Artefacto tema3

242 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Artefacto tema3

  1. 1. A N Á L I S E D E R E C U R S O SE D U C A T I V O SU N I V E R S I D A D E A B E R T AAvaliação de RecursosEducacionais Online
  2. 2. Necessidade de Avaliação dos REO Segundo José Vítor Pedroso “O número derecursos educativos digitais (RED) tem vindo acrescer exponencialmente, fruto da produção porparte de editoras, de professores no âmbito de acçõesde formação contínua ou da sua actividade docente,de Universidades e outros centros de produção derecursos para o ensino e a aprendizagem. Estarealidade torna, muitas vezes, a pesquisa de recursosdigitais que sejam apropriados para umadeterminada área disciplinar de um nível de ensinoespecífico um processo moroso e, frequentemente,infrutífero”.
  3. 3. Necessidade de Avaliação dos REO Também Maria Pinto realça a necessidade deavaliar os diversos materiais pedagógicos emformato digital, pois “o aumento da quantidademateriais pedagógicos em suporte informático leva-nos a reflectir acerca da qualidade técnica epedagógica desses materiais, assim como acerca dassuas condições de uso” pois a “melhoria deaprendizagem encontra-se significativamenterelacionada com as características dos recursoseducativos utilizados e seus níveis de qualidade”.
  4. 4. Como distinguir Recursos DigitaisJosé Ramos distingue os Recursos Digitais em três níveis: “o nível mecânico, que não tem grande exigência doponto de vista dos seus fundamentos, dos seus objectivos– é um pouco “copy and paste”, é um pouco do que nósquase vamos fazendo no nosso dia-a-dia; o nível criativo – este nível já exige fundamento, é umnível que já recorre, eventualmente, a outras fontes, aoutros saberes, a outros recursos; E, finalmente, o nível de design, que é o nívelclaramente dos grandes projectos de software educativo,que exigem numerosas equipas, numerosos recursos emodelos de concepção industrializados”.
  5. 5. Como avaliar a qualidade de um determinadoRecurso Digital Online:José Ramos distingue cinco dimensões: a dimensão técnica; a dimensão do conteúdo; a dimensão linguística; a dimensão pedagógica; E a dimensão de atitudes e valores.
  6. 6. Definição de Avaliação de REO Ramos et al entendem por avaliação de software,“um processo de análise critica dos efeitos(potenciais ou observados) dste tipo de materiais nosprocessos de aprendizagem, quer seja de efeitosprevistos à anteriori, e portanto com character deprognóstico, quer sejam observados e registados àposteriori. (TEEM, 2005). Este conceito está na basedos modelos de avaliação propostos e adoptados noâmbito do SACAUSEF”.
  7. 7. Qualidade da Informação Segundo Maria Pinto “A qualidade da informação deum recurso será determinada pela sua capacidade desatisfazer as necessidades de informacão da pessoaque o usa”.
  8. 8. Tipos de QualidadeMaria Pinto distingue quatro tipos de qualidade: Qualidade Intrínseca - que tem em conta as seguintesdimensões: rigor científico, integridade, objectividade,precisão; Qualidade Contextual - com as seguintes dimensões:Relevância, Valor acrescentado, Actualidade dainformação, Quantidade de informação proporcionada,Utilidade, Adequação ao usuario); Qualidade Representacional (Tipo de formato, Claridade,Concisão, Compatibilidade, Design, Flexibilidade) E a qualidade do acesso (tempo de espera e navegação).
  9. 9. Modelos de Avaliação de REOJosé Luís Ramos, na sua apresentação “Modelos e Práticas deAvaliação de Recursos Educativos Digitais” distingue três diferentesmodelos: Modelo Francês - a avaliação é feita pelo Ministério da EducaçãoNacional com o propósito de “orientar os professores e as escolas nomundo do multimédia e permitir identificar os produtos querespondem às necessidades do Sistema Educativo, apoiar projectosde desenvolvimento de software educativo e de recursos digitaison-line; Modelo Italiano - a avaliação é também feita pelo Ministério daEducação com o objectivo de “promover a qualidade dos recursosdidácticos multimédia” e de “apoiar a utilização de recursos porparte das Escolas e da Comunidade Educativa, assegurando oacesso através de Centros de Recursos”; Modelo Inglês - a avaliação é feita quer por entidades públicas eque por entidades privadas.
  10. 10. SACAUSEFO Sistema de avaliação, certificação e apoio àutilização de software para a educação e a formaçãoé constituído por: Equipa de Missão CRIE / DGIDC do Ministério daEducação Parceria do Instituto para a Qualidade na Formação e daComissão para a Igualdade e os Direitos das Mulheres; Com Assessoria Científica da Universidade de Évora E apoio financeiro do Programa de Assistência Técnica doFundo Social Europeu
  11. 11. O que é tido em conta para a avaliação de umREO no SACAUSEF?Segundo Vasco Graça: Rigor científico Qualidade pedagógica Integração curricular Adequação técnica Acessibilidade Igualdade quanto ao género
  12. 12. Como o SACAUSEF avalia o Domínio Técnico? Instalação do produto; Compatibilidade com outro software; Design; Interface; Navegação e/ou orientação do/a utilizador/a; Funcionalidades disponíveis; Ajuda ao/à utilizador/a
  13. 13.  Rigor científico; Adequação dos conteúdos ao público-destinatário; Pertinência dos conteúdos face à natureza datemática e aos objectivos curricularesComo o SACAUSEF avalia o Domínio doConteúdo?
  14. 14.  Adequação da linguagem ao público-alvo e aosconteúdos desenvolvidos; Correcção linguística; Clareza da Linguagem;Como o SACAUSEF avalia o Domínio doLinguístico?
  15. 15.  Ausência de preconceitos ou estereótipos; Promoção da igualdade entre homens e mulheres; Ausência de conteúdos que incitem à violência; Relevância na promoção de atitudes positivas face àNatureza e ao AmbienteComo o SACAUSEF avalia o Domínio dosValores e Atitudes?
  16. 16. Referências BibliográficasGraça, V. (2005) “SACAUSEF- Conteúdos Educativos digitais: projectos e experiências” - Seminário "Qualidade eAvaliação dos Recursos Educativos na Internet”Disponível em: http://www.crie.min-edu.pt/index.php?section=41Pinto, M. (2005) “Avaliação e qualidade dos recursos electrónicos” - Seminário "Qualidade e Avaliação dos RecursosEducativos na Internet”Disponível em:http://www.crie.min-edu.pt/index.php?section=41Ramos, J. (2005) “Modelos e práticas de avaliação de recursos educativos digitais” - Seminário "Qualidade e Avaliação dosRecursos Educativos na Internet”Disponível em:http://www.crie.min-edu.pt/index.php?section=41Ramos, J.(2008) “ o e Qualidade de Recursos Educativos Digitais” - rio “Recursos Educativos Digitais aoServiço das Escolas”Disponível em:http://www.crie.min-edu.pt/files/@crie/1262962176_CadernosSACAUSEF_V_JLR_pag11a17_PT.pdfRamos, J. et al (2008) “Avaliação e Qualidade de Recursos Educativos Digitais” - Seminário “Recursos Educativos Digitaisao Serviço das Escolas”Disponível em:http://www.crie.min-edu.pt/files/@crie/1262962176_CadernosSACAUSEF_V_JLR_pag11a17_PT.pdf

×