UNIÃO METROPOLITANA DE EDUCAÇÃO E CULTURAFACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E DA SAÚDECURSO NUTRIÇÃODIAGNÓSTICO SITUACIONAL DE...
FLÁVIA BORGES GOMES PASSOSILA TERRA NOVADIAGNÓSTICO SITUACIONAL DE 05 CRECHES DO MUNICÍPIO DE LAURO DEFREITAS - BAHIADiagn...
INTRODUÇÃOO crescente número de mulheres inseridas no mercado de trabalho, aumentou abusca por creches, instituições que p...
Entre eles está a inexistência de áreas externas que propiciem às crianças apossibilidade de estar ao ar livre, em ativida...
DIAGNÓSTICO SITUACIONALAs creches estão localizadas no bairro da Itinga, um dos mais populosos domunicípio de Lauro de Fre...
CENTRO COMUNITÁRIO DA CRIANÇA E ADOLESCENTE SÃO VICENTE DEPAULAEND.: LOT. JD METRÓPOLE, RUA H, QD. J, LOTE 02, ITINGANa cr...
PONTOS FORTES PROBLEMAS ENCONTRADOSFuncionários empenhados Não há uso de uniformes e EPI’sEducação nutricional – Criançasa...
CENTRO EDUCACIONAL PROFESSOR EMERSON PALMEIRAEND.: LOT. PARQUE SÃO PAULO, QD. 16, LOTE 64, ITINGAEssa escola atende 680 cr...
PONTOS FORTES PROBLEMAS ENCONTRADOSVentilação natural boa Alguns alimentos do cardápiofrequentemente não são fornecidos.Há...
Possui atividades de lazerdiferenciadas como Karatê ePercussãoÁreas não pavimentadasArmários amplos e bem organizados ehig...
CRECHE IRMÃ SHEILAEND.: LOT. SANTA JÚLIA, QD, LOTE 26, ITINGAEssa escola atende 42 crianças de 2 à 3 anos, divididos em do...
PONTOS FORTES PROBLEMAS ENCONTRADOSPisos adequados, revestido pormaterial resistente que suporta cargas,fácil de limpar, s...
Possui controle de estoque dealimentosForam encontrados caixas de ovos forada refrigeração; Os ovos devem ficarem temperat...
CRECHE MARIA FERREIRAEND.: LOT. JARDIM SANTA JÚLIA, QD H, LOTE 03, ITINGAEssa creche atende 84 crianças de 01 à 04 anos, p...
alunosCompromisso dos funcionários Não há local exclusivo pararecebimento de mercadorias, nãopossui pia, balança e termôme...
CENTRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL DR. DJMALMA RAMOSEND.: RUA VILA DE PENETRAÇÃO, VIDA NOVA / CAJIEssa escola atende 220 crianças...
organizadas registradoNão utilizam adornos Não usam sapato Fechados e calçasna cozinhaUtilizam EPI’s, como toucas e luvasV...
CONCLUSÃOAtravés dessas observações devemos desenvolver ações corretivas epreventivas, baseadas no diagnóstico, para plane...
REFERÊNCIASCLEMENT, Felipe. Direito a creche. In: Âmbito Jurídico, Rio Grande, XV, n. 99,abr 2012. Disponível em: <http://...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Diagnostico estagio social

548 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
548
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Diagnostico estagio social

  1. 1. UNIÃO METROPOLITANA DE EDUCAÇÃO E CULTURAFACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E DA SAÚDECURSO NUTRIÇÃODIAGNÓSTICO SITUACIONAL DE 05 CRECHES DO MUNÍCIPIO DE LAURO DEFREITAS - BAHIALauro de Freitas2013
  2. 2. FLÁVIA BORGES GOMES PASSOSILA TERRA NOVADIAGNÓSTICO SITUACIONAL DE 05 CRECHES DO MUNICÍPIO DE LAURO DEFREITAS - BAHIADiagnóstico apresentado ao curso deNutrição como avaliação parcial doEstágio de Social, elaborado pelas alunas:Flávia Borges e Ila Terra Nova, sob aorientação da professora Fabiana Curvelo.Lauro de Freitas2013
  3. 3. INTRODUÇÃOO crescente número de mulheres inseridas no mercado de trabalho, aumentou abusca por creches, instituições que podem ser consideradas um fator de proteçãoinfantil, beneficiando não somente contra desnutrição, mas contra deficiência deferro e vitamina A, através da educação, alimentação e higiene, e na promoção deações coletivas de saúde. Há na literatura estudos que comprovam a melhoria doestado nutricional das crianças que frequentam creches(VALENTE, 2010).A Constituição Federal prestigia a educação infantil, como forma de propiciar odesenvolvimento integral das crianças de zero a cinco anos de idade, oatendimento em creches e unidades de pré-escola (artigo 208, inciso IV, CF).Diante disso, o Estado assumiu a obrigação de fornecer educação básica dequalidade a todas as crianças. A creche e a pré-escola visam o desenvolvimentointegral da criança, e servem para iniciação das crianças no ensino fundamental.Por isso, tem-se que a educação infantil é um direito indisponível que deve serassegurado às crianças com até seis anos de idade (CLEMENT, 2012)Na Lei de diretrizes e bases (LBD), a construção e a conservação das instalaçõesescolares são incluídas nos orçamentos de educação. A partir daí, uma série dedocumentos legais é produzida com o objetivo de definir critérios de qualidadepara infraestrutura das unidades destinadas à educação da criança de 0 a 6 anos.Entretanto, particularmente nesse aspecto ainda há sérios problemas a seenfrentar, conforme o diagnóstico apresentado no Plano Nacional de Educação(Brasil, 2001).No Brasil, infelizmente, há ainda um grande número de ambientes destinados àeducação infantil que funciona precariamente. Serviços básicos como água,esgoto sanitário e energia elétrica não estão disponíveis para muitas creches epré-escolas. Além da precariedade, outros elementos referentes à infraestruturaatingem tanto a saúde física quanto o desenvolvimento integral das crianças.
  4. 4. Entre eles está a inexistência de áreas externas que propiciem às crianças apossibilidade de estar ao ar livre, em atividade de movimentação ampla, tendoseu espaço de convivência, de brincadeira e de exploração do ambienteenriquecido (Brasil, 2006).
  5. 5. DIAGNÓSTICO SITUACIONALAs creches estão localizadas no bairro da Itinga, um dos mais populosos domunicípio de Lauro de Freitas – BA. De acordo com o último censo, em 2010, há163.449 mil habitantes na cidade, sendo 51.269 residentes que frequentamcreche ou escola (IBGE, 2010). O horário de funcionamento das instituições sãodas 08:00h às 17:00h.A estrutura do saneamento básico na comunidade deixa a desejar, principalmentesobre a ineficiente coleta do lixo, e parte da comunidade vive em moradiasprecárias.A alimentação é subsidiada pela prefeitura e distribuída pela Central dealimentação e Nutrição escolar, localizada no centro da cidade, coordenada porduas nutricionistas, que são responsáveis também pela elaboração dos cardápiosvariados e de boa qualidade.Os alimentos são distribuídos pela central semanalmente: Pães na segunda-feira,hortifrutigranjeiros às terças-feiras, produtos cárneos nas quartas-feiras e nãoperecíveis (secos) quinzenalmente.São oferecidas 05 refeições/dia, sendo desjejum (8:00h), lanche da tarde(10:00h), almoço (12:00h), lanche da tarde (15:00h) e ceia (16:30h).
  6. 6. CENTRO COMUNITÁRIO DA CRIANÇA E ADOLESCENTE SÃO VICENTE DEPAULAEND.: LOT. JD METRÓPOLE, RUA H, QD. J, LOTE 02, ITINGANa creche há 120 alunos, sendo 90 de 0 – 3 anos, em período integral, e duasturmas de 15 do reforço escolar (1 por turno totalizando 30).Dirigida por Tatiane, e subsidiada pela prefeitura, a creche possui 19 funcionáriosdivididos em:CARGO QUANTIDADEDiretor (a) 1Auxiliar administrativo (a) 1Professor (a) 5Auxiliar de classe 7Porteiro (a) 1Zelador (a) 2Cozinheira 1Auxiliar de cozinha 1Quadro de funcionário coletados em maio de 2013 por Flávia Borges e Ila Terra.Estruturalmente dividida em 05 salas de aula com banheiros portando vasossanitários adaptados para crianças, 01 biblioteca, 03 banheiros para visitantes efuncionários, 01 refeitório, 01 cozinha, 01 parquinho, 01 sala de informática comacesso a internet banda larga, 01 salão de festa, 01 estoque, 01 secretária e 01pátio.Através da observação, foram identificados alguns problemas, assim como pontospositivos e relevantes na instituição, incluindo estrutura física, operacional ehumana:
  7. 7. PONTOS FORTES PROBLEMAS ENCONTRADOSFuncionários empenhados Não há uso de uniformes e EPI’sEducação nutricional – Criançasaprendem a importância daalimentação e montam sua própriarefeição.Não há manutenção preventiva e acorretiva é lenta.Ambiente limpo Não há o uso de sabonete antibactericida apropriado e nem álcoolpara lavagem de mãos do manipulador.Área de lazer ampla, compatível comas atividades e quantidade de alunos.As lixeiras tem acionamento manualOs sanitários higienizados Rotina de limpeza existente não éregistradaUtensílios em quantidade suficiente Há vazamentos na rede hidráulicaChecagem de recebimento demercadoria (Aparência e quantidade)Não há desinfecção dos vegetais comhipoclorito e não há recipiente e nemdesinfetante para o processo.Variedade do cardápio Falta frequente de água, o que implicano fechamento temporário da creche.Há tabela de per capta dos alimentos As frutas são armazenadas no chão,sem a presença de estrados.Há a necessidade de filtros de águaAlguns alimentos do cardápiofrequentemente não são fornecidos.Ventilação precária. *Algunsventiladores doados por funcionários.
  8. 8. CENTRO EDUCACIONAL PROFESSOR EMERSON PALMEIRAEND.: LOT. PARQUE SÃO PAULO, QD. 16, LOTE 64, ITINGAEssa escola atende 680 crianças de 2 à 14 anos; Educação Infantil(pré-escolar),Ensino fundamental, Reforço escolar dividido por turnos e creche em períodointegral. Na creche há 75 alunos, divididos em 3 turmas de 2 e 3 anos.Dirigida por Rosana, e subsidiada pela prefeitura, a creche(separadamente daescola) possui 15 funcionários divididos em:CARGO QUANTIDADEDiretor (a) 1Vice-Diretor(a) 1Secretária 1Professor (a) 3Auxiliar de classe (a) 6Zelador (a) 1Cozinheira 1Auxiliar de cozinha 1Quadro de funcionário coletados em maio de 2013 por Flávia Borges e Ila Terra.Estruturalmente dividida em 20 salas de aula, sendo apenas 03 da creche, 01laboratório de informática juntamente com sala de vídeo(possui retroprojetor), temuma área de lazer ampla no fundo, e na frente 01 parquinho infantil, e 6 sanitáriossendo 2 deles divididos em masculinho e feminino possuindo 3 vasos sanitáriosadaptados cada um, 01 biblioteca ampla anexada a secretária, 01 cozinha.Através da observação, foram identificados alguns problemas, assim como pontospositivos e relevantes na instituição, incluindo estrutura física, operacional ehumana:
  9. 9. PONTOS FORTES PROBLEMAS ENCONTRADOSVentilação natural boa Alguns alimentos do cardápiofrequentemente não são fornecidos.Há educação das crianças para higienepessoal – Lavagem de mãos antes dasrefeições e escovação dentáriaAs frutas são armazenadas no chão,sem a presença de estrados.A mudança da prefeitura trouxebenefícios de organização para aalimentação escolarNão há uso de uniformes e EPI’s(Solicitado pela diretora, mas nãohouve retorno)Espaço amplo para diversão dascriançasNão há manutenção preventiva e acorretiva é lenta.Bom estado nutricional das crianças(De acordo com estudo realizado pelasalunas da UNIME 2013.1)Não há o uso de sabonete antibactericida apropriado e nem álcoolpara lavagem de mãos do manipulador.Profissionais capacitados As lixeiras tem acionamento manualNão há desvio de função Rotina de limpeza existente não éregistradaNúmero de funcionários sãocompatíveis com atividades, não estãosobrecarregadosHá vazamentos na rede hidráulicaBoa aceitação do cardápio Não há desinfecção dos vegetais.Possui filtro de água Falta utensílios de preparação, comopanelas, frigideiras, panela de pressãoe escorredores.Algumas preparação não podem serfeitas devido a isso, a exemplo docuscuz, pois não há cuscuzeiro.
  10. 10. Possui atividades de lazerdiferenciadas como Karatê ePercussãoÁreas não pavimentadasArmários amplos e bem organizados ehigienizados
  11. 11. CRECHE IRMÃ SHEILAEND.: LOT. SANTA JÚLIA, QD, LOTE 26, ITINGAEssa escola atende 42 crianças de 2 à 3 anos, divididos em dois grupos, o grupoII a partir de 2 anos e o grupo III, de 3 anos, respectivamente com 23 e 17crianças.Dirigida por Débora, e subsidiada pela prefeitura, a creche possui 13 funcionáriosdivididos em:CARGO QUANTIDADEDiretor (a) 1Vice-Diretor(a) 1Secretária 1Professor (a) 2Auxiliar de classe (a) 4Zelador (a) 2Cozinheira 1Auxiliar de cozinha 1Quadro de funcionário coletados em maio de 2013 por Flávia Borges e Ila Terra.Estruturalmente dividido em 8 cômodos sendo: 02 banheiros, 02 salas de aula, 01refeitório, 01 cozinha, 01 quarto para armazenamento de materiais, 01 diretoria,além do pátio.Através da observação, foram identificados alguns problemas, assim como pontospositivos e relevantes na instituição, incluindo estrutura física, operacional ehumana:
  12. 12. PONTOS FORTES PROBLEMAS ENCONTRADOSPisos adequados, revestido pormaterial resistente que suporta cargas,fácil de limpar, sem favoreceracidentes, rejunte com mesmacaracterística.Iluminação inadequada: Influência nocomportamento das pessoas, deixandoo ambiente escuro, uma iluminaçãoadequada evita doenças visuais,aumenta a eficiência do trabalho ereduz a quantidade de acidentes.Paredes laváveis, impermeáveis de corclara, mantido em estado deconservação.Pouca ventilação na área da cozinha, oque acaba incidindo na alimentação.Boa convivência dos funcionários comos próprios colegas de trabalhoLâmpadas sem proteção podem serfontes contaminadoras de materiaisfísicos, como caco de vidro, pedaçosde metais e pedras.Todos os colaboradores cientes desuas funçõesCozinha possui pouco espaço,prejudicando o fluxo de funcionários.Equipamento com baixo nível de ruído Os utensílios ficam expostos àcontaminação por não terem local dearmazenamento adequadoUtensílios na sua maioria adequadospara o uso em quantidade suficienteManipuladores conversam na hora damanipulação dos alimentos. O homemtambém desempenha papel importantena transmissão de microrganismo quepodem ser encontrados na água, nosolo e no ar.02 Filtros conservados e limpos Não possui a manutenção dosequipamentos preventiva e simcorretiva.
  13. 13. Possui controle de estoque dealimentosForam encontrados caixas de ovos forada refrigeração; Os ovos devem ficarem temperaturas de 0° a 5°c, mantidosem bandejas plásticas.Localizado no térreo, o que facilita paraentrada das mercadorias.Não é feita a higienização dos ovos.Para evitar a contaminação porSalmonela uma bactéria presente nascascas dos ovos, deverá ser feita alavagem na hora do uso do alimentopotencialmente perigoso poderá causarrisco a saúde.Local para armazenamento demateriais perecíveis em condiçõesadequadasNão utilizam os EPIS de forma correta,só a touca e luva descartável na horada manipulação dos alimentos, usamsandálias e bermudas. O manipuladorde alimento é a pessoa que lava,descasca, corta e rala. É importante ouso dos EPI’S.Os alimentos perecíveis no momentoque chega são retirados da embalagemoriginal caixote e caixas de papelãoNão existe um lavatório com álcool a70% e sabão bactericida, a pia da áreade lavagem das mãos deve serdiferente da pia de lavagem dosutensílios, para evitar contaminaçãodas mãos pelo contato com alimentocontaminado.Durante o transporte os alimentosestão devidamente acondicionados eprotegidos até a entrega, veículoslimpos e conservados.Algumas frutas colocam em caixasplásticas sem estrados, sujeitos acontaminação na hora do uso.Variedade de cardápio
  14. 14. CRECHE MARIA FERREIRAEND.: LOT. JARDIM SANTA JÚLIA, QD H, LOTE 03, ITINGAEssa creche atende 84 crianças de 01 à 04 anos, possui 2 grupos separados porfaixa etária, cada turma com um professor e um auxiliar responsável.Fundada há 14 anos pela atual diretora, Antônia, é subsidiada pela prefeitura, epossui 17 funcionários divididos em:CARGO QUANTIDADEDiretor (a) 1Professor (a) 4Auxiliar de classe (a) 8Zelador (a) 1Cozinheira 1Auxiliar de cozinha 1Quadro de funcionário coletados em maio de 2013 por Flávia Borges e Ila Terra.Estruturalmente divida em 07 cômodos, sendo 02 banheiros, 04 salas e 01cozinha, local pavimentado.Através da observação, foram identificados alguns problemas, assim como pontospositivos e relevantes na instituição, incluindo estrutura física, operacional ehumana:PONTOS FORTES PROBLEMAS ENCONTRADOSAmbiente limpo, bem higienizado. Não utilização de EPI’sVentilação natural e artificial adequada Não possui manual de boas práticasBoa iluminação Salas pequenas, comportando poucos
  15. 15. alunosCompromisso dos funcionários Não há local exclusivo pararecebimento de mercadorias, nãopossui pia, balança e termômetros.Local compatível para quantidade dearmazenamento dos utensílios paraNão possui controle de entrada e saídade estoquePossui geladeira e freezer em boascondiçõesPiso não é antiderrapanteTamanho das salas compatíveis com onumero de alunosInstalações e equipamentos bemhigienizados e novosInstalação elétrica embutidaManipuladores com boa higienepessoalUtilização de água potávelFazem desinfecção com hipoclorito defrutas e vegetais.Almoxarifado bem organizadoPossui PVPSA unidade é localizada no térreo
  16. 16. CENTRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL DR. DJMALMA RAMOSEND.: RUA VILA DE PENETRAÇÃO, VIDA NOVA / CAJIEssa escola atende 220 crianças no total, sendo 90 da creche de 06 meses à 02anos.Dirigida por Cristina Consuelo, é subsidiada pela prefeitura, e possui 33funcionários divididos em:CARGO QUANTIDADEDiretor (a) 1Professor (a) 7Auxiliar de classe (a) 16Zelador (a) 3Cozinheira 1Auxiliar de cozinha 1Vigilante 4Quadro de funcionário coletados em maio de 2013 por Flávia Borges e Ila Terra.Estruturalmente a creche esta dividida em 18 cômodos, sendo: 02 banheiros, 02almoxarifados, 01 cozinha, 01 lactário, 01 DML, 09 salas de aula, 01 diretoria, 01pátio.Através da observação, foram identificados alguns problemas, assim como pontospositivos e relevantes na instituição, incluindo estrutura física, operacional ehumana:PONTOS FORTES PROBLEMAS ENCONTRADOSAmplo espaço para atividades Não possuem uniformesInstalações bem conservadas e Não possui controle de limpeza
  17. 17. organizadas registradoNão utilizam adornos Não usam sapato Fechados e calçasna cozinhaUtilizam EPI’s, como toucas e luvasVariedade de carápioControle de estoque satisfatórioControle de PVPSUnidade localizada no terreoPossui local exclusivo para recepçãode mercadorias com pia de lavagemexclusivaLocal bem higienizadoIluminação natural e artificialadequadasVentilação natural e artificial agradávelPiso com material resistenteRevestimento de parede limpo e dematerial lavávelConforto térmico
  18. 18. CONCLUSÃOAtravés dessas observações devemos desenvolver ações corretivas epreventivas, baseadas no diagnóstico, para planejar uma forma de agir em prol damelhoria das condições nutricionais, higiênico sanitárias e estruturais dascreches.
  19. 19. REFERÊNCIASCLEMENT, Felipe. Direito a creche. In: Âmbito Jurídico, Rio Grande, XV, n. 99,abr 2012. Disponível em: <http://www.ambito-juridico.com.br/site/?n_link=revista_artigos_leitura&artigo_id=11429>. Acesso em maio2013.BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Parâmetrosbásicos de infra-estrutura para instituições de educação infantil. Brasília :MEC, SEB, 2006.

×