Lição 8 o cristão e o meio ambiente

1.040 visualizações

Publicada em

esboço lição 8 - o cristão e o meio ambiente

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.040
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
31
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Lição 8 o cristão e o meio ambiente

  1. 1. LIÇÃO 8 Tema: O CRISTÃO E O MEIO AMBIENTE
  2. 2. TEXTO ÁUREO “Porque sabemos que toda a criação geme e está juntamente com dores de parto até agora” (Rm 8.22).
  3. 3. OBJETIVOS • RECONHECER que a natureza sofre os efeitos do pecado; • SABER que Deus deu leis ao homem para que os recursos naturais fossem utilizados adequadamente; • ENTENDER que, como filhos do Criador, devemos nos importar com as obras da criação.
  4. 4. PONTO DE CONTATO Nas últimas décadas a questão ambiental passou a ser tema de destaque na mídia e nas discussões políticas. Em virtude das catástrofes ecológicas, poluição e degradação do meio ambiente, o tema vem ocupando proeminência no cenário nacional e internacional, levando o homem a discutir sobre ecologia e responsabilidade ambiental.
  5. 5. Dentro desse contexto, algumas pessoas se mostram indiferentes em relação ao assunto, enquanto outros fazem da preservação da natureza uma verdadeira filosofia de vida, com nuances de religiosidade. A Bíblia tem muito a dizer sobre o tema. Embora possa não discorrer de forma pormenorizada sobre a temática ambiental, ela contém princípios que devem nortear o modo como os servos de Jesus lidam com o meio ambiente. PONTO DE CONTATO
  6. 6. DINÂMICA VOLUNTÁRIOS ?
  7. 7. DINÂMICA • 1. A questão do Meio Ambiente é discutida entre os jovens? É um assunto já comentado ou fala-se pouco, apenas nas escolas e faculdades? • 2. Que ações individuais e coletivas podemos realizar em prol da conservação do Meio Ambiente? • 3. Você prioriza comprar alimentos/produtos ecologicamente corretos? 7
  8. 8. DINÂMICA • 4. Você é a favor ou contra do uso das sacolinhas de supermercado? Alguns cobram por cada uma e outros incentivam o uso de caixas de papelão. O que você acha sobre isso? • 5. Você descarta o lixo no local adequado, quando termina de tomar um refrigerante, chupar uma bala, comer um biscoito, joga ali mesmo ou guarda e descarta em casa, se não tiver lixeira no local? 8
  9. 9. DINÂMICA • 6. O que você acha sobre movimentos ecológicos ativistas que promovem ações radicais em prol da defesa da Natureza? É lícito o cristão se associar a eles? 9
  10. 10. As Escrituras anteveem dias ruins e catastróficos para o planeta (Mt 24.2-8). Portanto, por que o cristão deveria estar interessado em envolver-se com o meio ambiente se é Deus quem veste a erva, que hoje está no campo e amanhã é lançada no forno (Lc 12.28)? Existiria um motivo real para preocupação, visto que o principal foco do salvo precisa ser a vida eterna com Cristo, no céu (Jo 14.1-4)? INTRODUÇÃO
  11. 11. INTRODUÇÃO Uma justificativa equivocada que muitos crentes utilizam para a falta de responsabilidade ambiental é o discurso escatológico.“Jesus está voltando, por que eu deveria me preocupar com o meio ambiente?”, indagam tais pessoas. Um discurso escatológico equivocadoUm discurso escatológico equivocado Então... NÃO case NÃO estude Não Trabalhe
  12. 12. A Ecologia é um assunto que exige respostas francas dos filhos de Deus Os ímpios podem até não se importar com o Criador, mas, muitos deles, levam a sério os assuntos relacionados à natureza. INTRODUÇÃO
  13. 13. 1. A NATUREZA FOI CRIADA ANTES DO HOMEM A Bíblia é muito clara ao registrar que a natureza faz parte da criação de Deus. No capítulo 1 de Gênesis temos o completo relato do princípio do universo e da vida. Todos os elementos da natureza, como o sol e lua, as árvores da floresta, a chuva e a neve, os rios e os córregos, as colinas e as montanhas, os animais e aves, foram criados pelo Senhor.
  14. 14. Por causa da desobediência de Adão, Deus disse que a Terra seria maldita (Gn 3.17). O pecado precipitou o planeta no caos, desencadeando uma série de consequências na natureza, submetendo-a a uma condição de dor (Rm 8.22) 1.1. O castigo da Terra1.1. O castigo da Terra 1. A NATUREZA FOI CRIADA ANTES DO HOMEM
  15. 15. Três fatos fundamentais na narrativa bíblica: 1.1. O castigo da Terra1.1. O castigo da Terra 1. A NATUREZA FOI CRIADA ANTES DO HOMEM A criação (Gn 1); A Queda (Gn 3) e a redenção (Gn 3.15).
  16. 16. 1.1. O castigo da Terra1.1. O castigo da Terra 1. A NATUREZA FOI CRIADA ANTES DO HOMEM A reconciliação entre Deus e homem deu-se no Calvário, no entanto, seu ponto culminante acontecerá depois que a Igreja estiver reunida com Cristo (Ap 19.7,8), e Ele fizer um novo céu e uma nova terra (Ap 21.1).
  17. 17. 1.2. O intruso na natureza1.2. O intruso na natureza 1. A NATUREZA FOI CRIADA ANTES DO HOMEM O homem retira da natureza riquezas necessárias à sua sobrevivência, sejam elas de origem mineral, animal ou vegetal; A exaustão dos recursos não se deve exclusivamente a isto. Antes, tamanha degradação tem origem muitas vezes na ganância e pelo desejo do progresso desenfreado.
  18. 18. 1.2. O intruso na natureza1.2. O intruso na natureza 1. A NATUREZA FOI CRIADA ANTES DO HOMEM O egoísmo do homem caído utiliza os suprimentos destinados a subsistência do corpo como fonte de enriquecimento. Fato é que o único ser dotado de racionalidade, no planeta, é o que mais pratica atos irracionais contra ele próprio (Rm 7.18; Jo 2.25).
  19. 19. 1.3. Uma proposta panteísta1.3. Uma proposta panteísta 1. A NATUREZA FOI CRIADA ANTES DO HOMEM Crescimento do número de pessoas preocupadas com o planeta; Ambientalistas causavam impressão de que uma árvore ou uma ave tinha mais valor do que um ser humano; Alguns extrapolavam, pregando o panteísmo (Deus é tudo, e tudo é Deus)
  20. 20. 1.3. Uma proposta panteísta1.3. Uma proposta panteísta 1. A NATUREZA FOI CRIADA ANTES DO HOMEM E tudo era bom. Essa é a razão pela qual a natureza é tão bela, e os céus proclamam a glória de Deus (Sl 19.1). À luz das Escrituras entendemos que o universo não é fruto da evolução e do acaso, mas de um desígnio perfeito. Concluímos, também, que o Criador não se confunde com a sua criação, diferentemente do que afirmam as religiões panteístas — que entendem que Deus é tudo e tudo é Deus.
  21. 21. 2. A RESPONSABILIDADE DO HOMEM PARA COM A NATUREZA O homem é dotado de racionalidade, o que não ocorre com as outras espécies animais. O Senhor designou algumas atividades para Adão, no Éden: lavrar e guardar a terra (Gn 2.15). Dessa forma percebemos que Deus não criou o homem para o ócio.
  22. 22. Dessa passagem bíblica, extraímos o conceito de mordomia. Isto é, a terra pertence ao Senhor (Sl 24.1), mas o homem é o mordomo, aquele que administra os bens de Deus aqui, o que implica responsabilidade, fidelidade (1Co 4.2) e zelo pela criação, pois o administrador deve prestar contas daquilo que não lhe pertence (Mt 25.14-22). 2. A RESPONSABILIDADE DO HOMEM PARA COM A NATUREZA
  23. 23. 2. A RESPONSABILIDADE DO HOMEM PARA COM A NATUREZA O Jardim foi plantado (heb. nãta) por Deus (Gn. 2.8), para que o homem pudesse cuidar e cultivá-lo. Deus forma, mas o homem possui a responsabilidade de ser o mordomo do jardim. Nenhuma outra criatura recebeu esse encargo.
  24. 24. 2.1. Leis ambientais divinas2.1. Leis ambientais divinas 2. A RESPONSABILIDADE DO HOMEM PARA COM A NATUREZA 2.1.1. O Ano Sabático da terra2.1.1. O Ano Sabático da terra 2.1.2. O Ano do Jubileu2.1.2. O Ano do Jubileu 2.1.3. Leis peculiares2.1.3. Leis peculiares
  25. 25. 2.1. Leis ambientais divinas2.1. Leis ambientais divinas 2. A RESPONSABILIDADE DO HOMEM PARA COM A NATUREZA 2.1.1. O Ano Sabático da terra2.1.1. O Ano Sabático da terra 1º ano Plantio e cultivo 2º ano Plantio e cultivo 3º ano Plantio e cultivo 4º ano Plantio e cultivo 5º ano Plantio e cultivo 6º ano Plantio e cultivo 7º Ano (Ano Sabático) DESCANSO DA TERRA
  26. 26. 2. A RESPONSABILIDADE DO HOMEM PARA COM A NATUREZA 2.1.2. O Ano do Jubileu2.1.2. O Ano do Jubileu 43º ano Plantio e cultivo 44º ano Plantio e cultivo 45º ano Plantio e cultivo 46º ano Plantio e cultivo 47º ano Plantio e cultivo 48º ano Plantio e cultivo 49º Ano (Ano Sabático) 50º Ano (Ano do Jubileu) 50º ANO: Devolução de terras aos donos originais e de servos às suas famílias
  27. 27. 2.1. Leis ambientais divinas2.1. Leis ambientais divinas 2. A RESPONSABILIDADE DO HOMEM PARA COM A NATUREZA No Antigo Testamento, vemos o esmero de Deus com os animais e com a terra. O plano do Altíssimo para a nova civilização após o Dilúvio envolvia a preservação da espécie animal (Gn 8.17). O Senhor estabeleceu para a nação de Israel a guarda do sétimo ano para descanso da terra (Lv 25.1-7), com o objetivo de evitar a deterioração do solo pelo uso abusivo e egoísta. Proibiu, também, o tratamento cruel contra animais e aves (Dt 22.6.7; 25.4). Logo, usar com sabedoria e prudência os recursos naturais disponíveis é uma recomendação bíblica aos servos de Jesus.
  28. 28. PENSE!   Cuidar da terra e da natureza não é uma opção. É um mandato outorgado pelo Criador.
  29. 29. Dia mundial do meio ambiente - 2015Dia mundial do meio ambiente - 2015 3. O MAU USO DA TERRA A  campanha  chama  atenção  para  sinais  claros  de  esgotamento  ou  mudança  irreversível  em  diversos  ecossistemas  da  Terra,  impulsionados pelo alto crescimento  populacional  e  desenvolvimento  econômico. Em 2050, se o consumo  e  produção  atuais  permanecem  os  mesmos, a população deverá atingir  9,6 bilhões. Se  isso  se  comprovar,  seria  preciso  ter  três planetas para sustentar os nossos modos de vida e
  30. 30. VÍDEOVÍDEO 3. O MAU USO DA TERRA
  31. 31. 4.1 Período negativo: sete anos de grande  tribulação virão sobre a Terra 4.1 Período negativo: sete anos de grande  tribulação virão sobre a Terra 4. O FUTURO DO PLANETA TERRA
  32. 32. 4.2 Período positivo: passados os sete anos  da grande tribulação 4.2 Período positivo: passados os sete anos  da grande tribulação 4. O FUTURO DO PLANETA TERRA
  33. 33. CONCLUSÃO Sabendo de antemão que o mundo passará por  tribulações,  pode  parecer  mais  cômodo  e  sensato  deixar  a  vida  seguir  o  seu  curso.  De  modo geral, alguns podem crer que nosso dever  se  resume  à  anunciação  do  evangelho,  e,  no  máximo,  à  proclamação  do  arrebatamento  da  igreja.
  34. 34. CONCLUSÃO Como  filhos  do  Eterno,  cabe-nos  a  postura  de  mordomos  do  planeta,  pelas  seguintes  razões:  primeiro,  porque  Jesus  ainda  não  voltou;  segundo, porque os juízos serão lançados sobre  a  Terra  por  anjos  e  não  por  nós;  e,  terceiro,  porque  o  respeito  por  Deus  requer  o  respeito  por aquilo que Ele criou.
  35. 35. HORA DA REVISÃO     1. Que ordens Deus deu ao homem em relação  à Terra, quando a criou? Lavrar e cuidar dela (Gênesis 2.15).  2. O que significa Ano Sabático da terra? Um ano de descanso da terra após seis anos de cultivo (Lv 25.1-7)  3. De acordo com o livro de Apocalipse, as  previsões sobre o planeta são boas ou ruins? Ruins (Ap 6-18).

×