História do escutismo
História do Escutismo
Em 22 de Fevereiro de 1857, nascia em Londres Robert Stephenson Smith
Baden-Powell, sexto filho de u...
Aí, recebeu ordens de marchar para Mafeking. Durante 217 dias (a partir de
13 de Outubro de 1899) B-P defendeu Mafeking ce...
Pôs-se então a trabalhar, aproveitando e adaptando sua experiência na Índia
e na África entre os zulus e outras tribos.
Le...
Em 1912 fez uma viagem à volta do mundo para contactar os escuteiros de
muitos outros países, para fazer do Escotismo uma ...
Ultima mensagem de B.P
Caros escuteiros:
Se já vistes a peça Peter Pan, haveis de recordar-vos de como o chefe dos piratas...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

História do escutismo

530 visualizações

Publicada em

Is the history of scots

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
530
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

História do escutismo

  1. 1. História do escutismo
  2. 2. História do Escutismo Em 22 de Fevereiro de 1857, nascia em Londres Robert Stephenson Smith Baden-Powell, sexto filho de um professor em Oxford que faleceu quando Robert tinha apenas três anos, deixando sete filhos, dos quais o mais velho tinha treze anos. Apesar das dificuldades pelas quais a família passou, era muito unida. De tal forma que, todos os anos, durante as férias do Verão, Robert ia acampar com os irmãos mais velhos. Era o seu amor pela aventura e pela Natureza a revelar-se tão cedo! Aos dezanove anos, B-P (iniciais de Baden-Powell) acabou os estudos e foi para a Índia como militar. As promoções de B-P eram tão regulares que ele se tornou famoso. Em 1899, Baden-Powell tinha sido promovido a coronel e estava na África do Sul.
  3. 3. Aí, recebeu ordens de marchar para Mafeking. Durante 217 dias (a partir de 13 de Outubro de 1899) B-P defendeu Mafeking cercada por forças superiores do inimigo, até que tropas de socorro conseguiram finalmente chegar. B-P, promovido agora ao posto de major-general, tornou-se um herói aos olhos de seus compatriotas. Em 1901, regressou da África do Sul para a Inglaterra e descobriu que a sua popularidade dera relevo ao livro que escrevera para militares: Aids to Scouting (qualquer coisa como "Ajudas à Exploração Militar / aos Batedores / Sapadores"). O livro estava a ser usado nas escolas masculinas. B-P viu no sucesso do seu livro um desafio. Ele podia ajudar a juventude. Se um livro para adultos sobre as actividades dos batedores/exploradores podia exercer tal atracção sobre os rapazes, outro livro, escrito especialmente para eles poderia despertar muito maior interesse!
  4. 4. Pôs-se então a trabalhar, aproveitando e adaptando sua experiência na Índia e na África entre os zulus e outras tribos. Lenta e cuidadosamente, B-P foi desenvolvendo a ideia do escutismo. Queria estar certo de que podia ser posta em prática. Por isso, no Verão de 1907 foi com um grupo de 20 rapazes para a ilha de Brownsea, no Canal da Mancha, para realizar o primeiro acampamento escuteiro que o mundo presenciou. Foi um êxito! Nos primeiros meses de 1908, lançou em fascículos o seu manual de treino, o "Escotismo para Rapazes" sem sequer sonhar que este livro iria por em acção um movimento que afectaria a juventude do mundo inteiro. Mal tinha começado a aparecer nas livrarias, logo surgiam patrulhas e "tropas" escuteiras não apenas na Inglaterra, mas em muitos outros países. O movimento cresceu tanto que em 1910, B-P compreendeu que o Escutismo seria a obra da sua vida. Ele podia fazer mais pelo seu país a criar uma nova geração de bons cidadãos do que soldados. Pediu então demissão do exército e ingressou na sua "segunda vida", como costumava chamá-la, por meio do Escutismo.
  5. 5. Em 1912 fez uma viagem à volta do mundo para contactar os escuteiros de muitos outros países, para fazer do Escotismo uma fraternidade mundial. A Primeira Guerra Mundial (1914-18) interrompeu este trabalho, mas em 1920, os escuteiros de todas as partes do mundo reuniram-se em Londres para a primeira concentração internacional de escuteiros: o Primeiro Jamboree Mundial. No dia em que o Movimento Escotista completou os 21 anos contava com mais de 2 milhões de membros em praticamente todos os países do mundo. Nesta ocasião, o rei Jorge V elevou B-P a lorde, sob o nome de Lord BadenPowell of Gilwell. Mas para todos os escuteiros ele continuou e continuará sempre a ser B-P, o Escoteiro-Chefe-Mundial. Depois dos 80 anos, B-P regressou a África, ao Quénia, com a sua esposa, Lady Baden-Powell, uma entusiástica colaboradora e que era a ChefeMundial das "Girl Guides" (Guias), movimento também iniciado por BadenPowell. Foi lá que morreu, a 8 de Janeiro de 1941 quando faltava pouco mais de um mês para completar 84 anos de idade.
  6. 6. Ultima mensagem de B.P Caros escuteiros: Se já vistes a peça Peter Pan, haveis de recordar-vos de como o chefe dos piratas estava sempre a fazer o seu discurso de despedida, porque receava que, quando lhe chegasse a hora de morrer, talvez não tivesse tempo para o fazer. Acontece-me coisa muito parecida e por isso, embora não esteja precisamente a morrer, morrerei qualquer dia e quero mandar-vos uma palavra de despedida. Lembrai-vos de que é a última palavra que vos dirijo, por isso meditai-a. Passei uma vida felicíssima e desejo que cada um de vós seja igualmente feliz. Crei que Deus nos colocou neste mundo encantador para sermos felizes e apreciarmos a vida. A felicidade não vem da riqueza, nem simplesmente do êxito de uma carreira, nem dos prazeres. Um passo para a felicidade é serdes saudáveis e fortes enquanto sois rapazes, para poderdes ser úteis e gozar a vida quando fordes homens. O estudo da natureza mostrar-vos-á as coisas belas e maravilhosas de que Deus encheu o mundo para vosso deleite. Contentai-vos com o que tendes e tirai dele o maior proveito que puderdes. Vede sempre o lado melhor das coisas e não o pior. Mas o melhor meio para alcançar a felicidade é contribuir para a felicidade dos outros. Procurai deixar o mundo um pouco melhor de que o encontrastes e quando vos chegar a vez de morrer, podeis morrer felizes sentindo que ao menos não desperdiçastes o tempo e fizestes todo o possível por praticar o bem. Estai preparados desta maneira para viver e morrer felizes - apegai-vos sempre à vossa promessa escutista - mesmo depois de já não serdes rapazes e Deus vos ajude a proceder assim. O Vosso Amigo Baden Powell

×