SlideShare uma empresa Scribd logo
BANCO DE DADOS
TEMPORAL
HANTER DUARTE / LUCIANO NASCIMENTO- BACHAREL EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO – FATEC -PE
DISCIPLINA BANCO DE DADOS – 5º PERÍODO – PROF: FLAVIO MONTEIRO
O QUE É E PARA QUE SERVE O BANCO DE DADOS TEMPORAL?
O que é?
Como o próprio nome informa banco
de dados temporal está relacionado ao
tempo, oferecem a possibilidade de
armazenar informações históricas a respeito
de um determinado objeto que nele esta
sendo mantido.
Alguns banco de dados relacionais
atuais apenas são para armazenamento de
um instante de tempo dos registros nele
guardados, ou seja, apenas armazenam
informações do estado presente do registro.
Para que serve!
Para a maioria dos sistemas comerciais
isso não é importante, mais podemos citar áreas
em que este conceito é extremamente valido:
• Área médica: histórico do paciente, quadro
clinico, diagnósticos.
• Área empresarial: Tomada de decisões,
planejamento de orçamentos, histórico de
funcionários.
• Sistemas de informação Geográfica (SIG):
Crescimento demográfico, desmatamento.
• Controle acadêmico: Histórico de alunos,
histórico financeiro.
• Sistemas de Reserva: Empresas aéreas, hotéis.
EXEMPLO TEMPORAL NA ÁREA EMPRESARIAL
Cadastro do usuário na
plataforma.
Evolução profissional, acadêmica
e pessoal. Tomada de decisões,
planejamento de
contratação, histórico
profissional.
• O Likedin pode ser tomado como exemplo da área empresarial
pois respeita o conceito de temporalidade da informação
contendo o ingresso do usuário na plataforma, sua evolução
profissional, acadêmica e pessoal e também serve para tomada
de decisões já que trata-se de uma feramente usada como base
para contratação de funcionários por várias empresas sendo
um repositório de currículos online.
EXEMPLO TEMPORAL DA ÁREA MÉDICA
Ingresso de um paciente
na unidade hospitalar.
Histórico, quadro clinico,
diagnósticos de um paciente. Tomada de decisões
relacionadas à
tratamentos, posologia
de medicamentos.
• Um hospital ou clinica necessitam ter de forma cronológica
todo o histórico de um determinado paciente,
medicamentos, tratamentos, quadro clinico, quantas vezes
o paciente apresentou determinada doença tudo isso para
tomar a melhor decisão na solução de algum problema.
AS PRINCIPAIS DIFERENÇAS ENTRE BANCO DE DADOS
CONVENCIONAL E BANCO DE DADOS TEMPORAL
Banco de dados convencional.
• Representação do estado presente de um dado
• Gerenciamento temporal a cargo da aplicação
Banco de dados temporal.
• Representação dos estados passados, presente
e futuros de dado
• Gerenciamento temporal é controlado pelo
banco de dados.
Características de banco de dados temporal.
As características temporais são intrínsecas a
determinadas aplicações. Assim, o estudo das
características temporais é extremamente relevante
no contexto de bancos de dados, pois armazenar
informações históricas a respeito de um
determinado objeto que nele está sendo mantido.
Para entender melhor ainda vamos ver os
seguintes pontos:
• Tipo de tempo
• Ordem do tempo
• Rótulos temporais
• Granularidade
CLASSIFICAÇÃO TEMPORAL
Tipos de Tempo - Classificação: Instantâneo,
transação, validade, bi temporal.
• Tempo Instantâneo: Característico do banco
de dados convencional, registra apenas o
dado valido no momento atual.
• Tempo de uma transação: Tempo de
definição de um dado no banco de dados por
uma transação.
• Tempo fornecido pelo SGBD (timestamp).
• Características de banco de dados de tempo
de transação ou banco de dados rollback.
Exemplo: uma operação bancaria, temos o
acesso ao estado anterior do saldo da conta.
CLASSIFICAÇÃO TEMPORAL
• Tempo de validade: Tempo em que o dado é
valido no mundo real.
• O tempo é fornecido pelo usuário.
• Possui características de banco de dados de
tempo de validade ou banco de dados
histórico.
Exemplo: quadro clínico de um paciente ou
histórico de transações bancarias.
• Tempo bi temporal: Manutenção conjunta do
tempo de transação e do tempo de validade.
• Não necessariamente ambos coincidem.
Exemplo: reserva aérea.
ORDENAÇÃO TEMPORAL
Ordem do tempo: Linear, Ramificada, Circular.
1. Ordem Linear:
• Forma mais usual de ordenação temporal.
• Um dado com no máximo um sucessor e um predecessor.
Exemplo: evolução do salário de um empregado.
2. Ordem Ramificada
• Um dado pode ter vários sucessores e/ou predecessores
Exemplos: alternativas para futuro estado de um paciente que já possui um histórico de passagens no
hospital por uma determinada doença (futuro ramificado). Hipótese para a evolução do homem até os dias
de hoje (passado ramificado).
3. Ordem Circular
• Um conjunto de dados se repete periodicamente em uma certa ordem.
Exemplo: períodos de promoção de uma loja, verão, pascoa, dia das mães, outono-inverno, dias dos pais,
natal, queima de estoque.
DEMONSTRAÇÃO DE ORDENAÇÃO TEMPORAL
Verão
OutonoInverno
Primavera
• Coloca sementeira
• Tira Muda
• Poda
• Aduba
Ordem Circular
Salário de dezembro de 2015
R$ 1900,00
Salário de Maio de 2016
R$ 2000,00
Salário de Dez de 2016
R$ 2120,00
Ordem Linear
Passado
Cenário 1
Cenário 2
Futuro
Ordem Ramificada
RÓTULOS TEMPORAIS
Podemos representar os atributos temporais em: Instante, Intervalo, Elemento temporal.
• Instante
• Representação de um ponto no tempo.
• Ele está relacionado a alguma ocorrência de evento, O instante caracteriza-se por um ponto específico
no decorrer do tempo contínuo do registro do banco de dados.
• Intervalo
• Tempo decorrido entre dois instantes, é definido como sendo o tempo decorrido entre dois instantes
de tempo diferentes e conhecidos, tal que se sabe a sua duração, mas não se sabe necessariamente
quando o mesmo começa ou termina.
• Elemento Temporal
• É união finita de intervalos, representação mais expressiva que intervalo, evita a fragmentação de um
dado em várias tuplas, uma para cada intervalo, útil para modelar um fato que pode apresentar os
mesmos valores em períodos distintos de tempo.
Elemento Temporal
GRANULARIDADE
Granularidade corresponde a duração de um chonon:
• O chonon é um intervalo temporal que não pode ser decomposto.
Exemplo: ANO, MÊS, DIA, HORA, MIN, SEG,...
Quanto menor for a granularidade maior os detalhes de uma informação.
EMPRESAS CONHECIDAS QUE FAZEM USO DE BD TEMPORAL
CONCLUSÃO
Bancos de dados temporais são indispensáveis no nosso cotidiano relacionando alguns conceitos que
estavam dispersos.
• Trabalho: conclusão de metas e atividades, agenda de tarefas.
• Diversão: Cinema, brinquedos eletrônicos.
• Estudos: entrega de projetos, tempo de apresentação de seminário.
• Comida: Validade e fabricação de produtos.
• Empreendimentos: Planejamento e estratégia de negócios, contratações, históricos empresariais.
Dessa forma todo e qualquer sistema que usamos tem de maneira intrínseca o conceito de
armazenagem de dados temporal é o que organiza e rede nossas vidas mesmo que não prestemos
atenção ele esta lá.
REFERÊNCIAS
• Roniere Almeida, Entendendo sobre banco de dados temporais –
[http://www.devmedia.com.br/entendendo-sobre-banco-de-dados-temporais/24840]
• Márcio Angelo Bezerra de Lira, Modelagem Conceitual para Banco de Dados Temporal - CIN/UFPE –
In 1008 Projeto Conceitual de BD - [http://slideplayer.com.br/slide/3671237/]

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Using Apache Spark to Solve Sessionization Problem in Batch and Streaming
Using Apache Spark to Solve Sessionization Problem in Batch and StreamingUsing Apache Spark to Solve Sessionization Problem in Batch and Streaming
Using Apache Spark to Solve Sessionization Problem in Batch and Streaming
Databricks
 
Monitoring IO performance with iostat and pt-diskstats
Monitoring IO performance with iostat and pt-diskstatsMonitoring IO performance with iostat and pt-diskstats
Monitoring IO performance with iostat and pt-diskstats
Ben Mildren
 
Spark SQL Join Improvement at Facebook
Spark SQL Join Improvement at FacebookSpark SQL Join Improvement at Facebook
Spark SQL Join Improvement at Facebook
Databricks
 
Seamless replication and disaster recovery for Apache Hive Warehouse
Seamless replication and disaster recovery for Apache Hive WarehouseSeamless replication and disaster recovery for Apache Hive Warehouse
Seamless replication and disaster recovery for Apache Hive Warehouse
DataWorks Summit
 
Introduction to cassandra
Introduction to cassandraIntroduction to cassandra
Introduction to cassandra
Nguyen Quang
 
Growing the Delta Ecosystem to Rust and Python with Delta-RS
Growing the Delta Ecosystem to Rust and Python with Delta-RSGrowing the Delta Ecosystem to Rust and Python with Delta-RS
Growing the Delta Ecosystem to Rust and Python with Delta-RS
Databricks
 
DB2 and storage management
DB2 and storage managementDB2 and storage management
DB2 and storage management
Craig Mullins
 
Improving Apache Spark's Reliability with DataSourceV2
Improving Apache Spark's Reliability with DataSourceV2Improving Apache Spark's Reliability with DataSourceV2
Improving Apache Spark's Reliability with DataSourceV2
Databricks
 
Hive ICDE 2010
Hive ICDE 2010Hive ICDE 2010
Hive ICDE 2010
ragho
 
Extending Complex Event Processing to Graph-structured Information
Extending Complex Event Processing to Graph-structured InformationExtending Complex Event Processing to Graph-structured Information
Extending Complex Event Processing to Graph-structured Information
Antonio Vallecillo
 
What's the time? ...and why? (Mattias Sax, Confluent) Kafka Summit SF 2019
What's the time? ...and why? (Mattias Sax, Confluent) Kafka Summit SF 2019What's the time? ...and why? (Mattias Sax, Confluent) Kafka Summit SF 2019
What's the time? ...and why? (Mattias Sax, Confluent) Kafka Summit SF 2019
confluent
 
2.1 optimizer mode를 변경하는 힌트(rule)
2.1 optimizer mode를 변경하는 힌트(rule)2.1 optimizer mode를 변경하는 힌트(rule)
2.1 optimizer mode를 변경하는 힌트(rule)
탑크리에듀(구로디지털단지역3번출구 2분거리)
 
Analysing Data in Real-time
Analysing Data in Real-timeAnalysing Data in Real-time
Analysing Data in Real-time
Amazon Web Services
 
G1 garbage collector performance tuning
G1 garbage collector performance tuning G1 garbage collector performance tuning
G1 garbage collector performance tuning
huyong922
 
Apache Tez – Present and Future
Apache Tez – Present and FutureApache Tez – Present and Future
Apache Tez – Present and Future
DataWorks Summit
 
Intro to Kapacitor for Alerting and Anomaly Detection
Intro to Kapacitor for Alerting and Anomaly DetectionIntro to Kapacitor for Alerting and Anomaly Detection
Intro to Kapacitor for Alerting and Anomaly Detection
InfluxData
 
Dive into PySpark
Dive into PySparkDive into PySpark
Dive into PySpark
Mateusz Buśkiewicz
 
Hadoop Meetup Jan 2019 - Router-Based Federation and Storage Tiering
Hadoop Meetup Jan 2019 - Router-Based Federation and Storage TieringHadoop Meetup Jan 2019 - Router-Based Federation and Storage Tiering
Hadoop Meetup Jan 2019 - Router-Based Federation and Storage Tiering
Erik Krogen
 
Storage tiering for Oracle Database on AWS and Oracle EBusiness Suite on AWS ...
Storage tiering for Oracle Database on AWS and Oracle EBusiness Suite on AWS ...Storage tiering for Oracle Database on AWS and Oracle EBusiness Suite on AWS ...
Storage tiering for Oracle Database on AWS and Oracle EBusiness Suite on AWS ...
Tom Laszewski
 
SmartDB Office Hours: Connection Pool Sizing Concepts
SmartDB Office Hours: Connection Pool Sizing ConceptsSmartDB Office Hours: Connection Pool Sizing Concepts
SmartDB Office Hours: Connection Pool Sizing Concepts
Koppelaars
 

Mais procurados (20)

Using Apache Spark to Solve Sessionization Problem in Batch and Streaming
Using Apache Spark to Solve Sessionization Problem in Batch and StreamingUsing Apache Spark to Solve Sessionization Problem in Batch and Streaming
Using Apache Spark to Solve Sessionization Problem in Batch and Streaming
 
Monitoring IO performance with iostat and pt-diskstats
Monitoring IO performance with iostat and pt-diskstatsMonitoring IO performance with iostat and pt-diskstats
Monitoring IO performance with iostat and pt-diskstats
 
Spark SQL Join Improvement at Facebook
Spark SQL Join Improvement at FacebookSpark SQL Join Improvement at Facebook
Spark SQL Join Improvement at Facebook
 
Seamless replication and disaster recovery for Apache Hive Warehouse
Seamless replication and disaster recovery for Apache Hive WarehouseSeamless replication and disaster recovery for Apache Hive Warehouse
Seamless replication and disaster recovery for Apache Hive Warehouse
 
Introduction to cassandra
Introduction to cassandraIntroduction to cassandra
Introduction to cassandra
 
Growing the Delta Ecosystem to Rust and Python with Delta-RS
Growing the Delta Ecosystem to Rust and Python with Delta-RSGrowing the Delta Ecosystem to Rust and Python with Delta-RS
Growing the Delta Ecosystem to Rust and Python with Delta-RS
 
DB2 and storage management
DB2 and storage managementDB2 and storage management
DB2 and storage management
 
Improving Apache Spark's Reliability with DataSourceV2
Improving Apache Spark's Reliability with DataSourceV2Improving Apache Spark's Reliability with DataSourceV2
Improving Apache Spark's Reliability with DataSourceV2
 
Hive ICDE 2010
Hive ICDE 2010Hive ICDE 2010
Hive ICDE 2010
 
Extending Complex Event Processing to Graph-structured Information
Extending Complex Event Processing to Graph-structured InformationExtending Complex Event Processing to Graph-structured Information
Extending Complex Event Processing to Graph-structured Information
 
What's the time? ...and why? (Mattias Sax, Confluent) Kafka Summit SF 2019
What's the time? ...and why? (Mattias Sax, Confluent) Kafka Summit SF 2019What's the time? ...and why? (Mattias Sax, Confluent) Kafka Summit SF 2019
What's the time? ...and why? (Mattias Sax, Confluent) Kafka Summit SF 2019
 
2.1 optimizer mode를 변경하는 힌트(rule)
2.1 optimizer mode를 변경하는 힌트(rule)2.1 optimizer mode를 변경하는 힌트(rule)
2.1 optimizer mode를 변경하는 힌트(rule)
 
Analysing Data in Real-time
Analysing Data in Real-timeAnalysing Data in Real-time
Analysing Data in Real-time
 
G1 garbage collector performance tuning
G1 garbage collector performance tuning G1 garbage collector performance tuning
G1 garbage collector performance tuning
 
Apache Tez – Present and Future
Apache Tez – Present and FutureApache Tez – Present and Future
Apache Tez – Present and Future
 
Intro to Kapacitor for Alerting and Anomaly Detection
Intro to Kapacitor for Alerting and Anomaly DetectionIntro to Kapacitor for Alerting and Anomaly Detection
Intro to Kapacitor for Alerting and Anomaly Detection
 
Dive into PySpark
Dive into PySparkDive into PySpark
Dive into PySpark
 
Hadoop Meetup Jan 2019 - Router-Based Federation and Storage Tiering
Hadoop Meetup Jan 2019 - Router-Based Federation and Storage TieringHadoop Meetup Jan 2019 - Router-Based Federation and Storage Tiering
Hadoop Meetup Jan 2019 - Router-Based Federation and Storage Tiering
 
Storage tiering for Oracle Database on AWS and Oracle EBusiness Suite on AWS ...
Storage tiering for Oracle Database on AWS and Oracle EBusiness Suite on AWS ...Storage tiering for Oracle Database on AWS and Oracle EBusiness Suite on AWS ...
Storage tiering for Oracle Database on AWS and Oracle EBusiness Suite on AWS ...
 
SmartDB Office Hours: Connection Pool Sizing Concepts
SmartDB Office Hours: Connection Pool Sizing ConceptsSmartDB Office Hours: Connection Pool Sizing Concepts
SmartDB Office Hours: Connection Pool Sizing Concepts
 

Semelhante a Banco de dados temporal

Banco de Dados Temporais - Temporal DataBase
Banco de Dados Temporais - Temporal DataBaseBanco de Dados Temporais - Temporal DataBase
Banco de Dados Temporais - Temporal DataBase
SergioSouza
 
Bancodedados
BancodedadosBancodedados
Bancodedados
yugopb
 
Banco de Temporais
Banco de TemporaisBanco de Temporais
Banco de Temporais
UFMA
 
BD I - Aula 06 B - Parte 1 - Aspecto Temporal
BD I - Aula 06 B - Parte 1 - Aspecto TemporalBD I - Aula 06 B - Parte 1 - Aspecto Temporal
BD I - Aula 06 B - Parte 1 - Aspecto Temporal
Rodrigo Kiyoshi Saito
 
Gestão de Documentos - Metodologia Documentar
Gestão de Documentos - Metodologia DocumentarGestão de Documentos - Metodologia Documentar
Gestão de Documentos - Metodologia Documentar
Documentar Tecnologia e Informação
 
Scm na Saude
Scm na SaudeScm na Saude
Gestao de suprimentos_(slide)
Gestao de suprimentos_(slide)Gestao de suprimentos_(slide)
Gestao de suprimentos_(slide)
Antonio Bacelar
 
01-estoques1. produtivo que traz melhoria
01-estoques1. produtivo que traz melhoria01-estoques1. produtivo que traz melhoria
01-estoques1. produtivo que traz melhoria
carlosdenilson3
 
Aula 6 - Sistemas de Produção
Aula 6 - Sistemas de ProduçãoAula 6 - Sistemas de Produção
Aula 6 - Sistemas de Produção
Unidade Acedêmica de Engenharia de Produção
 
Unidade 5 - Gestão de Operações
Unidade 5 - Gestão de OperaçõesUnidade 5 - Gestão de Operações
Unidade 5 - Gestão de Operações
Daniel Moura
 
Unidade 5 - Gestão de Operações
Unidade 5 -  Gestão de OperaçõesUnidade 5 -  Gestão de Operações
Unidade 5 - Gestão de Operações
Daniel Moura
 
Gestão de Sup e Logística - Material Suplementar 2019.pptx
Gestão de Sup e Logística - Material Suplementar 2019.pptxGestão de Sup e Logística - Material Suplementar 2019.pptx
Gestão de Sup e Logística - Material Suplementar 2019.pptx
andrikazi
 

Semelhante a Banco de dados temporal (12)

Banco de Dados Temporais - Temporal DataBase
Banco de Dados Temporais - Temporal DataBaseBanco de Dados Temporais - Temporal DataBase
Banco de Dados Temporais - Temporal DataBase
 
Bancodedados
BancodedadosBancodedados
Bancodedados
 
Banco de Temporais
Banco de TemporaisBanco de Temporais
Banco de Temporais
 
BD I - Aula 06 B - Parte 1 - Aspecto Temporal
BD I - Aula 06 B - Parte 1 - Aspecto TemporalBD I - Aula 06 B - Parte 1 - Aspecto Temporal
BD I - Aula 06 B - Parte 1 - Aspecto Temporal
 
Gestão de Documentos - Metodologia Documentar
Gestão de Documentos - Metodologia DocumentarGestão de Documentos - Metodologia Documentar
Gestão de Documentos - Metodologia Documentar
 
Scm na Saude
Scm na SaudeScm na Saude
Scm na Saude
 
Gestao de suprimentos_(slide)
Gestao de suprimentos_(slide)Gestao de suprimentos_(slide)
Gestao de suprimentos_(slide)
 
01-estoques1. produtivo que traz melhoria
01-estoques1. produtivo que traz melhoria01-estoques1. produtivo que traz melhoria
01-estoques1. produtivo que traz melhoria
 
Aula 6 - Sistemas de Produção
Aula 6 - Sistemas de ProduçãoAula 6 - Sistemas de Produção
Aula 6 - Sistemas de Produção
 
Unidade 5 - Gestão de Operações
Unidade 5 - Gestão de OperaçõesUnidade 5 - Gestão de Operações
Unidade 5 - Gestão de Operações
 
Unidade 5 - Gestão de Operações
Unidade 5 -  Gestão de OperaçõesUnidade 5 -  Gestão de Operações
Unidade 5 - Gestão de Operações
 
Gestão de Sup e Logística - Material Suplementar 2019.pptx
Gestão de Sup e Logística - Material Suplementar 2019.pptxGestão de Sup e Logística - Material Suplementar 2019.pptx
Gestão de Sup e Logística - Material Suplementar 2019.pptx
 

Último

Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
EsterGabriiela1
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 

Último (20)

Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 

Banco de dados temporal

  • 1. BANCO DE DADOS TEMPORAL HANTER DUARTE / LUCIANO NASCIMENTO- BACHAREL EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO – FATEC -PE DISCIPLINA BANCO DE DADOS – 5º PERÍODO – PROF: FLAVIO MONTEIRO
  • 2. O QUE É E PARA QUE SERVE O BANCO DE DADOS TEMPORAL? O que é? Como o próprio nome informa banco de dados temporal está relacionado ao tempo, oferecem a possibilidade de armazenar informações históricas a respeito de um determinado objeto que nele esta sendo mantido. Alguns banco de dados relacionais atuais apenas são para armazenamento de um instante de tempo dos registros nele guardados, ou seja, apenas armazenam informações do estado presente do registro. Para que serve! Para a maioria dos sistemas comerciais isso não é importante, mais podemos citar áreas em que este conceito é extremamente valido: • Área médica: histórico do paciente, quadro clinico, diagnósticos. • Área empresarial: Tomada de decisões, planejamento de orçamentos, histórico de funcionários. • Sistemas de informação Geográfica (SIG): Crescimento demográfico, desmatamento. • Controle acadêmico: Histórico de alunos, histórico financeiro. • Sistemas de Reserva: Empresas aéreas, hotéis.
  • 3. EXEMPLO TEMPORAL NA ÁREA EMPRESARIAL Cadastro do usuário na plataforma. Evolução profissional, acadêmica e pessoal. Tomada de decisões, planejamento de contratação, histórico profissional. • O Likedin pode ser tomado como exemplo da área empresarial pois respeita o conceito de temporalidade da informação contendo o ingresso do usuário na plataforma, sua evolução profissional, acadêmica e pessoal e também serve para tomada de decisões já que trata-se de uma feramente usada como base para contratação de funcionários por várias empresas sendo um repositório de currículos online.
  • 4. EXEMPLO TEMPORAL DA ÁREA MÉDICA Ingresso de um paciente na unidade hospitalar. Histórico, quadro clinico, diagnósticos de um paciente. Tomada de decisões relacionadas à tratamentos, posologia de medicamentos. • Um hospital ou clinica necessitam ter de forma cronológica todo o histórico de um determinado paciente, medicamentos, tratamentos, quadro clinico, quantas vezes o paciente apresentou determinada doença tudo isso para tomar a melhor decisão na solução de algum problema.
  • 5. AS PRINCIPAIS DIFERENÇAS ENTRE BANCO DE DADOS CONVENCIONAL E BANCO DE DADOS TEMPORAL Banco de dados convencional. • Representação do estado presente de um dado • Gerenciamento temporal a cargo da aplicação Banco de dados temporal. • Representação dos estados passados, presente e futuros de dado • Gerenciamento temporal é controlado pelo banco de dados. Características de banco de dados temporal. As características temporais são intrínsecas a determinadas aplicações. Assim, o estudo das características temporais é extremamente relevante no contexto de bancos de dados, pois armazenar informações históricas a respeito de um determinado objeto que nele está sendo mantido. Para entender melhor ainda vamos ver os seguintes pontos: • Tipo de tempo • Ordem do tempo • Rótulos temporais • Granularidade
  • 6. CLASSIFICAÇÃO TEMPORAL Tipos de Tempo - Classificação: Instantâneo, transação, validade, bi temporal. • Tempo Instantâneo: Característico do banco de dados convencional, registra apenas o dado valido no momento atual. • Tempo de uma transação: Tempo de definição de um dado no banco de dados por uma transação. • Tempo fornecido pelo SGBD (timestamp). • Características de banco de dados de tempo de transação ou banco de dados rollback. Exemplo: uma operação bancaria, temos o acesso ao estado anterior do saldo da conta.
  • 7. CLASSIFICAÇÃO TEMPORAL • Tempo de validade: Tempo em que o dado é valido no mundo real. • O tempo é fornecido pelo usuário. • Possui características de banco de dados de tempo de validade ou banco de dados histórico. Exemplo: quadro clínico de um paciente ou histórico de transações bancarias. • Tempo bi temporal: Manutenção conjunta do tempo de transação e do tempo de validade. • Não necessariamente ambos coincidem. Exemplo: reserva aérea.
  • 8. ORDENAÇÃO TEMPORAL Ordem do tempo: Linear, Ramificada, Circular. 1. Ordem Linear: • Forma mais usual de ordenação temporal. • Um dado com no máximo um sucessor e um predecessor. Exemplo: evolução do salário de um empregado. 2. Ordem Ramificada • Um dado pode ter vários sucessores e/ou predecessores Exemplos: alternativas para futuro estado de um paciente que já possui um histórico de passagens no hospital por uma determinada doença (futuro ramificado). Hipótese para a evolução do homem até os dias de hoje (passado ramificado). 3. Ordem Circular • Um conjunto de dados se repete periodicamente em uma certa ordem. Exemplo: períodos de promoção de uma loja, verão, pascoa, dia das mães, outono-inverno, dias dos pais, natal, queima de estoque.
  • 9. DEMONSTRAÇÃO DE ORDENAÇÃO TEMPORAL Verão OutonoInverno Primavera • Coloca sementeira • Tira Muda • Poda • Aduba Ordem Circular Salário de dezembro de 2015 R$ 1900,00 Salário de Maio de 2016 R$ 2000,00 Salário de Dez de 2016 R$ 2120,00 Ordem Linear Passado Cenário 1 Cenário 2 Futuro Ordem Ramificada
  • 10. RÓTULOS TEMPORAIS Podemos representar os atributos temporais em: Instante, Intervalo, Elemento temporal. • Instante • Representação de um ponto no tempo. • Ele está relacionado a alguma ocorrência de evento, O instante caracteriza-se por um ponto específico no decorrer do tempo contínuo do registro do banco de dados. • Intervalo • Tempo decorrido entre dois instantes, é definido como sendo o tempo decorrido entre dois instantes de tempo diferentes e conhecidos, tal que se sabe a sua duração, mas não se sabe necessariamente quando o mesmo começa ou termina. • Elemento Temporal • É união finita de intervalos, representação mais expressiva que intervalo, evita a fragmentação de um dado em várias tuplas, uma para cada intervalo, útil para modelar um fato que pode apresentar os mesmos valores em períodos distintos de tempo.
  • 12. GRANULARIDADE Granularidade corresponde a duração de um chonon: • O chonon é um intervalo temporal que não pode ser decomposto. Exemplo: ANO, MÊS, DIA, HORA, MIN, SEG,... Quanto menor for a granularidade maior os detalhes de uma informação.
  • 13. EMPRESAS CONHECIDAS QUE FAZEM USO DE BD TEMPORAL
  • 14. CONCLUSÃO Bancos de dados temporais são indispensáveis no nosso cotidiano relacionando alguns conceitos que estavam dispersos. • Trabalho: conclusão de metas e atividades, agenda de tarefas. • Diversão: Cinema, brinquedos eletrônicos. • Estudos: entrega de projetos, tempo de apresentação de seminário. • Comida: Validade e fabricação de produtos. • Empreendimentos: Planejamento e estratégia de negócios, contratações, históricos empresariais. Dessa forma todo e qualquer sistema que usamos tem de maneira intrínseca o conceito de armazenagem de dados temporal é o que organiza e rede nossas vidas mesmo que não prestemos atenção ele esta lá.
  • 15. REFERÊNCIAS • Roniere Almeida, Entendendo sobre banco de dados temporais – [http://www.devmedia.com.br/entendendo-sobre-banco-de-dados-temporais/24840] • Márcio Angelo Bezerra de Lira, Modelagem Conceitual para Banco de Dados Temporal - CIN/UFPE – In 1008 Projeto Conceitual de BD - [http://slideplayer.com.br/slide/3671237/]