalidade - Uberto Rhodes
Imortalidade - Uberto RhodesImortalidade - Uberto Rhodes
Imortalidade - Uberto RhodesIrene Aguiar
 
Socrates
SocratesSocrates
SocratesJNR
 
Ensaio sobre o suicídio uma reflexão sobre a vida
Ensaio sobre o suicídio   uma reflexão sobre a vidaEnsaio sobre o suicídio   uma reflexão sobre a vida
Ensaio sobre o suicídio uma reflexão sobre a vidacatarina spagnol
 
Resenha o caso dos exploradores de caverna
Resenha o caso dos exploradores de cavernaResenha o caso dos exploradores de caverna
Resenha o caso dos exploradores de cavernaJocelito Palini
 
A vida depois da vida
A vida depois da vidaA vida depois da vida
A vida depois da vidaAmadeu Wolff
 
Inesqueciveis mas nao ausentes
Inesqueciveis mas nao ausentesInesqueciveis mas nao ausentes
Inesqueciveis mas nao ausentesMensagens Virtuais
 
Invisiveis mas nao Ausentes
Invisiveis mas nao AusentesInvisiveis mas nao Ausentes
Invisiveis mas nao AusentesCarlos Correa
 
Direito penal i1.doc das penas
Direito penal i1.doc das penasDireito penal i1.doc das penas
Direito penal i1.doc das penasGuilherme Santiago
 

Mais procurados (14)

Socrates
SocratesSocrates
Socrates
 
Socrates Urhodes
Socrates UrhodesSocrates Urhodes
Socrates Urhodes
 
Imortalidade - Uberto Rhodes
Imortalidade - Uberto RhodesImortalidade - Uberto Rhodes
Imortalidade - Uberto Rhodes
 
Socrates
SocratesSocrates
Socrates
 
Socrates
SocratesSocrates
Socrates
 
Ensaio sobre o suicídio uma reflexão sobre a vida
Ensaio sobre o suicídio   uma reflexão sobre a vidaEnsaio sobre o suicídio   uma reflexão sobre a vida
Ensaio sobre o suicídio uma reflexão sobre a vida
 
Auschwitz
AuschwitzAuschwitz
Auschwitz
 
Resenha o caso dos exploradores de caverna
Resenha o caso dos exploradores de cavernaResenha o caso dos exploradores de caverna
Resenha o caso dos exploradores de caverna
 
A vida depois da vida
A vida depois da vidaA vida depois da vida
A vida depois da vida
 
Inesqueciveis mas nao ausentes
Inesqueciveis mas nao ausentesInesqueciveis mas nao ausentes
Inesqueciveis mas nao ausentes
 
0022 a vida_depois_da_vida
0022 a vida_depois_da_vida0022 a vida_depois_da_vida
0022 a vida_depois_da_vida
 
0022 a vida_depois_da_vida
0022 a vida_depois_da_vida0022 a vida_depois_da_vida
0022 a vida_depois_da_vida
 
Invisiveis mas nao Ausentes
Invisiveis mas nao AusentesInvisiveis mas nao Ausentes
Invisiveis mas nao Ausentes
 
Direito penal i1.doc das penas
Direito penal i1.doc das penasDireito penal i1.doc das penas
Direito penal i1.doc das penas
 

Destaque

Relacionamentos, Encontros e Desencontros - Rosana De Rosa
Relacionamentos, Encontros e Desencontros - Rosana De RosaRelacionamentos, Encontros e Desencontros - Rosana De Rosa
Relacionamentos, Encontros e Desencontros - Rosana De RosaRosana De Rosa
 
Imortalidade - Letícia Thompson
Imortalidade - Letícia ThompsonImortalidade - Letícia Thompson
Imortalidade - Letícia ThompsonMima Badan
 
Dor vs Sofrimento - Rosana De Rosa
Dor vs Sofrimento - Rosana De RosaDor vs Sofrimento - Rosana De Rosa
Dor vs Sofrimento - Rosana De RosaRosana De Rosa
 
2013-05-05-O que é Reforma íntima?-Rosana De Rosa
2013-05-05-O que é Reforma íntima?-Rosana De Rosa2013-05-05-O que é Reforma íntima?-Rosana De Rosa
2013-05-05-O que é Reforma íntima?-Rosana De RosaRosana De Rosa
 
Rosana De Rosa - Palestra Amai os Vossos Inimigos parte 2-Rosana De Rosa
Rosana De Rosa - Palestra Amai os Vossos Inimigos parte 2-Rosana De RosaRosana De Rosa - Palestra Amai os Vossos Inimigos parte 2-Rosana De Rosa
Rosana De Rosa - Palestra Amai os Vossos Inimigos parte 2-Rosana De RosaRosana De Rosa
 
Precursores de Jesus - Wilma Badan
Precursores de Jesus - Wilma BadanPrecursores de Jesus - Wilma Badan
Precursores de Jesus - Wilma BadanWilma Badan C.G.
 
A caminho da luz cap 13
A caminho da luz   cap 13A caminho da luz   cap 13
A caminho da luz cap 13Gustavo Soares
 
Relacoes Humanas e os factos espíritas
Relacoes Humanas e os factos espíritasRelacoes Humanas e os factos espíritas
Relacoes Humanas e os factos espíritasADEP Portugal
 
2013 06-23-Imortalidade do Espírito-Rosana De Rosa
2013 06-23-Imortalidade do Espírito-Rosana De Rosa2013 06-23-Imortalidade do Espírito-Rosana De Rosa
2013 06-23-Imortalidade do Espírito-Rosana De RosaRosana De Rosa
 
Religião egípcia
Religião egípciaReligião egípcia
Religião egípciaMaria Gomes
 

Destaque (20)

EIS O HOMEM!
EIS O HOMEM!EIS O HOMEM!
EIS O HOMEM!
 
Relacionamentos, Encontros e Desencontros - Rosana De Rosa
Relacionamentos, Encontros e Desencontros - Rosana De RosaRelacionamentos, Encontros e Desencontros - Rosana De Rosa
Relacionamentos, Encontros e Desencontros - Rosana De Rosa
 
Imortalidade - Letícia Thompson
Imortalidade - Letícia ThompsonImortalidade - Letícia Thompson
Imortalidade - Letícia Thompson
 
COMODISMO, O GRANDE OBSTÁCULO
COMODISMO, O GRANDE OBSTÁCULOCOMODISMO, O GRANDE OBSTÁCULO
COMODISMO, O GRANDE OBSTÁCULO
 
RESISTINDO À MUDANÇA
RESISTINDO À MUDANÇARESISTINDO À MUDANÇA
RESISTINDO À MUDANÇA
 
Dor vs Sofrimento - Rosana De Rosa
Dor vs Sofrimento - Rosana De RosaDor vs Sofrimento - Rosana De Rosa
Dor vs Sofrimento - Rosana De Rosa
 
Vida Após a Morte
Vida Após a MorteVida Após a Morte
Vida Após a Morte
 
2013-05-05-O que é Reforma íntima?-Rosana De Rosa
2013-05-05-O que é Reforma íntima?-Rosana De Rosa2013-05-05-O que é Reforma íntima?-Rosana De Rosa
2013-05-05-O que é Reforma íntima?-Rosana De Rosa
 
Rosana De Rosa - Palestra Amai os Vossos Inimigos parte 2-Rosana De Rosa
Rosana De Rosa - Palestra Amai os Vossos Inimigos parte 2-Rosana De RosaRosana De Rosa - Palestra Amai os Vossos Inimigos parte 2-Rosana De Rosa
Rosana De Rosa - Palestra Amai os Vossos Inimigos parte 2-Rosana De Rosa
 
A caminho da luz
A caminho da luzA caminho da luz
A caminho da luz
 
Precursores de Jesus - Wilma Badan
Precursores de Jesus - Wilma BadanPrecursores de Jesus - Wilma Badan
Precursores de Jesus - Wilma Badan
 
A caminho da luz cap 13
A caminho da luz   cap 13A caminho da luz   cap 13
A caminho da luz cap 13
 
Relacoes Humanas e os factos espíritas
Relacoes Humanas e os factos espíritasRelacoes Humanas e os factos espíritas
Relacoes Humanas e os factos espíritas
 
A Caminho da Luz
A Caminho da LuzA Caminho da Luz
A Caminho da Luz
 
VIDA APÓS A MORTE
VIDA APÓS A MORTEVIDA APÓS A MORTE
VIDA APÓS A MORTE
 
A caminho da luz
A caminho da luzA caminho da luz
A caminho da luz
 
2013 06-23-Imortalidade do Espírito-Rosana De Rosa
2013 06-23-Imortalidade do Espírito-Rosana De Rosa2013 06-23-Imortalidade do Espírito-Rosana De Rosa
2013 06-23-Imortalidade do Espírito-Rosana De Rosa
 
A Caminho da Luz
A Caminho da LuzA Caminho da Luz
A Caminho da Luz
 
Religião egípcia
Religião egípciaReligião egípcia
Religião egípcia
 
A alma é imortal
A alma é imortalA alma é imortal
A alma é imortal
 

Semelhante a Socrates (11)

A Imortalidade Da Alma
A Imortalidade Da AlmaA Imortalidade Da Alma
A Imortalidade Da Alma
 
A imortalidade da alma
A imortalidade da almaA imortalidade da alma
A imortalidade da alma
 
Socrates
SocratesSocrates
Socrates
 
Socrates
SocratesSocrates
Socrates
 
Comportamento - A Sabedoria De SóCrates
Comportamento - A Sabedoria De SóCratesComportamento - A Sabedoria De SóCrates
Comportamento - A Sabedoria De SóCrates
 
Scrateseplatoprec espiritismo-110613211512-phpapp01
Scrateseplatoprec espiritismo-110613211512-phpapp01Scrateseplatoprec espiritismo-110613211512-phpapp01
Scrateseplatoprec espiritismo-110613211512-phpapp01
 
Filosofia 02 - Sócrates, Platão e Aristóteles
Filosofia 02 - Sócrates, Platão e  AristótelesFilosofia 02 - Sócrates, Platão e  Aristóteles
Filosofia 02 - Sócrates, Platão e Aristóteles
 
Sócrates e platão prec. espiritismo
Sócrates e platão prec. espiritismoSócrates e platão prec. espiritismo
Sócrates e platão prec. espiritismo
 
Sócrates e Platão como antecessores de Jesus
Sócrates e Platão como antecessores de JesusSócrates e Platão como antecessores de Jesus
Sócrates e Platão como antecessores de Jesus
 
Platão e Aristótelis
Platão e AristótelisPlatão e Aristótelis
Platão e Aristótelis
 
Filosofia - Sócrates - Prof. Altair Aguilar.
Filosofia -  Sócrates - Prof. Altair Aguilar.Filosofia -  Sócrates - Prof. Altair Aguilar.
Filosofia - Sócrates - Prof. Altair Aguilar.
 

Mais de Isaura Miike

PARIS, FRANÇA 26/6 A 9/7/2006
PARIS, FRANÇA 26/6 A 9/7/2006PARIS, FRANÇA 26/6 A 9/7/2006
PARIS, FRANÇA 26/6 A 9/7/2006Isaura Miike
 
UM POUQUINHO DE BOURNEMOUTH, INGLATERRA
UM POUQUINHO DE BOURNEMOUTH, INGLATERRAUM POUQUINHO DE BOURNEMOUTH, INGLATERRA
UM POUQUINHO DE BOURNEMOUTH, INGLATERRAIsaura Miike
 
FRANÇA, MAIS UM SONHO REALIZADO
FRANÇA, MAIS UM SONHO REALIZADOFRANÇA, MAIS UM SONHO REALIZADO
FRANÇA, MAIS UM SONHO REALIZADOIsaura Miike
 
ESPANHA: UM SONHO REALIZADO
ESPANHA: UM SONHO REALIZADO ESPANHA: UM SONHO REALIZADO
ESPANHA: UM SONHO REALIZADO Isaura Miike
 
FINAL DE CURSO BÍBLICO EM AMPARO - SP
FINAL DE CURSO BÍBLICO EM AMPARO - SPFINAL DE CURSO BÍBLICO EM AMPARO - SP
FINAL DE CURSO BÍBLICO EM AMPARO - SPIsaura Miike
 
ENCONTRO DAS FRATERNIDADES DE BELO HORIZONTE - MG
ENCONTRO DAS FRATERNIDADES DE BELO HORIZONTE - MGENCONTRO DAS FRATERNIDADES DE BELO HORIZONTE - MG
ENCONTRO DAS FRATERNIDADES DE BELO HORIZONTE - MGIsaura Miike
 
INFORMATIVO NOVEMBRO 2015
INFORMATIVO NOVEMBRO 2015INFORMATIVO NOVEMBRO 2015
INFORMATIVO NOVEMBRO 2015Isaura Miike
 
Significado dos nomes dos estados brasileiros
Significado dos nomes dos estados brasileirosSignificado dos nomes dos estados brasileiros
Significado dos nomes dos estados brasileirosIsaura Miike
 
C1521 a quem_iremos
C1521 a quem_iremosC1521 a quem_iremos
C1521 a quem_iremosIsaura Miike
 
C1521 a quien iremos
C1521 a quien iremosC1521 a quien iremos
C1521 a quien iremosIsaura Miike
 
Nippon old village
Nippon old villageNippon old village
Nippon old villageIsaura Miike
 
Apresentação espinosa 1
Apresentação espinosa 1Apresentação espinosa 1
Apresentação espinosa 1Isaura Miike
 
C1516 ovelhas sem_pastor
C1516 ovelhas sem_pastorC1516 ovelhas sem_pastor
C1516 ovelhas sem_pastorIsaura Miike
 
CHACO PEOR QUE HAITI
 CHACO PEOR QUE HAITI  CHACO PEOR QUE HAITI
CHACO PEOR QUE HAITI Isaura Miike
 

Mais de Isaura Miike (20)

ECOS DE JPIC
ECOS DE JPICECOS DE JPIC
ECOS DE JPIC
 
PARIS, FRANÇA 26/6 A 9/7/2006
PARIS, FRANÇA 26/6 A 9/7/2006PARIS, FRANÇA 26/6 A 9/7/2006
PARIS, FRANÇA 26/6 A 9/7/2006
 
UM POUQUINHO DE BOURNEMOUTH, INGLATERRA
UM POUQUINHO DE BOURNEMOUTH, INGLATERRAUM POUQUINHO DE BOURNEMOUTH, INGLATERRA
UM POUQUINHO DE BOURNEMOUTH, INGLATERRA
 
FRANÇA, MAIS UM SONHO REALIZADO
FRANÇA, MAIS UM SONHO REALIZADOFRANÇA, MAIS UM SONHO REALIZADO
FRANÇA, MAIS UM SONHO REALIZADO
 
ESPANHA: UM SONHO REALIZADO
ESPANHA: UM SONHO REALIZADO ESPANHA: UM SONHO REALIZADO
ESPANHA: UM SONHO REALIZADO
 
FINAL DE CURSO BÍBLICO EM AMPARO - SP
FINAL DE CURSO BÍBLICO EM AMPARO - SPFINAL DE CURSO BÍBLICO EM AMPARO - SP
FINAL DE CURSO BÍBLICO EM AMPARO - SP
 
ENCONTRO DAS FRATERNIDADES DE BELO HORIZONTE - MG
ENCONTRO DAS FRATERNIDADES DE BELO HORIZONTE - MGENCONTRO DAS FRATERNIDADES DE BELO HORIZONTE - MG
ENCONTRO DAS FRATERNIDADES DE BELO HORIZONTE - MG
 
INFORMATIVO NOVEMBRO 2015
INFORMATIVO NOVEMBRO 2015INFORMATIVO NOVEMBRO 2015
INFORMATIVO NOVEMBRO 2015
 
Kaysersberg
KaysersbergKaysersberg
Kaysersberg
 
Significado dos nomes dos estados brasileiros
Significado dos nomes dos estados brasileirosSignificado dos nomes dos estados brasileiros
Significado dos nomes dos estados brasileiros
 
C1521 a quem_iremos
C1521 a quem_iremosC1521 a quem_iremos
C1521 a quem_iremos
 
C1521 a quien iremos
C1521 a quien iremosC1521 a quien iremos
C1521 a quien iremos
 
Favelas en japon
Favelas en japonFavelas en japon
Favelas en japon
 
Nippon old village
Nippon old villageNippon old village
Nippon old village
 
Apresentação espinosa 1
Apresentação espinosa 1Apresentação espinosa 1
Apresentação espinosa 1
 
C1516 ovelhas sem_pastor
C1516 ovelhas sem_pastorC1516 ovelhas sem_pastor
C1516 ovelhas sem_pastor
 
A TEMPESTADE
A TEMPESTADEA TEMPESTADE
A TEMPESTADE
 
LA TEMPESTAD
LA TEMPESTADLA TEMPESTAD
LA TEMPESTAD
 
LEGADO DE ATENAS
LEGADO DE ATENAS LEGADO DE ATENAS
LEGADO DE ATENAS
 
CHACO PEOR QUE HAITI
 CHACO PEOR QUE HAITI  CHACO PEOR QUE HAITI
CHACO PEOR QUE HAITI
 

Último

Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaRicardo Azevedo
 
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docxCulto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docxManoel Candido Pires Junior
 
pregacao romanos 12 9-21 honrar uns aos outros.pptx
pregacao romanos    12 9-21  honrar   uns aos outros.pptxpregacao romanos    12 9-21  honrar   uns aos outros.pptx
pregacao romanos 12 9-21 honrar uns aos outros.pptxFabianoHaider1
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoNilson Almeida
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............MilyFonceca
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da Providência
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da ProvidênciaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da Providência
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da ProvidênciaRicardo Azevedo
 

Último (8)

Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docxCulto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
 
pregacao romanos 12 9-21 honrar uns aos outros.pptx
pregacao romanos    12 9-21  honrar   uns aos outros.pptxpregacao romanos    12 9-21  honrar   uns aos outros.pptx
pregacao romanos 12 9-21 honrar uns aos outros.pptx
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da Providência
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da ProvidênciaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da Providência
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da Providência
 

Socrates

  • 2. CONHECE-TE A TI PRÓPRIO E SERÁS IMORTAL ... “Alguns séculos antes de Cristo, vivia em Atenas, o grande filósofo Sócrates. A sua filosofia não era uma teoria especulativa, mas a própria vida que ele vivia. Aos setenta e tantos anos foi Sócrates condenado à morte, embora inocente.
  • 3. Enquanto aguardava no cárcere o dia da execução, seus amigos e discípulos moviam céus e terra para o preservar da morte. O filósofo, porém não moveu um dedo para esse fim; com perfeita tranqüilidade e paz de espírito aguardou o dia em que ia beber o veneno mortífero.  
  • 4. Na véspera da execução, conseguiram seus amigos subornar o carcereiro (desde daquela época já existia essa prática...), que abriu a porta da prisão. Críton, o mais ardente dos discípulos de Sócrates, entrou na cadeia e disse ao mestre:
  • 5. - Foge depressa, Sócrates! - Fugir, por que? - perguntou o preso. - Ora, não sabes que amanhã te vão matar? - Matar-me? A mim? Ninguém me pode matar! - Sim, amanhã terás de beber a taça de cicuta mortal - insistiu Críton. - Vamos, mestre, foge depressa para escapares à morte!
  • 6. - Meu caro amigo Críton - respondeu o condenado - que mau filósofo és tu! Pensar que um pouco de veneno possa dar cabo de mim ...   Depois puxando com os dedos a pele da mão, Sócrates perguntou:  
  • 7. - Críton, achas que isto aqui é Sócrates? E, batendo com o punho no osso do crânio, acrescentou: - Achas que isto aqui é Sócrates? ... Pois é isto que eles vão matar, este invólucro material; mas não a mim. EU SOU A MINHA ALMA. Ninguém pode matar Sócrates! ...
  • 8. E ficou sentado na cadeia aberta, enquanto Críton se retirava, chorando, sem compreender o que ele considerava teimosia ou estranho idealismo do mestre.
  • 9. No dia seguinte, quando o sentenciado já bebera o veneno mortal e seu corpo ia perdendo aos poucos a sensibilidade, Críton perguntou-lhe, entre soluços:   - Sócrates, onde queres que te enterremos?
  • 10. Ao que o filósofo, semiconsciente, murmurou: - Já te disse, amigo, ninguém pode enterrar Sócrates ... Quanto a esse invólucro, enterrai-o onde quiserdes. Não sou eu... EU SOU MINHA ALMA...
  • 11. E assim expirou esse homem, que tinha descoberto o segredo da FELICIDADE, que nem a morte lhe pôde roubar. CONHECIA-SE A SI MESMO, O SEU VERDADEIRO EU DIVINO. ETERNO. IMORTAL..."
  • 12. Assim somos todos nós seres IMORTAIS, pois somos ALMA, LUZ, DIVINOS, ETERNOS... Nós só morremos, quando somos simplesmente ESQUECIDOS...
  • 13. CRÉDITOS • TEXTO: SOCRATES – IMORTALIDADE D’ALMA; • AUTOR: UBERTO RHODES; By t@rcisiob. Jan.2007