Endereçamento IP

361 visualizações

Publicada em

Endereço IP e algumas características relacionadas ao assunto. Caminho da comunicação.
Endereço IP ou IPv4 ,exemplo de endereço ip ,endereço ip privados ,classe de endereço por faixa ,máscara de sub-rede ,endereço de rede.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
361
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
35
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Endereçamento IP

  1. 1. ENDEREÇAMENTO 1
  2. 2. SUMÁRIO INTRODUÇÃO.................................................................................................................................................................................................................................................................04 TCP/IP.............................................................................................................................................................................................................................................................................05 ENDEREÇO IP ou IPv4.....................................................................................................................................................................................................................................................06 CAMINHO DE COMUNICAÇÃO........................................................................................................................................................................................................................................07 EXEMPLO DE ENDEREÇO IP.............................................................................................................................................................................................................................................08 CLASSIFICAÇÃO................................................................................................................................................................................................................................................................09 CLASSES DE ENDEREÇO POR FAIXA..................................................................................................................................................................................................................................10 ENDEREÇOS IP PRIVADOS.................................................................................................................................................................................................................................................11 MÁSCARA DE SUB-REDE...................................................................................................................................................................................................................................................12 ENDEREÇO DE REDE.........................................................................................................................................................................................................................................................13 ENDEREÇO IP ESTÁTICO E DINÂMICO..............................................................................................................................................................................................................................14 ENDEREÇO IP NOS SITES...................................................................................................................................................................................................................................................15 CABEÇALHO IPv4................................................................................................................................................................................................................................................................16 ...IPv6 2
  3. 3. INTRODUÇÃO Você já parou para pensar como é que o seu computador ou o seu smartphone consegue acessar páginas na Web ou receber um arquivo que você decidiu baixar? Ou, ainda, como o seu PC consegue se comunicar com a máquina de alguém em outro lugar? Isso acontece porque, tanto em redes locais quanto na rede mundial de computadores, a internet, cada dispositivo conectado tem um endereço único: o IP, sigla para Internet Protocol. A seguir, você descobrirá o que é endereço IP e verá algumas características relacionadas ao assunto. João Leandro 3
  4. 4. TCP/IP O QUE É? SUAS CAMADAS João Leandro 4
  5. 5. ENDEREÇO IP ou IPv4 O endereço IP é uma sequência de números composta de 32 bits. Esse valor consiste em um conjunto de quatro sequências de 8 bits. Safira 5
  6. 6. Caminho de Comunicação da Camada de Rede Usando o endereço IP da rede de destino, um roteador pode entregar um pacote para a rede correta. Quando o pacote chega a um roteador conectado à rede de destino, esse roteador usa o endereço IP para localizar o computador específico conectado a essa rede. Safira 6
  7. 7. EXEMPLO DE ENDEREÇAMENTO IP Paulinho 7
  8. 8. CLASSIFICAÇÃO Paulinho 8
  9. 9. CLASSES DE ENDEREÇO POR FAIXA Classes Endereço Menor Endereço Maior A 1.0.0.0 127.255.255.255 B 128.0.0.0 191.255.255.255 C 192.0.0.0 223.255.255.255 D 224.0.0.0 239.255.255.255 E 240.0.0.0 255.255.255.255 Paulinho 9
  10. 10. ENDEREÇOS IP PRIVADOS Acontece frequentemente numa empresa ou uma organização que um só computador esteja ligado à Internet, é por seu intermédio que os outros computadores da rede acedem à Internet. Há conjuntos de endereços das classes A, B e C que são privados. Isto significa que eles não podem ser utilizados na internet, sendo reservados para aplicações locais. São, essencialmente, estes: - Classe A: 10.0.0.0 à 10.255.255.255; - Classe B: 172.16.0.0 à 172.31.255.255; - Classe C: 192.168.0.0 à 192.168.255.255. 10Antônio Mayron
  11. 11. DIVISÕES DO ENDEREÇO IP Um endereço IP é dividido em duas partes: – prefixo (identificador da rede), identifica a rede a qual pertence o host; – sufixo (identificador do host) identifica o host na rede. 11Antônio Mayron
  12. 12. MÁSCARA DE SUB-REDE As classes IP ajudam na organização deste tipo de endereçamento, mas podem também representar desperdício. Uma solução bastante interessante para isso atende pelo nome de máscara de sub-rede, recurso onde parte dos números que um octeto destinado a identificar dispositivos conectados (hosts) é "trocado" para aumentar a capacidade da rede. Para compreender melhor, vamos enxergar as classes A, B e C da seguinte forma: - A: N.H.H.H; - B: N.N.H.H; - C: N.N.N.H. N significa Network (rede) e H indica Host. As máscaras de sub-rede permitem determinar quantos octetos e bits são destinados para a identificação da rede e quantos são utilizados para identificar os dispositivos. Classe Endereço IP Identificador da rede Identificador do computador Máscara de sub- rede A 10.2.68.12 10 2.68.12 255.0.0.0 B 172.31.101.25 172.31 101.25 255.255.0.0 C 192.168.0.10 192.168.0 10 255.255.255.0 12Safira
  13. 13. ENDEREÇO DE REDE Exemplo: 200.100.10.3 255.255.255.0 Endereço de REDE 200.100.10.0 13Paulinho
  14. 14. ENDEREÇO IP ESTÁTICO E DINÂMICO ESTÁTICO DINÂMICO 14Henrique
  15. 15. Formato do datagrama Versão Comprimento do cabeçalho Tipo de serviço Comprimento do datagrama Identificador de 16bits Flag Deslocamento de fragmentação (13 bits) Tempo de Vida Protocolo da camada Superior Soma de verificação do cabeçalho Endereço IP de 32 bits da fonte Endereço IP de 32 bits do destino Opção (se houver) Dados 15
  16. 16. 16
  17. 17. SUMÁRIO INTRODUÇÃO AO IPv6.........................................................................................................................................................19 ESGOTAMENTO DO IPv4......................................................................................................................................................20 NAT.......................................................................................................................................................................................21 IPv6......................................................................................................................................................................................22 DIFERÊNÇAS.........................................................................................................................................................................23 ENDEREÇOS IPv6..................................................................................................................................................................24 OCUTAÇÃO NO IPv6 (“Abreviação”).....................................................................................................................................25 TIPOS DE ENDEREÇOS IPv6...................................................................................................................................................26 CABEÇALHO IPv6...................................................................................................................................................................27 RELACIONAMENTO IPv4 IPv6..........................................................................................................................................28 SEGURANÇA..........................................................................................................................................................................29 FINALIZANDO........................................................................................................................................................................31 REFERÊNCIAS........................................................................................................................................................................32 17
  18. 18. INTRODUÇÃO AO IPv6 A internet é uma rede que interconecta milhões de computadores no mundo inteiro. Para que esta comunicação ocorra, cada dispositivo conectado necessita de um endereço único, que o diferencie dos demais. Esta é a função do IP (Internet Protocol). O problema é que, a cada dia, mais e mais computadores são ligados à internet (entenda computadores de maneira geral, isto é, PCs, servidores, smartphones, tablets, etc.) e, por conta disso, o número de endereços IP disponível está acabando. É aí que entra em cena o IPv6, sigla para Internet Protocol version 6. 18
  19. 19. ESGOTAMENTO DO ENDEREÇO IP O fator principal é que o mundo está cada vez mais conectado. É possível encontrar pontos de acesso providos por redes Wi-Fi em shoppings, restaurantes, aeroportos e até em ônibus. Sem contar que é cada vez maior o número de pessoas com conexão banda larga em casa ou que assinam planos 3G ou 4G para acessar a internet no smartphone ou no notebook a partir de qualquer lugar. Medidas paliativas foram adotadas para lidar com essa questão, como a utilização do NAT (Network Address Translation) 19
  20. 20. NAT: Processo de Tradução de endereço IP 20
  21. 21. IPv6 A criação do IPv6 consumiu vários anos, afinal, uma série de parâmetros e requisitos necessita ser observada para que problemas não ocorram ou, pelo menos, para que sejam substancialmente amenizados em sua implementação. Em outras palavras, foi necessário fazer uma tecnologia - o IPv4 - evoluir, e não criar um padrão completamente novo. 21
  22. 22. DIFERÊNÇAS IPv4-É formado por 32 bits, separados em 4 octetos escritos em decimais e separados por “.” Suporta- mais de 4 bilhões de endereços únicos, entretanto eles estão se esgotando. IPv6-É formado por 128 bits, divididos em 8 grupos de 16 bits, separados por “:” , e escritos em números decimais. Supota- 340.282.366.920.938.463.463.374.607.431.768.211.4 56 de endereços. Melhor explicando- 340 bilhões multiplicados por 10 elevados a 27. 22
  23. 23. ENDEREÇOS IPv6 Se no IPv4 utilizamos quatro sequências numéricas para formar o endereço - por exemplo,208.67.222.220 , no IPv6 teríamos que aplicar nada menos que 16 grupos de números. Imagine ter que digitar tudo isso! Por esse motivo, o IPv6 utiliza oito sequências de até quatro caracteres separado por ':' (sinal de dois pontos), mas considerando o sistema hexadecimal. Assim, o endereço IPv6 do InfoWester, por exemplo, pode ser: FEDC: 2D9D: DC28:7654:3210:FC57:D4C8:1FFF A solução está na “abreviação” do endereço. 23
  24. 24. OCUTAÇÃO DE NÚMEROS (Abreviação) Felizmente, um endereço IPv6 pode ser "abreviado". Isso porque números zero existentes à esquerda de uma sequência podem ser ocultados, por exemplo: 0260 pode ser representado como 260. Além disso, grupos do tipo 0000 podem ser exibidos apenas como 0. Eis um exemplo de um endereço "normal" seguido de sua abreviação: 805B:2D9D:DC28:0000:0000:0000:D4C8:1FFF 805B:2D9D:DC28:0:0:0:D4C8:1FFF 24
  25. 25. TIPOS DE ENDEREÇOS IPv6 De modo geral, um endereço IPv6 faz parte de uma das seguintes categorias: unicast, multicast e anycast. Tal caraterística serve, basicamente, para permitir uma distribuição otimizada de endereços e possibilitar que estes sejam acessados mais rapidamente, de acordo com as circunstâncias. Vejamos brevemente cada um dos tipos: - Unicast: Tipo que define uma única interface, de forma que os pacotes enviados a esse endereço sejam entregues somente a ele. É apropriado para redes ponto-a-ponto; - Multicast: Neste tipo, pacotes de dados podem ser entregues a todos os endereços que pertencem a um determinado grupo; - Anycast: Semelhante ao multicast, com a diferença de que o pacote de dados é entregue à interface do grupo que estiver mais próxima. Esse tipo é apropriado para servidores de DNS, por exemplo. 25
  26. 26. CABEÇALHO IPv6 26
  27. 27. RELACIONAMENTO “IPv4 IPv6” O elevadíssimo número de endereços IPv6 permite que apenas este protocolo seja utilizado na internet. Acontece que essa mudança não pode acontecer de uma hora para outra. Isso porque roteadores, servidores, sistemas operacionais, entre outros precisam estar plenamente compatíveis com o IPv6, mas a internet ainda está baseada no IPv4. Isso significa que ambos os padrões vão coexistir por algum tempo. 27
  28. 28. RELACIONAMENTO “IPv4 IPv6” RECURSOS Seria estupidez criar dois "mundos" distintos, um para o IPv4, outro para o IPv6. Portanto, é necessário não só que ambos coexistam, mas também se que comuniquem. Há alguns recursos criados especialmente para isso que podem ser implementados em equipamentos de rede: - Dual- Stack (pilha dupla): faz com que um único dispositivo - um roteador, por exemplo - tenha suporte aos dois protocolos; - Tunneling (tunelamento): cria condições para o tráfego de pacotes IPv6 em redes baseadas em IPv4 e vice-versa. Há várias técnicas disponíveis para isso, como Tunnel Broker e 6to4, por exemplo; - Translation (tradução): faz com que dispositivos que suportam apenas IPv6 se comuniquem com o IPv4 e vice-versa. Também há várias técnicas para tradução, como Application Layer Gateway (ALG) e Transport Relay Translator (TRT). 28
  29. 29. SEGURANÇA No IPv6, houve também a preocupação de corrigir as limitações de segurança existentes no IPv4. Um dos principais mecanismos criados para isso - talvez, o mais importante - é o IPSec (IP Security), que fornece funcionalidades de criptografia de pacotes de dados, de forma a garantir três aspectos destes: integridade, confidencialidade e autenticidade. Na verdade, o IPSec pode ser utilizado também no IPv4, mas não em comunicação baseada em NAT. Não há necessidade deste último no IPv6, portanto, a utilização do IPSec ocorre sem limitações. 29
  30. 30. FINALIZANDO Como você pode ter percebido, o protocolo IPv6 representa muito do que será a internet em um futuro próximo, uma vez que não só elimina as limitações existentes no IPv4, como também abre um leque de possibilidades para deixar o mundo ainda mais conectado. E é claro, o assunto aqui foi abordado de maneira introdutória. IPv6 é, considerando todos os seus aspectos, um assunto bastante amplo, ao ponto de existir cursos e livros exclusivos sobre o protocolo. E se você é ou pretende ser um profissional especializado em redes, considere como uma obrigação aprofundar seus conhecimentos em IPv6. PARA FINALIZAR: PORQUÊ IPv6 E NÃO IPv5? 30
  31. 31. REFERÊNCIAS E LIVROS SUGERIDOS http://www.devmedia.com.br http://www.infowester.com http://www.ipv6forum.com http://www.6deploy.com http://www.6diss.org http://en.wikipedia.org/wiki/IPv6 http://www.microsoft.com/ipv6 LIVROS SUGERIDOS • IPv6 - O Novo Protocolo da Internet 31
  32. 32. OBRIGADO PELA ATENÇÃO!!! 32

×