Cultura afro

5.828 visualizações

Publicada em

Slide arte 2º ano

0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.828
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
291
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
202
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cultura afro

  1. 1. Governo do Estado de Rondônia Secretaria de Estado da Educação – SEDUC E.E.E.F.M. Cel. Aluízio Pinheiro Ferreira Rolim de Moura – RO Es c r av i dão & Cul t ur a Af r o- Br as i l ei r aProfª: Daniela Fontana Almenara
  2. 2. A História da Escravidão
  3. 3. Tráfico de escravos Os comerciantes de escravosportugueses vendiam os africanoscomo se fossem mercadorias aqui no Brasil. Os mais saudáveis chegavam a valer o dobro daqueles mais fracos ou velhos
  4. 4. No Brasil, a escravidão teveinício com a produção de açúcar na primeira metade do séculoXVI. Os portugueses traziam os negros africanos de suascolônias na África para utilizar como mão-de-obra escrava nos engenhos de açúcar do
  5. 5. Navios NegreirosO transporte era feito da África para o Brasil nos porões dos navios negreiros. Amontoados, em condições desumanas, muitos morriam antes de chegar ao Brasil, sendo que os corpos eram lançados ao mar.
  6. 6. Engenhos e Minas deNas fazendas de Ouro açúcar ou nas minas de ouro os escravos eram tratados da pior forma possível.Trabalhavam muito (de sol a sol), recebendo apenas trapos de roupa euma alimentação depéssima qualidade.
  7. 7. CastigosPassavam as noites nas senzalas (galpões escuros, úmidos e compouca higiene) acorrentados paraevitar fugas. Eram constantementecastigados fisicamente, sendo que o açoite era a punição mais comum no Brasil Colônia.
  8. 8. QuilombosO negro também reagiu à escravidão, buscando uma vida digna. Foram comuns as revoltas nas fazendas em que grupos de escravos fugiam, formando nas florestas os famosos quilombos. Estes, eram comunidades bem organizadas, onde os integrantes viviam em liberdade, através de uma organização comunitária aos moldes do que existia na África. Nos quilombos, podiam praticar sua cultura, falar sua língua e exercer seus rituais religiosos. O mais famoso foi o Quilombo de Palmares, comandado por Zumbi.
  9. 9. Leis Abolicionistas Lei Eusébio de Queiroz – 1850: Proibição do tráfico negreiro. Lei do Ventre Livre – 1871: Declarava livre os filhos de mulher escrava a partir desta data. Lei dos Sexagenários – 1885: Libertava escravos com mais de 65 anos.
  10. 10. Lei Áurea A Lei Áurea foi assinada em 13 de maio de 1888 pela Princesa Isabel e oConselheiro Rodrigo Augusto da Silva extinguindo a escravidão no Brasil.
  11. 11. Inicialmente, todas as manifestações culturais afro-brasileiras eram proibidas, desprezadas, desestimuladas e perseguidas porque não eram parte do universo culturaleuropeu, não representavam civilidade, mas sim, uma cultura selvagem eatrasada em contra-ponto à Europa em desenvolvimento.
  12. 12. Entretanto, a partir de meados doséculo XX, as expressões culturais afro-brasileiras começaram a sergradualmente aceitas, admiradas ecelebradas pelas elites brasileiras como expressões artísticas genuinamente nacionais.
  13. 13. Religiões Os negros trazidos da África na condição de escravo, geralmente eram imediatamente batizados e obrigados a seguir o catolicismo.A conversão era apenas superficial e as religiões de origem africana conseguiram permanecer, geralmente através de prática secreta.
  14. 14. Algumas religiões afro- brasileiras ainda mantém quase que totalmente as suas raízes africanas, como é o caso do Candomblé e Xangô, outras formaram-se através do sincretismo religioso como o Batuque, Xambá e Umbanda.
  15. 15. CulináriaA cozinha brasileira deriva em grande parte da cozinha africana, mesclada comelementos da cozinha indígena e portuguesa.
  16. 16. A culinária baiana é a que mais demonstra a influência africana nos seus pratos típicos como acarajé , vatapá e moqueca.
  17. 17. A feijoada éconsiderado oprato nacional do Brasil. Ébasicamente a mistura defeijões pretos e carne de porco.
  18. 18. CapoeiraCapoeira é uma arte marcial criada por escravos negros no Brasil durante o período colonial. Conta-se que os escravos diziam aos senhores que era apenas uma dança e, então, o treino era permitido. Assim, a capoeira ésempre praticada com instrumentos de percussão, música cantada, dança e, em algumas versões, acrobacias.
  19. 19. A capoeira é marcada por movimentos que enganam ooponente, geralmente feitos no solo ou completamente invertidos.
  20. 20. Música e DançaAs expressões de música afro- brasileira mais conhecidas são o samba, maracatu, ijexá, jongo, carimbó, lambada e o maxixe.
  21. 21. Como aconteceu em toda parte do continente americano onde houve escravos africanos, a música feita pelos afro- descendentes foi inicialmente desprezada e mantida na marginalidade, até que ganhou notoriedade no início do século XX e se tornou a mais popular nos dias atuais.
  22. 22. Lei 10.609/2003 No dia 9 de janeiro de 2003 foidecretada pelo Presidente Luiz InácioLula da Silva, a Lei 10.639 que tornaobrigatório o ensino da História eCultura Afro-Brasileiras nas escolasbrasileiras, tem como um dos objetivoso combate ao racismo e adiscriminação.
  23. 23. Dentro da mesma Lei, o calendárioescolar incluiu o dia 20 de novembrocomo o “Dia Nacional da ConsciênciaNegra”
  24. 24. Trabalho para o Dia daConsciência Negra – 5,0 pontos• Influência Afro-descendente no Brasil• Entregar até o dia 15/11• Encontro para maiores instruções dia 06/11 às 9:15 h no LIE• Construir vídeos com imagens e/ou trechos de vídeos do youtube, narrando as informações (usem o programa audacity), com as seguintes temáticas:
  25. 25. • 1. Influência Afro-descendente na dança (Danças de salão, samba ou danças típicas)• 2. Influência Afro-descendente Na música (Samba, Jazz, Regae, etc)• 3. Influência Afro-descendente na Arte• 4. Personalidades negras do Brasil, artistas ou não (Zumbí dos Palmares, Cartola, Xica da Silva, Joaquim Barbosa, etc)
  26. 26. • 5. Influência Afro-descendente na Colonização do Brasil• 6. Religiões de matriz africana• 7. Culinária (Pratos como o vatapá, acarajé, caruru, feijoada, mungunzá, sarapatel, baba de moça, cocada, bala de coco e muitos outros exemplos são iguarias da cozinha brasileira e admirados em todo o mundo).
  27. 27. • No final do vídeo deve conter o Nome da Escola, Disciplina, Série e turma e nomes dos alunos.• Exemplo de como deve ser o vídeo. Clique na imagem
  28. 28. Proposta• Como o próximo tópico de estudo é Teatro Brasileiro e já viram Música e Dança, que tal produzir uma peça onde uniríamos esses três elementos?• A peça seria apresentada no dia em que comemoraremos o Dia da Consciência Negra aqui na escola (17/11)
  29. 29. • Cada grupo ficaria responsável por algo na organização, por exemplo:• 1 e 2 – Providenciar o figurino• 3 – Providenciar músicas (Um Negro e outras de origem Afro) e cuidar da parte musical durante a apresentação• 4, 5 e 6 Coreografia• 7 – Declamação da 4ª parte do poema Navio Negreiro.
  30. 30. “Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor de sua pele, por sua origem ou ainda por sua religião. Para odiar, as pessoas precisam aprender, e se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar.”

×