Relatório de País              China              Bandeira               do país            Elaborado por            Inês ...
PERFIL DO PAÍS1.1 – Caracterização Geral                                                                             China...
(cont.)1.4 – Competitividade do País                                  Posição (1 a 142)   Pontuação (1 a 7)ICG 2011 – 2012...
China2- Quadrado Mágico           PIBpc            PIBpc         Índice           Export.             Import.         Sald...
3 – Economia, Finanças, Tecnologia e Desenvolvimento Humano3.1 - Estrutura da produção                                    ...
4 - Participação do país em organizações internacionais (FMI, Banco Mundial,    OMC, etc.), ratificação de instrumentos de...
5 - Principais conclusõesSendo a China, o país do mundo com mais população, isto é, para cima de 1 bilião e trezentos milh...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Relatório Económico sobre a China

803 visualizações

Publicada em

Caracterização geral da China, sustentabilidade ambiental, Compromisso com a saúde e riscos, Pilares da Competitividade, Economia, Finanças, Tecnologia, Desenvolvimento Humano e Participação da China em organizações Internacionais.

Publicada em: Economia e finanças
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
803
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relatório Económico sobre a China

  1. 1. Relatório de País China Bandeira do país Elaborado por Inês LoureiroNº2011084 Turma TFN31 Dezembro de 2012
  2. 2. PERFIL DO PAÍS1.1 – Caracterização Geral China Portugal 2000 2010 (2007)População Total (milhões hab.) 1 262,6 1 338,3 10 620 2Superfície (1000 km ) 9 327,48 92 2Densidade populacional ( hab. / km ) 143PRODUÇÃO 9PIB total (10 US$ ppc) 2 954,4 10 224,6 240,2PIB per capita nominal (US$) 949 4 428PIB per capita (US$ ppc) 2 340 7 640 22 638CRESCIMENTO ECONÓMICO- do PIB per capita ppc (tx.anual em %) 19,25% 22,64% 1,9GASTOS PÚBLICOS- Dívida Pública (% PIB) 11,6 n.d 71,1COMÉRCIO EXTERNO- Bens e Serviços (em % PIB) 23,3 29,5 36,5 9- Importações de Bens (10 US$) 214,657 1327,237 78,2 9- Exportações de Bens (10 US$) 249,130 1581,417 51,3PREÇOS- Taxa de inflação: geral (%) 0,3 3,3 2,5MOEDA EM CURSO NO PAÍS Yuan EuroEMPREGO E DESEMPREGO- Taxa de desemprego (%) 3,1 4,3 8,1 Fonte: OECD – Countries Statistical Profile 2010 (http://www.oecd.ilibrary.org/economics/country-statistical-profile ...)1.2 – Sustentabilidade ambiental China PortugalÍndice do desempenho ambiental (valor de 1-100) 49.0 73,0 3Poluição urbana (microgramas por m ) (2008) 66 21 Fonte: PNUD - Relatório do Desenvolvimento Humano de 2011, Quadro nº 61.3 - Compromisso com a saúde e riscos (em 2011) China Portugal- Esperança de Vida à Nascença (2011) 73.5 79,5- Rácio da Mortalidade Materna, por 100 mil nados-vivos (2008) 38 7- Crianças até 1 ano sem vacinação: % Tripla + % Sarampo (2009) 3+6 4+5- Partos assistidos por técnicos de saúde (%) (2005-2009) 99.0 100- Médicos por 100.000 pessoas (1990-2004) * 164 324- Prevalência de HIV entre Jovens dos 15-24 anos (%) em 2009 (F + M) n.d 0,2 + 0,3 Fonte: PNUD - Relatório do Desenvolvimento Humano de 2011, Quadros nº 1, nº 4 e nº 9 * PNUD - Relatório do Desenvolvimento Humano de 2005, Quadro nº 6, -1-
  3. 3. (cont.)1.4 – Competitividade do País Posição (1 a 142) Pontuação (1 a 7)ICG 2011 – 2012 (entre 142 países) 26 4.91.5 – Pilares da Competitividade Posição (1 a 142) Pontuação (1 a 7)I – Instituições 48 4.32II - Infraestrutura 44 4.63III – Ambiente Macroeconómico 10 6.22IV – Saúde e Educação Primária 32 6.16V – Educação Superior e Formação 58 4.34VI – Eficiência do Mercado de Bens 45 4.42VII – Eficiência do Mercado de Trabalho 36 4.68VIII – Desenvolvimento do Mercado Financeiro 48 4.42IX – Preparação Tecnológica 77 3.57X – Dimensão do Mercado 2 6.77XI – Sofisticação dos Negócios 37 4.37XII - Inovação 29 3.92 Fonte: WEF – Global Competitiveness Report_2011-121.6 – Complete o gráfico do país (2011)1.7 – Três factores mais problemáticos para os negócios % RespostasInflacção 11.6Acesso ao financiamento 11.5Burocracía governamental ineficiente 10.9 -2-
  4. 4. China2- Quadrado Mágico PIBpc PIBpc Índice Export. Import. Saldo PIBTotal ppc abertura (mihões) (milhões) Balança (mil milhões)2000 949 2340 21 249.131 214.657,3 34.473,7 1.198,52010 4428 7640 27 1.581.417,5 1.327.237,5 254.180 5.926,6 Taxa de Taxa de Taxa de Lugar no Equilíbrio Externo desemprego crescimento inflação I.D.H. (Saldo BC em % PIB) PIBpc ppc2000 3,1 19,25 0,3 96 2,92010 4,3 22,64 3,3 89 4,2 Fontes: OECD – Countries Statistical Profile 2010 (http://www.oecd.ilibrary.org/economics/country-statistical-profile ...) PNUD – Relatórios do Desenvolvimento Humano 2005 e de 2011Legenda: TC = taxa crescimento (PIB pc ppc) TI = taxa de inflação TD = taxa de desemprego BC = Saldo Balança Comercial (% PIB) 2010 2000 Crescimento TC 25 20 15 10 Emprego Equilíbrio externo 4 3 2 1 TI 0 2 4 6 2 4 6 8 TD Preços BC estáveis -3-
  5. 5. 3 – Economia, Finanças, Tecnologia e Desenvolvimento Humano3.1 - Estrutura da produção Agricultura Indústria ServiçosChina (em %) 18,7 49,2 32,1Portugal (em %) 4,1 39,9 56,0 Fonte: Guia do Mundo 2000, (2001), Trinova Editora3.2 - Comércio Internacional Principal: China Portugal - tipo de produto exportado: Máq. Mat. Transp 21,5% Máq. mat. transp. 31% Outros prod. Manuf 57% - destino das exportações: Países em desenv. 43,3% U.E. (81%) Japão 20,4% - bloco comercial em que o país está integrado: APEC Un. Europeia Fonte: Guia do Mundo 2000, (2001), Trinova Editora3.3 – População e Economia China PortugalVariação da população total entre 2011 e 2030 (milhões de habitantes) +45.5 -0,4População urbana em % da população total 47.8 61,3Entradas de IDE em % do PIB (2009) 1.5 1,2APD recebida + Remessas de emigrantes recebidas, em % do PIB (2009) 1.0 1,5Gastos com Educação, em % do PIB (2006-2009) 4.6 5,2Gastos com Saúde, em % do PIB (2006-2009) 4.6 11,3 Fonte: PNUD - Relatório do Desenvolvimento Humano de 2011, Quadro nº 103.4 - Tecnologia e comunicações China PortugalPatentes concedidas a residentes (por milhão de pessoas) [ano de 2002 ] 5 3Despesas em I&D (em % do PIB ) [período: 1997-2002 ] 1,2 0,9%Telefones por 1000 hab. [ano de 2003 ] 209 411Assinantes de telemóveis [ano de 2003 ] 215 898Utilizadores de Internet por 1000 hab. [ano de 2003 ] 5 n.d.Investigadores em I&D por milhão de pessoas [1990-2003] 633 1745 Fontes: PNUD - Relatório do Desenvolvimento Humano de 2005, Quadro nº 13 e Guia do Mundo 20003.5 – Desenvolvimento Humano e Desigualdade de Género China PortugalValor do IDH em 2011 0.687 0,809Posição do País quanto ao Índice de Desenvolvimento Humano (2011): 101º 41ºClassificação quanto ao IDH Desenvolvimento Humano Médio Muito ElevadoPosição do País quanto ao Índice de Desigualdade de Género (2011) 35º 19ºValor do país no Índice de Desigualdade de Género (2011) 0.209 0,140 Fontes: PNUD - Relatório do Desenvolvimento Humano de 2011, Quadros nº 1 e nº 4 -4-
  6. 6. 4 - Participação do país em organizações internacionais (FMI, Banco Mundial, OMC, etc.), ratificação de instrumentos de direitos humanos e do trabalho e medida de participação segundo o géneroData de adesão do país China PortugalBanco MundialFundo Monetário Internacional 27-12-1945 29-03-1961Organização Mundial do Comércio 11-12-2001 01-01-1995GATT (1947-1995)Nações Unidas 24-10-1945 14-12-1955Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE)NATO Legenda: É (ou foi) membro (data) Não pertenceFonte: Consultar o “site” da organização em causaInstrumentos dos direitos humanos e do trabalho China PortugalLiberdade de associação e negociação colectiva (Conv. 98)Eliminação do trabalho forçado e compulsório (Conv. 105)Abolição do trabalho infantil (Conv. 182) Legenda: Convenção assinada ou ratificada Convenção ainda não ratificada ou assinada Fonte: PNUD - Relatório do Desenvolvimento Humano de 2005, Quadro nº 32Participação política das mulheres China PortugalAno em que as mulheres receberam o direito de votar e de se candidatarem 1949 1931, 1976Ano da primeira mulher eleita (E) ou nomeada (N) para o Parlamento 1954 E 1934 EMulheres no governo ao nível ministerial (%) 6.3 16,7Assentos no Parlamento ocupados por mulheres (1990 – 2005) (% do total) 21-20.2 8 – 19,1 Fonte: PNUD - Relatório do Desenvolvimento Humano de 2005, Quadros nº 30Organização política Parlamento Senado Governo Chefe 1º Ministro M.Neg.Estr. EstadoChina Parlamento - Governo Chefe de PM MNE EstadoPortugal Parlam. Governo PM MNE Fonte: NATO – Member Countries (in http://www.nato.int/ ) -5-
  7. 7. 5 - Principais conclusõesSendo a China, o país do mundo com mais população, isto é, para cima de 1 bilião e trezentos milhões dehabitantes, independentemente do grau de abertura da sua economia terá que ser forçosamente considerado umgigante. Talvez devido a esse factor deverá ser encarada não mais apenas como uma potência regional, mas simuma potência à escala global, apesar das duas décadas de comunismo que estagnaram o desenvolvimento dopaís.Com cerca de um quinto da população, é actualmente uma das maiores potências económicas do mundo, nasequência de um crescimento sem paralelo.Mas o que distingue a China de outros países, é que o crescimento económico, não se sustenta num aumento depopulação porque esta se tem mantido estável.Para tanto, no início dos anos 80, a China desmantelou o sistema agrário colectivo e abriu o caminho para osinvestimentos privados. Sendo hoje em dia, um dos maiores exportadores do mundo e atraindo também grandeinvestimento estrangeiro.Por outro lado, com a entrada na OMC em 11 de Dezembro de 2001, a China preparou o terreno para mais umatransformação importante. Ao integrar a OMC, passou a ter acesso mais fácil para a exportação dos seusprodutos. Em simultâneo abriu o seu mercado aos produtos estrangeiros. Estes factores foram suficientes paraque a Administração norte-americana identificasse a China como concorrente estratégico.A partir do aceleramento de modernização promovido por Deng Xiaoping, a China rompeu com a ideologia daauto-suficiência, típico da era maioísta, para um novo conceito de desenvolvimento, calculado para garantir nolongo prazo, a estabilidade social-doméstica e simultaneamente, gerar os meios para a edificação de um paísforte e próspero, apto a interagir com a comunidade internacional e a influenciá-la. Não é por acaso que desde aintrodução das reformas, a China tem obtido um crescimento médio anual de cerca de 9%.Apesar do grande crescimento económico, a China tem grandes custos sociais, porque ao mesmo tempo que dáimpulso à iniciativa privada, precipita o colapso das indústrias estatais, gerando desemprego e instabilidade. Eexistem, sem dúvida, grandes riscos associados à continuidade do crescimento chinês. Entre eles, contam-setensões políticas, desigualdades sociais e geográficas, a precariedade do sistema legal e institucional, afragilidade do sistema financeiro, a iminência de desastres ecológicos.Para todos os países afectados pelo regresso da China no estatuto de grande potência económica, a ocorrência étambém portadora de destabilizações que inquietam. Neste quadro, um país como Portugal não poderá fazerouvir a sua voz a não ser no quadro de uma Europa, mas de uma Europa verdadeiramente unificada querepresente interesses conjuntos no plano social, ambiental, energético, comercial e que aproveite asoportunidades em presença. F I M -6-

×