SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 39
ARGENTINA
 Aréa territorial: 2.780.403 km².
 É o maior país da América
Espanhola;
 2º maior da América do Sul
 Seu nome vem de “ Terra
Argentea” (Terra da Prata).
Regiões Naturais
O território argentino divide-se em
cinco regiões naturais:
 Cordilheira dos Andes,
 Grande Chaco,
 Mesopotâmia,
 Pampas e
 Patagônia.
CORDILHEIRA DOS ANDES
 Localizada no oeste da Argentina,
estendendo-se de norte a sul.
 Delimita uma longa fronteira natural
com o Chile.
 Na parte central localizam-se as
maiores altitudes.
 Pico Aconcágua, com 6.959 m é o
maior da América e 2º maior do mundo.
 Na base da cordilheira o clima é
semiárido, com destaque para a
extração de petróleo e o cultivo
irrigado de frutas.
 As cidades mais importantes e
populasas da região são San Juan e
Mendoza, com destaque para os
famosos vinhedos.
Cordilheira dos Andes
Extremidade Norte da
Cordilheira
Abriga o Planalto da Puna de
Atacama, com altitude média entre
3 e 4 mil metros.
 Região de cultivo de cana-de-
açúcar irrigada e importante
depósito de sal.
Existem importantes depósitos de
sais nas depressões montanhosas
que rodeiam esse planalto, como
as salinas de Arizaro e de
Antofalha.
GRANDE CHACO
 Localizado ao norte do território
argentino, fronteira com Paraguai.
 Formado por planícies onde no
passado havia lagos que secaram,
dando origem a salinas e pântanos.
 Hidrografia formada por rios que
seguem de oeste para leste.
 Divide-se em duas porções, uma
úmida e outra seca.
Chaco Únido
 Voltado para o Oceano Atlântico,
com maior pluviosidade.
 Formação vegetal de mata tropical,
com diversas espécies de animais e
plantas.
 Junto com o Pantanal brasileiro,
formam um dos mais belos, extensos
e diversos conjuntos de terras úmidas
do mundo.
Chaco Seco
Clima semiárido, mais próximo à
Cordilheira dos Andes, menor
pluviosidade e predomínio da savana.
Obras de irrigação propicia a prática da
agricultura.
Destaca-se: atividade algodoeira,
plantação de feijão, soja e arroz, cultivo
do quebracho e erva-mate.
 Prática da pecuária extensiva
Ocupação econômica:
 Agricultura – produção de algodão,
feijão, soja e arroz, graças a irrigação.
 Pecuária – grandes rebanhos de gado
bovino, em sistema extensivo.
 Extração vegetal – quebracho e erva-
mate, utilizado no preparo do
chimarrão, bebida tradicional e
popular na Argentina, sul do Brasil e
Uruguai.
MESOPOTÂMIA
 Região ao leste do Grande Chaco no
nordeste da Argentina.
 Planície úmida localizada entre dois dos
principais rios do país, os rios Paraná e
Uruguai.
 Principal província do país produtora e
exportadora de arroz, frutas cítricas
(laranja, tangerina, limões etc), com
destaque também para a produção de
aves e pecuária extensiva destinada a
países europeus, EUA e Sul do Brasil.
PAMPAS
 Localizada no centro da Argentina e
ao redor do Rio da Prata. Grande área
com formato semelhante a um leque,
tendo na base Buenos Aires, capital da
Argentina.
 Estende-se ainda por outras cidades
importantes, como Santa Fé, Rosário e
Baía Blanca.
 Clima temperado, planície úmida com
relevo plano e pouco ondulado, com
solos escuros, considerados entre os mais
férteis do mundo.
 Região de grande importância
econômica para a Argentina,
concentrando 66% do rebanho bovino e
50% do rebanho ovino, cuja produção é
exportada para os EUA e Europa.
 Destaque agrícola para a alfafa, trigo,
milho, soja, algodão e hortifrutigranjeiros
para o mercado interno.
PATAGÔNIA
 Situada ao sul do Rio Colorado, no
Sul da Argentina, formada por
planaltos e planícies de clima frio e
semiárido.
 Abriga paisagens diversas que atraem
turistas de muitos países, como a área
montanhosa dos Andes, a oeste e a
costa marcada por penhascos no leste.
 A economia da região está centrada na
pecuária bovina e ovina, além de recursos
minerais aí explorados como o cobre,
carvão e o ouro.
 O principal riqueza da região é o petróleo
e o gás natural, fazendo a cidade de
Comodoro Rivadávia ser chamada de “
Capital do Petróleo” argentino.
 Em virtude dos constantes e fortes ventos,
foram construídos parques eólicos na
região.
POPULAÇÃO
 40,7 milhões de hab. em 2010.
 Densidade demográfica média de 14,5
hab./Km2 distribuída de forma desigual.
 A Patagônia e a Cordilheira, menores
densidade, clima semiárido na base e
clima frio e relevo acidentado nas
altitudes mais elevadas.
Região dos Pampas concentra 75% da
pop.
 Região metropolitana de Buenos
Aires, 3ª aglomeração urbana da
América Latina, com 13 milhões de
hab.
 Grande maioria dos argentinos é
descendente de italianos, espanhóis.
 Os povos indígenas, foram
exterminados durante a colonização,
apenas alguns grupos no norte e
zonas andinas.
INDICADORES SOCIAIS
Diferenciado dos demais países da
América Latina.
 Crescimento demográfico anual
baixo 0,98%
 Taxa de urbanização alta 90,6%
 Índice de analfabetismo baixo 2,4%
 Mortalidade infantil moderada 13 ‰.
INDÚSTRIA
Região metropolitana de Buenos Aires,
eixo que se estende de Buenos Aires,
Rosário, Santa Fé e Córdoba, a
segunda cidade mais populosa do país,
concentra o maior complexo industrial
argentino, com destaque para os
setores: Siderúrgico, Metalúrgico,
Mecânico, Naval, Químico, Têxtil, de
Refino de Petróleo e de Alimentos.
CONFLITOS TERRITORIAS
RECENTES
Canal de Beagle
 Disputa com o Chile pelas ilhas Picton,
Nueva e Lennox, no Canal de Beagle,
no final da década de 1970 e início da
década de 1980.
 Com mediação do Vaticano, a questão
foi resolvida em 1984, com o Chile
ficando com a posse das ilhas, a
Argentina fica com o direito sobre o
petróleo que poderá ser encontrado
nas águas da Região.
Malvinas ou Ilhas Falkland
Situadas no Oceano Atlântico, a 500
Km a leste do litoral sul do território
argentino.
Oficialmente pertence ao Reino Unido,
porem a Argentina reivindica a posse
do arquipélago, alegando
antecedentes históricos, a ocupação
efetiva até 1833, quando os britânicos
expulsaram os argentino.
Em 1982, sob a ditadura militar, tropas
argentinas invadiram as Malvinas com
o propósito de reaver o domínio sobre
o arquipélago.
O Reino Unido reagiu, enviando forças
militares e após 45 de combate, a
Argentina se rendeu, continuando o
arquipélago sob domínio britânico.
Obs. Estudos do subsolo da região da
da Malvinas indicam a existência de
petróleo no arquipélago.
Argentina: Regiões Naturais

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Região sudeste parte 1
Região sudeste parte 1Região sudeste parte 1
Região sudeste parte 1
 
Região Sul
Região SulRegião Sul
Região Sul
 
Geografia sudeste
Geografia   sudesteGeografia   sudeste
Geografia sudeste
 
Regiao Sudeste
Regiao SudesteRegiao Sudeste
Regiao Sudeste
 
Apresentação Hg 2
Apresentação Hg 2Apresentação Hg 2
Apresentação Hg 2
 
Região Sudeste
Região SudesteRegião Sudeste
Região Sudeste
 
Região Sudeste
Região SudesteRegião Sudeste
Região Sudeste
 
Venezuela e trinidad e tobago
Venezuela e trinidad e tobagoVenezuela e trinidad e tobago
Venezuela e trinidad e tobago
 
Regiões Geoeconômicas
Regiões GeoeconômicasRegiões Geoeconômicas
Regiões Geoeconômicas
 
A geoeconomia brasileira apresentação
A geoeconomia brasileira  apresentaçãoA geoeconomia brasileira  apresentação
A geoeconomia brasileira apresentação
 
7° ano região sudeste e sul
7° ano   região sudeste e sul7° ano   região sudeste e sul
7° ano região sudeste e sul
 
Região sul
Região sulRegião sul
Região sul
 
Regiões brasileiras silmara
Regiões brasileiras silmaraRegiões brasileiras silmara
Regiões brasileiras silmara
 
Região sul slide
Região sul  slideRegião sul  slide
Região sul slide
 
Geografia turismo região sudeste (103)
Geografia   turismo região sudeste (103)Geografia   turismo região sudeste (103)
Geografia turismo região sudeste (103)
 
Região sudeste slides
Região sudeste slidesRegião sudeste slides
Região sudeste slides
 
América platina
América platinaAmérica platina
América platina
 
Sub regiões-américa latina
Sub regiões-américa latinaSub regiões-américa latina
Sub regiões-américa latina
 
Região sudeste do brasil
Região sudeste do brasilRegião sudeste do brasil
Região sudeste do brasil
 
A América platina
A América platinaA América platina
A América platina
 

Destaque

Crisis Argentina
Crisis ArgentinaCrisis Argentina
Crisis Argentinaiesboliches
 
Ditadura Militar Argentina
Ditadura Militar ArgentinaDitadura Militar Argentina
Ditadura Militar ArgentinaLais Kerry
 
La crisis argentina en 2001
La crisis argentina en 2001La crisis argentina en 2001
La crisis argentina en 2001spanisch
 
Historia argentina
Historia argentinaHistoria argentina
Historia argentinaericilardo
 
La Operación Cóndor y su Sistema de Inteligencia
La Operación Cóndor y su Sistema de InteligenciaLa Operación Cóndor y su Sistema de Inteligencia
La Operación Cóndor y su Sistema de Inteligenciaambierce
 
Ditaduras na america latina
Ditaduras na america latinaDitaduras na america latina
Ditaduras na america latinaIsabel Aguiar
 
Procesos de la Historia Argentina
Procesos de la Historia ArgentinaProcesos de la Historia Argentina
Procesos de la Historia ArgentinaMartín Maglio
 
Grupo nº 5. enfermedades agudas y crónicas. y transición demográfica y epidem...
Grupo nº 5. enfermedades agudas y crónicas. y transición demográfica y epidem...Grupo nº 5. enfermedades agudas y crónicas. y transición demográfica y epidem...
Grupo nº 5. enfermedades agudas y crónicas. y transición demográfica y epidem...Arlenisk Mariannys Salas Lugo
 

Destaque (11)

Crisis Argentina
Crisis ArgentinaCrisis Argentina
Crisis Argentina
 
El cordobazo
El cordobazoEl cordobazo
El cordobazo
 
Ditadura Militar Argentina
Ditadura Militar ArgentinaDitadura Militar Argentina
Ditadura Militar Argentina
 
La crisis argentina en 2001
La crisis argentina en 2001La crisis argentina en 2001
La crisis argentina en 2001
 
Historia argentina
Historia argentinaHistoria argentina
Historia argentina
 
Ditadura argentina
Ditadura argentinaDitadura argentina
Ditadura argentina
 
La Operación Cóndor y su Sistema de Inteligencia
La Operación Cóndor y su Sistema de InteligenciaLa Operación Cóndor y su Sistema de Inteligencia
La Operación Cóndor y su Sistema de Inteligencia
 
Ditaduras na america latina
Ditaduras na america latinaDitaduras na america latina
Ditaduras na america latina
 
Procesos de la Historia Argentina
Procesos de la Historia ArgentinaProcesos de la Historia Argentina
Procesos de la Historia Argentina
 
Grupo nº 5. enfermedades agudas y crónicas. y transición demográfica y epidem...
Grupo nº 5. enfermedades agudas y crónicas. y transición demográfica y epidem...Grupo nº 5. enfermedades agudas y crónicas. y transición demográfica y epidem...
Grupo nº 5. enfermedades agudas y crónicas. y transición demográfica y epidem...
 
América no século XX
América no século XXAmérica no século XX
América no século XX
 

Semelhante a Argentina: Regiões Naturais

As américas apresentação
As américas   apresentaçãoAs américas   apresentação
As américas apresentaçãoRonan Silva
 
As américas apresentação
As américas   apresentaçãoAs américas   apresentação
As américas apresentaçãorobertobraz
 
Complexos geoeconômicos.
Complexos geoeconômicos.Complexos geoeconômicos.
Complexos geoeconômicos.Lara Lídia
 
América Latina resumo.
América Latina resumo.América Latina resumo.
América Latina resumo.Camila Brito
 
Região nordeste
Região nordesteRegião nordeste
Região nordesteLuisAlfra
 
Diáriospower
DiáriospowerDiáriospower
DiáriospowerTytha
 
Brasil – divisão regional
Brasil – divisão regionalBrasil – divisão regional
Brasil – divisão regionalgessiavila
 
Países da América t:71
 Países da América  t:71 Países da América  t:71
Países da América t:71Abisague
 
America anglo saxonica
America anglo saxonicaAmerica anglo saxonica
America anglo saxonicaArone Marrão
 
Turismo na Costa Rica
Turismo na Costa Rica Turismo na Costa Rica
Turismo na Costa Rica Savya Alana
 
ApresentaçãO Hg 7
ApresentaçãO Hg 7ApresentaçãO Hg 7
ApresentaçãO Hg 7veroleal
 
Espaço agrário
Espaço agrárioEspaço agrário
Espaço agrárioAlmir
 

Semelhante a Argentina: Regiões Naturais (20)

Equador e chile
Equador e chileEquador e chile
Equador e chile
 
As américas apresentação
As américas   apresentaçãoAs américas   apresentação
As américas apresentação
 
As américas apresentação
As américas   apresentaçãoAs américas   apresentação
As américas apresentação
 
Complexos geoeconômicos.
Complexos geoeconômicos.Complexos geoeconômicos.
Complexos geoeconômicos.
 
América Latina resumo.
América Latina resumo.América Latina resumo.
América Latina resumo.
 
Apresentação (4).pptx
Apresentação (4).pptxApresentação (4).pptx
Apresentação (4).pptx
 
UEL 2014 Geografia do Paraná prof. ciciliato
UEL  2014  Geografia do  Paraná prof. ciciliatoUEL  2014  Geografia do  Paraná prof. ciciliato
UEL 2014 Geografia do Paraná prof. ciciliato
 
Região nordeste
Região nordesteRegião nordeste
Região nordeste
 
Diáriospower
DiáriospowerDiáriospower
Diáriospower
 
Brasil – divisão regional
Brasil – divisão regionalBrasil – divisão regional
Brasil – divisão regional
 
Países da América t:71
 Países da América  t:71 Países da América  t:71
Países da América t:71
 
America anglo saxonica
America anglo saxonicaAmerica anglo saxonica
America anglo saxonica
 
Divisao regional brasil
Divisao regional brasilDivisao regional brasil
Divisao regional brasil
 
Região nordeste 7º ano
Região nordeste  7º anoRegião nordeste  7º ano
Região nordeste 7º ano
 
As 3 Américas (1).pdf
As 3 Américas (1).pdfAs 3 Américas (1).pdf
As 3 Américas (1).pdf
 
Cap. 9 - O nordeste
Cap. 9 - O nordesteCap. 9 - O nordeste
Cap. 9 - O nordeste
 
Turismo na Costa Rica
Turismo na Costa Rica Turismo na Costa Rica
Turismo na Costa Rica
 
ApresentaçãO Hg 7
ApresentaçãO Hg 7ApresentaçãO Hg 7
ApresentaçãO Hg 7
 
Espaço agrário
Espaço agrárioEspaço agrário
Espaço agrário
 
prova geografia
prova geografiaprova geografia
prova geografia
 

Mais de Ana Selma Sena Santos (20)

Cliima
CliimaCliima
Cliima
 
Continentes
ContinentesContinentes
Continentes
 
Capitalismo
CapitalismoCapitalismo
Capitalismo
 
Capitalismo x socialismo
Capitalismo x socialismoCapitalismo x socialismo
Capitalismo x socialismo
 
Acredite metáfora dos sapos
Acredite metáfora dos saposAcredite metáfora dos sapos
Acredite metáfora dos sapos
 
(Som)professor educador
(Som)professor educador(Som)professor educador
(Som)professor educador
 
Nem só de açúcar vivia a colônia
Nem só de açúcar vivia a colônia   Nem só de açúcar vivia a colônia
Nem só de açúcar vivia a colônia
 
Cuba
CubaCuba
Cuba
 
Câncer
CâncerCâncer
Câncer
 
Região sudeste
Região sudesteRegião sudeste
Região sudeste
 
Região sudeste slide
Região sudeste   slideRegião sudeste   slide
Região sudeste slide
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Outras regionalizações do espaço mundial
Outras regionalizações do espaço mundialOutras regionalizações do espaço mundial
Outras regionalizações do espaço mundial
 
Região nordeste slide
Região nordeste slideRegião nordeste slide
Região nordeste slide
 
Geografia
GeografiaGeografia
Geografia
 
Diferentes modos de ver o mundo
Diferentes modos de ver o mundoDiferentes modos de ver o mundo
Diferentes modos de ver o mundo
 
Região Sudeste
Região SudesteRegião Sudeste
Região Sudeste
 
Amazônia: desenvolimento sustentável
Amazônia: desenvolimento sustentávelAmazônia: desenvolimento sustentável
Amazônia: desenvolimento sustentável
 
Orgulho de ser nordetino
Orgulho de ser nordetinoOrgulho de ser nordetino
Orgulho de ser nordetino
 
Cultura afro-brasleira
 Cultura afro-brasleira  Cultura afro-brasleira
Cultura afro-brasleira
 

Último

FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 

Último (20)

FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 

Argentina: Regiões Naturais

  • 2.
  • 3.
  • 4.  Aréa territorial: 2.780.403 km².  É o maior país da América Espanhola;  2º maior da América do Sul  Seu nome vem de “ Terra Argentea” (Terra da Prata).
  • 5. Regiões Naturais O território argentino divide-se em cinco regiões naturais:  Cordilheira dos Andes,  Grande Chaco,  Mesopotâmia,  Pampas e  Patagônia.
  • 6.
  • 7. CORDILHEIRA DOS ANDES  Localizada no oeste da Argentina, estendendo-se de norte a sul.  Delimita uma longa fronteira natural com o Chile.  Na parte central localizam-se as maiores altitudes.  Pico Aconcágua, com 6.959 m é o maior da América e 2º maior do mundo.
  • 8.  Na base da cordilheira o clima é semiárido, com destaque para a extração de petróleo e o cultivo irrigado de frutas.  As cidades mais importantes e populasas da região são San Juan e Mendoza, com destaque para os famosos vinhedos.
  • 9.
  • 11. Extremidade Norte da Cordilheira Abriga o Planalto da Puna de Atacama, com altitude média entre 3 e 4 mil metros.  Região de cultivo de cana-de- açúcar irrigada e importante depósito de sal.
  • 12. Existem importantes depósitos de sais nas depressões montanhosas que rodeiam esse planalto, como as salinas de Arizaro e de Antofalha.
  • 13.
  • 14. GRANDE CHACO  Localizado ao norte do território argentino, fronteira com Paraguai.  Formado por planícies onde no passado havia lagos que secaram, dando origem a salinas e pântanos.  Hidrografia formada por rios que seguem de oeste para leste.  Divide-se em duas porções, uma úmida e outra seca.
  • 15. Chaco Únido  Voltado para o Oceano Atlântico, com maior pluviosidade.  Formação vegetal de mata tropical, com diversas espécies de animais e plantas.  Junto com o Pantanal brasileiro, formam um dos mais belos, extensos e diversos conjuntos de terras úmidas do mundo.
  • 16.
  • 17. Chaco Seco Clima semiárido, mais próximo à Cordilheira dos Andes, menor pluviosidade e predomínio da savana. Obras de irrigação propicia a prática da agricultura. Destaca-se: atividade algodoeira, plantação de feijão, soja e arroz, cultivo do quebracho e erva-mate.  Prática da pecuária extensiva
  • 18.
  • 19. Ocupação econômica:  Agricultura – produção de algodão, feijão, soja e arroz, graças a irrigação.  Pecuária – grandes rebanhos de gado bovino, em sistema extensivo.  Extração vegetal – quebracho e erva- mate, utilizado no preparo do chimarrão, bebida tradicional e popular na Argentina, sul do Brasil e Uruguai.
  • 20. MESOPOTÂMIA  Região ao leste do Grande Chaco no nordeste da Argentina.  Planície úmida localizada entre dois dos principais rios do país, os rios Paraná e Uruguai.  Principal província do país produtora e exportadora de arroz, frutas cítricas (laranja, tangerina, limões etc), com destaque também para a produção de aves e pecuária extensiva destinada a países europeus, EUA e Sul do Brasil.
  • 21.
  • 22. PAMPAS  Localizada no centro da Argentina e ao redor do Rio da Prata. Grande área com formato semelhante a um leque, tendo na base Buenos Aires, capital da Argentina.  Estende-se ainda por outras cidades importantes, como Santa Fé, Rosário e Baía Blanca.
  • 23.
  • 24.  Clima temperado, planície úmida com relevo plano e pouco ondulado, com solos escuros, considerados entre os mais férteis do mundo.  Região de grande importância econômica para a Argentina, concentrando 66% do rebanho bovino e 50% do rebanho ovino, cuja produção é exportada para os EUA e Europa.  Destaque agrícola para a alfafa, trigo, milho, soja, algodão e hortifrutigranjeiros para o mercado interno.
  • 25.
  • 26. PATAGÔNIA  Situada ao sul do Rio Colorado, no Sul da Argentina, formada por planaltos e planícies de clima frio e semiárido.  Abriga paisagens diversas que atraem turistas de muitos países, como a área montanhosa dos Andes, a oeste e a costa marcada por penhascos no leste.
  • 27.
  • 28.
  • 29.  A economia da região está centrada na pecuária bovina e ovina, além de recursos minerais aí explorados como o cobre, carvão e o ouro.  O principal riqueza da região é o petróleo e o gás natural, fazendo a cidade de Comodoro Rivadávia ser chamada de “ Capital do Petróleo” argentino.  Em virtude dos constantes e fortes ventos, foram construídos parques eólicos na região.
  • 30. POPULAÇÃO  40,7 milhões de hab. em 2010.  Densidade demográfica média de 14,5 hab./Km2 distribuída de forma desigual.  A Patagônia e a Cordilheira, menores densidade, clima semiárido na base e clima frio e relevo acidentado nas altitudes mais elevadas. Região dos Pampas concentra 75% da pop.
  • 31.  Região metropolitana de Buenos Aires, 3ª aglomeração urbana da América Latina, com 13 milhões de hab.  Grande maioria dos argentinos é descendente de italianos, espanhóis.  Os povos indígenas, foram exterminados durante a colonização, apenas alguns grupos no norte e zonas andinas.
  • 32. INDICADORES SOCIAIS Diferenciado dos demais países da América Latina.  Crescimento demográfico anual baixo 0,98%  Taxa de urbanização alta 90,6%  Índice de analfabetismo baixo 2,4%  Mortalidade infantil moderada 13 ‰.
  • 33. INDÚSTRIA Região metropolitana de Buenos Aires, eixo que se estende de Buenos Aires, Rosário, Santa Fé e Córdoba, a segunda cidade mais populosa do país, concentra o maior complexo industrial argentino, com destaque para os setores: Siderúrgico, Metalúrgico, Mecânico, Naval, Químico, Têxtil, de Refino de Petróleo e de Alimentos.
  • 35. Canal de Beagle  Disputa com o Chile pelas ilhas Picton, Nueva e Lennox, no Canal de Beagle, no final da década de 1970 e início da década de 1980.  Com mediação do Vaticano, a questão foi resolvida em 1984, com o Chile ficando com a posse das ilhas, a Argentina fica com o direito sobre o petróleo que poderá ser encontrado nas águas da Região.
  • 36.
  • 37. Malvinas ou Ilhas Falkland Situadas no Oceano Atlântico, a 500 Km a leste do litoral sul do território argentino. Oficialmente pertence ao Reino Unido, porem a Argentina reivindica a posse do arquipélago, alegando antecedentes históricos, a ocupação efetiva até 1833, quando os britânicos expulsaram os argentino.
  • 38. Em 1982, sob a ditadura militar, tropas argentinas invadiram as Malvinas com o propósito de reaver o domínio sobre o arquipélago. O Reino Unido reagiu, enviando forças militares e após 45 de combate, a Argentina se rendeu, continuando o arquipélago sob domínio britânico. Obs. Estudos do subsolo da região da da Malvinas indicam a existência de petróleo no arquipélago.