Centro Sul

13.955 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
13.955
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
162
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Centro Sul

  1. 1. Complexos Geoeconômicosdo Brasil <br />Aricia Sartori n°4<br />Camila Fugante n°6<br />Deborah Guain n°10<br />Gabriela Mendes n° 16<br />Giuliana Suetu n° 19 <br />Mariana Pauluti n° 26<br />
  2. 2. Região: Centro-Sul<br />Desenvolvimento Industrial da Região Sudeste do Brasil<br />
  3. 3. Introdução<br /><ul><li>Enfocaremos nosso trabalho na Região Sudeste
  4. 4. Possui a economia mais dinâmica do Brasil.
  5. 5. A maior parte do PIB é produzido nos setores agrário, industrial e de serviços.
  6. 6. Maior população e a maior</li></ul> desigualdade socioeconômica.<br /><ul><li>É a região mais desenvolvida do </li></ul> Brasil.<br />
  7. 7. Informações sobre a região<br />Área total: 927.286 km²População (2000): 72.297.351 habitantesDensidade demográfica (2000): 77,96 hab/km²<br /> O clima predominante no litoral é o tropical atlântico e nos planaltos, o tropical de altitude, com geadas ocasionais.<br />São Paulo<br />Espírito Santo<br />Minas Gerais<br />Rio de Janeiro<br />
  8. 8. Economia<br /><ul><li>O Sudeste mantém uma elevada participação no PIB industrial.
  9. 9. Produção de: café, laranja, cana-de-açúcar e frutas, entre outros.
  10. 10. Minas Gerais: exploração de minérios - serra do Espinhaço.
  11. 11. Rio de Janeiro: petróleo.
  12. 12. São Paulo: metalúrgica, mecânica, automobilística, telecomunicações e eletrônicos.
  13. 13. O mesmo tempo que concentra a maior parcela da riqueza nacional, é a região que mais sofre com o desemprego e o crescimento da violência.
  14. 14. Imigrações: expansão cafeeira (imigrantes europeus e japoneses) século XIX e no começo do século XX, transmitindo influências culturais para setores, como política, artes plásticas e culinária. </li></li></ul><li>Desenvolvimento Industrial<br /><ul><li>Importância econômica no processo de urbanização.
  15. 15. Economia brasileira basicamente resumida em </li></ul> produção primária.<br /><ul><li>A industria começou a produzir equipamentos </li></ul> aumentando a produtividade e também reforçando <br /> a indústria desse segmento para acompanhar o <br /> andamento da expansão agrícola.<br /><ul><li>Século XX: Processo de industrialização por substituição
  16. 16. O capital estrangeiro começa a entrar no Brasil com a chegada das multinacionais de vários segmentos
  17. 17. Produção para exportação provoca a expansão de áreas cultivadas, iniciando o processo de mecanização e modernização do campo.
  18. 18. Surgimento da agroindústria (indústria vinculada à produção agropecuária).
  19. 19. A criação de animais sofreu alterações. Destacou-se a produção bovina de corte e leite e a produção de aves e suínos.
  20. 20. A região sudeste ficou caracterizada com um alto nível de modernização e produtividade. </li></li></ul><li><ul><li>Matérias prima saiam das fábricas do Sudeste para o Brasil inteiro: Algodão (para a indústria têxtil), Cerâmica, Ferro (para a Siderurgia)
  21. 21. Exportava produtos agrícolas como café e cacau e importava produtos industriais como tecidos e ferramentas
  22. 22. A produção do café se estabeleceu na estrutura da economia agrícola de tipo plantation.
  23. 23. Toda a população se concentrava no litoral.
  24. 24. O café era o produto principal da nossa economia (responsável pelo desenvolvimento da região sudeste)
  25. 25. Fim da escravidão: a Mao de obra passou </li></ul> a ser de trabalhadores livres assalariados, <br /> criando uma nova classe trabalhadora.<br /><ul><li>1929: crise, o café foi arrasado. Com a </li></ul> crise do café, os grandes produtores <br /> começaram a apostar nas indústrias.<br />
  26. 26. Concentração Industrial<br /><ul><li>Indústrias começaram a se desenvolver rapidamente, e a região Sudeste começou a se destacar como centro econômico do Brasil.
  27. 27. Inúmeras ferrovias e estradas foram abertas para o escoamento da produção cafeeira até os portos de Santos e do Rio de Janeiro.
  28. 28. Nas proximidades dessas estradas, começaram a se desenvolver aglomerados urbanos, embriões de grandes cidades da atualidade.
  29. 29. Outras regiões começaram se caracterizar por mercados consumidores desses bens, fornecendo matérias primas e alimentos a preços baixos e mão de obra barata em grande quantidade.
  30. 30. Estabeleceu assim a relação Centro-Periferia
  31. 31. Centros cresceram economicamente mais mantiveram uma relação de dependência entre elas.
  32. 32. Preferência por morar na cidade.
  33. 33. As indústrias eram instaladas nos centros mais econômicos (concentração de maior infra-estrutura)
  34. 34. Circulação de mercadorias internas: especialização da produção industrial
  35. 35. Complexos industriais: mais fácil de trocar mercadorias entre si.</li></li></ul><li>Conclusão<br /><ul><li>O crescimento industrial atingiu o setor agropecuário, que, através da mecanização do campo, se desenvolveu bastante, aumentando consideravelmente a produtividade.
  36. 36. A industrialização transformou nossa economia de agrária mercantil a urbana industrial
  37. 37. O tema retratado no nosso trabalho reflete o que hoje é o causador de muitos problemas tanto ambientais quanto sociais: as industrias
  38. 38. É através da modernização das indústrias (industrialização) que temos, hoje, acesso a tantas tecnologias e produtos industrializados
  39. 39. O acúmulo de capitais, proporcionado pela cultura do café, a rede ferroviária, a modernização dos portos de Santos e do Rio de Janeiro, a mão-de-obra qualificada dos imigrantes e o crescente mercado consumidor urbano foram fatores importantíssimos para o desenvolvimento da atividade industrial, que acelerou o processo de estruturação do espaço da região Sudeste, comandado por São Paulo. </li></li></ul><li>Questão<br /> Os diferentes setores da produção que extraem e transformam matérias-primas do meio ambiente terrestre ou o utilizam como suporte (subsolo, meio líquido, gases, solo, vegetação e animais), vem trazendo ao longo do tempo, vários problemas ambientais na região Sudeste.<br /> A agricultura, a pecuária, a silvicultura e a indústria extrativista mineral e vegetal operam diretamente com essas matérias-primas, impactando de forma imediata o meio ambiente; pela retirada pura e simples do bem, como no caso da mineração, ou pela modificação das condições ambientais preexistentes, como no caso da agricultura. Também temos a poluição industrial, que são os processos de transformações dos bens retirados da natureza.<br /> Mas, essa industrialização, fez também o país crescer. Por causa da industrialização, a região Sudeste começou a se destacar como centro econômico do Brasil. Também trouxe o crescimento populacional, pois as pessoas vinham para cá a procura de uma vida melhor, de um emprego nas indústrias. Além disso, a industrialização transformou nossa economia de agrária mercantil a urbana industrial.<br /> Podemos concluir que a industrialização trouxe vários problemas, como os ambientais, porém fez o Brasil modernizar-se, adquirir novas tecnologias, mão-de-obra, etc. A industrialização é um ponto bom ou ruim para o Centro-sul? <br />
  40. 40. Bibliografia<br /> Imagens:<br />http://images01.olx.com.br/ui/2/31/86/17892586_1.jpg<br />http://www.executivo.guarda.pt/actualidade/noticias/omundo/PublishingImages/petroleo.jpg<br />http://blogdoluguta.files.wordpress.com/2009/10/industria-automobilistica.jpg<br />http://2.bp.blogspot.com/_tAzYDI0LgX0/R99UxYgX69I/AAAAAAAAAB8/iktdCtX07qU/s400/Malaysiatea_plantation.jpg<br /> Textos:<br />http://www.grupoescolar.com/materia/regiao_sudeste_do_brasil.html<br />http://www.mundovestibular.com.br/articles/5093/1/O-espaco-industrial-no-Brasil---Industrias-no-Brasil/Paacutegina1.html<br />http://cacphp.unioeste.br/projetos/gpps/midia/seminario2/poster/educacao/pedu21.pdf<br />

×