São Paulo, 20 de agosto de 2012.
Prof. Dr. Antonio Corrêa de Lacerda
Constrangimentos econômicos – sugestões de mudança
Fe...
O quadro internacional
A economia brasileira
2
1
Atividade econômica
Perspectivas
4
3
Conclusões
5
Agenda
Fonte: FMI / McKinsey / Elaboração: ACLacerda /1 preços correntes
(*) Não incluem aplicações financeiras (derivativos, swa...
Fonte e Prognóstico (p): UNCTAD/ Elaboração: ACLacerda /1 preços correntes * Cenário Otimista ** Cenário Pessimista.
Fluxo...
Fonte: OMC / Prognósticos (p): FMI / Elaboração : ACLacerda 1 Preços correntes
Fluxos mundiais de exportações
(US$ bilhões...
Fonte: FMI / The Economist / Elaboração: ACLacerda *Posição em 23.07.2012. /1 Preços correntes
Países selecionados: maiore...
Produção industrial total e FBKF (Var. % em 12 meses)
PIB (Var. % em 12 meses)
Fonte: National Bureau of Statistics of Chi...
Economia internacional: preços das commodities
(Índice base 1967=100)
Fonte: CRB e Reuters / Elaboração: ACLacerda
0
200
4...
(Var. % Acum. em 12 meses)
Países selecionados: evolução da inflação/1
Fonte: Bancos Centrais dos Países, OCDE, The Econom...
Impactos da crise internacional
Ciclo vicioso da crise
Crise na Europa
• Recessão
• Desemprego
• Queda nos salários
Turbul...
Economia internacional: taxas de juros de curto prazo
(% a.a.)* continuarão baixas por um longo período…
Fonte: FED, BCE, ...
Economia mundial: perspectivas, a partir da crise
Fonte: ACLacerda
• Países desenvolvidos: recessão na Europa, baixo cresc...
O quadro internacional
A economia brasileira
2
1
Atividade econômica
Perspectivas
4
3
Conclusões
5
Agenda
Brasil foi a 6ª maior economia mundial em 2011/1,
superando o Reino Unido
Fonte: FMI Elaborado por: ACLacerda
/1 PIB nomin...
Total ao ano (2000-2012)
Setorial (2011)
Brasil: desembolsos do BNDES (em R$ bilhões)*
Fonte: BNDES / Elaboração e Prognós...
Brasil: crédito por segmento (% PIB)
Países Selecionados: endividamento das famílias (% Renda Líquida/1)
Crédito tem um en...
Brasil: a taxa de juros real atingiu o nível histórico
mais baixo (%, p.a.)*
Fonte: BCB / Elaboração e Prognóstico (p): AC...
Brasil: taxa de câmbio real efetivo*
(índice base Jan/00 = 100) vs. nominal (R$ / US$)
Fonte: BCB / Elaborado por: ACLacer...
Brasil: composição das exportações brasileiras
(% do total)
Fonte: Funcex / Elaboração: ACLacerda
A reprimarização acentuo...
Balança Comercial por intensidade tecnológica (em US$ bi)*
Balança comercial brasileira de produtos de maior
valor agregad...
Brasil: transações correntes
(US$ bi.* e % PIB)
Fonte: BCB / Elaboração e Prognóstico (p): ACLacerda * preços correntes
-2...
O quadro internacional
A economia brasileira
2
1
Atividade econômica
Perspectivas
4
3
Conclusões
5
Agenda
(Índice Base Jan/02=100)
Brasil: produção industrial estagnada nos últimos 4 anos !
Fonte: IBGE / Elaboração: ACLacerda
90...
PIB Total (Var. %, 12 meses)
Desaceleração dos últimos trimestres deve ser revertida
nos próximos trimestres
Prod. física ...
Emergentes x Brasil: indústria de transformação (% PIB)Mundo x Brasil: produção industrial total (Var. % a.a.)
Indicadores...
Ambiente de Negócios
Infraestrutura
Educação
Inovação
Competitividade brasileira: apesar da melhoria recente,
o Brasil ain...
Brasil: taxa de investimento (FBKF/PIB, em %)
Fonte: IBGE / Elaboração e Prognósticos (p): ACLacerda
16,3 16,4
17,4
19,1
1...
O quadro internacional
A economia brasileira
2
1
Atividade econômica
Perspectivas
4
3
Conclusões
5
Agenda
Fonte: BNDES / Elaboração: ACLacerda ** divulgado em 19.04.12. /1 preços constantes de 2011 * CIS = complexo industrial da...
Investimentos totais anuais
Brasil: evolução dos investimentos em infraestrutura
(em R$ bilhões)*
Fonte: ABDIB / Elaboraçã...
Investimentos previstos = R$ 922,0 bilhões
Brasil: investimentos previstos em infraestrutura
entre 2011-2015 (em R$ bilhõe...
Brasil: expectativa de vida (anos)
Fonte: IBGE / Elaboração: ACLacerda * final da década.
42,7
48,0
52,0
62,5
66,9 68,0
73...
Brasil: “Bônus Demográfico”
Maior efeito entre 2010-2030.
Fonte: IBGE / Elaboração: ACLacerda
(A) 0 a 10 anos (B) 11 a 65 ...
Maior taxa de crescimento do PIB nos próximos anos (Var. % a.a.) …
… com melhor distribuição de renda*
Fonte e Prognóstico...
O quadro internacional
A economia brasileira
2
1
Atividade econômica
Perspectivas
4
3
Conclusões
5
Agenda
• Política Fiscal-Tributária:
• Melhorar a eficácia do setor público;
• Reduzir o custo de financiamento da dívida pública...
Competitividade – fatores chave
MacroMacro
MesoMeso
MicroMicro
Competitividade
Sistêmica
Atuação
Empresarial
-Políticas Ma...
Prof. Dr. Antonio Corrêa de Lacerda
e-mail: aclacerda@pucsp.br
Obrigado !
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Competitividade: o calcanhar de Aquiles do Brasil - Fragilidade e superação, 20/08/2012 - Apresentação de Antonio Corrêa de Lacerda

495 visualizações

Publicada em

Publicada em: Economia e finanças
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
495
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Competitividade: o calcanhar de Aquiles do Brasil - Fragilidade e superação, 20/08/2012 - Apresentação de Antonio Corrêa de Lacerda

  1. 1. São Paulo, 20 de agosto de 2012. Prof. Dr. Antonio Corrêa de Lacerda Constrangimentos econômicos – sugestões de mudança Fecomércio
  2. 2. O quadro internacional A economia brasileira 2 1 Atividade econômica Perspectivas 4 3 Conclusões 5 Agenda
  3. 3. Fonte: FMI / McKinsey / Elaboração: ACLacerda /1 preços correntes (*) Não incluem aplicações financeiras (derivativos, swaps, garantias etc.) Valor global dos ativos financeiros e o PIB Mundial (em US$ trilhões)/1 10,0 21,5 29,4 32,2 32,0 33,3 37,4 42,1 45,6 49,4 55,7 61,2 58,0 62,0 71,9 12,0 54,0 72,0 114,0 92,0 96,0 117,0 134,0 155,0 179,0 202,0 175,0 201,0 212,0 200,0 1980 1990 1995 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 PIB Mundial Depósitos bancários, títulos e ações(*)
  4. 4. Fonte e Prognóstico (p): UNCTAD/ Elaboração: ACLacerda /1 preços correntes * Cenário Otimista ** Cenário Pessimista. Fluxos mundiais de investimento direto estrangeiro (US$ bilhões)/1 1.900* 1.398 561 1.979 1.114 1.509 1.550** 0 200 400 600 800 1.000 1.200 1.400 1.600 1.800 2.000
  5. 5. Fonte: OMC / Prognósticos (p): FMI / Elaboração : ACLacerda 1 Preços correntes Fluxos mundiais de exportações (US$ bilhões)/1 2.536 4.256 4.719 6.328 6.936 7.092 7.634 9.327 11.317 12.869 14.847 17.295 19.791 15.808 18.820 22.095 22.500 24.000
  6. 6. Fonte: FMI / The Economist / Elaboração: ACLacerda *Posição em 23.07.2012. /1 Preços correntes Países selecionados: maiores reservas Internacionais* (em US$ bilhões, preços correntes) /1 21 38 47 112 136 159 238 240 286 292 311 375 510 863 1.271 3.227 Portugal Chile Argentina Indonesia Malásia México Cingapura Alemanha Índia Hong Kong Coréia do Sul Brasil Rússia Eurosystem Japão China Países Reservas Internacionais (A) PIB Nominal 2011 (B) % PIB (A/B) China 3.227 7.298 44% Rússia 510 1.850 28% Coréia do Sul 311 1.116 28% Japão 1.271 5.869 22% Índia 286 1.676 17% Chile 38 248 15% Brasil 375 2.500 15% México 159 1.155 14% Indonésia 112 846 13% África do Sul 49 408 12% Turquia 91 778 12% Argentina 47 448 10% Portugal 21 239 9%
  7. 7. Produção industrial total e FBKF (Var. % em 12 meses) PIB (Var. % em 12 meses) Fonte: National Bureau of Statistics of China, The People’s Bank of China / Elaboração: ACLacerda China: indicadores de atividade e PIB apontam para uma desaceleração ... 19,50 12,60 5,40 19,20 9,20 31,30 23,40 26,10 33,30 20,40 5,00 10,00 15,00 20,00 25,00 30,00 35,00 Jun-12Mar-10Mar-09Jun-07Jun-06 10,40 11,90 6,20 11,90 7,60 6,00 7,00 8,00 9,00 10,00 11,00 12,00 Jun-12Mar-10Mar-09Jun-07Jun-06 FBKF Produção industrial
  8. 8. Economia internacional: preços das commodities (Índice base 1967=100) Fonte: CRB e Reuters / Elaboração: ACLacerda 0 200 400 600 800 1.000 1.200 Minerais Agrícolas Combustíveis Índice Geral Tipo Var. % (Jul-12 / Jul-11) Minerais -24,4% Agrícolas -7,2% Combustíveis -14,0% Geral -12,4%
  9. 9. (Var. % Acum. em 12 meses) Países selecionados: evolução da inflação/1 Fonte: Bancos Centrais dos Países, OCDE, The Economist / Elaboração: ACLacerda /1 índices de preços ao consumidor. China: 2,1% EUA: 1,7% Europa: 3,0% México: 4,3% Índia: 10,0% África do Sul: 5,5% -4,0% -2,0% 0,0% 2,0% 4,0% 6,0% 8,0% 10,0% 12,0% 14,0% Brasil: 5,2% Jul-12Jul-09Mai-08 Mai-11
  10. 10. Impactos da crise internacional Ciclo vicioso da crise Crise na Europa • Recessão • Desemprego • Queda nos salários Turbulência • Queda commodities • Aversão ao risco/ Fuga para a qualidade Volatilidade • Câmbio • Bolsas e outros ativos • Nível de atividades Demanda • Queda nas exportações • Menor ingresso de capitais • Adiamento de investimentos Fonte: ACLacerda
  11. 11. Economia internacional: taxas de juros de curto prazo (% a.a.)* continuarão baixas por um longo período… Fonte: FED, BCE, BoJ e BoE / Elaboração: ACLacerda * Até 23.07.12 5,58 0,73 4,27 1,10 0,00 1,00 2,00 3,00 4,00 5,00 6,00 jan/02 abr/02 jul/02 out/02 jan/03 abr/03 jul/03 out/03 jan/04 abr/04 jul/04 out/04 jan/05 abr/05 jul/05 out/05 jan/06 abr/06 jul/06 out/06 jan/07 abr/07 jul/07 out/07 jan/08 abr/08 jul/08 out/08 jan/09 abr/09 jul/09 out/09 jan/10 abr/10 jul/10 out/10 jan/11 abr/11 jul/11 out/11 jan/12 abr/12 jul/12 Reino Unido EUA Europa Japão
  12. 12. Economia mundial: perspectivas, a partir da crise Fonte: ACLacerda • Países desenvolvidos: recessão na Europa, baixo crescimento nos EUA: • Políticas anticíclicas contra os efeitos da crise; • Relativamente longo período de taxas de juros reais baixas/negativas. • Volatilidade dos preços das commodities; • Guerra cambial, guerra comercial e disputas: • Papel do FMI, Banco Mundial, G-20 e OMC; • US$ segue sendo a referência mundial. • Emergentes, especialmente BRICS, ganham relevância para a recuperação da economia internacional.
  13. 13. O quadro internacional A economia brasileira 2 1 Atividade econômica Perspectivas 4 3 Conclusões 5 Agenda
  14. 14. Brasil foi a 6ª maior economia mundial em 2011/1, superando o Reino Unido Fonte: FMI Elaborado por: ACLacerda /1 PIB nominal 2011 (US$ bi. preços correntes). 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 1.163 1.185 1.507 1.536 1.759 1.843 1.884 2.245 2.481 2.500 2.808 3.628 5.855 6.988 15.065 Corea México Austrália Espanha Canadá Índia Rússia Itália Reino Unido Brasil França Alemanha Japão China Estados Unidos 21% 10% 8% 5% 4% 3% 3% 3% 2% 2% 2% 2% Participação percentual no PIB Mundial PIB Mundial USD 71,9 tri. 3% 3% 3%
  15. 15. Total ao ano (2000-2012) Setorial (2011) Brasil: desembolsos do BNDES (em R$ bilhões)* Fonte: BNDES / Elaboração e Prognóstico (p): ACLacerda * preços correntes. Regional (2011) Indústria Infraestrutura Comércio e Serviços Agropecuária 7% 32% 40% 21% 11,3 29,7 68,2 18,8 10,9 Centro-Oeste Sul Sudeste Nordeste Norte 23,0 25,2 37,4 33,5 39,8 47,0 51,3 64,9 90,9 136,4 168,4 138,9 150,0 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012(p)
  16. 16. Brasil: crédito por segmento (% PIB) Países Selecionados: endividamento das famílias (% Renda Líquida/1) Crédito tem um enorme potencial de crescimento no Brasil 42 88 99 104 107 126 148 171 0 20 40 60 80 100 120 140 160 180 Brasil Itália Alemanha EUA França Japão Canadá Reino Unido Fonte: BCB / Elaboração e Prognóstico (p): ACLacerda /1 Renda Bruta menos Impostos de 2010. 1.5 1.3 1.4 1.5 1.7 2.1 2.9 3.8 4.2 7.9 9.2 11.0 12.3 14.3 15.5 17.1 17.5 17.5 15.2 15.2 16.0 17.1 19.2 22.9 24.4 25.3 25.2 0.0 5.0 10.0 15.0 20.0 25.0 30.0 35.0 40.0 45.0 50.0 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 Imobiliário Consumo Empresas 24.6 25.7 28.4 30.9 35.2 40.5 44.4 46.9 47.0 Total
  17. 17. Brasil: a taxa de juros real atingiu o nível histórico mais baixo (%, p.a.)* Fonte: BCB / Elaboração e Prognóstico (p): ACLacerda * Taxa de juros real = taxa nominal de juros, descontada a inflação (ex-post). 25,0 16,5 17,8 18,0 13,3 11,3 13,8 8,8 10,8 11,0 7,5 7,0 12,5 9,3 7,6 5,7 3,1 4,5 5,9 4,3 5,9 6,5 5,0 5,0 11,1 6,6 9,4 11,6 9,8 6,5 7,4 4,3 4,6 4,2 2,4 1,9 0,0 5,0 10,0 15,0 20,0 25,0 30,0 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012(p) 2013(p) Juros Nominais Inflação Juros Reais
  18. 18. Brasil: taxa de câmbio real efetivo* (índice base Jan/00 = 100) vs. nominal (R$ / US$) Fonte: BCB / Elaborado por: ACLacerda * O câmbio real efetivo mede o valor de uma moeda em relação ao valor das moedas de seus principais parceiros comerciais, descontando as variações de inflação registradas pelos mesmos. 0,0 50,0 100,0 150,0 200,0 1,00 2,00 3,00 4,00 CâmbioNominal(R$/US$) CâmbioRealEfetivo Câmbio nominal Câmbio real efetivo Ago/12Dez/08Set/02Mar/95 0,00
  19. 19. Brasil: composição das exportações brasileiras (% do total) Fonte: Funcex / Elaboração: ACLacerda A reprimarização acentuou-se nos anos 2000 18% 49% 65% 35% 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 Produtos Básicos Produtos Semimanufaturados Produtos Manufaturados
  20. 20. Balança Comercial por intensidade tecnológica (em US$ bi)* Balança comercial brasileira de produtos de maior valor agregado fortemente deficitária….. Fonte: SECEX/MDIC/ABINEE/IBGE / Elaboração: ACLacerda * preços correntes -1 3 13 25 34 45 46 40 25 20 30 -25 -51 -41 -65 -80 50 44 34 45 26 51 65 -80 -70 -60 -50 -40 -30 -20 -10 0 10 20 30 40 50 60 70 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 Total Industria de alta e média-alta tecnologia (II) Industria de média-baixa e baixa tecnologia (I) Produtos não industriais US$ bi. 1o.sem/11 1o. Sem/12 Alta e Média Alta (A) -38,6 -40,3 Média-Baixa e Baixa (B) +17,4 +12,5 Saldo Industrial (A+B) -21,2 -27,8 Produtos Não Industriais (C) +34,2 +34,8 Saldo Geral (A+B+C) +13,0 +7,0
  21. 21. Brasil: transações correntes (US$ bi.* e % PIB) Fonte: BCB / Elaboração e Prognóstico (p): ACLacerda * preços correntes -24,2 -23,2 -7,6 4,2 11,7 14,0 13,6 1,6 -28,2 -24,3 -47,3 -52,6 -55,0 -65,0 -80,0 -70,0 -60,0 -50,0 -40,0 -30,0 -20,0 -10,0 0,0 10,0 20,0 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012(p) 2013(p) -2,5% +1,3% -3,8%
  22. 22. O quadro internacional A economia brasileira 2 1 Atividade econômica Perspectivas 4 3 Conclusões 5 Agenda
  23. 23. (Índice Base Jan/02=100) Brasil: produção industrial estagnada nos últimos 4 anos ! Fonte: IBGE / Elaboração: ACLacerda 90 100 110 120 130 140 150 160 170 180 190 200 Indústria Geral Bens de Capital Bens Intermediários Bens de Consumo
  24. 24. PIB Total (Var. %, 12 meses) Desaceleração dos últimos trimestres deve ser revertida nos próximos trimestres Prod. física da Indústria x Vendas do Comércio (Var. % 12 meses) Investimentos e Consumo (Var. %, 12 meses) Importações / Produção Final do Mercado Eletroeletrônico** (%) Jun-12Fev-12Out-11Jun-12Fev-11Set-10 10,8 8,8 7,1 6,9 7,0 3,7 1,3 -0,6 -2,3 Comércio Indústria 2,9 0,7 2,5 5,3 7,6 7,6 6,3 4,9 3,7 2,7 1,9 2,0 2,5 3,53,8 2010: 7,5 -0,3 -1,4 Crescimento 2011: 2,7 2012: 2,0* 2013: 4,0* 2,3 4,2 4,4 0,0 4,3 21,5 4,5 7,0 -8,3 Investimentos: 2,5% (12); 6,0% (13) Q3-09 Q1-13* Q4-13* Consumo: 4,0% (12) ; 4,5% (13) Crescimento 62.5 62.6 61.5 89.0 87.5 88.1 29.1 29.5 27.0 10.0 8.0 10.3 23.7 26.0 26.3 20.4 21.6 21.3 Automação Componentes Equipamentos Telecom. GTD Total (EE) 2009 2010 2011 Fonte: IBGE, ABINEE / Prep. and Prog. (*) : ACLacerda ** Produção Final de EE = Faturamento – Exportações + Importações.
  25. 25. Emergentes x Brasil: indústria de transformação (% PIB)Mundo x Brasil: produção industrial total (Var. % a.a.) Indicadores da indústria brasileira denotam um enfraquecimento do setor em comparação internacional Fonte: FIESP, Banco Mundial, BEA, IBGE e LCA / Elaboração: ACLacerda * Considera o último ano de cada década. 6,1 2,7 9,6 5,86,0 3,1 10,5 0,3 10,0 5,0 0,0 5,0 10,0 15,0 2007 2008 2009 2010 2011 -7,7 -7,4 Mundo (média) Brasil Brasil Coréia do Sul China Índia 27,0 33,2 32,4 16,1 14,6 14,0 20,5 25,5 26,0 27,9 30,5 39,0 37,0 32,0 33,9 12,0 13,0 13,4 13,3 15,9 1960* 1970* 1980* 1990* 2011
  26. 26. Ambiente de Negócios Infraestrutura Educação Inovação Competitividade brasileira: apesar da melhoria recente, o Brasil ainda está longe dos principais países concorrentes Ranking de competitividade do WEF Principais Desafios para o Brasil País Global Competitiveness Report 2010-2011 2011-2012 Coréia do Sul 22 24 China 27 26 Indonésia 44 46 África do Sul 54 50 Brasil 58 53 Índia 51 56 México 66 58 Turquia 61 59 Rússia 63 66 Fonte: WEF / Elaborado por: ACLacerda
  27. 27. Brasil: taxa de investimento (FBKF/PIB, em %) Fonte: IBGE / Elaboração e Prognósticos (p): ACLacerda 16,3 16,4 17,4 19,1 18,1 19,5 19,3 19,0 19,5 0,0 5,0 10,0 15,0 20,0 25,0 2000-2005 (Média) 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012(p) 2013(p)
  28. 28. O quadro internacional A economia brasileira 2 1 Atividade econômica Perspectivas 4 3 Conclusões 5 Agenda
  29. 29. Fonte: BNDES / Elaboração: ACLacerda ** divulgado em 19.04.12. /1 preços constantes de 2011 * CIS = complexo industrial da saúde. Brasil: investimentos previstos para a indústria (2012-15)** – R$ bilhões/1 Setor 2007-2010 (Realizados) 2012-2015 (Previstos) Var. % (Previstos/Realizados) Petróleo e Gás 238 354 +48,7% Extrativa Mineral 68 58 -14,7% Automotivo 35 56 +60,0% Papel e Celulose 20 26 +30,0% Eletroeletrônica 21 25 +19,0% Química 24 25 +4,2% Siderurgia 32 21 -34,4% Têxtil e Confecções 10 14 +40,0% CIS* 10 11 +10,0% Aeronáutica 3 7 +133,3% Indústria 461 597 +29,5%
  30. 30. Investimentos totais anuais Brasil: evolução dos investimentos em infraestrutura (em R$ bilhões)* Fonte: ABDIB / Elaboração: ACLacerda * preços constantes de 2011. Investimentos por setor em 2011 Setor R$ bilhões Transportes e Logística 30,6 Energia Elétrica 39,6 Petróleo e Gás 73,3 Telecomunicações 21,8 Saneamento Básico 7,9 Total 173,2 63,2 70,8 84,6 90,2 107,3 131,1 149,7 169,9 173,2 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 % Público = ~ 60% % Privado = ~ 40% Média – 2003-2011
  31. 31. Investimentos previstos = R$ 922,0 bilhões Brasil: investimentos previstos em infraestrutura entre 2011-2015 (em R$ bilhões)* Energia Elétrica: R$ 142,0 bi. Petróleo e Gás: R$ 424,5 bi. Transportes e Logística: R$ 172,0 bi. Telecomunicações: R$ 98,5 bi. Saneamento Básico: R$ 85,0 bi. 46% 15% 9% 11% 19% Fonte: ABDIB / Elaboração: ACLacerda * preços constantes de 2011.
  32. 32. Brasil: expectativa de vida (anos) Fonte: IBGE / Elaboração: ACLacerda * final da década. 42,7 48,0 52,0 62,5 66,9 68,0 73,4 1940* 1960* 1970* 1980* 1990* 2000* 2010
  33. 33. Brasil: “Bônus Demográfico” Maior efeito entre 2010-2030. Fonte: IBGE / Elaboração: ACLacerda (A) 0 a 10 anos (B) 11 a 65 anos (C) > 65 anos (A) + (C) 0 10 20 30 40 50 60 70 80 90 68% 77% 70% 32% 23% 30% 21% 9% 205020201980 2010 2030
  34. 34. Maior taxa de crescimento do PIB nos próximos anos (Var. % a.a.) … … com melhor distribuição de renda* Fonte e Prognósticos (p) ACLacerda * % da renda total, em milhões 1,7 4,0 2,7 2,0 4,0 2011 2012(p) 2013-2017(p)1999-2002 2003-2010 E D C A/B 17% (33) 20% (39) 54% (105) 9% (18) 12% (24) 18% (37) 58% (118) 12% (24) 28% (49) 27% (47) 38% (66) 7% (13) 175’ 195’ 203’ ClassesdeRenda 2003 2011 2017(f) População Brasil: crescimento do PIB e distribuição de renda no longo prazo
  35. 35. O quadro internacional A economia brasileira 2 1 Atividade econômica Perspectivas 4 3 Conclusões 5 Agenda
  36. 36. • Política Fiscal-Tributária: • Melhorar a eficácia do setor público; • Reduzir o custo de financiamento da dívida pública; • Desonerar investimentos e exportações. •Política Monetária: • Diferenciação dos juros títulos dos longo, médio e curto prazos; • Desindexação – da dívida, de contratos e tarifas públicas; • Sistema de metas de inflação: ampliar horizonte temporal e indicadores; • Aprimorar o leque de captação de expectativas (universo do Boletim Focus, etc). •Política Cambial: • Viabilizar um nível de câmbio real competitivo • reduzir o espaço para as operações de arbitragem: • < diferencial de juro doméstico x internacional; • aprimorar controles cambiais; • tributação. • Influenciar a agenda internacional – regulação e fluxos. Fonte: ACLacerda A coordenação das políticas fiscal, monetária e cambial
  37. 37. Competitividade – fatores chave MacroMacro MesoMeso MicroMicro Competitividade Sistêmica Atuação Empresarial -Políticas Macroeconômicas: - Fiscal - Monetária - Cambial -Políticas Macroeconômicas: - Fiscal - Monetária - Cambial -Políticas de Competitividade: •Industrial •Comercial •Tecnológica-Inovacional -Infraestrutura -Políticas Regulatórias -Educação -Políticas de Competitividade: •Industrial •Comercial •Tecnológica-Inovacional -Infraestrutura -Políticas Regulatórias -Educação -Inovação -Gestão -Produtividade -Qualificação e treinamento -Inovação -Gestão -Produtividade -Qualificação e treinamento Fonte: ACLacerda
  38. 38. Prof. Dr. Antonio Corrêa de Lacerda e-mail: aclacerda@pucsp.br Obrigado !

×