Actividade sessão 6

293 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
293
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Actividade sessão 6

  1. 1. Trabalho elaborado por Ana Paula Lima Rodrigues Novembro de 2010 O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de Operacionalização Parte II
  2. 2. Acção de Formação “O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares Página 2 PLANIFICAÇÃO – DOMÍNIO A.2. – PROMOÇÃO DAS LITERACIAS DA INFORMAÇÃO, TECNOLÓGICA E DIGITAL Indicadores Factores críticos de sucesso Instrumentos propostos pelo MAABE para cada indicador Questões ou itens dos instrumentos propostos que ajudam a BE a obter evidências e situar-se face aos factores críticos A.2.1. Organização de actividades de formação de utilizadores . O plano de trabalho da BE inclui actividades de formação de utilizadores com turmas/grupos/alunos e com docentes no sentido de promover o valor da BE, motivar para a sua utilização, esclarecer sobre as formas como está organizadae ensinara utilizarosdiferentes serviços. . Questionário aos alunos (QA1) . Questionário aos docentes (QD1) . Observaçãode utilização da BE (O2) . Documentos de gestão da Escola/Agrupamento: - Plano de Acção da BE - Plano Anual de Actividades da BE - Materiais de apoio produzidos Ex: QA1: Questão7 – Já participaste emactividadesparaaprendera usar a BE…? QA1: Questão7.1. – Se respondeste SIM,achasque depoisdessas actividadeste sentesmaisàvontade napesquisanocatálogo,na localizaçãodoslivros,na utilizaçãodoPCou no recursoaos serviçosde empréstimo? QP1: Questão8 – Já participouemactividadesde formaçãode utilizadoresparao usoda biblioteca,promovidaspeloPB/equipa? . O alunoparticipacom interesse naactividadede formaçãode utilizadores? . O alunoé capaz de localizarlivrose outrosrecursosda biblioteca? . O alunoajuda/esclarece outroscolegasautilizarcorrectamente as diferenteszonasfuncionaisdaBE? . Alunos e docentes desenvolvem competências para o uso da BE revelando um maior nível de autonomia na sua utilização após as sessões de formação de utilizadores. QA1: Questão10 – Como classificariasastuascompetênciasparauso autónomoda BE? (MB, BOM, MÉDIO, FRACO) QA1: Questão12 – Considerasque otrabalhona BE exige de ti alguma capacidade de iniciativa,autonomiae cooperaçãocomos teuscolegas? QP1: Questão4 – Classifique oseuconhecimentosobre osmateriais existentesnaBiblioteca?(MB,BOM,MÉDIO, FRACO) QP1: Questão13 – Comoclassificaassuascompetênciaspessoaispara o uso autónomodaBE com osseusalunos? QP1: Questão14 – Comoclassificaemgeral,ascompetênciasparao uso autónomodaBE por parte dosseusalunos? QP1: Questão15 – Comoavaliao contributodadopelaBE para o desenvolvimentonosalunosdeste tipode competências? . O alunodemonstraautonomiae responsabilidadenautilizaçãoda biblioteca,semestarconstantemente apedirauxílio?
  3. 3. Acção de Formação “O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares Página 3 Indicadores Factores críticos de sucesso Instrumentos propostos pelo MAABE para cada indicador Questões ou itens dos instrumentos propostos que ajudam a BE a obter evidências e situar-se face aos factores críticos A.2.1. Organização de actividades de formação de utilizadores . A BE produz materiais informativos e/ ou lúdicos de apoio à formação dos utilizadores . Questionário aos alunos (QA1) . Questionário aos docentes (QD1) . Observaçãode utilização da BE (O2) . Documentos de gestão da Escola/Agrupamento: - Plano de Acção da BE - Plano Anual de Actividades da BE - Materiais de apoio produzidos . Como avaliasemgeral,o guiãode utilizadordistribuídonaBE? (MUITO BOM, BOM, MÉDIO, FRACO)? . Como classificasaproduçãode materiaisinformativose/oulúdicosde apoioà formação de utilizadoresdaBE (RARAMENTE,DE FORMA PONTUAL,FREQUENTE)? . Quandoacompanhoua turma/grupo/alunosnasessãode formação de utilizadoresaPBdeu-lhe umguiadoutilizador(SIM,NÃO)? . Se respondeu SIM,qual asua opiniãosobre oguiadistribuído (CLAREZA, CONCISÃO,ATRACTIVIDADEDA APRESENTAÇÃO)? . Como classificaaacção da BE quantoà produçãode materiais informativos/lúdicos aosalunos(RARAMENTE,DEFORMA PONTUAL, FREQUENTE)? . O alunorevelacuidadoemmanterosmateriaisinformativos distribuídosnaBE? . O alunomanifestainteresse emparticiparnasactividadeslúdicas (concursos:à procura do livrodesaparecido,TotoCDU…)desenvolvidas no âmbitoda formaçãode utilizadores? A.2.2. Promoção do ensino em contexto de competências de informação . A BE procede, em ligação com as estruturas de coordenação educativa e de supervisão pedagógica, ao levantamento nos currículos das competências de informação inerentes a cada área disciplinar/área de conteúdo com vista à definiçãode umcurrículode competências transversaisadequado a cada nível/ano de escolaridade . Questionário aos docentes (QD1) . Documentos pedagógicos da Escola/Agrupamento: - Planificações dos Departamentos - Projectoscurricularesde turma - Orientações/ recomendações do CP - Resultados de avaliação dos alunos No Agrupamentode Escolas nº1 de Louresestá projectado iniciar-se a definiçãode um currículo de competênciastransversaisadequado a cada nível/anode escolaridade,mas que ainda não está estabelecido.
  4. 4. Acção de Formação “O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares Página 4 Indicadores Factores críticos de sucesso Instrumentos propostos pelo MAABE para cada indicador Questões ou itens dos instrumentos propostos que ajudam a BE a obter evidências e situar-se face aos factores críticos A.2.2. Promoção do ensino em contexto de competências de informação . A BE promove, com as estruturas de coordenação educativa e supervisão pedagógica e os docentes, a integração de um planopara a literaciade informação no projecto educativo e curricular e nos projectos curriculares dos grupos/turmas . Questionário aos docentes (QD1) . Documentos pedagógicos da Escola/Agrupamento: - Planificações dos Departamentos - Projectoscurricularesde turma - Orientações/ recomendações do CP - Resultados de avaliação dos alunos Considerandoa realidade da escola onde a equipado PTE se encontra a introduzirnovos equipamentose software livre na BE da sede do agrupamento e nas escolasde primeirociclo com jardim de infância ou não há equipamentosemnúmerosuficiente naBE, nemsalas de informática e noutras escolasas bibliotecasrecém-inauguradasnem sequertêm ligação à interneteste itemacaba por se encontrar descurado emtermos globaisa nível de envolvimentode toda a Escola/ Agrupamento. . A BE propõe um modelo de pesquisa de informação a ser usado por toda a Escola QD1: Questão8 – Comoapoiopara os trabalhosde pesquisadosalunos costumautilizar:(Omodelo/guiãode pesquisapropostopelaBE;um guiãoproduzidoporsi;orientaçõesque dáoralmente)? . Recomendaa utilizaçãodomodelode pesquisaelaborado pelaBEaos seusalunos(SIM,NÃO)? . Exploracom os seusalunosnaÁrea Projectoasvirtualidadesdouso do modelode pesquisaelaboradopelaBE(SIM,NÃO)? . Que avaliaçãofaz ao modelode pesquisadesenvolvidopelaBE (INÚTIL,ÚTIL, MUITO ÚTIL)? . Se consideroucomo INÚTILo modelode pesquisatal deve-se: (ESTRUTURA INCORRECTA,DESADEQUADOPARA O NÍVELETÁRIO, POUCO COMPATÍVELCOMO CURRÍCULO)? . A BE estimula a inserção nas unidades curriculares,ACNDe outrasactividades, do ensino e treino contextualizado de competências de informação . Já obteve a colaboraçãoda BE na execuçãode actividades naBe ou emsala com algumaturma/grupodoensinoe treinocontextualizado de competênciasde informação( NUNCA,ÀSVEZES,COM FREQUÊNCIA)? . A BE produz e divulga, em colaboração com os docentes, guiões de pesquisa e outros materiais de apoio ao trabalho de exploração dos recursos de informação pelos alunos . Já colaboroucom a BE na selecçãoouproduçãode materiaisde apoio necessáriosàconduçãode actividadesnaBE ou emsala de aula (SIM, PEDI MAS SEM RESPOSTA,NUNCA SOLICITEI)?
  5. 5. Acção de Formação “O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares Página 5 Indicadores Factores críticos de sucesso Instrumentos propostos pelo MAABE para cada indicador Questões ou itens dos instrumentos propostos que ajudam a BE a obter evidências e situar-se face aos factores críticos A.2.2. Promoção do ensino em contexto de competências de informação . A equipa da BE participa, em cooperação com os docentes, nas actividades de educação/ ensino de competências com turmas/ grupos/ alunos . Questionário aos docentes (QD1) . Documentos pedagógicos da Escola/Agrupamento: - Planificações dos Departamentos - Projectoscurricularesde turma - Orientações/ recomendações do CP - Resultados de avaliação dos alunos . Já colaboroucom a equipadaBE na realizaçãode actividadesde educação/ensinode competênciascomturmas/grupos/alunos(SIM, PEDI MAS NÃOHOUVE COLABORAÇÃO;NUNCA PEDI)? A.2.3. Promoção do ensino em contexto de competências tecnológicas e digitais . Os projectosescolaresde iniciativa da BE, ou apoiados por ela, incluem actividades de consultae produçãode informaçãoe de intercâmbio e comunicação através das TIC: actividades de pesquisa, utilização de serviços Web, recurso a utilitários, software educativo e outros objectos multimédia, manipulação de ferramentas de tratamento de dados e de imagem, de apresentação , outros. . Questionário aos alunos QA1) QA1:Questão12- Gostavasde sabermaissobre:(indicaaquiloque considerasmaisimportante parati) - Comofazertrabalhosde pesquisa - Comoorganizarum trabalho - Comoencontrara informaçãode que precisasnaInternet - Comoencontrara informaçãode que precisasnoslivros - Comoapresentarumtrabalhoem Word, PowerPoint,MovieMaker, outros - Outra coisa.Qual? . A BE organiza e participa em actividades de formação para docentes e alunos no domínio da literacia tecnológica e digital. QA1:Questão13- Comoclassificasasaprendizagensque realizaste atravésda BE? - Aprendizagensparausaros serviçose osequipamentos(B,M,F)? - Aprendizagensparausodas TIC (B,M, F)? - Aprendizagensparaexplorardiferentesmateriais,elaborartrabalhose apresentá-los(B,M,F)?
  6. 6. Acção de Formação “O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares Página 6 Indicadores Factores críticos de sucesso Instrumentos propostos pelo MAABE para cada indicador Questões ou itens dos instrumentos propostos que ajudam a BE a obter evidências e situar-se face aos factores críticos A.2.3. Promoção do ensino em contexto de competências tecnológicas e digitais . A equipa da BE apoia os utilizadores na selecção e utilização de recursos electrónicos e media, de acordo com as suas necessidades. . Questionário aos alunos QA1) QA1:Questão 8 – Sentes-te apoiado pelo professor-bibliotecário/ equipa da BE quando a utilizas (SIM, NÃO)? . A BE colabora na concepção e dinamização de actividades de educação para e com os media. . Como classificas a colaboração da BE na criação e dinamização de actividades de educação para e com os media (MB, B, M, F)? . A BE produz, em colaboração com os docentes, materiais informativos e de apoio à adequada utilização da Internet: guiõesde pesquisa,grelhasde avaliaçãode sítios, lista de apontadores, guias de procedimentos, outros. QA1:Questão 6 – Quando tens um trabalho de pesquisa para fazer, como costumas procurar a informação de que precisas? (indica duas situações mais frequentes) - Começo por pesquisar no catálogo informatizado da BE - Vouàs estantes ver os livros com interesse para o assunto que quero tratar - Vou pesquisar na NET - Aguardo as indicações do meu professor - Peço ajuda a algum professor ou funcionário da BE - Começo por consular uma enciclopédia ou outro livro de carácter geral sobre o tema - Consulto os guiões de apoio que existem na BE A.2.4. Impacto da BE nas competências tecnológicas, digitais e de informação dos alunos . Os alunos utilizam, de acordo com o seu nível/ ano de escolaridade , linguagens, suportes, modalidades de recepção e de produção de informação e formas de comunicação variados, entre os quais se destaca o uso de ferramentas e media digitais. . Observaçãode utilização da BE (GO2) . Trabalhos escolares dos alunos (T1) . Questionário aos docentes (QD1) . Questionário aos alunos (QA1) GO2 – Pesquisa informação na Internet e noutros suportes (CD, DVD, CD-ROM…) GO2 – Utiliza os dados informativos de um texto ou obra para a escolher/rejeitarde acordocom o seuconteúdoe utilidade, através da análise dos títulos e subtítulos, índices, resumos outros GO2- Avalia a relevância, fiabilidade e validade da informação nos diferentes recursos GO2 – Apresenta e comunica a outros, explorando diferentes ambientes e meios de comunicação, os resultados dos seus trabalhos
  7. 7. Acção de Formação “O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares Página 7 Indicadores Factores críticos de sucesso Instrumentos propostos pelo MAABE para cada indicador Questões ou itens dos instrumentos propostos que ajudam a BE a obter evidências e situar-se face aos factores críticos A.2.4. Impacto da BE nas competências tecnológicas, digitais e de informação dos alunos . Os alunos utilizam, de acordo com o seu nível/ ano de escolaridade , linguagens, suportes, modalidades de recepção e de produção de informação e formas de comunicação variados, entre os quais se destaca o uso de ferramentas e media digitais (cont.) . Observaçãode utilização da BE (GO2) . Trabalhos escolares dos alunos (T1) . Questionário aos docentes (QD1) . Questionário aos alunos (QA1) T1- Combina de forma adequada informação recolhida em diferentes fontes T1 – Selecciona as modalidades de apresentação da informação mais adequadas aos fins a que se propõe- apresentação electrónica, portefólio, trabalho escrito, cartaz, registo sonoro, vídeo, outras T1 – Manifesta criatividade e proficiência técnica na exploração das ferramentas necessárias à produção multimédia. QD1:Questão 6 – Costuma proceder à integração de competências de informação na planificação e tratamento das diferentes áreas de conteúdo /unidades de ensino (SEMPRE, ÀS VEZES, NUNCA) QD1:Questão 7 – Na sua prática lectiva, promove a utilização da BE ou dos seus recursos nos trabalhos de pesquisa efectuados pelos alunos (SEMPRE, ÀS VEZES, NUNCA) . Os alunosincorporamnoseu trabalho, de acordo com o nível/ ano de escolaridade que frequentam, as diferentes fases do processo de pesquisa e tratamento da informação: identificam fontes de informação e seleccionam informação, recorrendo quer a obras de referência e materiais impressos, quer a motores de pesquisa,directórios,bibliotecasdigitaisou outras fontes de informação electrónicas, organizam, sintetizam e comunicam a informaçãotratada e avaliamosresultados do trabalho realizado. QD1:Questão 8 – Quando utilizam a BE ou os seus recursos, os seus alunos estão munidos das indicações sobre a tarefa a executar e de sugestões de bibliografia a consultar (SEMPRE, ÀS VEZES, NUNCA)? GO2 – Define a questão ou problema a tratar, através de diálogo, identificaçãode palavras-chave,levantamentodoque jáconhece sobre o tópico, colocação de questões, outros GO2- Identifica fontes de informação potenciais e formas de lhes aceder GO2- Localiza e extrai informação de diferentes suportes e tipos de documentos, recorrendo à percepção global e à leitura rápida e em diagonal do seu conteúdo, seguindo ligações preferenciais, outros GO2 – Utiliza estratégias adequadas para registo de informação (toma notas, faz resumos, selecciona excertos, identifica frases e palavras- chave, realiza esquemas, outros) T1 – Organizao documentode acordo com um índice ordenado de que fazem pare uma introdução, um desenvolvimento e uma conclusão
  8. 8. Acção de Formação “O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares Página 8 Indicadores Factores críticos de sucesso Instrumentos propostos pelo MAABE para cada indicador Questões ou itens dos instrumentos propostos que ajudam a BE a obter evidências e situar-se face aos factores críticos A.2.4. Impacto da BE nas competências tecnológicas, digitais e de informação dos alunos . Os alunos demonstram, de acordo com o seu nível/ano de escolaridade, compreensão sobre os problemas éticos, legais e de responsabilidade social associados ao acesso, avaliação e uso da informação e das TIC. . Observaçãode utilização da BE (GO2) . Trabalhos escolares dos alunos (T1) . Questionário aos docentes (QD1) . Questionário aos alunos (QA1) GO2- Avalia a relevância, fiabilidade e validade da informação nos diferentes recursos GO2 – Regista as referências bibliográficas dos documentos utilizados T1- Recorre sempre que necessário à inclusão de notas, ligações para páginas Web ou anexos, devidamente sinalizados e referenciados T1 – Registaasreferênciasdosdocumentosutilizadosnumabibliografia GO1 – Respeitaos direitos de autor, identificando a autoria das fontes de informação utilizadas e recusando o plágio . Os alunos revelam, em cada ano e ao longo de cada nível/ ano de escolaridade, progressos no uso de competências tecnológicas, digitais e de informação nas diferentes disciplinas e áreas curriculares/ áreas de conteúdo. QA1:Questão 9- À medida que vais realizando mais trabalhos na BE ou utilizando os seus recursos, nas várias disciplinas/ áreas curriculares, achas que os teus trabalhos de pesquisa vão melhorando e fazes progressos (SIM, NÃO)? QA1:Questão10 – O trabalhona BE outendopor base os seusrecursos, contribui para que te vás sentindo mais seguro e confiante nas tarefas da pesquisa, consulta e produção de informação que tens de realizar (SIM, NÃO)? A.2.5. Impacto da BE no desenvolvimento de valores e atitudes indispensáveis à formação da cidadania e à aprendizagem ao longo da vida . Os alunos aplicam modalidades de trabalhodiversificadas –individual,a pares ou em grupo – e realizam tarefas diferenciadas, de acordo com a estruturação espacial e funcional da BE. . Observaçãode utilização da BE (GO1) . Questionário aos docentes (QD1) . Questionário aos alunos (QA1) QD1:Questão 2 – Com que objectivo(s) utiliza a BE ou os seus recursos no seu trabalho docente (Assinale as 3 situações mais frequentes) - Ler/consultar com os alunos obras de referência ou livros específicos -Utilizar os computadores com os alunos - Ver vídeos/ DVD com os alunos - Seleccionar/Requisitar materiais para a sala de aula - Fazer empréstimo domiciliário com a turma - Realizar trabalho pessoal e profissional - Outro. Qual? QA1:Questão4 – Em que situaçãomaisutilizasa BE ou os seus recursos nas tuas actividades escolares? (São dadas várias hipóteses para assinalar uma)
  9. 9. Acção de Formação “O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares Página 9 Indicadores Factores críticos de sucesso Instrumentos propostos pelo MAABE para cada indicador Questões ou itens dos instrumentos propostos que ajudam a BE a obter evidências e situar-se face aos factores críticos A.2.5. Impacto da BE no desenvolvimento de valores e atitudes indispensáveis à formação da cidadania e à aprendizagem ao longo da vida . Os alunos estabelecem entre si um ambiente de confiança e de respeito mútuo,cumprindonormasde actuação, de convivência e de trabalho, inerentes ao sistema de organização e funcionamento da BE. . Observaçãode utilização da BE (GO1) . Questionário aos docentes (QD1) . Questionário aos alunos (QA1) GO1 – Assume um comportamento adequado na biblioteca (p. ex: revela cortesia no tratamento, segue as regras de utilização da BE) GO1 – Segue as orientações e sugestões dadas pelo docente ou pela equipa da BE GO1 – Manifesta autonomia no trabalho (por ex: não está sempre a pedir ajuda) GO1 – Manifesta motivação e interesse pelas tarefas atribuídas (p. ex: mostra-se focado na tarefa e não se dispersa) . Os alunosrevelamvaloresde cooperação, autonomiae responsabilidade, conformes a uma aprendizagem autónoma, activa e colaborativa. GO1 – Gere de forma adequada o tempo disponível para a tarefa GO1 – Trabalha de forma adequada em grupo, ajuda os colegas GO1 – Partilha ideias e conhecimentos com os outros colegas QA1:Questão 11– Consideras que os trabalhos de pesquisa realizados na BE ou utilizando os seus recursos exigem de ti capacidade de iniciativa, autonomia e cooperação com os teus colegas (SIM, NÃO)? QD1:Questão 18 – Em que medida considera que a BE influencia, nos seus alunos, o desenvolvimento de valores e atitudes de convivência, iniciativa, cooperação e autonomia (MUITO, MEDIANO, POUCO, NADA)? . Os alunos demonstram atitudes de curiosidade,criatividade e reflexão crítica, necessárias a uma aprendizagem baseada em recursos QD1:Questão 16 – Como avalia o contributo dado pela BE para o desenvolvimentonosalunosdeste tipode competências (MB, B, M, F)?
  10. 10. Acção de Formação “O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares Página 10 Actividade nº 2: A partir da análise dos instrumentos que já realizou e da compreensão do tipo de informações passíveis de ser obtidas através da sua aplicação, seleccione um Indicador do Sub-domínio A2 à sua escolha, e escreva livremente três enunciados avaliativos que hipoteticamente pudesse formular na Coluna das Evidências do respectivo Relatório de Avaliação, a partir de dados supostamente recolhidos com aqueles instrumentos. SUBDOMÍNIO SELECCIONADO: A.2.1. – ORGANIZAÇÃO DE ACTIVIDADES DE FORMAÇÃO DE UTILIZADORES 1) Como demonstram os dados obtidos a partir do tratamento dos questionários aos alunos (questões 7; 7.1.), do tratamento dos inquéritos aos docentes (questão 8) e da observação dos alunos na BE pode-se concluir que a realização de acções de formação de utilizadores teve um impacto positivo sobre o grau de satisfação dos utilizadores e sobre a utilização mais adequada deste espaço. 2) A análise dos resultados obtidos nos questionários aos alunos (questões 1 e 4), aos docentes, sobretudo nas respostas obtidas nas questões 14 e 15, e na observação dos utilizadores da BE pode-se aferir que os alunos têm vindo a desenvolver competências na utilização da Biblioteca Escolar, revelando um maior nível de autonomia. 3) O tratamento estatístico dos dados dos questionários a que foram sujeitos alunos e docentes e da observação dos alunos quando da realização das actividades como “À procura do livro desaparecido”, do TOTO CDU e do “Bibliopaper” e da respectiva avaliação é possível concluir estas actividades/ produção de materiais informativos e/ou lúdicos tiveram um impacto positivo sobre o grau de satisfação dos utilizadores, constituindo actividades que devem ser mantidas e elaboradas com maior nível de dificuldade/profundidade. Actividade nº 3: Imagine que uma destas ideias do Sub-domínio A2, sobre o qual temos vindoa concentraro nosso olhar, a título exemplificativo, se enquadra naquilo que deve ser a aposta futura de melhoria da sua biblioteca num determinado tópico. Identifique-a e procure operacionalizá-la de um modo mais efectivo, de modo a que se possa constituir como uma verdadeira proposta de melhoria. Lembramos, contudo, que, integrando o relatório de auto-avaliação, esta enunciação de propostas deve ser feita de forma sintética, de modo a não sobrecarregar o Relatório. Tente, por isso, ser o mais objectivo possível.
  11. 11. Acção de Formação “O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares Página 11 SUBDOMÍNIO SELECCIONADO: A.2.4. – IMPACTO DA BE NAS COMPETÊNCIAS TECNOLÓGICAS E DE INFORMAÇÃO DOS ALUNOS Acção de melhoria concretizada: 1) Reforçar o trabalho colaborativo entre a Biblioteca Escolar e os professores titulares de turma de forma a articular o trabalho da sala de aula com a BE, para que através da construção de guiões orientadores de pesquisa para os alunos do 1º ciclo e de guiões, simples, que mostrem como se indicam as fontes consultadas, sejam elaborados trabalhos na área curricular que incorporem os elementos destes guiões.

×