Apresentação lição ebd 1

197 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
197
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação lição ebd 1

  1. 1. EBD lição 1 O modelo de Deus para a formação da família
  2. 2. Introdução Os primeiros capítulos de Gênesis são riquíssimos em moldes que podem e devem ser utilizados na formação da família. Afinal não há ali nenhuma ação humana, portanto, ninguém pode dizer que são apenas produtos de uma época que há muito está ultrapassada. Todas as providências foram tomadas pelo próprio Deus.
  3. 3. Todas as providências foram tomadas pelo próprio Deus. O modo como o Criador cuidou de cada detalhe na execução da Sua obra deve inspirar e orientar todas as ações dos cristãos na formação de suas famílias. Voltemos ao princípio de tudo:
  4. 4. Sinopse do tópico 1 Era o desejo de Deus que o homem fosse concebido como um ser especial. Deus espelhou-se em si mesmo para elaborar o projeto do homem que Ele desejava fazer.
  5. 5. 1. A criação do homem A Bíblia registra três etapas no processo de concepção do homem na mente de Deus. A primeira se relaciona à área da vontade, do desejo, da intenção. A segunda faz referência ao modo como deveria ser o ente que Deus pretendia formar e aponta para o projeto. A terceira se refere aos propósitos de Deus para aquele ser.
  6. 6. 1.1Deus desejou fazê-lo. O termo aqui é aspiração, que significa desejo ardente... Era o desejo de Deus que o homem fosse concebido como um ser especial.
  7. 7. 1.2. Deus projetou em Sua mente como seria o homem e a mulher. Imagem e semelhança ( Gn 1.26). Em termos bem simples, Deus espelhou-se em si mesmo para elaborar o projeto do homem que Ele desejava fazer. O que significa imagem e semelhança?
  8. 8. 1.3. Deus definiu os propósitos para o homem. 1O propósito da representação de Si mesmo no homem. Gn 1.26. 2 O propósito do governo. Gn 1.26 3 O propósito da procriação = Família. Gn 1.28a 4 O propósito do serviço. Gn 2.15 5 O propósito da adoração. Gn 1.31
  9. 9. SINOPSE DO TÓPICO 2 Deus recria e reorganiza a Terra para que o homem a governasse. 2. Deus construiu um mundo para o homem.
  10. 10. Deus desejou formar o homem, definiu como este deveria ser e estabeleceu para ele um grandioso propósito. Porém, antes de executar o projeto, era necessário preparar uma habitação para o homem.
  11. 11. Um lugar onde ele pudesse desenvolver todas as suas potencialidades e cumprir o propósito da sua criação. Vejamos as providências que Deus tomou neste sentido:
  12. 12. 2.1. Recriou e reorganizou a Terra para receber o homem Deus restaurou a Terra e fez todas as adaptações necessárias para que se tornasse adequada para receber o homem que Ele faria. O Criador poderia criar uma habitação completamente nova, mas preferiu restaurar a Terra que havia sido transtornada, possivelmente pelo impacto da queda de Satanás sobre ela (Gn1.2; Is 14.12)
  13. 13. Nota teológica Sobre a recriação da terra, devemos salientar que a corrente teológica sobre a “queda” de Satanás que supostamente aparece entre os versos 1 e 2 do capítulo 1 Gêneses, é uma tese. Isso se deve ao fato de que o termo vazia no hebraico significa caos. O certo é que algo aconteceu com a terra; só não se sabe exatamente o que foi que houve nesse período.
  14. 14. Veja esses textos de Isaías: Isaias 14.12 – “Como caíste do céu, ó estrela da manhã, filha da alva! Como foste lançado por terra, tu que debilitavas as nações!”
  15. 15. Isaias 45.18: “Pois assim diz o SENHOR, que criou os céus, ele é Deus; que moldou a terra e a fez, ele fundou-a; não a criou para estar vazia, mas a formou para ser habitada; ele diz: “Eu sou o Senhor, e não há nenhum outro”.
  16. 16. 2.2. Criou condições de vida e de crescimento para a humanidade Deus planejou o homem com capacidade de dominar; governar (Gn 1.26b) e também com uma mente imaginosa e criativa, que estaria em constante e ilimitado progresso.
  17. 17. . Era necessário, então, criar condições para que ele desenvolvesse estas habilidades e potenciais natos. Assim, antes de formar Adão, Deus reorganizou o reino mineral e criou os animais e os vegetais.
  18. 18. Lidando com a natureza, a fim de descobrir as melhores e mais eficientes maneiras de utilizar os recursos naturais e obter deles o mantimento diário (Gn 1.29,30), o ser humano poderia desenvolver a mente, o pensamento e a agilidade física.
  19. 19. No trato com a criação inferior, poderia recorrer a Deus sempre que desejasse compartilhar com Ele seus avanços e deleites ou simplesmente informar-se a respeito de algo, mantendo, assim, o desenvolvimento de sua relação com Ele.
  20. 20. 2.3. Certificou-se de que tudo era de boa qualidade Depois de restaurar a Terra e tomar todas as providências criadoras para que ela se tornasse habitável, Deus fez o que nós, em muitas ocasiões, negligenciamos: inspecionou a própria obra e certificou-se de que tudo era bom.
  21. 21. Por ser perfeito em todas as Suas obras, Deus não precisava desta última ação, mas Ele a executou para exemplo nosso. Se quisermos honrar a Deus, nunca devemos dar nenhuma obra por acabada enquanto não tivermos certeza de que tudo está de fato bom (Mt 5.48 Sede vós, pois, perfeitos, como perfeito é o vosso Pai que está nos céus.).
  22. 22. SINOPSE DO TÓPICO 3 O homem foi criado para ser santo, irrepreensível, filho de Deus, para agrado e louvor dEle.
  23. 23. 3. Deus capacitou o homem para viver Seria impossível ao homem cumprir o propósito de sua formação se Deus não o capacitasse para isto. Assim, Ele tomou providências intrínsecas ao homem, que são aquelas relacionadas ao caráter, natureza e potencialidades.
  24. 24. Dispôs também de um lugar adequado para o começo de tudo e de um plano de ação pelo qual o homem pudesse se orientar. Observemos as ações de Deus:
  25. 25. 3.1. Fazendo o homem semelhante Ele No primeiro tópico vimos que Deus planejou fazer o homem a Sua própria imagem e semelhança, Sabe por quê? Por causa da resolução do Criador para o homem: “Para que sejamos santos, irrepreensíveis, filhos de Deus, para o agrado e louvor de Deus” (Ef 1.4,5,6).
  26. 26. Como seria possível atingirmos tão elevado propósito se Ele não colocasse em nós um pouco de Si mesmo? É maravilhoso constatarmos que Deus não pede de nós coisa alguma que primeiro Ele não nos tenha dado. Isto serve de modelo para aqueles que desejam formar uma família. É um princípio imutável estabelecido pelo próprio Deus.
  27. 27. Para que a esposa seja agradável ao marido, este deve dar a ela tudo o que ela precisar. Desde compreensão, companheirismo, amizade, proteção, aprovação, perdão e consideração, que não devem ser dedicados do mesmo modo a ninguém mais, até coisas materiais que possam tornar a vida dela mais confortável e menos desgastada e estressante.
  28. 28. 3.2. Preparando para Adão o lugar onde ele deveria começar a vida Em Gênesis 2.5, lemos que Deus criou os embriões da vida na Terra, mas os deixou adormecidos, aguardando a presença e a ação da humanidade. Nos versículos 8 e 9, lemos que Deus escolheu um lugar, o Éden, e ali fez brotar tudo o que em outras regiões do planeta permanecia apenas como sementes.
  29. 29. O jardim foi um presente de Deus, pronto para ser desfrutado (v 15). Seria o lugar onde Adão começaria a vida e onde aprenderia a se relacionar com Deus (Gn 2.16,17; 3.8), com a natureza (Gn 3.19,20), com o outro sexo (Gn 3,23) e com os descendentes. O que temos preparado para dar aos nossos filhos quando chegar o momento de eles iniciarem um novo núcleo familiar?
  30. 30. Deus plantou "um jar-dim no Eden, na direção do Oriente" (Gn 2:8). Éden significa "deleite" ou "lugar de muita água" e indica que esse jardim era um pa-raíso vindo das mãos de Deus. A história da Bíblia começa com um belo jardim, no qual o homem caiu em pecado, mas termina com a "nova Jerusalém", uma cidade de grande beleza (Ap 21 - 22), na qual não haverá pe-cado.
  31. 31. 3.3. Fornecendo ao casal um plano de ação Deus apresentou ao primeiro casal todas as demais criações terrenas e disse-lhe: “Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra” (Gn 1.28).
  32. 32. A frutificação e a multiplicação da espécie humana foram o meio planejado por Deus para que o homem pudesse dominar a Terra Deus garantiu em Seu plano que a humanidade teria livre acesso aos bens terrestres: “E a todo o animal da terra, e a toda a ave dos céus, e a todo o réptil da terra, em que há alma vivente, toda a erva verde sem para mantimento”...
  33. 33. “Eis que vos tenho dado toda a erva que dá semente e que está sobre a face de toda a terra; e toda a árvore em que há fruto que dá semente, ser-vos-á para mantimento” (Gn 1.29,30). Deus planejou também o modo de segurança:
  34. 34. “Mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás” (Gn 2.17). Assim também devemos orientar nossos filhos para a vida, principalmente para que sejam esposos e pais exemplares.
  35. 35. Quando ordenou o SENHOR Deus ao homem, Ele deixou claro sua relação soberana com o homem e a relação subordinada do homem com Ele. Deus tinha este direito, porque Ele é o Criador e o homem é a criatura. Para expressar proibição, aqui é empregada a maneira mais forte possível em hebraico para colocar a árvore da ciência do bem e do mal fora da alçada do homem.
  36. 36. Conclusão Após estudarmos o modelo de Deus para a formatação da família, ou seja, o modo como Deus cuidou de cada detalhe na execução da Sua obra, poderemos encontrar inspiração e sermos orientados para seguir na direção que o Senhor deseja para cada um de nós.
  37. 37. As lições que a Bíblia nos apresenta através do relato da criação devem ser colocadas em prática, com a sabedoria e humildade que o Espírito Santo ministrará em cada um, para que nossa família seja para glória e louvor do Senhor!
  38. 38. QUESTIONÁRIO 1. Quais as três etapas que a Bíblia relata sobre o processo de concepção do homem na mente de Deus? R: A área da vontade, do projeto, e dos propósitos de Deus.
  39. 39. 2. Quais são os propósitos de Deus ao criar o homem, segundo a lição? R: Formar uma grande família de muitos filhos à Sua própria imagem e semelhança, e encher com eles a Terra para expressar através deles a Sua glória e autoridade.
  40. 40. 3. O que Deus fez com a terra para receber o homem? R: Deus a restaurou e fez todas as adaptações necessárias para que ela se tornasse adequada para receber o homem.
  41. 41. 4. Qual a resolução de Deus ao criar o homem? R: Que seja santo, irrepreensível filho de Deus, para o agrado e louvor dEle.
  42. 42. 5. Qual foi o plano de Deus para que o homem pudesse dominar a terra? R: Frutificação e a multiplicação da espécie humana foram o meio planejado por Deus para que o homem pudesse dominar a terra.
  43. 43. Definição original bíblica de família Segundo o dicionário de Houaiss, o vocábulo “família” pode significar, num sentido mais restrito “grupo social básico, formado por pai, mãe e filhos”, num sentido mais abrangente “pessoas ligadas entre si pelo casamento ou qualquer parentesco”, e ainda num sentido geral “grupo de seres ou coisas com características comuns”.
  44. 44. No hebraico bíblico, o termo para família é mispahah, que significa “família, clã”, isto é, todos os integrantes de um grupo que estavam relacionados por sangue e que ainda sentiam um senso de consanguinidade, parentesco.
  45. 45. No grego do Novo testamento, temos a palavra oikos, que pode significar “habitação, casa, lar ou família (I Tm 5.4) e patria, que primeiramente significa “ascendência, linhagem, tribo (Lc 2.4, At 3.25, Ef 3.15). A palavra “família” é de origem latina famíliae, e é usada para definir um vínculo doméstico, íntimo.
  46. 46. A família (ou lar) é a mais importante instituição social estabelecida por Deus, sendo ela mesma a base de todas as outras. A destruição, inversão de valores, deturpação, descaracterização e a desmoralização da família, implicam diretamente num profundo caos, produzindo os mais terríveis danos à humanidade, quer sejam de ordem moral, espiritual, econômica, fraternal e social.

×