SEMINÁRIO INTERNO DO GEPED/UERJ/FE/2012 TEMA : A CONSTRUÇÃO DE SI PELA ATIVIDADE DE         TRABALHO: A Socialização Profi...
OBJETIVOS DO ESTUDO
I. A PROFISSIONALIZAÇÃO DAS                  ATIVIDADES DE TRABALHONORMA COLETIVA IMPOSTA: ACESSO A UM VERDADEIRO OFÍCIORE...
O fato de muitos não conseguirem e não terem        acesso ao reconhecimento que esperavamconstitui um dos elementos mais ...
A CONSTRUÇÃO DO EU NO                TRABALHOTeorias da construção do eu. Três correntes:1) Filosofia: Cogito: “Penso logo...
b. Lacan: O EU é Je consciente.. O eu seestabelece na imagem do espelho onde acriança se reconhece (o imaginário) e érecon...
II. A SOCIALIZAÇÃO     PROFISSIONAL COMO INICIAÇÃO E        CONVERSÃO IDENTITÁRIAEspecificações Da Identidade Profissional...
ANÁLISE SOCIOLÓGICA DA         PROFISSÃO DAS AUXILIARES DE                ENFERMAGEM                           . Vista co...
PROFISSIONALIDADE            Não há ruptura entre    “profissionais” e “não profissionais”E sim sistema de trabalho fundad...
III. UMA TEORIA GERAL DA              SOCIALIZAÇÃO PROFISSIONAL 1ª      • Todos os trabalhadores têm direito à qualificaçã...
CONSIDERAÇÕES O cenário mais sombrio: Serviços de alto valor agregado nos  países mais ricos. O cenário mais otimista: Es...
A Identidade do Professor (Estudos e Pesquisas em Didática)
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A Identidade do Professor (Estudos e Pesquisas em Didática)

301 visualizações

Publicada em

Didática - identidade - docente

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
301
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Identidade do Professor (Estudos e Pesquisas em Didática)

  1. 1. SEMINÁRIO INTERNO DO GEPED/UERJ/FE/2012 TEMA : A CONSTRUÇÃO DE SI PELA ATIVIDADE DE TRABALHO: A Socialização Profissional (Claude Dubar) - Tradução: Fernanda MachadoCoordenadora:Profª Drª GiseliBarreto da Cruz Relatoras: Cristina Maria Lúcia Heloiza Alves Freitas (UERJ) (UAB/CAPES )
  2. 2. OBJETIVOS DO ESTUDO
  3. 3. I. A PROFISSIONALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES DE TRABALHONORMA COLETIVA IMPOSTA: ACESSO A UM VERDADEIRO OFÍCIORECONHECIDO.Construir a própria identidade profissional mediante o percurso deatividades Aumento Injunção dosNecessidade: do setor Dirigentes e Desafio aosProfissionali-sar- Automaçã de Aspiração jovens.se o serviços. dos Mulheres assalariados no trabalho
  4. 4. O fato de muitos não conseguirem e não terem acesso ao reconhecimento que esperavamconstitui um dos elementos mais preocupantes deuma crise de identidade particularmente dolorosa. (Dubar, 2011)
  5. 5. A CONSTRUÇÃO DO EU NO TRABALHOTeorias da construção do eu. Três correntes:1) Filosofia: Cogito: “Penso logo existo”.2) Psicologia: Consciência do EU através de:Pensamentos/Estímulos/Percepções/Motivações/ Objetos/Ações/Ambiente/Grupos sociais/Status/Necessidades,etc.Faz parte do EU as camadas centrais (o self)e as camadas periféricas). O corpo: eu visível3) Psicanálise. a. Freud – Eu é o Ich (alem), o
  6. 6. b. Lacan: O EU é Je consciente.. O eu seestabelece na imagem do espelho onde acriança se reconhece (o imaginário) e éreconhecida pela mãe.Estas concepções valorizam o eu comopercepção com uma história organizada decrescimento e desenvolvimento. A construção do eu e a construção da profissionalidade acontecem paralelamente. A ocupação é a autoconcepção básica, pois o trabalho é a expressão do eu.
  7. 7. II. A SOCIALIZAÇÃO PROFISSIONAL COMO INICIAÇÃO E CONVERSÃO IDENTITÁRIAEspecificações Da Identidade Profissional: Cultura específica a partir da linguagem; Visão do mundo na lógica cotidiana da função; Prática e conduta de vida; Valorização da experiência e não apenasconhecimento; Definição do indivíduo pelo seu trabalho.
  8. 8. ANÁLISE SOCIOLÓGICA DA PROFISSÃO DAS AUXILIARES DE ENFERMAGEM . Vista como função intermediária entre médicos eenfermeiras; Esta posição gera a descaracterização da identidadeprofissional, por consequência a desvalorização; Profissionais ligados aos cuidados estão mais sujeitosà cultura do oficio; Experiência prática, curiosidade cultural, autoestima eo reconhecimento do outro são fatores geradores dooficio de serviço.
  9. 9. PROFISSIONALIDADE Não há ruptura entre “profissionais” e “não profissionais”E sim sistema de trabalho fundado em uma continuidade, em um dado momento, Entre todos aqueles que contribuem para um mesmo campo de atividade. (Hughes e sociólogos interacionistas apud ABBOTT, 1988)
  10. 10. III. UMA TEORIA GERAL DA SOCIALIZAÇÃO PROFISSIONAL 1ª • Todos os trabalhadores têm direito à qualificaçãoTese profissional, desde que sejam organizados. 2ª • A formação profissional é a formação ao longo da vida Tese3ª Tese • Em certas condições o trabalho pode ser formador, fonte de novas competências e aprendizagem para o futuro.
  11. 11. CONSIDERAÇÕES O cenário mais sombrio: Serviços de alto valor agregado nos países mais ricos. O cenário mais otimista: Escolarização e profissionalização universal. Expectativas para o futuro Imediato: Dependerá das regularizações do trabalho e das instituições de formação. Um objetivo para o futuro ainda continua sendo a libertação do trabalho de suas correntes, afim de que todos possam construir sua identidade fazendo aquilo que lhes dá prazer.

×