SUSTENTABILIDADE EM PROJETOS DE PETRÓLEO E GÁS.

226 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
226
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

SUSTENTABILIDADE EM PROJETOS DE PETRÓLEO E GÁS.

  1. 1. SustentabilidadeSustentabilidade em Projetos de Petróleo e Gás:em Projetos de Petróleo e Gás: Estratégias de ComunicaçãoEstratégias de Comunicação
  2. 2. Conceito tradicional de sustentabilidade: “o desenvolvimento que satisfaz as necessidades presentes, sem comprometer a capacidade das gerações futuras de suprir suas próprias necessidades”. criado pela primeira-ministra da Naruega Gro Hharlem Brundtland e divulgado no Relatório Brundtland, 1987.
  3. 3. Conceito tradicional de sustentabilidade: Distanciamento do ego - todos possuem necessidades semalhantes - capacidade de ver e escutar o outro Valores pessoais e corporativos em alta - quais são os seus valores? - quais são os valores da sua organização? “É necessário reconhecermos que temos direito a ter uma escala de valores pessoal e agirmos de acordo com esse princípio, sem que isso implique eliminar a escala de valores do outro, por muito diferente que seja da nossa.” Dr.Rui Ramos-Psicólogo
  4. 4. 500 mil brasileiros participaram da pesquisa “Brasil Ponto a Ponto”, realizada pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e evidenciam uma missão comum. Ao responderem à pergunta “O que deve mudar no Brasil para sua vida melhorar de verdade?”, a maior parte deles apontou o tema “valores”.
  5. 5. valores “Existe uma clara necessidade de uma nova consideração do propósito das atividades comerciais, como um tremendo potencial para ser uma influencia para o bem e um criador de riquezas para o benefício de todos, ou um veículo para o uso impensado dos recursos humanos e naturais e um colaborador para a disparidade entre países ricos e pobres.” Jeremyn Brooks- diretor executivo da ONG Transparency International valoresmissão visão
  6. 6. valores Implantar e disseminar esses conceitos é papel da comunicação! valoresmissão visão
  7. 7. • A comunicação interna é um problema grave nas organizações de hoje. Ela é a base para o bom funcionamento da empresa e para o relacionamento com os demais públicos. Se a empresa não tem um bom processo de comunicação internamente, dificilmente se relacionará de forma ideal com seus outros públicos. Lia MedeirosLia Medeiros
  8. 8. Nos setores de petróleo, gás e biocombustíveis, os desafios são constantes em função da própria natureza do negócio, já que envolve muitos riscos, principalmente na áreas social e ambiental. Vantagens: O envolvimento com a temática da responsabilidade social no Brasil começou há algum tempo e pela parte mais difícil de se alcançar por todos no processo que é a disponibilidade para ouvir e aprender. Foi criada em 2003, a Comissão de Responsabilidade Social do IBP, Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis que realiza desde 2007 o Seminário Anual de Responsabilidade Social.
  9. 9. Característica principal:multistakeholders projetos complexos necessitam de comunicação eficaz!
  10. 10. Benefícios de uma política de comunicação: • Diminuição e controle de riscos relacionados a má gestão da informação na empresa; • Mapeamento dos problemas-chave da organização; • Melhor avaliação geral da empresa e de seu desempenho global; • Melhor compreensão do contexto em que práticas sustentáveis coloca a empresa, por parte dos públicos envolvidos. Lia MedeirosLia Medeiros
  11. 11. • Ajuda a definir com mais clareza, implantar, disseminar e apurar resultados de qualquer projeto que a empresa desejar desenvolver; • Ganho em credibilidade e melhora na reputação; • Melhora na colaboração do público interno e consequente melhora no clima organizacional; • Maior controle sobre os processos internos da organização. Abre o diálogo entre as partes interessadas Lia MedeirosLia Medeiros
  12. 12. A comunicação correta da proposta de trabalho cria e mantém a sinergia da equipe.
  13. 13. Pontos de observaçãoPontos de observação
  14. 14. 11 linguagem • Diferencia o homem das outras espécies e de si mesmo; • As pessoas possuem diferentes formas de se comunicar e dialogar; • No mundo organizacional existe uma rede de diálogos (dentro e fora da empresa). Lia MedeirosLia Medeiros Echeverría (2004)
  15. 15. 22 tipos de linguagem: • linguagem verbal - palavras e frases. • linguagem não verbal - gestos, tom de voz, postura corporal. Lia MedeirosLia Medeiros
  16. 16. 33 Desafios da implantação de uma cultura de gerenciamento baseada em comunicação. O conceito de *“consciência possível” tenta categorizar os obstáculos na comunicação e internalização da novidade dentro das instituições em suas vertentes psicológicas e sociológicas. A consciência de grupos sociais se mostra resistente a tudo que os ameaçam, particularmente às inovações institucionais. Assim, algumas informações passam e outras não,ou são deformadas na sua recepção. Lia MedeirosLia Medeiros
  17. 17. 44Responsabilidade pessoal Que cada qual reconheça o seu papel no mundo e assuma a responsabilidade por seus atos, sempre tendo em mente os reflexos destas escolhas e atitudes. “somos a primeira espécie que tem consciência de que, se não cuidarmos uns dos outros e do ecossistema que nos dá existência e sustenta, desapareceremos – sem que ninguém sinta falta disto, pois a Terra existiu por muitos bilhões de anos sem nossa presença e não será nossa falta, agora, que mudará alguma coisa no planeta em que vivemos”. Bernardo Toro, filósofo e educador colombiano, presidente da Fundação Avina Lia MedeirosLia Medeiros
  18. 18. Um recente estudo organizado pelo Project Management Institute Brasil (PMI) constatou que, para 76%76% das empresas, o principal motivo para seus projetos fracassarem são falhas na comunicação. Lia MedeirosLia Medeiros Fonte: Revista PEGN- 5/5/2010-Diretor do PMI-Rio, Walther Krause
  19. 19. Envolvimento dos líderes do empreendimento • disseminação de conceito e cultura de sustentabilidade para os líderes; • líderes ou gerentes de projetos são facilitadores comunicadores e multiplicadores de cultura; • colaboração é a palavra-chave (quem “sabe” dá o primeiro passo).
  20. 20. “Um dos aspectos que determinam o sucesso das equipes é a conectividade, que depende fundamentalmente do talento para escutar de seus membros. A competência para escutar é a base ética das relações. Se escuto apenas o que sei, não estou escutando nada. CHEVERRÍA, 2004, p. 10).
  21. 21. Relatórios de Sustentabilidade O relatório de sustentabilidade é a principal ferramenta de comunicação do *desempenho social, ambiental e econômico das organizações. O modelo de relatório da Global Reporting Initiative (GRI) é atualmente o mais completo e mundialmente difundido. Seu processo de elaboração contribui para o *engajamento das partes interessadas da organização, a *reflexão dos principais impactos, a definição dos indicadores e a *comunicação com os públicos de interesse. Instituto Ethos *Em todo o processo de elaboração do relatório a comunicação está presente.
  22. 22. Comunicação além dos relatórios de sustentabilidade. A comunicação está presente em todo o processo de busca por sustentabilidade corporativa: da tomada de consciência, passando pela adoção de práticas responsáveis de gestão socioambiental; chegando até a publicação de relatórios e balanços. Ela é a força aglutinadora de ações e relações entre empresas e seus públicos interno e externo.
  23. 23. Obrigada!Obrigada! Lia Medeiros liamedeiros@tnsustentavel.com.b r

×