SlideShare uma empresa Scribd logo
ad 
QUÍMICA 
Aula 11: Competências Gerais do Enem 
Prof. Elio Ferreira 
MISSÃO DA EDUCAÇÃO: 
Transmitir conhecimentos 
sobre a diversidade da espécie 
humana e levar as pessoas a 
tomar consciência das 
semelhanças e dependências 
entre os seres humanos do 
planeta. 
A Comissão Internacional sobre Educação para o 
século XXI, da Unesco, desenvolveu trabalhos 
educacionais que resultaram em um relatório que 
ressalta os quatro pilares da educação: 
a) Aprender a conhecer: supõe, antes de tudo 
aprender a aprender, exercitando a atenção, a memória 
e o pensamento 
b) Aprender a fazer: Combina a qualificação técnica 
e profissional, o comportamento social, a aptidão para 
o trabalho em equipe e a capacidade de iniciativa. 
c) Aprender a viver juntos: A viver com os outros 
desenvolvendo a compreensão do outro e a percepção 
da interdependia – realizarem projetos comuns e 
preparem para gerir conflitos. 
d) Aprender a ser: Via essencial que integra as três 
precedentes. 
O Enem espera que o aluno ao entrar na universidade 
esteja apto a utilizar os conhecimentos que adquira a 
fim de ajudar no desenvolvimento da humanidade. 
Para saber quais são os candidatos que atingiram tais 
valores, a prova faz a avaliação por critérios de 
competências e habilidades. 
De acordo com o MEC: 
“Competências são as modalidades da inteligência 
que usamos para estabelecer relações entre o que 
desejamos conhecer. Já as habilidades são 
competências adquiridas e estão ligadas ao ‘saber 
fazer’”. 
Vejamos quais são as cinco competências gerais 
(eixos-cognitivos) cobradas na prova: 
I. Dominar Linguagens (DL), 
II. Compreender Fenômenos (CF), 
III. Enfrentar Situações-Problemas (SP), 
IV. Construir Argumentações (CA), 
V. Elaborar Propostas (EP) 
Conhecendo agora as Habilidades e Competências 
do Enem, fica mais fácil para que o estudante se 
esforce mais em saber não só dos conteúdos das 
disciplinas, mas também de conteúdos de assuntos 
gerais. 
Veja como as Competências, Habilidades e 
Conhecimentos adquiridos durante o ensino médio 
ajudariam cidadãos críticos a resolverem uma 
problemática de suas cidades: 
(ENEM/2005) Moradores de três cidades, aqui 
chamadas de X, Y e Z, foram indagados quanto 
aos tipos de poluição que mais afligiam as suas 
áreas urbanas. Nos gráficos abaixo estão 
representadas as porcentagens de reclamações 
sobre cada tipo de poluição ambiental. 
Considerando a queixa principal dos cidadãos de 
cada cidade, a primeira medida de combate à 
poluição em cada uma delas seria, 
respectivamente: 
Para resolver este item, o respondente deveria... 
Primeiramente, fazer uma leitura dos três gráficos 
e identificar os tipos de poluição comuns as três 
cidades e depois compreender qual deles. 
Depois, utilizando seus conhecimentos adquiridos 
na educação básica propor os melhores meios de 
combatê-las, considerando fatores ambientais, 
sociais e econômicos.
AGORA É A SUA VEZ 
(ENEM/2010) O lixão que recebia 130 toneladas de 
lixo e contaminava a região com seu chorume (liquido 
derivado da decomposição quimica de compostos 
orgânicos) foi recuperado, transformando-se em um 
aterro sanitário controlado, mudando a qualidade de 
vida e a paisagem e proporcionando condições dignas 
de trabalho para deles subsistiam. 
Revista Promoção da Saúde da Secretaria de Políticas de Saúde. Ano 
1, n° 4, dez. 2000 (adaptado). 
Quais procedimentos técnicos tornam o aterro 
sanitário mais vantajoso para o lixão, em relação 
às problemáticas do texto? 
a) O lixo é recolhido e incinerado pela combustão a 
altas temperaturas. 
b) O lixo hospitalar é separado para ser aterrado e 
sobre ele, colocado cal virgem. 
c) O lixo orgânico e inorgânico e encoberto, e o 
chorume canalizado para ser tratado e neutralizado. 
d) O lixo orgânico é completamente separado do lixo 
inorgânico, evitando a formação do chorume. 
e) O lixo industrial é separado e acondicionado de 
forma adequada, formando uma bolsa de resíduos. 
Agora vamos ver mais detalhadamente as 
competências gerais do Enem, deixando os detalhes 
das habilidades para a próxima aula. Mas vale 
ressaltar que não se avaliam habilidades de 
competências de modo isolado, de fato elas se inter-relacionam 
e se interpenetram. 
As competências (eixos cognitivos) mínimas que o 
candidato devera possuir para resolver uma questão da 
prova, a competência pode ser traduzida como uma 
espécie de “saber fazer”, isto é, saber lidar com as 
diferentes situações e problemas que se colocam de 
nos no dia a dia. 
São cinco as competências gerais do ENEM, são elas: 
1. Dominar Linguagens (DL); 
2. Compreender Fenômenos (CF); 
3. Enfrentar Situações-Problemas (SP); 
4. Construir Argumentações (CA); 
5. Elaborar Propostas (EP). 
1. Dominar Linguagens (DL): Esse eixo diz respeito 
às habilidades de leitura, isto é, o candidato ao ler um 
texto deve saber observar, analisar, relacionar, 
concluir e comparar. Você as utiliza sempre, seja para 
analisar um gráfico sobre o desenvolvimento de uma 
reação, seja para analisar uma tabela com os dados 
estatísticos sobre pesquisas que envolvem reações 
químicas. 
(ENEM/2009) O uso de protetores solares em 
situações de grande exposição aos raios solares 
como, por exemplo, nas praias, é de grande 
importância para a saúde. As moléculas ativas de 
um protetor apresentam, usualmente, anéis 
aromáticos conjugados com grupos carbonila, pois 
esses sistemas são capazes de absorver a radiação 
ultravioleta mais nociva aos seres humanos. A 
conjugação é definida a ocorrência de alternância 
entre ligações simples e duplas em uma molécula. 
Outra propriedade das moléculas em questão é 
apresentar, em uma de suas extremidades, uma 
parte apolar responsável por reduzir a solubilidade 
do composto em água, o que impede sua rápida 
remoção quando do contato com a água. 
a) 
b) 
O 
O 
CHO3 
c) CHO3 
d) CHO3 
O 
O 
e) CHO3 
O 
O 
OH 
O 
2. Compreender Fenômenos (CF): O candidato deve 
compreender os fenômenos ao seu redor, mas quando 
se fala de fenômeno não são apenas os naturais, mas 
também os de ordem social e artística. Em geral a 
questão que exige esse eixo cognitivo apresenta um 
pequeno texto, logo o estudante já deve dominar o 
eixo I (DL), o qual explica resumidamente o 
fenômeno e em seguida o aluno é levado a fazer 
inferências acerca daquele fenômeno. 
(ENEM/2005) Quando um reservatório de água é 
agredido ambientalmente por poluição de origem 
doméstica ou industrial, uma rápida providência é 
fundamental para diminuir os danos ecológicos. 
Como o monitoramento constante dessas águas
demanda aparelhos caros e testes demorados, 
cientistas têm se utilizado de biodetectores, como 
peixes que são colocados em gaiolas dentro da 
água, podendo ser observados periodicamente. 
Para testar a resistência de três espécies de peixes, 
cientistas separaram dois grupos de cada espécie, 
cada um com cem peixes, totalizando seis grupos. 
Foi, então, adicionada a mesma quantidade de 
poluentes de origem doméstica e industrial, em 
separado. Durante o período de 24 horas, o 
número de indivíduos passou a ser contado de hora 
em hora. Os resultados são apresentados abaixo. 
Pelos resultados obtidos, a espécie de peixe mais 
indicada para ser utilizada como detectora de 
poluição, a fim de que sejam tomadas providências 
imediatas, seria 
a) a espécie I, pois sendo menos resistente à poluição, 
morreria mais rapidamente após a contaminação. 
b) a espécie II, pois sendo a mais resistente, haveria 
mais tempo para testes. 
c) a espécie III, pois como apresenta resistência 
diferente à poluição doméstica e industrial, propicia 
estudos posteriores. 
d) as espécies I e III juntas, pois tendo resistência 
semelhante em relação à poluição permitem comparar 
resultados. 
e) as espécies II e III juntas, pois como são pouco 
tolerantes à poluição, propiciam um rápido alerta. 
3. Enfrentar Situações-Problemas (SP): Essa 
competência mensura a capacidade de o aluno aplicar 
seus conhecimentos para a resolução de situações 
reais ou hipotéticas, em que ele é solicitado a utilizar o 
que sabe, a pensar de forma criativa. É natural para 
que o candidato domine esse eixo deva primeiramente 
interpretar o texto que é apresentado (DL) e depois 
tentar compreender o fenômeno (CF) que a ele é 
apresentado. 
(ENEM/2010) Belém é cercada por 39 ilhas, e suas 
populações convivem com ameaças de doenças. O 
motivo, apontado por especialistas, é a poluição da 
água do rio, principal fonte de sobrevivência dos 
ribeirinhos. A diarréia é frequente nas crianças e 
ocorre com consequência da falta de saneamento 
básico, já que a população não tem acesso à água de 
boa qualidade. Como não há água potável, a 
alternativa é consumir a do rio. 
O Liberal. 8 jul. 2008. Disponível em: 
http://www.oliberal.com.br. 
O procedimento adequado para tratar a água dos 
rios, a fim de atenuar os problemas de saúde 
causados por microorganismos a essas populações 
ribeirinhas é a 
a) filtração. 
b) cloração. 
c) coagulação. 
d) fluoretação. 
e) decantação 
4. Construir Argumentações (CA): um dos 
objetivos do ENEM é criar cidadãos críticos, isto é, 
pessoas que sejam capazes compreender e discutir os 
problemas enfrentados pela sociedade: seja em causas 
sociais; ou problemas ambientais, para haver 
discussão o candidato deve se apoiar em 
argumentações fortes. Para tanto, é preciso usar as 
linguagens com precisão (DL), ter conhecimentos 
necessários em pauta (CF) e, sobretudo, ser capaz de 
pensar e encontrar soluções (SP). 
(ENEM/2003) Considerando o custo e a 
importância dos recursos hídricos, uma indústria 
decidiu purificar parte da água que consume para 
reutilizá-la no processo industrial. Dê uma 
perspectiva econômica e ambiental, a iniciativa é 
importante porque esse processo: 
a) permite que toda a água adquirida devolvida limpa 
aos mananciais. 
b) diminui a quantidade de água adquirida e 
comprometida pelo uso industrial. 
c) reduz o prejuízo ambiental, aumentando o 
consumo de água. 
d) torna menor a evaporação de água e mantém o ciclo 
hidrológico inalterado. 
e) recupera o rio onde são lançados as águas 
utilizadas. 
5. Elaborar Propostas (EP): Trata-se aqui, da 
capacidade de elaborar propostas para intervir na 
realidade, isto é, problemas de ordem natural, 
tecnológicas e/ou social que o educando enfrenta e 
como enfrentar esse problema. Esse eixo é na verdade 
uma consequencia de todas as outras que o candidato 
já deve possuir, isto é, ele já DL, CF, SP, CA. 
(ENEM/2009) A atmosfera terrestre é composta pelos 
gases nitrogênio (N2) e oxigênio (O2), que somam 
cerca de 99%, e por gases traços, entre eles o gás 
carbônico (CO2), vapor de água (H2O), metano (CH4),
ozônio (O3) e o oxido nitroso (N2O) que compõem o 
restante 1% do ar que respiramos. Os gases traços, por 
serem constituídos por menos três átomos, conseguem 
absorver o calor irradiado pela Terra, aquecendo o 
planeta. Esse fenômeno, que acontece ha bilhões de 
anos, é chamado efeito estufa. A partir da Revolução 
Industrial (século XIX), a concentração de gases 
traços na atmosfera, em particular o CO2, tem 
aumentado significativamente, o que resultou no 
aumento da temperatura em escala global. Mais 
recentemente, outro fator tornou-se diretamente 
envolvido no aumento da concentração de CO2 na 
atmosfera: o desmatamento. 
BROWN, I. F.; ALECHANDRE, A. S. Conceitos básicos sobre o 
clima, carbono, florestas e comunidades. A. G. Moreira & S. 
Schwartzman. As mudanças climáticas globais e os ecossistemas 
brasileiros. Brasília: Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia, 
2000 (adaptação). 
Considerando o texto, uma alternativa viável para 
combater o efeito estufa é: 
a) reduzir o calor irradiado pela Terra mediante a 
substituição da produção primaria pela 
industrialização refrigerada. 
b) promover a queima da biomassa vegetal, 
responsável pelo aumento do efeito estufa devido à 
produção de CH4. 
c) reduzir o desmatamento, mantendo-se, assim, o 
potencial da vegetação em absorver CO2 da atmosfera. 
d) aumentar a concentração atmosférica de H2O, 
molécula capaz de absorver o CO2 da atmosfera. 
e) remover moléculas orgânicas polares da atmosfera 
diminuindo a capacidade delas de reter calor. 
A TEORIA NA PRÁTICA____________________ 
01. (ENEM/2000) Ainda hoje, é muito comum as 
pessoas utilizarem vasilhames de barro (moringas 
ou potes de cerâmica não esmaltada) para 
conservar água a uma temperatura menor do que 
a do ambiente. Isso ocorre porque: 
a) o barro isola a água do ambiente, mantendo-a 
sempre a uma temperatura menor que a dele, como se 
fosse isopor. 
b) o barro tem poder de “gelar” a água pela sua 
composição química. Na reação, a água perde calor. 
c) o barro é poroso, permitindo que a água passe 
através dele. Parte dessa água evapora, tomando calor 
da moringa e do restante da água, que são assim 
resfriadas. 
d) o barro é poroso, permitindo que a água se deposite 
na parte de fora da moringa. A água de fora sempre 
está a uma temperatura maior que a de dentro. 
e) a moringa é uma espécie de geladeira natural, 
liberando substâncias higroscópicas que diminuem 
naturalmente a temperatura da água. 
02. (UFPE) Os antiácidos mais indicados devem ser 
aqueles que não reduzem demais a acidez no 
estomago. Quando a redução da acidez é muita 
grande, o estomago secreta excesso de ácido. Este 
efeito é conhecido como a “revanche ácida”. Qual 
dos itens abaixo poderia ser associado a esse efeito? 
a) A Lei da Conservação da Energia. 
b) O Principio da Exclusão de Pauling. 
c) O Principio de Le Chatelier. 
d) O Primeiro Princípio da Termodinâmica. 
e) O Princípio da Incerteza de Heisenberg. 
03. (IMPACTO) Quando um automóvel é 
abastecido com álcool ou gasolina em um posto de 
abastecimento, as pessoas que estão nas 
próximinades do veiculo sentem o cheiro de 
combustível. Esse fato evidencia a ocorrência da 
mudança de estado físico conhecido como: 
a) calefação. 
b) liquefação. 
c) sublimação. 
d) fusão. 
e) vaporização. 
04. (ENEM/2009) Considere um equipamento capaz 
de emitir radiação eletromagnética com comprimento 
de onda bem menor que a da radiação ultravioleta. 
Suponha que a radiação emitida por esse equipamento 
foi apontada para um tipo específico de filme 
fotográfico e entre o equipamento e o filme foi 
posicionado o pescoço de um indivíduo. Quanto mais 
exposto à radiação, mais escuro se torna o filme após 
a revelação. Após acionar o 
equipamento e revelar o 
filme, evidenciou-se a 
imagem mostrada na figura 
ao lado. 
Dentre os fenômenos 
decorrentes da interação 
entre a radiação e os 
átomos do indivíduo que 
permitem a obtenção desta 
imagem inclui-se a 
a) absorção da radiação eletromagnética e a 
conseqüente ionização dos átomos de cálcio, que se 
transformam em átomos de fósforo. 
b) maior absorção da radiação eletromagnética pelos 
átomos de cálcio que por outros tipos de átomos. 
c) maior absorção da radiação eletromagnética pelos 
átomos de carbono que por átomos de cálcio. 
d) maior refração ao atravessar os átomos de carbono 
que os átomos de cálcio. 
e) maior ionização de moléculas de água que de 
átomos de carbono.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Vestibular2012 grupo2 prova_dia0411
Vestibular2012 grupo2 prova_dia0411Vestibular2012 grupo2 prova_dia0411
Vestibular2012 grupo2 prova_dia0411
Priscila Marins
 
Experiência com balões
Experiência com balõesExperiência com balões
Experiência com balões
Joana_Vilela
 
QUIMICA NO COTIDIANO ATRAVÉS DE IMAGENS
QUIMICA NO COTIDIANO ATRAVÉS DE IMAGENSQUIMICA NO COTIDIANO ATRAVÉS DE IMAGENS
QUIMICA NO COTIDIANO ATRAVÉS DE IMAGENS
Cida Marconcine
 
Adr de-ciencias-9-ano
Adr de-ciencias-9-anoAdr de-ciencias-9-ano
Adr de-ciencias-9-ano
Atividades Diversas Cláudia
 
1 dia de_prova_mod_a_2020
1 dia de_prova_mod_a_20201 dia de_prova_mod_a_2020
1 dia de_prova_mod_a_2020
Airton Coelho
 
Avaliação diagnóstica ciencias 9 ano
Avaliação diagnóstica ciencias 9 anoAvaliação diagnóstica ciencias 9 ano
Avaliação diagnóstica ciencias 9 ano
Atividades Diversas Cláudia
 
Ciências encceja - ef
Ciências   encceja - efCiências   encceja - ef
Ciências encceja - ef
Atividades Diversas Cláudia
 
Pessoas em situação de ruae os conflito socioambientaisno municipio de são ca...
Pessoas em situação de ruae os conflito socioambientaisno municipio de são ca...Pessoas em situação de ruae os conflito socioambientaisno municipio de são ca...
Pessoas em situação de ruae os conflito socioambientaisno municipio de são ca...
Universidade Federal Fluminense
 
Caderno prova 2013 1
Caderno prova 2013 1Caderno prova 2013 1
Caderno prova 2013 1
Claudami oliveira
 
Tema Livre ENEM
Tema Livre ENEMTema Livre ENEM
Tema Livre ENEM
diamantinense
 
Correção 8ºa
Correção 8ºaCorreção 8ºa
Correção 8ºa
Mina Covas
 
Contaminação Ambiental e Exposição Humana a Resíduos Organoclorados na Cidade...
Contaminação Ambiental e Exposição Humana a Resíduos Organoclorados na Cidade...Contaminação Ambiental e Exposição Humana a Resíduos Organoclorados na Cidade...
Contaminação Ambiental e Exposição Humana a Resíduos Organoclorados na Cidade...
Rafael
 
08 col aiq-radiacao
08 col aiq-radiacao08 col aiq-radiacao
08 col aiq-radiacao
Fatima Comiotto
 
Simulado - Terceiro Ano
Simulado - Terceiro AnoSimulado - Terceiro Ano
Simulado - Terceiro Ano
Paulo Alexandre
 
Ciências naturais 7 biodiversidade
Ciências naturais 7   biodiversidadeCiências naturais 7   biodiversidade
Ciências naturais 7 biodiversidade
Nuno Correia
 

Mais procurados (15)

Vestibular2012 grupo2 prova_dia0411
Vestibular2012 grupo2 prova_dia0411Vestibular2012 grupo2 prova_dia0411
Vestibular2012 grupo2 prova_dia0411
 
Experiência com balões
Experiência com balõesExperiência com balões
Experiência com balões
 
QUIMICA NO COTIDIANO ATRAVÉS DE IMAGENS
QUIMICA NO COTIDIANO ATRAVÉS DE IMAGENSQUIMICA NO COTIDIANO ATRAVÉS DE IMAGENS
QUIMICA NO COTIDIANO ATRAVÉS DE IMAGENS
 
Adr de-ciencias-9-ano
Adr de-ciencias-9-anoAdr de-ciencias-9-ano
Adr de-ciencias-9-ano
 
1 dia de_prova_mod_a_2020
1 dia de_prova_mod_a_20201 dia de_prova_mod_a_2020
1 dia de_prova_mod_a_2020
 
Avaliação diagnóstica ciencias 9 ano
Avaliação diagnóstica ciencias 9 anoAvaliação diagnóstica ciencias 9 ano
Avaliação diagnóstica ciencias 9 ano
 
Ciências encceja - ef
Ciências   encceja - efCiências   encceja - ef
Ciências encceja - ef
 
Pessoas em situação de ruae os conflito socioambientaisno municipio de são ca...
Pessoas em situação de ruae os conflito socioambientaisno municipio de são ca...Pessoas em situação de ruae os conflito socioambientaisno municipio de são ca...
Pessoas em situação de ruae os conflito socioambientaisno municipio de são ca...
 
Caderno prova 2013 1
Caderno prova 2013 1Caderno prova 2013 1
Caderno prova 2013 1
 
Tema Livre ENEM
Tema Livre ENEMTema Livre ENEM
Tema Livre ENEM
 
Correção 8ºa
Correção 8ºaCorreção 8ºa
Correção 8ºa
 
Contaminação Ambiental e Exposição Humana a Resíduos Organoclorados na Cidade...
Contaminação Ambiental e Exposição Humana a Resíduos Organoclorados na Cidade...Contaminação Ambiental e Exposição Humana a Resíduos Organoclorados na Cidade...
Contaminação Ambiental e Exposição Humana a Resíduos Organoclorados na Cidade...
 
08 col aiq-radiacao
08 col aiq-radiacao08 col aiq-radiacao
08 col aiq-radiacao
 
Simulado - Terceiro Ano
Simulado - Terceiro AnoSimulado - Terceiro Ano
Simulado - Terceiro Ano
 
Ciências naturais 7 biodiversidade
Ciências naturais 7   biodiversidadeCiências naturais 7   biodiversidade
Ciências naturais 7 biodiversidade
 

Semelhante a Aula 11 (competencia geral do enem)

Reino Monera e Introdução ao Reino Protista
Reino Monera e Introdução ao Reino ProtistaReino Monera e Introdução ao Reino Protista
Reino Monera e Introdução ao Reino Protista
Sheila Lorena Araujo Coelho
 
Simuladão 2013 ciencias
Simuladão 2013   cienciasSimuladão 2013   ciencias
Simuladão 2013 ciencias
smece4e5
 
A arte da pesquisa.pptx
A arte da pesquisa.pptxA arte da pesquisa.pptx
A arte da pesquisa.pptx
Daphiny Pottmaier
 
Fatores de textualidade no enem
Fatores de textualidade no enemFatores de textualidade no enem
Fatores de textualidade no enem
ma.no.el.ne.ves
 
Enade2009 administracao
Enade2009 administracaoEnade2009 administracao
Enade2009 administracao
Luiz Daniel Gonçalves
 
Ecologia
EcologiaEcologia
Apresentação CESPEB Ensino de Ciências 2016 - Educação Ambiental Aula 3
Apresentação CESPEB Ensino de Ciências 2016 - Educação Ambiental Aula 3Apresentação CESPEB Ensino de Ciências 2016 - Educação Ambiental Aula 3
Apresentação CESPEB Ensino de Ciências 2016 - Educação Ambiental Aula 3
Leonardo Kaplan
 
Slide franciane 1
Slide franciane 1Slide franciane 1
Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Plano de aula
grupoeducacaoambiental
 
Ad7
Ad7 Ad7
Projeto final Módulo básico
Projeto final Módulo básicoProjeto final Módulo básico
Projeto final Módulo básico
Marta Durão Nunes
 
Teste prova delegado
Teste prova delegadoTeste prova delegado
Teste prova delegado
Jones Ribeiro
 
Plataforma Multi-Atores Embu das Artes
Plataforma Multi-Atores Embu das ArtesPlataforma Multi-Atores Embu das Artes
Plataforma Multi-Atores Embu das Artes
Filipe de Oliveira
 
A eficiência dos avisos sonoros para alerta a moradores em áreas de riscos
A eficiência dos avisos sonoros para alerta a moradores em áreas de riscosA eficiência dos avisos sonoros para alerta a moradores em áreas de riscos
A eficiência dos avisos sonoros para alerta a moradores em áreas de riscos
Universidade Federal Fluminense
 
Apresenta
ApresentaApresenta
Apresenta
Pedro Henrique
 
AULÃO ENEM 2012 - PROFESSOR ANDERSON FELICIANO
AULÃO ENEM 2012 - PROFESSOR ANDERSON FELICIANOAULÃO ENEM 2012 - PROFESSOR ANDERSON FELICIANO
AULÃO ENEM 2012 - PROFESSOR ANDERSON FELICIANO
Anderson Feliciano
 
Oficina emi 2º ano
Oficina emi 2º anoOficina emi 2º ano
Oficina emi 2º ano
wagneripo
 
4º c leni apresentação ar
4º c  leni   apresentação ar4º c  leni   apresentação ar
4º c leni apresentação ar
emefjbonifacio
 
1 prova
1 prova1 prova
2 eg
2 eg2 eg

Semelhante a Aula 11 (competencia geral do enem) (20)

Reino Monera e Introdução ao Reino Protista
Reino Monera e Introdução ao Reino ProtistaReino Monera e Introdução ao Reino Protista
Reino Monera e Introdução ao Reino Protista
 
Simuladão 2013 ciencias
Simuladão 2013   cienciasSimuladão 2013   ciencias
Simuladão 2013 ciencias
 
A arte da pesquisa.pptx
A arte da pesquisa.pptxA arte da pesquisa.pptx
A arte da pesquisa.pptx
 
Fatores de textualidade no enem
Fatores de textualidade no enemFatores de textualidade no enem
Fatores de textualidade no enem
 
Enade2009 administracao
Enade2009 administracaoEnade2009 administracao
Enade2009 administracao
 
Ecologia
EcologiaEcologia
Ecologia
 
Apresentação CESPEB Ensino de Ciências 2016 - Educação Ambiental Aula 3
Apresentação CESPEB Ensino de Ciências 2016 - Educação Ambiental Aula 3Apresentação CESPEB Ensino de Ciências 2016 - Educação Ambiental Aula 3
Apresentação CESPEB Ensino de Ciências 2016 - Educação Ambiental Aula 3
 
Slide franciane 1
Slide franciane 1Slide franciane 1
Slide franciane 1
 
Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Plano de aula
 
Ad7
Ad7 Ad7
Ad7
 
Projeto final Módulo básico
Projeto final Módulo básicoProjeto final Módulo básico
Projeto final Módulo básico
 
Teste prova delegado
Teste prova delegadoTeste prova delegado
Teste prova delegado
 
Plataforma Multi-Atores Embu das Artes
Plataforma Multi-Atores Embu das ArtesPlataforma Multi-Atores Embu das Artes
Plataforma Multi-Atores Embu das Artes
 
A eficiência dos avisos sonoros para alerta a moradores em áreas de riscos
A eficiência dos avisos sonoros para alerta a moradores em áreas de riscosA eficiência dos avisos sonoros para alerta a moradores em áreas de riscos
A eficiência dos avisos sonoros para alerta a moradores em áreas de riscos
 
Apresenta
ApresentaApresenta
Apresenta
 
AULÃO ENEM 2012 - PROFESSOR ANDERSON FELICIANO
AULÃO ENEM 2012 - PROFESSOR ANDERSON FELICIANOAULÃO ENEM 2012 - PROFESSOR ANDERSON FELICIANO
AULÃO ENEM 2012 - PROFESSOR ANDERSON FELICIANO
 
Oficina emi 2º ano
Oficina emi 2º anoOficina emi 2º ano
Oficina emi 2º ano
 
4º c leni apresentação ar
4º c  leni   apresentação ar4º c  leni   apresentação ar
4º c leni apresentação ar
 
1 prova
1 prova1 prova
1 prova
 
2 eg
2 eg2 eg
2 eg
 

Mais de Elio Junior

Aula 14 (propriedades físicas)
Aula 14 (propriedades físicas)Aula 14 (propriedades físicas)
Aula 14 (propriedades físicas)
Elio Junior
 
Aula 12 (funções nitrogenadas)
Aula 12 (funções nitrogenadas)Aula 12 (funções nitrogenadas)
Aula 12 (funções nitrogenadas)
Elio Junior
 
Aula 12 (funções oxigenadas 2)
Aula 12 (funções oxigenadas 2)Aula 12 (funções oxigenadas 2)
Aula 12 (funções oxigenadas 2)
Elio Junior
 
Aula 4 (eletrólise)
Aula 4 (eletrólise)Aula 4 (eletrólise)
Aula 4 (eletrólise)
Elio Junior
 
Aula 10 (funções oxigenadas 1)
Aula 10 (funções oxigenadas 1)Aula 10 (funções oxigenadas 1)
Aula 10 (funções oxigenadas 1)
Elio Junior
 
Aula 8 (propriedades do carbono)
Aula 8 (propriedades do carbono)Aula 8 (propriedades do carbono)
Aula 8 (propriedades do carbono)
Elio Junior
 
Aula 07 (exercicios)
Aula 07 (exercicios)Aula 07 (exercicios)
Aula 07 (exercicios)
Elio Junior
 
Aula 6 (termoquímica)
Aula 6 (termoquímica)Aula 6 (termoquímica)
Aula 6 (termoquímica)
Elio Junior
 
Aula 05 (energia nuclear)
Aula 05 (energia nuclear)Aula 05 (energia nuclear)
Aula 05 (energia nuclear)
Elio Junior
 
Aula 2 (pilhas)
Aula 2 (pilhas)Aula 2 (pilhas)
Aula 2 (pilhas)
Elio Junior
 
Quimica (elio) i
Quimica (elio) iQuimica (elio) i
Quimica (elio) i
Elio Junior
 
Aula 10 (lista de exercicio)
Aula 10 (lista de exercicio)Aula 10 (lista de exercicio)
Aula 10 (lista de exercicio)
Elio Junior
 

Mais de Elio Junior (12)

Aula 14 (propriedades físicas)
Aula 14 (propriedades físicas)Aula 14 (propriedades físicas)
Aula 14 (propriedades físicas)
 
Aula 12 (funções nitrogenadas)
Aula 12 (funções nitrogenadas)Aula 12 (funções nitrogenadas)
Aula 12 (funções nitrogenadas)
 
Aula 12 (funções oxigenadas 2)
Aula 12 (funções oxigenadas 2)Aula 12 (funções oxigenadas 2)
Aula 12 (funções oxigenadas 2)
 
Aula 4 (eletrólise)
Aula 4 (eletrólise)Aula 4 (eletrólise)
Aula 4 (eletrólise)
 
Aula 10 (funções oxigenadas 1)
Aula 10 (funções oxigenadas 1)Aula 10 (funções oxigenadas 1)
Aula 10 (funções oxigenadas 1)
 
Aula 8 (propriedades do carbono)
Aula 8 (propriedades do carbono)Aula 8 (propriedades do carbono)
Aula 8 (propriedades do carbono)
 
Aula 07 (exercicios)
Aula 07 (exercicios)Aula 07 (exercicios)
Aula 07 (exercicios)
 
Aula 6 (termoquímica)
Aula 6 (termoquímica)Aula 6 (termoquímica)
Aula 6 (termoquímica)
 
Aula 05 (energia nuclear)
Aula 05 (energia nuclear)Aula 05 (energia nuclear)
Aula 05 (energia nuclear)
 
Aula 2 (pilhas)
Aula 2 (pilhas)Aula 2 (pilhas)
Aula 2 (pilhas)
 
Quimica (elio) i
Quimica (elio) iQuimica (elio) i
Quimica (elio) i
 
Aula 10 (lista de exercicio)
Aula 10 (lista de exercicio)Aula 10 (lista de exercicio)
Aula 10 (lista de exercicio)
 

Último

PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdfArundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Ana Da Silva Ponce
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
sthefanydesr
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
andressacastro36
 
Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023
MatildeBrites
 
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manualUFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
Manuais Formação
 
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptxLIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
WelidaFreitas1
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
ssuser701e2b
 
Química orgânica e as funções organicas.pptx
Química orgânica e as funções organicas.pptxQuímica orgânica e as funções organicas.pptx
Química orgânica e as funções organicas.pptx
KeilianeOliveira3
 
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
Escola Municipal Jesus Cristo
 
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da AlemanhaUnificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
Acrópole - História & Educação
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
NatySousa3
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 

Último (20)

PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdfArundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
 
Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023
 
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manualUFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
 
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptxLIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
 
Química orgânica e as funções organicas.pptx
Química orgânica e as funções organicas.pptxQuímica orgânica e as funções organicas.pptx
Química orgânica e as funções organicas.pptx
 
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
 
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da AlemanhaUnificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 

Aula 11 (competencia geral do enem)

  • 1. ad QUÍMICA Aula 11: Competências Gerais do Enem Prof. Elio Ferreira MISSÃO DA EDUCAÇÃO: Transmitir conhecimentos sobre a diversidade da espécie humana e levar as pessoas a tomar consciência das semelhanças e dependências entre os seres humanos do planeta. A Comissão Internacional sobre Educação para o século XXI, da Unesco, desenvolveu trabalhos educacionais que resultaram em um relatório que ressalta os quatro pilares da educação: a) Aprender a conhecer: supõe, antes de tudo aprender a aprender, exercitando a atenção, a memória e o pensamento b) Aprender a fazer: Combina a qualificação técnica e profissional, o comportamento social, a aptidão para o trabalho em equipe e a capacidade de iniciativa. c) Aprender a viver juntos: A viver com os outros desenvolvendo a compreensão do outro e a percepção da interdependia – realizarem projetos comuns e preparem para gerir conflitos. d) Aprender a ser: Via essencial que integra as três precedentes. O Enem espera que o aluno ao entrar na universidade esteja apto a utilizar os conhecimentos que adquira a fim de ajudar no desenvolvimento da humanidade. Para saber quais são os candidatos que atingiram tais valores, a prova faz a avaliação por critérios de competências e habilidades. De acordo com o MEC: “Competências são as modalidades da inteligência que usamos para estabelecer relações entre o que desejamos conhecer. Já as habilidades são competências adquiridas e estão ligadas ao ‘saber fazer’”. Vejamos quais são as cinco competências gerais (eixos-cognitivos) cobradas na prova: I. Dominar Linguagens (DL), II. Compreender Fenômenos (CF), III. Enfrentar Situações-Problemas (SP), IV. Construir Argumentações (CA), V. Elaborar Propostas (EP) Conhecendo agora as Habilidades e Competências do Enem, fica mais fácil para que o estudante se esforce mais em saber não só dos conteúdos das disciplinas, mas também de conteúdos de assuntos gerais. Veja como as Competências, Habilidades e Conhecimentos adquiridos durante o ensino médio ajudariam cidadãos críticos a resolverem uma problemática de suas cidades: (ENEM/2005) Moradores de três cidades, aqui chamadas de X, Y e Z, foram indagados quanto aos tipos de poluição que mais afligiam as suas áreas urbanas. Nos gráficos abaixo estão representadas as porcentagens de reclamações sobre cada tipo de poluição ambiental. Considerando a queixa principal dos cidadãos de cada cidade, a primeira medida de combate à poluição em cada uma delas seria, respectivamente: Para resolver este item, o respondente deveria... Primeiramente, fazer uma leitura dos três gráficos e identificar os tipos de poluição comuns as três cidades e depois compreender qual deles. Depois, utilizando seus conhecimentos adquiridos na educação básica propor os melhores meios de combatê-las, considerando fatores ambientais, sociais e econômicos.
  • 2. AGORA É A SUA VEZ (ENEM/2010) O lixão que recebia 130 toneladas de lixo e contaminava a região com seu chorume (liquido derivado da decomposição quimica de compostos orgânicos) foi recuperado, transformando-se em um aterro sanitário controlado, mudando a qualidade de vida e a paisagem e proporcionando condições dignas de trabalho para deles subsistiam. Revista Promoção da Saúde da Secretaria de Políticas de Saúde. Ano 1, n° 4, dez. 2000 (adaptado). Quais procedimentos técnicos tornam o aterro sanitário mais vantajoso para o lixão, em relação às problemáticas do texto? a) O lixo é recolhido e incinerado pela combustão a altas temperaturas. b) O lixo hospitalar é separado para ser aterrado e sobre ele, colocado cal virgem. c) O lixo orgânico e inorgânico e encoberto, e o chorume canalizado para ser tratado e neutralizado. d) O lixo orgânico é completamente separado do lixo inorgânico, evitando a formação do chorume. e) O lixo industrial é separado e acondicionado de forma adequada, formando uma bolsa de resíduos. Agora vamos ver mais detalhadamente as competências gerais do Enem, deixando os detalhes das habilidades para a próxima aula. Mas vale ressaltar que não se avaliam habilidades de competências de modo isolado, de fato elas se inter-relacionam e se interpenetram. As competências (eixos cognitivos) mínimas que o candidato devera possuir para resolver uma questão da prova, a competência pode ser traduzida como uma espécie de “saber fazer”, isto é, saber lidar com as diferentes situações e problemas que se colocam de nos no dia a dia. São cinco as competências gerais do ENEM, são elas: 1. Dominar Linguagens (DL); 2. Compreender Fenômenos (CF); 3. Enfrentar Situações-Problemas (SP); 4. Construir Argumentações (CA); 5. Elaborar Propostas (EP). 1. Dominar Linguagens (DL): Esse eixo diz respeito às habilidades de leitura, isto é, o candidato ao ler um texto deve saber observar, analisar, relacionar, concluir e comparar. Você as utiliza sempre, seja para analisar um gráfico sobre o desenvolvimento de uma reação, seja para analisar uma tabela com os dados estatísticos sobre pesquisas que envolvem reações químicas. (ENEM/2009) O uso de protetores solares em situações de grande exposição aos raios solares como, por exemplo, nas praias, é de grande importância para a saúde. As moléculas ativas de um protetor apresentam, usualmente, anéis aromáticos conjugados com grupos carbonila, pois esses sistemas são capazes de absorver a radiação ultravioleta mais nociva aos seres humanos. A conjugação é definida a ocorrência de alternância entre ligações simples e duplas em uma molécula. Outra propriedade das moléculas em questão é apresentar, em uma de suas extremidades, uma parte apolar responsável por reduzir a solubilidade do composto em água, o que impede sua rápida remoção quando do contato com a água. a) b) O O CHO3 c) CHO3 d) CHO3 O O e) CHO3 O O OH O 2. Compreender Fenômenos (CF): O candidato deve compreender os fenômenos ao seu redor, mas quando se fala de fenômeno não são apenas os naturais, mas também os de ordem social e artística. Em geral a questão que exige esse eixo cognitivo apresenta um pequeno texto, logo o estudante já deve dominar o eixo I (DL), o qual explica resumidamente o fenômeno e em seguida o aluno é levado a fazer inferências acerca daquele fenômeno. (ENEM/2005) Quando um reservatório de água é agredido ambientalmente por poluição de origem doméstica ou industrial, uma rápida providência é fundamental para diminuir os danos ecológicos. Como o monitoramento constante dessas águas
  • 3. demanda aparelhos caros e testes demorados, cientistas têm se utilizado de biodetectores, como peixes que são colocados em gaiolas dentro da água, podendo ser observados periodicamente. Para testar a resistência de três espécies de peixes, cientistas separaram dois grupos de cada espécie, cada um com cem peixes, totalizando seis grupos. Foi, então, adicionada a mesma quantidade de poluentes de origem doméstica e industrial, em separado. Durante o período de 24 horas, o número de indivíduos passou a ser contado de hora em hora. Os resultados são apresentados abaixo. Pelos resultados obtidos, a espécie de peixe mais indicada para ser utilizada como detectora de poluição, a fim de que sejam tomadas providências imediatas, seria a) a espécie I, pois sendo menos resistente à poluição, morreria mais rapidamente após a contaminação. b) a espécie II, pois sendo a mais resistente, haveria mais tempo para testes. c) a espécie III, pois como apresenta resistência diferente à poluição doméstica e industrial, propicia estudos posteriores. d) as espécies I e III juntas, pois tendo resistência semelhante em relação à poluição permitem comparar resultados. e) as espécies II e III juntas, pois como são pouco tolerantes à poluição, propiciam um rápido alerta. 3. Enfrentar Situações-Problemas (SP): Essa competência mensura a capacidade de o aluno aplicar seus conhecimentos para a resolução de situações reais ou hipotéticas, em que ele é solicitado a utilizar o que sabe, a pensar de forma criativa. É natural para que o candidato domine esse eixo deva primeiramente interpretar o texto que é apresentado (DL) e depois tentar compreender o fenômeno (CF) que a ele é apresentado. (ENEM/2010) Belém é cercada por 39 ilhas, e suas populações convivem com ameaças de doenças. O motivo, apontado por especialistas, é a poluição da água do rio, principal fonte de sobrevivência dos ribeirinhos. A diarréia é frequente nas crianças e ocorre com consequência da falta de saneamento básico, já que a população não tem acesso à água de boa qualidade. Como não há água potável, a alternativa é consumir a do rio. O Liberal. 8 jul. 2008. Disponível em: http://www.oliberal.com.br. O procedimento adequado para tratar a água dos rios, a fim de atenuar os problemas de saúde causados por microorganismos a essas populações ribeirinhas é a a) filtração. b) cloração. c) coagulação. d) fluoretação. e) decantação 4. Construir Argumentações (CA): um dos objetivos do ENEM é criar cidadãos críticos, isto é, pessoas que sejam capazes compreender e discutir os problemas enfrentados pela sociedade: seja em causas sociais; ou problemas ambientais, para haver discussão o candidato deve se apoiar em argumentações fortes. Para tanto, é preciso usar as linguagens com precisão (DL), ter conhecimentos necessários em pauta (CF) e, sobretudo, ser capaz de pensar e encontrar soluções (SP). (ENEM/2003) Considerando o custo e a importância dos recursos hídricos, uma indústria decidiu purificar parte da água que consume para reutilizá-la no processo industrial. Dê uma perspectiva econômica e ambiental, a iniciativa é importante porque esse processo: a) permite que toda a água adquirida devolvida limpa aos mananciais. b) diminui a quantidade de água adquirida e comprometida pelo uso industrial. c) reduz o prejuízo ambiental, aumentando o consumo de água. d) torna menor a evaporação de água e mantém o ciclo hidrológico inalterado. e) recupera o rio onde são lançados as águas utilizadas. 5. Elaborar Propostas (EP): Trata-se aqui, da capacidade de elaborar propostas para intervir na realidade, isto é, problemas de ordem natural, tecnológicas e/ou social que o educando enfrenta e como enfrentar esse problema. Esse eixo é na verdade uma consequencia de todas as outras que o candidato já deve possuir, isto é, ele já DL, CF, SP, CA. (ENEM/2009) A atmosfera terrestre é composta pelos gases nitrogênio (N2) e oxigênio (O2), que somam cerca de 99%, e por gases traços, entre eles o gás carbônico (CO2), vapor de água (H2O), metano (CH4),
  • 4. ozônio (O3) e o oxido nitroso (N2O) que compõem o restante 1% do ar que respiramos. Os gases traços, por serem constituídos por menos três átomos, conseguem absorver o calor irradiado pela Terra, aquecendo o planeta. Esse fenômeno, que acontece ha bilhões de anos, é chamado efeito estufa. A partir da Revolução Industrial (século XIX), a concentração de gases traços na atmosfera, em particular o CO2, tem aumentado significativamente, o que resultou no aumento da temperatura em escala global. Mais recentemente, outro fator tornou-se diretamente envolvido no aumento da concentração de CO2 na atmosfera: o desmatamento. BROWN, I. F.; ALECHANDRE, A. S. Conceitos básicos sobre o clima, carbono, florestas e comunidades. A. G. Moreira & S. Schwartzman. As mudanças climáticas globais e os ecossistemas brasileiros. Brasília: Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia, 2000 (adaptação). Considerando o texto, uma alternativa viável para combater o efeito estufa é: a) reduzir o calor irradiado pela Terra mediante a substituição da produção primaria pela industrialização refrigerada. b) promover a queima da biomassa vegetal, responsável pelo aumento do efeito estufa devido à produção de CH4. c) reduzir o desmatamento, mantendo-se, assim, o potencial da vegetação em absorver CO2 da atmosfera. d) aumentar a concentração atmosférica de H2O, molécula capaz de absorver o CO2 da atmosfera. e) remover moléculas orgânicas polares da atmosfera diminuindo a capacidade delas de reter calor. A TEORIA NA PRÁTICA____________________ 01. (ENEM/2000) Ainda hoje, é muito comum as pessoas utilizarem vasilhames de barro (moringas ou potes de cerâmica não esmaltada) para conservar água a uma temperatura menor do que a do ambiente. Isso ocorre porque: a) o barro isola a água do ambiente, mantendo-a sempre a uma temperatura menor que a dele, como se fosse isopor. b) o barro tem poder de “gelar” a água pela sua composição química. Na reação, a água perde calor. c) o barro é poroso, permitindo que a água passe através dele. Parte dessa água evapora, tomando calor da moringa e do restante da água, que são assim resfriadas. d) o barro é poroso, permitindo que a água se deposite na parte de fora da moringa. A água de fora sempre está a uma temperatura maior que a de dentro. e) a moringa é uma espécie de geladeira natural, liberando substâncias higroscópicas que diminuem naturalmente a temperatura da água. 02. (UFPE) Os antiácidos mais indicados devem ser aqueles que não reduzem demais a acidez no estomago. Quando a redução da acidez é muita grande, o estomago secreta excesso de ácido. Este efeito é conhecido como a “revanche ácida”. Qual dos itens abaixo poderia ser associado a esse efeito? a) A Lei da Conservação da Energia. b) O Principio da Exclusão de Pauling. c) O Principio de Le Chatelier. d) O Primeiro Princípio da Termodinâmica. e) O Princípio da Incerteza de Heisenberg. 03. (IMPACTO) Quando um automóvel é abastecido com álcool ou gasolina em um posto de abastecimento, as pessoas que estão nas próximinades do veiculo sentem o cheiro de combustível. Esse fato evidencia a ocorrência da mudança de estado físico conhecido como: a) calefação. b) liquefação. c) sublimação. d) fusão. e) vaporização. 04. (ENEM/2009) Considere um equipamento capaz de emitir radiação eletromagnética com comprimento de onda bem menor que a da radiação ultravioleta. Suponha que a radiação emitida por esse equipamento foi apontada para um tipo específico de filme fotográfico e entre o equipamento e o filme foi posicionado o pescoço de um indivíduo. Quanto mais exposto à radiação, mais escuro se torna o filme após a revelação. Após acionar o equipamento e revelar o filme, evidenciou-se a imagem mostrada na figura ao lado. Dentre os fenômenos decorrentes da interação entre a radiação e os átomos do indivíduo que permitem a obtenção desta imagem inclui-se a a) absorção da radiação eletromagnética e a conseqüente ionização dos átomos de cálcio, que se transformam em átomos de fósforo. b) maior absorção da radiação eletromagnética pelos átomos de cálcio que por outros tipos de átomos. c) maior absorção da radiação eletromagnética pelos átomos de carbono que por átomos de cálcio. d) maior refração ao atravessar os átomos de carbono que os átomos de cálcio. e) maior ionização de moléculas de água que de átomos de carbono.