AS MOTIVAÇÕES DE UM SERVO DE DEUS                                 Êxodo 35.4,5,20-22,29; 36.1,2   O serviço cristão não é ...
O que Pedro responde? “Mestre, tentamos pescar a noite inteira e não pegamos um mísero peixe,mas sobre tua palavra lançare...
Hoje, quase uns dez anos após tal declaração, Gonçala é a líder do ministério com surdos naSegunda Igreja Batista em Valen...
A exemplo da árvore generosa, Deus nos tem dado tudo de que precisamos, mas será que temos  tratado Deus como o menino tra...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

As motivações de um servo de deus

3.414 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.414
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
28
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

As motivações de um servo de deus

  1. 1. AS MOTIVAÇÕES DE UM SERVO DE DEUS Êxodo 35.4,5,20-22,29; 36.1,2 O serviço cristão não é pesado nem enfadonho. Não é uma carga que tenhamos que suportar como uma espécie de martírio que nos é imposto. O verdadeiro servo de Deus não se senteoprimido pelo seu Senhor; ao contrário, ele tem prazer em servir, servir através da consagração de suas habilidades, doação de valores, bens, tempo e por aí vai. Isto ocorre porque ele tem uma motivação que o mundo não conhece. As pessoas sem Deus, em geral, são guiadas pelos elogios, dinheiro, fama, poder, vantagens, mas o servo de Deus temoutros tipos de incentivos. Nesta noite quero compartilhar com vocês quais são as motivações que impulsionam o genuíno servo de Deus a honrar seu senhor com a sua vida e bens. O texto que lemos nos ensina o que motivou o povo de Israel a trazer ofertas e a trabalhar comalegria na construção da tenda da revelação, o tabernáculo, o templo móvel de Deus no deserto, a ponto de ser pedido às pessoas que parassem de ofertar pois estavam sobrando contribuições. Pois bem, o que motiva um servo de Deus a fazer a obra de seu Senhor? 1. Um servo é aquele que é movido pela palavra de Deus – Êxodo 35. 4,5 – Moisés dirige- se ao povo na intenção de vê-los participar, contribuir, ofertar. Pela sua autoridade como grande líder ele poderia exigir obediência e submissão, pois afinal de contas ele guiou aquele povo do cativeiro para a liberdade. Humanamente falando, eles deviam muito a Moisés. Sua palavra deveria ser lei inquestionável. Mas não é assim que ele procede. Ele convoca o povo com base na Palavra de Deus e não na dele próprio. Por quê? Porque em primeira instância o compromisso que o povo de Deus tem que apresentar não é com homens, mas com o Senhor que nos separou para si. Por isto ele diz: “Foi isto que oSenhor ordenou...”. Queridos, ouvir e atender à palavra de Deus é sinônimo de estarmos no rumocerto e alcançarmos a vitória. A palavra do Senhor não é um fardo, mas sim alegria e prazer, pois Deus jamais me pedirá algo que eu não possa cumprir e que não venha gerar benção para minha vida. Todo filho bem sucedido é caracterizado por uma vida de obediência aos pais. O primeiromandamento com promessa é “Honra aos teus pais para que se prolonguem os teus dias na terra que o Senhor teu Deus te dá”. Se esta verdade tem aplicação no mundo físico, na relação desangue, quanto mais na dimensão espiritual, em nossa filiação divina. Todo crente, ou seja, todo filho de Deus, tem que ouvir a palavra de Deus que é a Bíblia.E a Bíblia está cheia de orientações acerca de nossa doação voluntária, porque assim Deus o quer.Se você não tem dado ouvidos a esta palavra, alguma coisa está muito errada com sua vida, pois ocompromisso e o prazer de cumprir as Escrituras são características do verdadeiro servo de Deus. Em Lucas 5 há uma narrativa que ilustra muito bem o que estou falando a vocês agora. Os discípulos haviam passado a noite toda em claro tentando pescar, mas nada conseguiram. Estavam frustrados, decepcionados, cansados. Aparece, então, Jesus e lhes diz: “Naveguem até onde as águas são mais fundas e lancem as redes”.
  2. 2. O que Pedro responde? “Mestre, tentamos pescar a noite inteira e não pegamos um mísero peixe,mas sobre tua palavra lançaremos as redes”. Parafraseando Pedro, ele disse: “Jesus, esta ordem se fosse do meu irmão André, ou de Tiago e João, meus sócios, eu diria que é loucura e nunca realizaria tal ato. Mas, porque a tua palavra tem o melhor para mim, eu me submeto a ela”. E o que aconteceu? A pesca obtida foi a mais extraordinária que eles já haviam experimentado. Vale a pena obedecer a palavra de Deus. E o que ela lhe diz? Seja um servo, dando o que vocêtem de melhor em prol do Reino. Sobre a palavra de Deus lance as redes de uma vida de serviçosendo uma benção para todos: * O critério para se tornar membro da CBE – a freqüência na EBD * 2. Um servo é aquele que é estimulado pela visão da glória de Deus – Êxodo 34.34,35 – Você pode imaginar o impacto desta visão para cada israelita? Moisés estava tão cheio da glória de Deus que ofuscava os olhos de quem o contemplava, a ponto de ter que usar um véu para ocultar o seu rosto resplandecente.A visão da glória do Senhor estimulava a cada um dos verdadeiros servos de Deus a continuaremdisponíveis, voluntariosos e foi depois desta visão que o povo decidiu dar de si para a construção do tabernáculo, pois a glória de Deus é manifesta sempre sobre os autênticos servos. Há muitas limitações que pairam sobre nós: • O pouco ou nenhum dinheiro possuído; • As dificuldades de ordem intelectual pelos escassos estudos obtidos ao longo da vida; • Problemas de ordem familiar em relação ao cônjuge, filhos ou pais; • A idade avançada de que pesa sobre alguns; • Traumas antigos advindos de experiências tenebrosas; • O sentimento de incapacidade pela grandeza da tarefa a ser executada. Preste bem atenção: Em Romanos 8.18, Paulo diz que “as aflições deste mundo não podem comparar-se com a glória que em nós será revelada”. Querido, não olhe as circunstânciasadversas como desculpas para não servir, mas olhe sim para a glória de Deus que será manifesta a você a partir da sua entrega ao serviço cristão. Eu quero ainda poder apresentar vocês a uma baiana chamada Gonçala. Pobre, com um filho doente, Igor, que sofre de um mal raro incurável, anemia falciforme. Volta e meia o menino geme de dores por todo o corpo, que o levam ao desmaio muitas vezes. Há 5 anos disseram que Igor estava com seus dias contados, mas ele insiste em continuar vivendo. Ela, Gonçala, tem apenas 15% da visão. Na sua ida para a igreja já perdi as contas de quantas vezes foi atropelada por bicicletas, por não enxergar nada ao longo do seu caminho. Assim que chegou à igreja, nós a ajudávamos com uma cesta básica, pois seu esposo ganhava apenas um salário mínimo, que não pagava um terço dos gastos com os remédios do seu filho. Gonçala tinha tudo para ficar no seu cantinho chorando pelas suas mazelas num grande sentimento de auto-comiseração. Mas qual não foi a minha surpresa ao ver Gonçala inscrita e participando do nosso primeiro seminário de descoberta dos dons espirituais, sem nem poder ler a apostila entregue, mas lá estava ela com o rosto radiante. Na maior dificuldade, com a ajuda de vários irmãos, foirespondendo aos testes. E ao sair, após o término do seminário, ela me disse: “Pr. Julio, o senhor ainda vai me ver servindo muito nesta igreja!”.
  3. 3. Hoje, quase uns dez anos após tal declaração, Gonçala é a líder do ministério com surdos naSegunda Igreja Batista em Valença. Seu ministério tornou-se órgão de utilidade pública estaduale Gonçala tem viajado por toda a Bahia ministrando cursos de treinamento de libras, a linguagem brasileira de sinais. Todos os ministérios com surdos fecharam nas demais igrejas ao redor da nossa, por causa de Gonçala, ficando apenas o de nossa congregação, entupido de surdos mudos, porque todos querem estar com Gonçala, visto que ninguém lidera como ela, amando tanto aquele grupo. Como ela conseguiu superar tantas adversidades? Eu vou lhe responder. Ainda na chegada deGonçala a nossa igreja, dependendo de nossa ajuda até para comer, ela me chega com um maço de notas e diz: “Pastor, esta é a minha contribuição para a campanha de construção. Ganhei deoferta e decidi dar tudo para a igreja por causa de um voto que eu fiz com o Senhor”. Olhei para o envelope e tinha, lembro-me como se fosse hoje, uns R$ 500,00. Eu não pensei duas vezes e disse pra ela: “Você tá louca? Eu sei de sua situação. Eu tenho ajudado você. Eu seria a pessoa mais sem sentimentos aceitando esta oferta sua para a igreja. Leve isto para casa e compre comida para os seus filhos”.Queridos, sem poder enxergar direito, mal me vendo, ela fulminou-me com um olhar raivoso, queme deixou muito sem graça, e disse assim: “Pastor, o senhor quer o meu bem ou o meu mal? Não me impeça de ser abençoada, porque eu quero ver a glória de Deus na minha vida. Eu não vou quebrar meu voto com o Senhor. Este dinheiro é para a obra e ponto final”. Você entendeu bem o que motiva aquela mulher e o que deve também motivar a sua vida? A visão da glória de Deus é o que deve nos impulsionar a continuar a dar o melhor de nós para o Reino. Eu quero esta glória na minha vida, e você? 3. Um servo é aquele que está disponível por causa das maravilhas de Deus – Êxodo 34.10,11a – A presença viva de Deus no meio do seu povo não é algo especulativo, hipotético, teórico, mas sim uma realidade consumada. Deus está dizendo aos israelitas que enquanto eles fossem servos leais e autênticos, seriam conhecidos como um povo repleto de maravilhas em seu seio, o que os diferenciaria das demais nações. Isto os motivava a continuar dando de si para Deus. Meus amados, todos que estão aqui que já tiveram uma experiência com Cristo foram e estãosendo alvos de algum milagre. Para pra pensar em quanto Deus já fez por você. Você era escravodo pecado, vivia na mais densa escuridão, desorientado, sem certeza alguma nesta vida, mas hoje você está na luz de Jesus! Glória a Deus!Você que já foi curado, tocado, restaurado, salvo, liberto, por que é que o seu coração ainda estáhesitante para honrar aquele que lhe tem abençoado com uma graça infinita? Por que é tão difícil para você servi-lo com toda a sua vida, bens e talentos? Diante do que Deus já lhe fez, não dá para continuar apático, frio e indiferente como se nada de espetacular lhe tivesse acontecido.Qualquer coisa menor do que uma vida de dedicação à causa do Senhor é ingratidão. E Deus não aceita esta atitude: Êxodo 34.20b. * A história da árvore generosa *
  4. 4. A exemplo da árvore generosa, Deus nos tem dado tudo de que precisamos, mas será que temos tratado Deus como o menino tratou a árvore? Egoisticamente, de forma interesseira, sempre buscando receber algo, mas nada dando de si? Tantas maravilhas Deus tem lhe mostrado e manifesto. Esteja então disponível para servir! 4. Um servo é aquele que é habilitado a servir pela sabedoria de Deus – Êxodo 36.2 – Bezalel e Aoliabe tinham mais do que talentos naturais. Eles tinham dons de Deus. Era uma sabedoria que vinha do alto, uma capacidade divinamente inspirada. Era o poder do Espírito Santo manifestando-se através deles em ações específicas.Conforme já dissemos aqui, quando Deus tem para você uma tarefa Ele lhe concede recursos para cumpri-la. Ele não age como um professor tirano que ensina uma matéria e na prova exige alemdo que transmitiu. Eu já tive professores assim e não gosto nem de lembrar. Mas com nosso Deusé diferente. Ele diz: “Tenho para você esta missão”, e em seguida nos reveste de poder para pô-la em prática. É por isto que não podemos amedrontar-nos diante dos desafios, porque Deus sempre habilita os seus chamados. Pensemos em Moises. Você conhece bem a sua história? Por 40 anos Moisesviveu fartamente na corte egípcia como um dos filhos de faraó. Tinha tudo o que qualquer jovem da sua idade naquela época poderia querer.Mas aí, ele cometeu um homicídio. Para defender um judeu que estava sendo agredido ele matouum egípcio. Teve que fugir para o deserto e lá se tornou pastor de ovelhas do rebanho de Jetro por 40 anos. Chegou ao fundo do poço, à profissão mais humilhante para um egípcio que era cuidar de gado. Tem então um encontro revelador com Deus, que o chama a libertar o povo de Israel da escravidão. Mas Moises era incrédulo, covarde; ele já estava acostumado àquela vidinha pacata no campo, sem maiores desafios. Cuida de uma ovelhinha cá, um cabritinho ali, e vai levando a vidinha empurrando-a com a barriga. Mas Deus tinha algo maior pra ele. Deus queria torná-lo o maior líder que Israel já teve. Atente para o diálogo de Moises com Deus: Êxodo 3.10-14. Deus, o grande Eu Sou, o Eterno Criador, estaria com Moises, revestindo-o de coragem, autoridade e poder para cumprir sua missão. Por isto, alguém já disse de modo maravilhoso: Moisés passou 40 anos de sua vida pensando que era alguém; depois mais 40 anos descobrindo que não era ninguém; e por último, mais 40 anos vendo o que Deus pode fazer com um ninguém quando este está totalmente entregue em suas mãos. Daqui de cima eu contemplo vocês e penso: Quantos tesouros enterrados neste lugar! Gente covarde, atemorizada, julgando-se incapaz de dar um passo à frente para comprometer-se com aquilo que Deus colocou em seu coração. Deus capacita você! Deus habilita você! Deus honra você! Então se apresente diante dele e pare de fugir porque Ele quer usar tremendamente a sua vida! Concluindo, as motivações de um servo de Deus ao serviço e à doação de sua vida são: 1. A Palavra; 2. A visão da glória do Senhor; 3. As maravilhas deste Deus poderoso em seu viver; 4. Os dons que Ele nos concedeu.Com toda a sinceridade, você precisa de mais o quê para ter uma vida de serviço? O que você tem feito com tudo que você tem ganhado do Senhor? Falta algo para que você seja bênção para o Reino de Deus? Vamos orar neste instante.

×