SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 7
Baixar para ler offline
REGIÃO SUL
Processo de povoamento do território brasileiro
Predominância da população de origem europeia na região
Sul do Brasil
Durante o povoamento do território
brasileiro, a região Sul recebeu um
grande número de imigrantes
europeus.
Entre os fatores que contribuíram para
esse fato está o clima da região, muito
parecido com o clima de alguns países
da Europa, além da doação de terrenos
para esses imigrantes.
Outro aspecto referente a essa
predominância da população de origem
europeia, é que os estados sulistas não
receberam, de forma significativa, escravos
africanos, havendo assim, uma grande
concentração de europeus no território.
Entre os principais imigrantes estão os
italianos, alemães, poloneses,
ucranianos, eslavos, japoneses,
holandeses, entre outros.
O Sul do Brasil, apesar de ocupar a menor extensão territorial entre as regiões
brasileiras, é segunda região economicamente mais rica do país, mostrando-se
inferior apenas ao Sudeste. Apresenta uma economia dinâmica e com o uso de
tecnologia nos diferentes setores. A economia da região Sul é bem dinâmica e
diversificada, sendo responsável pelo segundo maior Produto Interno Bruto (PIB)
nacional.
Principais atividades econômicas desenvolvidas na região Sul.
A agropecuária representa aproximadamente 15% das riquezas produzidas. O Sul é
responsável pela metade de toda a produção nacional de grãos, cultiva-se milho, arroz, feijão,
trigo e tabaco. A pecuária desenvolve-se com grande aparato tecnológico e gado
selecionado. A região Sul possui o maior rebanho de suinos e de ovinos do Brasil.
Outra atividade econômica de fundamental importância para o Sul brasileiro é o turismo.
Durante o verão, as praias catarinenses são bastante procuradas por turistas. São atrações
também as Ruinas Jesuítico-Guaranis de São Miguel das Missões (RS) e o Parque Nacional do
Iguaçu (PR), onde estão localizadas as Cataratas do Iguaçu.
O setor de serviços responde pela maior parte das riquezas dos estados sulistas. A
atividade industrial destaca-se com os setores metalúrgico, automobilístico, têxtil e
alimentício.
Aspectos físicos da região Sul do Brasil:
Predominância da população de origem europeia na região
Sul do Brasil
Clima
O clima da região Sul é subtropical, exceto no norte do Paraná, onde predomina o clima
tropical. As temperaturas são as mais baixas registradas no Brasil durante o inverno. Na
região central do Paraná e no planalto serrano de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul, o
inverno costuma registrar temperaturas negativas, com ocorrência de geada e de neve em
alguns municípios.
Vegetação
A vegetação acompanha a variação da temperatura. Nos locais mais frios predominam as
matas de araucárias (pinhais) e, nos pampas, os campos de gramíneas. As matas de
araucárias, no entanto, estão reduzidas a apenas 2% da mata original, devido ao
desenvolvimento da agropecuária.
.
Relevo
O relevo da região Sul é caracterizado por planaltos, depressões e planícies.
Paraná – baixada no litoral, planaltos a leste e a oeste, depressão no centro. Ponto mais
elevado – pico do Paraná, localizado na serra do Mar, possui 1.922 metros de altitude.
Rio Grande do Sul – planície litorânea com restinga e areia, planaltos a oeste e nordeste,
depressão no centro. Ponto mais elevado – serra Geral, 1.398 metros de altitude.
Santa Catarina – Terrenos baixos, enseadas e ilhas no litoral, planaltos a leste e a oeste,
depressão no centro. Ponto mais elevado – morro da Boa Vista, localizado na serra da
Anta Gorda, a 1.827 metros de altitude.
A importância dos tropeiros na origem de várias cidades da região Sul do Brasil.
Em muitos locais de pouso ou de descanso dos tropeiros fundaram-se povoados e vilas
que, depois, deram origem a várias cidades.
Sobre a importância do desenvolvimento da pecuária para o povoamento na região Sul:
O que são as estâncias?
São grandes propriedades rurais do sul do país, que se dedicam à criação de gado
Como elas surgiram?
Surgiram através da migração de habitantes de outras regiões para o sul do país a fim de
caçar o gado, disperso pela destruição das missões jesuítas, para abastecer de carne
e couro a região mineradora.
O que são as invernadas?
Pastos destinados à engorda do gado, nos períodos de inverno.
Quem eram os tropeiros?
Os tropeiros eram mercadores que levavam no lombo de mulas as mercadorias para
abastecer a região das minas
Imigração na região Sul
Forma como se consolida a ocupação do Sul do
Brasil
Através do incentivo governamental à imigração
européia para a região Sul do país.
As Correntes imigratória tiveram grandes importâncias na ocupação da região Sul.
Algumas cidades que foram fundadas por esses imigrantes.
Italianos. Caxias do Sul, Garibaldi e Bento Gonçalves.
Outros povos, em menor proporção, imigraram para o Sul do país
Poloneses, ucranianos e japoneses.
Atividades desenvolvidas pelos imigrantes nas colônias do Sul
Inicialmente atividades agropecuárias e, posteriormente, desenvolveram atividades de
outros setores.
.
A industrialização da região Sul
Cidades de grande desenvolvimento
industrial no Sul do país.
Porto Alegre, Caxias do Sul, Londrina,
Curitiba, Blumenau, Florianópolis.
As indústrias de bens de consumo da
região Sul, destaque:
Industria têxtil, indústria de couro e de
calçado
Regiões metropolitanas do Sul do país
de maior concentração industrial:
Porto Alegre e Curitiba.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A formação do território brasileiro - 7º ano
A formação do território brasileiro - 7º anoA formação do território brasileiro - 7º ano
A formação do território brasileiro - 7º anoJosi Zanette do Canto
 
[Material de aula] região sudeste
[Material de aula] região sudeste[Material de aula] região sudeste
[Material de aula] região sudesteflaviocosac
 
ATIVIDADE sobre Localização e territorialidade Aula G...
ATIVIDADE sobre Localização e territorialidade                         Aula G...ATIVIDADE sobre Localização e territorialidade                         Aula G...
ATIVIDADE sobre Localização e territorialidade Aula G...AlessandraRibas7
 
Localização geográfica do brasil
Localização geográfica do brasilLocalização geográfica do brasil
Localização geográfica do brasilguiodrumond
 
Região Centro Oeste
Região Centro OesteRegião Centro Oeste
Região Centro OesteAndré Moraes
 
Regiões Brasileiras - Centro-Oeste
Regiões Brasileiras - Centro-OesteRegiões Brasileiras - Centro-Oeste
Regiões Brasileiras - Centro-OesteAndré Zambon
 
O continente americano completo
O continente americano  completoO continente americano  completo
O continente americano completoCamila Brito
 
América central
América  centralAmérica  central
América centralAgla Santos
 
Geografia do brasil relevo, clima, vegetação, hidrografia e fusos horários-pm ba
Geografia do brasil relevo, clima, vegetação, hidrografia e fusos horários-pm baGeografia do brasil relevo, clima, vegetação, hidrografia e fusos horários-pm ba
Geografia do brasil relevo, clima, vegetação, hidrografia e fusos horários-pm baNilberte
 
Região sudeste slides
Região sudeste slidesRegião sudeste slides
Região sudeste slidesIvone Rosa Sa
 

Mais procurados (20)

A formação do território brasileiro - 7º ano
A formação do território brasileiro - 7º anoA formação do território brasileiro - 7º ano
A formação do território brasileiro - 7º ano
 
Região Nordeste
Região NordesteRegião Nordeste
Região Nordeste
 
[Material de aula] região sudeste
[Material de aula] região sudeste[Material de aula] região sudeste
[Material de aula] região sudeste
 
ATIVIDADE sobre Localização e territorialidade Aula G...
ATIVIDADE sobre Localização e territorialidade                         Aula G...ATIVIDADE sobre Localização e territorialidade                         Aula G...
ATIVIDADE sobre Localização e territorialidade Aula G...
 
Localização geográfica do brasil
Localização geográfica do brasilLocalização geográfica do brasil
Localização geográfica do brasil
 
Região Centro Oeste
Região Centro OesteRegião Centro Oeste
Região Centro Oeste
 
Unidade 7 7º ano
Unidade 7 7º anoUnidade 7 7º ano
Unidade 7 7º ano
 
Regionalização da américa
Regionalização da américaRegionalização da américa
Regionalização da américa
 
Regiões Brasileiras - Centro-Oeste
Regiões Brasileiras - Centro-OesteRegiões Brasileiras - Centro-Oeste
Regiões Brasileiras - Centro-Oeste
 
Continente americano
Continente americanoContinente americano
Continente americano
 
Os continentes
Os continentesOs continentes
Os continentes
 
O continente americano completo
O continente americano  completoO continente americano  completo
O continente americano completo
 
Região centro oeste
Região centro oesteRegião centro oeste
Região centro oeste
 
Região Sul
Região SulRegião Sul
Região Sul
 
América central
América  centralAmérica  central
América central
 
Geografia do brasil relevo, clima, vegetação, hidrografia e fusos horários-pm ba
Geografia do brasil relevo, clima, vegetação, hidrografia e fusos horários-pm baGeografia do brasil relevo, clima, vegetação, hidrografia e fusos horários-pm ba
Geografia do brasil relevo, clima, vegetação, hidrografia e fusos horários-pm ba
 
Aspectos naturais europa
Aspectos naturais europaAspectos naturais europa
Aspectos naturais europa
 
Aspectos fisicos do brasil
Aspectos fisicos do brasilAspectos fisicos do brasil
Aspectos fisicos do brasil
 
Região sudeste slides
Região sudeste slidesRegião sudeste slides
Região sudeste slides
 
Cruzadinha região sudeste
Cruzadinha região sudesteCruzadinha região sudeste
Cruzadinha região sudeste
 

Destaque

V Gayraud 7 juillet 2014 2308 version 14 septembre 2014 COS SAINT QUENTIN ass...
V Gayraud 7 juillet 2014 2308 version 14 septembre 2014 COS SAINT QUENTIN ass...V Gayraud 7 juillet 2014 2308 version 14 septembre 2014 COS SAINT QUENTIN ass...
V Gayraud 7 juillet 2014 2308 version 14 septembre 2014 COS SAINT QUENTIN ass...Dominique Gayraud
 
Libro de archivo
Libro de archivo Libro de archivo
Libro de archivo Sergio Cely
 
урок 17 складносурядне речення
урок 17 складносурядне реченняурок 17 складносурядне речення
урок 17 складносурядне реченняVitaliy Babak
 
урок 16 ділові папери заява автобіографія
урок 16 ділові папери заява автобіографіяурок 16 ділові папери заява автобіографія
урок 16 ділові папери заява автобіографіяVitaliy Babak
 
Trabajo final consolidado microbiologia suelos
Trabajo final consolidado microbiologia suelosTrabajo final consolidado microbiologia suelos
Trabajo final consolidado microbiologia suelosJAVIER SALAZAR ROJAS
 
Турецька республіка. Витоки палестинської проблеми
Турецька республіка. Витоки палестинської  проблемиТурецька республіка. Витоки палестинської  проблеми
Турецька республіка. Витоки палестинської проблемиpv01com
 
6. la maldición sin causa
6. la maldición sin causa6. la maldición sin causa
6. la maldición sin causaA L
 

Destaque (15)

Guía de Lecturas
Guía de LecturasGuía de Lecturas
Guía de Lecturas
 
V Gayraud 7 juillet 2014 2308 version 14 septembre 2014 COS SAINT QUENTIN ass...
V Gayraud 7 juillet 2014 2308 version 14 septembre 2014 COS SAINT QUENTIN ass...V Gayraud 7 juillet 2014 2308 version 14 septembre 2014 COS SAINT QUENTIN ass...
V Gayraud 7 juillet 2014 2308 version 14 septembre 2014 COS SAINT QUENTIN ass...
 
Fall season
Fall seasonFall season
Fall season
 
Libro de archivo
Libro de archivo Libro de archivo
Libro de archivo
 
урок 17 складносурядне речення
урок 17 складносурядне реченняурок 17 складносурядне речення
урок 17 складносурядне речення
 
Promo bqn 2017
Promo bqn 2017Promo bqn 2017
Promo bqn 2017
 
урок 16 ділові папери заява автобіографія
урок 16 ділові папери заява автобіографіяурок 16 ділові папери заява автобіографія
урок 16 ділові папери заява автобіографія
 
Trabajo final consolidado microbiologia suelos
Trabajo final consolidado microbiologia suelosTrabajo final consolidado microbiologia suelos
Trabajo final consolidado microbiologia suelos
 
Acredite metáfora dos sapos
Acredite metáfora dos saposAcredite metáfora dos sapos
Acredite metáfora dos sapos
 
Турецька республіка. Витоки палестинської проблеми
Турецька республіка. Витоки палестинської  проблемиТурецька республіка. Витоки палестинської  проблеми
Турецька республіка. Витоки палестинської проблеми
 
Capitalismo x socialismo
Capitalismo x socialismoCapitalismo x socialismo
Capitalismo x socialismo
 
Região sul
Região sulRegião sul
Região sul
 
Região Sul
Região SulRegião Sul
Região Sul
 
Tarea7
Tarea7Tarea7
Tarea7
 
6. la maldición sin causa
6. la maldición sin causa6. la maldición sin causa
6. la maldición sin causa
 

Semelhante a Região Sul do Brasil: povoamento, economia e aspectos físicos

Demetrio geo ii geo sul td regionalização brasileira
Demetrio geo ii geo sul   td regionalização brasileiraDemetrio geo ii geo sul   td regionalização brasileira
Demetrio geo ii geo sul td regionalização brasileiraDeto - Geografia
 
Geografia sudeste-aspectos gerais
Geografia   sudeste-aspectos geraisGeografia   sudeste-aspectos gerais
Geografia sudeste-aspectos geraisLenivaldo Costa
 
Complexos geoeconômicos.
Complexos geoeconômicos.Complexos geoeconômicos.
Complexos geoeconômicos.Lara Lídia
 
Região sudeste do brasil
Região sudeste do brasilRegião sudeste do brasil
Região sudeste do brasilErika Renata
 
Capítulo 23 região sudeste
Capítulo 23   região sudesteCapítulo 23   região sudeste
Capítulo 23 região sudesteMariana Leiroz
 
Resumo norte
Resumo norteResumo norte
Resumo norteCBM
 
Os contrastes regionais do brasil
Os contrastes regionais do brasilOs contrastes regionais do brasil
Os contrastes regionais do brasilSuelem Badan
 
Os contrastes regionais do brasil
Os contrastes regionais do brasilOs contrastes regionais do brasil
Os contrastes regionais do brasilSuelem Badan
 
Resumo centro oeste
Resumo centro oesteResumo centro oeste
Resumo centro oesteCBM
 
Regioes Norte e Centro oeste
Regioes Norte e Centro oesteRegioes Norte e Centro oeste
Regioes Norte e Centro oesteLucas Willam
 
@Geografia turma inverno_bosco_mod_1
@Geografia turma inverno_bosco_mod_1@Geografia turma inverno_bosco_mod_1
@Geografia turma inverno_bosco_mod_1João Bosco Sousa
 

Semelhante a Região Sul do Brasil: povoamento, economia e aspectos físicos (20)

Contrastes brasileiros
Contrastes brasileirosContrastes brasileiros
Contrastes brasileiros
 
Trabalho geografia
Trabalho geografiaTrabalho geografia
Trabalho geografia
 
Unidade 8 7º ano
Unidade 8 7º anoUnidade 8 7º ano
Unidade 8 7º ano
 
Região Sudeste
Região SudesteRegião Sudeste
Região Sudeste
 
Região Sudeste do Brasil
Região Sudeste do BrasilRegião Sudeste do Brasil
Região Sudeste do Brasil
 
Demetrio geo ii geo sul td regionalização brasileira
Demetrio geo ii geo sul   td regionalização brasileiraDemetrio geo ii geo sul   td regionalização brasileira
Demetrio geo ii geo sul td regionalização brasileira
 
Geografia sudeste-aspectos gerais
Geografia   sudeste-aspectos geraisGeografia   sudeste-aspectos gerais
Geografia sudeste-aspectos gerais
 
Geografia sudeste
Geografia   sudesteGeografia   sudeste
Geografia sudeste
 
Complexos geoeconômicos.
Complexos geoeconômicos.Complexos geoeconômicos.
Complexos geoeconômicos.
 
REGIÃO SUDESTE
REGIÃO SUDESTEREGIÃO SUDESTE
REGIÃO SUDESTE
 
Região sudeste do brasil
Região sudeste do brasilRegião sudeste do brasil
Região sudeste do brasil
 
Capítulo 23 região sudeste
Capítulo 23   região sudesteCapítulo 23   região sudeste
Capítulo 23 região sudeste
 
Resumo norte
Resumo norteResumo norte
Resumo norte
 
Os contrastes regionais do brasil
Os contrastes regionais do brasilOs contrastes regionais do brasil
Os contrastes regionais do brasil
 
Os contrastes regionais do brasil
Os contrastes regionais do brasilOs contrastes regionais do brasil
Os contrastes regionais do brasil
 
Resumo centro oeste
Resumo centro oesteResumo centro oeste
Resumo centro oeste
 
Regioes Norte e Centro oeste
Regioes Norte e Centro oesteRegioes Norte e Centro oeste
Regioes Norte e Centro oeste
 
As regiões
As regiõesAs regiões
As regiões
 
@Geografia turma inverno_bosco_mod_1
@Geografia turma inverno_bosco_mod_1@Geografia turma inverno_bosco_mod_1
@Geografia turma inverno_bosco_mod_1
 
Trabalho dos alunos
Trabalho dos alunosTrabalho dos alunos
Trabalho dos alunos
 

Mais de Ana Selma Sena Santos (20)

Cliima
CliimaCliima
Cliima
 
Continentes
ContinentesContinentes
Continentes
 
Capitalismo
CapitalismoCapitalismo
Capitalismo
 
(Som)professor educador
(Som)professor educador(Som)professor educador
(Som)professor educador
 
México
MéxicoMéxico
México
 
Argentina
ArgentinaArgentina
Argentina
 
Nem só de açúcar vivia a colônia
Nem só de açúcar vivia a colônia   Nem só de açúcar vivia a colônia
Nem só de açúcar vivia a colônia
 
Cuba
CubaCuba
Cuba
 
Câncer
CâncerCâncer
Câncer
 
Região sudeste
Região sudesteRegião sudeste
Região sudeste
 
Região sudeste slide
Região sudeste   slideRegião sudeste   slide
Região sudeste slide
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Outras regionalizações do espaço mundial
Outras regionalizações do espaço mundialOutras regionalizações do espaço mundial
Outras regionalizações do espaço mundial
 
Região nordeste slide
Região nordeste slideRegião nordeste slide
Região nordeste slide
 
Geografia
GeografiaGeografia
Geografia
 
Diferentes modos de ver o mundo
Diferentes modos de ver o mundoDiferentes modos de ver o mundo
Diferentes modos de ver o mundo
 
Região Sudeste
Região SudesteRegião Sudeste
Região Sudeste
 
Amazônia: desenvolimento sustentável
Amazônia: desenvolimento sustentávelAmazônia: desenvolimento sustentável
Amazônia: desenvolimento sustentável
 
Orgulho de ser nordetino
Orgulho de ser nordetinoOrgulho de ser nordetino
Orgulho de ser nordetino
 
Cultura afro-brasleira
 Cultura afro-brasleira  Cultura afro-brasleira
Cultura afro-brasleira
 

Último

Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxHlioMachado1
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoJayaneSales1
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 
Apreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaApreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaeliana862656
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 

Último (20)

Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
Apreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaApreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escrita
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
 

Região Sul do Brasil: povoamento, economia e aspectos físicos

  • 2. Processo de povoamento do território brasileiro Predominância da população de origem europeia na região Sul do Brasil Durante o povoamento do território brasileiro, a região Sul recebeu um grande número de imigrantes europeus. Entre os fatores que contribuíram para esse fato está o clima da região, muito parecido com o clima de alguns países da Europa, além da doação de terrenos para esses imigrantes. Outro aspecto referente a essa predominância da população de origem europeia, é que os estados sulistas não receberam, de forma significativa, escravos africanos, havendo assim, uma grande concentração de europeus no território. Entre os principais imigrantes estão os italianos, alemães, poloneses, ucranianos, eslavos, japoneses, holandeses, entre outros.
  • 3. O Sul do Brasil, apesar de ocupar a menor extensão territorial entre as regiões brasileiras, é segunda região economicamente mais rica do país, mostrando-se inferior apenas ao Sudeste. Apresenta uma economia dinâmica e com o uso de tecnologia nos diferentes setores. A economia da região Sul é bem dinâmica e diversificada, sendo responsável pelo segundo maior Produto Interno Bruto (PIB) nacional. Principais atividades econômicas desenvolvidas na região Sul. A agropecuária representa aproximadamente 15% das riquezas produzidas. O Sul é responsável pela metade de toda a produção nacional de grãos, cultiva-se milho, arroz, feijão, trigo e tabaco. A pecuária desenvolve-se com grande aparato tecnológico e gado selecionado. A região Sul possui o maior rebanho de suinos e de ovinos do Brasil. Outra atividade econômica de fundamental importância para o Sul brasileiro é o turismo. Durante o verão, as praias catarinenses são bastante procuradas por turistas. São atrações também as Ruinas Jesuítico-Guaranis de São Miguel das Missões (RS) e o Parque Nacional do Iguaçu (PR), onde estão localizadas as Cataratas do Iguaçu. O setor de serviços responde pela maior parte das riquezas dos estados sulistas. A atividade industrial destaca-se com os setores metalúrgico, automobilístico, têxtil e alimentício.
  • 4. Aspectos físicos da região Sul do Brasil: Predominância da população de origem europeia na região Sul do Brasil Clima O clima da região Sul é subtropical, exceto no norte do Paraná, onde predomina o clima tropical. As temperaturas são as mais baixas registradas no Brasil durante o inverno. Na região central do Paraná e no planalto serrano de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul, o inverno costuma registrar temperaturas negativas, com ocorrência de geada e de neve em alguns municípios. Vegetação A vegetação acompanha a variação da temperatura. Nos locais mais frios predominam as matas de araucárias (pinhais) e, nos pampas, os campos de gramíneas. As matas de araucárias, no entanto, estão reduzidas a apenas 2% da mata original, devido ao desenvolvimento da agropecuária. . Relevo O relevo da região Sul é caracterizado por planaltos, depressões e planícies. Paraná – baixada no litoral, planaltos a leste e a oeste, depressão no centro. Ponto mais elevado – pico do Paraná, localizado na serra do Mar, possui 1.922 metros de altitude. Rio Grande do Sul – planície litorânea com restinga e areia, planaltos a oeste e nordeste, depressão no centro. Ponto mais elevado – serra Geral, 1.398 metros de altitude.
  • 5. Santa Catarina – Terrenos baixos, enseadas e ilhas no litoral, planaltos a leste e a oeste, depressão no centro. Ponto mais elevado – morro da Boa Vista, localizado na serra da Anta Gorda, a 1.827 metros de altitude. A importância dos tropeiros na origem de várias cidades da região Sul do Brasil. Em muitos locais de pouso ou de descanso dos tropeiros fundaram-se povoados e vilas que, depois, deram origem a várias cidades. Sobre a importância do desenvolvimento da pecuária para o povoamento na região Sul: O que são as estâncias? São grandes propriedades rurais do sul do país, que se dedicam à criação de gado Como elas surgiram? Surgiram através da migração de habitantes de outras regiões para o sul do país a fim de caçar o gado, disperso pela destruição das missões jesuítas, para abastecer de carne e couro a região mineradora. O que são as invernadas? Pastos destinados à engorda do gado, nos períodos de inverno. Quem eram os tropeiros? Os tropeiros eram mercadores que levavam no lombo de mulas as mercadorias para abastecer a região das minas
  • 6. Imigração na região Sul Forma como se consolida a ocupação do Sul do Brasil Através do incentivo governamental à imigração européia para a região Sul do país. As Correntes imigratória tiveram grandes importâncias na ocupação da região Sul. Algumas cidades que foram fundadas por esses imigrantes. Italianos. Caxias do Sul, Garibaldi e Bento Gonçalves. Outros povos, em menor proporção, imigraram para o Sul do país Poloneses, ucranianos e japoneses. Atividades desenvolvidas pelos imigrantes nas colônias do Sul Inicialmente atividades agropecuárias e, posteriormente, desenvolveram atividades de outros setores. .
  • 7. A industrialização da região Sul Cidades de grande desenvolvimento industrial no Sul do país. Porto Alegre, Caxias do Sul, Londrina, Curitiba, Blumenau, Florianópolis. As indústrias de bens de consumo da região Sul, destaque: Industria têxtil, indústria de couro e de calçado Regiões metropolitanas do Sul do país de maior concentração industrial: Porto Alegre e Curitiba.