Portugues e matematica

6.175 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.175
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
166
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Portugues e matematica

  1. 1. Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO Departamento de Ensino Sugestões de Atividades 4º Ano - 2011 Equipe: Claudia Juliane
  2. 2. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 2 Professor (a): A Equipe de coordenação Pedagógica do 4° ano, pensando na construção de uma prática educativa significativa,enviam para os professores,um conjunto de subsídios que servirá de sugestão para o planejamento das aulas. Lembrando que as sugestões de atividades que foram apresentadas não são verdades absolutas e universais, até porque estas não existem; também não são um fim em si mesmas. São, antes de tudo, contribuições para construção de uma prática significativa. Ao recebê-las, leiam, pensem e reflitam o que pode ser agregado, transformado ou resinificado. Busquem também outras leituras. E, a partir de sua história, conhecimentos, saberes e experiências, deem a elaboração de aula a sua cor, cheiro, tom e brilho. “Há quem diga que todas as noites são de sonhos. Mas há também quem garanta que nem todas, só as de verão. Mas no fundo isso não tem muita importância. O que interessa mesmo não são as noites em si, são os sonhos. Sonhos que o homem sonha sempre. Em todos os lugares, em todas as épocas do ano, dormindo ou acordado." (Shakespeare) Professor (a): Sonhe, acredite, aposte no seu aluno. Porque antes dele ser seu aluno, ele é um ser humano. Um ser humano que tem conhecimentos e saberes para ser compartilhados, trocados... Ele pode não saber o que você sabe ou tanto quanto você gostaria que ele soubesse, mas ele sabe, conhece, pensa e deseja ser olhado e escutado na sua singularidade. Assim como você, ele é um ser no mundo, um ser com o mundo, um ser com o outro e um ser-consigo-mesmo... (Ângela Freire)
  3. 3. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 3 Português Gêneros Textuais Analisando as nossas práticas diárias, percebemos que é de fundamental importância trabalhar com gêneros textuais, porque comunicar-se, tanto oralmente quanto através da escrita, possuem algumas especificidades e algumas formalidades, sendo de fundamental importância nas relações sociais. Vivemos em sociedade e não temos como fugir de determinadas práticas que nos permeiam diariamente. Se precisarmos ir ao supermercado, organizarmos uma lista de compras, se vamos dar remédio a uma criança, é necessário ler a bula, se quer fazer a receita de um bolo, precisamos lê-la, se queremos avisar alguém ou mesmo enviar um fax, um trabalho, utiliza-se o telefone, ou mandamos um e-mail. Considerar a natureza social da linguagem e o caráter dialógico e internacional da língua significa reconhecer os gêneros como a materialização da interação entre os sujeitos que, por intermédio do uso da língua, elaboram formas mais ou menos estáveis de discursos que, segundo Bakhtin apud AMOP3 (2006 p.13), revela a esfera social à qual pertencem. Cada esfera social (jurídica, familiar, literária, jornalística, cientifica, entre outras) tem um discurso que lhe é próprio e que representa nas diferentes situações discursivas. Esses discursos, por sua vez, concretizam- se em textos socialmente construídos, denominados por Bakhtin de Gêneros do discurso e por Bronckart apud AMOP (2006 p.13), de gêneros textuais. Por estas e outras situações, precisamos entender os gêneros textuais de forma que possamos utilizá-los no nosso cotidiano, tornando, dessa forma a prática relevante, pois conforme cita Almeida (1994, p. 39) Gênero textual bilhete: Podemos iniciar a apresentação ou o reconhecimento do gênero com o seguinte questionamento:  O que é um bilhete?  Em que situação escrevemos bilhetes?  Quem já escreveu um?  Quem já recebeu um?  Qual a estrutura de um bilhete, isto é, quais as partes que compõe um bilhete? Leia o bilhete: Retirado de: Cereja,Wuillian Roberto. Portugues: Linguagens 1ª série.2002,p.29. 1-Analise do texto: a)Quem escreveu o bilhete? ( ) Os amigos ( ) Edu ( ) Toquinho Edu, Não posso jogar futebol hoje à tarde com você e a turma no campo. Minha mãe vai me levar ao dentista. A gente se fala amanhã na escola. Toquinho O bilhete é uma mensagem curta ,informal na maioria das vezes ,trocada entre as pessoas, para pedir, agradecer, oferecer, informar, desculpar ou perguntar. É composto normalmente, de: data, nome do destinatário antecedido de um cumprimento, mensagem, despedida e nome do remetente. No âmbito familiar, muitas vezes não tem nome do destinatário e remetente, devido à proximidade entre as pessoas.
  4. 4. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 4 b) Como é o texto do bilhete? ( ) curto ( ) longo c)Para quem o bilhete foi escrito?___________________________________________________ d)Edu e Toquinho tinham combinado de jogar futebol com a turma,no campinho, mas Toquinho não pode ir. Por que ele não foi? ____________________________________________________ e)O bilhete de Toquinho tem data? O que isso poderia causar?____________________________ 2-Observe os bilhetes: O lobo, cansado de soprar, resolveu armar uma cilada diferente para os três porquinhos. Mandou um bilhete para eles, que dizia: QUERIDOS PORQUINHOS, ESTOU CANSADO DE TANTA BRIGA, POR ISSO PENSEI EM FAZER UM BANQUETE EM SINAL DE AMIZADE. SERÁ HOJE, À NOITE, EM MINHA CASA. ESPERO ANSIOSO POR VOCÊS. UM ABRAÇO CALOROSO DE SEU AMIGO LOBO Os porquinhos desconfiados resolveram não ir, pois sentiram que havia algo de muito estranho. Como são educados, pensaram em responder o bilhete. Ajude-os a escrever explicando o motivo da ausência. 3-Leia o seguinte bilhete: a)Quem são o destinatário e o remetente do bilhete? ______________________________________________________________________________ As questões 4, 5 e 6 são relativas ao texto seguinte: Oi Juca, Tô esperando você pra gente jogar bola na praça, tá todo mundo aqui, só falta você. Pedrinho
  5. 5. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 5 4) No trecho: “Tá todo mundo aqui, só falta você.” dá idéia de que: (A) Juca não irá jogar bola. (B) Juca está doente. (C) Juca está de castigo. (D) Juca está atrasado. 5)Que tipo de linguagem Pedrinho utilizou no bilhete? (A) Linguagem informal. (B) Linguagem formal. (C) Linguagem científica. (D) Linguagem romântica. 6) )Quem são o destinatário e o remetente do bilhete? ______________________________________________________________________________ Sugestão: Escrever um bilhete para alguém da escola ( professor, diretor, colega da turma, colega de outra turma,cozinheira, ET.) observando as características do bilhete: Características do Bilhete Sim Não Inicia-se com um cumprimento, seguido do nome do destinatário ( ou inicia-se apenas com o nome do destinatário)? O texto é curto, objetivo? Escreveu seu nome no final? 7-Responda as questões 1 e 2. 1 - Quem enviou o bilhete?_________________________________________________________ 2 - A quem o bilhete foi enviado?____________________________________________________ ______________________________________________________________________________ 3 - Reescreva as frases, substituindo as expressões sublinhadas por uma expressão equivalente que apareça no texto. a) Partirei para longe daqui amanhã bem cedinho. _____________________________________________________________________________ b) Apesar de possuirmos pouca riqueza material, somos amorosos. _____________________________________________________________________________ c) Em meu coração, sempre ficará viva aquela data. ______________________________________________________________________________ Celica, amiga minha: Vou para longe de casa, mas aqui deixo plantadas três palavras que nunca deixarei dormir: família, amizade e saudade. São pequenas, mas grandes em amor. Até um dia... Patrícia. 20/01/2011
  6. 6. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 6 4 - "Até um dia" foi a expressão usada para a despedida. Escreva duas outras formas que normalmente as pessoas usam para despedir-se. ______________________________________________________________________________ 5 - Assinale com (x) a opção correta. Na frase: “... palavras que nunca deixarei dormir”, a palavra “dormir” foi usada: a) (__) no sentido próprio ( repousar). b) (__) no sentido figurado ( esquecer). Gênero: Carta Familiar O ser humano tem a necessidade de interagir com as outras pessoas e para isso usam as diferentes formas de linguagem, que garantem essa comunicação. E uma destas linguagens é a Carta. Existem diferentes tipos de carta como: de solicitação, reclamações, agradecimentos, familiar, ao leitor, comercial, dentre outras. E que essas podem veicular, nos mais diversos suportes como: revistas, jornais, livros... A característica primordial carta familiar é a marca da aproximação entre autor (remetente) e interlocutor (destinatário). A carta familiar tem por finalidade a interação com um interlocutor distante, com o objetivo de informar, fazer um convite, agradecer, aconselhar, solicitar, reclamar, sugerir, dentre outros de forma a contemplar a necessidade do momento. Após a reflexão, questione aos alunos: a) O que é uma carta? b) Quem já viu ou leu uma? Onde? Quando? c) Quem é que escreve cartas hoje em dia? d) Para quem é que escrevemos cartas? e) Em que situações são necessárias a produção de cartas? f) Como é que a carta chega até a pessoa que desejamos? Sempre foi assim? Quanto tempo leva? g) E vocês, já escreveram cartas? Para quem? Em que situação? h) Há vários tipos de cartas, quais vocês conhecem? Reconhecimento do Gênero Solicite aos alunos que tragam para sala de aula, textos do gênero Carta (poderá aparecer Carta de solicitação, reclamação, ao leitor entre outras).  Há exemplos de carta no início dos livros de Geografia e História. Converse com os alunos sobre as diferenças e semelhanças existentes entre elas, enfocando principalmente a linguagem. Questione, quais são os outros meios que estão sendo utilizados hoje, em substituição à carta, para interagir com pessoas distantes. Provavelmente os alunos irão dizer: e-mail, Messenger, mensagens de celulares, bilhetes ou outros. Contudo, explique que cada um desses gêneros tem uma função social diferente
  7. 7. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 7 Trabalho com o Gênero  Conversar com os alunos sobre o que é uma Carta Familiar salientando a sua característica primordial que é a marca da aproximação entre autor (remetente) e interlocutor (destinatário). Para isso, é importante, professor (a), que você traga, para a sala de aula (solicite para que os alunos também tragam), várias cartas familiares (se possível, trazer cartas de outras épocas para analisar a mudança de linguagem). Explore as cartas levadas, pedindo aos alunos que listem as diferenças e as semelhanças entre elas, quanto a: - emissor; - destinatário; - local e data; - vocativo; - desenvolvimento da carta ( linguagem formal ou informal? Tem gírias? É uma carta contemporânea?); - despedida; - objetivo da cada uma; - tipologia predominante;  Professor, você poderá utilizar as cartas trazidas pelos alunos, ou alguma que você tenha para desenvolver esse trabalho com o gênero. Nossa sugestão são cartas retiradas dos livros didáticos. Perguntas Gerais - Quem escreveu estas cartas? É possível saber, por quê? - Para quem elas foram produzidas? - Quando? - Onde? - Qual o assunto da primeira, segunda, terceira e quarta carta? - Há diferenças de linguagem entre as cartas? - Qual das cartas citadas possibilita uma maior aproximação entre remetente e destinatário? - Qual a estrutura da carta, ou seja, que elementos ela deve apresentar? - Todas as cartas apresentam esses elementos? Justifique. 1-Identifique dentro do gênero carta, as seguintes informações: a) Cabeçalho (local e data); b) Vocativo; c) Destinatário; d) Corpo da carta (desenvolvimento); e) Despedida; f) Assinatura; ]
  8. 8. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 8 Carta 1 Livro Conhecer e Crescer – 4º ano / Português.2008 Atividades: Carta 1 1. Ao lermos a carta, podemos dizer que o sentimento de Ana Paula ao escrevê-la era de: ( ) felicidade ( ) agradecimento ( ) lembrança 2. No quarto parágrafo, quando Ana Paula escreve “Ela se mudou daquela casa”, a palavra destacada refere-se a: ( ) Ana Paula ( ) Carol ( ) Tati 3. Na frase “E como estão seu pai, sua mãe, o Fer e a Ju?” Por que as palavras sublinhadas estão escritas com letras maiúsculas? R__________________________________________________________________________ 4. Qual sinal de pontuação aparece depois do nome Carol? R__________________________________________________________________________ 5. O que você acha que Carol e Ana Paula são uma da outra: irmãs, primas ou amigas? Justifique sua resposta. R___________________________________________________________________________________
  9. 9. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 9 Carta 2 Disponível em WWW.unicamp.br/iel/monteirolobato. Acesso em:17 nov.2007. Monteiro Lobato Licenciamentos Ltda. Livro Linhas e Entrelinhas – 5º ano/ Português.
  10. 10. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 10 Carta 3 Ronaldo Claver. Dona Palavra.São Paulo, FTD,2002
  11. 11. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 11 . 1. Na carta que Mariana escreveu, qual elemento desse gênero ela não contemplou? R__________________________________________________________________________ 2. Alguns trechos dessa carta estão escritos entre aspas, por que: ( ) Mariana estava indicando suas próprias falas. ( ) Mariana estava transcrevendo as falas de outras pessoas. 3. Quem era Pedrita? E como você chegou a essa conclusão? R__________________________________________________________________________ 4. Escreva o que Geraldinho falou para professora: R__________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ 5. Releia um trecho do texto “Se ele não bate asa e voa, adeus passarinho.” O que Mariana quis dizer quando escreveu “adeus passarinho”. R__________________________________________________________________________ 6. Quem disse a frase “Ah! Vocês estão duvidando de mim, não estão?”. ( ) Terezinha ( ) Mariana ( ) A professora Antes da produção escrita da carta, discuta algumas questões:  O professor deverá encaminhar o trabalho verificando à quem irá ser escrito essa carta (avós, tios, primos, amigo, irmão) e pedir para que pesquisem o endereço completo, mas antes irão conhecer melhor o que é uma Carta familiar, para poder escrevê-la, usando os recursos necessários. - Para quem escrever? Quem é esta pessoa? Onde ela mora? - Sobre o que cada um irá falar? - Por que, então, escrever uma carta? - Que linguagem cada um pode usar? Formal ou informal? Pode usar gírias? - Quais os elementos que devem estar presentes na estrutura dessa carta? - Como será enviada? - Todos já conseguiram o endereço? Sugestões de produção e reescrita do Texto 1ª produção – rascunho: Para essa produção, é necessário que os alunos a façam individualmente. Levá-los a observar que a linguagem a ser adotada depende de para quem dirigimos. Se for adulto, é necessário adotar uma linguagem mais próxima dos adultos, mas se for uma criança ou adolescente como eles, pode-se usar uma linguagem própria dessa idade. Nesse momento, trata-se apenas de rascunhar a carta, momento em que você, professor (a), poderá lembrá-los também dos elementos que compõem uma carta (cabeçalho, vocativo, corpo, despedida e assinatura). Feita essa primeira escrita, recolha os textos produzidos e guarde-os até o dia seguinte. Algo de grande valia, na hora da reescrita nunca deve ser feita logo após a primeira produção, mas, preferencialmente, no dia seguinte. Isso permitirá que ele identifique, com maior facilidade, possíveis erros. 2ª produção – primeira reescrita: Quando retomar essa atividade no dia seguinte (ou outro) oriente para que cada um releia o seu texto, tendo em vista que se trata de algo pessoal, observando com atenção os aspectos essenciais para que cada situação comunicativa se efetive como: ortografia das palavras, pontuação, concordância nominal e verbal, uso adequado dos verbos, paragrafação, uso dos pronomes, seleção das palavras, evitando, assim repetições desnecessárias, dentre outros. É necessário que você, professor (a), esteja circulando entre os alunos, quando for solicitado. Para auxiliar nesta reescrita, sugerimos o seguinte quadro de auto-avaliação da carta, que pode ser entregue para cada aluno, a fim de orientá-lo na revisão e reescrita do texto.
  12. 12. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 12 Ficha de auto-avaliação da carta Questões a serem avaliadas Sim Não Coloquei local e data acima à direita? Destaquei o destinatário ao escrever a saudação? Escrevi uma despedida? Coloquei minha assinatura? Deixei a mensagem bem clara? Usei ponto no meio e no final do parágrafo? Usei letra maiúscula depois do ponto e nos nomes próprios? Usei vírgula depois do local, do destinatário e da despedida? Minha letra está legível? Pulei uma linha entre cabeçalho/vocativo e vocativo/corpo do texto? Pulei uma linha entre despedida/assinatura? Há erros ortográficos? Usei linguagem adequada ao meu destinatário? 3ª produção – segunda reescrita: Essa versão ocorrerá após a correção, e deverá ser feita no papel que o aluno julgar mais apropriado. E interessante questionar: qual o papel mais apropriado para escrever uma carta? Onde normalmente as pessoas escrevem cartas: em papel almaço, sulfite, papel de carta, folha de caderno? Assim você estará discutindo o suporte do gênero. Circulação do Gênero: Nesse momento, trabalhar com o preenchimento do envelope (com endereço trazido por cada aluno), levando em consideração o remetente, o destinatário, o endereço e o código de endereçamento postal (CEP). Enfoque a “importância do suporte” para veicular determinados gêneros textuais, no caso específico, o envelope. Sugestões retiradas do Livro Sequência Didática, volume 1- Profª Terezinha Costa Hübes.
  13. 13. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 13 Carta 4: Ângela: Depois que você foi embora para Ribeirão Preto, eu fiquei um tempão andando pela casa, que nem barata tonta, achando tudo muito sem graça. Cada vez que eu pensava que ia ter que esperar até as outras férias pra brincar outra vez com você, me dava vontade de sair gritando de raiva. Mamãe me deu um picolé pra eu ficar mais contente, mas a raiva era tanta que eu mastiguei toda a ponta do pauzinho, até fazer uma franjinha. Mais tarde a Maria e a Cláudia vieram me chamar pra brincar. Nós ficamos pulando corda na calçada, e depois sentamos no muro e ficamos brincando de botar apelido nos meninos. O Carlinhos ficou sendo o Carlão sem- sabão. Toda a vez que a mãe dele chama para tomar banho, ele volta logo depois com outra roupa, mas com a mesma cara. A Cláudia disse que o Carlinhos abre o chuveiro só pra mãe dele ouvir o barulho, mas vai ver ele fica sentado na privada vendo a água correr. Aí troca de roupa, e pronto. A mania do Chico é dizer que um jogo não valeu sempre que ele está perdendo. Então o apelido dele ficou Chico- não-valeu . Não deu pra inventar mais apelido porque os meninos ficaram loucos da vida, quiseram tomar a corda da gente e começaram a puxar nosso cabelo. No fim cansou, a gente acabou indo todo mundo jogar queimada na casa do Fernando. Eu voltei pra casa contente da vida, mas quando o Fábio me viu foi dizendo: “Tá tristinha porque a priminha foi embora? Vai ser ruim mexericar sozinha por aí, né?” Ah, Ângela, que raiva! Às vezes dá vontade de trocar esse irmão marmanjo por uma irmã do meu tamanho, como você! Um beijo da Marisa Extraído: Tem uma história nas cartas da Marisa Mônica Stahel – Clube do Livro Agora, responda as questões abaixo: 1. Para quem esta carta foi escrita?__________________________________________________ 2. A pessoa que escreveu a carta é adulta ou criança? Explique sua resposta. ______________________________________________________________________________ 3. Qual foi o motivo que levou Marisa a escrever esta carta?______________________________ 4. Marisa escreveu em sua carta que mastigou toda a ponta do pauzinho do picolé, até fazer franjinha. Explique porque ela fez isso. ______________________________________________________________________________ 5.Durante a escrita da carta Mariza participou de três brincadeiras. Quais foram? ______________________________________________________________________________ 6-Quem é Fábio? ______________________________________________________________________________ 7-Que idade você acha que ele tem?________________________________________________
  14. 14. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 14 Carta 5
  15. 15. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 15 Carta 6: Leia com atenção: Chácara das Flores, 18 de fevereiro de 1993 Querido Paulo: Evite morar em arranha-céu, meu filho, é o que lhe peço. Nem mesmo de graça. São uns edifícios enormes, seu tio me disse. De uma altura descomunal. Você sempre foi meio sonâmbulo, então, fico aflita. Tenho medo de você sonhar e atirar-se da janela, pensando que está voando. Deus nos livre ! Além disso, há o perigo do elevador, ou seja, em caso de incêndio,como é que meu filhinho vai se salvar ? Seu tio disse que quase não entra ar nesses apartamentos e que um vizinho não liga para o outro e se um procura o outro é para questionar. Não se esqueça, meu querido, de que gente da cidade grande é diferente de nós. Seu tio disse que aí a gente vê uma pessoa morta, estendida na rua e nemolha. Se você passar perto de um falecido, não se esqueça de rezar uma avemaria e acender uma vela. Enquanto você não arranja emprego, seu avô vai mandando um dinheirinho para as despesas, pois com a falência tudo ficou difícil para nós. A chácara vai ser vendida, com o dinheiro apurado seu pai está querendo comprar uma pequena olaria. Não se esqueça de fazer uma visitinha de vez em quando para suas velhas tias. Elas gostam muito de você e precisam de carinho. Muito juízo, sim ? Receba a minha bênção e a de seu pai. Junto vai o retrato que tirei com seu pai como última lembrança da chácara. Beijos Sua mãe. Vocabulário olaria - fábrica de produtos cerâmicos. sonâmbulo - diz-se de pessoa que anda, fala e se levanta durante o sono. elevador - um pequeno cômodo sem janelas que se locomove para cima e para baixo nos prédios, levando um determinado peso ( pessoas ou coisas ). Responda as questões de 1 a 4: 1 - Quem é o remetente? ______________________________________________________________________________ 2 - Quem é o destinatário? ______________________________________________________________________________ 3 - Através de quem a remetente recebia informações sobre a cidade grande? ______________________________________________________________________________ 4 - Copie uma dessas informações. ______________________________________________________________________________
  16. 16. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 16 5 - No primeiro parágrafo, foi usada a expressão "altura descomunal". Assinale a opção que melhor corresponde ao significado do texto: a) (__) baixo. b) (__) alto. c) (__) muito alto. 6 - Assinale a opção correta. "Você sempre foi meio sonâmbulo" ( 1º parágrafo ). Nessa frase, a palavra "meio" foi empregada no sentido de: a) (__) metade. b) (__) um pouco. c) (__) centro. d) (__) jeito. Assinale com ( X ) as opções corretas: 5 - "Muito juízo, sim?" (último parágrafo ). De acordo com o texto, a frase representa: a) (__) saudade b) (__) preocupação c) (__) interrogação 6 - As qualidades da mãe são: a) (__) religiosa b) (__) amorosa c) (__) grosseira d) (__) ingênua e) (__) viajada 7 - De acordo com o texto, pode-se concluir que se trata de uma família que tem respeito: a) (__) aos mortos b) (__) à religiosidade c) (__) à modernidade d) (__) aos familiares e) (__) à solidariedade
  17. 17. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 17 Gênero: REGISTRO DE NASCIMENTO Temos como objetivo ao se trabalhar esse gênero compreender que o registro de Nascimento, além de informação importantes, coloque legalmente ( 0u documentalmente) o individuo na sociedade, como cidadão brasileiro. O Registro de Nascimento é o primeiro documento civil a que um cidadão tem acesso. No decorrer da vida, há necessidades de outros documentos ( RG, CPF , Carteira de motorista , etc,) porém o Registro de Nascimento é a condição para requerê-los. Sugestão:  Levar para a sala de aula alguns documentos que circulam da sociedade, como por exemplo : RG, CPF, Certidão de casamento... explore, oralmente, as características e a funcionalidade de cada gênero ,fazendo com que os alunos percebam as diferenças e semelhanças entre cada um dos documentos. Lembrando com seus alunos a questão de que o Registro de Nascimento é o documento mais completo, onde estão todas as informações desde o seu nascimento.  Para favorecer o reconhecimento do gênero, sugerimos que seja tirada uma fotocópia do Registro de Nascimento de cada criança, distribuindo-a para cada uma.  Expor numa transparência, de modo que todos os alunos possam visualizar as informações nela contidas, enquanto você as localiza, a partir de indagações ( que deverão ser complementadas quando os alunos não souberem informar) tais como: - Onde encontramos : nome completo da criança, data de nascimento, local (cidade, hospital),horário, nome dos pais, nome dos avós ( paternos e maternos)? -Vamos localizá-los no Registro de Nascimento? -Quem já tinha visto um Registro de Nascimento? -Todas as crianças têm esse documento? -Para que serve um Registro de Nascimento?  Mostrar as crianças que além das informações sobre a pessoa registrada ( nome, pais avós, local de nascimento, hora, etc), o Registro de Nascimento contém, ainda:  Cartório onde foi feito o Rgistro de Nascimento ( nome, cidade e Estado) ;  Nome completo da pessoa de quem se deseja obter o Registro;  Data de registro  Número de registro
  18. 18. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 18 Atividades de leitura e interpretação: 1-Pinte no texto ( Registro de nascimento): a) de azul, o nome de quem foi registrado. b) de vermelho, o nome do pai. c) de amarelo,o nome da mãe. 2- Copie, no quadro abaixo, o nome da criança que foi registrada. 3- De acordo com o nome, trata-se de uma criança do sexo: ( ) feminino ( ) masculino
  19. 19. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 19 4- Separe, copiando nos quadros abaixo: Nome Sobrenome ( s) 5- relacione as colunas, de acordo com as informações presentes no registro de nascimento: (1) Avós maternos (2) Avós Paternos ( ) Haroldo Mendes e Carolina Melo Mendes ( ) Fernando Castro Prado e Elizabete Prado 6- Cecília Mendes nasceu em : ( ) 10 de Janeiro de 2000 ( ) 09 de Agosto de 2004 ( ) 14 de Janeiro 1999 7- Em que cidade o menino nasceu? ( ) Foz do Iguaçu ( ) Curitiba ( ) Belo Horizonte 8- Observando o Registro de Nascimento de Cecília, responda a idade dela? _________________________________________________________________________ 9- Considerando as palavras que indicam os locais de nascimento de Cecília e de sua família, assine a afirmativa correta: ( ) Cecília é curitibana ( ) A mãe de Cecília é mineira ( ) O pai de Cecília é pernambucano ( ) Cecília e seus pais são paranaenses 10 – Faça um X em cima do número que indica o ano de seu nascimento. Atividades de análise linguística 1-Das palavras abaixo, pinte o nome do menino que foi registrado. Ana Paula Vasconcelos Marina Lopes da Silva Paulo Bolognesi Maria Vitória França Obs: O professor pede para cada aluno trazer seu Registro de Nascimento. Extrapolando o texto: 1 – Olhe para o seu registro de nascimento e copie o seu nome completo: ___________________________________________________________________ 2- Copie nos quadros abaixo Seu Nome Seu sobrenome
  20. 20. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 20 3 – Complete as linhas com as seguintes informações que estão no seu registro de nascimento: a) Nome de seu pai:____________________________________________________ b) Nome da sua mãe: __________________________________________________ 4 – Seus avós Maternos são pais de sua: ( ) Mãe ( ) Pai 5 – Seus avós Paternos são os pais de sua: ( ) Mãe ( ) Pai 6 – o que significa dizer “ Natural de Medianeira”? __________________________________________________________________________ 7 – Escreva o nome da cidade onde você nasceu? __________________________________________________________________________ 8- Coloque no quadro abaixo, o dia , o mês e o ano em que você nasceu.  Produção oral e escrita Professor: Depois dessas e de outras atividades elaboradas a partir da seleção de um texto gênero, é momento de propor uma tentativa de produção escrita. Para isso, retorne a proposta inicial e auxilie seus alunos na construção da árvore genealógica de sua família. Depois, exponha as produções na sala de aula.
  21. 21. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 21 República Federativa do Brasil Certidão de Nascimento Certifico, que às folhas .............. do Livro número ................. de Registro de Nascimento, foi lançado hoje o assento de ............. nascido.... às ..................................... horas e ..................... minutos do dia .................................................................................................em..............................do sexo........................................de cor.......................................filho.............................. de ..................................................................e de ......................................................... sendo avós paternos ..................................................................................................e maternos ................................................................................... Foi declarante...............................................................................................................e serviram de testemunhas ......................................................... Registro lavrado em ...... de ................................. de ................. Observações: ..............................................................................
  22. 22. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 22 Gênero: Notícia Notícia: puro registro dos fatos, sem opinião. Suprimir ou inserir uma informação no texto pode alterar o significado da notícia. Notícia é informação sobre fatos ou acontecimentos reais transmitidos às pessoas, e é predominantemente narrativa. Um Jornal é feito de notícias. A notícia consta de três partes: * título - deve sintetizar o tema central e também atrair a atenção do leitor; * a introdução – contém o principal da informação; * o desenvolvimento – apresenta maiores detalhes sobre o assunto, explicando melhor os fatos. Leia a notícia: Populares usam criatividade para chamar atenção de Obama Sósias e até roda de samba fizeram parte da recepção de cerca de 600 pessoas que aguardavam a chegada do presidente americano em frente ao hotel onde ele está hospedado RIO - Roda de pagode, sósias e cartazes pedindo paz na Líbia: a visita do presidente norte-americano Barack Obama atraiu um grupo heterogêneo de cerca de 600 pessoas no sábado à noite, em frente ao hotel Marriot, em Copacabana, zona sul do Rio. Mesmo as grades que cercavam o hotel onde o presidente estará hospedado durante sua visita à capital fluminense não impediram a presença dos curiosos, que aplaudiram a chegada do comboio norte-americano às 21h, aos gritos de "Obama! Obama!" É o caso de Vilma Coutinho, autônoma, de 68 anos. Para ela, a visita do presidente norte-americano é um momento único. "Vim homenageá-los" explicou, segurando um cartaz escrito "Sejam Bem Vindos Família Obama. Senhor presidente zele pela paz mundial". Bernardo Moura, jornal O Estado de S. Paulo,20-03-2011 1- A finalidade da notícia é: ( ) informar sobre a vida do Presidente Obama. ( ) informar sobre como as pessoas reagiam para chamar a atenção de Obama. ( ) Informar sobre a família de Obama. 2- Que pedido Vilma Coutinho fez num cartaz: ( ) Saúde e paz. ( ) Deu boas vindas e pediu pela paz mundial. ( ) Pediu para cuidar do meio ambiente. 3- A onde esse texto foi publicado : ( ) Jornal Globo ( ) Revista Veja ( ) Jornal o Estado de São Paulo
  23. 23. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 23 Tragédia no Japão: terremoto e tsunami Um forte terremoto de magnitude 8,9 atingiu a costa nordeste do Japão nesta sexta-feira, seguido de um tsunami com ondas de até dez metros de altura, causando aos menos 32 mortes e sérios danos a diversas cidades da região, segundo autoridades locais. Mortos por terremoto e tsunami no Japão já são 900, diz polícia Segundo novo balanço, ainda há 642 desaparecidos e 1.570 feridos. Outros 160 podem ter sido atingidos por radiação, diz agência nuclear. O número de mortos pelo terremoto de magnitude 8,9 seguido de um tsunami no Japão chega a 900, segundo o último balanço anunciado pela polícia neste domingo (no horário local).A polícia nacional acrescentou ao balanço 642 pessoas desaparecidas e 1.570 feridos. Fonte: Folha de São Paulo, Jose Carneiro em 11/3/2011 1-A finalidade da notícia é: ( a )Informar sobre a cidade do Japão. ( b )Divulgar o número de população. ( c ) Informar sobre os danos causados pela tragédia no Japão . 2- Qual é a fonte da notícia? __________________________________________________________________________ 3- Segundo a notícia quanto é o total de mortos no pais? ________________________________________________________________________ 4- Segundo o texto qual é o número de pessoas que podem ter sido atingidas por radiação?_______________________________________________________________ 2-Leia o texto: Ayrton Senna O piloto brasileiro de corridas automobilísticas, Ayrton Senna, nasceu em 1960 e foi considerado o mais brilhante piloto de corridas de sua geração. Iniciou sua carreira aos 4 anos como piloto de karte. Na Fórmula Ford – 2000 foi o piloto que alcançou maior número de vitórias. Na Fórmula 3, chegou a ganhar nove provas seguidas, um recorde mundial. Em 1984, passou para a Fórmula 1, categoria que o consagrou Campeão Mundial, após sucessivas vitórias. Um dia afirmou: “Meu primeiro sonho era chegar à Fórmula 1, fazer um pole, ser campeão. Aos poucos fui preenchendo todos os meus sonhos.” Senna foi vitimado num acidente fatal, em 1994, no circuito de Ímola na Itália, quando defendia mais um título pela Fórmula 1. A Essência dos Sonhos. São Paulo: Martim Claret, 1997. p 64 – 67. (A arte de viver). Adaptado. a)A finalidade do texto é: (A) informar sobre a vida do piloto. (B) divulgar seus sonhos. (C) apresentar dados da Fórmula 1.
  24. 24. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 24 b)Observe a frase abaixo: “Categoria que o consagrou campeão mundial.” A expressão destacada refere-se: (A) as provas da corrida. (B) a Fórmula 1. (C) ao piloto Ayrton Senna. 3-Leia a reportagem da revista Recreio para responder as questões: Dentes limpinhos As primeiras escovas de dente surgiram na China por volta de 1498. Eram feitas de pêlos de porco trançados em varinhas de bambu. Essas cerdas foram trocadas depois por pêlos de cavalo, que não eram ainda o material ideal, pois juntavam umidade e criavam mofo. A melhor solução apareceu em 1938, quando surgiram as primeiras escovas com cerdas de náilon, usadas até hoje. Fonte: Revista Recreio, nº 177, 31 de julho, 2003, p. 26, Editora Abril. a) As escovas de hoje são feitas de: (A) pêlos de cavalo. (B) cerdas de náilon. (C) cerdas da China. (D) pêlos de porco. b) Segundo o texto, as escovas de pêlo de cavalo foram substituídas pelas de náilon porque: (A) havia pouca matéria prima. (B) os pêlos de cavalo era anti-higiênicos. (C) os pêlos de cavalo causavam dor na gengiva. (D) os pêlos de cavalo juntavam umidade e criavam mofo. 4-Leia o texto: a)No trecho: “Os casos de dengue estão aumentando por todo o país e precisamos combater esse mal”, a palavra em destaque refere-se: (A) à dengue. (B) ao país. (C) a nós. (D) ao mosquito. b) Esta notícia foi publicada: (A)em 2001 (B)em 2003 (C)em2012 Cuidado com a dengue Os casos de dengue estão aumentando por todo o país e precisamos combater esse mal. É claro que, para isso, precisamos acabar com o mosquito AEDES AEGYPTI, transmissor da doença. Almanaque do Chico Bento, nº 73 – Globo – 2003 – p.35
  25. 25. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 25 5- Leia o texto: DIA MUNDIAL D ÁGUA É hora de aprender que esse é um bem finito! Em 1992, um importante evento que antecedeu a e ECO – 92, aconteceu na Irlanda a conferência internacional de água que, dentre outras medidas, estabeleceu o dia 22 de março como sendo o dia mundial da água. Muito mais que uma data comemorativa, esse é o dia que o mundo todo, todos os seus habitantes, reflitam sobre o uso e a importância do mais precioso líquido para o ser humano, que é a água. Afinal sem ela não há vida. a) O objetivo principal do texto Dia Mundial da Água é: ( A ) contar uma historia sobre a água ( B ) alertar sobre a preservação ( C ) dar a noticia sobre o dia internacional da água ( D ) comemorar o dia da água b) “ É hora de aprender que esse é um bem finito!” A frase é: ( A ) Exclamativa ( B ) Afirmativa ( C ) interrogativa ( D ) Negativa c) É preciso saber que a água é um bem finito. A expressão significa: ( A ) que sempre existirá água ( B ) a água é um líquido que terá fim ( C ) economizar é importante ( D ) a água nunca acaba d) Se a água é um líquido precioso para o ser humano, podemos dizer que ela: ( A ) ela pode ser utilizada a vontade ( B ) pode ser utilizada apenas por quem paga a conta de água ( C ) devemos utilizá-la com sabedoria e economia ( D ) devemos vendê-la , pois ela é preciosa e podem ganhar dinheiro com ela.
  26. 26. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 26 Leia o título da notícia e responda: 1) Este texto serve para: (A) Para informar (B) Para anunciar algo (C) Para convidar para ir ao zoológico (D) Vender animais Leia esta notícia: Foz Futebol Feminino vence o Santos e garante vaga nas semifinais da Copa do Brasil O Foz do Iguaçu Futebol Feminino está entre os quatro melhores times do Brasil. Na noite de quinta-feira (30), a equipe comandada pelo técnico Gezi Damasceno derrotou o Santos, atual bicampeão da Copa do Brasil e campeão da Libertadores, pelo placar de 1 a 0. O gol, marcado de cabeça após cobrança de escanteio pela zagueira Ester, aos seis minutos do segundo tempo, garantiu o time iguaçuense nas semifinais da Copa do Brasil e aguardará o adversário por meio de sorteio que será realizado pela CBF. No jogo de ida, no estádio do ABC, as duas equipes empataram em 1 a 1. A partida de volta foi bastante equilibrada e após sofrer o gol, o Santos foi inteiramente ao ataque, transformando a goleira do Foz, Viviane, em uma das principais destaques do time vencedor, realizando pelo menos, umas cinco defesas consideradas difíceis. A delegação do Foz permaneceu em São Paulo e retorna no começo da tarde de sexta-feira (1º), devendo chegar de avião até Foz do Iguaçu por volta das 15h30. O campeão da Copa do Brasil Feminino garante vaga na Taça Libertadores da América de 2011. Gazeta do Iguaçu,04 de dezembro 2010 a)Qual é o assunto desse texto?_______________________________________________________ b)Onde foi publicada a notícia? _______________________________________________________ c)Quem foi a principal destaque no dia do jogo contra o time do Santos? ( ) O time de futebol feminino de Foz do Iguaçu ( ) A goleira Viviane ( ) O técnico do time
  27. 27. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 27 Gênero: Anúncio 1 – Observe o anúncio: Esta frase objetiva: “Toda segunda quinta-feira do mês.” (A) Informar o dia em que esse complemento acompanha o jornal. (B) Informar o dia da semana em que o Bom Gourmet aparece no jornal. (C) Informar os dias de atendimento de um restaurante. (D) Informar que o Bom Gourmet é um cheiro bom. 2 – Que dia da semana esse complemento acompanha o jornal? (A) Toda quinta-feira do mês. (B) Toda segunda e quinta-feira do mês. (C) Toda segunda quinta-feira do mês. (D) Toda segunda-feira do mês. 3 – Qual a fonte de onde foi retirado esse classificado? (A) Jornal Gazeta do Iguaçu. (B) Jornal Gazeta do Iguaçuense. (C) Jornal Gazeta do Povo. (D) Jornal Gazeta de Todos.
  28. 28. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 28 Anúncio – folheto de mercado Sugestão de atividades:  Identificar o mercado, localização, bairro referências próximas.  Analisar os produtos anunciados.  Quem usa, qual marca ou tipo – líquido; em barra; Classificar nas três categorias: (levar + tipos de folhetos) Alimentos, Vestuário e Higiene  Contar a história dos números, como era quando não tinha o dinheiro.  Verificar preços e quantidade;  Compara com outros mercados;  Levantar formas de pagamento;  Estratégia para estimular o consumo.  Analisar supérfluo e necessário.  Diferenciar perecível e não perecível;  Copiar do dicionário o significado de perecível e consumismo;  Pesquisar o custo de cesta básica.  Criar situações problemas com sistema monetário.  Fazer trocas Ex: R$ 10,00 = 5,00 + 5,00 ou 5 de 2,00 ou 10 de 1,00(se possível usar cédulas destacadas dos livros ou 10 de 1,00).  Dramatizar situações problemas.
  29. 29. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 29 1. Os povos primitivos não precisavam de dinheiro, eles viviam de um modo diferente e retiravam da natureza seus alimentos e agasalhos. a) A palavra sublinhada refere-se aos: ( ) Animais selvagem ( ) Povos primitivos 2. Desde 1994 nossa moeda brasileira é o real. a) Assinale a resposta certa: ( ) No Brasil são usados 2 moedas e 7 cédulas diferente. ( ) No Brasil são usadas 6 moedas e 7 cédulas diferente. ( ) No Brasil são usadas 5 moedas e 5 cédulas diferente. 3. Complete: Para formar 1 real preciso de __________moedas de 25 centavos. Para formar 50 reais preciso de __________notas de 5 reais. Para formar 500 reais preciso de _________notas de 100 reais. 4. Qual das alternativas corresponde ao valor R$ 450,00. ( ) 4 notas de cem reais mais 4 notas de 10 reais mais 4 notas de 5 reais. ( ) 4 notas de cem reais mais 2 notas de 20 reais mais 2 notas de 5 reais. ( ) 5 notas de cem reais mais 1 nota de 50 reais. 5. Conforme o texto: O sabonete mais barato é_____________________________ O sabonete mais caro é_______________________________ Um sabonete que você já usou_________________________ 6. Na frase do anúncio “Cuidados para o seu corpo”. Entendemos que: ( ) Basta usar sabonete que teremos saúde. ( ) Quem tomar banho sem sabonete fica doente. ( ) Ao usar sabonete com hidratante a pele fica mais saudável. 7. Na compra de uma sabonete ALBANY suave paga-se R$ 0,64, porém se levar 5 unidades terá um desconto de 0,06 centavos em cada sabonete: A vantagem de comprar 5 unidades é: ( ) 0,30 centavos ( ) 0,40 centavos ( ) 0,50centavos 8. Se o desconto é de 0,06 centavos cada sabonete o preço de R$ 0,64 ficou por: ( ) 0,50 centavos ( ) 0,58 centavos ( ) 0,40 centavos 9. Para comprar um sabonete palmolive de anúncio, preciso R$ 4,88. Se quiser comprar uma dúzia do mesmo sabonete pagarei: ( ) R$ 40,88 ( ) R$ 48,80 ( ) R$ 58,36
  30. 30. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 30 Observe o anúncio e responda: 1 – esta propaganda da marca Philips pretende vender: ( a ) cofrinhos de porquinhos ( b ) porquinhos cor-de-rosa ( c ) uma lâmpada mais econômica ( d ) brinquedos 2 – A propaganda oferece economia de energia: ( a ) aos fabricantes de lâmpada ( b ) aos consumidores ( c ) as crianças ( d ) aos concorrentes 3- A lâmpada cor-de-rosa apresentada na propaganda tem forma de cofrinho, por que: ( a ) gasta muita energia ( b ) é maior que as outras ( c ) emite luz cor-de-rosa ( d ) economiza energia 4 – A pergunta inicial do texto quer economizar energia? Tem a intenção de: ( a ) fazer uma pesquisa com os leitores da revista ( b ) duvidar dos leitores ( c ) atrair a atenção do leitor para a propaganda ( d ) esperar que o leitor envie uma carta respondendo a pergunta.
  31. 31. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 31 Gênero: Tirinhas Tira da Turma da Mônica 1 – A palavra claro, no segundo quadrinho, significa: ( a ) o contrário de escuro ( b ) o contrário de pode ( c ) o mesmo que escuro ( d ) o mesmo que pode 2 – Mônica ficou aborrecida, por que: ( a ) entendeu diferente o sentido da palavra pintar ( b ) implicou com o assobio do cebolinha ( c ) pensou que o amigo is pintar o retrato dela ( d ) respondeu apressadamente a pergunta 3 – Os três quadrinhos mostram Cebolinha: ( a ) caminhando na direção da escola ( b ) indo para uma escola de pintura ( c ) vestindo-se com um pintor de quadros ( d ) voltando alegremente da aula de música 4 – O primeiro e o terceiro quadrinhos indicam que o personagem está: ( a ) assobiando uma melodia ( b ) pensando na nota da prova ( c ) atrasado para a aula de música ( d ) querendo ir embora depressa 5 – O ponto de interrogação em : Mônica, posso te pintar? Indica que Cebolinha está: ( a ) concordando ( b ) perguntando ( c ) afirmando ( d ) obedecendo 6 – O texto que você leu é: ( a ) uma fábula ( b ) uma receita ( c ) uma notícia ( d ) uma história em quadrinhos 7 – este texto é uma história em quadrinhos por que: ( a ) emprega palavras pouco usadas e difíceis de entender ( b ) ensina a fazer pintura ( c ) combina imagens e palavras para contar uma história ( d ) repete muitas informações já conhecidas
  32. 32. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 32 Gênero: Entrevistas Entrevista 01 (Jornal Gazeta do Povo, 30 de agosto de 2008)
  33. 33. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 33 Com apenas 12 anos de idade, o adolescente que gosta de música, viajar, sair com os amigos e jogar futsal, é um dos mais jovens talentos nas pistas de motocross e velocross, categoria mini-moto 50 e 60 cilindradas. Peterson Eduardo de Oliveira Paludo, natural de Santa Helena, com pouco mais de um ano competindo, coleciona troféus, disputa a atual Copa Regional Oeste e Sudoeste de Velocross, aguarda sua nova moto e afirma o desejo de fazer do motocross, sua profissão. JCO – De onde veio a vontade por velocidade? Peterson de Oliveira Paludo – Eu queria ter uma moto, meu pai me perguntou: quer uma que anda em asfalto ou uma de motocross? Eu já gostava de motocross, então pensei: vou começar a correr. E ele deixou. JCO – Quando aconteceu sua estreia nas pistas? Peterson de Oliveira Paludo – Minha primeira corrida foi dia 26 de agosto de 2007 na categoria mini-moto em Novo Sarandi pelo campeonato Protorc e cheguei em 2º lugar. Na segunda corrida, consegui chegar em 5º lugar, em Marechal Cândido Rondon. JCO – Esse ano está participando do Campeonato de Velocross da Protorc e MZ Sports. Como estão as etapas? Peterson de Oliveira Paludo – Primeira etapa em Santa Terezinha de Itaipu cheguei em 1º lugar. Na segunda etapa, em Céu Azul, caí, mas ainda consegui o 2º lugar. Durante a terceira etapa caí novamente, conquistando o 4º lugar em Novo Sarandi. A quarta etapa foi em Cafelândia, cheguei em 5º lugar. A quinta etapa foi em Itaipulândia, subi ao pódio para receber o troféu de 2º lugar e a sexta etapa foi no início de setembro, onde conquistei o 3º lugar, mesmo caindo. JCO – E se machuca muito quando cai? Peterson de Oliveira Paludo – Não. Depende o tombo. JCO – Você já teve um acidente mais grave? Peterson de Oliveira Paludo – Só em Cafelândia. Machuquei minha clavícula. JCO – E foi até o final da corrida? Peterson de Oliveira Paludo – Fui até o final e cheguei em 5º lugar. JCO – Onde você treina? Peterson de Oliveira Paludo – Quando vou competir, geralmente ligo para perguntar se a pista já está pronta, se a resposta for positiva, a gente vai para a cidade e treina. Se não, vamos a Sub-Sede, no “gramadão” e no meio do mato também. JCO – “A gente”, quem? Peterson de Oliveira Paludo – Eu e o “Chico Loko” da Falcon. Nós corremos juntos e por ele ser mecânico, também cuida da minha moto. JCO – Além do motocross, o que mais gosta de fazer? Peterson de Oliveira Paludo – Gosto de jogar futsal. JCO – Joga para “brincar” ou para competir? Peterson de Oliveira Paludo – Faço escolinha. Na 4ª etapa dessa temporada de velocross estava participando dos Jogos Regionais de Futsal em Toledo. E de lá fui para Cafelândia correr. JCO – Falando um pouco sobre música. O que gosta de ouvir? Peterson de Oliveira Paludo – Green Day e Racionais. É o que mais gosto! JCO – O que você pretende para o futuro com a velocidade? Peterson de Oliveira Paludo – Quero correr bem! JCO – Você está de olho em uma moto nova? Peterson de Oliveira Paludo – Estou (risos). Vou adquirir uma especial 2 tempos Kawazaki KX65, no próximo ano. Em 2010, vou pegar uma CRF – Honda 150. Vai ser cada vez melhor!!! Fonte: Jornal Costa Oeste, 12 de setembro de 2008 ENTREVISTA 2 (Jornal Costa Oeste, 12 de setembro de 2008) MICHELE NORO_________________
  34. 34. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 34 Entrevista com Maurício de Souza 1) Quando você começou a desenhar? Por quê? Como qualquer pessoa que gosta de tirinhas, queria desenhar minhas próprias histórias. Era amante de personagens clássicos, como o Espírito, do norte- americano Will Eisner. Também admirava o velho e bom Popeye, de E. C. Segar, o Garfield, de Jim Davis e o homem primitivo Alley Oop, criado por Vincent T. Hamlin e que no Brasil ficou conhecido como Brucutu. Também devorava qualquer desenho de ficção científica que aparecia na minha frente. Esse caldo de influências foi ficando na minha cabeça e quando vi estava, com a ajuda desses mestres, criando meus próprios personagens. Eu fiz o Bidu quando era repórter policial do jornal Folha da Manhã [hoje, Folha de S. Paulo], em 1959. Das tiras do cãozinho, saíram Cebolinha, Humberto e Piteco, o homem primitivo. O grande problema é, que nesta época, nenhum personagem brasileiro de histórias em quadrinhos se mantinha por muito tempo. Minha ideia então foi vender as tirinhas não para apenas um jornal, mas sim, distribuir para todos que se interessassem. A demanda foi crescendo junto com o trabalho e outros personagens tiveram que surgir. 2)Qual foi a sua inspiração para criar a Turma da Mônica? Certo dia estava em casa, quando olhei para o lado e vi minha filha Mônica arrastando seu coelhinho. Com mais de 2 anos, era baixinha, brabinha e dentuça. Ela estava sempre querendo levantar o coelho para bater na Magali, que achava ruim porque não queria parar de comer sua melancia. Isso foi em 1963 e, no início era uma figura a mais nas tiras do Cebolinha. Mas em maio de 1970, ganhou sua própria revista, tornando-se a personagem mais popular da Turma. A Magali é outro personagem baseado em vida real. A Magali também é minha filha e, de verdade, comia uma melancia inteira quando criança. Cascão era um menino de Mogi das Cruzes (tinha esse apelido porque aparentemente não tomava banho) que brincava no bairro do São João, perto da casa da minha avó. Era todo encardidinho, sujinho. E o apelido quem deu foi meu pai, que também morava ali perto. O Cascão que inspirou o personagem brincava com meu irmão mais novo, o Márcio, junto com um outro amiguinho que também virou personagem: o Cebolinha. E este, também com apelido dado por meu pai, tinha os cabelos espetados e trocava o r pelo l quando falava. 3)Você costuma ler as revistas da Mônica, ou somente desenha e faz seus roteiros? Tudo passa por mim. Eu analiso, sugiro, penso em saídas para todas as histórias que a minha equipe de 50 artistas produz. No roteiro, percebo se o estilo, o ritmo, a mensagem e o comportamento dos personagens estão de acordo com o que penso deles. Quando há alguma sugestão de mudanças, nos reunimos e discutimos. Depois disso tudo, confesso que ler as revistas prontas é um prazer. 4)Como você se dá com seus fãs? Muito bem! Quase todos os dias, encontro pais e mães acompanhados de seus filhos e, na maior parte das vezes, eles dizem: “Maurício, aprendi a ler com as suas histórias e meus filhos adoram os seus gibis”. E eu fico feliz de ver que passamos nossa mensagem sempre positiva e alegre de geração para geração. 5)Qual a história que mais te marcou na sua carreira? As histórias do Horácio são as únicas que eu desenho e escrevo sozinho, há mais de 30 anos. Ele é o Maurício em forma de dinossauro. Como se tratava de um projeto muito pessoal meu, custava mostrar para a equipe e até hoje só eu posso desenhá-lo. É um espaço do papel que posso criar fábulas com elementos que não se encaixam nas histórias da Turma da Mônica. 6) Qual é o segredo de tanto sucesso com a Mônica? O cuidado e o carinho com que são tratados todos os produtos nascidos nos nossos estúdios. 7) Agora uma pergunta sobre o Blog Só Quadrinhos: o que você achou sobre o Blog, bom, ruim? Todo espaço para divulgar as histórias em quadrinhos é bem-vindo. Agradeço ao Maurício de Souza e a Flávia pela atenção, muito Obrigado. Postado por João Baptista às 12:41. http://omelhordahq.blogspot.com/2008/06/entrevista.html
  35. 35. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 35 ATIVIDADES ORAIS 1 – Questione seus alunos sobre: A) Quem realizou cada entrevista? B) De onde elas foram retiradas, ou seja, de qual suporte? C) Você conhece as pessoas entrevistadas? D) Por que tais pessoas foram entrevistadas? E) Como é a estrutura do gênero entrevista? F) Além do texto escrito, que elemento não verba aparece nas entrevistas? G) Qual a função deste elemento para o sentido do texto? 2 – Agora uma entrevista para cada grupo de alunos e determine que cada grupo apresente, aos colegas, após alguns minutos discussão, o assunto principal de seu texto. ATIVIDADES ESCRITAS a)Após o momento das discussões orais, é hora de fazer um levantamento das principais características encontradas nas entrevistas. Então, procure-as nos textos lidos e complete a tabela: Entrevista 02 Entrevista 01 Entrevista 02 Entrevista 03 Nome do Entrevistado? Nome do Entrevistador? Onde foi publicado? Data do texto? a)Com quantas perguntas foi composto cada um desses textos? Texto 01 :______________________________________________________________ Texto 02 :______________________________________________________________ Texto 03 : ______________________________________________________________ c) A maioria das entrevistas traz um texto introdutório, antes do início das perguntas. Quais informações são apresentadas nesse texto introdutório? Como ela se organiza então?_______________________________________________________________________________ d) Qual das entrevistas não apresenta o texto introdutório? Como ela se organiza então?________________________________________________________________________________
  36. 36. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 36 Assinale as alternativas corretas: a) No final da fala da entrevistadora, é empregado o ponto de interrogação. Por quê? ( ) Para indicar apenas que foi feita uma pergunta ( ) Para indicar que a entrevistadora acabou de falar e passa a fala á entrevistada. ( ) Para indicar á entrevistada o assunto da resposta ( ) Para indicar um certo controle sobre a entrevista ( ) Para indicar que a entrevistadora sabe usar o ponto de interrogação b) Analise o título da entrevista “ A contadora de história” e assinale com V, se for verdadeiro, e com F, se for falso: ( ) O título desvaloriza a entrevistada. ( ) O título sugere uma pessoa que conta história oralmente. ( ) O título sugere que contar história é algo sem importância ( ) O título sugere uma pessoa que escreve história tão bem que parece estar contando oralmente. ( ) O fato de o título se introduzido pelo artigo definido a indica que a entrevistada é uma respeitável contadora de histórias. ( ) O título revela ao leitos qual é o trabalho da entrevistada. ( ) O título sugere alguém que sente prazer com seu trabalho. Entrevista: Ronaldinho • Ronaldo, o maior nome do futebol da atualidade, sempre foi tratado como um astro. Cada passo seu, cada declaração, cada festa a que é convidado, cada problema de saúde ou de ordem emocional vira notícia. Além de comemorar suas jogadas geniais em campo, os torcedores também querem saber com quem anda o que faz e como se comporta na vida privada. A seguir entrevista exclusiva concedida pelo craque à repórter de VEJA, Thaís Oyama, em Madri. • VEJA - Durante o tempo em que você esteve machucado, muita gente duvidou que voltaria a jogar. Isso o incomodou? Ronaldo – Incomodar, incomodou. Mas era uma lesão que não tinha nenhum histórico, nenhum protocolo de recuperação a seguir, era tudo muito complicado. Tem coisas que as pessoas falam que eu não entendo por quê. Falam para machucar só uma pessoa, que é você. Veja On Line – Especial 10 de dezembro de 2003.
  37. 37. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 37 Matemática Atualmente a moeda que circula no Brasil é o real, que é representado pelo símbolo R$. O real é dividido em 100 partes iguais. Cada uma dessas partes é chamada centavo. O centavo é a centésima parte do real (1/100). 1 - Agora vamos analisar e responder: a) Quantas moedas de 1 centavo são necessárias para formar 1 real? b) Cada moeda de 1 centavo corresponde a que fração de um real? c) Quantas moedas de 10 centavos são necessárias para formar 1 real? d) Cada moeda de 10 centavos corresponde a que fração de 1 real? 2 - Observe a figura acima e responda: a) Que situação está representada na figura? b) O que está sendo exposto na parede? Por quê? c) A consulta do preço dos materiais fica mais difícil ou mais fácil de ser visualizada? Justifique sua resposta. d) Qual o significado do ponto de interrogação e do balãozinho, representado pelo menino em frente ao cartaz da Loja Leva Tudo? e) Quantas lojas estão expondo seus produtos e quais são seus nomes? f) Quais são os produtos que estão à venda? g) O que significa preço unitário? h) O símbolo ao lado do preço indica que os valores estão em que moeda?
  38. 38. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 38 i) A cola custa R$ 0,40, você sabe quanto significa esse valor? j) Compare os preços de cada produto das lojas. Por quais produtos eles pagariam menos em cada uma das lojas? k) Quais produtos você compraria usando uma ou duas cédulas, sem necessidade de receber troco? (Professor você pode estipular o valor da cédula, para facilitar a compreensão.) l) Carla quer comprar uma régua na Loja Leva tudo com duas moedas. Será que isso é possível? Se possível, escreva com quais moedas ela pagaria a régua? m) Andréa quer usar três moedas para comprar também uma régua na mesma loja. Isso é possível? Escreva com quais moedas ela pagaria a régua? n) Qual é o troco do consumidor que comprar um caderno na Loja Amiga com duas moedas de R$1,00? o) Se eu comprar todos os produtos da loja Amiga, quanto gastarei? p) Se pagar com uma nota de R$10,00 quanto receberei de troco? Sequências e Operações Explorando a Divisão 1 – Janaína está fazendo uma reforma em casa. Para isso , ela contratou o serviço de pedreiros. Como hoje é dia de pagá-los, ela retirou do banco a quantia representada abaixo. Cada pedreiro deverá receber a mesma quantia. a) Divida o dinheiro, desenhado as cédulas que cada um vai receber: Figura do dinheiro de JOAO E PAULO
  39. 39. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 39 b) Observe o que Janaína fez para descobrir quanto deveria pagar a cada pedreiro e depois , responda: Operação: = 246 : 2 =  Qual foi a quantia que Janaína retirou do banco?_______________________  Quantos pedreiros ela contratou?___________________________________  Quanto cada um recebeu pelo serviço?______________________________ c) - Resolva estas divisões e escreva a quantidade de cédulas que cada um recebeu: Operação: = 639 : 3 =  De 100 reais: ______________________________________________________  De 10 reais :________________________________________________________  De 1 real: __________________________________________________________ Operação: = 844 : 4 =  De 100 reais: ______________________________________________________  De 10 reais :________________________________________________________  De 1 real: __________________________________________________________ 2 – Pesquise o preço desses produtos que compramos no supermercado. Produto 1 (um) Custa 3 (três) custam Pão de Sal Nescau Leite Longa vida Arroz Feijão Lata de Óleo Farinha de trigo Margarina Doriana
  40. 40. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 40 3 – Faça uma “X” no troco de acordo com o preço e a importância dada para pagamento: . 4 – Veja a peça de cada pedaço de pizza e quanto dinheiro cada criança tem, depois responda as questões. Preço Paguei Troco R$ 3,00 R$ 5,00 ( ) Dois Reais ( ) Cinco Reais ( ) Dois Centavos R$ 2,00 R$ 5,00 ( ) Trinta Centavos ( ) Três Reais ( ) Cinco Reais R$ 3,00 R$ 10,00 ( ) Sessenta Centavos ( ) Sessenta Reis ( ) Sete Reais R$ 8,00 R$ 10,00 ( ) Dois Reais ( ) Vinte Reais ( ) Vinte Centavos
  41. 41. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 41 a) Renata Quanto dinheiro ela tem. _______________________________ Ela vai comprar dois pedaços de pizza de mussarela e um de escarola. Quanto ela vai gastar?______________________________________________ b) Caio Quanto dinheiro ele tem?______________________________________________ Ele vai comprar um pedaço de pizza de calabresa, um de frango e um de bauru. Quanto ele vai gastar?___________________ b) Renato Quanto dinheiro ele tem?__________________________ Ele vai comprar dois pedaços de pizza de frango e um de bauru. Quanto vai sobrar de dinheiro?__________________________ 5 – Descubra qual o troco que Gustavo vai receber ao pegar as compras. Valor R$ 6,00 R$ 9,00 R$ 3,00 R$ 2,00 Pagamento R$ 10,00 R$ 20,00 R$ 5,00 R$ 3,00 Troco Operação
  42. 42. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 42 MATERIAL DOURADO Material Dourado é um dos muitos materiais idealizados pela médica e educadora italiana Maria Montessori para o trabalho com matemática. Embora especialmente elaborado para o trabalho com aritmética, a idealização deste material seguiu os mesmos princípios montessorianos para a criação de qualquer um dos seus materiais, a educação sensorial:  desenvolver na criança a independência, confiança em si mesma, a concentração, a coordenação e a ordem;  gerar e desenvolver experiências concretas estruturadas para conduzir, gradualmente, a abstrações cada vez maiores;  fazer a criança, por ela mesma, perceber os possíveis erros que comete ao realizar uma determinada ação com o material;  trabalhar com os sentidos da criança. Inicialmente, o Material Dourado era conhecido como "Material das Contas Douradas" e sua forma era a seguinte: Embora esse material permitisse que as próprias crianças compusessem as dezenas e centenas, a imprecisão das medidas dos quadrados e cubos se constituía num problema ao serem realizadas atividades com números decimais e raiz quadrada, entre outras aplicações possíveis para o material de contas. Foi por isso que Lubienska de Lenval, seguidor de Montessori, fez uma modificação no material inicial e o construiu em madeira na forma que encontramos atualmente. O nome "Material Dourado" vem do original "Material de Contas Douradas". Em analogia às contas, o material apresenta sulcos em forma de quadrados. Pode-se fazer uma adaptação do material dourado para o trabalho em sala de aula, com papel quadriculado de 1cm X 1 cm, onde as peças são feitas da seguinte forma:
  43. 43. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 43 unidade dezena centena (1 X1) (1 X 10) (10 X 10) Este material em papel possui a limitação de não ser possível a construção do bloco, o que é uma desvantagem em relação ao material em madeira. O primeiro contato do aluno com o material deve ocorrer de forma lúdica para que ele possa explorá-lo livremente. É nesse momento que a criança percebe a forma, a constituição e os tipos de peça do material. Ao desenvolver as atividades o professor pode pedir às crianças que elas mesmas atribuam nomes aos diferentes tipos de peças do material e criem uma forma própria de registrar o que vão fazendo. Seria conveniente que o professor trabalhasse durante algum tempo com a linguagem das crianças para depois adotar os nomes convencionais: cubinho, barra, placa e bloco. Isso porque uma maneira de abordar notações e convenções na aula de matemática é incentivar o aluno a criar seus próprios métodos de resolver problemas com materiais concretos e pensar as notações e expressões que usará para representar suas soluções. O objetivo disto é levar o aluno a perceber que toda notação é um dos muitos modos válidos para expressar seu pensamento e suas formas de raciocínio. É necessário que os próprios alunos criem sua própria linguagem para compreender, com o decorrer do tempo, a convencionalidade da linguagem matemática. As primeiras atividades sistematizadas a serem propostas com o Material Dourado, ou sua representação em papel, têm como objetivos fazer com que o aluno perceba as relações entre as peças e compreenda as trocas no Sistema de Numeração Decimal.
  44. 44. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 44 onde: 1 cubinho representa 1 unidade; 1 barra equivale a 10 cubinhos equivalem (1 dezena ou 10 unidades); 1 placa equivale a 10 barras ou 100 cubinhos (1 centena, 10 dezenas ou 100 unidades); 1 cubo equivale a 10 placas 1000 ou 100 barras ou 1000 cubinhos (1 unidade de milhar,10 centenas, 100 dezenas ou 1000 unidades).
  45. 45. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 45 Atividades Propostas Explorando o Material Dourado Objetivos: - perceber as relações que existem entre as peças do material dourado; - através das trocas, compreender que no Sistema de Numeração Decimal, 1 unidade da ordem imediatamente posterior corresponde a 10 unidades da ordem imediatamente anterior. Metodologia: 1 - Após permitir que os alunos, em grupos, brinquem livremente com o material dourado, o professor poderá sugerir as seguintes montagens: a) uma barra feita de cubinhos; b) - uma placa feita de barras; c) - uma placa feita de cubinhos; d) - um bloco feito de barras; e) - um bloco feito de placas. 2 - O professor poderá estimular os alunos a chegarem a algumas conclusões perguntando, por exemplo: a) - Quantos cubinhos eu preciso para formar uma barra? b) - Quantas barras eu preciso para formar uma placa? c) - Quantos cubinhos eu preciso para formar uma placa? d) - Quantas barras eu preciso para formar um bloco? e) - Quantas placas eu preciso para formar um bloco? 3 - Nessa atividade, o professor também pode explorar conceitos geométricos, propondo desafios, como por exemplo: a) - Quantos cubinhos você precisaria para montar um novo cubo? b) - Que sólidos geométricos eu posso montar com 9 cubinhos?
  46. 46. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 46 Vamos fazer um trem? Objetivo - compreender os conceitos de sucessor e antecessor. Metodologia O professor pode pedir que os alunos façam um trem. O primeiro vagão do trem será formado por 1 cubinho, e os vagões seguintes por um cubinho a mais que o anterior. O último vagão será formado por 1 barra. Quando as crianças terminarem de montar o trem o professor pode incentivá-las a desenhar o trem e registrar o código de cada vagão. É importante que o professor considere as várias possibilidades de construção do trem e de registro encontradas pelos alunos. Analisando o quadro, responda: 4 – Complete o quadro abaixo com os números que estão faltando: a) Qual é o número que vem logo depois do: 999?_____ 1009?______ 1049?______
  47. 47. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 47 b) Escreva com palavras  Antecessor de 1002:________________________________________________________  O número que está entre 1019 e 1021:_________________________________________  O maior número desse quadro:_______________________________________________ c) Nesse quadro, os números de cada coluna são escritos de quanto em quanto?_____________________________________________________________________ d) E de cada linha, de quanto em quanto, os números são escritos? ___________________________________________________________________________ e) Quanto é: 991 + 10?___________ 1013 + 10?_________ 1001+ 10?___________ 1023 + 10 ?________ 1031 + 10?__________ 1003 + 10?__________ 5 - Complete os quadros de números a seguir, de acordo com as operações indicadas pelas setas:
  48. 48. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 48 O USO DO ÁBACO Objetivos: - Compreender e utilizar as técnicas operatórias para adição e subtração com trocas e reservas; - Compreender e fazer uso das regras do Sistema de Numeração Decimal; - Fazer uso de material semi simbólico para registro de cálculos de adição e subtração; Compondo os números 1 - Componha os números, procurando no caça- números o valor referente. a) 1 centena + 5 dezenas 8 unidades=______ b) 1 centena + 7 dezena + 5 unidades= ______ c) 3 centenas + 6 dezenas + 3 unidades=_______ d) 7 centenas + 4 dezenas + 1 unidades=_______ e) 5 centenas + 3 dezenas + 2 unidades=_______ f) 2 centenas + 5 dezenas + 4 unidades=_____ Metodologia: Para iniciar o uso do ábaco como suporte nas operações, é adequado que sejam propostas contas simples. Por exemplo: 21 + 6 Inicia-se a operação colocando no ábaco o número de argolas correspondentes à quantidade representada pelo primeiro numeral, 21. Portanto uma argola deverá ser colocada no primeiro pino da direita para a esquerda (onde são colocadas as unidades) e duas argolas deverão ser colocadas no segundo pino da direita para a esquerda (onde são colocadas as dezenas). Em seguida, coloca-se o número de argolas correspondentes à quantidade representada pelo segundo numeral; portanto deverão ser colocadas 6 argolas no primeiro pino (das unidades) . Faz-se a contagem encontrando 7 argolas no primeiro pino (7 unidades), e 2 argolas no segundo pino (2 dezenas), somando 27 argolas ou unidades. O próximo desafio será somar os valores 15 + 8.
  49. 49. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 49 Como a regra é não deixar mais de 10 argolas em um mesmo pino, e 13 é mais que 10, dessa forma, 10 das 13 argolas devem ser retiradas do primeiro pino e trocadas por uma argola que será colocada no segundo pino, representando 10 unidades (1 dezena): As atividades de subtração envolvem o raciocínio inverso da adição: 14 – 3
  50. 50. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 50 A subtração com reserva ou troca, requer um pouco mais de cuidado. Onde há na adição a troca das unidades para a dezena, haverá na subtração a necessidade de decompor as dezenas (ou centenas dependendo da operação) novamente em unidades (ou na casa imediatamente à direita). Por exemplo: 21 – 6 O trabalho com a centena e a unidade de milhar é semelhante, tendo apenas a diferença da quantidade, que também pode requerer um trabalho mais apurado por conta da abstração da quantidade e do reconhecimento dos valores. Depois do trabalho com o material ábaco concreto, pode-se passar a registrar o ábaco em forma de desenho, parecido com o que vem aqui apresentado, pois o ábaco é justamente a transição do material concreto - como o material dourado que tem o valor em si mesmo nas peças -, e os símbolos e algoritmos, que são a representação da quantidade de forma simbólica.
  51. 51. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 51 2 - Observe a tabela que Antonio organizou com informações sobre algumas pousadas de uma cidade turística que ele e sua família desejam conhecer. Antonio é casado com Estela e tem dois filhos, Jaime e Cesar: a) Quanto Antonio e sua família pagariam por dia em cada uma das pousadas dessa tabela? b) Antonio e sua família optaram por uma pousada sem TV no quarto, onde é possível pagar com cartão de crédito e há jantar incluído. Quais pousadas eles podem ter escolhidos? Pousada____________________ ou Pousada______________________________ c) Qual pousada você acha que eles escolheram? Por quê? __________________________________________________________________________ d) A pousada escolhida por Antonio e sua família foi a Pouso Quente. Eles ficaram hospedados por dois dias. A despesa foi paga com cartão de crédito em quatro parcelas iguais. Qual foi o valor de cada parcela? Cálculo 3 - Escreva o código correspondente à figura abaixo: Código: Ponto de partida:_________________ _________________________Ponto de chegada:__________
  52. 52. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 52 4 - O mapa da cidade Pouso Tranquilo foi desenhado sobre um gráfico. Observe-o e depois, faça o que se pede: a) O código para localizar o lago é L(4, 1 ). Qual o código para localizar:  a pousada?_____________________ * a igreja? _____________________  o museu? _______________________ * a escola?______________________  Veja o esquema de algumas ruas do centro da cidade onde Mônica mora:1 1 * Para melhor compreensão dessa atividade a seguir, é importante que os alunos tracem o percurso com o lápis de acordo com as orientações.
  53. 53. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 53  Com bastante atenção responda as questões: b) Para ir do museu até o banco pela rua 1, que ruas Mônica deve atravessar? c) Para ir do banco até o cinema, Mônica caminhou pela rua 1 e entrou à direita na rua E. Depois, seguiu pela rua E. Em que rua ela deve virar à direita para ir ao cinema?  Para ir do cinema até o parque, Mônica caminhou pela rua 4 e entrou à direita na rua F. Depois, seguiu pela rua F. e) Em que rua ela deve virar à direita para ir ao parque? f) Quanta quadras ela vai andar na rua 3 para chegar ao parque? Após visitar o Museu, Mônica queria ir ao cinema, fazendo um percurso que passasse pela frente do parque. O guarda do museu deu as seguintes orientações: “Saindo do Museu vire à esquerda e ande até o final da quadra, depois vire à esquerda novamente seguindo em frente duas quadras, vire à direita e já visualizará o parque. Continue seguindo em frente, ande mais duas quadras, vire à esquerda seguindo em frente uma quadra, na esquina à sua direita encontrará o cinema”. g) Conforme as orientações Mônica andou por quais ruas? ( ) Rua1, Rua C, Rua 3, Rua F e Rua 4. ( ) Rua 1, Rua A, Rua 3, Rua E e Rua 4. ( ) Rua 1, Rua B, Rua 3, Rua E e Rua 5 - Observe o mapa de algumas Avenidas de Foz do Iguaçu, depois responda:
  54. 54. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 54 a) Um grupo de turistas que visitou a Itaipu quer ir até as Cataratas, mas precisa passar pela Avenida Brasil, assinale o caminho que deverão percorrer: ( ) Avenida JK, Avenida República Argentina, Avenida Costa e Silva, Avenida Brasil e Avenida das Cataratas. ( ) Avenida JK, Avenida República Argentina, Avenida Brasil, Avenida Jorge Schimmelpheng e Avenida das Cataratas. ( ) Avenida JK, Avenida Paraná, Avenida Brasil, Avenida Jorge Schimmelpheng e Avenida das Cataratas. b) Jorge está hospedado no Hotel Best Western Falls Galli e gostaria de visitar o Marco das Três Fronteiras, escolha o caminho mais curto que Jorge pode percorrer e escreva-o aqui. c) Qual o significado das expressões Av., Gal., e Rep. que aparecem no mapa? 6 - Observe as roupas que Edu separou para ir a um acampamento: a) Se ele usar cada bermuda com cada uma das camisetas, quantas roupas diferentes ele poderá vestir? b) Depois de 2 semanas acampado, Edu ganhou uma camiseta. Se ele usar também a nova camiseta com cada bermuda, quantas combinações de roupas diferentes ele terá? c) Se Edu tivesse levado 5 camisetas e 4 bermudas, quantos conjuntos diferentes teria? d) E se ele tivesse 2 camisetas e 4 bernudas?
  55. 55. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 55 7 - Texto 1: Texto 2  Observe o texto 2 acima e responda: a) Podemos dizer que o gênero textual acima representado é: ( ) carta ( ) bilhete ( ) convite b) Você consegue identificar para quem Aninha enviou o bilhete? Justifique: c) Por que os nomes Aninha, Sônia e Júlio estão escritos com letra maiúscula? d) Qual dos pedidos poderá ser atendido com mais acerto? Por quê?
  56. 56. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 56 8 - A venda de sorvetes de uma semana, da sorveteria Gelado Bom, está no gráfico abaixo: a) Quantos sorvetes foram vendidos na segunda-feira? E na quarta-feira? b) Em que dia da semana foram vendidos mais sorvetes? Quantos? c) No sábado e no domingo foi vendida a mesma quantidade de sorvetes? Qual foi a diferença na venda? d) Quantos sorvetes foram vendidos nessa semana? e) Seguindo a orientação descrita no bilhete pregado na tabela, podemos dizer que, em média, foram vendidos por dia, nessa semana quantos sorvetes? ( ) 350 ( ) 1 750 ( ) 250 f) Em que dias vendeu-se menos sorvetes que a média semanal?
  57. 57. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 57 Atividades Complementares 1 - Observe a legenda e descubra os números que poderão substituir cada letra: . 2- Busque várias caixas de palitos de fósforos vazias no “Cantinho da Matemática”. Monte os empilhamentos a seguir e escreva em seu caderno quantas caixas foram utilizadas na montagem de cada um deles. a) b) C) d) e) Legenda Multiplicar por 2 Dividir por 2 Multiplicar por 3 Dividir por 3
  58. 58. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 58 Leia um texto sobre a BR-277: A BR-277, também conhecida como Grande Estrada, é uma rodovia transversal. Ela foi inaugurada em 1969 e tem 730 Km de extensão, com início no Porto de Paranaguá e término na Ponte da Amizade, em Foz do Iguaçu. A BR-277 é a principal via rodoviária do Paraná e uma das mais importantes do Brasil, por ser considerada o ¨Corredor do Mercosul¨. 1 - Conversa com o professor: a) O que significa dizer que a rodovia é transversal? b) Você sabe o que é uma rodovia? c) Essa rodovia está localizada num único estado. Que estado é esse? d) O que você entende por Mercosul? e) Há quanto tempo a BR-277 foi inaugurada? 2 - Escreva por extenso: a) O ano em que a BR-277 foi inaugurada: b) A extensão da BR-277: c) Um caminhão saiu de Foz do Iguaçu com destino ao Porto de Paranaguá via BR-277. Quantos quilômetros ele percorrerá até seu destino final? d) Se esse mesmo caminhão tivesse saído de Cascavel com destino ao Porto de Paranaguá via BR-277. Quantos quilômetros ele percorreria até seu destino final? e) Qual a diferença na distância entre Foz do Iguaçu e Paranaguá e Cascavel a Paranaguá?
  59. 59. EQUIPE 4° ANO – 2011 – Claudia e Juliane ] Página 59 f) Qual é a distância de Paranaguá a: - Curitiba: - Guarapuava: - Cascavel: - Foz do Iguaçu: 3 - Observe o número 1969 e responda: a) Quantas ordens tem esse número? b) E quantas classes? c) Qual o algarismo que está na ordem da centena? E na ordem da unidade? d) Na composição do Número 1.969, o algarismo 9 tem o mesmo valor? Por quê? e) Quantas dezenas tem esse número? 4 - O quadro abaixo informa a distância de Foz do Iguaçu com algumas cidades internacionais dos países integrantes do Mercosul. Observe e a seguir responda as questões abaixo, lembrando que o ponto de partida é o nosso município. a) Qual é a distância rodoviária de ida e volta até Buenos Aires? b) E a distância de ida e volta até Assunção? c) E até Montevidéu qual a distância de ida e volta? d) Rafael e sua família saíram de Foz do Iguaçu e foram para a cidade de Posadas, na Argentina. Eles gastaram 5 horas nessa viagem. Quantos quilômetros eles percorreram, aproximadamente por hora? e) A viagem de ida e volta de Foz do Iguaçu a Posadas totalizou 600 km percorridos, na qual gastaram aproximadamente 50 litros de combustível. Em média quantos quilômetros o carro fez com 1 litro de combustível? f) O pai de Rafael ao abastecer o carro pagou R$ 2,50 o litro de combustível. Qual foi o gasto total de combustível para a viagem? DISTÂNCIAS DE FOZ DO IGUAÇU DE ALGUMAS CIDADES INTERNACIONAIS Cidade Distância (Km) Cidade Distância (Km) Assunção (Paraguai) 326 km Encarnación (Paraguai) 282 km Buenos Aires (Argentina) 1.350 km Montevidéu (Uruguai) 1.336 km Ciudad del Este (Paraguai) 6,5 km Posadas (Argentina) 300 km Eldorado (Argentina) 100 km Puerto Iguazú (Argentina) 10 km
  60. 60. 60 1 - Crianças visitam o Parque das Aves Os diretores do Parque das Aves realizaram uma pesquisa sobre a quantidade de crianças que visitaram o zoológico durante as férias escolares. Os resultados obtidos foram apresentados no gráfico abaixo. (Mostrar aos alunos que esse tipo de gráfico chama-se pictograma.) Quantidade de crianças que visitaram o Parque das Aves Semana de 24 a 29 de julho. Dias Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira Sábado Domingo Legenda: Cada representa 10 crianças.
  61. 61. 61 2 - Observe as informações contidas no gráfico acima e responda às questões: a) Quantas crianças visitaram o parque no domingo? b) Ao todo, quantas crianças visitaram o parque de terça a sexta-feira? c) Em que dia 70 crianças visitaram o parque? d) Qual foi o dia da semana em que mais crianças visitaram o parque? e) Se você pudesse escolher, em que dia da semana iria ao Parque das Aves? Por quê? f) Podemos afirmar que o Parque das Aves recebe 1600 crianças por mês? Por quê? g) Elabore um texto expondo a interpretação do gráfico acima. Escreva no texto uma justificativa para o fato de domingo ser o dia com maior número de visitas ao parque. Comunicado do Parque das Aves Senhores visitantes, Informamos nossos horários de funcionamento e preços: Todos os dias da semana, inclusive domingos e feriados. Horário de funcionamento:das 8h:30 às 18h:00. Preços: 8 reais de segunda a sexta-feira 12 reais aos sábados,domingos e feriados. Crianças até 10 anos e pessoas com mais de 65 anos não pagam entrada.
  62. 62. 62 3 - Observe a família de Jorge e responda às questões: a) Se a família toda fosse visitar o parque em uma sexta-feira que não fosse feriado, quanto gastaria com os ingressos? b) E se fosse em um sábado quanto gastaria? c) Qual a diferença do valor gasto com os ingressos na sexta-feira e no sábado? 4 -Com base nas informações apresentadas, responda às questões: a) Se a sua família fosse visitar o parque em uma quarta-feira que não fosse feriado, quanto gastaria com os ingressos? b) E se fosse em um feriado? 5 - A professora Rosa do 4º ano, propôs um passeio ao Parque das Aves. Acompanhe o roteiro do passeio e, complete as informações com as horas em que se finalizarão as atividades. A) Saída da escola: B) Chegada ao parque após 1 hora e 30 minutos: C) Caminhada de 45 minutos pelo bosque: D) Parada de 15 minutos para observar os patos no lago: E) Caminhada de 15 minutos até a área de lazer: F) Jogos e brincadeiras durante 1hora e 15 minutos: G) Almoço (2 horas): H) Passeio pelo minizoológico (1hora e 30 minutos): I) Lanche da tarde (45minutos): J) Volta à escola (1hora e 30 minutos): 6 - A profª Rosa entrou em contato antecipadamente com os diretores do parque e conseguiu ingressos no valor de R$ 3,00 para ela e cada um dos seus 25 alunos. Os alunos do 4º ano arrecadaram para o passeio R$ 120,00. Com esse dinheiro pretendem pagar os ingressos e com o restante comprar bolo e refrigerante para o lanche da tarde. a) Quanto gastarão com os ingressos?
  63. 63. 63 b) Quanto sobrará para o bolo e refrigerante? c) Pagaram no bolo R$ 29,00. Quanto vai sobrar do total arrecadado para comprar refrigerante? d) Cada litro de refrigerante custa R$ 1,35. Com o dinheiro que sobrou eles poderão comprar 10 litros? Por quê? e) Quantos litros de refrigerante eles poderão comprar? Sobrará troco? Quanto? f) Na sua opinião o que deve ser feito com o troco? 7- Na hora do almoço os alunos que levaram dinheiro puderam escolher os sanduíches que quisessem comer na lanchonete do parque. Há 3 tipos de pães e 4 recheios. Quantas são as possibilidades de se fazer sanduíches diferentes usando apenas 1 tipo de pão e 1 tipo de recheio?
  64. 64. 64 8 - Observe a planta do Parque das Aves. Ela mostra os caminhos que levam aos animais e informa qual é o comprimento de cada caminho em metros (m). Depois, responda: a) Qual a menor distância entre a entrada e o marco 12 utilizando somente o percurso branco? b) Quantos metros o visitante andará se fizer o percurso azul? c) Observe as construções retratadas. Você já foi a algum desses lugares ou já viu essas imagens em algum lugar?
  65. 65. 65 d) Relacione, ligando essas construções que lembram as figuras geométricas apresentadas: Marco das Três Fronteiras Cilindro Cúpula do Templo Budista Cone Cúpula do Espaço das Américas Prisma de base retangular Condutor de água da Itaipu Binacional Pirâmide Bolas na Avenida Brasil .......................... ... . .. Paralelepípedo Torre do SESC . Esfera
  66. 66. 66 CONTEUDOS INTERDISCIPLINAR 9 ONDE HÁ MAIS ÁGUA? Será que a água existente no planeta é suficiente para os habitantes de cada continente? Compare este dois gráficos de setores com os dados anteriores. Descubra o que significa cada cor dos gráficos, analisando as porcentagens sobre a população e o suprimento de água.
  67. 67. 67 Complete as legendas, escrevendo os nomes dos continentes referentes ás cores: a) Analise os gráficos para explicar estas afirmativas: “A distribuição da população em cada continente não casa com a disponibilidade de água”. __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ 10 - Situações Problema A Rodoviária Municipal de Foz do Iguaçu atende diariamente milhares de pessoas. Pessoas viajando a passeio, trabalho, lazer, etc. A tabela indica o número aproximado de passageiros que utilizaram a rodoviária em uma semana.
  68. 68. 68 Observe a tabela com atenção, raciocine, calcule e responda: a) Qual o total de passageiros que utilizaram ônibus rodoviário na segunda-feira? b) Quantos passageiros viajaram na sexta-feira? c) Nessa semana o movimento foi maior no período da manhã ou da tarde? d) Em que dia da semana houve o maior número de passageiros? e) Em que dia da semana houve o menor número de passageiros? f) Analisando os dias de maior e menor movimento, qual a diferença no número de passageiros? g) Qual o total de passageiros que utilizaram ônibus rodoviário nesta semana em Foz do Iguaçu? h) Escreva por extenso a quantidade de passageiros do sábado de manhã: i) Qual o sucessor da quantidade de passageiros de sábado à tarde? Escreva por extenso: j) Coloque em ordem crescente os números que constam na tabela indicando a quantidade de passageiros que utilizou a rodoviária no período da manhã. k) Coloque em ordem decrescente os números que constam na tabela indicando a quantidade de passageiros que utilizou a rodoviária no período da tarde.
  69. 69. 69 Galeria do atual e alguns ex-prefeitos 1) Observe a galeria contendo o atual e alguns ex-prefeitos de Foz do Iguaçu. Em seguida responda as questões abaixo: Paulo Mac Donald Ghisi 2005 -2008 /2009 -2012 2 - Qual o nome do atual prefeito e identifique todos os anos do seu governo em nosso município: 3 - Qual o tempo médio de mandato de cada prefeito? 4 Quais dos prefeitos acima governaram nosso município por um período igual ou superior a 4 anos? 5 Qual foi o antecessor ao prefeito Aírton Ramos? 6 -Qual foi o sucessor do ex-prefeito Clóvis Cunha Viana? 7 Organize em ordem crescente os anos do início de mandato dos prefeitos acima: 8 Por quê você acha que alguns prefeitos permanecem por mais tempo na administração da prefeitura? 9 Na sua opinião o que é necessário para um prefeito fazer uma boa administração no
  70. 70. 70 município? 10 - Em qual Ciclo Econômico Foz do Iguaçu teve maior aumento da população? 11 - Segundo maior aumento populacional aconteceu em que ciclo? 12 - Ao final do 2º Ciclo Econômico Foz do Iguaçu contava com quantos habitantes? 13 - No final do 3º Ciclo Econômico Foz do Iguaçu possuía quantos habitantes? 14 - Qual a diferença de acréscimo populacional entre o final do 3º Ciclo e o final do 4º Ciclo? 15) Qual o número de habitantes no final do 4º Ciclo? 16 - Estamos no ano de 2010, a população atual em Foz do Iguaçu é de 325.000 habitantes. De quanto foi o acréscimo populacional, tendo como base anterior o ano 2.000?
  71. 71. 71 Caderno de Resposta Página – 03 Agora vamos analisar e responder: a) R: 100 moedas b) R: 1/100 c) R: 10 d) R: 10/100 2 - Observe a figura acima e responda: a) R: pessoal b) R: pessoal c) R: pessoal d) R: É uma metáfora visual indicando dúvida. e) R: 3 lojas: Loja Amiga, Loja Leva Tudo e Loja Legal. f) R: Cola, lápis, borracha, caderno, régua e caneta. Página – 04 g) R: O preço de cada um dos produtos. h) R: Real. i) R: Fração de um real. j) R: Loja Legal: cola, lápis e caneta; Loja Amiga: borracha e caderno; Loja Leva Tudo: régua. k) R: Resposta pessoal. l) R: Sim é possível. Com uma moeda de R$0,50 e uma de R$0,25. m)R.: Sim. Com três moedas de R$0,25. n) R: O troco será de R$ 0,75. o) R: Gastarei R$ 3,45. p) R: Receberei de troco R$ 6,55.
  72. 72. 72 Sequências e Operações Explorando a Divisão 1 – a) 100 10 10 100 10 10 1 1 1 1 1 1 Página: 05 b) R: 123  R: 246 reais  R: 2 pedreiros  R: 123 reais c) R: 213  R: 2 cédulas  R: 1 cédulas  R: 3 células d) R: 213  R: 2 cédulas  R: 1 cédulas  R: 3 cédulas R: 211  R: 2 Cédulas  R: 1 Cédula  R: 1 Cédula 2 – De acordo com a realidade da turma, podendo ser sugerido o preço pelo professor. Página: 6 3 – Dois Reais Três Reais Sete Reais Dois Reais 4 – a) R: 8,45 R: 3,00 + 2,00 = 5,00 b) R:18,50 R: 1,50 + 2,50 + 2,00 = 6,00 c) R: 8,75 R: 5,00 + 2,00 = 7,00 8,75 – 7,00 = 1,75 5 – a) R: Feijão –R$ 4,00 - Arroz R$11,00 - Leite R$ 2,00 – ovos R$ 1,00 Página: 10
  73. 73. 73 1 - a) R: 10 b) R: 10 c) R: 100 d) R: 100 e) R: 10 2 – a) R: 10 b) R: 10 c) R: 100 d) R: 100 e) R: 10 3 – a) R: 1.000 b) R: Pessoal Página: 11 4- 993 – 994 – 997 – 998 – 1.004 – 1.006 – 1.0009 – 1.012 – 1.015 1.017 – 1.018 – 1.020 – 1.023 – 1.024 – 1.026 – 1.028 – 1.029 – 1.031 1.035 – 1.037 – 1.040 – 1.042 – 1.043 – 1.045 – 1.048 – 1.049. a) 1.000 - 1010 - 1050 b) Um mil e um  Um mil de vinte  Um mil e cinqüenta c) De 10 em 10 d) De 1 em 1 e) R: 1.001 R: 1.023 R: 1.011 R: 1.033 R: 1.041 R: 1.013 5 – 1.001 1.020 1.010 1.008 1.020 1.021 998 1.000 1.019 2.000 1.025 1.030 1.029 1.002 2.004 O USO DO ÁBACO
  74. 74. 74 Página 13 1 – a) R: 158 b) R: 175 c) R: 363 d) R: 741 e) R: 532 f) R: 254 Página 15 2 – a) 35 x 4 = 140 50 x 4 = 200 45 x 4 = 180 38 x 4 = 152 40 x 4 = 160 42 x 4 = 168 Total 1.000 b) Pouso Quente - Canoas c) Pouso Quente, por ser mais barato d) 160 x 2 = 320 reais 320 : 4 = 80 reais por mês 3 - Código: A) (2,3) 4 , 2, 2, 2, 4 B) (8,3) Página 17 4 – a) (2,1) (4,3) (1,4) (3,5) b) R: As ruas B,C, D e E. c) R: Ela deve virar à direita na rua 4. d) R: Ela deve virar à direita na rua 3. e) R: São 3 quadras à direita f) ( X ) Rua 1, Rua B, Rua 3, Rua E e Rua Página 18 5 - a) ( X ) Avenida JK, Avenida República Argentina, Avenida Brasil, Avenida Jorge Schimmelpheng e Avenida das Cataratas. b) R: Avenida Costa e Silva, Avenida Paraná e Avenida General Meira. c) R: Essas expressões são abreviaturas das palavras Avenida, General e República. Página 18 6 - a) R: 6 roupas b) R: 8 combinações. c) R: Ele teria 20 conjuntos diferentes. d) R: Ele teria 8 conjuntos diferentes. 7 – a) ( X ) bilhete b) R: Não, porque está faltando o nome do destinatário. c) R: Porque todos são nomes próprios. d) R: O de Júlio, porque a medida é precisa, não depende do tamanho da pessoa que irá comprar o barbante. Página 20
  75. 75. 75 8 – a) R: Na segunda-feira foram vendidos 100 sorvetes e na quarta-feira foram vendidos 175 sorvetes. b) R: No sábado. 450 sorvetes. c) R: Não. No sábado foram vendidos 75 sorvetes a mais. d) R: Nessa semana foram vendidos 1.750 sorvetes. e) R: ( ) 250 f) R: Segunda, terça e quarta- feira. Página 21 Atividades Complementares 1 - R. Letra A/216, B/18, C/36, D/6 e E/24 2 – a) R: 20 caixas. b) R: 21 caixas c) R: 27 caixas d) R: 24 caixas e) R: 22 Caixas Página 22 Leia um texto sobre a BR-277 1 – a) R: Significa dizer que é no sentido leste-oeste. b) R: Procure o significado no dicionário. c) R: Paraná. d) R: Mercosul é o mercado de integração econômica de alguns países da América do Sul: Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai. e) R: Há 41 anos. 2 – a) R: Mil novecentos e sessenta e nove. b) R: Setecentos e trinta quilômetros. c) R: Percorrerá 730 Km. d) R: Percorreria 587 Km. e) R: A diferença é de 143 Km. f) - Curitiba: 93 Km - Guarapuava: 341 Km - Cascavel: 587 Km - Foz do Iguaçu: 730 Km Página 23 3 - Observe o número 1969 e responda: a) R: 4 ordens b) R: 2 classes. c) R: Na ordem da Centena é o 9, na ordem da unidade é o 9. d) R: Não. Porque o 9 que está na ordem da centena vale 900, o 9 que está na ordem da unidade vale 9. e) R: 196 dezenas. Página 24 4 – a) R: 2.700 Km. b) R: 652Km. c) R: 2.672 Km. d) R: Percorreram 60 Km por hora. e) R: Em média fizeram 12 Km com um litro de combustível. f) R: O gasto total de combustível para a viagem foi de R$ 125,00. Página 25 2 - a) R: 150 crianças b) R: 160 crianças.
  76. 76. 76 c) R: Na sexta-feira. d) R: No domingo. e) R: Pessoal. f) R: Não, pois o gráfico acima é referente a uma semana específica. Não é possível considerar que em todas as semanas haverá o mesmo número de visitantes. Portanto, 4 x 400=1600 não é um dado confiável. Para determinar uma média por mês, seria necessário um estudo das outras semanas do mês. Página 26 3 – a) R: Gastaria R$ 32,00. b) R: Gastaria R$ 48,00. c) R: A diferença é de R$ 16,00. 4 – a) R: Pessoal. b) R: Pessoal. 5 – a) 8 horas. b) 9h30min c) 10h15min d) 10h30min e) 10h45min f) 12h g) 14h h) 15h30min i) 16h15min j) 17h45min Página 27 6 - a) R: Gastarão com os ingressos R$ 78,00. b) R: Sobrará R$ 42,00. c) R: Sobrará para o refrigerante R$ 13,00. d) R: Não poderão comprar 10 litros de refrigerante porque faltará R$ 0,50. e) R: Poderão comprar 9 litros de refrigerante e sobrará R$ 0,85 de troco. f) R: Pessoal. 7 - R: São 12 possibilidades. Página 28 8 – a) R: 47 + 22 + 41 + 43= 153 metros b) R: Andará 446 metros. c) R: Pessoal Página 30 9 - 60% Asis 36% Ásia 13% África 26 % America do Sul 13% Europa 15% América 8% América do Norte 11% África 6% América do Sul 8 % Europa 1% Oceania 5 % Oceania a) Pessoal 10 - Situações Problema a) R: 1.800 passageiros.
  77. 77. 77 b) R: 3.174 passageiros. c) R: À tarde. d) R: No sábado. e) R: Na terça-feira. f) R: 2.682 passageiros. g) R: 18.568 passageiros. Página 31 h) R: Um mil, quinhentos e quarenta e três. i) R: Dois mil, trezentos e vinte e um j) R: 580, 970, 1.250, 1.300, 1.543, 1.571, 1.910. K) R: 2.320, 1.603, 1.560, 1. 380, 1.150, 830, 601. Galeria do atual e alguns ex-prefeitos Página 32 2 - R: 2005, 2006, 2007, 2008, 2009, 2010 (em exercício), 2011 e 2012 a concluir. 3 - R: Segundo a Constituição Federal o mandato é de 4 anos, podendo haver reeleição para mais um mandato. 4 - R: Francisco Guaraná de Menezes, Dr. Dirceu Lopes, Emílio Henrique Gomes, Ozires Santos, Eng. Clóvis Cunha Viana, Dobrandino Gustavo da Silva, Harry Daijó, Celso Samis da Silva, Paulo Mac Donald Ghisi. 5 - R: Acácio Pedroso. 6 - R: Wádis Vitório Benvenutti. 7 - R: 1944, 1945, 1947, 1950, 1951, 1955, 1959, 1963, 1969, 1970, 1972, 1973, 1974, 1981, 1984, 1985, 1986, 1989, 1993, 1997, 2001, 2005, 2009. 8 - R: ( Pessoal ) 9 - R: ( Pessoal ) 10 – R:No 2º ciclo com a Construção de Itaipu. 11 – R: No 3º ciclo, de Exportação e Turismo de Compras. 12 – R: Com 136 mil habitantes. 13 – R: Possuía 210 mil habitantes. 14 – R: A diferença no acréscimo é de 26 mil pessoas. 15 - R: 258 mil habitantes. 16 - R: O acréscimo populacional foi de 67 mil habitantes.

×