SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 32
FOLCLORE
É a tradição e usos populares, constituído
pelos costumes e tradições transmitidos de geração em geração. Todos
os povos possuem suas tradições, crenças e superstições, que se
transmitem através das
tradições, lendas, contos, provérbios,canções, danças, artesanato, jogo
s, religiosidade, brincadeiras infantis, mitos, idiomas e
dialetos característicos, adivinhações, festas e outras atividades
culturais que nasceram e se desenvolveram com o povo.
LENDAS
Lendas
As lendas do folclore são baseadas em histórias de antigos, como a
do boto cor de rosa, eles diziam que se uma mulher passasse por ele
ficava grávida, como todo o restante, mula sem cabeça, boi tatá, cuca e
vários outros, mas na verdade, eles são apenas lenda, inventadas para
contar grandes histórias que renderam bastante para as crianças. Enfim,
as lendas do folclore são simplesmente incríveis para a imaginação das
crianças e servem para ajudar no crescimento e realização delas, servem
até para botar medo e manter a criança mais atenta e obediente, viu
como as lendas do folclore são surpreendentes? Por isso, não deixe de ver
as imagens das lendas mais importantes do folclore.
PARLENDAS
As parlendas são versinhos com temática infantil que
são recitados em brincadeiras de crianças. Possuem uma
rima fácil e, por isso, são populares entre as crianças.
Muitas parlendas são antigas e, algumas delas, foram
criadas, há décadas. Elas fazem parte do folclore
brasileiro, pois representam uma importante tradição
cultural do nosso povo.
As parlendas são versinhos com temática infantil que
são recitados em brincadeiras de crianças. Possuem uma
rima fácil e, por isso, são populares entre as crianças.
Muitas parlendas são antigas e, algumas delas, foram
criadas, há décadas. Elas fazem parte do folclore
brasileiro, pois representam uma importante tradição
cultural do nosso povo.
PARLENDAS
CANTIGAS DE RODA
- CIRANDA
As cantigas de roda, também conhecidas como cirandas
são brincadeiras que consistem na formação de uma roda,
com a participação de crianças, que cantam músicas de
caráter folclórico, seguindo coreografias. As letras das
músicas são simples e trazem temas do universo infantil.
CANTIGAS DE RODA –
CIRANDA
DANÇAS
FOLCLÓRICAS
As danças sempre foram um importante componente
cultural da humanidade. O folclore brasileiro é rico em
danças que representam as tradições e a cultura de uma
determinada região. Estão ligadas aos aspectos
religiosos, festas, lendas, fatos históricos,
acontecimentos do cotidiano e brincadeiras. As danças
folclóricas brasileiras caracterizam-se pelas músicas
animadas (com letras simples e populares) e figurinos e
cenários representativos.
As danças sempre foram um importante componente
cultural da humanidade. O folclore brasileiro é rico em
danças que representam as tradições e a cultura de uma
determinada região. Estão ligadas aos aspectos
religiosos, festas, lendas, fatos históricos,
acontecimentos do cotidiano e brincadeiras. As danças
folclóricas brasileiras caracterizam-se pelas músicas
animadas (com letras simples e populares) e figurinos e
cenários representativos.
DANÇAS
FOLCLÓRICAS
PRINCIPAIS DANÇAS DO BRASIL
SAMBA DE RODA:
Estilo musical caracterizado por elementos da cultura
afro-brasileira. Surgiu no estado da Bahia, no século XIX.
É a mais tradicional do samba. Os dançarinos dançam
numa roda ao som de músicas acompanhadas por
palmas e cantos. Chocalho, pandeiro, viola, atabaque e
berimbau são os instrumentos musicais mais utilizados.
SAMBA DE RODA:
Estilo musical caracterizado por elementos da cultura
afro-brasileira. Surgiu no estado da Bahia, no século XIX.
É a mais tradicional do samba. Os dançarinos dançam
numa roda ao som de músicas acompanhadas por
palmas e cantos. Chocalho, pandeiro, viola, atabaque e
berimbau são os instrumentos musicais mais utilizados.
SAMBA
DE RODA
MARACATU
O maracatu é um ritmo musical com dança típico da
região pernambucana. Reúne uma interessante mistura de
elementos culturais afro-brasileiros, indígenas e europeus.
Possui uma forte característica religiosa. Os dançarinos
representam personagens históricos (duques, duquesas,
embaixadores, rei e rainha).
O cortejo é acompanhado por uma banda com
instrumentos de percussão.
O maracatu é um ritmo musical com dança típico da
região pernambucana. Reúne uma interessante mistura de
elementos culturais afro-brasileiros, indígenas e europeus.
Possui uma forte característica religiosa. Os dançarinos
representam personagens históricos (duques, duquesas,
embaixadores, rei e rainha).
O cortejo é acompanhado por uma banda com
instrumentos de percussão.
MARACATU
FREVO
Este estilo pernambucano de carnaval é uma espécie de
marchinha muito acelerada, que, ao contrário de outras
músicas de carnaval, não possui letra, sendo simplesmente
tocada por uma banda que segue os blocos carnavalescos
enquanto os dançarinos se divertem dançando. Os dançarinos
de frevo usam, geralmente, um pequeno guarda-chuva
colorido como elemento coreográfico.
FREVO
TRAVA-LÍNGUAS
Podemos definir os trava línguas como frases folclóricas
criadas pelo povo com objetivo lúdico. Apresentam-se como
um desafio de pronúncia, ou seja, uma pessoa passa uma
frase difícil para um outro indivíduo falar. Estas frases
tornam-se difíceis, pois possuem muitas sílabas parecidas
(exigem movimentos repetidos da língua) e devem ser
faladas rapidamente. Estes trava línguas já fazem parte do
folclore brasileiro, porém estão presentes mais nas regiões
do interior brasileiro.
TRAVA-LÍNGUAS
Jogos e brincadeiras do folclore:
- Soltar  pipa:  as pipas, também conhecidas como papagaios, são feitas de varetas de
madeira e papel. Coloridas, são empinadas (soltadas) pelos meninos em dias de vento. Com
uma linha, os garotos conseguem direcionar e fazer malabarismos no céu.
- Estilingue:  também conhecidos como bodoques, são feitos de galhos de madeira e
borracha. Os meninos usam pedras para acertar alvos (latas, garrafas e outros objetos).
- Pega - pega: esta brincadeira envolve muita atividade física. Uma criança deve correr e
tocar outra. A criança tocada passa ter que fazer o mesmo.
Jogos e brincadeiras do folclore:
- Soltar  pipa:  as pipas, também conhecidas como papagaios, são feitas de varetas de
madeira e papel. Coloridas, são empinadas (soltadas) pelos meninos em dias de vento. Com
uma linha, os garotos conseguem direcionar e fazer malabarismos no céu.
- Estilingue:  também conhecidos como bodoques, são feitos de galhos de madeira e
borracha. Os meninos usam pedras para acertar alvos (latas, garrafas e outros objetos).
- Pega - pega: esta brincadeira envolve muita atividade física. Uma criança deve correr e
tocar outra. A criança tocada passa ter que fazer o mesmo.
- Esconde - esconde: o objetivo é se esconder e não ser encontrado pela criança
que está procurando. A criança que deverá procurar deve ficar de olhos tapados
e contar até certo número enquanto as outras se escondem. Para ganhar, a
criança que está procurando deve encontrar todos os escondidos e correr para a
base.
- Bola de gude: coloridas e feitas de vidro, são jogadas no chão de terra pelos
meninos. O objetivo é bater na bolinha do adversário para ganhar pontos ou a
própria bola do colega.
- Boneca de pano:  feitas pelas mães e avós, são usadas em brincadeiras pelas
meninas para simular crianças integrantes de uma família imaginária.
- Esconde - esconde: o objetivo é se esconder e não ser encontrado pela criança
que está procurando. A criança que deverá procurar deve ficar de olhos tapados
e contar até certo número enquanto as outras se escondem. Para ganhar, a
criança que está procurando deve encontrar todos os escondidos e correr para a
base.
- Bola de gude: coloridas e feitas de vidro, são jogadas no chão de terra pelos
meninos. O objetivo é bater na bolinha do adversário para ganhar pontos ou a
própria bola do colega.
- Boneca de pano:  feitas pelas mães e avós, são usadas em brincadeiras pelas
meninas para simular crianças integrantes de uma família imaginária.
Brinquedos do folclore:
carrinho de rolimã
O Folclore no Brasil é muito extenso. Possui diversas historias e comidas
deliciosas. As regiões que mais comemoram o Folclore são a Norte e Nordeste. Eles
possuem uma grande variedade de comidas típicas, que tornam o folclore ainda
mais interessante.
Exercício:
Faça a copia de cada trava -língua:
a)Toco preto, porco fresco, corpo crespo.
R –
b) Pinga a pia apara o prato, pia o pinto e mia o gato
R -
c) Pia o pinto, a pia pinga. A pipa pinga e o pinto pia. Quanto mais o pinto pia,
mais pinga a pia.
R -
d) Tire o papo do pato de dentro do prato.
R -
e) Sei o que sei, sabemos o que sabes; o que não sabes é o que sabemos.
R -
f) Pedro Pereira Pedrosa pediu passagem para Pirapora.
R –
g) Trazei três pratos de trigo para três tigres tristes comerem.
R -
R – R – R –
Monte uma Historia sobre a sereia Ira:
Minha Historinha:
Resposta:
1º)
2º)
1º)
2º)
Monte uma Historia sobre Curupira:
Minha Historinha:
A noiva do Saci.
Responder:
De que cor é a touca da noivinha do Saci?
R –
Ela pula de um?
R –
Fuma o que?
R –
Parece uma?
R -
Andréa Lemos
Contato: lemos908@gmail.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sequência de atividades despertar da cidadania_hino nacional
Sequência de atividades despertar da cidadania_hino nacionalSequência de atividades despertar da cidadania_hino nacional
Sequência de atividades despertar da cidadania_hino nacionalAdriana Melo
 
Gênero textual: Cordel
Gênero textual: CordelGênero textual: Cordel
Gênero textual: CordelMary Alvarenga
 
Aula patrimônio cultural
Aula patrimônio culturalAula patrimônio cultural
Aula patrimônio culturalCurso Letrados
 
Apostila de Arte Ensino Fundamental I
Apostila de Arte Ensino Fundamental IApostila de Arte Ensino Fundamental I
Apostila de Arte Ensino Fundamental IEliane Sanches
 
Artes Dança/ Danças Regionais e Atividades
Artes Dança/ Danças Regionais e AtividadesArtes Dança/ Danças Regionais e Atividades
Artes Dança/ Danças Regionais e AtividadesGeo Honório
 
CONTRIBUIÇÃO DOS AFRICANOS PARA A CULTURA BRASILEIRA
CONTRIBUIÇÃO DOS AFRICANOS PARA A CULTURA BRASILEIRACONTRIBUIÇÃO DOS AFRICANOS PARA A CULTURA BRASILEIRA
CONTRIBUIÇÃO DOS AFRICANOS PARA A CULTURA BRASILEIRAValéria Vanessa
 
Atividades referente ao filme; Extraordinário
Atividades referente ao filme; ExtraordinárioAtividades referente ao filme; Extraordinário
Atividades referente ao filme; ExtraordinárioFrancilene Barbbosa
 
O que é folclore por simone helen drumond
O que é folclore por simone helen drumondO que é folclore por simone helen drumond
O que é folclore por simone helen drumondSimoneHelenDrumond
 
Desenhos de tarsila do amaral para colorir
Desenhos de tarsila do amaral para colorirDesenhos de tarsila do amaral para colorir
Desenhos de tarsila do amaral para colorirSimoneHelenDrumond
 
Projeto contra racismo na escola
Projeto contra racismo na escolaProjeto contra racismo na escola
Projeto contra racismo na escolanivalda
 
A diversidade cultural do Brasil
A diversidade cultural do BrasilA diversidade cultural do Brasil
A diversidade cultural do BrasilAndreia Bastos
 
Dia nacional do livro
Dia nacional do livroDia nacional do livro
Dia nacional do livrolavinia2
 
Apostila quem canta seus males espanta vol1
Apostila quem canta seus males espanta vol1Apostila quem canta seus males espanta vol1
Apostila quem canta seus males espanta vol1SimoneHelenDrumond
 
Texto e Interpretação - Dia Internacional da Mulher
Texto  e Interpretação - Dia Internacional da MulherTexto  e Interpretação - Dia Internacional da Mulher
Texto e Interpretação - Dia Internacional da MulherMary Alvarenga
 

Mais procurados (20)

Sequência de atividades despertar da cidadania_hino nacional
Sequência de atividades despertar da cidadania_hino nacionalSequência de atividades despertar da cidadania_hino nacional
Sequência de atividades despertar da cidadania_hino nacional
 
Gênero textual: Cordel
Gênero textual: CordelGênero textual: Cordel
Gênero textual: Cordel
 
Aula patrimônio cultural
Aula patrimônio culturalAula patrimônio cultural
Aula patrimônio cultural
 
Apostila de Arte Ensino Fundamental I
Apostila de Arte Ensino Fundamental IApostila de Arte Ensino Fundamental I
Apostila de Arte Ensino Fundamental I
 
Projeto semana da pátria
Projeto semana da pátriaProjeto semana da pátria
Projeto semana da pátria
 
Artes Dança/ Danças Regionais e Atividades
Artes Dança/ Danças Regionais e AtividadesArtes Dança/ Danças Regionais e Atividades
Artes Dança/ Danças Regionais e Atividades
 
Folclore
FolcloreFolclore
Folclore
 
CONTRIBUIÇÃO DOS AFRICANOS PARA A CULTURA BRASILEIRA
CONTRIBUIÇÃO DOS AFRICANOS PARA A CULTURA BRASILEIRACONTRIBUIÇÃO DOS AFRICANOS PARA A CULTURA BRASILEIRA
CONTRIBUIÇÃO DOS AFRICANOS PARA A CULTURA BRASILEIRA
 
Atividades referente ao filme; Extraordinário
Atividades referente ao filme; ExtraordinárioAtividades referente ao filme; Extraordinário
Atividades referente ao filme; Extraordinário
 
O que é folclore por simone helen drumond
O que é folclore por simone helen drumondO que é folclore por simone helen drumond
O que é folclore por simone helen drumond
 
Desenhos de tarsila do amaral para colorir
Desenhos de tarsila do amaral para colorirDesenhos de tarsila do amaral para colorir
Desenhos de tarsila do amaral para colorir
 
Sequência didática o circo
Sequência didática o circoSequência didática o circo
Sequência didática o circo
 
Folclore
Folclore Folclore
Folclore
 
Notícia gênero textual
Notícia gênero textualNotícia gênero textual
Notícia gênero textual
 
Projeto contra racismo na escola
Projeto contra racismo na escolaProjeto contra racismo na escola
Projeto contra racismo na escola
 
A diversidade cultural do Brasil
A diversidade cultural do BrasilA diversidade cultural do Brasil
A diversidade cultural do Brasil
 
Dia nacional do livro
Dia nacional do livroDia nacional do livro
Dia nacional do livro
 
Apostila quem canta seus males espanta vol1
Apostila quem canta seus males espanta vol1Apostila quem canta seus males espanta vol1
Apostila quem canta seus males espanta vol1
 
Texto e Interpretação - Dia Internacional da Mulher
Texto  e Interpretação - Dia Internacional da MulherTexto  e Interpretação - Dia Internacional da Mulher
Texto e Interpretação - Dia Internacional da Mulher
 
Sequência Didática ÁGUA
Sequência Didática   ÁGUASequência Didática   ÁGUA
Sequência Didática ÁGUA
 

Destaque

Estética conceito de arte e obra de arte
Estética conceito de arte e obra de arteEstética conceito de arte e obra de arte
Estética conceito de arte e obra de arteJulia Martins
 
HISTÓRIAS EM QUADRINHOS
HISTÓRIAS EM QUADRINHOSHISTÓRIAS EM QUADRINHOS
HISTÓRIAS EM QUADRINHOSjpsales
 
Lendas do Folclore Brasileiro
Lendas do Folclore BrasileiroLendas do Folclore Brasileiro
Lendas do Folclore Brasileiroguest744de6a
 
Lenda e a História da Fundação De Roma
Lenda e a História da Fundação De RomaLenda e a História da Fundação De Roma
Lenda e a História da Fundação De RomaCPH
 
Lendas folclóricas
Lendas folclóricasLendas folclóricas
Lendas folclóricaszoesantos
 
Apresentação lendas
Apresentação lendasApresentação lendas
Apresentação lendasVdunder
 

Destaque (9)

Estética conceito de arte e obra de arte
Estética conceito de arte e obra de arteEstética conceito de arte e obra de arte
Estética conceito de arte e obra de arte
 
Folclore
Folclore Folclore
Folclore
 
HISTÓRIAS EM QUADRINHOS
HISTÓRIAS EM QUADRINHOSHISTÓRIAS EM QUADRINHOS
HISTÓRIAS EM QUADRINHOS
 
Lendas do Folclore Brasileiro
Lendas do Folclore BrasileiroLendas do Folclore Brasileiro
Lendas do Folclore Brasileiro
 
Lenda e a História da Fundação De Roma
Lenda e a História da Fundação De RomaLenda e a História da Fundação De Roma
Lenda e a História da Fundação De Roma
 
Lendas folclóricas
Lendas folclóricasLendas folclóricas
Lendas folclóricas
 
Surgimento de roma
Surgimento de romaSurgimento de roma
Surgimento de roma
 
Apresentação lendas
Apresentação lendasApresentação lendas
Apresentação lendas
 
Folclore e lendas
Folclore e lendasFolclore e lendas
Folclore e lendas
 

Semelhante a Folclore brasileiro

Semelhante a Folclore brasileiro (20)

Folclore Brasileiro
Folclore BrasileiroFolclore Brasileiro
Folclore Brasileiro
 
Cantigas
CantigasCantigas
Cantigas
 
Slide sobre Brincadeiras, jogos,danças de nossas culturas
Slide sobre Brincadeiras, jogos,danças de nossas culturasSlide sobre Brincadeiras, jogos,danças de nossas culturas
Slide sobre Brincadeiras, jogos,danças de nossas culturas
 
Folclore brasileiro
Folclore brasileiroFolclore brasileiro
Folclore brasileiro
 
Album do folclore
Album do folcloreAlbum do folclore
Album do folclore
 
Folclore Brasileiro, região centro-oeste
Folclore Brasileiro, região centro-oesteFolclore Brasileiro, região centro-oeste
Folclore Brasileiro, região centro-oeste
 
Folclore brasileiro
 Folclore brasileiro Folclore brasileiro
Folclore brasileiro
 
Divertindo e aprendendo com a parlenda
Divertindo e aprendendo com a parlendaDivertindo e aprendendo com a parlenda
Divertindo e aprendendo com a parlenda
 
Brincadeiras e brinquedos antigas
Brincadeiras e brinquedos antigasBrincadeiras e brinquedos antigas
Brincadeiras e brinquedos antigas
 
C.A. 04
C.A. 04C.A. 04
C.A. 04
 
Projeto Folclore
Projeto FolcloreProjeto Folclore
Projeto Folclore
 
Folclore rozangela nery
Folclore rozangela neryFolclore rozangela nery
Folclore rozangela nery
 
Projeto o folclore
Projeto o folcloreProjeto o folclore
Projeto o folclore
 
CULTURA POPULAR
CULTURA POPULARCULTURA POPULAR
CULTURA POPULAR
 
Folclore de Mato Grosso do Sul
Folclore de Mato Grosso do SulFolclore de Mato Grosso do Sul
Folclore de Mato Grosso do Sul
 
Folclore dez sacizinhos
Folclore dez sacizinhosFolclore dez sacizinhos
Folclore dez sacizinhos
 
Cia de Artes Sal da Terra
Cia de Artes Sal da TerraCia de Artes Sal da Terra
Cia de Artes Sal da Terra
 
As Cantigas De Roda Fortalecem Elos Afetivos E Culturais
As Cantigas De Roda Fortalecem Elos Afetivos E CulturaisAs Cantigas De Roda Fortalecem Elos Afetivos E Culturais
As Cantigas De Roda Fortalecem Elos Afetivos E Culturais
 
Cia de Artes Salda Terra
Cia de Artes Salda TerraCia de Artes Salda Terra
Cia de Artes Salda Terra
 
Plano de folclorico infantil 3 de simone drumond1
Plano de folclorico   infantil 3 de simone drumond1Plano de folclorico   infantil 3 de simone drumond1
Plano de folclorico infantil 3 de simone drumond1
 

Mais de Andrea Lemos

Poríferos e Cnidários
Poríferos e CnidáriosPoríferos e Cnidários
Poríferos e CnidáriosAndrea Lemos
 
INDEPENDÊNCIA DO BRASIL
INDEPENDÊNCIA DO BRASILINDEPENDÊNCIA DO BRASIL
INDEPENDÊNCIA DO BRASILAndrea Lemos
 
Folclore e sua cultura
Folclore e sua culturaFolclore e sua cultura
Folclore e sua culturaAndrea Lemos
 
Alimentação saudável.
Alimentação saudável.Alimentação saudável.
Alimentação saudável.Andrea Lemos
 
Sistema Respiratorio
Sistema RespiratorioSistema Respiratorio
Sistema RespiratorioAndrea Lemos
 
Polinização dos Vegetais
Polinização dos Vegetais  Polinização dos Vegetais
Polinização dos Vegetais Andrea Lemos
 
Reprodução das plantas
Reprodução das plantasReprodução das plantas
Reprodução das plantasAndrea Lemos
 
Descobrimento do brasil andréa lemos
Descobrimento do brasil    andréa lemosDescobrimento do brasil    andréa lemos
Descobrimento do brasil andréa lemosAndrea Lemos
 
Aula sobre a pascoa
Aula  sobre a pascoaAula  sobre a pascoa
Aula sobre a pascoaAndrea Lemos
 

Mais de Andrea Lemos (20)

Poríferos e Cnidários
Poríferos e CnidáriosPoríferos e Cnidários
Poríferos e Cnidários
 
INDEPENDÊNCIA DO BRASIL
INDEPENDÊNCIA DO BRASILINDEPENDÊNCIA DO BRASIL
INDEPENDÊNCIA DO BRASIL
 
Folclore e sua cultura
Folclore e sua culturaFolclore e sua cultura
Folclore e sua cultura
 
Alimentação saudável.
Alimentação saudável.Alimentação saudável.
Alimentação saudável.
 
TIPOS DE ROCHAS
 TIPOS DE ROCHAS TIPOS DE ROCHAS
TIPOS DE ROCHAS
 
Sistema Respiratorio
Sistema RespiratorioSistema Respiratorio
Sistema Respiratorio
 
Sistema Urinario
Sistema UrinarioSistema Urinario
Sistema Urinario
 
Polinização dos Vegetais
Polinização dos Vegetais  Polinização dos Vegetais
Polinização dos Vegetais
 
Ilusão de otica
Ilusão de oticaIlusão de otica
Ilusão de otica
 
Consumismo
ConsumismoConsumismo
Consumismo
 
Reprodução das plantas
Reprodução das plantasReprodução das plantas
Reprodução das plantas
 
Sistema locomotor
Sistema locomotorSistema locomotor
Sistema locomotor
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Dia da Árvore
Dia da ÁrvoreDia da Árvore
Dia da Árvore
 
Descobrimento do brasil andréa lemos
Descobrimento do brasil    andréa lemosDescobrimento do brasil    andréa lemos
Descobrimento do brasil andréa lemos
 
Tiradentes
TiradentesTiradentes
Tiradentes
 
Aula sobre a pascoa
Aula  sobre a pascoaAula  sobre a pascoa
Aula sobre a pascoa
 
India história
India históriaIndia história
India história
 
Recife pernambuco
Recife   pernambucoRecife   pernambuco
Recife pernambuco
 
Dia do indio
Dia do indioDia do indio
Dia do indio
 

Último

Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfAdrianaCunha84
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxThye Oliver
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresLilianPiola
 

Último (20)

Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
 

Folclore brasileiro

  • 1.
  • 2. FOLCLORE É a tradição e usos populares, constituído pelos costumes e tradições transmitidos de geração em geração. Todos os povos possuem suas tradições, crenças e superstições, que se transmitem através das tradições, lendas, contos, provérbios,canções, danças, artesanato, jogo s, religiosidade, brincadeiras infantis, mitos, idiomas e dialetos característicos, adivinhações, festas e outras atividades culturais que nasceram e se desenvolveram com o povo.
  • 4. Lendas As lendas do folclore são baseadas em histórias de antigos, como a do boto cor de rosa, eles diziam que se uma mulher passasse por ele ficava grávida, como todo o restante, mula sem cabeça, boi tatá, cuca e vários outros, mas na verdade, eles são apenas lenda, inventadas para contar grandes histórias que renderam bastante para as crianças. Enfim, as lendas do folclore são simplesmente incríveis para a imaginação das crianças e servem para ajudar no crescimento e realização delas, servem até para botar medo e manter a criança mais atenta e obediente, viu como as lendas do folclore são surpreendentes? Por isso, não deixe de ver as imagens das lendas mais importantes do folclore.
  • 5. PARLENDAS As parlendas são versinhos com temática infantil que são recitados em brincadeiras de crianças. Possuem uma rima fácil e, por isso, são populares entre as crianças. Muitas parlendas são antigas e, algumas delas, foram criadas, há décadas. Elas fazem parte do folclore brasileiro, pois representam uma importante tradição cultural do nosso povo. As parlendas são versinhos com temática infantil que são recitados em brincadeiras de crianças. Possuem uma rima fácil e, por isso, são populares entre as crianças. Muitas parlendas são antigas e, algumas delas, foram criadas, há décadas. Elas fazem parte do folclore brasileiro, pois representam uma importante tradição cultural do nosso povo.
  • 7. CANTIGAS DE RODA - CIRANDA As cantigas de roda, também conhecidas como cirandas são brincadeiras que consistem na formação de uma roda, com a participação de crianças, que cantam músicas de caráter folclórico, seguindo coreografias. As letras das músicas são simples e trazem temas do universo infantil.
  • 8. CANTIGAS DE RODA – CIRANDA
  • 9. DANÇAS FOLCLÓRICAS As danças sempre foram um importante componente cultural da humanidade. O folclore brasileiro é rico em danças que representam as tradições e a cultura de uma determinada região. Estão ligadas aos aspectos religiosos, festas, lendas, fatos históricos, acontecimentos do cotidiano e brincadeiras. As danças folclóricas brasileiras caracterizam-se pelas músicas animadas (com letras simples e populares) e figurinos e cenários representativos. As danças sempre foram um importante componente cultural da humanidade. O folclore brasileiro é rico em danças que representam as tradições e a cultura de uma determinada região. Estão ligadas aos aspectos religiosos, festas, lendas, fatos históricos, acontecimentos do cotidiano e brincadeiras. As danças folclóricas brasileiras caracterizam-se pelas músicas animadas (com letras simples e populares) e figurinos e cenários representativos.
  • 11. PRINCIPAIS DANÇAS DO BRASIL SAMBA DE RODA: Estilo musical caracterizado por elementos da cultura afro-brasileira. Surgiu no estado da Bahia, no século XIX. É a mais tradicional do samba. Os dançarinos dançam numa roda ao som de músicas acompanhadas por palmas e cantos. Chocalho, pandeiro, viola, atabaque e berimbau são os instrumentos musicais mais utilizados. SAMBA DE RODA: Estilo musical caracterizado por elementos da cultura afro-brasileira. Surgiu no estado da Bahia, no século XIX. É a mais tradicional do samba. Os dançarinos dançam numa roda ao som de músicas acompanhadas por palmas e cantos. Chocalho, pandeiro, viola, atabaque e berimbau são os instrumentos musicais mais utilizados.
  • 13. MARACATU O maracatu é um ritmo musical com dança típico da região pernambucana. Reúne uma interessante mistura de elementos culturais afro-brasileiros, indígenas e europeus. Possui uma forte característica religiosa. Os dançarinos representam personagens históricos (duques, duquesas, embaixadores, rei e rainha). O cortejo é acompanhado por uma banda com instrumentos de percussão. O maracatu é um ritmo musical com dança típico da região pernambucana. Reúne uma interessante mistura de elementos culturais afro-brasileiros, indígenas e europeus. Possui uma forte característica religiosa. Os dançarinos representam personagens históricos (duques, duquesas, embaixadores, rei e rainha). O cortejo é acompanhado por uma banda com instrumentos de percussão.
  • 15. FREVO Este estilo pernambucano de carnaval é uma espécie de marchinha muito acelerada, que, ao contrário de outras músicas de carnaval, não possui letra, sendo simplesmente tocada por uma banda que segue os blocos carnavalescos enquanto os dançarinos se divertem dançando. Os dançarinos de frevo usam, geralmente, um pequeno guarda-chuva colorido como elemento coreográfico.
  • 16. FREVO
  • 17. TRAVA-LÍNGUAS Podemos definir os trava línguas como frases folclóricas criadas pelo povo com objetivo lúdico. Apresentam-se como um desafio de pronúncia, ou seja, uma pessoa passa uma frase difícil para um outro indivíduo falar. Estas frases tornam-se difíceis, pois possuem muitas sílabas parecidas (exigem movimentos repetidos da língua) e devem ser faladas rapidamente. Estes trava línguas já fazem parte do folclore brasileiro, porém estão presentes mais nas regiões do interior brasileiro.
  • 19. Jogos e brincadeiras do folclore: - Soltar  pipa:  as pipas, também conhecidas como papagaios, são feitas de varetas de madeira e papel. Coloridas, são empinadas (soltadas) pelos meninos em dias de vento. Com uma linha, os garotos conseguem direcionar e fazer malabarismos no céu. - Estilingue:  também conhecidos como bodoques, são feitos de galhos de madeira e borracha. Os meninos usam pedras para acertar alvos (latas, garrafas e outros objetos). - Pega - pega: esta brincadeira envolve muita atividade física. Uma criança deve correr e tocar outra. A criança tocada passa ter que fazer o mesmo. Jogos e brincadeiras do folclore: - Soltar  pipa:  as pipas, também conhecidas como papagaios, são feitas de varetas de madeira e papel. Coloridas, são empinadas (soltadas) pelos meninos em dias de vento. Com uma linha, os garotos conseguem direcionar e fazer malabarismos no céu. - Estilingue:  também conhecidos como bodoques, são feitos de galhos de madeira e borracha. Os meninos usam pedras para acertar alvos (latas, garrafas e outros objetos). - Pega - pega: esta brincadeira envolve muita atividade física. Uma criança deve correr e tocar outra. A criança tocada passa ter que fazer o mesmo.
  • 20. - Esconde - esconde: o objetivo é se esconder e não ser encontrado pela criança que está procurando. A criança que deverá procurar deve ficar de olhos tapados e contar até certo número enquanto as outras se escondem. Para ganhar, a criança que está procurando deve encontrar todos os escondidos e correr para a base. - Bola de gude: coloridas e feitas de vidro, são jogadas no chão de terra pelos meninos. O objetivo é bater na bolinha do adversário para ganhar pontos ou a própria bola do colega. - Boneca de pano:  feitas pelas mães e avós, são usadas em brincadeiras pelas meninas para simular crianças integrantes de uma família imaginária. - Esconde - esconde: o objetivo é se esconder e não ser encontrado pela criança que está procurando. A criança que deverá procurar deve ficar de olhos tapados e contar até certo número enquanto as outras se escondem. Para ganhar, a criança que está procurando deve encontrar todos os escondidos e correr para a base. - Bola de gude: coloridas e feitas de vidro, são jogadas no chão de terra pelos meninos. O objetivo é bater na bolinha do adversário para ganhar pontos ou a própria bola do colega. - Boneca de pano:  feitas pelas mães e avós, são usadas em brincadeiras pelas meninas para simular crianças integrantes de uma família imaginária.
  • 23.
  • 24. O Folclore no Brasil é muito extenso. Possui diversas historias e comidas deliciosas. As regiões que mais comemoram o Folclore são a Norte e Nordeste. Eles possuem uma grande variedade de comidas típicas, que tornam o folclore ainda mais interessante.
  • 25. Exercício: Faça a copia de cada trava -língua: a)Toco preto, porco fresco, corpo crespo. R – b) Pinga a pia apara o prato, pia o pinto e mia o gato R - c) Pia o pinto, a pia pinga. A pipa pinga e o pinto pia. Quanto mais o pinto pia, mais pinga a pia. R -
  • 26. d) Tire o papo do pato de dentro do prato. R - e) Sei o que sei, sabemos o que sabes; o que não sabes é o que sabemos. R - f) Pedro Pereira Pedrosa pediu passagem para Pirapora. R – g) Trazei três pratos de trigo para três tigres tristes comerem. R -
  • 27. R – R – R –
  • 28. Monte uma Historia sobre a sereia Ira: Minha Historinha:
  • 30. Monte uma Historia sobre Curupira: Minha Historinha:
  • 31. A noiva do Saci. Responder: De que cor é a touca da noivinha do Saci? R – Ela pula de um? R – Fuma o que? R – Parece uma? R -