Meme

198 visualizações

Publicada em

Apresentação de Seminário da disciplina Comunicação Pública Eletrônica no Legislativo, do curso de especialização lato sensu em Comunicação Legislativa do Instituto Legislativo Brasileiro - ILB, do Senado Federal do Brasil. Abril de 2015.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
198
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Meme

  1. 1. mimeo- [Do gr. miméomai, 'imitar (por gestos)'.] Elemento de composição. 1.= 'imitação': mimeografia. [Equiv.: mimo-, -mim(o)-, -mimo: mimodrama; paramimia; estrutiomimo.] Mimese [Do gr. mímesis, 'imitação'.] Substantivo feminino. 1.E. Ling. Figura que consiste no uso do discurso direto e principalmente na imitação do gesto, voz e palavras de outrem. 2.Liter. Imitação ou representação do real na arte literária, ou seja, a recriação da realidade. Mimetismo [Do gr. mimetós, 'imitado', + -ismo.] Substantivo masculino. 1.Fenômeno que consiste em tomarem diversos animais a cor e configuração dos objetos em cujo meio vivem, ou de outros animais de grupos diferentes. Ocorre no camaleão, em borboletas, etc. [Cf. homocromia.] 2.Fig. Mudança consoante o meio; adaptação: mimetismo religioso.
  2. 2. Meme é um termo criado em 1976 por Richard Dawkins no seu bestseller O Gene Egoísta (The Selfish Gene). Seria o equivalente do gene para a memória, ou a unidade mínima do conhecimento que o ser humano transfere conscientemente para os seus descendentes, e que pode autopropagar-se. Considerado como uma unidade de informação que se reproduz de cérebro para cérebro, ou entre suportes onde se armazenam informações, os memes podem ser ideias ou partes delas, línguas, sons, desenhos, capacidades, valores estéticos e morais, ou qualquer outra coisa que possa ser aprendida facilmente e transmitida como unidade autônoma. O estudo dos modelos evolutivos da transferência de informação é conhecido como memética. Quando usado num contexto coloquial e não especializado, o termo meme pode significar apenas a transmissão de informação de uma mente para outra.
  3. 3. Clinton Richard Dawkins é um etólogo (que estuda o comportamento animal), biólogo evolutivo e escritor britânico. É fellow emérito do New College, da Universidade de Oxford, e foi Professor para a Compreensão Pública da Ciência em Oxford, entre 1995 e 2008. Desde 2002 lidera a equipe de pesquisas de Oxford. Susan Jane Blackmore formou-se em psicologia e fisiologia e fez mestrado em Psicologia ambiental. Fez doutorado em parapsicologia e tornou-se mais conhecida pelo livro de sua autoria The Meme Machine (1999). Dawkins prefaciou essa obra e afirmou que “quaisquer teorias merecem receber a sua melhor oportunidade, e é isso que Susan Blackmore deu à teoria do meme.”. Outras obras que tratam de memes e que citam a autora são The Electric Meme,de Robert Aunger, e A Memetic Paradigm of Project Management, de Jonathan Whitty. Blackmore afirma que memes são verdadeiros replicadores evolucionários, que estão sujeitos ao algorítmo Darwiniano, como os genes, e que sofrem mudanças evolutivas. Em fevereiro de 2008, ela proferiu uma palestra para a TED e introduziu o conceito de uma categoria especial de meme, chamada por ela de teme. Temes seriam memes que têm por suporte artefatos tecnológicos, ao invés do cérebro humano. https://www.ted.com/talks/susan_blackmore_on_memes_and_temes?language=pt-br
  4. 4. Na sua forma mais básica, um meme de Internet é simplesmente uma ideia que é propagada através da World Wide Web. Esta ideia pode assumir a forma de um hiperlink, vídeo, imagem, website, hashtag, ou mesmo apenas uma palavra ou frase. Um meme pode se espalhar de pessoa para pessoa através das redes sociais, blogs, e-mail direto, fontes de notícias e outros serviços baseados na web tornando-se, geralmente, viral. Um meme de Internet pode permanecer o mesmo ou pode evoluir ao longo do tempo, por acaso ou por meio de comentários, imitações, paródia, ou por meio de relatos na imprensa. Memes de Internet podem evoluir e se espalhar rapidamente, chegando às vezes a popularidade em todo o mundo e desaparecendo completamente em poucos dias.
  5. 5. Eles estão distribuídos de voluntariamente, de um computador a outro. Uma importante característica de um meme é poder ser recriado ou reutilizado por qualquer pessoa. Seu rápido crescimento e impacto chamou a atenção de pesquisadores e da indústria. Os pesquisadores criaram modelos para explicar como eles evoluem e para tentar prever quais os memes que vão sobreviver e se espalhar pela web. Comercialmente, eles são usados ​​ativamente no marketing viral, visto como uma forma livre de publicidade de massa. A comunidade da Internet em si tem estimulado a geração e a divulgação de memes bem sucedidos.
  6. 6. MEMES NO SENADO
  7. 7. Obrigada! Professora Eleonora Viggiano Aluna Sílvia Oddone

×