SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 5
Baixar para ler offline
Os ciclos biogeoquímicos são fenômenos naturais que reciclam vários elementos do meio
ambiente para os organismos, e depois, trazem esses elementos de volta pra o ambiente, unindo os
componentes bióticos (seres vivos) e abióticos (não vivos) da terra.
Durante todos esses movimentos que ocorrem num ciclo, um elemento químico ou
elementos químicos percorrem a atmosfera, hidrosfera, litosfera e biosfera.
O c o n h e c i m e n t o d o s c i c l o s
biogeoquímicos é muito importante para a
compreensão do meio ambiente, e avaliar os
possíveis impactos ambientais que a ação
humana pode causar.
O carbono é um elemento químico muito
importante para os seres vivos, pois entra na
composição química de todos os compostos
orgânicos e de uma grande quantidade de
inorgânicos também. O gás carbônico é
encontrado na atmosfera numa concentração
de aproximadamente 0,03%, e encontra-se
também dissolvido nos mares, oceanos, rios e
lagos.
Para compreender os processos que
envolvem o ciclo do carbono, é fundamental o
conhecimento das reações de fotossíntese e respiração.
As reações de respiração
e f o t o s s í n t e s e e n v o l v e m
produção e consumo de dióxido
de carbono, respectivamente.
Nos ecossistemas “naturais”,
essas reações tendem a estar em
equilíbrio.
Ciclo do carbono
Figura 1
Figura 2
O carbono é removido da atmosfera pela fotossíntese e quimiossíntese e utilizado pelos
organismos na síntese de compostos orgânicos como: carboidratos, lipídeos e proteínas.
O carbono fixado pelos organismos autótrofos pode voltar à atmosfera através da
respiração e pela decomposição,
na forma de CO2 ou pode
passar aos animais através da
alimentação. O carbono dos
animais pode também ser
liberado na forma de CO2 pela
respiração e pela decomposição
de seus corpos ou passar para
o u t r o s a n i m a i s p e l a
alimentação.
Todos esses processos
d e fi x a ç ã o d e c a r b o n o
(fotossíntese e quimiossíntese)
e de liberação de carbono
(respiração e decomposição)
são processos naturais.
O carbono também pode
retornar ao ambiente através da
queima de combustíveis fósseis
e a queima de florestas,
resultantes da atividade humana. Figura 3 - Ciclo do carbono
Efeito estufa
A composição química da atmosfera pode ser observada
na figura 1, contendo aproximadamente 0,03% de CO2.
Juntamente com o CO2, o ozônio (O3), o metano (CH4) e o
óxido nitroso (N2O) e o vapor d’água (H2O) são chamados
de gases de efeito estufa. O CO2 é o gás que mais
influencia no efeito estufa (figura 4) .Esses gases são
capazes de reter calor aumentando a temperatura da
terra em cerca de 30oC, permitindo a existência de vida
no planeta terra. Esse aquecimento é um fenômeno
natural e é chamado de efeito estufa. Nas últimas décadas
tem-se observado um aumento das concentrações de CO2
(figura 5), que tem provocado um aumento da temperatura
média global. Esse fenômeno é atribuído a atividade humana.
Figura 4 - Influência dos gases
no efeito estufa.
AntonínSlejška/Creativecommons
Figura 5
tetraktys/Creativecommons
Consequências da intensificação do efeito estufa
- Aumento do nível do mar;
- Maior número de tempestades, ciclones e furacões.
- Aumento da temperatura média na superfície terrestre entre 1 e 3,5oC no decorrer dos
próximos 100 anos.
- Possibilidade de inundação de cidades costeiras no médio e longo prazos.
- Alteração no ciclo da água, provocando seca em alguns locais e enchentes em outros.
- Alteração da disponibilidade no fornecimento de alimentos e recursos hídricos.
- Perda de biodiversidade.
- Degelo nos pólos.
- Alteração nas estações do ano.
http://exame.abril.com.br/tecnologia/noticias/brasil-reduziu-em-15-emissao-de-gases-do-efeito-estufa
http://info.abril.com.br/noticias/ciencia/2015/07/principais-gases-de-efeito-estufa-bateram-recordes-
em-2014-diz-relatorio.shtml
http://www.ebc.com.br/noticias/meio-ambiente/2015/07/biocombustivel-pode-ajudar-na-reducao-dos-
gases-de-efeito-estufa
https://www.youtube.com/watch?v=soicSlswjOk
http://www.ige.unicamp.br/terraedidatica/v5/pdf-v5/TD_V-a4.pdf
http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc08/quimsoc.pdf
Elaborado por Professor Ameba - Alexandre Falchi
Estrategia enem apostila carbono e efeito estufa

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Microsoft Power Point Aula (2) Ciclos BiogeoquíMicos
Microsoft Power Point   Aula (2)   Ciclos BiogeoquíMicosMicrosoft Power Point   Aula (2)   Ciclos BiogeoquíMicos
Microsoft Power Point Aula (2) Ciclos BiogeoquíMicoseambiental
 
Ciclo do carbono
Ciclo do carbonoCiclo do carbono
Ciclo do carbonorezendethor
 
Ciclos biogeoquímicos água, carbono
Ciclos biogeoquímicos água, carbonoCiclos biogeoquímicos água, carbono
Ciclos biogeoquímicos água, carbonoDomingos Oliveira
 
Slide ciclo do carbono
Slide ciclo do carbonoSlide ciclo do carbono
Slide ciclo do carbonoLucas Sousa
 
Ciclo Do OxigêNio
Ciclo Do OxigêNioCiclo Do OxigêNio
Ciclo Do OxigêNioecsette
 
Os Gases vestigiais da Atmosfera
Os Gases vestigiais da AtmosferaOs Gases vestigiais da Atmosfera
Os Gases vestigiais da Atmosferaguest6226ea1
 
Ciclos Bio Geo Qui
Ciclos Bio Geo QuiCiclos Bio Geo Qui
Ciclos Bio Geo QuiSérgio Luiz
 
Alteração da concentração dos componentes vestigiais da atmosfera causas e ...
Alteração da concentração dos componentes vestigiais da atmosfera   causas e ...Alteração da concentração dos componentes vestigiais da atmosfera   causas e ...
Alteração da concentração dos componentes vestigiais da atmosfera causas e ...zeopas
 
Ciclo biogeoquímico tiago
Ciclo biogeoquímico    tiagoCiclo biogeoquímico    tiago
Ciclo biogeoquímico tiagomarlenevbarbosa
 

Mais procurados (19)

Ciclos biogeoquimicos
Ciclos biogeoquimicosCiclos biogeoquimicos
Ciclos biogeoquimicos
 
Microsoft Power Point Aula (2) Ciclos BiogeoquíMicos
Microsoft Power Point   Aula (2)   Ciclos BiogeoquíMicosMicrosoft Power Point   Aula (2)   Ciclos BiogeoquíMicos
Microsoft Power Point Aula (2) Ciclos BiogeoquíMicos
 
Ciclo Do Carbono
Ciclo Do CarbonoCiclo Do Carbono
Ciclo Do Carbono
 
Ciclo do carbono
Ciclo do carbonoCiclo do carbono
Ciclo do carbono
 
Ciclos biogeoquímicos água, carbono
Ciclos biogeoquímicos água, carbonoCiclos biogeoquímicos água, carbono
Ciclos biogeoquímicos água, carbono
 
Ciclo co oxigenio trabalho 2012
Ciclo co oxigenio trabalho 2012Ciclo co oxigenio trabalho 2012
Ciclo co oxigenio trabalho 2012
 
C iclo c
C iclo cC iclo c
C iclo c
 
Ciclos e carbono
Ciclos e carbonoCiclos e carbono
Ciclos e carbono
 
Ciclo do carbono
Ciclo do carbonoCiclo do carbono
Ciclo do carbono
 
Slide ciclo do carbono
Slide ciclo do carbonoSlide ciclo do carbono
Slide ciclo do carbono
 
Ciclo Do OxigêNio
Ciclo Do OxigêNioCiclo Do OxigêNio
Ciclo Do OxigêNio
 
Os Gases vestigiais da Atmosfera
Os Gases vestigiais da AtmosferaOs Gases vestigiais da Atmosfera
Os Gases vestigiais da Atmosfera
 
Ciclos BiogeoquíMicos
Ciclos BiogeoquíMicosCiclos BiogeoquíMicos
Ciclos BiogeoquíMicos
 
Ciclos Bio Geo Qui
Ciclos Bio Geo QuiCiclos Bio Geo Qui
Ciclos Bio Geo Qui
 
1o ano ciclo oxigênio
1o ano   ciclo oxigênio1o ano   ciclo oxigênio
1o ano ciclo oxigênio
 
ciencias 8ºA
ciencias 8ºAciencias 8ºA
ciencias 8ºA
 
Alteração da concentração dos componentes vestigiais da atmosfera causas e ...
Alteração da concentração dos componentes vestigiais da atmosfera   causas e ...Alteração da concentração dos componentes vestigiais da atmosfera   causas e ...
Alteração da concentração dos componentes vestigiais da atmosfera causas e ...
 
Ciclo biogeoquímico tiago
Ciclo biogeoquímico    tiagoCiclo biogeoquímico    tiago
Ciclo biogeoquímico tiago
 
Os ciclos biogeoquímicos
Os ciclos biogeoquímicosOs ciclos biogeoquímicos
Os ciclos biogeoquímicos
 

Semelhante a Estrategia enem apostila carbono e efeito estufa

Semelhante a Estrategia enem apostila carbono e efeito estufa (20)

Ciclo biogeoquiii
Ciclo biogeoquiiiCiclo biogeoquiii
Ciclo biogeoquiii
 
Trabalho emas ciclos biogeoquímicos
Trabalho emas   ciclos biogeoquímicosTrabalho emas   ciclos biogeoquímicos
Trabalho emas ciclos biogeoquímicos
 
Ciclos
CiclosCiclos
Ciclos
 
Biogeoquimicos
BiogeoquimicosBiogeoquimicos
Biogeoquimicos
 
Mudanças climáticas
Mudanças climáticas Mudanças climáticas
Mudanças climáticas
 
Ciclos biogoquímicos
Ciclos biogoquímicosCiclos biogoquímicos
Ciclos biogoquímicos
 
Ciclos biogeoqumico
Ciclos biogeoqumico Ciclos biogeoqumico
Ciclos biogeoqumico
 
ciencias 8ºA
ciencias 8ºAciencias 8ºA
ciencias 8ºA
 
ciencias 8ºA
ciencias 8ºAciencias 8ºA
ciencias 8ºA
 
O ciclo do carbono e os combustíveis fósseis
O ciclo do carbono e os combustíveis fósseisO ciclo do carbono e os combustíveis fósseis
O ciclo do carbono e os combustíveis fósseis
 
Cicloener
CicloenerCicloener
Cicloener
 
Ciclos biogeoquímico
Ciclos biogeoquímico Ciclos biogeoquímico
Ciclos biogeoquímico
 
Química ambiental volume 1 - a atmosfera
Química ambiental   volume 1 - a atmosferaQuímica ambiental   volume 1 - a atmosfera
Química ambiental volume 1 - a atmosfera
 
Ciclo Do Carbono
Ciclo Do CarbonoCiclo Do Carbono
Ciclo Do Carbono
 
Ciclo do carbono
Ciclo do carbonoCiclo do carbono
Ciclo do carbono
 
Créditos de carbono
Créditos de carbonoCréditos de carbono
Créditos de carbono
 
Ciclos biogeoquímicos
Ciclos biogeoquímicosCiclos biogeoquímicos
Ciclos biogeoquímicos
 
Biologia
BiologiaBiologia
Biologia
 
Ciclos biogeoquímicos
Ciclos biogeoquímicosCiclos biogeoquímicos
Ciclos biogeoquímicos
 
Biologia aula 2
Biologia aula 2Biologia aula 2
Biologia aula 2
 

Mais de Alexandre Pusaudse (20)

2019 gabarito tarefa 1 1 ano b1
2019   gabarito tarefa 1 1 ano b12019   gabarito tarefa 1 1 ano b1
2019 gabarito tarefa 1 1 ano b1
 
2019 efeito estufa
2019   efeito estufa2019   efeito estufa
2019 efeito estufa
 
2019 relatorio socrative reproducao
2019    relatorio socrative reproducao2019    relatorio socrative reproducao
2019 relatorio socrative reproducao
 
2019 relatorio teste socrative ciclos bioenergetica
2019 relatorio teste socrative ciclos bioenergetica2019 relatorio teste socrative ciclos bioenergetica
2019 relatorio teste socrative ciclos bioenergetica
 
Efeito estufa
Efeito estufaEfeito estufa
Efeito estufa
 
Efeito estufa
Efeito estufaEfeito estufa
Efeito estufa
 
2019 cnidaria
2019   cnidaria2019   cnidaria
2019 cnidaria
 
Primeiros seres pluricelulares
Primeiros seres pluricelularesPrimeiros seres pluricelulares
Primeiros seres pluricelulares
 
Ciclo do carbono 2019
Ciclo do carbono 2019Ciclo do carbono 2019
Ciclo do carbono 2019
 
Ciclo da agua
Ciclo da aguaCiclo da agua
Ciclo da agua
 
Cap 13 aula 2
Cap 13 aula 2Cap 13 aula 2
Cap 13 aula 2
 
2019 execicios ecologia 1
2019   execicios ecologia 12019   execicios ecologia 1
2019 execicios ecologia 1
 
2019 cap 3
2019 cap 3 2019 cap 3
2019 cap 3
 
2019 REPRODUÇÃO ASSEXUADA
2019 REPRODUÇÃO ASSEXUADA2019 REPRODUÇÃO ASSEXUADA
2019 REPRODUÇÃO ASSEXUADA
 
Como montar mapas conceituais
Como montar mapas conceituaisComo montar mapas conceituais
Como montar mapas conceituais
 
Camada de ozônio e chuva ácida
Camada de ozônio e chuva ácidaCamada de ozônio e chuva ácida
Camada de ozônio e chuva ácida
 
Dinâmica de populações
Dinâmica de populaçõesDinâmica de populações
Dinâmica de populações
 
Fragmentacao de habitat
Fragmentacao de habitatFragmentacao de habitat
Fragmentacao de habitat
 
2018 tecido conjuntivo cartilaginoso
2018   tecido conjuntivo cartilaginoso2018   tecido conjuntivo cartilaginoso
2018 tecido conjuntivo cartilaginoso
 
2018 tecido conjuntivo adiposo
2018   tecido conjuntivo adiposo2018   tecido conjuntivo adiposo
2018 tecido conjuntivo adiposo
 

Último

BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.HildegardeAngel
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptxErivaldoLima15
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 

Último (20)

BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 

Estrategia enem apostila carbono e efeito estufa

  • 1. Os ciclos biogeoquímicos são fenômenos naturais que reciclam vários elementos do meio ambiente para os organismos, e depois, trazem esses elementos de volta pra o ambiente, unindo os componentes bióticos (seres vivos) e abióticos (não vivos) da terra. Durante todos esses movimentos que ocorrem num ciclo, um elemento químico ou elementos químicos percorrem a atmosfera, hidrosfera, litosfera e biosfera. O c o n h e c i m e n t o d o s c i c l o s biogeoquímicos é muito importante para a compreensão do meio ambiente, e avaliar os possíveis impactos ambientais que a ação humana pode causar. O carbono é um elemento químico muito importante para os seres vivos, pois entra na composição química de todos os compostos orgânicos e de uma grande quantidade de inorgânicos também. O gás carbônico é encontrado na atmosfera numa concentração de aproximadamente 0,03%, e encontra-se também dissolvido nos mares, oceanos, rios e lagos. Para compreender os processos que envolvem o ciclo do carbono, é fundamental o conhecimento das reações de fotossíntese e respiração. As reações de respiração e f o t o s s í n t e s e e n v o l v e m produção e consumo de dióxido de carbono, respectivamente. Nos ecossistemas “naturais”, essas reações tendem a estar em equilíbrio. Ciclo do carbono Figura 1 Figura 2
  • 2. O carbono é removido da atmosfera pela fotossíntese e quimiossíntese e utilizado pelos organismos na síntese de compostos orgânicos como: carboidratos, lipídeos e proteínas. O carbono fixado pelos organismos autótrofos pode voltar à atmosfera através da respiração e pela decomposição, na forma de CO2 ou pode passar aos animais através da alimentação. O carbono dos animais pode também ser liberado na forma de CO2 pela respiração e pela decomposição de seus corpos ou passar para o u t r o s a n i m a i s p e l a alimentação. Todos esses processos d e fi x a ç ã o d e c a r b o n o (fotossíntese e quimiossíntese) e de liberação de carbono (respiração e decomposição) são processos naturais. O carbono também pode retornar ao ambiente através da queima de combustíveis fósseis e a queima de florestas, resultantes da atividade humana. Figura 3 - Ciclo do carbono Efeito estufa A composição química da atmosfera pode ser observada na figura 1, contendo aproximadamente 0,03% de CO2. Juntamente com o CO2, o ozônio (O3), o metano (CH4) e o óxido nitroso (N2O) e o vapor d’água (H2O) são chamados de gases de efeito estufa. O CO2 é o gás que mais influencia no efeito estufa (figura 4) .Esses gases são capazes de reter calor aumentando a temperatura da terra em cerca de 30oC, permitindo a existência de vida no planeta terra. Esse aquecimento é um fenômeno natural e é chamado de efeito estufa. Nas últimas décadas tem-se observado um aumento das concentrações de CO2 (figura 5), que tem provocado um aumento da temperatura média global. Esse fenômeno é atribuído a atividade humana. Figura 4 - Influência dos gases no efeito estufa. AntonínSlejška/Creativecommons
  • 3. Figura 5 tetraktys/Creativecommons Consequências da intensificação do efeito estufa - Aumento do nível do mar; - Maior número de tempestades, ciclones e furacões. - Aumento da temperatura média na superfície terrestre entre 1 e 3,5oC no decorrer dos próximos 100 anos. - Possibilidade de inundação de cidades costeiras no médio e longo prazos. - Alteração no ciclo da água, provocando seca em alguns locais e enchentes em outros. - Alteração da disponibilidade no fornecimento de alimentos e recursos hídricos. - Perda de biodiversidade. - Degelo nos pólos. - Alteração nas estações do ano. http://exame.abril.com.br/tecnologia/noticias/brasil-reduziu-em-15-emissao-de-gases-do-efeito-estufa http://info.abril.com.br/noticias/ciencia/2015/07/principais-gases-de-efeito-estufa-bateram-recordes- em-2014-diz-relatorio.shtml http://www.ebc.com.br/noticias/meio-ambiente/2015/07/biocombustivel-pode-ajudar-na-reducao-dos- gases-de-efeito-estufa