159
Recebido em 13 de julho de 2015
Aprovado em 28 de julho de 2015
Rev. Econ. NE, Fortaleza, v. 46, suplemento especial, ...
160
1 Introdução
-
-
et al.
-
-
-
-
-
-
et al.
-
-
-
das atividades e mais integrados aos mercados
-
-
et al -
Responsável...
161
-
A gestão do Programa conta com metodologia pró-
-
-alvo do Agroamigo foi ampliado, passando a ser
-
-
-
0
3
e a mão
...
162
-
-
3 O cadastro socioeconômico dos
candidatos
-
-
-
-
-
-
-
-
-
et al.,
0
apud
-
-
-
contra a maioria desses estabele...
163
-
-
-
-
Área de Atuação
Total de In-
formantes
%
661
33,4
4,4
16 0,1
11,1
Total 12.989 100,0
-
-
-
vários campos da vi...
164
-
tenciais clientes do Agroamigo, registrados pelo
-
teriam se apossado das terras inexploradas (en-
candidatos ao Agr...
165
-
6
-
-
-
-
et
al
-
sanitário por parte dos candidatos ao
Agroamigo
Tipo de Tecnologia/Ma-
nejo Sanitário
Total de Inf...
166
-
mente aos itens analisados acima, principalmente
-
-
tê
-
-
-
et al.
-
-
-
datos ao Agroamigo
Tipo de Infraestrutura...
167
-
dentemente, o tipo de estrada faz toda a diferença
em relação ao tempo gasto com o transporte dos
-
-
os candidatos ...
168
-
datos ao Agroamigo
Atividades
Total de
Informantes
%
61,0
Extrativismo 1,9
10,9
Total 12.989 100,0
-
-
-
realizar co...
169
-
-
-
-
3.6 Renda e benefícios sociais
-
-
-
-
-
representam a renda originária dos programas so-
-
-
-
-
Ainda, a bai...
170
das diversas fontes dos candidatos ao
Agroamigo
Fontes de Renda Renda Média %
Extrativismo
Atividades não
4,3
Subtotal...
171
-
Políticas de Proteção Social
Total
Clientes
%
16,90
Merenda Escolar 4,43
3,06
Alimentos (PAA)
4 0,03
3
-
-
-
do Gris...
172
-
-
damental para o desenvolvimento das atividades
-
-
-
-
-
-
-
-
vidência social (aposentadoria) e de programas
-
-
...
173
contemporânea.
Diversidade do campesinato: ex-
-
-
Anais... -
Pluriatividade no
espaço rural do pólo Baixo Jaguaribe, ...
174
-
Alimentos (PAA) em perspectiva: apontamentos
A política vivida
-
f
Revista de Economia e Sociologia Rural,
-
-
Anais...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O AGROAMIGO E O PÚBLICO POTENCIAL DO PRONAF B: UMA ANÁLISE DO ALCANCE A PARTIR DO CADASTRO SOCIOECONÔMICO

222 visualizações

Publicada em

Criado em 2005, o Agroamigo adota metodologia diferenciada para alcançar e oferecer tratamento adequado a agricultores familiares pobres da área de atuação do BNB, visando suprir as dificuldades observadas no Pronaf B. Em 2012, o Agroamigo expandiu seu público-alvo para além do Pronaf B. Em função disso, este artigo verifica se, a despeito de tal expansão, o Programa continua privilegiando aquele público inicial. Analisam-se dados de um cadastro socioeconômico levantados por assessores de microcrédito do Programa, durante visitas prévias ao financiamento, com recorte temporal para o período de sua expansão, 2012-2014. Confrontam-se tais informações com dados sobre o público-alvo do Pronaf B, com a ressalva de que a base de clientes ampliada cobre apenas três anos de operacionalização, requerendo uma avaliação futura para confirmação.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
222
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O AGROAMIGO E O PÚBLICO POTENCIAL DO PRONAF B: UMA ANÁLISE DO ALCANCE A PARTIR DO CADASTRO SOCIOECONÔMICO

  1. 1. 159 Recebido em 13 de julho de 2015 Aprovado em 28 de julho de 2015 Rev. Econ. NE, Fortaleza, v. 46, suplemento especial, p. 159-174, jul., 2015 ISSN impressa 0100-4956 ISSN eletrônica (on line) 2357-9226 O AGROAMIGO E O PÚBLICO POTENCIAL DO PRONAF B: UMA ANÁLISE DO ALCANCE A PARTIR DO CADASTRO SOCIOECONÔMICO Agroamigo and public potential Pronaf B: an analysis of reach from socioeconomic cadaster Maria Odete Alves Engenheira Agrônoma. Doutora em Desenvolvimento Sustentável pela Universidade de Brasília. Pesquisadora do Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste/Banco do Nordeste do Brasil. Resumo: metodologia diferenciada para alcançar e oferecer pobres da base de clientes ampliada cobre apenas três anos de Palavras-chave: Abstract: Key words:
  2. 2. 160 1 Introdução - - et al. - - - - - - et al. - - - das atividades e mais integrados aos mercados - - et al - Responsável pela operacionalização do Pronaf - - - - - - 1 , em - et al - - - - 2 O Agroamigo: metodologia e públi- co-alvo - - - et al Maria Odete Alves Rev. Econ. NE, Fortaleza, v. 46, suplemento especial, p. 159-174, jul., 2015
  3. 3. 161 - A gestão do Programa conta com metodologia pró- - -alvo do Agroamigo foi ampliado, passando a ser - - - 0 3 e a mão - - envolve: a) - - - b) Atendimento integral do cliente na própria c) - d) - mente na proximidade entre os assessores e - - do-se pelas normas dos programas, poden- 3 e) - f) g) - - - - Realizar levantamento de dados cadastrais - acontece desde a origem do Programa, na modela- gem operacional, na alteração de regras do Pronaf parte das despesas de capacitação dos Assessores e - - - O Agroamigo e o público potencial do Pronaf B: uma análise do alcance a partir do cadastro socioeconômico Rev. Econ. NE, Fortaleza, v. 46, suplemento especial, p. 159-174, jul., 2015
  4. 4. 162 - - 3 O cadastro socioeconômico dos candidatos - - - - - - - - - et al., 0 apud - - - contra a maioria desses estabelecimentos, a Região - et al.( - leiro), concentrando-se a maior parcela nos esta- - - - - co potencial mencionado acima, na medida em - Estado Total de Infor- mantes % 9,1 9,1 Rio Grande do Norte 630 4,9 9,3 Alagoas Minas Gerais 9,9 16 0,1 11,0 Total 12.989 100,0 - Maria Odete Alves Rev. Econ. NE, Fortaleza, v. 46, suplemento especial, p. 159-174, jul., 2015
  5. 5. 163 - - - - Área de Atuação Total de In- formantes % 661 33,4 4,4 16 0,1 11,1 Total 12.989 100,0 - - - vários campos da vida na sociedade brasileira, Esses avanços da participação feminina nos - - - - 3.2 Posse e uso da terra - gias adotadas, bem como nas formas de inserção - - - mantes são proprietários dos estabelecimentos nos - - - - et al - - - 4 de- - - - 4 O Agroamigo e o público potencial do Pronaf B: uma análise do alcance a partir do cadastro socioeconômico Rev. Econ. NE, Fortaleza, v. 46, suplemento especial, p. 159-174, jul., 2015
  6. 6. 164 - tenciais clientes do Agroamigo, registrados pelo - teriam se apossado das terras inexploradas (en- candidatos ao Agroamigo Posse e Uso da Terra Total de In- formantes Total (%) Proprietário 19,1 Posseiro 13,6 Parceiro Meeiro Total 12.989 100,0 Em boa medida, os posseiros elaboram estra- - - - vamente transitórias inerentes a determinadas áre- Infelizmente, as categorias operacionais para ela- - - - 3.3 Assistência técnica e adoção de tecno- logia - - - - - Abramovay et al. et al. et al. - - - - - - - - - - - - - Maria Odete Alves Rev. Econ. NE, Fortaleza, v. 46, suplemento especial, p. 159-174, jul., 2015
  7. 7. 165 - 6 - - - - et al - sanitário por parte dos candidatos ao Agroamigo Tipo de Tecnologia/Ma- nejo Sanitário Total de Infor- mantes % 30,6 Mineralização 13,9 Mecanização 13,0 Irrigação 4,9 3,9 A despeito dos problemas acima descritos, ao - - et al. 6 realizados por Mattei et al. - 3.4 Infraestrutura em bens e serviços “[...] em indicador da participação dos brasileiros que vivem no campo nos resultados do progresso social atingido pela sociedade em seu conjunto e expressão efetiva do princípio da igual- dade de chances a todos os cidadãos [...]” - - - - dos candidatos ao Agroamigo Saneamento Básico Total de Infor- mantes % 1 0,0 Esgoto 9,1 0,4 Total - - O Agroamigo e o público potencial do Pronaf B: uma análise do alcance a partir do cadastro socioeconômico Rev. Econ. NE, Fortaleza, v. 46, suplemento especial, p. 159-174, jul., 2015
  8. 8. 166 - mente aos itens analisados acima, principalmente - - tê - - - et al. - - - datos ao Agroamigo Tipo de Infraestrutura Total de Infor- mantes % Poço 11,0 Total - - - - - et al., - - - - et al. entre clientes do Agroamigo, com corte temporal dos candidatos ao Agroamigo Eletrodomésticos Total de Informantes % 90,9 Geladeira na residência citados acima candidatos ao Agroamigo declararam ter internet - Maria Odete Alves Rev. Econ. NE, Fortaleza, v. 46, suplemento especial, p. 159-174, jul., 2015
  9. 9. 167 - dentemente, o tipo de estrada faz toda a diferença em relação ao tempo gasto com o transporte dos - - os candidatos ao Agroamigo Condições das Estra- das de Acesso Total de Informantes % Asfaltada 1,6 34 0,3 Total 12.989 100,0 - - - et al - mero - - - dos por Abramovay e se aproximam dos encontra- dos candidatos ao Agroamigo Serviços Bancários Total de Informantes % 1,9 0,1 bancários 3.5 Produção, comercialização e mercados - - desagregação de tal item mostra as atividades A atividade extrativa, representada pela pesca - - - - - O Agroamigo e o público potencial do Pronaf B: uma análise do alcance a partir do cadastro socioeconômico Rev. Econ. NE, Fortaleza, v. 46, suplemento especial, p. 159-174, jul., 2015
  10. 10. 168 - datos ao Agroamigo Atividades Total de Informantes % 61,0 Extrativismo 1,9 10,9 Total 12.989 100,0 - - - realizar comercialização coletiva) e diretamente - - - - ão - operacionalização o debate tem sido permeado de incapacidade de promover a di- - - , critica-se o Programa - - consideradas tradicionais, em detrimento do apoio - et al., - - É importante entender, - - cados de proximidade), representados pela própria - - - - - - - - Maria Odete Alves Rev. Econ. NE, Fortaleza, v. 46, suplemento especial, p. 159-174, jul., 2015
  11. 11. 169 - - - - 3.6 Renda e benefícios sociais - - - - - representam a renda originária dos programas so- - - - - Ainda, a baixa participação da renda da ati- - por Alves et al - - - - - - - - - da ampliação do atendimento do Agroamigo para - tos a clientes do Programa ainda se apresenta com O Agroamigo e o público potencial do Pronaf B: uma análise do alcance a partir do cadastro socioeconômico Rev. Econ. NE, Fortaleza, v. 46, suplemento especial, p. 159-174, jul., 2015
  12. 12. 170 das diversas fontes dos candidatos ao Agroamigo Fontes de Renda Renda Média % Extrativismo Atividades não 4,3 Subtotal 1 1637,22 97,3 Aposentadoria 33,94 0,6 Subtotal 2 44,76 2,7 Renda Total 1.681,98 100,0 dos candidatos ao Agroamigo Faixa de Renda (R$) (*) Total de Informantes % 61,0 119 0,9 0,6 49 0,4 0,1 13 0,1 Total 12.989 100,00 - - et al. - - - - Agroamigo Faixa de Renda (R$) Total de Informantes % 34,1 346 114 0,9 1,0 69 33 0,3 10 0,1 4 0,0 9 0,1 Total 12.989 100,0 - - - - et al - Maria Odete Alves Rev. Econ. NE, Fortaleza, v. 46, suplemento especial, p. 159-174, jul., 2015
  13. 13. 171 - Políticas de Proteção Social Total Clientes % 16,90 Merenda Escolar 4,43 3,06 Alimentos (PAA) 4 0,03 3 - - - do Grisa et al. de estabelecimentos familiares brasileiros no ano - - - - - - - - - - candidatos a clientes do Agroamigo são originá- - - - - - - - - nológico adotado nas atividades, os canais e as O Agroamigo e o público potencial do Pronaf B: uma análise do alcance a partir do cadastro socioeconômico Rev. Econ. NE, Fortaleza, v. 46, suplemento especial, p. 159-174, jul., 2015
  14. 14. 172 - - damental para o desenvolvimento das atividades - - - - - - - - vidência social (aposentadoria) e de programas - - - - - - - tores, bem como a incapacidade de programas - - - - sas de campo, de modo a captar a problemática a e, desta forma, entender não apenas os aspectos - - sim, apesar da ampliação do atendimento do Agro- contemplam somente três anos de operacionaliza- ção do Programa com a base de clientes amplia- - Referências - Cinco anos de Agroamigo: retrato do Novas Instituições para o Desenvolvimento Rural: o - A economia do Nordeste na fase Maria Odete Alves Rev. Econ. NE, Fortaleza, v. 46, suplemento especial, p. 159-174, jul., 2015
  15. 15. 173 contemporânea. Diversidade do campesinato: ex- - - Anais... - Pluriatividade no espaço rural do pólo Baixo Jaguaribe, Ceará. - Aspectos multidi- mensionais da agricultura brasileira: diferentes - brasileiro: evidências a partir do Rio Grande do RESR na transversalidade da perspectiva de Gênero nas FNE Pro- posta de aplicação. Cadastro socioeconômico do Agroa- migo: Agroamigo Base de dados do Agroamigo - Pluriatividade na agri- cultura familiar: o caso do pólo de desenvolvi- mento de agronegócios cariri cearense. - Anais - Experiência: Agroamigo - Censo Agropecuário 2006 Censo Agropecuário 2006 - - Revista Grifos O Agroamigo e o público potencial do Pronaf B: uma análise do alcance a partir do cadastro socioeconômico Rev. Econ. NE, Fortaleza, v. 46, suplemento especial, p. 159-174, jul., 2015
  16. 16. 174 - Alimentos (PAA) em perspectiva: apontamentos A política vivida - f Revista de Economia e Sociologia Rural, - - Anais... Impactos do PRONAF: Análise - impactos do Pronaf sobre as economias locais - Anais... Microcrédito, Mobilida- de Social e Avaliação de Impactos do Agroami- go e do Crediamigo. - Estudos, sociedade e agricultura Maria Odete Alves Rev. Econ. NE, Fortaleza, v. 46, suplemento especial, p. 159-174, jul., 2015

×