SlideShare uma empresa Scribd logo
O Sal na saúde
O organismo ao desidratar-se perde grandes quantidades de água e sais minerais criando um
estado de cansaço e esgotamento físico, psíquico, emocional e mental. O mau funcionamento
interno do organismo é provocado pelos minerais que se perdem, por isso, devemos repô-los
rapidamente. Com o sal refinado, nada chegará às células, excepto, o cloreto de sódio. O sal
marinho repõe rapidamente os minerais perdidos.
O sal marinho contém cerca de 84 elementos, entre os quais: iodo, magnésio, cálcio, enxofre,
sódio (o teor de sódio deste sal, é menor do que no sal refinado), carbono, zinco, cobalto,
fluor, fósforo, ferro, lítio, manganês, mercúrio, molibdénio, potássio, selénio, prata, ouro,
urânio.
- Qual a importância do sal de cozinha para a nossa saúde?
O sal de cozinha é composto por 40% de sódio, um nutriente essencial para nosso organismo,
o qual contribui para a regulação osmótica dos fluídos e atua na condução de estímulos
nervosos e na contração muscular. Contudo, seu consumo excessivo está associado ao
desenvolvimento da hipertensão arterial, doenças cardiovasculares e renais (doenças que
estão entre as primeiras causas de morte dos Portugueses), derrames cerebrais, osteoporose e
outras.
- Qual é a quantidade recomendável por dia?
De acordo com a Organização Mundial de Saúde, o consumo máximo de sal por dia não deve
ultrapassar 5g, cerca de uma colher de chá por dia. O consumo diário de sal pelas sociedades
ocidentais encontra-se entre de 10 a 12 gramas.
Flor de sal
A flor de sal é fonte natural de ferro, zinco, magnésio, iodo, flúor, sódio, cálcio, potássio e
cobre, pois não sofre nenhum processo de refinação posterior à sua recolha do mar,
permanecendo os seus nutrientes. É um produto artesanal raro devido à sua produção
limitada aos meses mais quentes de verão. A sua riqueza em minerais úteis e necessários à
saúde que conferem à flor de sal sua vantagem sobre sal marinho comum, devendo se ter a
mesma cautela sobre o seu uso moderado.
O sal na cosmética
O sal também pode ser utilizado na produção de cremes hidratantes, esfoliantes, sais de
banho, bronzeadores, sabonetes aromáticos e até after-shaves. Ester produtos são feitos a
partir da flor de sal, uma vez que esta tem mais propriedades hidratantes do que o sal
marinho.
Benefícios do sal marinho
- Fornece a energia aos músculos;
- Ajuda a combater as carências provocadas por uma má alimentação;
- Diminui a acidez gástrica;
- Estimula a circulação sanguínea, respiratória, sistema nervoso, rins e vias urinárias;
- Bastam 3 a 4 semanas de consumo para remineralizar o organismo, enriquecimento
extraordinário de cálcio, magnésio, fluor, etc;
- É antialérgico;
- Estimula a cura de feridas, alivia a psoríase;
- Combate o bócio;
- Mantém o equilíbrio da tiróide;
- Regula o excesso de sódio e potássio.
Benefícios Fisiológicos do Banho de Sal Grosso
- Desintoxica o corpo, ajudando a afastar os vírus;
- Estimula a circulação sanguínea natural, ajudando assim a melhorar a saúde;
- Ajuda a aliviar o pé do atleta, e também os calos e calosidades;
- Ajuda a relaxar a tensão e as dores musculares e também as dores nas articulações;
- Ajuda a aliviar os problemas de artrite e reumatismo;
- Ajuda no alívio da dor lombar crónica.
Benefícios Estéticos do Sal
- Ajuda a limpar as impurezas da pele;
- Alivia determinadas irritações da pele;
- Alivia as comichões, ardores e picadas;
- Ajuda a suavizar e amaciar a pele, além de a incentivar a se renovar;
- Ajuda na cura de cicatrizes.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O sal e a hipertensão
O sal e a hipertensãoO sal e a hipertensão
O sal e a hipertensão
maria25
 
O sal e a[1]
O sal e a[1]O sal e a[1]
O sal e a[1]
babins
 
A roda dos alimentos
A roda dos alimentosA roda dos alimentos
A roda dos alimentos
labeques
 
A Roda Dos Alimentos
A Roda Dos AlimentosA Roda Dos Alimentos
A Roda Dos Alimentos
lurdescosta
 

Mais procurados (16)

O sal e a pressão
O sal e a pressãoO sal e a pressão
O sal e a pressão
 
O sal e a[1]
O sal e a[1]O sal e a[1]
O sal e a[1]
 
O sal e a hipertensão
O sal e a hipertensãoO sal e a hipertensão
O sal e a hipertensão
 
O sal e a nossa saúde!
O sal e a nossa saúde!O sal e a nossa saúde!
O sal e a nossa saúde!
 
O sal e a pressão alta
O sal e a pressão altaO sal e a pressão alta
O sal e a pressão alta
 
O sal e a[1]
O sal e a[1]O sal e a[1]
O sal e a[1]
 
O sal
O salO sal
O sal
 
Sal e Hipertensão
Sal e HipertensãoSal e Hipertensão
Sal e Hipertensão
 
O sal e a
O sal e a O sal e a
O sal e a
 
O sal e a presso alta.
O sal e a presso alta.O sal e a presso alta.
O sal e a presso alta.
 
Roda dos alimentos
Roda dos alimentosRoda dos alimentos
Roda dos alimentos
 
Àgua adiconada de sais
Àgua adiconada de saisÀgua adiconada de sais
Àgua adiconada de sais
 
Benefícios da ora pro nóbis
Benefícios da ora pro nóbisBenefícios da ora pro nóbis
Benefícios da ora pro nóbis
 
hipertensão cfn
hipertensão cfnhipertensão cfn
hipertensão cfn
 
A roda dos alimentos
A roda dos alimentosA roda dos alimentos
A roda dos alimentos
 
A Roda Dos Alimentos
A Roda Dos AlimentosA Roda Dos Alimentos
A Roda Dos Alimentos
 

Semelhante a O sal na saúde

Sal e Hipertensão Arterial
Sal e Hipertensão Arterial Sal e Hipertensão Arterial
Sal e Hipertensão Arterial
andrepanobianco
 
Sal marinho versus sal comum
Sal marinho versus sal comumSal marinho versus sal comum
Sal marinho versus sal comum
Luiz Dias
 
Sal marinho x sal comum
Sal marinho x sal comumSal marinho x sal comum
Sal marinho x sal comum
mariacferreira
 
Sal marinho x sal comum
Sal marinho x sal comumSal marinho x sal comum
Sal marinho x sal comum
ilce marinho
 
Sal marinho x sal comum
Sal marinho x sal comumSal marinho x sal comum
Sal marinho x sal comum
physioserv
 

Semelhante a O sal na saúde (20)

Alimentação em Diálise.docx
Alimentação em Diálise.docxAlimentação em Diálise.docx
Alimentação em Diálise.docx
 
O sal e a saúde humana.
O sal e a saúde humana.O sal e a saúde humana.
O sal e a saúde humana.
 
O sal
O salO sal
O sal
 
O Sal e a pressão alta
O Sal e a pressão altaO Sal e a pressão alta
O Sal e a pressão alta
 
Sal e Hipertensão Arterial
Sal e Hipertensão Arterial Sal e Hipertensão Arterial
Sal e Hipertensão Arterial
 
Zinco, Sódio e Vitamina V
Zinco, Sódio e Vitamina VZinco, Sódio e Vitamina V
Zinco, Sódio e Vitamina V
 
O sal
O salO sal
O sal
 
EBOOK ANTINFARTO.
EBOOK ANTINFARTO.EBOOK ANTINFARTO.
EBOOK ANTINFARTO.
 
Salmarinho
SalmarinhoSalmarinho
Salmarinho
 
Sais minerais
Sais mineraisSais minerais
Sais minerais
 
Sal marinho versus sal comum
Sal marinho versus sal comumSal marinho versus sal comum
Sal marinho versus sal comum
 
Lp sal marinho x sal comum
Lp sal marinho x sal comumLp sal marinho x sal comum
Lp sal marinho x sal comum
 
Sal marinho x sal comum
Sal marinho x sal comumSal marinho x sal comum
Sal marinho x sal comum
 
Sal marinho x sal comum1
Sal marinho x sal comum1Sal marinho x sal comum1
Sal marinho x sal comum1
 
Sal marinho x sal comum
Sal marinho x sal comumSal marinho x sal comum
Sal marinho x sal comum
 
Aula 2.pptx
Aula 2.pptxAula 2.pptx
Aula 2.pptx
 
Ciencias Sistema UrináRio
Ciencias Sistema UrináRioCiencias Sistema UrináRio
Ciencias Sistema UrináRio
 
Sal marinho x sal comum
Sal marinho x sal comumSal marinho x sal comum
Sal marinho x sal comum
 
Sal marinho x sal comum
Sal marinho x sal comumSal marinho x sal comum
Sal marinho x sal comum
 
SAUDE - Sal marinho x Sal comum*
SAUDE - Sal marinho x Sal comum*SAUDE - Sal marinho x Sal comum*
SAUDE - Sal marinho x Sal comum*
 

Mais de catarinasoares7a (20)

Saltmaker
SaltmakerSaltmaker
Saltmaker
 
O sal na saúde
O sal na saúdeO sal na saúde
O sal na saúde
 
O sal na saúde
O sal na saúdeO sal na saúde
O sal na saúde
 
Texto argumentativo corrigido
Texto argumentativo corrigidoTexto argumentativo corrigido
Texto argumentativo corrigido
 
O adolescente em viagem
O adolescente em viagemO adolescente em viagem
O adolescente em viagem
 
Projeto inovador catarina (1)
Projeto inovador  catarina  (1)Projeto inovador  catarina  (1)
Projeto inovador catarina (1)
 
O estado novo
O estado novoO estado novo
O estado novo
 
La solidarité
La solidaritéLa solidarité
La solidarité
 
Reflexão final do 2º desfio
Reflexão final do 2º desfioReflexão final do 2º desfio
Reflexão final do 2º desfio
 
Estudar e
Estudar eEstudar e
Estudar e
 
Depois do 9º ano, que opções
Depois do 9º ano, que opçõesDepois do 9º ano, que opções
Depois do 9º ano, que opções
 
O estado novo
O estado novoO estado novo
O estado novo
 
Dans l
Dans lDans l
Dans l
 
Depois do 9º ano
Depois do 9º anoDepois do 9º ano
Depois do 9º ano
 
O meu verso favorito
O meu verso favoritoO meu verso favorito
O meu verso favorito
 
A luz apagou
A luz apagouA luz apagou
A luz apagou
 
A segurança durante a 1ª república
A segurança durante a 1ª repúblicaA segurança durante a 1ª república
A segurança durante a 1ª república
 
La sécurité
La sécuritéLa sécurité
La sécurité
 
Balanço sobre as apresentações do 2º desafio
Balanço sobre as apresentações do 2º desafioBalanço sobre as apresentações do 2º desafio
Balanço sobre as apresentações do 2º desafio
 
Resumos segurança na internet
Resumos segurança na internetResumos segurança na internet
Resumos segurança na internet
 

Último

5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
edjailmax
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Pastor Robson Colaço
 
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importânciaclubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
LuanaAlves940822
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
carlaOliveira438
 
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
rarakey779
 

Último (20)

As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
 
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptxAULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importânciaclubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
 
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anosFotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
 

O sal na saúde

  • 1. O Sal na saúde O organismo ao desidratar-se perde grandes quantidades de água e sais minerais criando um estado de cansaço e esgotamento físico, psíquico, emocional e mental. O mau funcionamento interno do organismo é provocado pelos minerais que se perdem, por isso, devemos repô-los rapidamente. Com o sal refinado, nada chegará às células, excepto, o cloreto de sódio. O sal marinho repõe rapidamente os minerais perdidos. O sal marinho contém cerca de 84 elementos, entre os quais: iodo, magnésio, cálcio, enxofre, sódio (o teor de sódio deste sal, é menor do que no sal refinado), carbono, zinco, cobalto, fluor, fósforo, ferro, lítio, manganês, mercúrio, molibdénio, potássio, selénio, prata, ouro, urânio. - Qual a importância do sal de cozinha para a nossa saúde? O sal de cozinha é composto por 40% de sódio, um nutriente essencial para nosso organismo, o qual contribui para a regulação osmótica dos fluídos e atua na condução de estímulos nervosos e na contração muscular. Contudo, seu consumo excessivo está associado ao desenvolvimento da hipertensão arterial, doenças cardiovasculares e renais (doenças que estão entre as primeiras causas de morte dos Portugueses), derrames cerebrais, osteoporose e outras. - Qual é a quantidade recomendável por dia? De acordo com a Organização Mundial de Saúde, o consumo máximo de sal por dia não deve ultrapassar 5g, cerca de uma colher de chá por dia. O consumo diário de sal pelas sociedades ocidentais encontra-se entre de 10 a 12 gramas. Flor de sal A flor de sal é fonte natural de ferro, zinco, magnésio, iodo, flúor, sódio, cálcio, potássio e cobre, pois não sofre nenhum processo de refinação posterior à sua recolha do mar, permanecendo os seus nutrientes. É um produto artesanal raro devido à sua produção limitada aos meses mais quentes de verão. A sua riqueza em minerais úteis e necessários à saúde que conferem à flor de sal sua vantagem sobre sal marinho comum, devendo se ter a mesma cautela sobre o seu uso moderado. O sal na cosmética O sal também pode ser utilizado na produção de cremes hidratantes, esfoliantes, sais de banho, bronzeadores, sabonetes aromáticos e até after-shaves. Ester produtos são feitos a partir da flor de sal, uma vez que esta tem mais propriedades hidratantes do que o sal marinho.
  • 2. Benefícios do sal marinho - Fornece a energia aos músculos; - Ajuda a combater as carências provocadas por uma má alimentação; - Diminui a acidez gástrica; - Estimula a circulação sanguínea, respiratória, sistema nervoso, rins e vias urinárias; - Bastam 3 a 4 semanas de consumo para remineralizar o organismo, enriquecimento extraordinário de cálcio, magnésio, fluor, etc; - É antialérgico; - Estimula a cura de feridas, alivia a psoríase; - Combate o bócio; - Mantém o equilíbrio da tiróide; - Regula o excesso de sódio e potássio. Benefícios Fisiológicos do Banho de Sal Grosso - Desintoxica o corpo, ajudando a afastar os vírus; - Estimula a circulação sanguínea natural, ajudando assim a melhorar a saúde; - Ajuda a aliviar o pé do atleta, e também os calos e calosidades; - Ajuda a relaxar a tensão e as dores musculares e também as dores nas articulações; - Ajuda a aliviar os problemas de artrite e reumatismo; - Ajuda no alívio da dor lombar crónica. Benefícios Estéticos do Sal - Ajuda a limpar as impurezas da pele; - Alivia determinadas irritações da pele; - Alivia as comichões, ardores e picadas; - Ajuda a suavizar e amaciar a pele, além de a incentivar a se renovar; - Ajuda na cura de cicatrizes.