SlideShare uma empresa Scribd logo

textos intervenção.docx

Atividadee de intervenção

textos intervenção.docx

1 de 3
Baixar para ler offline
ISSO NÃO ESTÁ ME CHEIRANDO BEM
Imagine uma bolinha de neve no topo de uma montanha e quando ela chegar lá embaixo, vai ter virado um imenso
bolão, não é? Isso é o que acontece com o lixo. Cada um de nós, brasileiros, produz mais ou menos 500 gramas de
lixo todos os dias. Parece pouco, mas é só fazer as contas. Todos os dias, esse lixo vira um bolão de milhões de
toneladas!!! Para reciclar, é preciso primeiro separar os tipos de lixo feitos de plástico, papel, metal e vidro, que são
materiais reaproveitáveis. É por isso que em alguns lugares a gente encontra aquelas lixeiras coloridas. Suplemento:
O Estadinho FONTE: https://escolaeducacao.com.br/textos-pequenos-para-leitura-e-interpretacao/
As plantas dormem?
As flores se abrem pela manhã e se fecham à noite. Você já reparou como isso acontece? Será que elas estão
dormindo? Sim! Elas “dormem” à noite! E o que faz elas dormirem é o ritmo circadiano, assim como acontece com os
humanos. O ritmo circadiano dos seres vivos dura, aproximadamente, 24 horas, ou seja, acompanha o movimento de
rotação da Terra. Isso quer dizer que as plantas, os animais e o organismo dos humanos reconhecem que a noite é o
período para descansar, e o dia é o período para ficar acordado e realizar atividades. Então, quando dizemos que as
plantas estão “dormindo”, é porque elas interrompem certos processos que só fazem com a luz do sol, durante o
dia. Luz e escuridão desencadeiam nas plantas mecanismos para produzir substâncias que controlam o crescimento
e o desenvolvimento. As plantas podem não ser capazes de se levantar e caçar alimentos, mas, durante o dia, elas se
movem ligeiramente para maximizar sua exposição à energia solar. Elas absorvem a luz do sol para fazer energia
através da fotossíntese e à noite voltam sua atenção para metabolizar a energia e usá-la para crescer. Verônica Soares.
Disponível em:<https://minasfazciencia.com.br/infantil/>.(Com cortes e adaptações).
Marianne Peretti
Marianne Peretti é uma artista plástica franco-brasileira, considerada a mais importante vitralista do Brasil. Ela ficou
conhecida por ser a única mulher a integrar a equipe de artistas do arquiteto Oscar Niemeyer na construção de Brasília.
Filha de um historiador pernambucano e de uma modelo francesa, Marie Anne Antoinette Hélène Peretti nasceu em
Paris, em 13 de dezembro de 1927. Desde pequena, Marianne só pensava em arte. Foi expulsa de duas escolas porque
fugia sempre das aulas para pintar. Aos 15 anos, começou a frequentar a École Nationale Supérieure des Arts
Décoratifs e, mais tarde, a Académie de La Grande Chaumière. Naquele tempo, ela ganhava algum dinheiro fazendo
charges para jornais. Conheceu seu marido durante uma viagem de navio entre a Europa e o Rio de Janeiro. Casou-se
com ele e mudou-se para São Paulo em 1953. Na bagagem, já levou prestígio artístico: em sua primeira exposição
individual, no ano anterior, recebeu muitos elogios da crítica e, até mesmo, do gênio surrealista Salvador Dalí. No
Brasil, o trabalho de Marianne foi ganhando espaço e reconhecimento – ela participava de bienais e realizava
exposições individuais e coletivas pelas capitais brasileiras. Também criava esculturas, vitrais e relevos para edifícios
públicos e residências particulares. Disponível em: <plenarinho.leg.br – Câmara dos Deputados>. (Fragmento).
O CÉREBRO CONHECE BEM O BÊ-A-BÁ Não é só nos livros de ortografia que há distinção entre vogais e consoantes.
Uma pesquisa da Universidade Harvard, nos Estados Unidos, mostrou que a diferença entre esses dois tipos de letra
está gravada no fundo do cérebro, que os processa em áreas separadas. Os cientistas perceberam isso graças a uma
infelicidade, pois testaram dois pacientes com lesões em duas regiões cerebrais. O resultado foi surpreendente –
enquanto um dos doentes trocava uma vogal pela outra, mas não confundia as consoantes, o outro falhava nas
consoantes, acertando as vogais. Ficou claro que esses dois tipos de letra são processados em lugares diferentes. “É
mais uma peça que se coloca no quebra-cabeça da linguagem humana”, disse o neurologista Alfonso Caramazza, um
dos autores da experiência. (Superinteressante) Disponível em:
https://drive.google.com/file/d/0BzPewewkSxkzOVNBMEhDM2Z4dGc/edit. Acesso em: 20 de julho de 2019.
A VILA DE CONTÊINERES Estudantes de Amsterdã se mudam para apartamentos de Lata. Em 1937, o americano
Malcom McLean inventou grandes caixas de aço para armazenar e transportar fardos de algodão: os contêineres,
hoje essenciais para o comércio na economia globalizada. Mas você aceitaria viver dentro de um? Na cidade de
Amsterdã, capital da Holanda, fica a maior vila de contêineres do mundo: com aproximadamente 1000
apartamentos de metal. Ela fica a 4 quilômetros do centro e foi construída para atender à demanda por alojamentos
estudantis na cidade. Os contêineres foram comprados na China, onde passaram por uma reforma e ganharam os
equipamentos básicos de um apartamento, como pia, banheiro, aquecedor e isolamento acústico. Eles foram
levados de navio para a Holanda e empilhados com guindastes para formar um prédio de 5 andares, que foi
inaugurado em 2006 e hoje abriga cerca de 1000 estudantes. Os contêineres são pequenos, e o prédio não tem
elevador (é preciso subir de escada). Mas, como o aluguel custa 320 euros por mês, barato para os padrões de
Amsterdã, ninguém reclama. “No começo fiquei apreensivo, mas hoje acho bem eficiente”, diz o estudante alemão
Torsten Müller, que já vive lá há 6 meses. O sucesso foi tão grande que a empresa responsável pelo projeto já
construiu outra vila num subúrbio de Amsterdã – e também está erguendo um hotel na cidade de Yenagoa, na
Nigéria, para turistas que quiserem ter a experiência de dormir num contêiner. Mas com acomodações de luxo – lata
por fora, quatro- estrelas por dentro. (Caroline D’essen) Disponível em:
https://drive.google.com/file/d/1oehhyyc8Avuwk_l_ta-5MdHe3spadWIm/view. Acesso em: 23 de julho de 2019.
A TORRE EIFFEL DE UM BRASILEIRO Inaugurada em 1889 como parte da Exposição Mundial de Paris, a Torre Eiffel,
com 324 metros de altura, se tornou um dos principais símbolos da capital francesa. A cada ano, ela recebe quase 7
milhões de visitantes. Um deles, o empresário Edson Ferrarin, se apaixonou pela estrutura a ponto de construir uma
réplica. A obra custou R$ 180 mil e reproduz as formas da torre original, mas com apenas 10% de seu tamanho, o
que equivale a um prédio de 11 andares. Foram usadas mais de 2 mil peças de ferro, que somam 30.000 quilos
(contra 10.000 toneladas da verdadeira). A torre de Umuarama já está aberta para visitação. (Revista ÉPOCA)
Disponível em: https://drive.google.com/file/d/1oehhyyc8Avuwk_l_ta-5MdHe3spadWIm/view. Acesso em: 23 de
julho de 2019.

Recomendados

Prova da cidade de português 6ª series
Prova da cidade de português 6ª seriesProva da cidade de português 6ª series
Prova da cidade de português 6ª seriesClaudia Valério
 
Prova da Cidade Português - 7ª Serie
Prova da Cidade Português - 7ª SerieProva da Cidade Português - 7ª Serie
Prova da Cidade Português - 7ª SerieClaudia Valério
 
O futuro da humanidade e a Civilização solar
O futuro da humanidade e a Civilização solarO futuro da humanidade e a Civilização solar
O futuro da humanidade e a Civilização solarvaltermn
 
Proj meio amb 01 06-11
Proj meio amb 01 06-11Proj meio amb 01 06-11
Proj meio amb 01 06-11biwal
 
EE Capitão Horácio Antonio Nascimento
EE Capitão Horácio Antonio NascimentoEE Capitão Horácio Antonio Nascimento
EE Capitão Horácio Antonio NascimentoAlexandre Borgonovi
 

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a textos intervenção.docx

Relato Pessoal e Diário.pdf
Relato Pessoal e Diário.pdfRelato Pessoal e Diário.pdf
Relato Pessoal e Diário.pdfNatália Moura
 
Simulado de português 5º ano spaece 2014
Simulado de português 5º ano  spaece 2014Simulado de português 5º ano  spaece 2014
Simulado de português 5º ano spaece 2014CASA-FACEBOOK-INSTAGRAM
 
Atividades educativas 3 ano 24 a 28 agosto
Atividades educativas 3 ano 24 a 28 agostoAtividades educativas 3 ano 24 a 28 agosto
Atividades educativas 3 ano 24 a 28 agostoWashington Rocha
 
Elizabel - 2012
   Elizabel - 2012   Elizabel - 2012
Elizabel - 2012beneditap
 
O Ambientalista - Edição n.º 3
O Ambientalista - Edição n.º 3O Ambientalista - Edição n.º 3
O Ambientalista - Edição n.º 3user1234
 
Civilizacao Solar
Civilizacao Solar Civilizacao Solar
Civilizacao Solar guestd2646d
 
CivilizaçãO Solar Msg 030
CivilizaçãO Solar   Msg 030CivilizaçãO Solar   Msg 030
CivilizaçãO Solar Msg 030Renny
 
Civilização Solar Akenathon
Civilização Solar   AkenathonCivilização Solar   Akenathon
Civilização Solar AkenathonTrilian Trilian
 
Boletim informativo da Biblioteca 2015
Boletim informativo da Biblioteca   2015Boletim informativo da Biblioteca   2015
Boletim informativo da Biblioteca 2015Rosa Pinelo
 
E-book aqui há planta 18 Maio 2012 Dia International do Fascino das Plantas
E-book aqui há planta 18 Maio 2012  Dia International do Fascino das PlantasE-book aqui há planta 18 Maio 2012  Dia International do Fascino das Plantas
E-book aqui há planta 18 Maio 2012 Dia International do Fascino das Plantaswd4u
 

Semelhante a textos intervenção.docx (17)

Ciencias1
Ciencias1Ciencias1
Ciencias1
 
Relato Pessoal e Diário.pdf
Relato Pessoal e Diário.pdfRelato Pessoal e Diário.pdf
Relato Pessoal e Diário.pdf
 
Ciencias vol1
Ciencias vol1Ciencias vol1
Ciencias vol1
 
Simulado de português 5º ano spaece 2014
Simulado de português 5º ano  spaece 2014Simulado de português 5º ano  spaece 2014
Simulado de português 5º ano spaece 2014
 
Atividades educativas 3 ano 24 a 28 agosto
Atividades educativas 3 ano 24 a 28 agostoAtividades educativas 3 ano 24 a 28 agosto
Atividades educativas 3 ano 24 a 28 agosto
 
DeClara 3 abril
DeClara 3 abrilDeClara 3 abril
DeClara 3 abril
 
Elizabel - 2012
   Elizabel - 2012   Elizabel - 2012
Elizabel - 2012
 
Roteiro1 introducao
Roteiro1 introducaoRoteiro1 introducao
Roteiro1 introducao
 
Apresentação ditec.ppt22
Apresentação ditec.ppt22Apresentação ditec.ppt22
Apresentação ditec.ppt22
 
O Ambientalista - Edição n.º 3
O Ambientalista - Edição n.º 3O Ambientalista - Edição n.º 3
O Ambientalista - Edição n.º 3
 
Civilizacao Solar
Civilizacao Solar Civilizacao Solar
Civilizacao Solar
 
CivilizaçãO Solar Msg 030
CivilizaçãO Solar   Msg 030CivilizaçãO Solar   Msg 030
CivilizaçãO Solar Msg 030
 
A lenda do girassol
A lenda do girassolA lenda do girassol
A lenda do girassol
 
Civilização Solar Akenathon
Civilização Solar   AkenathonCivilização Solar   Akenathon
Civilização Solar Akenathon
 
Reflexão
ReflexãoReflexão
Reflexão
 
Boletim informativo da Biblioteca 2015
Boletim informativo da Biblioteca   2015Boletim informativo da Biblioteca   2015
Boletim informativo da Biblioteca 2015
 
E-book aqui há planta 18 Maio 2012 Dia International do Fascino das Plantas
E-book aqui há planta 18 Maio 2012  Dia International do Fascino das PlantasE-book aqui há planta 18 Maio 2012  Dia International do Fascino das Plantas
E-book aqui há planta 18 Maio 2012 Dia International do Fascino das Plantas
 

Mais de SuzyDeAbreuSantana1

Filme O menino do pijama listrado atividade.docx
Filme O menino do pijama listrado atividade.docxFilme O menino do pijama listrado atividade.docx
Filme O menino do pijama listrado atividade.docxSuzyDeAbreuSantana1
 
Roteiro sobre o filme silencio rompido.docx
Roteiro sobre o filme silencio rompido.docxRoteiro sobre o filme silencio rompido.docx
Roteiro sobre o filme silencio rompido.docxSuzyDeAbreuSantana1
 
Matéria - Figuras de linguagem 1º C.pdf
Matéria - Figuras de linguagem 1º C.pdfMatéria - Figuras de linguagem 1º C.pdf
Matéria - Figuras de linguagem 1º C.pdfSuzyDeAbreuSantana1
 
Bingo – Figuras de linguagem.pptx
Bingo – Figuras de linguagem.pptxBingo – Figuras de linguagem.pptx
Bingo – Figuras de linguagem.pptxSuzyDeAbreuSantana1
 
ATIVIDADE DE LITERATURA SOBRE TEXTO LITERÁRIOE TEXTO NÃO LITERÁRIO.docx
ATIVIDADE DE LITERATURA SOBRE TEXTO LITERÁRIOE TEXTO NÃO LITERÁRIO.docxATIVIDADE DE LITERATURA SOBRE TEXTO LITERÁRIOE TEXTO NÃO LITERÁRIO.docx
ATIVIDADE DE LITERATURA SOBRE TEXTO LITERÁRIOE TEXTO NÃO LITERÁRIO.docxSuzyDeAbreuSantana1
 
Análise dos efeitos de sentido provocados pelo uso de certas palavras ou recu...
Análise dos efeitos de sentido provocados pelo uso de certas palavras ou recu...Análise dos efeitos de sentido provocados pelo uso de certas palavras ou recu...
Análise dos efeitos de sentido provocados pelo uso de certas palavras ou recu...SuzyDeAbreuSantana1
 
CARACTERIZAÇÃO DAS PERSONAGENS 3º A.docx
CARACTERIZAÇÃO DAS PERSONAGENS 3º A.docxCARACTERIZAÇÃO DAS PERSONAGENS 3º A.docx
CARACTERIZAÇÃO DAS PERSONAGENS 3º A.docxSuzyDeAbreuSantana1
 
qpbrasil-alta-resolucao-av01.pdf
qpbrasil-alta-resolucao-av01.pdfqpbrasil-alta-resolucao-av01.pdf
qpbrasil-alta-resolucao-av01.pdfSuzyDeAbreuSantana1
 
Compreensão e interpretação de texto utilização de estratégias que possibilit...
Compreensão e interpretação de texto utilização de estratégias que possibilit...Compreensão e interpretação de texto utilização de estratégias que possibilit...
Compreensão e interpretação de texto utilização de estratégias que possibilit...SuzyDeAbreuSantana1
 

Mais de SuzyDeAbreuSantana1 (14)

Filme O menino do pijama listrado atividade.docx
Filme O menino do pijama listrado atividade.docxFilme O menino do pijama listrado atividade.docx
Filme O menino do pijama listrado atividade.docx
 
Roteiro sobre o filme silencio rompido.docx
Roteiro sobre o filme silencio rompido.docxRoteiro sobre o filme silencio rompido.docx
Roteiro sobre o filme silencio rompido.docx
 
Matéria - Figuras de linguagem 1º C.pdf
Matéria - Figuras de linguagem 1º C.pdfMatéria - Figuras de linguagem 1º C.pdf
Matéria - Figuras de linguagem 1º C.pdf
 
Bingo – Figuras de linguagem.pptx
Bingo – Figuras de linguagem.pptxBingo – Figuras de linguagem.pptx
Bingo – Figuras de linguagem.pptx
 
Atividade Trovadorismo.docx
Atividade Trovadorismo.docxAtividade Trovadorismo.docx
Atividade Trovadorismo.docx
 
ATIVIDADE DE LITERATURA SOBRE TEXTO LITERÁRIOE TEXTO NÃO LITERÁRIO.docx
ATIVIDADE DE LITERATURA SOBRE TEXTO LITERÁRIOE TEXTO NÃO LITERÁRIO.docxATIVIDADE DE LITERATURA SOBRE TEXTO LITERÁRIOE TEXTO NÃO LITERÁRIO.docx
ATIVIDADE DE LITERATURA SOBRE TEXTO LITERÁRIOE TEXTO NÃO LITERÁRIO.docx
 
Análise dos efeitos de sentido provocados pelo uso de certas palavras ou recu...
Análise dos efeitos de sentido provocados pelo uso de certas palavras ou recu...Análise dos efeitos de sentido provocados pelo uso de certas palavras ou recu...
Análise dos efeitos de sentido provocados pelo uso de certas palavras ou recu...
 
UC4 - consumo sustentável.docx
UC4 - consumo sustentável.docxUC4 - consumo sustentável.docx
UC4 - consumo sustentável.docx
 
CARACTERIZAÇÃO DAS PERSONAGENS 3º A.docx
CARACTERIZAÇÃO DAS PERSONAGENS 3º A.docxCARACTERIZAÇÃO DAS PERSONAGENS 3º A.docx
CARACTERIZAÇÃO DAS PERSONAGENS 3º A.docx
 
Ficha - Tutoria .pdf
Ficha - Tutoria .pdfFicha - Tutoria .pdf
Ficha - Tutoria .pdf
 
qpbrasil-alta-resolucao-av01.pdf
qpbrasil-alta-resolucao-av01.pdfqpbrasil-alta-resolucao-av01.pdf
qpbrasil-alta-resolucao-av01.pdf
 
Compreensão e interpretação de texto utilização de estratégias que possibilit...
Compreensão e interpretação de texto utilização de estratégias que possibilit...Compreensão e interpretação de texto utilização de estratégias que possibilit...
Compreensão e interpretação de texto utilização de estratégias que possibilit...
 
2-desafio.pdf
2-desafio.pdf2-desafio.pdf
2-desafio.pdf
 
atividade adaptada tec.docx
atividade adaptada tec.docxatividade adaptada tec.docx
atividade adaptada tec.docx
 

Último

2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdfkelvindasilvadiasw
 
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...manoelaarmani
 
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docxPROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docxssuser86fd77
 
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Apresentação Aula Usabilidade Web Jogos e Apps
Apresentação Aula Usabilidade Web Jogos e AppsApresentação Aula Usabilidade Web Jogos e Apps
Apresentação Aula Usabilidade Web Jogos e AppsAlexandre Oliveira
 
PROJETO DE EXTENSÃO I - SERVIÇO SOCIAL/SERVIÇO SOCIAL - BACHARELADO
PROJETO DE EXTENSÃO I - SERVIÇO SOCIAL/SERVIÇO SOCIAL - BACHARELADOPROJETO DE EXTENSÃO I - SERVIÇO SOCIAL/SERVIÇO SOCIAL - BACHARELADO
PROJETO DE EXTENSÃO I - SERVIÇO SOCIAL/SERVIÇO SOCIAL - BACHARELADOColaborar Educacional
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...azulassessoriaacadem3
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Mary Alvarenga
 
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaQuiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaCentro Jacques Delors
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...azulassessoriaacadem3
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...azulassessoriaacadem3
 
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdfkelvindasilvadiasw
 
Apresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdf
Apresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdfApresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdf
Apresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdfAndreiaSilva852193
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdfkeiciany
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...azulassessoriaacadem3
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...azulassessoriaacadem3
 
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...azulassessoriaacadem3
 
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba InicialDomínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba InicialTeresaCosta92
 
2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...
2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...
2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...pj989014
 
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...manoelaarmani
 

Último (20)

2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
 
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
 
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docxPROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
 
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
 
Apresentação Aula Usabilidade Web Jogos e Apps
Apresentação Aula Usabilidade Web Jogos e AppsApresentação Aula Usabilidade Web Jogos e Apps
Apresentação Aula Usabilidade Web Jogos e Apps
 
PROJETO DE EXTENSÃO I - SERVIÇO SOCIAL/SERVIÇO SOCIAL - BACHARELADO
PROJETO DE EXTENSÃO I - SERVIÇO SOCIAL/SERVIÇO SOCIAL - BACHARELADOPROJETO DE EXTENSÃO I - SERVIÇO SOCIAL/SERVIÇO SOCIAL - BACHARELADO
PROJETO DE EXTENSÃO I - SERVIÇO SOCIAL/SERVIÇO SOCIAL - BACHARELADO
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
 
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaQuiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
 
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
 
Apresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdf
Apresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdfApresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdf
Apresentacao_Geral_Plataformas_200604.pdf
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
 
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
 
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba InicialDomínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
 
2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...
2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...
2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...
 
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
 

textos intervenção.docx

  • 1. ISSO NÃO ESTÁ ME CHEIRANDO BEM Imagine uma bolinha de neve no topo de uma montanha e quando ela chegar lá embaixo, vai ter virado um imenso bolão, não é? Isso é o que acontece com o lixo. Cada um de nós, brasileiros, produz mais ou menos 500 gramas de lixo todos os dias. Parece pouco, mas é só fazer as contas. Todos os dias, esse lixo vira um bolão de milhões de toneladas!!! Para reciclar, é preciso primeiro separar os tipos de lixo feitos de plástico, papel, metal e vidro, que são materiais reaproveitáveis. É por isso que em alguns lugares a gente encontra aquelas lixeiras coloridas. Suplemento: O Estadinho FONTE: https://escolaeducacao.com.br/textos-pequenos-para-leitura-e-interpretacao/ As plantas dormem? As flores se abrem pela manhã e se fecham à noite. Você já reparou como isso acontece? Será que elas estão dormindo? Sim! Elas “dormem” à noite! E o que faz elas dormirem é o ritmo circadiano, assim como acontece com os humanos. O ritmo circadiano dos seres vivos dura, aproximadamente, 24 horas, ou seja, acompanha o movimento de rotação da Terra. Isso quer dizer que as plantas, os animais e o organismo dos humanos reconhecem que a noite é o período para descansar, e o dia é o período para ficar acordado e realizar atividades. Então, quando dizemos que as plantas estão “dormindo”, é porque elas interrompem certos processos que só fazem com a luz do sol, durante o dia. Luz e escuridão desencadeiam nas plantas mecanismos para produzir substâncias que controlam o crescimento e o desenvolvimento. As plantas podem não ser capazes de se levantar e caçar alimentos, mas, durante o dia, elas se movem ligeiramente para maximizar sua exposição à energia solar. Elas absorvem a luz do sol para fazer energia através da fotossíntese e à noite voltam sua atenção para metabolizar a energia e usá-la para crescer. Verônica Soares. Disponível em:<https://minasfazciencia.com.br/infantil/>.(Com cortes e adaptações). Marianne Peretti Marianne Peretti é uma artista plástica franco-brasileira, considerada a mais importante vitralista do Brasil. Ela ficou conhecida por ser a única mulher a integrar a equipe de artistas do arquiteto Oscar Niemeyer na construção de Brasília. Filha de um historiador pernambucano e de uma modelo francesa, Marie Anne Antoinette Hélène Peretti nasceu em Paris, em 13 de dezembro de 1927. Desde pequena, Marianne só pensava em arte. Foi expulsa de duas escolas porque fugia sempre das aulas para pintar. Aos 15 anos, começou a frequentar a École Nationale Supérieure des Arts Décoratifs e, mais tarde, a Académie de La Grande Chaumière. Naquele tempo, ela ganhava algum dinheiro fazendo charges para jornais. Conheceu seu marido durante uma viagem de navio entre a Europa e o Rio de Janeiro. Casou-se com ele e mudou-se para São Paulo em 1953. Na bagagem, já levou prestígio artístico: em sua primeira exposição individual, no ano anterior, recebeu muitos elogios da crítica e, até mesmo, do gênio surrealista Salvador Dalí. No Brasil, o trabalho de Marianne foi ganhando espaço e reconhecimento – ela participava de bienais e realizava exposições individuais e coletivas pelas capitais brasileiras. Também criava esculturas, vitrais e relevos para edifícios públicos e residências particulares. Disponível em: <plenarinho.leg.br – Câmara dos Deputados>. (Fragmento).
  • 2. O CÉREBRO CONHECE BEM O BÊ-A-BÁ Não é só nos livros de ortografia que há distinção entre vogais e consoantes. Uma pesquisa da Universidade Harvard, nos Estados Unidos, mostrou que a diferença entre esses dois tipos de letra está gravada no fundo do cérebro, que os processa em áreas separadas. Os cientistas perceberam isso graças a uma infelicidade, pois testaram dois pacientes com lesões em duas regiões cerebrais. O resultado foi surpreendente – enquanto um dos doentes trocava uma vogal pela outra, mas não confundia as consoantes, o outro falhava nas consoantes, acertando as vogais. Ficou claro que esses dois tipos de letra são processados em lugares diferentes. “É mais uma peça que se coloca no quebra-cabeça da linguagem humana”, disse o neurologista Alfonso Caramazza, um dos autores da experiência. (Superinteressante) Disponível em: https://drive.google.com/file/d/0BzPewewkSxkzOVNBMEhDM2Z4dGc/edit. Acesso em: 20 de julho de 2019. A VILA DE CONTÊINERES Estudantes de Amsterdã se mudam para apartamentos de Lata. Em 1937, o americano Malcom McLean inventou grandes caixas de aço para armazenar e transportar fardos de algodão: os contêineres, hoje essenciais para o comércio na economia globalizada. Mas você aceitaria viver dentro de um? Na cidade de Amsterdã, capital da Holanda, fica a maior vila de contêineres do mundo: com aproximadamente 1000 apartamentos de metal. Ela fica a 4 quilômetros do centro e foi construída para atender à demanda por alojamentos estudantis na cidade. Os contêineres foram comprados na China, onde passaram por uma reforma e ganharam os equipamentos básicos de um apartamento, como pia, banheiro, aquecedor e isolamento acústico. Eles foram levados de navio para a Holanda e empilhados com guindastes para formar um prédio de 5 andares, que foi inaugurado em 2006 e hoje abriga cerca de 1000 estudantes. Os contêineres são pequenos, e o prédio não tem elevador (é preciso subir de escada). Mas, como o aluguel custa 320 euros por mês, barato para os padrões de Amsterdã, ninguém reclama. “No começo fiquei apreensivo, mas hoje acho bem eficiente”, diz o estudante alemão Torsten Müller, que já vive lá há 6 meses. O sucesso foi tão grande que a empresa responsável pelo projeto já construiu outra vila num subúrbio de Amsterdã – e também está erguendo um hotel na cidade de Yenagoa, na Nigéria, para turistas que quiserem ter a experiência de dormir num contêiner. Mas com acomodações de luxo – lata por fora, quatro- estrelas por dentro. (Caroline D’essen) Disponível em: https://drive.google.com/file/d/1oehhyyc8Avuwk_l_ta-5MdHe3spadWIm/view. Acesso em: 23 de julho de 2019.
  • 3. A TORRE EIFFEL DE UM BRASILEIRO Inaugurada em 1889 como parte da Exposição Mundial de Paris, a Torre Eiffel, com 324 metros de altura, se tornou um dos principais símbolos da capital francesa. A cada ano, ela recebe quase 7 milhões de visitantes. Um deles, o empresário Edson Ferrarin, se apaixonou pela estrutura a ponto de construir uma réplica. A obra custou R$ 180 mil e reproduz as formas da torre original, mas com apenas 10% de seu tamanho, o que equivale a um prédio de 11 andares. Foram usadas mais de 2 mil peças de ferro, que somam 30.000 quilos (contra 10.000 toneladas da verdadeira). A torre de Umuarama já está aberta para visitação. (Revista ÉPOCA) Disponível em: https://drive.google.com/file/d/1oehhyyc8Avuwk_l_ta-5MdHe3spadWIm/view. Acesso em: 23 de julho de 2019.