MÓDULO 4: 
A CRISTIANIZAÇÃO DA 
AMÉRICA PORTUGUESA 
7º ANO 
PROFª MARCELA
Os jesuítas e a colonização 
• Inicia-se em 1549: quando sete religiosos, 
liderados pelo padre Manuel de Nóbrega, 
chegar...
• Século XVII, os jesuítas organizaram vilas e 
fundaram algumas missões às margens do rio 
Amazonas. 
• Exploraram as dro...
... Choque cultural 
• O trabalho de evangelização foi lento 
e difícil. 
• Grande resistência dos nativos. 
• Muitos miss...
Ensino dos jesuítas 
• Além do trabalho com a catequização, os 
jesuítas dedicaram-se a educação dos colonos 
e dos filhos...
• O ensino jesuíta foi marcado por disciplina e 
severidade. 
• A produção literária era proibida na colônia. 
A educação ...
... Marquês de Pombal 
• Primeiro-ministro de Portugal. 
• 1759 determinou a expulsão desses religiosos 
de todo domínio p...
Conflitos entre jesuítas e colonos 
• A falta de recursos para se adquirir mão de 
obra escrava africana levava os colonos...
• Várias missões foram atacadas pelos 
bandeirantes, membros de expedições que 
percorriam o interior para escravizar indí...
Religiosidade colonial 
• A religiosidade marcava o calendário oficial 
repleto de feriados santos comemorados com 
missas...
• A Igreja fazia parte da vida do indivíduo desde 
de seu nascimento – por meio do batismo – 
até sua morte, realizando os...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A cristianização da América portuguesa

452 visualizações

Publicada em

LIVRO: PARA VIVER JUNTOS - HISTÓRIA - 7º ANO

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
452
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A cristianização da América portuguesa

  1. 1. MÓDULO 4: A CRISTIANIZAÇÃO DA AMÉRICA PORTUGUESA 7º ANO PROFª MARCELA
  2. 2. Os jesuítas e a colonização • Inicia-se em 1549: quando sete religiosos, liderados pelo padre Manuel de Nóbrega, chegaram a Salvador junto com o primeiro governador-geral do Brasil Tomé de Sousa.
  3. 3. • Século XVII, os jesuítas organizaram vilas e fundaram algumas missões às margens do rio Amazonas. • Exploraram as drogas do sertão – cacau, gengibre, castanha-do-pará, baunilha, guaraná, urucum, anil, entre outras
  4. 4. ... Choque cultural • O trabalho de evangelização foi lento e difícil. • Grande resistência dos nativos. • Muitos missionários foram mortos pelos nativos. • Os religiosos retiraram os nativos de suas aldeias e impuseram um novo estilo de vida. • Prioridade: acabar com a antropofagia e a poligamia.
  5. 5. Ensino dos jesuítas • Além do trabalho com a catequização, os jesuítas dedicaram-se a educação dos colonos e dos filhos da elite local. • 1554 foi fundado o Colégio de São Paulo de Piratininga.
  6. 6. • O ensino jesuíta foi marcado por disciplina e severidade. • A produção literária era proibida na colônia. A educação dos colonos era rígida. A disciplina era duramente cobrada. Em caso de desobediência a alguma norma ou mesmo no erro de alguma lição, os alunos eram punidos pelos jesuítas com castigos, muitas vezes físicos. O mais conhecido foi o uso da palmatória, um instrumento de madeira utilizado para bater na palma da mão dos alunos. Para que a catequização fosse realizada, era necessário que os indígenas aprendessem a língua portuguesa para a leitura de trechos bíblicos e o ensino da prática religiosa católica.
  7. 7. ... Marquês de Pombal • Primeiro-ministro de Portugal. • 1759 determinou a expulsão desses religiosos de todo domínio português.
  8. 8. Conflitos entre jesuítas e colonos • A falta de recursos para se adquirir mão de obra escrava africana levava os colonos a escravizar os indígenas.
  9. 9. • Várias missões foram atacadas pelos bandeirantes, membros de expedições que percorriam o interior para escravizar indígenas e procurar metais preciosos.
  10. 10. Religiosidade colonial • A religiosidade marcava o calendário oficial repleto de feriados santos comemorados com missas, festas e procissões.
  11. 11. • A Igreja fazia parte da vida do indivíduo desde de seu nascimento – por meio do batismo – até sua morte, realizando os rituais de velório e enterro.

×