SlideShare uma empresa Scribd logo
RESERVA DA BIOSFERA DA MATAATLÂNTICA
Participação e Sustentabilidade
Clayton Lino –RBMA-2019
Rede Mundial de Reservas da Biosfera
686 sítios em 122 países, incluindo 20 sítios
transfronteiriços
Reservas da Biosfera-Programa MAB/UNESCO
4º CONGRESSO MUNDIAL DE RESERVAS DA BIOSFERA
Lima , Peru março 2016
PROGRAMA MAB/UNESCO - GOVERNANÇA
Programa MAB - Governança
redes regionais e temáticas.
O Brasil faz parte da Rede Ibero Americana do Programa MAB-IBEROMAB,
que integra representantes dos Comitê Nacionais e das Reservas da Biosfera da
America Latina,Portugal e Espanha
Conservação
Desenvolvimento
Sustentável
Conhecimento
Reservas da Biosfera
As Reservas da Biosfera
desempenham
três funções principais:
- Conservação da biodiversidade,
ecossistemas , recursos naturais
- Desenvolvimento sustentável
- Promoção do Conhecimento Científico e Tradicional
- (Apoio logístico para pesquisa, monitoramento,
educação, treinamento e intercâmbio de informações)
Reservas da Biosfera - Zoneamento
Zona Núcleo – São constituídas por áreas
legalmente protegidas (unidades de
conservação de proteção integral e outras),
definidas como de proteção máxima,
suficientemente amplas, para assegurar os
objetivos de conservação das reservas da
biosfera.
Zona de Amortecimento (e Conectividade) –
Estabelecidas no entorno das zonas núcleo ou
entre elas, tem por objetivos minimizar os
impactos negativos sobre estas e promover a
qualidade de vida das populações da área,
especialmente as comunidades tradicionais.
Inclui UCs de uso sustentável.
Zona de Transição (e cooperação) – Área
externa à zona (ou zonas) de amortecimento e
núcleo voltada à monitoramento, educação
ambiental e integração com o entorno da
Reserva.
O MaB e as Reservas da Biosfera no Brasil
1991 – (1992, 1993, 2000, 2002, 2008)
RB Mata Atlântica (Terrestre+Marinha)
Área = 784.654 km2
1993 – RB do Cinturão Verde/ SP (2008)
Área = (18.262 km²/ RBMA)
1993 – (2000, 2001) – RB Cerrado
Área = 296.500 km²
2000 - RB Pantanal
Área = 251.570 km²
2001 – RB Caatinga
Área = 198.990 km²
2001 – RB Amazônia Central
Área = 208.600 km²
2005 – RB Serra do Espinhaço
Área = 30.700 km²
Área Total Terrestre de RB  1.609.540 km²  18,9% Território Brasileiro
A RESERVA DA BIOSFERA DA MATAATLÂNTICA
Área Total: 784.654 km²
623.000 km2 Terrestres
162.000 km2 Marinhos
17 Estados Brasileiros
2.385 Municípios
Mais de 700 APs
UNESCO
Rede IberoMaB
Governo
Brasileiro MMA
COBRAMAB
RB CerradoRB Pantanal RB CaatingaRB Cinturão Verde de São Paulo RB Amazonia Central
Comitês Estaduais
Sub-Comitês Estaduais
RB MATA
ATLANTICA
Conselho
Nacional
Bureau
Secretaria
Executiva
RB Serra do Espinhaço
Rede Mundial de RBs
Sistema de Gestão da RBMA
50 % Membros Governamentais 50% Membros Não Governamentais+
(Governos Federal, Estaduais, Municipais) (ONGs, Moradores, Cientistas, Empresários)
Entidades Vinculadas
IA-RBMA
Postos Avançados
UGD-RBMA
Entidades Associadas
Conselhos UCs
Conselhos Mosaicos
Conselho Nacional da RBMA
50% Membros Não Governamentais
(ONGs, Moradores, Cientistas, Empresários)
50 % Membros Governamentais
(Governos Federal, Estaduais, Municipais
INSTITUTO AMIGOS DA RBMA
O IA-RBMA é uma ONG (oscip)
vinculada ao Conselho Nacional
da RBMA que tem por finalidade
executar projetos , estabelecer
convênios e parcerias e captar
recursos para a implementação
da Reserva da Biosfera
Postos Avançados da RBMA
Os postos Avançados são centros
de divulgação das idéias,
conceitos, programas e projetos
desenvolvidos pela Reserva
Para ser um Posto Avançado aprovado
pelo Conselho é necessário que a
instituição desenvolva pelo menos duas
das três funções básicas da Reserva nos
campos da proteção da biodiversidade, do
desenvolvimento sustentável e do
conhecimento científico e tradicional sobre
a Mata Atlântica.
.
Postos Avançados da RBMA
O PRÊMIO MURIQUI foi instituído em 1993 pelo Conselho
Nacional da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, em sua
2ª. Reunião realizada em Domingos Martins - ES.
Tem o objetivo de incentivar ações que contribuam para a
implantação desta Reserva, que foi reconhecida pelo
Programa MaB - Man and Biosphere da UNESCO em 1991,
por solicitação do governo brasileiro.
Apenas dois prêmios são outorgados anualmente pelo
Conselho a pessoas físicas e entidades públicas e
privadas, nacionais ou internacionais que tenham se
destacado, por suas atividades em benefício da Proteção da
Biodiversidade, do Desenvolvimento Sustentável ou do
Conhecimento Científico e tradicional na Mata Atlântica.
Excepcionalmente, por razões especiais, 3 prêmios no
máximo podem ser atribuídos no mesmo ano.
Esta homenagem é constituída de uma estatueta de bronze
e de um diploma que é entregue em cerimônia festiva, aos
benfeitores deste ecossistema. Os premiados são escolhidos
através de voto nas reuniões ordinárias anuais do Conselho
Nacional da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica.
Programas Permanentes da RBMA
Politicas Públicas
E Campanhas
Áreas Protegidas,
Mosaicos e
Corredores
Comunicação ,
Educação e
Publicações
Turismo
Sustentável
Cooperação
Internacional
Prêmio Muriqui
Postos
Avançados
Anuario Mata
Atlântica
Costa e Mar
Mercado Mata Atlântica
PPROGRAMAS E PROJETOS
A partir da COP-10 (Conferência das
Partes da Convenção da Diversidade
Biológica) o Programa Anuário Mata
Atlântica da RBMA definiu como
prioridade o fomento, difusão e
monitoramento anual do
cumprimento dos Objetivos e Metas
de Aichi (CDB) para 2020.
PROGRAMA TURISMO SUSTENTÁVEL
Gastronomia Sustentável
Pousadas Certificadas
ROTEIROS DA BIOSFERA – MATAATLÂNTICA – ÁREA PILOTO
Monitores Ambientais
Comunidades Tradicionais
Patrimônio Histórico/ Cultural
Unidades de Conservação
Mercado Mata Atlântica - Identidade/ Comunicação
Embalagens
Logomarcas
EMPREENDIMENTOS COM O SELO MERCADO
CE:
Mulheres de Corpo e Alga
AL:
FIBRAS DE ALAGOAS
Pontal de Coruripe
Feliz Deserto
Zumbanarte
Oficina de Papel Artesanal
Sol Nascente de Porto de Pedras
Arte da Mata
Titara de São Luiz do Quitunde
BA:
Ponto Central
MG:
Fios da Terra
RJ:
Amável
SP:
Cooperostra
BananaBrazil
Sítio do Bello
Coquim
PR:
ASPAG - Ginseng
SC:
Puralquimia
Dom Natural
Harmonia Natural
RS:
Ervateira Putinguense
Cadeias Prioritárias para a Mata Atlântica
Juçara
Euterpe edulis
Pinhão
Araucaria angustifolia
Piaçava
Attalea funifera
Erva Mate
Ilex paaguariensis
Plano Nacional de Promoção de Produtos da
Sociobiodiversidade - PNPSB
Cidades e Mata Atlântica
Programa Florestas Urbanas
São Paulo - Brasil
Programa Florestas Urbanas
As Florestas e os demais ecossistemas em área urbana
precisam ser conservados, recuperados e manejados
como elementos fundamentais para a qualidade de
vida das cidades.
No entorno ou no interior das áreas urbanas, elas
conservam a biodiversidade, nos asseguram água
potável, equilíbrio climático, proteção dos solos e
encostas, belas paisagens e espaços privilegiados para
o lazer, a cultura e o turismo.
Reserva da Biosfera da Mata Atlântica
Mata Atlântica – Florestas Urbanas
Campos do Jordão/ SP
Blumenau/ SCNatal/ RN João Pessoa/ PB
São Paulo/SP
ÁREA DE INTERESSE PARA CRIAÇÃO DA
1ª RESERVA DA BIOSFERA MARINHA BRASILEIRA: CADEIA VITORIA –TRINDADE –ES
COOPERAÇÃO RBMA- EMPRESAS
PROGRAMA ATIVOS AMBIENTAIS
PROGRAMA ATIVOS AMBIENTAIS
Conhecimento-Conservação-Desenvolvimento Sustentável
PROGRAMA ATIVOS AMBIENTAIS
PROGRAMA ATIVOS AMBIENTAIS-PGTS
PROJETO ATIVOS-GLEBA DOS PAIVA
TRILHA DO RETIRO – UNIDADE LARANJEIRAS
VOTORANTIM CIMENTOS
O Projeto denominado “Trilha do Retiro”, tem como objetivo a implantação de
uma trilha para uso recreativo e educacional no perímetro da Unidade Produtiva
Laranjeiras – Votorantim Cimentos/SE .
O Projeto está em fase de execução e além de valorizar os atributos naturais e
histórico/culturais do complexo do Retiro (Patrimônio Histórico Cultural
tombado), possibilita a interação da comunidade interna da empresa e do
entorno no uso de um novo atrativo que abrange um importante ecossistema: o
mangue.
PGTS E TRILHA DO RETIRO – UNIDADE LARANJEIRAS
VOTORANTIM CIMENTOS
CCOVA
Proj COVA EIRÓS
COVA EIROS-GALICIA-ESPANHA
SELO EMPRESA AMIGA DA MATA ATLÂNTICA
PROGRAMA DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL
Seminário Costa Rica-
RB AGUA Y PAZ/CR
PROGRAMA MOSAICOS E CORREDORES NA MATA
ATLÂNTICA
PROGRAMA AREAS PROTEGIDAS,MOSAICOS E CORREDORES
PROGRAMA AREAS PROTEGIDAS,MOSAICOS E CORREDORES
COMISSÃO IMPLANTAÇÃO DO MOJAC
PROGRAMA AREAS PROTEGIDAS,MOSAICOS E CORREDORES
Corredores Ecológicos
Conectividade
Restauração
Articulação Governos e Sociedade
SPMN/ RBMA/ Corredor Ecológico
Costa do Descobrimento
PROGRAMA AREAS PROTEGIDAS,MOSAICOS E CORREDORES
Contando com você...
cnrbma@uol.com.br www.rbma.org.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Relatorio apa de massambaba
Relatorio apa de massambabaRelatorio apa de massambaba
Relatorio apa de massambaba
williandeazevedoalmeida
 
Apresentação do projeto apa sul
Apresentação do projeto apa sulApresentação do projeto apa sul
Apresentação do projeto apa sul
Rodrigo Tinoco
 
Unidades de Conservação Municipais de Recife
Unidades de Conservação Municipais de RecifeUnidades de Conservação Municipais de Recife
Unidades de Conservação Municipais de Recife
Fernando Almeida
 
A apa sul rmbh forum 021209
A apa sul rmbh forum 021209A apa sul rmbh forum 021209
A apa sul rmbh forum 021209
Rodrigo Tinoco
 
CONFLITOS DE USO E COBERTURA DA TERRA NA APA DE MASSAMBABA
CONFLITOS DE USO E COBERTURA DA TERRA NA APA DE MASSAMBABACONFLITOS DE USO E COBERTURA DA TERRA NA APA DE MASSAMBABA
CONFLITOS DE USO E COBERTURA DA TERRA NA APA DE MASSAMBABA
Fernanda Lerner
 
Apresentação espinhaço
Apresentação espinhaçoApresentação espinhaço
Apresentação espinhaço
Rodrigo Tinoco
 
Regiões brasileiras 2013
Regiões brasileiras 2013Regiões brasileiras 2013
Regiões brasileiras 2013
João José Ferreira Tojal
 
Apa Beberibe
Apa BeberibeApa Beberibe
Apa Beberibe
vfalcao
 
Alternativas para a sustentação financeira de RPPN: desafio compartilhado ent...
Alternativas para a sustentação financeira de RPPN: desafio compartilhado ent...Alternativas para a sustentação financeira de RPPN: desafio compartilhado ent...
Alternativas para a sustentação financeira de RPPN: desafio compartilhado ent...
Fundação Neotrópica do Brasil
 
Apresenta[1]uc
Apresenta[1]ucApresenta[1]uc
PES COURSE - PORTO SEGURO (Carbono Caraíva Project - Southern Bahia / CHRIS H...
PES COURSE - PORTO SEGURO (Carbono Caraíva Project - Southern Bahia / CHRIS H...PES COURSE - PORTO SEGURO (Carbono Caraíva Project - Southern Bahia / CHRIS H...
PES COURSE - PORTO SEGURO (Carbono Caraíva Project - Southern Bahia / CHRIS H...
Environmental Leadership and Training Initiative (ELTI), Yale University
 
Icmbio - apresentação sobre o parque nacional da Serra da Gandarela
Icmbio - apresentação sobre o parque nacional da Serra da GandarelaIcmbio - apresentação sobre o parque nacional da Serra da Gandarela
Icmbio - apresentação sobre o parque nacional da Serra da Gandarela
Agência Peixe Vivo
 
Artigo 5
Artigo 5Artigo 5
Artigo 5
micalpxacau
 
Arquivo 315
Arquivo 315Arquivo 315
RPPN Nascentes do Rio Araguaia - IV CONGRESSO BRASILEIRO DE RPPN
RPPN Nascentes do Rio Araguaia - IV CONGRESSO BRASILEIRO DE RPPNRPPN Nascentes do Rio Araguaia - IV CONGRESSO BRASILEIRO DE RPPN
RPPN Nascentes do Rio Araguaia - IV CONGRESSO BRASILEIRO DE RPPN
Weig Oliveira
 
Consulta pública apa
Consulta pública apaConsulta pública apa
Consulta pública apa
Pedro Stiehl
 
Planos de Ação Nacionais para Conservação de Peixes Continentais
Planos de Ação Nacionais para Conservação de Peixes ContinentaisPlanos de Ação Nacionais para Conservação de Peixes Continentais
Planos de Ação Nacionais para Conservação de Peixes Continentais
Sistema Ambiental Paulista
 
Resumo do plano de manejo lafer lageado
Resumo do plano de manejo lafer lageadoResumo do plano de manejo lafer lageado
Resumo do plano de manejo lafer lageado
engflorestal
 
Resumo do plano de manejo lafer lageado
Resumo do plano de manejo lafer lageadoResumo do plano de manejo lafer lageado
Resumo do plano de manejo lafer lageado
engflorestal
 

Mais procurados (19)

Relatorio apa de massambaba
Relatorio apa de massambabaRelatorio apa de massambaba
Relatorio apa de massambaba
 
Apresentação do projeto apa sul
Apresentação do projeto apa sulApresentação do projeto apa sul
Apresentação do projeto apa sul
 
Unidades de Conservação Municipais de Recife
Unidades de Conservação Municipais de RecifeUnidades de Conservação Municipais de Recife
Unidades de Conservação Municipais de Recife
 
A apa sul rmbh forum 021209
A apa sul rmbh forum 021209A apa sul rmbh forum 021209
A apa sul rmbh forum 021209
 
CONFLITOS DE USO E COBERTURA DA TERRA NA APA DE MASSAMBABA
CONFLITOS DE USO E COBERTURA DA TERRA NA APA DE MASSAMBABACONFLITOS DE USO E COBERTURA DA TERRA NA APA DE MASSAMBABA
CONFLITOS DE USO E COBERTURA DA TERRA NA APA DE MASSAMBABA
 
Apresentação espinhaço
Apresentação espinhaçoApresentação espinhaço
Apresentação espinhaço
 
Regiões brasileiras 2013
Regiões brasileiras 2013Regiões brasileiras 2013
Regiões brasileiras 2013
 
Apa Beberibe
Apa BeberibeApa Beberibe
Apa Beberibe
 
Alternativas para a sustentação financeira de RPPN: desafio compartilhado ent...
Alternativas para a sustentação financeira de RPPN: desafio compartilhado ent...Alternativas para a sustentação financeira de RPPN: desafio compartilhado ent...
Alternativas para a sustentação financeira de RPPN: desafio compartilhado ent...
 
Apresenta[1]uc
Apresenta[1]ucApresenta[1]uc
Apresenta[1]uc
 
PES COURSE - PORTO SEGURO (Carbono Caraíva Project - Southern Bahia / CHRIS H...
PES COURSE - PORTO SEGURO (Carbono Caraíva Project - Southern Bahia / CHRIS H...PES COURSE - PORTO SEGURO (Carbono Caraíva Project - Southern Bahia / CHRIS H...
PES COURSE - PORTO SEGURO (Carbono Caraíva Project - Southern Bahia / CHRIS H...
 
Icmbio - apresentação sobre o parque nacional da Serra da Gandarela
Icmbio - apresentação sobre o parque nacional da Serra da GandarelaIcmbio - apresentação sobre o parque nacional da Serra da Gandarela
Icmbio - apresentação sobre o parque nacional da Serra da Gandarela
 
Artigo 5
Artigo 5Artigo 5
Artigo 5
 
Arquivo 315
Arquivo 315Arquivo 315
Arquivo 315
 
RPPN Nascentes do Rio Araguaia - IV CONGRESSO BRASILEIRO DE RPPN
RPPN Nascentes do Rio Araguaia - IV CONGRESSO BRASILEIRO DE RPPNRPPN Nascentes do Rio Araguaia - IV CONGRESSO BRASILEIRO DE RPPN
RPPN Nascentes do Rio Araguaia - IV CONGRESSO BRASILEIRO DE RPPN
 
Consulta pública apa
Consulta pública apaConsulta pública apa
Consulta pública apa
 
Planos de Ação Nacionais para Conservação de Peixes Continentais
Planos de Ação Nacionais para Conservação de Peixes ContinentaisPlanos de Ação Nacionais para Conservação de Peixes Continentais
Planos de Ação Nacionais para Conservação de Peixes Continentais
 
Resumo do plano de manejo lafer lageado
Resumo do plano de manejo lafer lageadoResumo do plano de manejo lafer lageado
Resumo do plano de manejo lafer lageado
 
Resumo do plano de manejo lafer lageado
Resumo do plano de manejo lafer lageadoResumo do plano de manejo lafer lageado
Resumo do plano de manejo lafer lageado
 

Semelhante a Apresentação no IPE-Oeste paulista-Pontal-jan 2019

Guia para criar e implementar uma rppn – reserva particular de patrimônio nat...
Guia para criar e implementar uma rppn – reserva particular de patrimônio nat...Guia para criar e implementar uma rppn – reserva particular de patrimônio nat...
Guia para criar e implementar uma rppn – reserva particular de patrimônio nat...
EcoHospedagem
 
Projeto demonstrativo plano pmma
Projeto demonstrativo plano pmmaProjeto demonstrativo plano pmma
Projeto demonstrativo plano pmma
EsperancaConduru
 
SNUC - Sistema Nacional de Unidades de Conservação
SNUC - Sistema Nacional de Unidades de Conservação SNUC - Sistema Nacional de Unidades de Conservação
SNUC - Sistema Nacional de Unidades de Conservação
Leandro A. Machado de Moura
 
unidades_de_conservacao.pptx
unidades_de_conservacao.pptxunidades_de_conservacao.pptx
unidades_de_conservacao.pptx
BeatrizMassacesi1
 
Ppg7 Nazaré Soares
Ppg7   Nazaré SoaresPpg7   Nazaré Soares
Ppg7 Nazaré Soares
Myris Silva
 
Unidades de Conservação do Litoral Norte
Unidades de Conservação do Litoral NorteUnidades de Conservação do Litoral Norte
Unidades de Conservação do Litoral Norte
Ricardo Anderáos
 
Apresentação Década do Oceano -8-6-2021-claytonFLino .pptx
Apresentação Década do Oceano -8-6-2021-claytonFLino .pptxApresentação Década do Oceano -8-6-2021-claytonFLino .pptx
Apresentação Década do Oceano -8-6-2021-claytonFLino .pptx
ReservadaBiosferadaM
 
Lavras alianza . 28.10.2011
Lavras   alianza . 28.10.2011Lavras   alianza . 28.10.2011
Lavras alianza . 28.10.2011
Pastizalesdelconosur
 
V encuentro sema luiza chomenko
V encuentro sema luiza chomenkoV encuentro sema luiza chomenko
V encuentro sema luiza chomenko
Pastizalesdelconosur
 
Cartilha A Mata Atlântica e sua Biodiversidade no Contexto da Mitigação das M...
Cartilha A Mata Atlântica e sua Biodiversidade no Contexto da Mitigação das M...Cartilha A Mata Atlântica e sua Biodiversidade no Contexto da Mitigação das M...
Cartilha A Mata Atlântica e sua Biodiversidade no Contexto da Mitigação das M...
Fabricio
 
Apresentação Portugal Serralves - 2022 - Mata Atlântica.pptx
Apresentação Portugal Serralves - 2022 - Mata Atlântica.pptxApresentação Portugal Serralves - 2022 - Mata Atlântica.pptx
Apresentação Portugal Serralves - 2022 - Mata Atlântica.pptx
ReservadaBiosferadaM
 
Icmbio em foco 496
Icmbio em foco 496Icmbio em foco 496
Icmbio em foco 496
CBH Rio das Velhas
 
Apresentação Título Empresa Amiga da Mata Atlântica 2018
Apresentação Título Empresa Amiga da Mata Atlântica 2018 Apresentação Título Empresa Amiga da Mata Atlântica 2018
Apresentação Título Empresa Amiga da Mata Atlântica 2018
ReservadaBiosferadaM
 
Recursos naturais
Recursos naturaisRecursos naturais
Recursos naturais
Pastizalesdelconosur
 
Mapa de Áreas Prioritárias para a Biodiversidade - Amazônia - Ronaldo Weigand
Mapa de Áreas Prioritárias para a Biodiversidade - Amazônia - Ronaldo WeigandMapa de Áreas Prioritárias para a Biodiversidade - Amazônia - Ronaldo Weigand
Mapa de Áreas Prioritárias para a Biodiversidade - Amazônia - Ronaldo Weigand
Ronaldo Weigand Jr
 
Apêndice C - Palavras-chave
Apêndice C -  Palavras-chaveApêndice C -  Palavras-chave
Apêndice C - Palavras-chave
Ouvidoria do Mar
 
Mata atlântica - uma rede pela floresta
Mata atlântica - uma rede pela florestaMata atlântica - uma rede pela floresta
Mata atlântica - uma rede pela floresta
Victorlobo Restos de Aborto
 
Cursos
CursosCursos
Cursos
lupaMZ
 
Adequção ambiental
Adequção ambientalAdequção ambiental
Adequção ambiental
Boris Marinho
 
Areas Prioritarias Cbuc 2007 Ronaldo Weigand
Areas Prioritarias Cbuc 2007   Ronaldo WeigandAreas Prioritarias Cbuc 2007   Ronaldo Weigand
Areas Prioritarias Cbuc 2007 Ronaldo Weigand
Ronaldo Weigand Jr
 

Semelhante a Apresentação no IPE-Oeste paulista-Pontal-jan 2019 (20)

Guia para criar e implementar uma rppn – reserva particular de patrimônio nat...
Guia para criar e implementar uma rppn – reserva particular de patrimônio nat...Guia para criar e implementar uma rppn – reserva particular de patrimônio nat...
Guia para criar e implementar uma rppn – reserva particular de patrimônio nat...
 
Projeto demonstrativo plano pmma
Projeto demonstrativo plano pmmaProjeto demonstrativo plano pmma
Projeto demonstrativo plano pmma
 
SNUC - Sistema Nacional de Unidades de Conservação
SNUC - Sistema Nacional de Unidades de Conservação SNUC - Sistema Nacional de Unidades de Conservação
SNUC - Sistema Nacional de Unidades de Conservação
 
unidades_de_conservacao.pptx
unidades_de_conservacao.pptxunidades_de_conservacao.pptx
unidades_de_conservacao.pptx
 
Ppg7 Nazaré Soares
Ppg7   Nazaré SoaresPpg7   Nazaré Soares
Ppg7 Nazaré Soares
 
Unidades de Conservação do Litoral Norte
Unidades de Conservação do Litoral NorteUnidades de Conservação do Litoral Norte
Unidades de Conservação do Litoral Norte
 
Apresentação Década do Oceano -8-6-2021-claytonFLino .pptx
Apresentação Década do Oceano -8-6-2021-claytonFLino .pptxApresentação Década do Oceano -8-6-2021-claytonFLino .pptx
Apresentação Década do Oceano -8-6-2021-claytonFLino .pptx
 
Lavras alianza . 28.10.2011
Lavras   alianza . 28.10.2011Lavras   alianza . 28.10.2011
Lavras alianza . 28.10.2011
 
V encuentro sema luiza chomenko
V encuentro sema luiza chomenkoV encuentro sema luiza chomenko
V encuentro sema luiza chomenko
 
Cartilha A Mata Atlântica e sua Biodiversidade no Contexto da Mitigação das M...
Cartilha A Mata Atlântica e sua Biodiversidade no Contexto da Mitigação das M...Cartilha A Mata Atlântica e sua Biodiversidade no Contexto da Mitigação das M...
Cartilha A Mata Atlântica e sua Biodiversidade no Contexto da Mitigação das M...
 
Apresentação Portugal Serralves - 2022 - Mata Atlântica.pptx
Apresentação Portugal Serralves - 2022 - Mata Atlântica.pptxApresentação Portugal Serralves - 2022 - Mata Atlântica.pptx
Apresentação Portugal Serralves - 2022 - Mata Atlântica.pptx
 
Icmbio em foco 496
Icmbio em foco 496Icmbio em foco 496
Icmbio em foco 496
 
Apresentação Título Empresa Amiga da Mata Atlântica 2018
Apresentação Título Empresa Amiga da Mata Atlântica 2018 Apresentação Título Empresa Amiga da Mata Atlântica 2018
Apresentação Título Empresa Amiga da Mata Atlântica 2018
 
Recursos naturais
Recursos naturaisRecursos naturais
Recursos naturais
 
Mapa de Áreas Prioritárias para a Biodiversidade - Amazônia - Ronaldo Weigand
Mapa de Áreas Prioritárias para a Biodiversidade - Amazônia - Ronaldo WeigandMapa de Áreas Prioritárias para a Biodiversidade - Amazônia - Ronaldo Weigand
Mapa de Áreas Prioritárias para a Biodiversidade - Amazônia - Ronaldo Weigand
 
Apêndice C - Palavras-chave
Apêndice C -  Palavras-chaveApêndice C -  Palavras-chave
Apêndice C - Palavras-chave
 
Mata atlântica - uma rede pela floresta
Mata atlântica - uma rede pela florestaMata atlântica - uma rede pela floresta
Mata atlântica - uma rede pela floresta
 
Cursos
CursosCursos
Cursos
 
Adequção ambiental
Adequção ambientalAdequção ambiental
Adequção ambiental
 
Areas Prioritarias Cbuc 2007 Ronaldo Weigand
Areas Prioritarias Cbuc 2007   Ronaldo WeigandAreas Prioritarias Cbuc 2007   Ronaldo Weigand
Areas Prioritarias Cbuc 2007 Ronaldo Weigand
 

Mais de ReservadaBiosferadaM

CONMATUR 32º Encontro Nacional da RBMA.ppt
CONMATUR 32º Encontro Nacional da RBMA.pptCONMATUR 32º Encontro Nacional da RBMA.ppt
CONMATUR 32º Encontro Nacional da RBMA.ppt
ReservadaBiosferadaM
 
SEDE DO PARQUE ESTADUAL MATA DA PIPA - PEMP
SEDE DO PARQUE ESTADUAL MATA DA PIPA - PEMPSEDE DO PARQUE ESTADUAL MATA DA PIPA - PEMP
SEDE DO PARQUE ESTADUAL MATA DA PIPA - PEMP
ReservadaBiosferadaM
 
CEARÁ MAIS VERDE Fernando Bezerra .pptx
CEARÁ MAIS VERDE Fernando Bezerra .pptxCEARÁ MAIS VERDE Fernando Bezerra .pptx
CEARÁ MAIS VERDE Fernando Bezerra .pptx
ReservadaBiosferadaM
 
Fazenda Bicho Preguiça - BA proposta posto avançado .pdf
Fazenda Bicho Preguiça - BA proposta posto avançado .pdfFazenda Bicho Preguiça - BA proposta posto avançado .pdf
Fazenda Bicho Preguiça - BA proposta posto avançado .pdf
ReservadaBiosferadaM
 
Aruá final RBMA Conectando Pessoas e Floresta RBMA.pdf
Aruá final RBMA Conectando Pessoas e Floresta  RBMA.pdfAruá final RBMA Conectando Pessoas e Floresta  RBMA.pdf
Aruá final RBMA Conectando Pessoas e Floresta RBMA.pdf
ReservadaBiosferadaM
 
Apresentação Tekoa Yvy Porã 32 CN - Natal 2023.pdf
Apresentação Tekoa Yvy Porã 32 CN - Natal 2023.pdfApresentação Tekoa Yvy Porã 32 CN - Natal 2023.pdf
Apresentação Tekoa Yvy Porã 32 CN - Natal 2023.pdf
ReservadaBiosferadaM
 
apresentação Cajueiro_32º Encontro Nacional da RBMA.pptx
apresentação Cajueiro_32º Encontro Nacional da RBMA.pptxapresentação Cajueiro_32º Encontro Nacional da RBMA.pptx
apresentação Cajueiro_32º Encontro Nacional da RBMA.pptx
ReservadaBiosferadaM
 
Área de Proteção Ambiental Jenipabu 32º Encontro Nacional da RBMA
Área de Proteção Ambiental Jenipabu 32º Encontro Nacional da RBMAÁrea de Proteção Ambiental Jenipabu 32º Encontro Nacional da RBMA
Área de Proteção Ambiental Jenipabu 32º Encontro Nacional da RBMA
ReservadaBiosferadaM
 
ARIE SITIO CURIÓ 32º Encontro Nacional RBMA_
ARIE SITIO CURIÓ 32º Encontro Nacional RBMA_ARIE SITIO CURIÓ 32º Encontro Nacional RBMA_
ARIE SITIO CURIÓ 32º Encontro Nacional RBMA_
ReservadaBiosferadaM
 
32ª_Reunião Ordinária_Conselho Nacional_2023.pptx
32ª_Reunião Ordinária_Conselho Nacional_2023.pptx32ª_Reunião Ordinária_Conselho Nacional_2023.pptx
32ª_Reunião Ordinária_Conselho Nacional_2023.pptx
ReservadaBiosferadaM
 
Apresentação Impactos e desafios das Mudanças climáticas para a juventude da ...
Apresentação Impactos e desafios das Mudanças climáticas para a juventude da ...Apresentação Impactos e desafios das Mudanças climáticas para a juventude da ...
Apresentação Impactos e desafios das Mudanças climáticas para a juventude da ...
ReservadaBiosferadaM
 
Apresentação Restauração Cidadã na Mata Atlântica.pptx
Apresentação Restauração Cidadã na Mata Atlântica.pptxApresentação Restauração Cidadã na Mata Atlântica.pptx
Apresentação Restauração Cidadã na Mata Atlântica.pptx
ReservadaBiosferadaM
 
Programa de Jovens da RBMA - 2023.ppt
Programa de Jovens da RBMA - 2023.pptPrograma de Jovens da RBMA - 2023.ppt
Programa de Jovens da RBMA - 2023.ppt
ReservadaBiosferadaM
 
Apresentação Andre Luiz_25/05/23.pdf
Apresentação Andre Luiz_25/05/23.pdfApresentação Andre Luiz_25/05/23.pdf
Apresentação Andre Luiz_25/05/23.pdf
ReservadaBiosferadaM
 
Apresentação Angela Guirao_Reconecta RMC_25/05/23.pdf
Apresentação Angela Guirao_Reconecta RMC_25/05/23.pdfApresentação Angela Guirao_Reconecta RMC_25/05/23.pdf
Apresentação Angela Guirao_Reconecta RMC_25/05/23.pdf
ReservadaBiosferadaM
 
Apresentação Eduardo Kimoto SEMINÁRIO NACIONAL RBMA_25/05/23.pdf
Apresentação Eduardo Kimoto SEMINÁRIO NACIONAL RBMA_25/05/23.pdfApresentação Eduardo Kimoto SEMINÁRIO NACIONAL RBMA_25/05/23.pdf
Apresentação Eduardo Kimoto SEMINÁRIO NACIONAL RBMA_25/05/23.pdf
ReservadaBiosferadaM
 
Apresentação Marcelo Coluccini 25/05/23.pptx
Apresentação Marcelo Coluccini 25/05/23.pptxApresentação Marcelo Coluccini 25/05/23.pptx
Apresentação Marcelo Coluccini 25/05/23.pptx
ReservadaBiosferadaM
 
Apresentação Coord Estadual de Proteção e Defesa Civil - chuvas de verão ...
Apresentação Coord Estadual de Proteção e Defesa Civil - chuvas de verão ...Apresentação Coord Estadual de Proteção e Defesa Civil - chuvas de verão ...
Apresentação Coord Estadual de Proteção e Defesa Civil - chuvas de verão ...
ReservadaBiosferadaM
 
Apresentação Cristiano Awa Kiririndju e Thiago TUPÃ Mirim_25/05/23.pdf
Apresentação Cristiano Awa Kiririndju e Thiago TUPÃ Mirim_25/05/23.pdfApresentação Cristiano Awa Kiririndju e Thiago TUPÃ Mirim_25/05/23.pdf
Apresentação Cristiano Awa Kiririndju e Thiago TUPÃ Mirim_25/05/23.pdf
ReservadaBiosferadaM
 
Apresentação - Secretaria Nacional de Mudanças do Clima - SMC_25/05/23.pptx
Apresentação - Secretaria Nacional de Mudanças do Clima - SMC_25/05/23.pptxApresentação - Secretaria Nacional de Mudanças do Clima - SMC_25/05/23.pptx
Apresentação - Secretaria Nacional de Mudanças do Clima - SMC_25/05/23.pptx
ReservadaBiosferadaM
 

Mais de ReservadaBiosferadaM (20)

CONMATUR 32º Encontro Nacional da RBMA.ppt
CONMATUR 32º Encontro Nacional da RBMA.pptCONMATUR 32º Encontro Nacional da RBMA.ppt
CONMATUR 32º Encontro Nacional da RBMA.ppt
 
SEDE DO PARQUE ESTADUAL MATA DA PIPA - PEMP
SEDE DO PARQUE ESTADUAL MATA DA PIPA - PEMPSEDE DO PARQUE ESTADUAL MATA DA PIPA - PEMP
SEDE DO PARQUE ESTADUAL MATA DA PIPA - PEMP
 
CEARÁ MAIS VERDE Fernando Bezerra .pptx
CEARÁ MAIS VERDE Fernando Bezerra .pptxCEARÁ MAIS VERDE Fernando Bezerra .pptx
CEARÁ MAIS VERDE Fernando Bezerra .pptx
 
Fazenda Bicho Preguiça - BA proposta posto avançado .pdf
Fazenda Bicho Preguiça - BA proposta posto avançado .pdfFazenda Bicho Preguiça - BA proposta posto avançado .pdf
Fazenda Bicho Preguiça - BA proposta posto avançado .pdf
 
Aruá final RBMA Conectando Pessoas e Floresta RBMA.pdf
Aruá final RBMA Conectando Pessoas e Floresta  RBMA.pdfAruá final RBMA Conectando Pessoas e Floresta  RBMA.pdf
Aruá final RBMA Conectando Pessoas e Floresta RBMA.pdf
 
Apresentação Tekoa Yvy Porã 32 CN - Natal 2023.pdf
Apresentação Tekoa Yvy Porã 32 CN - Natal 2023.pdfApresentação Tekoa Yvy Porã 32 CN - Natal 2023.pdf
Apresentação Tekoa Yvy Porã 32 CN - Natal 2023.pdf
 
apresentação Cajueiro_32º Encontro Nacional da RBMA.pptx
apresentação Cajueiro_32º Encontro Nacional da RBMA.pptxapresentação Cajueiro_32º Encontro Nacional da RBMA.pptx
apresentação Cajueiro_32º Encontro Nacional da RBMA.pptx
 
Área de Proteção Ambiental Jenipabu 32º Encontro Nacional da RBMA
Área de Proteção Ambiental Jenipabu 32º Encontro Nacional da RBMAÁrea de Proteção Ambiental Jenipabu 32º Encontro Nacional da RBMA
Área de Proteção Ambiental Jenipabu 32º Encontro Nacional da RBMA
 
ARIE SITIO CURIÓ 32º Encontro Nacional RBMA_
ARIE SITIO CURIÓ 32º Encontro Nacional RBMA_ARIE SITIO CURIÓ 32º Encontro Nacional RBMA_
ARIE SITIO CURIÓ 32º Encontro Nacional RBMA_
 
32ª_Reunião Ordinária_Conselho Nacional_2023.pptx
32ª_Reunião Ordinária_Conselho Nacional_2023.pptx32ª_Reunião Ordinária_Conselho Nacional_2023.pptx
32ª_Reunião Ordinária_Conselho Nacional_2023.pptx
 
Apresentação Impactos e desafios das Mudanças climáticas para a juventude da ...
Apresentação Impactos e desafios das Mudanças climáticas para a juventude da ...Apresentação Impactos e desafios das Mudanças climáticas para a juventude da ...
Apresentação Impactos e desafios das Mudanças climáticas para a juventude da ...
 
Apresentação Restauração Cidadã na Mata Atlântica.pptx
Apresentação Restauração Cidadã na Mata Atlântica.pptxApresentação Restauração Cidadã na Mata Atlântica.pptx
Apresentação Restauração Cidadã na Mata Atlântica.pptx
 
Programa de Jovens da RBMA - 2023.ppt
Programa de Jovens da RBMA - 2023.pptPrograma de Jovens da RBMA - 2023.ppt
Programa de Jovens da RBMA - 2023.ppt
 
Apresentação Andre Luiz_25/05/23.pdf
Apresentação Andre Luiz_25/05/23.pdfApresentação Andre Luiz_25/05/23.pdf
Apresentação Andre Luiz_25/05/23.pdf
 
Apresentação Angela Guirao_Reconecta RMC_25/05/23.pdf
Apresentação Angela Guirao_Reconecta RMC_25/05/23.pdfApresentação Angela Guirao_Reconecta RMC_25/05/23.pdf
Apresentação Angela Guirao_Reconecta RMC_25/05/23.pdf
 
Apresentação Eduardo Kimoto SEMINÁRIO NACIONAL RBMA_25/05/23.pdf
Apresentação Eduardo Kimoto SEMINÁRIO NACIONAL RBMA_25/05/23.pdfApresentação Eduardo Kimoto SEMINÁRIO NACIONAL RBMA_25/05/23.pdf
Apresentação Eduardo Kimoto SEMINÁRIO NACIONAL RBMA_25/05/23.pdf
 
Apresentação Marcelo Coluccini 25/05/23.pptx
Apresentação Marcelo Coluccini 25/05/23.pptxApresentação Marcelo Coluccini 25/05/23.pptx
Apresentação Marcelo Coluccini 25/05/23.pptx
 
Apresentação Coord Estadual de Proteção e Defesa Civil - chuvas de verão ...
Apresentação Coord Estadual de Proteção e Defesa Civil - chuvas de verão ...Apresentação Coord Estadual de Proteção e Defesa Civil - chuvas de verão ...
Apresentação Coord Estadual de Proteção e Defesa Civil - chuvas de verão ...
 
Apresentação Cristiano Awa Kiririndju e Thiago TUPÃ Mirim_25/05/23.pdf
Apresentação Cristiano Awa Kiririndju e Thiago TUPÃ Mirim_25/05/23.pdfApresentação Cristiano Awa Kiririndju e Thiago TUPÃ Mirim_25/05/23.pdf
Apresentação Cristiano Awa Kiririndju e Thiago TUPÃ Mirim_25/05/23.pdf
 
Apresentação - Secretaria Nacional de Mudanças do Clima - SMC_25/05/23.pptx
Apresentação - Secretaria Nacional de Mudanças do Clima - SMC_25/05/23.pptxApresentação - Secretaria Nacional de Mudanças do Clima - SMC_25/05/23.pptx
Apresentação - Secretaria Nacional de Mudanças do Clima - SMC_25/05/23.pptx
 

Apresentação no IPE-Oeste paulista-Pontal-jan 2019

  • 1. RESERVA DA BIOSFERA DA MATAATLÂNTICA Participação e Sustentabilidade Clayton Lino –RBMA-2019
  • 2. Rede Mundial de Reservas da Biosfera 686 sítios em 122 países, incluindo 20 sítios transfronteiriços Reservas da Biosfera-Programa MAB/UNESCO
  • 3. 4º CONGRESSO MUNDIAL DE RESERVAS DA BIOSFERA Lima , Peru março 2016
  • 4.
  • 5. PROGRAMA MAB/UNESCO - GOVERNANÇA Programa MAB - Governança redes regionais e temáticas. O Brasil faz parte da Rede Ibero Americana do Programa MAB-IBEROMAB, que integra representantes dos Comitê Nacionais e das Reservas da Biosfera da America Latina,Portugal e Espanha
  • 6. Conservação Desenvolvimento Sustentável Conhecimento Reservas da Biosfera As Reservas da Biosfera desempenham três funções principais: - Conservação da biodiversidade, ecossistemas , recursos naturais - Desenvolvimento sustentável - Promoção do Conhecimento Científico e Tradicional - (Apoio logístico para pesquisa, monitoramento, educação, treinamento e intercâmbio de informações)
  • 7. Reservas da Biosfera - Zoneamento Zona Núcleo – São constituídas por áreas legalmente protegidas (unidades de conservação de proteção integral e outras), definidas como de proteção máxima, suficientemente amplas, para assegurar os objetivos de conservação das reservas da biosfera. Zona de Amortecimento (e Conectividade) – Estabelecidas no entorno das zonas núcleo ou entre elas, tem por objetivos minimizar os impactos negativos sobre estas e promover a qualidade de vida das populações da área, especialmente as comunidades tradicionais. Inclui UCs de uso sustentável. Zona de Transição (e cooperação) – Área externa à zona (ou zonas) de amortecimento e núcleo voltada à monitoramento, educação ambiental e integração com o entorno da Reserva.
  • 8. O MaB e as Reservas da Biosfera no Brasil 1991 – (1992, 1993, 2000, 2002, 2008) RB Mata Atlântica (Terrestre+Marinha) Área = 784.654 km2 1993 – RB do Cinturão Verde/ SP (2008) Área = (18.262 km²/ RBMA) 1993 – (2000, 2001) – RB Cerrado Área = 296.500 km² 2000 - RB Pantanal Área = 251.570 km² 2001 – RB Caatinga Área = 198.990 km² 2001 – RB Amazônia Central Área = 208.600 km² 2005 – RB Serra do Espinhaço Área = 30.700 km² Área Total Terrestre de RB  1.609.540 km²  18,9% Território Brasileiro
  • 9. A RESERVA DA BIOSFERA DA MATAATLÂNTICA Área Total: 784.654 km² 623.000 km2 Terrestres 162.000 km2 Marinhos 17 Estados Brasileiros 2.385 Municípios Mais de 700 APs
  • 10. UNESCO Rede IberoMaB Governo Brasileiro MMA COBRAMAB RB CerradoRB Pantanal RB CaatingaRB Cinturão Verde de São Paulo RB Amazonia Central Comitês Estaduais Sub-Comitês Estaduais RB MATA ATLANTICA Conselho Nacional Bureau Secretaria Executiva RB Serra do Espinhaço Rede Mundial de RBs Sistema de Gestão da RBMA 50 % Membros Governamentais 50% Membros Não Governamentais+ (Governos Federal, Estaduais, Municipais) (ONGs, Moradores, Cientistas, Empresários) Entidades Vinculadas IA-RBMA Postos Avançados UGD-RBMA Entidades Associadas Conselhos UCs Conselhos Mosaicos
  • 11. Conselho Nacional da RBMA 50% Membros Não Governamentais (ONGs, Moradores, Cientistas, Empresários) 50 % Membros Governamentais (Governos Federal, Estaduais, Municipais
  • 12. INSTITUTO AMIGOS DA RBMA O IA-RBMA é uma ONG (oscip) vinculada ao Conselho Nacional da RBMA que tem por finalidade executar projetos , estabelecer convênios e parcerias e captar recursos para a implementação da Reserva da Biosfera
  • 13. Postos Avançados da RBMA Os postos Avançados são centros de divulgação das idéias, conceitos, programas e projetos desenvolvidos pela Reserva Para ser um Posto Avançado aprovado pelo Conselho é necessário que a instituição desenvolva pelo menos duas das três funções básicas da Reserva nos campos da proteção da biodiversidade, do desenvolvimento sustentável e do conhecimento científico e tradicional sobre a Mata Atlântica. .
  • 15. O PRÊMIO MURIQUI foi instituído em 1993 pelo Conselho Nacional da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, em sua 2ª. Reunião realizada em Domingos Martins - ES. Tem o objetivo de incentivar ações que contribuam para a implantação desta Reserva, que foi reconhecida pelo Programa MaB - Man and Biosphere da UNESCO em 1991, por solicitação do governo brasileiro. Apenas dois prêmios são outorgados anualmente pelo Conselho a pessoas físicas e entidades públicas e privadas, nacionais ou internacionais que tenham se destacado, por suas atividades em benefício da Proteção da Biodiversidade, do Desenvolvimento Sustentável ou do Conhecimento Científico e tradicional na Mata Atlântica. Excepcionalmente, por razões especiais, 3 prêmios no máximo podem ser atribuídos no mesmo ano. Esta homenagem é constituída de uma estatueta de bronze e de um diploma que é entregue em cerimônia festiva, aos benfeitores deste ecossistema. Os premiados são escolhidos através de voto nas reuniões ordinárias anuais do Conselho Nacional da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica.
  • 16. Programas Permanentes da RBMA Politicas Públicas E Campanhas Áreas Protegidas, Mosaicos e Corredores Comunicação , Educação e Publicações Turismo Sustentável Cooperação Internacional Prêmio Muriqui Postos Avançados Anuario Mata Atlântica Costa e Mar Mercado Mata Atlântica
  • 18. A partir da COP-10 (Conferência das Partes da Convenção da Diversidade Biológica) o Programa Anuário Mata Atlântica da RBMA definiu como prioridade o fomento, difusão e monitoramento anual do cumprimento dos Objetivos e Metas de Aichi (CDB) para 2020.
  • 20. Gastronomia Sustentável Pousadas Certificadas ROTEIROS DA BIOSFERA – MATAATLÂNTICA – ÁREA PILOTO Monitores Ambientais Comunidades Tradicionais Patrimônio Histórico/ Cultural Unidades de Conservação
  • 21.
  • 22. Mercado Mata Atlântica - Identidade/ Comunicação Embalagens Logomarcas
  • 23.
  • 24.
  • 25. EMPREENDIMENTOS COM O SELO MERCADO CE: Mulheres de Corpo e Alga AL: FIBRAS DE ALAGOAS Pontal de Coruripe Feliz Deserto Zumbanarte Oficina de Papel Artesanal Sol Nascente de Porto de Pedras Arte da Mata Titara de São Luiz do Quitunde BA: Ponto Central MG: Fios da Terra RJ: Amável SP: Cooperostra BananaBrazil Sítio do Bello Coquim PR: ASPAG - Ginseng SC: Puralquimia Dom Natural Harmonia Natural RS: Ervateira Putinguense
  • 26. Cadeias Prioritárias para a Mata Atlântica Juçara Euterpe edulis Pinhão Araucaria angustifolia Piaçava Attalea funifera Erva Mate Ilex paaguariensis Plano Nacional de Promoção de Produtos da Sociobiodiversidade - PNPSB
  • 27. Cidades e Mata Atlântica Programa Florestas Urbanas São Paulo - Brasil
  • 28. Programa Florestas Urbanas As Florestas e os demais ecossistemas em área urbana precisam ser conservados, recuperados e manejados como elementos fundamentais para a qualidade de vida das cidades. No entorno ou no interior das áreas urbanas, elas conservam a biodiversidade, nos asseguram água potável, equilíbrio climático, proteção dos solos e encostas, belas paisagens e espaços privilegiados para o lazer, a cultura e o turismo. Reserva da Biosfera da Mata Atlântica
  • 29. Mata Atlântica – Florestas Urbanas Campos do Jordão/ SP Blumenau/ SCNatal/ RN João Pessoa/ PB São Paulo/SP
  • 30. ÁREA DE INTERESSE PARA CRIAÇÃO DA 1ª RESERVA DA BIOSFERA MARINHA BRASILEIRA: CADEIA VITORIA –TRINDADE –ES
  • 36. TRILHA DO RETIRO – UNIDADE LARANJEIRAS VOTORANTIM CIMENTOS O Projeto denominado “Trilha do Retiro”, tem como objetivo a implantação de uma trilha para uso recreativo e educacional no perímetro da Unidade Produtiva Laranjeiras – Votorantim Cimentos/SE . O Projeto está em fase de execução e além de valorizar os atributos naturais e histórico/culturais do complexo do Retiro (Patrimônio Histórico Cultural tombado), possibilita a interação da comunidade interna da empresa e do entorno no uso de um novo atrativo que abrange um importante ecossistema: o mangue. PGTS E TRILHA DO RETIRO – UNIDADE LARANJEIRAS VOTORANTIM CIMENTOS
  • 37. CCOVA Proj COVA EIRÓS COVA EIROS-GALICIA-ESPANHA
  • 38. SELO EMPRESA AMIGA DA MATA ATLÂNTICA
  • 39. PROGRAMA DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL Seminário Costa Rica- RB AGUA Y PAZ/CR
  • 40. PROGRAMA MOSAICOS E CORREDORES NA MATA ATLÂNTICA
  • 42. PROGRAMA AREAS PROTEGIDAS,MOSAICOS E CORREDORES COMISSÃO IMPLANTAÇÃO DO MOJAC
  • 45. SPMN/ RBMA/ Corredor Ecológico Costa do Descobrimento
  • 47.
  • 48.