
Principais características:
- Choque de interesses políticos entre o presidente (autoritário) e o Congresso;
- Agravamen...

*Governo provisório.
O governo provisório foi instalado com o objetivo de
realizar a implantação das instituições republ...

 A Constituição Brasileira de 1891 foi a primeira da
história da República no país.
 Em 1889, chegou ao fim o Império ...

-a existência dos poderes Legislativo, Executivo e
Judiciário (extinguindo-se Poder Moderador, da época
do Império);
-o ...

Política do Café-com-Leite
A maioria dos presidentes desta época eram políticos de Minas
Gerais e São Paulo. Estes dois ...

Montada no governo do presidente paulista Campos
Salles, esta política visava manter no poder as
oligarquias. Em suma, e...

O coronelismo
A figura do "coronel" era muito comum durante os anos iniciais da
República, principalmente nas regiões do...

O Convênio de Taubaté
Essa foi uma fórmula encontrada pelo governo
republicano para beneficiar os cafeicultores em
momen...

A Greve Geral de 1917 é o nome pela qual ficou conhecida a
paralisação geral da indústria e do comércio do Brasil, em
Ju...

Revoltas

A campanha de vacinação obrigatória é colocada em
prática em novembro de 1904. Embora seu objetivo
fosse positivo, ela f...

Causas da revolta
 O estopim da revolta ocorreu quando o marinheiro
Marcelino Rodrigues foi castigado com 250 chibatada...

 Reivindicações- O líder da revolta, João Cândido
(conhecido como o Almirante Negro), redigiu a carta
reivindicando o f...

Introdução
O tenentismo foi um movimento social de caráter político-militar que ocorreu
no Brasil nas décadas de 1920 e ...

 A chamada Guerra de Canudos, revolução de
Canudos ou insurreição de Canudos, foi o confronto
entre um movimento popula...

Antônio Vicente Mendes Maciel, apelidado de "Antônio Conselheiro",
nascido em Quixeramobim (CE) a 13 de março de 1830, d...

Fim
Historia... O Brasil da  Primeiro República
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Historia... O Brasil da Primeiro República

366 visualizações

Publicada em

Faceboook Mathes cj

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
366
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Historia... O Brasil da Primeiro República

  1. 1.  Principais características: - Choque de interesses políticos entre o presidente (autoritário) e o Congresso; - Agravamento da crise política e econômica no país; - Em 3 de novembro de 1891: Deodoro ordena o estabelecimento de estado de sítio, fechamento do Congresso e prisão de políticos opositores.; - Reação de setores da sociedade, militares e políticos às medidas autoritárias de Deodoro da Fonseca; - Com o agravamento da crise política e econômica, greve dos ferroviários e a ameaça da Marinha de bombardear a capital, Deodoro da Fonseca renuncia em novembro de 1891. Assumiu em seu lugar o vice-presidente, marechal Floriano Peixoto. O governo Deodoro da Fonseca
  2. 2.  *Governo provisório. O governo provisório foi instalado com o objetivo de realizar a implantação das instituições republicanas e resolver problemas originários com o final da monarquia, até que houvesse a promulgação de uma nova Constituição. O governo Deodoro da Fonseca
  3. 3.   A Constituição Brasileira de 1891 foi a primeira da história da República no país.  Em 1889, chegou ao fim o Império do Brasil. Após uma série de fatores que concorreram para o desgaste do sistema monárquico de governo no Brasil e a definitiva eliminação de Dom Pedro II, os militares se articularam junto com outros grupos interessados na República para a sua proclamação. Derrubado o regime então vigente, o Brasil iniciou uma fase de reformulação com um governo provisório do marechal Deodoro da Fonseca. Os dois anos seguintes foram tomados de movimentações com o objetivo de estabelecer novas diretrizes para o Estado brasileiro. Constituição de 1891
  4. 4.  -a existência dos poderes Legislativo, Executivo e Judiciário (extinguindo-se Poder Moderador, da época do Império); -o exercício do Poder Executivo pelo Presidente da República, auxiliado por ministros de sua livre escolha; -o exercício do Poder Judiciário pelo Supremo Tribunal Federal; -o Poder Legislativo, constituído pelo Congresso Nacional: Senado Federal e Câmara dos Deputados; Características
  5. 5.  Política do Café-com-Leite A maioria dos presidentes desta época eram políticos de Minas Gerais e São Paulo. Estes dois estados eram os mais ricos da nação e, por isso, dominavam o cenário político da república. Saídos das elites mineiras e paulistas, os presidentes acabavam favorecendo sempre o setor agrícola, principalmente do café (paulista) e do leite (mineiro). A política do café-com-leite sofreu duras críticas de empresários ligados à indústria, que estava em expansão neste período. Se por um lado a política do café-com-leite privilegiou e favoreceu o crescimento da agricultura e da pecuária na região Sudeste, por outro, acabou provocando um abandono das outras regiões do país. As regiões Nordeste, Norte eCentro-Oeste ganharam pouca atenção destes políticos e tiveram seus problemas sociais agravados. Café com leite
  6. 6.  Montada no governo do presidente paulista Campos Salles, esta política visava manter no poder as oligarquias. Em suma, era uma troca de favores políticos entre governadores e presidente. O presidente apoiava os candidatos dos partidos governistas nos estados, enquanto estes políticos davam suporte a candidatura presidencial e também durante a época do governo. Política dos governadores
  7. 7.  O coronelismo A figura do "coronel" era muito comum durante os anos iniciais da República, principalmente nas regiões do interior doBrasil. O coronel era um grande fazendeiro que utilizava seu poder econômico para garantir a eleição dos candidatos que apoiava. Era usado o voto de cabresto, em que o coronel (fazendeiro) obrigava e usava até mesmo a violência para que os eleitores de seu "curral eleitoral" votassem nos candidatos apoiados por ele. Como o voto era aberto, os eleitores eram pressionados e fiscalizados por capangas do coronel, para que votasse nos candidatos indicados. O coronel também utilizava outros "recursos" para conseguir seus objetivos políticos, tais como: compra de votos, votos fantasmas, troca de favores, fraudes eleitorais e violência. Coronelismo
  8. 8.  O Convênio de Taubaté Essa foi uma fórmula encontrada pelo governo republicano para beneficiar os cafeicultores em momentos de crise. Quando o preço do café abaixava muito, o governo federal comprava o excedente de café e estocava. Esperava-se a alta do preço do café e então os estoques eram liberados. Esta política mantinha o preço do café, principal produto de exportação, sempre em alta e garantia os lucros dos fazendeiros de café. Convênio de Taubaté
  9. 9.  A Greve Geral de 1917 é o nome pela qual ficou conhecida a paralisação geral da indústria e do comércio do Brasil, em Julho de 1917, como resultado da constituição de organizações operárias de inspiração anarcosindicalista aliada à imprensa libertária. Esta mobilização operária foi uma das mais abrangentes e longas da história do Brasil. O movimento operário mostrou como suas organizações (Sindicatos e Federações) podiam lutar e defender seus direitos de forma descentralizada e livre, mas de forte impacto na sociedade. Esta greve mostrou não só a capacidade de organização dos trabalhadores, mas também que uma greve geral era possível. Greve geral de 1917
  10. 10.  Revoltas
  11. 11.  A campanha de vacinação obrigatória é colocada em prática em novembro de 1904. Embora seu objetivo fosse positivo, ela foi aplicada de forma autoritária e violenta. Em alguns casos, os agentes sanitários invadiam as casas e vacinavam as pessoas à força, provocando revolta nas pessoas. Essa recusa em ser vacinado acontecia, pois grande parte das pessoas não conhecia o que era uma vacina e tinham medo de seus efeitos. Revoltas da Vacina
  12. 12.  Causas da revolta  O estopim da revolta ocorreu quando o marinheiro Marcelino Rodrigues foi castigado com 250 chibatadas, por ter ferido um colega da Marinha, dentro do encouraçado Minas Gerais. O navio de guerra estava indo para o Rio de Janeiro e a punição, que ocorreu na presença dos outros marinheiros, desencadeou a revolta.  O motim se agravou e os revoltosos chegaram a matar o comandante do navio e mais três oficiais. Já na Baia da Guanabara, os revoltosos conseguiram o apoio dos marinheiros do encouraçado São Paulo. O clima ficou tenso e perigoso. Revolta da Chibata
  13. 13.   Reivindicações- O líder da revolta, João Cândido (conhecido como o Almirante Negro), redigiu a carta reivindicando o fim dos castigos físicos, melhorias na alimentação e anistia para todos que participaram da revolta. Caso não fossem cumpridas as reivindicações, os revoltosos ameaçavam bombardear a cidade do Rio de Janeiro (então capital do Brasil). Revolta da Chibata
  14. 14.  Introdução O tenentismo foi um movimento social de caráter político-militar que ocorreu no Brasil nas décadas de 1920 e 1930, período conhecido como República das Oligarquias. Contou, principalmente, com a participação de jovens tenentes do exército. O que defendiam Este movimento contestava a ação política e social dos governos representantes das oligarquias cafeeiras (coronelismo). Embora tivessem uma posição conservadora e autoritária, os tenentes defendiam reformas políticas e sociais. Queriam a moralidade política no país e combatiam a corrupção. O movimento tenentista defendia as seguintes mudanças: - Fim do voto de cabresto (sistema de votação baseado em violência e fraudes que só beneficiava os coronéis); - Reforma no sistema educacional público do país; - Mudança no sistema de voto aberto para secreto. Tenentismo
  15. 15.   A chamada Guerra de Canudos, revolução de Canudos ou insurreição de Canudos, foi o confronto entre um movimento popular de fundo sócio- religioso e o Exército da República, que durou de 1896 a 1897, na então comunidade de Canudos, no interior do estado da Bahia, no Brasil.  Canudos
  16. 16.  Antônio Vicente Mendes Maciel, apelidado de "Antônio Conselheiro", nascido em Quixeramobim (CE) a 13 de março de 1830, de tradicional família que vivia nos sertões entre Quixeramobim e Boa Viagem, fora comerciante, professor e advogado prático nos sertões de Ipu e Sobral. Após a sua esposa tê-lo abandonado em favor de um sargento da força pública, passou a vagar pelos sertões em uma andança de vinte e cinco anos. Chegou a Canudos em 1893, tornando-se líder do arraial e atraindo milhares de pessoas. Acreditava que era um enviado de Deus para acabar com as diferenças sociais e com a cobrança de tributos. Acreditava ainda que a "República" (então recém-implantada no país) era a materialização do reino do "Anti-Cristo" na Terra, uma vez que o governo laico seria uma profanação da autoridade da Igreja Católica para legitimar os governantes. A cobrança de impostos efetuada de forma violenta, a celebração do casamento civil, a separação entre Igreja e Estado eram provas cabais da proximidade do "fim do mundo". Antônio Conselheiro
  17. 17.  Fim

×