Escutai a minha lei, povo meu; inclinai os vossos ouvidos àspalavras da minha boca.Salmos 78:1A Família Cristã no século X...
TEXTO AUREOINTRODUÇÃOI. O DIVÓRCIO NO ANTIGO TESTAMENTOII. O ENSINO DE JESUS A RESPEITO DO DIVÓRCIOIII. ENSINOS DE PAULO A...
"Eu vos digo, porém, que qualquer que repudiar suamulher, não sendo por causa de prostituição, e casarcom outra, comete ad...
Por ser algo traumático, o divórcio é sempre umassunto difícil de ser tratado. Existem pessoas que não oaceitam em nenhuma...
 O divórcio é a dissolução do casamento. Nodireito brasileiro, é a oficialização do términode um compromisso conjugal e a...
 Mágoas engolidas e acumuladas, quetransformam-se em rancor, Discussões não resolvidas, Brigas que pouco a pouco vão pr...
O capítulo 24 do livro de Deuteronômio trata a respeito do divórcio.Como a prática havia se tornado comum em Israel, o pro...
 Porque o SENHOR, o Deus de Israel diz queodeia o repúdio, e aquele que encobre aviolência com a sua roupa, diz o SENHOR ...
Os fariseus: “É lícito ao homem repudiar sua mulher por qualquer motivo?”(Mt 19.3b). Jesus relembrou o “princípio” divino ...
(1Co 7.10,11).(1Co 7.12-14). (1Pe 3.1).(1Co 7.15,16) O cristão fiel, esposo ou esposa, não é obrigado a viver atéa morte s...
 Todavia, aos casados mando, não eu mas oSenhor, que a mulher não se aparte domarido.Se, porém, se apartar, que fique sem...
 Mas aos outros digo eu, não o Senhor: Sealgum irmão tem mulher descrente, e elaconsente em habitar com ele, não a deixe....
 SEMELHANTEMENTE, vós, mulheres, sedesujeitas aos vossos próprios maridos; paraque também, se alguns não obedecem àpalavr...
 Mas, se o descrente se apartar, aparte-se;porque neste caso o irmão, ou irmã, não estasujeito à servidão; mas Deus chamo...
O divórcio causa sérios inconvenientes à igreja local, às famílias e àsociedade. No projeto original de Deus, não havia es...
 A mulher casada está ligada pela lei todo o tempo que o seumarido vive; mas, se falecer o seu marido fica livre para cas...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Divorcio

947 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
947
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
298
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
25
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Divorcio

  1. 1. Escutai a minha lei, povo meu; inclinai os vossos ouvidos àspalavras da minha boca.Salmos 78:1A Família Cristã no século XXIProtegendo seu lar dos ataques do inimigo
  2. 2. TEXTO AUREOINTRODUÇÃOI. O DIVÓRCIO NO ANTIGO TESTAMENTOII. O ENSINO DE JESUS A RESPEITO DO DIVÓRCIOIII. ENSINOS DE PAULO A RESPEITO DO DIVÓRCIOCONCLUSÃO
  3. 3. "Eu vos digo, porém, que qualquer que repudiar suamulher, não sendo por causa de prostituição, e casarcom outra, comete adultério; e o que casar com arepudiada também comete adultério" (Mt 19.9).
  4. 4. Por ser algo traumático, o divórcio é sempre umassunto difícil de ser tratado. Existem pessoas que não oaceitam em nenhuma condição. Há pessoas que, sobdeterminadas circunstâncias são favoráveis, e há até os quebuscam base nas Sagradas Escrituras para admiti-lo emqualquer situação. Qual a posição da Bíblia?
  5. 5.  O divórcio é a dissolução do casamento. Nodireito brasileiro, é a oficialização do términode um compromisso conjugal e aoportunidade de se contrair novas núpcias. Para Deus, o divórcio é um ato nocivo,condenado em diversos textos da Bíbliadevido ao seu grande prejuízo para ainstituição familiar.
  6. 6.  Mágoas engolidas e acumuladas, quetransformam-se em rancor, Discussões não resolvidas, Brigas que pouco a pouco vão prejudicando ovínculo, trazendo transformações dossentimentos, Intolerância, Impaciência, Insatisfação e infelicidade conjugal, Infidelidade conjugal.
  7. 7. O capítulo 24 do livro de Deuteronômio trata a respeito do divórcio.Como a prática havia se tornado comum em Israel, o propósito da leiera regulamentar tal situação a fim de evitar os abusos e preservar afamília. O divórcio era e é um ato extremo (Ml 2.16).Uma vez que recebia a carta de divórcio, tanto o homem quanto amulher estavam livres para se casarem novamente.A mulher repudiada, depois de viver com outro marido, não poderiaretornar para o primeiro, pois tal atitude era considerada abominação aoSenhor (Dt 24.4).1. A lei de Moisés e o divórcio.2. A carta de divórcio.
  8. 8.  Porque o SENHOR, o Deus de Israel diz queodeia o repúdio, e aquele que encobre aviolência com a sua roupa, diz o SENHOR dosExércitos; portanto guardai-vos em vossoespírito, e não sejais desleais.
  9. 9. Os fariseus: “É lícito ao homem repudiar sua mulher por qualquer motivo?”(Mt 19.3b). Jesus relembrou o “princípio” divino para o casamento, quando Deusfez o ser humano, “macho e fêmea”, “ambos uma [só] carne” (cf. Gn 2.24). OMestre concluiu: “Portanto, o que Deus ajuntou não separe o homem” (Mt 19.6b).Os fariseus insistiram: “Então, por que mandou Moisés dar-lhe carta dedivórcio e repudiá-la?” (Mt 19.7b). Jesus explicou: Moisés permitiu dar carta derepúdio às mulheres, “por causa da dureza dos vossos corações”.Jesus condena o divórcio, excetuando àquele que foi motivado porprostituição. Deus admite a separação do casal, não como regra, mas comoexceção, em virtude de práticas insuportáveis relacionadas à sexualidade, quedesfazem o pacto conjugal.1. A pergunta dos fariseus.2. O ensino de Jesus.3. Permissão para novo casamento.
  10. 10. (1Co 7.10,11).(1Co 7.12-14). (1Pe 3.1).(1Co 7.15,16) O cristão fiel, esposo ou esposa, não é obrigado a viver atéa morte sob a servidão de um ímpio.1. Aos casais crentes.2. Quando um dos cônjuges não é crente.3. O cônjuge fiel não está sujeito à servidão.1 Coríntios 7.39
  11. 11.  Todavia, aos casados mando, não eu mas oSenhor, que a mulher não se aparte domarido.Se, porém, se apartar, que fique sem casar,ou que se reconcilie com o marido; e que omarido não deixe a mulher.
  12. 12.  Mas aos outros digo eu, não o Senhor: Sealgum irmão tem mulher descrente, e elaconsente em habitar com ele, não a deixe.E se alguma mulher tem marido descrente, eele consente em habitar com ela, não o deixe.Porque o marido descrente é santificado pelamulher; e a mulher descrente é santificadapelo marido; de outra sorte os vossos filhosseriam imundos; mas agora são santos.
  13. 13.  SEMELHANTEMENTE, vós, mulheres, sedesujeitas aos vossos próprios maridos; paraque também, se alguns não obedecem àpalavra, pelo porte de suas mulheres sejamganhos sem palavra;
  14. 14.  Mas, se o descrente se apartar, aparte-se;porque neste caso o irmão, ou irmã, não estasujeito à servidão; mas Deus chamou-nospara a paz.Porque, de onde sabes, ó mulher, se salvarásteu marido? ou, de onde sabes, ó marido, sesalvarás tua mulher?
  15. 15. O divórcio causa sérios inconvenientes à igreja local, às famílias e àsociedade. No projeto original de Deus, não havia espaço para o divórcio.Precisamos tratar cada caso de modo pessoal sempre em conformidadecom a Palavra de Deus. Não podemos fugir do que recomenda e prescrevea Bíblia Sagrada. E não podemos nos esquecer de que a Igreja é tambémuma “comunidade terapêutica”.
  16. 16.  A mulher casada está ligada pela lei todo o tempo que o seumarido vive; mas, se falecer o seu marido fica livre para casarcom quem quiser, contanto que seja no Senhor. Será,porém, mais feliz se permanecer como está, segundo o meuparecer, e eu penso que também tenho o ESPÍRITO de DEUS.1 Coríntios 7.39-40

×