O slideshow foi denunciado.

Informatica na Educação

2.374 visualizações

Publicada em

Publicada em: Design, Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Informatica na Educação

  1. 1. EDUCAÇÃO E TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Profa Lisiane Cezar de Oliveira http://sites.google.com/lysyifrs [email_address]
  2. 2. <ul><li>Apresentação do Plano de Ensino </li></ul><ul><li>A importância da Informática na Educação para o Século XXI </li></ul><ul><li>Paradigmas científicos e sua influência na concepção de tecnologia aplicada à educação. </li></ul>Roteiro
  3. 3. <ul><li>A tecnologia é uma tecnologia da inteligência, fruto do trabalho do homem em transformar o mundo, e é também ferramenta desta transformação. </li></ul><ul><li>Pierre Lévy (1993) </li></ul>
  4. 4. Sociedade Feudal <ul><li>Corveia: O servo deveria prestar trabalho gratuito ao senhor feudal. </li></ul><ul><li>Banalidade: Pagamento de uma taxa por utilizar os instrumentos do senhor feudal. </li></ul><ul><li>Capitação : Imposto anual pago por cada indivíduo ao senhor feudal. </li></ul><ul><li>Talha : Parte da produção do servo deveria ser entregue ao nobre. </li></ul><ul><li>Heriot : Taxa paga pelo servo ao assumir o feudo no lugar de seu pai que veio a morrer. </li></ul>Poder = Terra
  5. 5. Sociedade Industrial <ul><li>Alienação do homem em relação ao seu trabalho. </li></ul><ul><li>Tarefas Repetitivas </li></ul><ul><li>O trabalhador poderia esquecer seu cérebro em casa, pois seu trabalho não prescindia em criatividade e inteligência </li></ul>Poder = Capital + Trabalho
  6. 6. Sociedade do Conhecimento <ul><li>Se antes a terra, e depois o capital eram os fatores decisivos de produção... Hoje o fator decisivo é cada vez mais, o homem em si, ou seja, seu conhecimento. </li></ul><ul><ul><ul><li>Papa João Paulo II </li></ul></ul></ul>
  7. 7. <ul><li>Primeira Onda – 10.000 anos atrás </li></ul><ul><ul><li>Nômades  Agrícola </li></ul></ul><ul><li>Segunda Onda – 300 anos atrás </li></ul><ul><ul><li>Agrícola  Industrial </li></ul></ul><ul><li>Terceira Onda – 55 anos atrás </li></ul><ul><ul><li>Industrial  Conhecimento </li></ul></ul>
  8. 8. <ul><li>&quot;Imagine um grupo de viajantes do tempo de um século anterior, entre eles um grupo de cirurgiões e outro de professores primários, cada qual ansioso para ver o quanto as coisas mudaram em sua profissão a cem anos ou mais no futuro. </li></ul><ul><li>Imagine o espanto de os cirurgiões entrando numa sala de operações de um hospital moderno. Embora pudessem entender que algum tipo de operação estava ocorrendo e pudessem até mesmo ser capazes de adivinhar o órgão-alvo, na maioria dos casos seriam incapazes de imaginar o que o cirurgião estava tentando fazer ou qual a finalidade dos muitos aparelhos estranhos que ele e sua equipe cirúrgica estavam utilizando. Os rituais de anti-sepsia e anestesia, os aparelhos eletrônicos com seus sinais de alarme e orientação e até mesmo as intensas luzes, tão familiares às platéias de televisão, seriam completamente estranhos para eles. </li></ul><ul><li>Os professores viajantes do tempo responderiam de uma forma muito diferente a uma sala de aula de primeiro grau moderna. (...) mas perceberiam plenamente a finalidade da maior parte do que se estava tentando fazer e poderiam, com bastante facilidade, assumir a classe. </li></ul>Uma passagem do livro A Máquina das Crianças, de Seymour Papert
  9. 9. <ul><li>Década de 50 </li></ul><ul><li>Atualidade </li></ul>
  10. 11. Video da Revoluti
  11. 12. Vídeo da Modernização da Escola
  12. 13. As novas tecnologias na atual sociedade <ul><li>Uma das funções da escola, por meio de seus educadores, é estimular os alunos a interagir com essa tecnologia que, em pleno século XXI, se torna fundamental, pois todas as esferas da cadeia produtiva da sociedade utilizam esse sistema. </li></ul>
  13. 14. <ul><li>A presença inegável da tecnologia na sociedade contemporânea constitui a primeira base para que haja necessidade de sua presença na escola. </li></ul>
  14. 15. <ul><li>As novas tecnologias da informação e da comunicação transformam espetacularmente não só nossas maneiras de comunicar, mas também de trabalhar, de decidir, de pensar”. (PERRENOUD apud OLIVEIRA, 2001, p. 7). </li></ul>
  15. 17. <ul><li>Freire  “acredita que o educador não será capaz de ajudar o educando a superar a “ignorância” enquanto não superar a sua própria. </li></ul><ul><li>Isto mostra que o professor deve estar sempre em busca do conhecimento, do saber; precisa estar em constante descoberta. Não se quer dizer que deva saber tudo o que acontece no mundo, mas encontrar-se sempre aberto para os acontecimentos, aqui para a utilização das novas tecnologias como mediadora no processo”. </li></ul>
  16. 18. <ul><li>“ Ninguém educa ninguém, como tampouco ninguém se educa a si mesmo: os homens se educam em comunhão, mediatizados pelo mundo.” </li></ul><ul><li>( Paulo Freire 1993). </li></ul>
  17. 19. Reflexão <ul><li>Os professores não estão sensibilizados quanto ao uso da informática na área educacional? </li></ul><ul><li>Por que não, se os demais profissionais das diversas áreas do conhecimento humano já utilizam a informática como instrumento auxiliar de seus trabalhos? </li></ul>
  18. 20. Behaviorismo/ Comportamentalismo <ul><li>No que se pauta o Behaviorismo/ Comportamentalismo? </li></ul><ul><ul><li>acreditava-se que o processo de aprendizagem era fruto de memorizações provenientes de repetições de ações realizadas pelos estudantes. </li></ul></ul><ul><li>Em 1950 propôs uma máquina para ensinar [Skinner 53]. </li></ul>Skinner é atualmente apontado como o principal expoente de um grupo de pesquisadores que constituíram o modelo pedagógico que ficou conhecido como condutivismo ou behaviorismo, consolidado a partir de 1930 [POZO 98],
  19. 21. Máquina de Ensinar
  20. 22. Máquina de Ensinar
  21. 23. Vídeo – Máquina de Ensinar
  22. 24. Instrucionismo - Pedagogia <ul><li>O  instrucionismo  é uma corrente pedagógica baseada na teoria didática tecnicista sustentada pela teoria da aprendizagem comportamentalista (behaviorista).  </li></ul><ul><li>Valoriza-se a estrutura curricular </li></ul><ul><li>É estabelecida uma aprendizagem mecânica de assimilação e repetição de informações.  </li></ul><ul><li>O computador é usado como uma “ máquina de ensinar ” cuja abordagem é a transmissão de informação para o aluno. </li></ul><ul><li>Com freqüência, os computadores em sala de aula eram vistos como uma “uma forma mecânica e desumana de treinamento” [1], uma “ pseudo-inovação  reduzindo as novas possibilidades abertas pelo uso das tecnologias à simples otimização das práticas tradicionais” [2].   </li></ul>
  23. 25. Recursos Instrucionistas <ul><li>Tutorial </li></ul><ul><li>Sites de conteúdo  </li></ul><ul><li>(diferencio aqui um  site  em que busca passar informações para o aluno; e a realização de pesquisas em que o aluno é quem seleciona ativamente e constrói o conhecimento, o que consiste, portanto, no uso da informática numa perspectiva construtivista) </li></ul><ul><li>Vídeo-aula (difundidas atualmente pelo YouTube) </li></ul><ul><li>Jogo de exercício-e-prática </li></ul><ul><li>Apresentação multimídia </li></ul>
  24. 26. Abordagem Tecnicista <ul><li>Papel da Escola - treinar os alunos, funcionando como modeladora do comportamento humano em decorrência das exigências da sociedade capitalista. </li></ul><ul><li>Papel do Professor - engenheiro comportamental, de acordo com a teoria behaviorista , caracteriza sua aula pela transmissão e reprodução do conhecimento e converte sua prática em uma busca incessante dos comportamentos desejados, utilizando, para isso, o condicionamento arbitrário. </li></ul><ul><li>Papel do Aluno - um mero expectador frente à realidade objetiva e aprende mediante as técnicas de estímulo e reforço. </li></ul>
  25. 27. Abordagem Tecnicista <ul><li>Profissional – </li></ul><ul><ul><li>É considerado competente quanto maior a capacidade de seguir à risca os manuais de instruções. </li></ul></ul><ul><li>Metodologia </li></ul><ul><ul><li>assenta na repetição e no treino como forma de retenção de conteúdos. </li></ul></ul><ul><li>Avaliação </li></ul><ul><ul><li>visa o produto e a preocupação é se o aluno alcançou ou não os objetivos (BEHRENS, 2005). </li></ul></ul>
  26. 28. Abordagem Tecnicista <ul><li>Práticas Pedagógicas </li></ul><ul><ul><li>Ênfase na reprodução do conhecimento, nas aulas expositivas e nos exercícios repetitivos </li></ul></ul><ul><ul><li>as tecnologias na educação aparecem como ferramentas para facilitar a reprodução fiel de conteúdos auxiliando a assimilação e a repetição. </li></ul></ul><ul><ul><li>O acento não reside sobre o professor ou o aluno, mas nos próprios meios sem se questionar suas finalidades. </li></ul></ul><ul><ul><li>Desse modo, a utilização de tecnologias na escola tecnicista foi associada a uma visão limitada de educação onde a função do aluno é aprender a fazer. </li></ul></ul>
  27. 29. Desafio <ul><ul><li>30 minutos - Criar no Power Point um material instrucional embasado na teoria da aprendizagem comportamentalista </li></ul></ul><ul><ul><li>30 minutos para apresentação </li></ul></ul><ul><ul><li>30 minutos para reflexão </li></ul></ul>

×