SIQUISMOLuz que dissipa as trevasJéssica BastianiniNem hindu, nem mulcumana. A sexta maior religião do mundo, o Siquismo, ...
Sikhismo deriva do termo emsânscrito “sisya” que significadiscípulo e Guru é a combinaçãode “Gu” que significa escuridãoe ...
Para os sikhs, os seres humanos estão separa-dos de Deus por serem egocêntricos. Haumaié a palavra que designa o egocentri...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Siquismo

735 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
735
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
101
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Siquismo

  1. 1. SIQUISMOLuz que dissipa as trevasJéssica BastianiniNem hindu, nem mulcumana. A sexta maior religião do mundo, o Siquismo, buscaequilibrio religioso na India tradicionalista.OSikhismo foi fundado pelo guruBaba Nanak, na região do Panjab,norte da Índia, no século XVI d.c.O guru Nanak filho da casta gov-ernante/guerreiro, viveu entre 1469-1538 ecresceu sobre a influência de homens “san-tos” dos ramos místicos. Em seus anos de for-mação, Nanak conheceu e tornou-se amigode um muçulmano chamado Mardana, juntocom quem compunha hinos. Ambos, hinduse muçulmanos, reuniam-se, para cantar es-ses hinos num local chamado Sultanpur. Foi alique Nanak teve uma visão na qual percebeuseu chamado para pregar e ensinar sobre ocaminho da iluminação. Conforme os mitos,ele desapareceu, enquanto se banhava numriacho e reapareceu depois de três dias dereclusão, para proclamar: “Não existe hindu,não existe muçulmano”. A filosofia dos sikhsse concretizou com os dez gurus que suced-eram Nanak, escolhidos por compartilhar osmesmos conhecimentos e a mesma visão deDeus; como um ser suprema para todas as re-ligiões e por isso deveria ser chamado de “SatNam” (nome verdadeiro). O Guru Granth Sa-hib não nomeou um sucessor humano, massim a escritura sikh como se ela própria fosseo guru. O livro consiste em uma sequência dehinos e músicas que os acompanha, os man-tras iniciais Mul, abrem com a frase sagrada“Ek Onkar” (Deus é único). Dferentemente deoutras religiões, no sikhismo todos os seus liv-ros e hinos são de livre acesso para qualquerpessoa, porque para eles não existe o sistemade casta ou até mesmo uma mera diferençaentre os seres humanos. O Gurdwara é o “lu-gar de Deus” para os sikhs, é um templo luxu-oso onde são onde são realizados seus cultos,que incluem a leitura de hinos e leitura detrechos do “Guru Granth Sahib”, uma prececomunitária chamada Ardes, e uma refeiçãocomum chamada Langar. A oração é realizadatrês vezes por dia e sete orações são repetidaspara cada parte do dia.Google Imagens
  2. 2. Sikhismo deriva do termo emsânscrito “sisya” que significadiscípulo e Guru é a combinaçãode “Gu” que significa escuridãoe “Ru” que significa luz. Sendoassim todo seguidor do Sikhis-mo é um discípulos da “luz quedissipa as trevas”.A religião é fundamentada em três pilares queconstituem os deveres dos sikhs. São esses:Nam Japam (Ter Deus presente na mente emtodos os momentos); Kirt Karmi (Sustentar-se pela prática do trabalho honesto); e VandChhakna (Compartilhar o que se consegue notrabalho com os necessitados). Com aproxi-HISTÓRIAA loucura das multidões e as insanidades daconvivência com os animais são aspectos ter-ritoriais de uma Índia, construída pela espir-itualidade de seus lideres. Os incensos dostemplos hindus, os versos do Alcorão, a belezados templos siques e os mantras budistas di-videm uma só paisagem nesta babel religiosa.Dados do IBGE de 1991 apontam o hinduísmocomo à maior religião indiana, cerca de 80%da população; seguido pelo islamismo (11%);cristianismo (3,8%); sikhismo (2%); budismo(0,7%); jainismo (0,5%). Os Sikhs são natu-rais do Punjab, uma área conflituosa entre oPaquistão islâmico e a Índia hinduísta. Parase defender dos tempos de dificuldades, elesadotaram o senso de identidade enfatizandoo envolvimento com a comunidade como umafilosofia de vida.mandamente 20 milhões de adptos; Para sertornar um Sikh, deve-se passar pelo Amrit, umbatismo realizado pela ingestão da água bentapreparada durante a recitação de hinos; umavez batizado o discípulo é proibido de cortar ocabelo, adulterar, comer carne, fumar, beber eusar drogas. Os sikhs mais zelosos, chamadosde santos Khalsa, aderem ao que é conhecidocomo os cinco K, que são os seguintes: (1)kesa-”cabelos longos”, que os Khalsa conservamsem cortar; (2) kangha – “pente’; (3) kacha –“calças curtas”; (4) kachu – “bracelete de met-al”; e (5) kirpan -”arma” ou “espada”.Google ImagensGoogle Imagens
  3. 3. Para os sikhs, os seres humanos estão separa-dos de Deus por serem egocêntricos. Haumaié a palavra que designa o egocentrismo dohomem e Samsara é o ciclo do renascimentoem que ficamos presos por sermos individual-istas. A libertação é união com Nadar (Deus),e somente a devoção ao Nam Simaram e arepetição do mantra Nam Japam em murmúri-os permite a libertação do homem. O Sikhismotambém prega a existência de um karma, queseria uma influência, na vida atual, de açõescometidas em vidas anteriores. A meta de umsikh batizado é atravessar os cinco estágiosespirituais para alcançar uma reencarnaçãofavorável ou a libertação do ciclo da reencar-nação. Os estágios são: Dharam Khand (viversegundo a lei de Deus); Saram Khand (auto-disciplina); Karam Khand (graça); Gian Khand(conhecimento); e Sach Khand (verdade).“Um sikh é qualquer mulher ou homem cuja fé consiste emacreditar em um Deus, nos dez Gurus, nos ensinamentos doGuru Granth Sahib e dos dez Gurus, que tem fé no amrit dodécimo Guru e que não adere a nenhuma outra religião” -Rahit Maryada, guia silkGoogle ImagensCerimônia de Batismo: O bebê é levado aogurdwara (templo sikh) e deitado no chão per-to do Guru Granth Sahib. Um assistente abre olivro ao acaso e escolhe um nome contido notexto. Os nomes sikhis em geral servem parameninos e meninas, por isso se acrescenta onome Singh (“leão”) para os meninos ou Kaur(“princesa”) para as meninas.Morte: Quanto um sikh morre, seu corpo élavado, adornado com cinco Ks e levado emprocissão até o local da cremação. Um parentepróximo acende a pira funerária e os enluta-dos cantam hinos especiais e recitam preces.Pode haver um período de luto de sete a dezdias, com leituras do Guru Granth Sahib.Google ImagensFILOSOFIARITUAIS

×