MARIA TERESINHA VEDOY Policial Militar- Pedagoga
 
 
Realidade FAMÍLIA GLOBALIZAÇÃO VIOLÊNCIA REALIDADE SOCIAL DIFERENÇAS FALTA DE TOLERÂNCIA
BULLYING
<ul><li>Atos de violência física ou  psicológica, intencionais e repetidas, praticadas por indivíduo (bully ou “valentão”)...
<ul><li>Conjunto de atitudes agressivas sem razões aparentes, decorrentes ou recorrentes que causam angústia e sofrimento....
<ul><li>Augusto Cury em seu livro “Filhos brilhantes , alunos fascinantes” explica que toda vez que os colegas agridem, di...
<ul><li>Apelidos, ofender, zoar, gozar, encarnar, sacanear, humilhar, fazer sofrer, discriminar, excluir, isolar, ignorar,...
<ul><li>Divide-se em duas categorias: </li></ul><ul><li>Direto(mais utilizado pelos meninos); </li></ul><ul><li>Indireto(m...
<ul><li>Bullying  =  Violação contra os Direitos Humanos, crime, sofrimento, violência doméstica, uso de drogas e  evasão ...
<ul><li>Chega em casa com contusões frequentes e com roupas rasgadas; </li></ul><ul><li>Diz que precisa de dinheiro porque...
É a forma virtual de praticar bullying, com efeito multiplicador do sofrimento das vítimas.  Na sua prática utilizam-se da...
<ul><li>Redes sociais da Internet, sites de partilha de fotos(Blogs, Fotoblogs), imagens de telemóvel, torpedos,  gravaçõe...
<ul><li>O cyberbullying segundo a psicóloga Sílvia João  mexe com o sentimento de segurança e os níveis de ansiedade  da v...
<ul><li>De forma anônima, o autor insulta, espalha rumores e boatos cruéis sobre os colegas e seus familiares, até mesmo s...
<ul><li>Blogs   são criados para azucrinar e o  Orkut  é utilizado para excluir e expor os colegas de forma vexatória.  </...
<ul><li>Há casos em que a vítima tem o seu  E-mail invadido  pelo agressor, que se fazendo passar por ela, envia mensagens...
<ul><li>Além dos  danos morais e emocionais  sofridos pelas vítimas desses atos constrangedores, existe ainda o risco de q...
<ul><li>São vários os motivos, podemos citar: </li></ul><ul><li>Ausência de orientação ética e legal na utilização de recu...
<ul><li>Cyberbullying = crime  cibernético( pode ser enquadrado como ameaça,  injúria, difamação ou calúnia). </li></ul><u...
<ul><li>Vários jovens ignoram os deveres, as responsabilidades e as penalidades previstas no Estatuto, poderão pagar inden...
<ul><li>Só porque não ia com a cara de um colega de turma, o estudante mineiro Lucas Campos achou que tinha o direito de c...
<ul><li>Ao repassar a mensagem dolosa se tornam co-autores da agressão e também são passíveis de punição.  </li></ul><ul><...
<ul><li>Art.103 do ECA  </li></ul><ul><li>ATO INFRACIONAL= CRIME OU CONTRAVENÇÃO PENAL </li></ul>
<ul><li>Tirar cópia do site </li></ul><ul><li>Apertar no teclado o botão PrtSc e salvar(Ctrl-V ) no Paint e mandar imprimi...
<ul><li>Difamação:Art.139. Difamar alguém, imputando-lhe fato ofensivo à sua  reputação . </li></ul><ul><li>Calúnia: Art. ...
<ul><li>Preserve todas as provas  </li></ul><ul><li>Seja qual for o crime que o internauta venha a ser vítima, é important...
 
 
 
 
 
 
 
 
 
<ul><li>Disque 100 </li></ul><ul><li>Abuso sexual, pedofilia... </li></ul><ul><li>Disque 08006426400 </li></ul><ul><li>Qua...
<ul><li>FANTE, Cleo.  Fenômeno bullying: como prevenir a violência nas escolas e educar para a paz. 2.ed. Campinas,SP:Veri...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Pal cyberb... adolesc.

539 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
539
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pal cyberb... adolesc.

  1. 1. MARIA TERESINHA VEDOY Policial Militar- Pedagoga
  2. 4. Realidade FAMÍLIA GLOBALIZAÇÃO VIOLÊNCIA REALIDADE SOCIAL DIFERENÇAS FALTA DE TOLERÂNCIA
  3. 5. BULLYING
  4. 6. <ul><li>Atos de violência física ou psicológica, intencionais e repetidas, praticadas por indivíduo (bully ou “valentão”) ou grupo de indivíduos com o objetivo de intimidar, ou agredir outro indivíduo ou grupo de indivíduo incapaz(es) de se defender. </li></ul>
  5. 7. <ul><li>Conjunto de atitudes agressivas sem razões aparentes, decorrentes ou recorrentes que causam angústia e sofrimento. </li></ul><ul><li>As brincadeiras de mau gosto, disfarçadas por um duvidoso senso de humor, é bullying, mas é usado quando crianças e adolescentes recebem apelidos que os ridicularizam e sofrem humilhações, ameaças, intimidação, roubo e agressão moral e física por parte dos colegas. </li></ul>BULLYING
  6. 8. <ul><li>Augusto Cury em seu livro “Filhos brilhantes , alunos fascinantes” explica que toda vez que os colegas agridem, diminuem, discriminam ou rotulam outros colegas, eles cometem o fenômeno bullying, se tornam agressores, controladores e até carrascos emocionais deles. E ainda diz que muitas brincadeiras machucam profundamente a emoção e geram traumas na personalidade do jovem. Não é possível deletar a memória. </li></ul>
  7. 9. <ul><li>Apelidos, ofender, zoar, gozar, encarnar, sacanear, humilhar, fazer sofrer, discriminar, excluir, isolar, ignorar, intimidar, perseguir, assediar, amedrontar, tiranizar, dominar, agredir, bater, chutar, empurrar, ferir, roubar, quebrar... </li></ul>
  8. 10. <ul><li>Divide-se em duas categorias: </li></ul><ul><li>Direto(mais utilizado pelos meninos); </li></ul><ul><li>Indireto(mais utilizado pelas meninas). </li></ul><ul><ul><li>Espalhar comentários; </li></ul></ul><ul><ul><li>Recusa em se socializar com a vítima; </li></ul></ul><ul><ul><li>Intimidar outras pessoas que desejam socializar com a vítima; </li></ul></ul><ul><ul><li>Criticar o modo de vestir....... </li></ul></ul>
  9. 11. <ul><li>Bullying = Violação contra os Direitos Humanos, crime, sofrimento, violência doméstica, uso de drogas e evasão escolar. </li></ul><ul><li>Comportamento é agressivo e negativo. </li></ul>
  10. 12. <ul><li>Chega em casa com contusões frequentes e com roupas rasgadas; </li></ul><ul><li>Diz que precisa de dinheiro porque perdeu ou foi roubado; </li></ul><ul><li>Fica quieto e retraído; </li></ul><ul><li>Evita sair de casa; </li></ul><ul><li>Tem insônia e péssimo humor; </li></ul><ul><li>“ Perde” dinheiro com frequência; </li></ul><ul><li>Briga constantemente com amigos considerados “próximos” antes; </li></ul><ul><li>É agressivo com irmãos; </li></ul><ul><li>Não se dedica como antes aos estudos; </li></ul><ul><li>Demonstra ansiedade excessiva. </li></ul>
  11. 13. É a forma virtual de praticar bullying, com efeito multiplicador do sofrimento das vítimas. Na sua prática utilizam-se das modernas ferramentas da Internet e de outras tecnologias de informação e comunicação, móveis ou fixas, com o intuito de maltratar, humilhar, ameaçar, intimidar e constranger. É uma forma de ataque perversa que extrapola em muito os muros da escola, ganhando dimensões incalculáveis .
  12. 14. <ul><li>Redes sociais da Internet, sites de partilha de fotos(Blogs, Fotoblogs), imagens de telemóvel, torpedos, gravações MP3, e-mails, têm servido para desvirtuar a realidade pondo em causa a intimidade e a reputação. (www.educare.pt/educare/actualidade.notícia.aspx/) </li></ul>
  13. 15. <ul><li>O cyberbullying segundo a psicóloga Sílvia João mexe com o sentimento de segurança e os níveis de ansiedade da vítima. </li></ul><ul><li>Os jovens devem empregar as novas ferramentas digitais com responsabilidade desenvolvendo a consciência cívica, moral e ética. Saber se colocar no lugar do outro . </li></ul>Imagem SaferNet
  14. 16. <ul><li>De forma anônima, o autor insulta, espalha rumores e boatos cruéis sobre os colegas e seus familiares, até mesmo sobre os profissionais da escola. </li></ul><ul><li>Mensagens instantâneas são disparadas, via Internet ou celular, onde o autor se faz passar por outro, adotando nomes semelhantes, para dizer coisas desagradáveis ou para disseminar intrigas e fofocas. </li></ul>Cyberbullying
  15. 17. <ul><li>Blogs são criados para azucrinar e o Orkut é utilizado para excluir e expor os colegas de forma vexatória. </li></ul><ul><li>Fotografias são tiradas, com ou sem o consentimento das vítimas, sendo alteradas, através de montagens constrangedoras, incluindo ofensas, piadinhas, comentários sexistas ou racistas . </li></ul><ul><li>Essas imagens, muitas vezes, são divulgadas em sites, colocadas em grupos de discussão e até nas redes de serviços , ou divulgadas através de materiais impressos espalhadas nos corredores, banheiros, ou circulam entre os alunos, sem o conhecimento das vítimas. </li></ul>
  16. 18. <ul><li>Há casos em que a vítima tem o seu E-mail invadido pelo agressor, que se fazendo passar por ela, envia mensagens, com conteúdos difamatórios , com gravíssimas conseqüências para a vítima e seus familiares. </li></ul><ul><li>A participação em fóruns e livros de visitas também são estratégias utilizadas pelos praticantes, deixando mensagens negativas sobre o assunto em questão ou opinando de maneira inconveniente. </li></ul><ul><li>Votações são realizadas através de sites, para escolher ou eleger colegas com características estereotipadas. </li></ul>O anonimato e a certeza da impunidade, converteu o fenômeno em problema social.
  17. 19. <ul><li>Além dos danos morais e emocionais sofridos pelas vítimas desses atos constrangedores, existe ainda o risco de que suas imagens, uma vez divulgadas em rede mundial, atraiam pessoas inescrupulosas e mal intencionadas do mundo real, que queiram se utilizar delas para fins escusos, como a pedofilia e a pornografia . </li></ul>
  18. 20. <ul><li>São vários os motivos, podemos citar: </li></ul><ul><li>Ausência de orientação ética e legal na utilização de recursos tecnológicos; </li></ul><ul><li>Ausência de limites; </li></ul><ul><li>Insensibilidade; </li></ul><ul><li>Insensatez; </li></ul><ul><li>Comportamentos inconsequentes; </li></ul><ul><li>Dificuldade de empatia; </li></ul><ul><li>Certeza da impunidade e a falsa crença da não identificação; </li></ul><ul><li>Além desses fatores, vítimas-agressoras se utilizem desses recursos para revidarem os maus-tratos sofridos, “permanecendo no anonimato”. </li></ul>
  19. 21. <ul><li>Cyberbullying = crime cibernético( pode ser enquadrado como ameaça, injúria, difamação ou calúnia). </li></ul><ul><li>Enfrentamento: </li></ul><ul><li>Preservação de todas as provas; </li></ul><ul><li>Realização da denúncia na delegacia; </li></ul><ul><li>Envio de uma carta registrada, para o provedor de serviço tirar a página ofensiva do ar. </li></ul>Alguns pensam, “brincadeirinhas” sem maiores consequências...
  20. 22. <ul><li>Vários jovens ignoram os deveres, as responsabilidades e as penalidades previstas no Estatuto, poderão pagar indenizações por danos morais e materiais, ou serem apenados na forma da lei, em decorrência dos seus atos. (Art. 112 do ECA, medidas socioeducativas) </li></ul>
  21. 23. <ul><li>Só porque não ia com a cara de um colega de turma, o estudante mineiro Lucas Campos achou que tinha o direito de criar uma página em um site de relacionamentos na internet com todo tipo de ofensa e xingamentos, inventando apelidos. O estudante ofendido não gostou e resolveu processar. </li></ul><ul><li>O Tribunal de Justiça do Estado de Minas condenou o autor da zombaria a pagar R$ 3.500,00 de indenização em danos morais por crime de difamação. </li></ul><ul><li>“ Não são todas as pessoas que costumam deixar este tipo de coisa passar em branco”, diz o estudante Daniel Garcia Neto. </li></ul>
  22. 24. <ul><li>Ao repassar a mensagem dolosa se tornam co-autores da agressão e também são passíveis de punição. </li></ul><ul><li>Há ainda os que são conscientes e tem a devida dimensão dos seus atos e agem assim com intenção dolosa ( o agente quis o resultado ou assumiu o risco de produzi-lo, Art.14 do CPB). </li></ul>
  23. 25. <ul><li>Art.103 do ECA </li></ul><ul><li>ATO INFRACIONAL= CRIME OU CONTRAVENÇÃO PENAL </li></ul>
  24. 26. <ul><li>Tirar cópia do site </li></ul><ul><li>Apertar no teclado o botão PrtSc e salvar(Ctrl-V ) no Paint e mandar imprimir; </li></ul><ul><li>Penas alternativas(Parte educativa); </li></ul><ul><li>O adolescente é chamado no fórum e na frente do juiz deve se retratar pedindo desculpa à vítima. </li></ul>PREVENÇÃO DENÚNCIA REGISTRO DE OCORRÊNCIA
  25. 27. <ul><li>Difamação:Art.139. Difamar alguém, imputando-lhe fato ofensivo à sua reputação . </li></ul><ul><li>Calúnia: Art. 138. Caluniar, imputando-lhe falsamente fato definindo como crime . </li></ul><ul><li>Injúria:Art.140. Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou decoro. </li></ul><ul><li>Falsa identidade: Art. 307 do Código Penal - Atribuir-se ou atribuir a terceiro falsa identidade para obter vantagem, em proveito próprio ou alheio, ou para causar dano a outrem: Pena - detenção, de três meses a um ano, ou multa, se o fato não constitui elemento de crime mais grave. </li></ul>
  26. 28. <ul><li>Preserve todas as provas </li></ul><ul><li>Seja qual for o crime que o internauta venha a ser vítima, é importante, antes de tudo, preservar o maior número de provas que conseguir. </li></ul><ul><li>Imprimir e salvar o conteúdo das páginas ou &quot;o diálogo&quot; do(s) suspeito(s) numa sala de bate-papo, por exemplo, ajuda como fonte de informação para a investigação da polícia. </li></ul><ul><li>No caso de mensagens de correio eletrônico (e-mail) ofensivas, deve-se imprimir uma cópia para os autos. </li></ul><ul><li>Não bastam as cópias da mensagem de e-mail; é necessário guardar também os cabeçalhos das mensagens. </li></ul><ul><li>É importante, preservar as provas em algum tipo de mídia protegida contra alteração, como um CD-R ou DVD-R. </li></ul>
  27. 38. <ul><li>Disque 100 </li></ul><ul><li>Abuso sexual, pedofilia... </li></ul><ul><li>Disque 08006426400 </li></ul><ul><li>Qualquer crime envolvendo crianças e adolesc. </li></ul><ul><li>Delegacia da criança e do adolescente (DPCA) de Caxias do Sul- Fones: 3221 6028 ou 3214 2014 </li></ul><ul><li>Ajude um dependente: </li></ul><ul><li>Viva voz –Serviço nacional </li></ul><ul><li>Fone: 0800 5100015 ou (48)9137 1953 </li></ul><ul><li>www.nar.org.br </li></ul>
  28. 39. <ul><li>FANTE, Cleo. Fenômeno bullying: como prevenir a violência nas escolas e educar para a paz. 2.ed. Campinas,SP:Veris Editora, 2005. </li></ul><ul><li>CURY, Augusto. Filhos brilhantes, alunos fascinantes . Colina, SP: Editora Academia da Inteligência, 2006. </li></ul><ul><li>BEAUDOIN, Marie-Nathalie, Taylor, Maureen; tradução Sandra Regina Netz. Bullying e desrespeito: como acabar com essa cultura na escola. Porto Alegre:Artmed, 2006. </li></ul><ul><li>Revista Mundo jovem. </li></ul><ul><li>Revista Saúde, 2009, mês maio. </li></ul><ul><li>Sites: www.diganaoaobullying.com.br. </li></ul><ul><li>http://www.safernet.org.br/site/prevencao/glossarios </li></ul><ul><li>http://www.ssp.se.gov.br/cidadania/modules/tinyd0/index.php?id=18 </li></ul>

×