Avaliandoosefeitosdoaumentodeco2atmosférico
naecologiaeresiliênciadaflorestaamazônica
Assessing the effects of increased a...
RapidchangesintheEarth’sclimatecausedbyburningoffossilfuelsanddeforestationpose
a severe threat to the forests of the Amaz...
Um experimento de enriquecimento por CO2
de abrangência e
importância sem precedentes será implementado em uma floresta
ma...
Sítio de pesquisa
O experimento será implementado em uma floresta de platô da Amazônia Central na
Estação Experimental de ...
1. Medições pré-tratamento
Um conjunto abrangente de dados observacionais
sobre processos ocorrendo acima e abaixo do
solo...
Task 1 - Aboveground processes
TwokeychallengesinunderstandingtheresponsesofabovegroundprocessestoelevatedCO2
are:(i)repre...
1111 AMAZONFACE
Componente 2
Processos Abaixo do Solo
Task 2 - Belowground processes
The four belowground task components ...
Os três principais desafios a serem assumidos
pela tarefa de modelagem são: (i) gerar projeções
de modelo a serem testadas...
Muitos resultados significativos deste esforço
experimentalirãoderivardeumaforteinteraçãoentre
dados experimentais e model...
O Amazon-FACE é um programa de pesquisas que irá estimular o fortalecimento científico
de grupos de pesquisa no Brasil, be...
A coordenação institucional do Amazon-FACE será
centralizada no Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
- INPA, em Man...
Iniciativa/Initiative:
Coordenação/Coordination:
Colaboração/Collaboration:
TH
E
U
N I V E R
S
ITY
OF
E
D I N B U
R
G
H
Un...
Amazon face - Avaliando os efeitos do CO² na Floresta Amazônia
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Amazon face - Avaliando os efeitos do CO² na Floresta Amazônia

575 visualizações

Publicada em

Uma equipe multidisciplinar de cientistas vai empregar o estado da arte em ferramentas desde o fundo do solo até
acima do dossel da floresta. Os conjuntos de dados escrevendo as respostas fisiológicas e ecológicas serão disponibilizados ao público e serão usados como informação importante para a parametrização, testes e melhoria de modelos de superfície da terra utilizados para prever as respostas de ecossistemas terrestres à elevação de [CO²], mudanças climáticas e outras perturbações. Os conjuntos de dados resultantes representarão um recurso valioso para uma ampla comunidade de cientistas.

Publicada em: Meio ambiente
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
575
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Amazon face - Avaliando os efeitos do CO² na Floresta Amazônia

  1. 1. Avaliandoosefeitosdoaumentodeco2atmosférico naecologiaeresiliênciadaflorestaamazônica Assessing the effects of increased atmospheric CO2 on the ecology and resilience of the Amazon forest www.inpa.gov.br/amazonface
  2. 2. RapidchangesintheEarth’sclimatecausedbyburningoffossilfuelsanddeforestationpose a severe threat to the forests of the Amazon basin. However, the trajectory of climate change in tropical ecosystems is highly uncertain. A key source of uncertainty is the potential for rising atmospheric CO2 concentrations to buffer tropical forests against the deleterious effects of climate change by stimulating forest growth and resilience to drought. The rapid and unprecedented rise in atmospheric CO2 concentration [CO2 ] over the past century is an unambiguous indication of human influence on the global environment, and there is little doubt that [CO2 ] will continue to rise during the coming decades. As the primary substrate for all terrestrial productivity, this increase in [CO2 ] will affect the metabolism of the Amazon forest and tropical forests worldwide. The qualitative and quantitative expression of the effects, however, is largely unknown, representing a major source of uncertainty that limits the capacity to understand tropical ecosystem processes, assess their vulnerabilities to climate change, and improve the representation of these processes in Earth system models. The uncertainty surrounding tropical forest responses to atmospheric and climatic change is especially critical given the large impact that the forests of the Amazon basin have on global carbon cycling and climate, as well as harboring a considerable fraction of the world’s biodiversity andprovidingsubstantialadditionalecosystemservicestohumankind.Futureclimatechangemay be particularly severe in the Amazon region, compromising the provision of those services. The CO2 fertilization effect, however, could be an important protection of the forest against climate change, and as such its existence must be evaluated. As rápidas mudanças no clima terrestre causadas pela queima de combustíveis fósseis e pelo desmatamento representam uma grave ameaça para as florestas da bacia Amazônica. No entanto, os impactos das mudanças climáticas sobre os ecossistemas tropicais são altamente incertos. Uma das principais fontes de incerteza é o potencial efeito que o aumento das concentrações atmosféricas de CO2 teria ao proteger as florestas tropicais contra os efeitos deletérios das mudanças climáticas, estimulando o crescimento da floresta e sua resiliência às secas. O aumento rápido e sem precedentes da concentração de CO2 atmosférico [CO2 ] ao longo do século passado é uma indicação inequívoca da influência humana sobre o meio ambiente global, e há pouca dúvida de que o [CO2 ] vai continuar a aumentar durante as próximas décadas. Uma vez que o CO2 é o substrato primário para toda a produtividade terrestre, esse aumento de [CO2 ] vai afetar o metabolismo da floresta Amazônica e das florestas tropicais em todo o mundo. A expressão desses efeitos em termos qualitativos e quantitativos, no entanto, é em grande parte desconhecida, representando uma importante fonte de incerteza que limita a capacidade de compreender os processos dos ecossistemas tropicais,avaliarsuasvulnerabilidadesàsmudançasclimáticasemelhorar a representação desses processos em modelos do sistema terrestre. A incerteza que permeia as respostas das florestas tropicais às mudançasclimáticasécríticadevidoaograndeimpactoqueasflorestasda baciaAmazônicatêmparaocicloglobaldocarbonoeparaoclimaregional, e também por abrigar uma fração considerável da biodiversidade mundial e prover outros importantes serviços ecossistêmicos para a humanidade. AmazôniaeasmudançasclimáticasAmazoniaandClimateChange SumárioIndex 02 Amazônia e as Mudanças Climáticas Amazonia and Climate Change 09 Componentes de Pesquisa Science Tasks 03 Objetivos e Questões Científicas Objectives and Research Questions 17 Impactos Externos ao Projeto Broader Impacts Estratégia de Implementação Implementation Strategy05 Cronograma Project Timeline Institutional Arrangement and Partner Projects 18 Fases do Projeto Project Phasing07 Arranjo Institucional e Projetos Parceiros 19 Equipe Científica Research Team20 Uma vez que as mudanças climáticas futuras podem ser particularmente severas na região Amazônica, a provisão desses serviços pode ficar comprometida. O efeito de fertilização por CO2 , no entanto, pode ser uma importante proteção da floresta contra as mudanças climáticas e, sendo assim, sua existência deve ser avaliada cientificamente.
  3. 3. Um experimento de enriquecimento por CO2 de abrangência e importância sem precedentes será implementado em uma floresta madura da bacia Amazônica. O experimento irá simular a composição atmosférica de CO2 do futuro e abordar a questão: Como o aumento de CO2 atmosférico pode afetar a resiliência da floresta Amazônica, a biodiversidade que ela abriga e os serviços ecossistêmicos que ela fornece? Cinco perguntas-chave científicas focam sobre o metabolismo e ciclagemdecarbono,usodaágua,ciclagemdenutrientes,composição da comunidade florestal e as interações com estresses ambientais: • Os fluxos de carbono do sistema planta-solo são afetados pelo [CO2 ] elevado? Quais são as consequências das mudanças nos fluxos de carbono para o armazenamento de carbono a longo prazo no ecossistema? • Como o uso da água pela vegetação e as condições de água no solo são afetados pelo [CO2 ] elevado? • Como o [CO2 ] elevado afeta a disponibilidade, absorção e uso dos nutrientes pela vegetação, especialmente nitrogênio e fósforo? • Como a variação de tratos funcionais das plantas levam a alterações na composição da comunidade vegetal sob [CO2 ] elevado? Como as mudanças na comunidade vegetal podem alterar o metabolismo do ecossistema? A CO2 enrichment experiment of unprecedented scope and importance will be implemented in a primary, old-growth forest of the Amazon basin. The experiment will simulate the atmospheric CO2 composition of the future and address the question: How will rising atmospheric CO2 affect the resilience of the Amazon forest, the biodiversity it harbors, and the ecosystem services it provides? Fivekeyresearchquestionsfocusoncarbonmetabolismandcycling,wateruse,nutrient cycling, forest community composition, and interactions with environmental stressors: • Does e[CO2 ] affect fluxes of carbon to and from the plant-soil system? What are the consequences of changes in carbon fluxes to long-term carbon storage within the ecosystem? • How are water use of vegetation and soil water status affected by e[CO2 ]? • How are the availability, uptake, and use of nutrients, especially nitrogen and phosphorus, by vegetation affected by e[CO2 ]? • Howdoesvariationinplantfunctionaltraitsleadtoalterationsinplantcommunity composition under e[CO2 ]? How will plant community changes alter ecosystem metabolism? • How do environmental stressors such as high temperature, drought, and nutrient limitation alter the responses of tropical forests to e[CO2 ]? Uma equipe multidisciplinar de cientistas vai empregar o estado da arte em ferramentas desde o fundo do solo até acima do dossel da floresta. Os conjuntos de dados descrevendo as respostas fisiológicas e ecológicas serão disponibilizados ao público e serão usados como informação importante para a parametrização, testes e melhoria de modelos de superfície da terra utilizados para prever as respostas de ecossistemas terrestres à elevação de [CO2 ], mudanças climáticas e outras perturbações. Os conjuntos de dados resultantes representarão um recurso valioso para uma ampla comunidade de cientistas. Amultidisciplinaryteamofscientistswillusestate-of-the-art toolsfromdeep in the soil to above the forest canopy. Data sets describing physiological and ecological responses will be made available to the public and will be used as important inputs for parameterizing, testing, and improving land surface models used to predict terrestrial ecosystem responses to elevated [CO2 ], climate change, and other disturbances. The resultingdatasetswillbecomevaluableresourcesforabroadcommunityofscientists. ObjetivoseQuestõesCientíficas ObjectivesandResearchQuestions 33 AMAZONFACE 44AMAZONFACE • Estresses ambientais, como altas temperaturas, secas e limitação de nutrientes, alteram as respostas de florestas tropicais frente ao [CO2 ] elevado?
  4. 4. Sítio de pesquisa O experimento será implementado em uma floresta de platô da Amazônia Central na Estação Experimental de Silvicultura Tropical, localizada cerca de 60 km ao norte de Manaus. O local é administrado pelo Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (INPA) e tem uma longatradiçãoempesquisassobreecologiadeflorestatropical,manejoflorestaleinterações biosfera-atmosfera. A vegetação local é uma floresta de crescimento antigo, com copa fechada e terra firme (não alagável). Os solos nos platôs são argilosos e bem drenados e favorecem florestas de grande biomassa, com 30-40 m de altura, com árvores emergentes ultrapassando os 45 m de altura. A média de temperatura do ar é de 26o C e a precipitação média anual é de aproximadamente 2400 mm, com uma estação seca distinta durante julho, agosto e setembro, quando há menos de 100 mm de chuva por mês. Research site TheexperimentwillbeimplementedinaforestintheCentralAmazonattheExperimentalStationofTropicalForestry (Estação Experimental de Silvicultura Tropical), located approximately 60 km north of Manaus. The site is administered by Brazil’sNationalInstituteforAmazoniaResearch(INPA)andhasalongtraditionofresearchintropicalforestecology,forest management and biosphere-atmosphere interactions. The vegetation is old-growth closed-canopy terra firme (non-flooded) forest. The soils on the plateaus are well- drained clay and favor high biomass forests 30–40 m in height with emergent trees over 45 m tall. Mean air temperature is 26º C and average annual rainfall is about 2400 mm, with a distinct dry season during July, August, and September when there is less than 100 mm rainfall per month. Estratégia de ImplementaçãoImplementation Strategy 55 66AMAZONFACEAMAZONFACE FACE technology Free-airCO2 enrichment(FACE)willbeusedtoexposetheforestecosystemin30-meter- diameterplotstoanatmosphereenrichedwithCO2 (200ppmhigherthanthecurrentambient concentration of 400 ppm). FACE technology has proven to be a valuable method to determine long-term, ecosystem-scale responses of forests to elevated CO2 in temperate regions. However, no such experiment has ever been attempted in a tropical forest. FACE is a technology that allows elevation of the atmospheric CO2 concentration in large field plots with minimal disturbance to the natural ecosystem. CO2 is released from pipes on theupwindsideofacircularresearchplot, andtheCO2 iscarriedacrosstheplotanddilutedby ambient wind. Computer controlled feed-back and feed-forward algorithms maintain a target CO2 concentration within the plot. Tecnologia FACE A tecnologia de enriquecimento de CO2 ao ar livre (FACE na sigla em inglês) será usada para expor o ecossistema florestal, em parcelas de 30 metros de diâmetro, a uma atmosfera enriquecida com CO2 (200 ppm a mais que a concentração ambiente atual de 400 ppm). A tecnologia FACE já provou ser um método valioso para determinar as respostas – de longo prazo e em escala de ecossistema – de florestas ao CO2 elevado em regiões temperadas. No entanto, nunca um experimento desse tipo foi conduzido em uma floresta tropical. FACE é uma tecnologia que permite a elevação da concentração de CO2 na atmosfera em grandes parcelas de campo, com o mínimo de perturbação para o ecossistema natural. O CO2 é liberado a partir de tubos verticais do lado favorável ao vento fluindo para dentro da parcela de pesquisa. Algoritmos de retroalimentação controlados por computador mantêm a concentração de CO2 desejada dentro da parcela de pesquisa. Infrastructure Each experimental plot will be equipped with a crane to assist in constructing the plot infrastructure and to providescientistswithcanopyaccessduringtheexperiment.Awalkupstyletowerwillbeplacedinthecenterofthe plot to allow placement of the required sensors and instruments within and above the canopy. Meteorological variables will be measured continuously. An instrument package mounted above the canopy will include sensors for air temperature and relative humidity, global and diffuse radiation, photosynthetically active radiation (PAR), wind speed and direction, and precipitation. An additional sensor package will be installed below the canopy in each plot to measure air temperature, relative humidity, soil temperature, PAR, and throughfall precipitation. In addition to monitoring of CO2 concentration as part of the FACE control package, a multiport sampling system will be deployed to measure [CO2 ] throughout the 3-dimensional space of the plot. Thevaporizerbanksandthestoragetankswillbesizedaccordingtothepilotexperimentneeds,andadditional units will be installed as needed for the full experiment. The CO2 storage tanks and vaporizers may be leased from the vendor or purchased outright depending on vendor and economic considerations. Infraestrutura Cadaparcelaexperimentalseráequipadacomumguindasteparaauxiliarnafixação das torres da parcela e também para fornecer aos cientistas acesso ao dossel durante o experimento. Uma torre modular será colocada no centro da parcela para permitir a colocação dos sensores e instrumentos necessários dentro e acima do dossel. Variáveismeteorológicasserãomedidascontinuamente.Umconjuntodeinstrumentos montadoacimadodosselincluirásensoresdetemperaturadoareumidaderelativadoar, radiação global e difusa, radiação fotossinteticamente ativa (PAR). velocidade e direção do vento e precipitação. Um conjunto adicional de sensores será instalado abaixo do dossel em cada parcela para medir a temperatura do ar, umidade relativa do ar, temperatura do solo, PAR e precipitação. Além ao monitoramento da concentração de CO2 , que é parte do sistema FACE, um sistema de amostragem múltipla será empregado para medir [CO2 ] em todo o espaço tridimensional da parcela. As unidades vaporizadoras e os tanques de armazenamento de CO2 serão dimensionados para o experimento-piloto e unidades adicionais serão instaladas, conforme necessário, para o experimento de longo prazo. Dependendo do fornecedor de CO2 e de considerações econômicas, os tanques de armazenamento de CO2 e vaporizadores poderão ser alugados do fornecedor ou comprados diretamente.
  5. 5. 1. Medições pré-tratamento Um conjunto abrangente de dados observacionais sobre processos ocorrendo acima e abaixo do solo florestal deve ser estabelecido antes que os tratamentos com CO2 elevado comecem. O sítio de pesquisa selecionado já tem uma longa história de observações de muitas árvores que estarão nas parcelasdepesquisa.Novasmedidasdecaracterísticas físico-químicas, fisiologia, crescimento e dinâmica do ecossistema florestal terão que passar a ser tomadas, comoporexemploatividadefotossintéticaerespiração em âmbito foliar, crescimento de árvores e plântulas, umidade do solo e carga de nutrientes, distribuição e desenvolvimento de raízes finas e outros estoques e fluxos críticos. Essas medidas pré-tratamento irão subsidiar a localização dos pontos de amostragem nas parcelas experimentais e aumentar a capacidade em detectar as respostas para o tratamento de CO2 elevado. 1. Pre-Treatment Measurements A comprehensive set of observational data from aboveground and belowground forest processes must be established before the elevated CO2 treatments commence. The selected research site already has a long history of observations of many of the trees within the study area. New measurements of forest ecosystem physico-chemical characteristics, physiology, growth, and dynamics will include foliar photosynthetic and respiratory activity, tree and saplinggrowth,soilmoistureandnutrientcontent,finerootdistributionanddevelopment,and other critical pools and fluxes. These pre-treratment measurements will guide the location of sampling points in the experimental plots and increase the power to detect responses to the elevated CO2 treatment. 2. Experimento-Piloto A fase 2 do projeto Amazon-FACE contará com um experimento-piloto de curto prazo, que operará por pelo menos dois anos, logo após um período de um ano e meio, dedicados à construção e às medições pré-tratamento. O experimento-piloto será composto por duas parcelas de 30 m de diâmetro, sendo que uma receberá ar enriquecido com CO2 e a outra, também com todo o equipamento FACE, porém, recebendo apenas ar ambiente. Essas parcelas serão utilizadas para estudar o desempenho da estrutura FACE sob as condiçõeslocaisdasAmazônia,melhorarasestimativas de uso de CO2 e também para avaliar a necessidade de parcelas de controle totalmente instrumentadas no experimento de longo prazo. As parcelas-protótipo também irão permitir que os cientistas testem e aperfeiçoem suas técnicas de amostragem e planos de pesquisa sob condições experimentais reais. Os resultados desse estudo-piloto levarão a hipóteses testáveis para o subsequente experimento replicado de longo prazo. 2. Pilot experiment The second phase of the Amazon-FACE project will count with a short-term pilot experiment, running for at least 2 years following a 1.5 year construction and pre-treatment measurement period. The pilot experiment will consist of two 30 m diameter plots, one receiving CO2 -enriched air and the other with all of the FACE equipment but receiving only ambient air. These plots will be used to study the performance of the FACE facility under local conditions, improve estimates of CO2 use, and evaluate the need for fully instrumented control plotsinthefullyreplicatedexperiment.Theprototypeplotswillalsoallowthescientiststotest andperfecttheirsamplingtechniquesandresearchplansunderactualexperimentalconditions. The results of this pilot study will lead to testable hypotheses for the subsequent long-term, fully replicated experiment. 3. Experimento replicado de longo prazo O experimento FACE de longo prazo na floresta Amazônica, totalmente replicado, começará após a conclusão bem-sucedida do estudo-piloto. O experimento de longo prazo será projetado para rodar por pelo menos durante dez anos, de forma a capturar a resposta dos processos do ecossistema, incluindo os de dinâmica lenta como a rotatividade de carbono no solo. O desenho experimental será composto por quatro parcelas de enriquecimento de CO2 e quatro parcelas de controle instaladas na mesma área do experimento-piloto e incorporando o tratamento e controledoexperimento-pilotocomopartedoestudo. Parcelas de tratamento serão separadas das outras parcelasadjacentes(sejatratamentooucontrole)pela distância de, pelo menos, quatro diâmetros de parcela, contados a partir do centro de cada parcela. A escolha dos locais das parcelas irá também ser ajustada para acomodar a topografia local e a presença de árvores emergentes que excedam significativamente a altura do dossel circundante. A meta de enriquecimento de CO2 será de 200 ppm acima da concentração ambiente, medida no topo do dossel da floresta. Tal enriquecimento ocorrerá somente durante o dia, durante todo o ano. 3. Long-term Replicated Experiment The long-term, fully replicated Amazon forest FACE experiment will begin after the successfulconclusionofthepilotstudy.Itwillbedesignedtorunforatleast10yearstocapture theresponseofecosystemprocessesincludingslowdynamicssuchassoilcarbonturnover.The experimental design will comprise four CO2 enrichment plots and four control plots installed in the same area used in the prototype study and incorporating the prototype treatment and control plots as part of the study. Treatment plots will be separated from adjacent treatment and control plots by at least four plot diameters between plot centers. The selection of plot locationswillalsobeadjustedtoaccommodatelocaltopographyandthepresenceofemergent trees that significantly exceed the height of the surrounding canopy. The CO2 enrichment targetwillbe200ppmaboveambientconcentration,measuredatthetopoftheforestcanopy. Enrichment will occur during daylight hours throughout the year. Fases do ProjetoProject Phasing 77 AMAZONFACE 88AMAZONFACE
  6. 6. Task 1 - Aboveground processes TwokeychallengesinunderstandingtheresponsesofabovegroundprocessestoelevatedCO2 are:(i)representingtheshortandlongtermphysiological andgrowthresponsestoe[CO2 ]inleaves,stemsandwholetrees;(ii)andtakingintoaccountthehighlevelofdiversity.Thetwochallengeswillbeaddressed bymeasurementofprocesses,stocksandplanttissuecompositionandthroughanalysisofthevarianceintraitcharacteristicsandprocessresponsesamong individualsandspecies.Model-basedanalysesoftheresponsestoe[CO2 ]compriseabovegroundandbelowgroundelementsandhencetheworkofTask1will be closely linked with that of Tasks 2 and 3, both empirically and through simulation. Dois desafios importantes para entender as respostas dos processos acima do solo ao CO2 elevado são: (i) representar as respostas fisiológicas e de crescimento, de curto e longo prazo, em folhas, caules e árvores inteiras, e (ii) levar em conta a alta diversidade de espécies presentes. Os dois desafios serão abordados através da medição de processos, estoques e composição de tecidos vegetais e através da análise de variância em características de tratos vegetacionais e respostas de processos em indivíduos e espécies. As análises das respostas ao CO2 elevado baseadas em modelos compreendem elementos tanto acima como abaixo do solo e, sendo assim, o trabalho da Componente 1 estará intimamente ligado às Componentes 2 e 3, tanto empiricamente como através de simulação. 99 ComponentesdePesquisaScienceTasks Componente 1 Processos Acima do Solo AMAZONFACE 1010AMAZONFACE
  7. 7. 1111 AMAZONFACE Componente 2 Processos Abaixo do Solo Task 2 - Belowground processes The four belowground task components are: (i) quantifying root production as a component of NPP, and the turnover and distribution of roots in the soil profile; (ii) identifying potential nutrient limitations and the potential mechanisms through which the limitations may be alleviated; (iii) quantifying changes in decomposition rates; and (iv) determining impacts on soil water movements. Os quatro principais desafios da componente abaixo do solo são: (i) quantificação da produção de raízes como um componente da produtividade primária líquida (NPP), e a rotatividade e distribuição de raízes no perfil do solo; (ii) identificar potenciais limitações de nutrientes e dos mecanismos através dos quais essas limitações podem ser atenuadas; (iii) quantificar alterações na taxa de decomposição; (iv) determinar os impactos sobre movimentação de água no solo. 1212AMAZONFACE
  8. 8. Os três principais desafios a serem assumidos pela tarefa de modelagem são: (i) gerar projeções de modelo a serem testadas no experimento; (ii) aperfeiçoar os modelos de vegetação através de uma melhor representação de processos ou novas abordagens de modelagem (por exmplo, interação entre [CO2 ] e nutrientes, temperatura, alocação de fotossintetizados...); (iii) reduzir incertezas relacionadas a [CO2 ] elevado em projeções de longo prazo sobre mudanças em ecossistemas florestais tropicais. Task 3 - Ecosystem Modeling The three key challenges to be undertaken by the Ecosystem Modeling task are: (i) generating model projections to be tested by the experiment; (ii) improving vegetation models through better process representation or new model approaches (e.g. interaction between [CO2] and nutrients, temperature, allocation of photosynthates...); (iii) reduction of elevated [CO2 ]-related uncertainties in projections of long-term changes in tropical forest ecosystems. 1313 Componente 3 Modelagem Ecossistêmica AMAZONFACE 1414AMAZONFACE
  9. 9. Muitos resultados significativos deste esforço experimentalirãoderivardeumaforteinteraçãoentre dados experimentais e modelagem, e as respostas experimentais mais importantes para avaliar os modelos são respostas em relação a ecossistema que requerem uma integração de diferentes fluxos de dados.Entreastarefasintegrativasdestecomponente estão: (i) Como a produtividade primária líquida (NPP), a alocação e a eficiência no uso de carbono respondem ao [CO2 ] elevado?; (ii) Qual é o impacto do [CO2 ] elevado para o armazenamento de carbono?; (iii) Como nutrientes e estoques de água mudam com o enriquecimento de [CO2 ]?; (iv) A síntese de dados e integração dos resultados em si. Task 4 – Data Integration and Synthesis Many significant results from this experimental effort will derive from a strong interaction between experimental data and modeling. The most important experimental responses for evaluating models are ecosystem-levelresponsesthatrequireanintegrationofdifferentdata streams. Specific integrative tasks of this component include: (i) how willnetprimaryproductivity(NPP),allocationandcarbon-useefficiency respond to elevated CO2 ?; (ii) What is the impact of elevated [CO2 ] on carbon storage?; (iii) how do nutrient and water stocks change with CO2 enrichment?; and (iv) the synthesis of data and integration of results. 1515 1616AMAZONFACE Componente 4 Integração e Síntese de Dados AMAZONFACE
  10. 10. O Amazon-FACE é um programa de pesquisas que irá estimular o fortalecimento científico de grupos de pesquisa no Brasil, bem como estimular a cooperação com grupos de pesquisa dos Estados Unidos, Europa e Austrália em ciência do ciclo de carbono na Amazônia. Experimentos de larga escala anteriores permitiram a uma ampla comunidade científica a oportunidade de se capacitar no gerenciamento de projetos e geraram oportunidades sem precedentes para a formação de novos jovens cientistas para trabalharem em um ambiente altamente colaborativo. Esse foi o caso em particular do projeto LBA (Experimento de Larga Escala da Biosfera-Atmosfera na Amazônia) para a comunidade brasileira. A análise do efeito de fertilização por CO2 na floresta Amazônica não é apenas de interesse científico, mas terá muitas implicações econômicas e ambientais significativas para a bacia Amazônica e para os ciclos de carbono e da água globais. Os efeitos do [CO2 ] elevado em florestas tropicais seguem inexplorados pela ciência, e a possibilidade de que mudanças do clima causem uma perda substancial de cobertura florestal da Amazônia e dos estoques de carbono, amplificando o feedback clima-ciclo de carbono – o chamado “Amazon forest dieback” ou “savanização da Amazônia” – ainda é uma questão em aberto devido à falta de estudos experimentais de campo. Se esta savanização da Amazônia de fato ocorrer em larga escala, isso representaria uma ameaça significativa para a economia da região por meio de mudanças nos padrões de precipitação regional e global, perdas agrícolas e diminuição do potencial de oferta de energia hidrelétrica. Reduzir as incertezas nessa área é então fundamental para orientar futuras políticas de desenvolvimento para a região Amazônica. Espera-seaindaqueoexperimentoAmazon-FACEtragaavançostecnológicosemtécnicasde monitoramento, o que pode estimular o desenvolvimento de pequenas empresas, especialmente na América do Sul. Novos desenvolvimentos podem ser antecipados em sensoriamento remoto, técnicas de observação automatizada do dossel florestal, medições automatizadas de fisiologia vegetal, análises bioquímicas de solo e raiz e modelagem da interação solo-vegetação. Amazon-FACE is a research agenda that will stimulate the scientific empowerment of research groups in Brazil while strengthening cooperation with USA, European and Australian research groups working in science of the carbon cycle in the Amazon. Previous large scale experiments have provided the wider scientific community an opportunity to become skilled at project management, and have generated unprecedented opportunities for the training of new, young scientists to work in a highly collaborative environment. The latter has particularly been the case for the LBA (Large Scale Biosphere-Atmosphere Experiment in the Amazon) and the Brazilian community. AnalysisoftheCO2 fertilizationeffectintheAmazonforestisnotjustofscientific interest but will have many significant economic and environmental implications for the Amazon basin and for global carbon and water cycles. The effects of e[CO2 ] remain untestedintropicalforests,andthepossibilityofclimatechangecausingasubstantial loss of Amazon rainforest cover and carbon stocks and amplifying the climate-carbon cycle feedback—the so-called “Amazon forest dieback”—is still an open question due to the lack of experimental field studies. If this forest dieback indeed occurs on a large scale, this would represent a significant threat to the region’s economy via changes in the regional and global rainfall patterns, agricultural losses and impairment of hydropower supply. Reducing uncertainty in this area is critical to steer future development policies for the Amazon region. TheAmazon-FACEexperimentisexpectedtobringabouttechnologicaladvances inthefieldofmonitoringtechniques,whichcanpotentiallystimulatethedevelopment ofsmallenterprises,especiallyinSouthAmerica.Newdevelopmentscanbeanticipated in remote sensing, automated canopy observation techniques, automated plant physiology measurement, analysis of soil and root biochemistry, and modelling soil- vegetation interactions. Impactos Externos ao ProjetoBroader Impacts 1717 AMAZONFACE 1818AMAZONFACE ABRIL/2014 APR/2014 SETEMBRO/2015 SEP/2015 SETEMBRO/2016 SEP/2016 Fase 1 do Projeto: Project phase 1: Medidas pré-experimentais e Construção das parcelas-piloto Pre-Experimental Measurements & Pilot Plots Construction Fase 2 do Projeto: Project phase 2: Experimento-Piloto (duas parcelas FACE: 1 controle + 1 tratamento) Pilot Experiment (two FACE plots: 1 control +1 treatment) Construção das Parcelas do Experimento Completo Full experiment plots construction OUTUBRO/2017 OCT/2017 Fase 3 do Projeto: Project phase 3: Experimento Replicado de Longo Prazo (Seis Parcelas FACE adicionais: 3 controle + 3 tratamento) Fully Replicated Long Term Experiment (six additional FACE plots: 3 control + 3 treatment) SETEMBRO/2017 SEP/2017 SETEMBRO/2027 SEP/2027 CronogramaProject Timeline
  11. 11. A coordenação institucional do Amazon-FACE será centralizada no Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia - INPA, em Manaus. Todos os recursos do projeto originários defundoscomooBancoInteramericanodeDesenvolvimento - BID e outras fontes serão administrados pela Fundação Amazônica de Defesa da Biosfera (FDB), que administra os fundos de vários projetos do INPA. Muitas outras instituições terão cientistas e estudantes participantes no projeto, como a Universidade Estadual Paulista - Unesp, Oak Ridge National Laboratory, Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - INPE, Universidade de Edimburgo, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa, Brookhaven National Laboratory, Wageningen University, Potsdam Institute for Climate Impact Research - PIK e Universidade de Exeter. Sinergias e estímulos com/para outros projetos científicosemandamentoserãoincentivados.Acomponente de modelagem do Amazon-FACE, por exemplo, pode se beneficiar muito com a ciência que está sendo gerada nos projetos AmazAlert, SecaFlor (experimento de exclusão da chuva) e GOAmazon (em sua componente terrestre). Institutional coordination of the Amazon-FACE will be centered at Brazil’s National Institute for Amazonia Research – INPA in Manaus. All project resources originated from Funding such as from the Inter- AmericanDevelopmentBank(IDB)andothersourceswillbeadministered by the Fundação Amazônica de Defesa da Biosfera (FDB), which administers funds from several INPA projects. Many other institutions will have scientists and students participating in the project such as São Paulo State University – UNESP, Oak Ridge National Laboratory, Brazil’s National Institute for Space Research – INPE, Edinburgh University, Brazil’s Agricultural Research Corporation – EMBRAPA, Brookhaven National Laboratory, Wageningen University, Potsdam Institute for Climate Impact Research – PIK, and the University of Exeter. Synergies with and stimuli to other ongoing related scientific projects will be encouraged. The Amazon-FACE modelling task for instance can benefit greatly from the science being generated in AmazAlert, SecaFlor (rainfall exclusion) and GOAmazon (Terrestrial Ecosystem component) projects. 1919 2020AMAZONFACEAMAZONFACE Arranjo Institucional e Projetos Parceiros Institutional Arrangement and Partner Projects Equipe CientíficaResearch Team David M. Lapola – Universidade Estadual Paulista - Unesp, Brazil (coordenação) Carlos A. N. Quesada – Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia – INPA, Brazil (coordenação) Richard J. Norby – Oak Ridge National Laboratory, USA (coordenação) Alessandro A. C. Araújo – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa, Brazil Jeffrey Q. Chambers – Berkeley National Laboratory, USA Iain Hartley – University of Exeter, United Kingdom Bart Kruijt – Wageningen University and Research Centre, Netherlands Keith Lewin – Brookhaven National Laboratory, USA Antonio O. Manzi – Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia – INPA, Brazil Patrick Meir – University of Edinburgh, United Kingdom and Australian National University, Australia Carlos A. Nobre – Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação – MCTI, Brazil Jean P. H. B. Ometto – Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - INPE, Brazil Anja Rammig – Potsdam Institute for Climate Impact Research – PIK, Germany Walter Vergara – Inter-American Development Bank – IDB, USA Axelle Boulay – Inter-American Development Bank – IDB, USA Marcos Buckeridge – Universidade de São Paulo – USP, Brazil Erika Buscardo – Large Scale Biosphere-Atmosphere Experiment in the Amazon Program – LBA, Brazil Lucas Cernusak – James Cook University, Australia Evan De Lucia – University of Illinois, USA Tomas Domingues – Universidade de São Paulo – USP, Brazil Helber Freitas – Universidade de São Paulo – USP, Brazil Anne Gander – Inter-American Development Bank – IDB, Brazil Luis Gustavo Gonçalves - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – INPE, Brazil Niro Higuchi – Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia – INPA, Brazil Marcel Hoosbeek - Wageningen University, Netherlands. Hewlley A. Imbuzeiro – Universidade Federal de Viçosa, Brazil Colleen Iversen - Oak Ridge National Laboratory, USA Lars B. Johnsen – Inter-American Development Bank – IDB, Brazil Patricia Morelatto - Universidade Estadual Paulista – UNESP, Brazil Andrea F. P. Nunes – Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação – MCTI, Brazil Ryan Pavlick – California Institute of Technology – CalTech, USA Celso von Randow - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – INPE, Brazil Susan Trumbore – Max Planck Institute for Biogeochemistry, Germany Anthony Walker – Oak Ridge National Laboratory, USA
  12. 12. Iniciativa/Initiative: Coordenação/Coordination: Colaboração/Collaboration: TH E U N I V E R S ITY OF E D I N B U R G H Universidade Federal de ViÁosa Amazon FACE. Antonio O. Manzi – Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia – INPA, Brazil Patrick Meir – University of Edinburgh, UK Jean P. H. B. Ometto – Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - INPE, Brazil Carlos A. N. Quesada – Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia – INPA, Brazil Anja Rammig – Potsdam Institute for Climate Impact Research – PIK, Germany With Contributions from: Marcos Buckeridge – Universidade de São Paulo – USP, Brazil Lucas Cernusak – James Cook University, Australia Jeffrey Chambers – Berkeley National Laboratory, USA Evan De Lucia – University of Illinois, USA Tomas Domingues – Universidade de São Paulo – USP, Brazil Helber Freitas – Universidade de São Paulo – USP, Brazil Niro Higuchi – Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia – INPA, Brazil Hewlley A. Imbuzeiro – Universidade Federal de Viçosa, Brazil Patricia Morelatto - Universidade Estadual Paulista – UNESP, Brazil Laszlo Nagy – Large Scale Biosphere-Atmosphere Experiment in the Amazon – LBA, Brazil Ryan Pavlick – National Aeronautics and Space Administration – JPL-NASA, USA Anthony Walker – Oak Ridge National Laboratory, USA Erica XXXX – Large Scale Biosphere-Atmosphere Experiment in the Amazon – LBA, Brazil Others to contribute! And reviewed by: XXXXXX XXXXX Design by Renato Spiller Pacheco Front Cover Picture by Richard Norby TH E U N I V E R S ITY OF E D I N B U R G H TH E U N I V E R S ITY OF E D I N B U R G H Universidade Federal de ViÁosa Amazon FACE. Amazon FACE. SCIENCE PLAN & IMPLEMENTATION STRATEGY Assessing the Effects of Increased Atmospheric CO2 on the Ecology of the Amazon Forest. Prepared by: David M. Lapola – Universidade Estadual Paulista - UNESP, Brazil (Coordination) Richard J. Norby – Oak Ridge National Laboratory, USA (Coordination) Alessandro Araújo – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – EMBRAPA, Brazil Iain Hartley – University of Exeter, UK Bart Kruijt – Wageningen University, Netherlands Keith Lewin – Brookhaven National Laboratory, USA Antonio O. Manzi – Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia – INPA, Brazil Patrick Meir – University of Edinburgh, UK Jean P. H. B. Ometto – Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - INPE, Brazil Carlos A. N. Quesada – Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia – INPA, Brazil Anja Rammig – Potsdam Institute for Climate Impact Research – PIK, Germany With Contributions from: Marcos Buckeridge – Universidade de São Paulo – USP, Brazil Lucas Cernusak – James Cook University, Australia Jeffrey Chambers – Berkeley National Laboratory, USA Evan De Lucia – University of Illinois, USA Tomas Domingues – Universidade de São Paulo – USP, Brazil Helber Freitas – Universidade de São Paulo – USP, Brazil Niro Higuchi – Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia – INPA, Brazil Hewlley A. Imbuzeiro – Universidade Federal de Viçosa, Brazil Patricia Morelatto - Universidade Estadual Paulista – UNESP, Brazil Laszlo Nagy – Large Scale Biosphere-Atmosphere Experiment in the Amazon – LBA, Brazil Ryan Pavlick – National Aeronautics and Space Administration – JPL-NASA, USA Anthony Walker – Oak Ridge National Laboratory, USA Erica XXXX – Large Scale Biosphere-Atmosphere Experiment in the Amazon – LBA, Brazil Others to contribute! And reviewed by: XXXXXX XXXXX Design by Renato Spiller Pacheco Front Cover Picture by Richard Norby TH E U N I V E R S ITY OF E D I N B U R G H Universidade Federal de ViÁosa Amazon FACE. Amazon FACE. SCIENCE PLAN & IMPLEMENTATION STRATEGY Assessing the Effects of Increased Atmospheric CO2 on the Ecology of the Amazon Forest. Prepared by: David M. Lapola – Universidade Estadual Paulista - UNESP, Brazil (Coordination) Richard J. Norby – Oak Ridge National Laboratory, USA (Coordination) Alessandro Araújo – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – EMBRAPA, Brazil Iain Hartley – University of Exeter, UK Bart Kruijt – Wageningen University, Netherlands Keith Lewin – Brookhaven National Laboratory, USA Antonio O. Manzi – Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia – INPA, Brazil Patrick Meir – University of Edinburgh, UK Jean P. H. B. Ometto – Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - INPE, Brazil Carlos A. N. Quesada – Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia – INPA, Brazil Anja Rammig – Potsdam Institute for Climate Impact Research – PIK, Germany With Contributions from: Marcos Buckeridge – Universidade de São Paulo – USP, Brazil Lucas Cernusak – James Cook University, Australia Jeffrey Chambers – Berkeley National Laboratory, USA Evan De Lucia – University of Illinois, USA Tomas Domingues – Universidade de São Paulo – USP, Brazil Helber Freitas – Universidade de São Paulo – USP, Brazil Niro Higuchi – Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia – INPA, Brazil Hewlley A. Imbuzeiro – Universidade Federal de Viçosa, Brazil Patricia Morelatto - Universidade Estadual Paulista – UNESP, Brazil Laszlo Nagy – Large Scale Biosphere-Atmosphere Experiment in the Amazon – LBA, Brazil Ryan Pavlick – National Aeronautics and Space Administration – JPL-NASA, USA Anthony Walker – Oak Ridge National Laboratory, USA Erica XXXX – Large Scale Biosphere-Atmosphere Experiment in the Amazon – LBA, Brazil Others to contribute! And reviewed by: XXXXXX XXXXX Design by Renato Spiller Pacheco Front Cover Picture by Richard Norby Universidade Federal de Viçosa FAPEAMFUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO AMAZONAS CERTIFICADA PELA ISO 9001:2008

×