Seja util

229 visualizações

Publicada em

Islamismo - Seja útil

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
229
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Seja util

  1. 1. 15 SEJA ÚTIL ONDE QUER QUE ESTEJA - Muhammad Salih Al-Munajjid - Tradução e adaptação: Dr. José Geraldo Lemes Valladão Neto (Youssef) Prof. Nazem Muhammad Abdouni Equipe Luz Do Islam
  2. 2. 15 2011 – 1432h Seja Útil onde Quer que Esteja Graças a Allah O Criador do Universo! Que a paz e as bênçãos de Allah esteja com nosso profeta Muhammad, todos os seus familiares e companheiros! Allah jurou no Alcorão e diz: “Pelo tempo! Por certo, o ser humano está em perdição” (Alcorão 103:1-2). Os humanos estão em perdição exceto: “Aqueles os que crêem e fazem as boas obras e se recomendam, mutuamente, a verdade, e se recomendam mutuamente a paciência” (Alcorão 103:3). Isso inclui as boas obras visíveis e invisíveis para todos. Com a fé e com as boas obras, o indivíduo aperfeiçoa a si próprio e com a recomendação da paciência na obediência a Allah e seus decretos, às vezes, dolorosos, o indivíduo aperfeiçoa seus deveres perante as pessoas. Fazendo isso, o ser humano se salva da perdição e conquista enorme recompensa. Então, a salvação do homem depende do seu benefício para os outros, aconselhando-lhes, recomendando-lhes a verdade e a paciência. Allah diz: “E fazei o bem, na esperança de serdes bem-aventurados” (Alcorão 22:77) e “Inspiramo-lhes a prática das boas coisas” (Alcorão 21:73). Irmãos, que a paz e as bênçãos de Allah estejam com vocês! Conversaremos sobre as boas obras e o benefício para as pessoas. Nós nos reunimos nessa cidade sagrada (Meca) e pedimos a Allah que reine a paz para que possamos aqui retornar sempre. Que Ele nos ajude a recordá-lo, agradecê-lo e orá-lo. Sejam bem vindos. Peço a Allah que proteja vocês no Dia do Juízo Final e que os salve do fogo do inferno. Que faça das suas faces iluminadas ao encontrá- Lo. Irmão, essa é uma boa oportunidade nessa grande reunião para aconselharmos: “Seja útil onde quer que esteja”! Façamos dessa frase um símbolo da juventude dessa religião, pois Allah ordenou que sejamos benevolentes: “Por certo, Allah ordena a justiça e a benevolência” (Alcorão 16:90), “Um bem há para os que bem fazem nesta vida terrena” (Alcorão 16:30) e “Se bem fizerdes, bem fareis a vós mesmo” (Alcorão 17:7). É nosso dever fazer o bem aos outros e sermos úteis para ajudar-lhes com benevolência. O Profeta Muhammad SAW disse: “O melhor de vocês é aquele que mais faz pelos outros”. Devemos ajudar-lhes moralmente e financeiramente, pois são servos de Allah. A benevolência com o próximo é uma benção. Fazer o bem para alguém lhe dá proteção contra os problemas que poderão lhe acometer e te levanta moralmente diante das pessoas. Ibn Al Qayim, que Allah seja misericordioso com ele, disse: “O raciocínio, a natureza humana e as experiências de várias nações e raças indicam que a aproximação com o Senhor do Universo e a benevolência com Seus servos são um dos maiores motivos que trazem o bem para a pessoa e o contrário disso traz o mal”.
  3. 3. Meu irmão, qualquer favor que você faz pelos outros é uma caridade. O Profeta SAW disse: “Todo favor é caridade”. Cada um de nós tem obrigação de fazer 360 caridades por dia, pois o Profeta disse: “Em qualquer dia da vida as articulações do ser humano devem oferecer uma caridade”. Como podemos realizar 360 caridades por dia? O Profeta SAW disse: “Em qualquer dia da vida o ser humano deve oferecer uma caridade dele para si mesmo” e Abu Zar perguntou: “Ó Mensageiro de Allah, como podemos fazer caridade sem dinheiro?” e ele respondeu: “Há várias portas para a caridade: louvar a Allah, glorificá-Lo, agradecê-Lo, afirmar a unicidade de Allah, pedir perdão a Allah, recomendar o bem, repudiar o mal, tirar qualquer obstáculo do caminho de alguém, guiar um cego, ajudar um surdo ou mudo, ajudar alguém encontrar algo perdido, correr para socorrer um necessitado, ajudar com seus próprios braços a um fraco, tudo isso são portas para caridade de você pra si mesmo, até sua relação íntima com sua esposa é uma caridade” e então Abu Zar perguntou: “Como posso estar fazendo uma caridade ao satisfazer meu próprio desejo carnal?” e o Profeta SAW então respondeu: “Se você tem um filho adolescente que morre na flor da idade, você se entristecerá?” e Abu Zar respondeu que sim. O Profeta SAW lhe disse: “Foi você quem o criou?” e Abu Zar disse: “Não, foi Allah” e o Profeta SAW perguntou: “Foi você que o encaminhou?” e Abu Zar respondeu da mesma forma. E mais uma vez o Profeta SAW: “Foi você quem o sustentou?” e Abu Zar disse que foi Allah. Então o Profeta SAW disse: “Então gere o seu filho de forma lícita”, ou seja, com sua esposa, “Se Allah deseja levá-lo ou deixá-lo vivo, que assim seja e você terá sua recompensa de qualquer jeito”. Uma das maiores caridades perante seus irmãos são os seus deveres para com eles, conforme disse o Profeta SAW: “O muçulmano tem cinco deveres ante os demais muçulmanos: retribuir a saudação, visitar o enfermo, acompanhar o séquito do funeral, aceitar um convite e rogar a Allah por aquele que espirra”. Ó meu irmão, a cada passo que você dá para ir para a oração é uma caridade. Ó servo de Allah, se você ajudar seu amigo a carregar algo para colocar no carro, estará fazendo uma caridade. O Profeta SAW nos ordenou sete deveres. Al Bara’a Ibn Azeb disse: “O Mensageiro de Allah nos ordenou acerca de sete deveres. Ordenou-nos visitarmos o enfermo, seguirmos o séquito do funeral, rogarmos a Allah por quem espirra, apoiar alguém que fez um juramento para que possa cumpri-lo , prestarmos apoio ao oprimido, aceitarmos um convite e retribuirmos a saudação”. O Profeta SAW disse: “Não despreze os pequenos favores, pois um sorriso no seu rosto diante de seu irmão é uma caridade”. Um sorriso no seu rosto é uma caridade para os outros e reflete a alegria para estimular o seu irmão e isso conta como uma caridade na sua balança. A recompensa com a benevolência para com os muçulmanos é grande. O Profeta SAW disse: “A quem acudir um irmão necessitado, Allah acudirá em sua ajuda; e a quem aliviar a angústia de um muçulmano, Allah aliviará, por isso, uma das suas angústias no Dia do Juízo; e a quem encobrir a falta de um muçulmano, Allah encobrirá as suas faltas no Dia do Juízo”. Caro irmão, quem aliviar a angústia de um muçulmano, Allah aliviará, por isso, uma das suas angústias no Dia do Juízo, ou seja, quem facilita uma dificuldade de uma pessoa, Allah lhe facilitará nessa vida e na outra. Quem encobrir a falta de um muçulmano, Allah encobrirá as 15
  4. 4. suas faltas nessa vida e na outra também. Se você vires um peregrino dormindo em um acampamento descoberto, cubra-o. Uma mulher que ver outra descoberta sem perceber deve cobri-la também. Se seu irmão muçulmano comete uma falta você também deve encobri-la e aconselhe-o se ele tem falhas e não deixe ninguém difamá-lo. Fazendo isso, Allah encobrirá suas falhas no Dia do Juízo. “Allah ajuda o seu servo se esse estiver ajudando seu irmão e quem vive para ajudar um irmão Allah o ajudará em suas necessidades”. Seja benevolente com seus irmãos muçulmanos com sua sabedoria, seu dinheiro, sua ajuda e seu conselho. Às vezes um conselho vale milhões, uma opinião não tem dinheiro que pague e esses benefícios a seus irmãos tem uma recompensa enorme para Allah. 15 O mais amado por Allah é aquele mais benevolente para os outros. As melhores atitudes para Allah são alegrar o coração de um muçulmano, aliviar-lhe uma angústia, pagar-lhe uma dívida ou matar-lhe a fome. O Profeta SAW disse: “Ajudar uma pessoa necessitada é mais recompensador do que fazer um mês de Itkaf1nessa mesquita2 e quem contem a sua fúria, Allah encobrirá as suas falhas” e disse também “Aquele que viver para sanar a necessidade de uma pessoa até conseguí-la, Allah firmar-lhe-á os pés no Dia do Juízo”. A Sirat3 que nós atravessamos no Dia do Juízo é mais fina que um cabelo e mais afiada que uma espada. Você gostaria de ter os seus pés firmes na Sirat? Então, ande ajudando seu irmão muçulmano até ele conquistar aquilo que ele necessita. Ibn Abbas disse: “Quem viveu para ajudar o próximo terá em cada passo uma sadaqa4”. Pense bem se não vale a pena ajudar um irmão a arrumar um documento, a arrumar um emprego ou pagar uma dívida. Imagine quantos passos serão transformados em sadaqa. Imagine só que os primeiros muçulmanos achavam que, quem na verdade fazia um favor era o necessitado e não quem estava ajudando, pois é o necessitado quem nos dá a oportunidade de receber a sadaqa. Ibn Abbas disse: “Existe 3 pessoas as quais não tenho como recompensá-las, aquele que me cumprimenta com o Salam5 antes de mim, aquele que cede um lugar para mim no meio de uma confraternização e aquele que vem de longe correndo para me cumprimentar, mas a quarta pessoa, só Allah para recompensá-la por mim, e é aquele que dormiu sua noite com um problema, pensando em quem irá ajudá-lo e ao me ver, pede meu auxílio”. Ibn Al Qayim disse que Ibn Taymiah vivia muito para ajudar as pessoas. Ali Ibn Al Hussein carregava pão à noite e levava para as famílias necessitadas até morrer e quando ele morreu, as pessoas perceberam que era ele quem lhes sustentava, pois sentiram falta dos pães. Caros jovens, homens, mulheres, grandes, pequenos, crianças, a benevolência com as pessoas é umas das características do Profeta Muhammad SAW. Por isso, Khadija6 tranqüilizou 1 Itkaf: Retiro em adoração a Allah em uma mesquita. 2 Mesquita do Profeta SWA em Medina. 3 Sirat: Senda. Linha na qual andaremos no Dia do Juízo. 4 Sadaqa: Boa ação. 5 As-salamu Alaikum: Saudação muçulmana que significa “Que a paz de Allah esteja sobre vocês”. 6 Khadija: Primeira esposa do Profeta Muhammad SAW.
  5. 5. o Profeta SAW, quando ele voltou do Ghar Hira’a7, dizendo-lhe: “Juro por Allah que Ele nunca te desprezará, porque na verdade, tu sempre visitas teus parentes, és sempre verdadeiro, tu carregas o fardo de outros acima de ti mesmo, tu honras os hóspedes e tu ajudas as pessoas quando elas estão em dificuldades”. O Profeta SAW nunca deixou de atender ao pedido de um necessitado. Ibn Jaber disse: “Nunca o Profeta Muhammad SAW negou uma ajuda e disse não”. Abu Bakr As-sidiq, o primeiro Khalifa, tinha o mesmo comportamento que o Profeta SAW e foi justamente um dos incrédulos quem percebeu isso ao ver Abu Bakr saindo de Meca e então perguntou onde ele estava indo e Abu Bakr respondeu: “Meu povo me expulsou dessa cidade e estou indo para uma terra para adorar a Allah” e o pagão respondeu: “Uma pessoa como tu não deve sair e nem ser expulso de lugar nenhum, pois tu carregas o fardo de outros acima de ti mesmo, tu honras os hóspedes e tu ajudas as pessoas quando elas estão em dificuldade”. Portanto, se percebermos, o pagão falou para Abu Bakr o mesmo que Khadija disse ao Profeta SAW. 15 Irmãos, respeitar os laços familiares tanto do lado do pai quanto da mãe, é uma obrigação. Vocês devem ajudar os fracos, os órfãos e aqueles com dificuldades de sustentar sua grande família. Honrar os hóspedes é um ato de generosidade e bom caráter. Carregar o fardo dos outros é uma caridade para si próprio. Quem tem essas qualidades é uma riqueza indispensável para sua comunidade, por isso, foi dito para Abu Bakr: “Uma pessoa como tu não deve sair e nem ser expulso de lugar nenhum”. Os sábios islâmicos disseram que aquele que trabalha na divulgação e no ensino da religião não deve sair do lugar onde está, pois, o benefício que ele gera não é apenas para um indivíduo, mas sim para toda a comunidade onde ele trabalha. Uma pessoa como essa não pode sair e nem ser expulsa de sua comunidade. O Profeta Muhammad SAW ordenou que cada muçulmano que pode beneficiar outro muçulmano, o deve fazer de uma maneira ou de outra. E disse: “Quem pode ajudar o seu irmão, que o faça”. Nem que seja recitar uma súplica por uma pessoa ou ajudar um estudante para que faça bem a sua prova, pois o crente é como uma tamareira e uma abelha. A tamareira não perde suas folhas nem no verão e nem no inverno, comemos dos seus frutos e aproveitamos sua sombra, e a abelha nos dá o mel que possui a cura para as pessoas. Viver para ajudar os outros é um motivo para que o crente adentre no paraíso e se salve do inferno. Abi Dhar disse: “Ó Mensageiro de Deus, o que salva o servo do inferno?” O Profeta SAW disse: “Creia em Allah” e Abi Dhar respondeu: “Ó Mensageiro de Deus, a crença deve vir com o trabalho”. O Profeta SAW, então, disse: “Dê para os outros aquilo que Allah te deu (dinheiro)”. Abi Dhar, então, lhe fes outra pergunta: “Ó Mensageiro de Deus, e se a pessoa for pobre e não tem nada para oferecer?”, então ele SAW, respondeu: “Que incentive o bem e repudie o mal”. Abi Dhar disse: “E se ele não puder fazer isso?” O Profeta respondeu: “Que ajude um ignorante que não sabe trabalhar para que possa fazê-lo”. Então Abi Dhar: “E se ele próprio for um ignorante que não sabe fazer nada?” então o Profeta SAW: “Que ajude um injustiçado”. Abi Dhar: “E se ele é um fraco e não pode ajudar o injustiçado?” então o profeta SAW disse: “Você não quer deixar nada para seu amigo fazer? Então que não faça mal a ninguém”. Perguntou, então, Abi Dhar: “E com isso ele entra no paraíso?” E o profeta SAW 7 Ghar Hira’a: Caverna onde o Profeta SAW recebeu a primeira revelação através do Anjo Gabriel.
  6. 6. disse: “O crente que fizer qualquer uma dessas boas ações, elas mesmas o tomam pela mão e o conduzem ao paraíso”. Não fazer o mal é uma caridade sua para você mesmo. Mas como? Se uma pessoa não fizer nenhum mal por três horas, ela teria alguma benção? Eu digo que não, pois, a pessoa deve ter a intenção de não fazer o mal em nenhuma situação e não porque ela se esqueceu de fazê-lo. Uma pessoa que ficou muito tempo sem fazer o mal só é abençoada se deixou de fazer o mal por temência a Allah. Ó irmãos, quando o Profeta Muhammad SAW foi perguntado sobre quais seriam as melhores ações, ele disse: “Alegrar um crente, saciar sua fome, encobrir suas falhas e ajudá-lo com sua necessidade”. Uma das bênçãos dessa nação é o benefício dela para os outros povos em muitos sentidos, sendo desses, o melhor, a orientação deles para o Islã, conduzi-los para o paraíso e salvá-los do inferno. Abu Hurairah explicou a aya8 “Sois a melhor comunidade que se faz sair para a humanidade” (Alcorão 3:110) da seguinte forma: “Combatemos os descrentes e os fazemos reféns, para que assim eles vivam conosco e conheçam a grandeza do Islã. Dessa maneira eles se convertem ao Islã por sua própria vontade9 e entram no paraíso”. Em uma das batalhas, os muçulmanos acamparam numa montanha e o Profeta SAW colocou dois combatentes como guardas noturnos: um deles era um dos emigrantes (Al muhajirin) e outro era um dos socorredores (Al ansar). Os dois combinaram que o socorredor ficaria de plantão na primeira parte da noite e o emigrante ficaria na segunda parte. O emigrante foi dormir e o socorredor permaneceu de plantão e começou rezar recitando uma sura grande do Alcorão. Um dos inimigos o viu rezando e lançou uma flecha acertando-o, mas o socorredor não quis interromper sua leitura, tirou a flecha do seu corpo e continuou. O incrédulo lançou a segunda flecha e o socorredor fez a mesma coisa. Lançou a terceira e o socorredor fez a mesma coisa, curvou-se e prostrou-se, depois chamou o seu companheiro e então o incrédulo fugiu. O emigrante viu o socorredor ferido com uma poça de sangue ao seu redor e gritou: que Allah te perdoe! Porque você não me chamou antes? O socorredor, então, disse: eu comecei recitar uma sura do Alcorão e não quis interrompê-la. Eu prefiro morrer a interromper a recitação de uma sura. Irmãos, uma das grandes adorações é ensinar aos outros o conhecimento, a religião e chari’a10 e a recompensa para quem fizer isso é grande. O Profeta SAW disse: “Aquele que ensina os outros terá uma recompensa igual a de quem foi ensinado sem que seja reduzida a recompensa de nenhum dos dois” e disse: “O melhor dentre vos é aquele que aprende o Alcorão e o ensina aos outros”. Aprender o Alcorão e ensiná-lo é uma dádiva para quem ensina e para quem aprende. Allah diz: “E quem melhor, em dito, que aquele que convoca os homens a Allah e faz o bem e diz: por certo, sou dos muçulmanos” (Alcorão 41:33). Uma das maneiras para convocar os homens a Allah é ensinar-lhes o Alcorão. O Profeta SAW disse: “O caso de quem ensina o bem aos outros é como o caso de uma 15 chuva que cai sobre a terra fértil que faz a erva seca tornar-se verde e faz crescer nova 8 Aya: Versículo do Alcorão Sagrado. 9 A conversão de um muçulmano não é aceita, caso essa seja feita de maneira forçada, pois Allah diz: “Não há compulsão na religião! Com efeito, distingue-se a retidão da depravação” (Alcorão 2:256) 10 Chari’a: Jurisprudência islâmica.
  7. 7. vegetação”. A recompensa para quem ensina o conhecimento e o bem aos outros é muito grande e o Profeta SAW disse: “Allah, Seus anjos, e todos aqueles que vivem nos céus e na terra, inclusive as formigas em seus formigueiros, e os peixes, suplicam por aqueles que instruem as pessoas no conhecimento virtuoso”. Ó irmãos! Quantos tipos de peixe tem no mar? Imagine quantos peixes, animais e aves suplicam por aquele que ensina aos outros fazer o bem. Por quê? Porque o beneficio é para toda a nação e esse é um motivo suficiente para aprender e ensinar o bem aos outros. O Profeta SAW disse: “Aqueles que estão entre o céu e a terra suplicam por um sábio e até os peixes na água”. Quantos bilhões? Porque os animais suplicam por um sábio? A resposta é: 15 1° A Generosidade de Allah e a honra para aquele que carrega o conhecimento religioso. 2° O beneficio do conhecimento do sábio islâmico chega até os animais quando ensina os humanos. Ao abater, proceda do melhor modo, afiando a faca e acalmando o animal, não o abatendo na presença do outro animal, dando água ao animal antes do abate e acalmando. Se for preciso abater, que se proceda da melhor maneira. Em fazer o bem a qualquer criatura há uma recompensa. Dando água para um gato você terá uma recompensa. Por tudo isso os animais agradecem ao sábio e suplicam por ele. Buscar o conhecimento, aprender e ensinar é uma grande adoração. O Imama Annawawi foi perguntado: Quem está em retiro contemplativo na mesquita (Al mu’taqif) pode ler o alcorão e ensinar aos outros? Ele disse: isso é melhor do que uma oração não obrigatória, pois o ensino é um beneficio para os outros. O sábio Abdul Aziz bin Baz às vezes não fazia o jejum não obrigatório e falava que se sentia fraco com jejum e portanto não conseguia servir aos outros e que o jejum não obrigatório é um beneficio pessoal e ajudar os outros é para uma nação. Os sábios dizem que ler o alcorão em voz alta é melhor do que ler em voz baixa, pois ler em voz baixa é um beneficio para o leitor e não para os outros que estão por perto. A leitura do alcorão acalma o coração, acorda quem esta dormindo pra rezar, faz a pessoa se tornar temente a Allah e livra a pessoa das preocupações, da tristeza, da fraqueza e da preguiça. Ó irmãos! Um sheikh numa mesquita,qual é melhor pra ele no mês de Ramadan? ficar na mesquita ensinando os muçulmanos a religião e rezar com eles ou ir para passar o mês sagrado na Makkah? Irmãos, o que seria melhor para um sheikh numa durante o mês do sagrado do Ramadan? Ficar na mesquita ensinando a religião e rezando com os irmãos ou permanecer o mês todo em Meca? O melhor é permanecer na mesquita, pois, além do benefício ser maior, Allah também irá recompensá-lo como se ele tivesse ido para Meca se sua intenção fosse ir até Meca. O Profeta SAW disse: “Havia uns homens em Medina que, não percorríamos um desfiladeiro, nem cruzavamos um vale, sem que eles estivessem conosco (em espírito) e por isso tinham a recompensa conosco, pois eles não podiam nos acompanhar por terem motivos para isso”.
  8. 8. A pessoa que esta numa cidade ou vilarejo ensinando as pessoas deve permanecer no 15 seu trabalho se a sociedade precisa dela. Porém, se essa pessoa tiver a intenção de ir à Mesquita Sagrada em Meca e tiver um substituto que faça essa tarefa, então ele pode ir e voltar rapidamente. O Sheikh Ibn Uthaimin foi perguntado: Quem estiver em retiro contemplativo na mesquita pode usar o telefone para atender as necessidades das pessoas? Ele respondeu: Pode sim, se o telefone estiver dentro da mesquita e não tiver que sair para usá-lo. Atender as necessidades dos muçulmanos é um beneficio grande para a nação e é mais importante do que a pessoa ficar em retiro contemplativo na mesquita. O encarregado dessa tarefa deveria participar das orações obrigatórias na mesquita e seguir seu importante trabalho. Os sábios dizem que a divulgação da religião de Allah é um grande trabalho. O Profeta SAW disse: “Se Allah guia uma pessoa até ao islã através de ti, isso seria muito melhor para ti do que toda uma cáfila de camelos vermelhos” e disse também: “Aquele que levar alguém à retidão terá uma recompensa igual aquele que foi guiado”. Ó homens e mulheres que trabalham na divulgação nas mesquitas, nas escolas, nas bibliotecas, nos acampamentos e nas casas! O trabalho é muito grande e essa era a tarefa dos profetas. Irmãos, no chamado à oração (Al Adhan) há uma grande recompensa. O Profeta SAW disse: “Allah perdoa os pecados de quem fazer o chamado à oração elevando ao máximo a sua voz, e quem ouve seu chamado, até as plantações e as pedras, suplicam por ele” e “Ele terá uma recompensa por cada pessoa que reza junto dele”. Irmãos, o Profeta SAW disse: “A religião constitui conselho sincero”. Como é o conselho para os muçulmanos? 1-Guiar para o bem nessa vida e na outra. 2-Ensinar aquilo que eles necessitam sobre a religião na vida mundana. 3-Encobrir as falhas. 4-Afastar o mal que pode cair sobre os muçulmanos. 5- Trazer o bem para os muçulmanos. 6-Respeitar os velhos e ter misericórdia com os mais novos. 7-Dar conselhos. 8-Não enganar. 9-Desejar o bem. 10-Defender a honra e proteger as propriedades. Uma das grandes benevolências para os muçulmanos é assistir a oração fúnebre e suplicar para os defuntos e os viventes. O Profeta SAW disse: “Deus meu! Perdoa tanto os nossos viventes como os nossos defuntos, bem como as nossas crianças como nossos idosos,
  9. 9. os nossos varões e nossas mulheres, os presentes e os ausentes”. E disse: “Toda vez que um muçulmano faz uma prece por um irmão, na ausência deste, um anjo repete: E tu terás o mesmo, e mais”. 15 Uma das benevolências para os muçulmanos é prestar apoio ao teu irmão, não importando se ele foi o injusto ou a vítima de uma injustiça, pois deve ajudar o injusto a não agir com injustiça. O Profeta SAW disse: “Quem protege a honra de seu irmão, Allah o protegerá do fogo de inferno no dia da ressurreição”. Por isso, se uma pessoa difamar um bom muçulmano na sua presença, é sua obrigação defendê-lo. Uma das grandes benevolências para os muçulmanos é a reconciliação entre as pessoas. Allah diz: “Nada de bem há em muitas de suas confidências, exceto nas de quem ordena caridade ou algo conveniente ou reconciliação entre as pessoas. E a quem o fez, em busca do agrado de Allah, Nos conceder-lhe-emos magnífico prêmio” (Alcorão 4:114). O grande sábio Assa’di disse: nada de bem há em muitas de suas confidências, suas conversas e suas atitudes exceto nas de quem ordena caridade em dinheiro, em sabedoria, em favor ou em qualquer atitude que tenha benefício para sociedade. A reconciliação entre as pessoas por um desentendimento motivado por um homicídio, por bens, por honra ou até por uma causa ligada a religião, Allah diz: “E agarrai-vos todos à corda de Allah e não vos separeis” (Alcorão 3:103), “E, se duas facções dos crentes pelejam,reconciliai-as.” (Alcorão 49:9) e “...A concórdia é o melhor” (Alcorão 4:128). Allah abençoa os conselheiros e amaldiçoa os corruptores. Entre as formas de reconciliação, estão: 1-Reconciliação entre o testador e os herdeiros: Allah diz: “E quem teme, por parte do testador, parcialidade ou pecado, e faz reconciliação entre eles, sobre ele não haverá pecado” (Alcorão 2:182). 2-Reconciliação para impedir um derramamento de sangue que leva ao ódio, a inimizade, a injustiça ou a agressão, isso é mais importante do que rezar, jejuar ou fazer caridade, pois isso afeta a sociedade islâmica em geral. O Profeta SAW disse: “Melhor do que rezar, jejuar e fazer caridade é promover a reconciliação entre as pessoas para impedir o derramamento de sangue e a discórdia entre os muçulmanos”. 3-Testemunhar e falar a verdade em favor da reconciliação. Allah diz: “E que as testemunhas não se recusem, quando convocados para testemunhar” (Alcorão 2:282). Até as crianças na escola devem testemunhar quando há uma briga entre si. Meu irmão, se um dia você jurou que nunca mais vai interferir para reconciliar as pessoas por sofrer uma agressão ou mal por causa disso, eu te aconselho a refletir sobreo seu juramento e voltar a reconciliar as pessoas. Allah diz: “E não façais do nome de Allah barreira a vossos juramentos de não serdes bondosos e piedosos e reconciliadores, entre as pessoas. E Allah é Oniouvinte,Onisciente” (Alcorão 2:224). Irmãos, podemos fazer o bem nas mesquitas, ajudar os oradores, preparar as mesquitas no mês do Ramadan e servir as pessoas que estão em retiro contemplativo (Itkaf). O
  10. 10. Profeta SAW rezou e suplicou por uma pessoa após um mês de seu funeral, pois essa pessoa sempre limpava a mesquita. Numa das viagens do Profeta Muhammad SAW, uns de seus companheiros estavam de jejum voluntário e outros não. Os muçulmanos que não estavam de jejum serviam os companheiros jejuadores, montaram as tendas e deram água para os camelos. Então o Profeta SAW disse que eles tiveram recompensa maior do que a dos jejuadores, pois o beneficio que eles fizeram é maior, o jejum voluntario é um benefício pessoal e não é obrigatório, principalmente na viagem. 15 O muçulmano pode fazer o bem até quando está sentado ou andando na rua. O Profeta SAW disse: “Dai à rua o que lhe é de direito”. E perguntaram: E qual é direito da rua, mensageiro de Deus? Ele respondeu: “É terdes os olhares recatados, evitardes causar qualquer dano às pessoas, retribuirdes as saudações, pregardes a prática do bem e combaterdes a prática do mal” e acrescentou em outro hadith: “Socorrerdes a quem precisa e guiardes o desencaminhado”. Ó irmãos, uma das boas caridades é ajudar os outros com dinheiro. O Profeta SAW disse: “Os bens de ninguém se reduzem pela caridade que ele tenha dado” e Allah abençoará essa pessoa e multiplicará essa caridade em setecentas vezes ou mais e essa caridade será sua proteção no túmulo e no dia do juízo final. O Profeta SAW disse: “A caridade protege os caritativos do calor dos túmulos” e disse também: “O crente se protege na sombra da sua caridade no dia do juízo final”. Os companheiros do Profeta fizeram caridades com os mais valiosos bens que eles possuiam: Abu talhah doou sua fazenda como caridade para os necessitados. Abu ad-dahdah quando foi revelada a aya: “Quem empresta bom empréstimo a Allah, Ele lho multiplicará, e ele terá generoso prêmio” (Alcorão 57:11), veio até o Profeta SAW e perguntou: Ó Profeta, Allah quer nosso empréstimo? E o Profeta SAW respondeu que sim. Então Abu ad-dahdah pegou a mão do Profeta SAW e disse: Ó Profeta! Então eu emprestarei minha casa e minha fazenda de 600 tamareiras ao meu Criador. Mais tarde, quando Abu ad-dahdah chegou em casa, falou para a esposa que havia emprestado a casa e a fazenda para Allah e ela, ao invés de lhe contrariar, respondeu: Isso é um bom negócio e que Allah te abençoe. O Profeta nunca esqueceu esse fato e quando Abu Ad-dahdah faleceu, o Profeta SAW fez a oração funeral e disse: “E quantas tamareiras cheias de frutas, Abu Ad-dahdah tem no paraíso!”. Ó irmãos, as diferença sociais entre os humanos, se um é rico e o outro é pobre, se um era rico e tornou-se pobre, se um era pobre e tornou-se rico, tudo isso talvez esteja ligado à um segredo divino. O Profeta SAW disse: “Allah abençoa uma pessoa com a riqueza para a pessoa usá-la em beneficio dos outros, quando essa pessoa parar de fazer a benevolência, Allah tira essa riqueza dele e transfere para outro que a faz”. O Profeta SAW disse: “Aquele que tiver uma montaria a mais, que dê a quem não tiver nenhuma; e aquele que tiver provisões a mais que as dê um pouco a quem não tiver
  11. 11. nenhuma”. Assim, foram mencionadas diversas classes de bens ou riqueza, até que ficamos convencidos de que nenhum de nós tem o direito de possuir bens de mais. Irmão, se você está numa viagem dê uma carona para quem precisa. Se você tem dois carros empreste um para quem precisa. Se você tem dinheiro empreste um pouco para quem precisa. O Profeta SAW disse: “Emprestar algo para um muçulmano é uma caridade”. Se uma pessoa está passando necessidade alivie-o e Allah lhe aliviará nesse mundo e no outro. O Profeta SAW disse: “Aquele que resolver a dificuldade de um necessitado, Allah resolverá as suas dificuldades, tanto nesta como na outra vida”. E disse: “Quem quiser ter uma súplica atendida e sua angústia aliviada, que alivie um necessitado”. Imagine quantas recompensas você terá se pagar a dívida de um falecido aliviando-o no seu túmulo. Irmãos: O bem que nós fazemos para os servos de Allah é um alívio para nós nesse mundo e uma proteção para não termos um final ruim. O Profeta SAW disse: “As boas ações são uma proteção conta o final ruim”. E disse: “Os praticantes do bem nessa vida terrena são praticantes do bem na derradeira vida”. O Profeta SAW disse: “Num tempo anterior ao vosso, houve três homens que iniciaram uma marcha. Chegada a noite, decidiram refugiar-se em uma gruta; porém, uma vez dentro dela, uma rocha rolou da montanha e fechou a saída da gruta. Então disseram entre si: Não há como escaparmos desta gruta, a não ser rogando a Deus e invocando as nossas boas obras. Um deles disse: Deus meu, eu tinha em minha casa os meus pais, e eram muito velhos. Não permitia que ninguém da minha própria família tomasse do leite recém-ordenhado antes que eles. Aconteceu que um dia me distanciei muito de casa em busca de lenha. Quando voltei, estavam dormindo, e assim ordenhei as vacas enquanto dormiam. Não quis despertá-los, nem queria oferecer o leite à minha família ou aos servos, antes que a eles. Por isso fiquei esperando, vasilha em punho, que eles despertassem, até que clareou o dia, enquanto meus filhos reclamavam o leite, incessantemente a meus pés. Foi então, que meus pais despertaram e tomaram o seu leite. Deus meu, se o que fiz foi em busca do Teu beneplácito, então alivia-nos 15 desta situação e livra-nos desta rocha! A rocha se afastou um pouco, sem que eles pudessem sair. Disse o segundo: Deus meu, tinha eu uma prima a quem amava mais do que a ninguém. Tentava persuadi-la a que se entregasse a mim, mas ela se negava. E, num ano de grande seca, veio a mim pedindo ajuda. Dei-lhe cento e vinte moedas de ouro, com a condição de que não resistisse aos meus desejos, e ela aceitou. Quando estava a ponto de tomá-la, ela exclamou: Tem piedade e teme a Deus! Não me tomes, senão de um modo lícito! Foi então, quando me retraí, mantendo o meu amor por ela, e deixando com ela as moedas de ouro que lhe havia entregue. Deus meu, se o que fiz foi em busca do Teu beneplácito, então alivia-nos desta situação! A rocha se afastou mais um pouco, mais ainda não podiam sair. Disse o terceiro: Deus meu, havia contratado uns trabalhadores, e lhes paguei todos os seus salários, com exceção de um que havia partido sem cobrar nada. Então, eu investi o salário dele, o qual rendeu grandes benefícios. Depois de algum tempo, aquele operário regressou, e disse: Ó servo de Deus, entrega-me o meu salário! Então, respondi: Tudo o que vês provem do teu salário. Todos estes camelos, todas estas vacas, estas ovelhas e estes escravos são teus. Ele replicou: Ó servo de Deus, não zombes de mim! Eu lhe respondi: Não estou zombando de ti. E eis que ele levou tudo o que lhe foi apresentado, sem nada deixar. Deus meu, se o que fiz foi
  12. 12. 15 em busca do Teu beneplácito, então alivia-nos desta situação. Foi então, que a rocha se afastou de vez, e aqueles homens sairam caminhando com seus próprios pés”. Irmãos, os três homens eram do bem, mas qual foi o melhor? Sem dúvida que o terceiro, e com sua benevolência foi o alívio final. Quanta recompensa receberá quem ajudar construir uma mesquita para os muçulmanos orarem, recordarem, aprenderem a religião e decorarem o Alcorão? O Profeta SAW disse: “Aquele que constrói uma mesquita, Allah construirá para ele uma casa no Paraíso”. Um grupo de pessoas do bem, homens e mulheres, que fazem um trabalho beneficente, todos terão suas recompensas e entrarão no Paraíso assim como uma flecha lançada na guerra contra os incrédulos. Allah recompensa quem a fabricou, quem a preparou e quem a lançou. Allah recompensa a produção de um CD islâmico desde o sábio que palestrou, até quem gravou, quem copiou, quem financiou, quem distribuiu e quem comprou. Todos podem entrar no paraíso por isso. Acha que isso é muito? Allah é muito mais! Intercedei por seu irmão, pois o profeta SAW disse: “Intercedei, e sereis recompensados por Allah”. Quando alguém pedia para o Profeta SAW que lhe resolvesse alguma questão, o Mensageiro de Allah SAW aconselhava-se com os Companheiros antes de tomar a sua decisão. Intercedei nas boas ações e no que é lícito, pois o Profeta SAW intercedeu nos problemas sociais. Certa vez falou para Barira a cerca do seu divórcio e disse a ela: “Não achas melhor ficar com seu marido? Pois, ele é o pai dos seus filhos!” Ela respondeu: Ó mensageiro de Allah, por acaso isso é uma ordem? O Profeta SAW, então respondeu: “Não, mas estou intercedendo por ele.” Então ela retrucou: “Mas eu não me interesso mais por ele.” Respeitar os laços familiares é uma benevolência nessa vida terrena e na derradeira vida. Retirar os obstáculos dos caminhos ou alimentar os necessitados é motivo para a pessoa entrar no paraíso, nem que seja por alimentar os animais, pois, uma pessoa deu de beber ao cão e esse foi um motivo para que ela entrasse no paraíso. O Profeta SAW disse: “Aquele que possui uma fonte de água terá uma caridade por todo humano, jin11, animal ou pássaro que beber dessa água, até o Dia da Ressurreição”. Por que os sábios disseram que é melhor trabalhar na agricultura do que na indústria e comercio? A resposta está no Hadith, que Profeta SAW disse: “Todo muçulmano que plantar uma árvore frutífera fará uma caridade por todo homem, animal e pássaro que se come da mesma, até o Dia da Ressurreição”. Até um homem ou um carro que parar na sombra dessa árvore lhe proverá uma caridade. 11 Jin: Gênio.
  13. 13. Esforçar-se para sustentar os filhos é uma caridade. O Profeta SAW disse: “Aquele que 15 se esforçar a favor da viúva ou do necessitado é igual aquele que combate pela causa de Allah”. Irmãos, vamos citar uns tipos de caridade que beneficia a sociedade e a nação em geral: 1-Se informar sobre os necessitados do seu bairro e interceder por eles junto dos ricos para que os ajude; 2-Juntar o dinheiro do Zakat12 e da caridade para distribuí-lo; 3-Visitar os necessitados; 4-Mulheres visitarem as viúvas muçulmanas; 5-Visitar os doentes nos hospitais dando apoio a eles; 6-Visitar os familiares dos prisioneiros e ajudá-los para não se perderem; 7-Quando uma pessoa precisa de sangue para se submeter a uma cirurgia, entre em contato com seus amigos para que possa encontrar um doador e provavelmente o problema será resolvido em uma hora e a cirurgia poderá ser feita; 8- Levar as mulheres (esposa e filhas) para comprar o que elas precisam ou para passear num lugar permitido, para que elas fiquem alegres e mais dispostas; 9-Preparar encontros com os sábios convidando as pessoas de seu bairro para uma palestra num acampamento, escola ou mesquita; 10-Fazer trabalho beneficente na época da peregrinação ou no mês do Ramadan; 11-Dar atenção para os não-muçulmanos, tentando ajudá-los, conversando com eles, dando-lhes livros que os chame para o islã; 12-Reunir pessoas do seu bairro e tentar reconciliar os vizinhos que estão em disputa; 13-Arrumar um serviço voluntário para os aposentados e não deixá-los se sentir tristes e inúteis; 14-Juntar os livros usados e livros islâmicos, do seu bairro e doar para as bibliotecas, escolas ou centros islâmico para mandar para as comunidades muçulmanas no exterior. 15- Visitar o lar dos órfãos; 16-Colocar anúncios nas paredes e nas ruas chamando a atençãos das pessoas para a religião. Por exemplo: “Seu véu é sua castidade” ou um hadith do Profeta SAW; 12 Zakat: Tributo anual que o muçulmano deve pagar diretamente aos menos favorecidos ou em prol da causa de Allah.
  14. 14. 16-Prestar ajuda aos estudantes necessitados principalmente a quem estuda a religião. Havia um aluno que não comprava comida no restaurante da escola como os outros e depois perceberam que, na verdade, ele não tinha dinheiro para comprar; 15 17-Colocar uma caixa para perguntas e respostas nas mesquitas, nas escolas, nos clubes, pois, muitas vezes isso pode salvar um irmão ou uma irmã de um pecado e às vezes a resposta de um sábio salva a vida de uma pessoa que está à beira de um suicídio; 18-Arrumar um lugar para reunir as crianças ou as mulheres do bairro para aprenderem a religião, lerem ou decorarem o Alcorão; 19-As mulheres memorizarem o Alcorão, uma ajudando outra por telefone; 20-Fazer um fundo, juntando o dinheiro da caridade para emprestar para as pessoas necessitadas ou para os universitários se formarem; 21-Trabalhar em conjunto com a prefeitura e com as autoridades para impedir os crimes, a injustiça, para combater as drogas ou qualquer mal. Tudo isso é um trabalho muito importante para a nação; 22-O proprietário de uma lavanderia sempre colocar no bolso das roupas lavadas um folheto divulgando o islã, para que as pessoas leiam e quando ele não coloca, as pessoas sentirem falta por elas se acostumarem a receber esse bem; 23-Se você estiver andando pela rua e ver muitos jovens sentados na calçada, oriente-os, converse com eles com boas palavras. Às vezes eles poderão te agredir, te zombar, mas não se preocupe, pois assim os profetas foram tratados e você será recompensado mesmo que eles não aceitem suas palavras. Uma pessoa passava todo dia e via um grupo de pessoas na calçada cantando, dançando até que em um dia desceu do carro e conversou com os jovens com palavras simpáticas, quando um deles lhe falou mal dizendo: Se você nos vê há meses nessa situação e possui toda essa sabedoria, porque não conversou conosco antes? Porque esperou esse tempo todo? Depois lhe virou as costas seguido por sua turma; 24-Fazer o bem através dos meios de comunicação: livros, jornais, folhetos, CDs, pois através disso teremos caridades incontáveis; 25-Incentivar os jovens a se casarem e ajudá-los a encontrar a pessoa certa; 26-Freqüentar as instituições beneficentes para fazer caridades; 27-Orientar-se e orientar os outros para que o trabalho seja de acordo com o Alcorão e a Sunnah13; 28-Se você brinca com as crianças de seu bairro, os ensina e lhes dá prêmios, um dia que você viajar, eles sentirão a falta dos prêmios; 29-Dar atenção para as famílias dos viajantes é uma caridade; 13 Sunnah: Exemplo deixado pelo Profeta Muhammad SAW.
  15. 15. 15 30-Visitar as pessoas que moram no campo, longe da cidade, e saber do que eles necessitam; 31-Escrever nos jornais e nas revistas para divulgar o islã e recomendar o bem; 32-Promover cursos para as pessoas do seu bairro dentro da sua especialidade, como por exemplo, computação, administração,primeiros socorros, entre outros; 33-Se a geladeira da mesquita estiver com defeito, chame o técnico talvez ele poderá até cobrar a metade do preço. O profeta disse: “Não menosprezes qualquer ato de bondade”. 34- O sheikh Ibn As-Assa’di carregava no seu bolso muitos de doces e dava para as crianças no caminho para a mesquita. Isso é uma grande caridade, pois, deixava as crianças com os corações alegres. Deixe umas moedas no seu bolso e dê para as crianças que rezam na mesquita. Sheikh Abdul-Aziz Bin Baz, no caminho da sua casa até a mesquita, ele batia com seu cajado na porta dos vizinhos para acordá-los para oração da alvorada; 35-Ajudar uma pessoa idosa ou um cego a atravessar a rua, dar uma dica para uma pessoa que esteja perguntando sobre um endereço. Tudo isso é caridade. “Não menosprezes qualquer ato de bondade”; 36-Emprestar objetos para os outros; 37-Arrecadar roupas usadas para doar aos necessitados é uma grande caridade. Uma pessoa chegou até o sheikh de uma mesquita e perguntou: Vocês estão arrecadando roupas? O sheikh respondeu que sim.E a pessoa falou: Eu tenho roupas e preciso de ajuda para descarregá-la e lá fora tinha um caminhão de roupa que esse homem havia arrecadado com as pessoas; 38-Remover um obstáculo da estrada ou da frente da casa do vizinho, que o funcionário da prefeitura não removeu, é uma caridade. 39-Às vezes, através de uma mensagem do seu celular, Allah guia as pessoas para o islã. Irmãos, esses foram uns exemplos e umas portas para aqueles que querem fazer o bem, pois isso é algo importante e sério que pode conduzir uma pessoa para o Paraíso. Seja útil onde quer que você esteja! Peço a Allah que nos ajude a recordá-Lo, agradecê-Lo e adorá-Lo da melhor maneira. Que a paz de Allah esteja com nosso Profeta Mohammad SAW e seus familiares e companheiros.

×