Organização comunitária de origem empresarial, sem fins lucrativos   Atuação estadual   Criada em 17 de outubro de 1996 po...
Missão: Proporcionar a participação da sociedade em ações deresponsabilidade social.Visão: Ser uma organização de referênc...
Desenvolve Programas, Projetos e Ações               voltados àTransformação Social, Assistência Social,Capacitação e Cons...
Linhas de atuaçãoAtua como agente articulador entre os três setores dasociedade, principalmente entre a iniciativa privada...
Linhas de atuação Reúne 60 organizações sociais do RS, fortalecendo otrabalho em rede, viabilizando projetos e promovendo ...
Linhas de atuação  Desenvolve estratégias para atender as demandas sociais apresentadas nas comunidades em que atua, ident...
ProgramasCriado em 2003, atua como um elo articulador, que une investidores e entidadessociais que precisam de recursos pa...
Balcão de ProjetosÉ um espaço para a apresentação de demandas sociais, queprecisam de apoio para sua concretização.Busca-s...
Criado em 2005 pela UnidaSul Distribuidora Alimentícia S/A emparceria com a Fundação Semear, com o objetivo de qualificar ...
Em 2010, o programa social foi reavaliado e uma das mudanças foi noseu nome que passou de “Troco do Carinho” para “Troca d...
Criado em 2003, beneficia 31 instituições de 10 cidades do RS.Visa à melhoria da qualidade de vida de crianças e adolescen...
Inaugurado em 10 de outubro de 1998, é um programa de atendimentosocioeducativo para 170 crianças e adolescentes, de 6 a 1...
Internet        Hora do       Projeto de                             comunitária        conto          férias         Aten...
Realiza a capacitação profissional e o desenvolvimento pessoal esocial de jovens para a inserção no mercado de trabalho.O ...
Cadastro Nacional da                     Aprendizagem     No ano de 2010 o Ministério do Trabalho e Empregoreconheceu a Fu...
Programa de Geração de   Trabalho e Renda
Captação de recursos oriundos de 4 vertentesRecursos humanos: voluntários, professores, consultores etc.Recursos financeir...
Requisitos importantes que contribuem para a mobilização de           recursosMissão é a alma da instituição e a captação ...
Razões que motivam o investidorCredibilidade na organizaçãoCredibilidade nos projetos e na causaIsenções FiscaisPromoções ...
Meios de captação de recursosMeios digitais, site, informativos, blogs, redes sociaisCampanhasElaboração de projetos para ...
Muito obrigado! Fundação SemearRua Joaquim Pedro Soares, 540    Novo Hamburgo – RS       51-2108.2108helena@fundacaosemear...
Helena Thomé - Mobilização de Recursos
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Helena Thomé - Mobilização de Recursos

433 visualizações

Publicada em

Apresentação de Helena Thomé, Coordenadora Executiva da Fundação Semear, sobre captação de recursos para o terceiro setor, durante Workshop de Capacitação do Estação Solidariedade, em 28/07/11.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
433
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Helena Thomé - Mobilização de Recursos

  1. 1. Organização comunitária de origem empresarial, sem fins lucrativos Atuação estadual Criada em 17 de outubro de 1996 por um grupo de 33 empresas e empresários, em parceria com a ACI NH/CB/EV. OSCIPIdealizada como uma organização que pudesse ser referência nas relações de responsabilidade social entre o empresariado e a comunidade, focando o investimento social privado.
  2. 2. Missão: Proporcionar a participação da sociedade em ações deresponsabilidade social.Visão: Ser uma organização de referência ao fomento da práticada responsabilidade social no Estado do Rio Grande do Sul, comenfoque no investimento social privado.Valores: Ética, Transparência, Inovação, Eficácia das ações.
  3. 3. Desenvolve Programas, Projetos e Ações voltados àTransformação Social, Assistência Social,Capacitação e Consultoria e Promoção da Responsabilidade Social.
  4. 4. Linhas de atuaçãoAtua como agente articulador entre os três setores dasociedade, principalmente entre a iniciativa privada eas organizações sociais, desenvolvendo, num esforço coletivo, a promoção do bem comum.
  5. 5. Linhas de atuação Reúne 60 organizações sociais do RS, fortalecendo otrabalho em rede, viabilizando projetos e promovendo a capacitação. Busca o aprimoramento gerencial e operacional nessas entidades.
  6. 6. Linhas de atuação Desenvolve estratégias para atender as demandas sociais apresentadas nas comunidades em que atua, identificando e potencializando as iniciativas, a fim depromover a cidadania e o desenvolvimento comunitário.
  7. 7. ProgramasCriado em 2003, atua como um elo articulador, que une investidores e entidadessociais que precisam de recursos para concretizar os seus projetos, construindoassim, um sistema de atuação em rede, envolvendo 65 organizações do TerceiroSetor do RS.É um programa que fomenta a participação da sociedade civil, por meio da práticado Investimento Social Privado, desenvolvendo serviços relevantes, como oBalcão de Doações, o Balcão de Projetos e o Padrinho Legal, ConexãoSemear que contribuem de forma significativa com a sustentabilidade dasorganizações sociais participantes.
  8. 8. Balcão de ProjetosÉ um espaço para a apresentação de demandas sociais, queprecisam de apoio para sua concretização.Busca-se apoiar a iniciativa e a criatividade das organizaçõessociais que apontem soluções para os problemas sociais.
  9. 9. Criado em 2005 pela UnidaSul Distribuidora Alimentícia S/A emparceria com a Fundação Semear, com o objetivo de qualificar oatendimento a crianças e adolescentes de organizações sociais.Participam 34 entidades que atendem cerca de 5.000 crianças eadolescentes, de 21 municípios gaúchos.
  10. 10. Em 2010, o programa social foi reavaliado e uma das mudanças foi noseu nome que passou de “Troco do Carinho” para “Troca de Carinho”.Os produtos com o selo Produto Amigo (Chocolate SóMilk, Creme deLeite SóMilk, Leite Condensado SóMilk, Leite longa vida SóMilk, Pão deForma Dom Diego e sucos CBS) ganharam espaço.Assim, o Troca de Carinho, tem a sua sustentabilidade nas vendas do Produto Amigo
  11. 11. Criado em 2003, beneficia 31 instituições de 10 cidades do RS.Visa à melhoria da qualidade de vida de crianças e adolescentes,em situação de vulnerabilidade social. A contribuição mensal dospadrinhos possibilita a qualificação do atendimento e novasperspectivas para essas crianças e adolescentes.
  12. 12. Inaugurado em 10 de outubro de 1998, é um programa de atendimentosocioeducativo para 170 crianças e adolescentes, de 6 a 16 anos, emsituação de vulnerabilidade social.Oferece atividades que favorecem o desenvolvimento de habilidades,valores, saberes e experiências, proporcionando o desenvolvimento pessoale social desse público. Desenvolve atividades no contraturno escolar. Atua na defesa dos direitos de crianças e adolescentes.
  13. 13. Internet Hora do Projeto de comunitária conto férias Atendimento médico BaléDança de rua Coral Artes Biblioteca Percussão 210 crianças e adolescentes Alimentação Ações pedagógicas Educação social Inclusão Bazar digital Teatro social
  14. 14. Realiza a capacitação profissional e o desenvolvimento pessoal esocial de jovens para a inserção no mercado de trabalho.O público beneficiado diretamente pelo projeto são jovens nafaixa etária de 15 a 24 anos, oriundos de famílias de baixa renda. Duas modalidades de execução: Corporativo e Cooperativo
  15. 15. Cadastro Nacional da Aprendizagem No ano de 2010 o Ministério do Trabalho e Empregoreconheceu a Fundação Semear como instituição qualificadora, incluindo-a no Cadastro Nacional de Aprendizagem.
  16. 16. Programa de Geração de Trabalho e Renda
  17. 17. Captação de recursos oriundos de 4 vertentesRecursos humanos: voluntários, professores, consultores etc.Recursos financeiros: dinheiro, fundos de investimento etc.Recursos materiais: doações de alimentos, equipamentos etc.Recursos do conhecimento: estudo de metodologias de gestão.
  18. 18. Requisitos importantes que contribuem para a mobilização de recursosMissão é a alma da instituição e a captação de recursos é uma forma de atingi-la e nãode transformá-la. Não se deve, jamais, desviar a missão em função de uma doação.Gestão - a organização deverá manter uma contabilidade organizada, uma estrutura decusto bastante clara e projetos concretos para iniciar uma captação de recursos.Sustentabilidade - buscar a sustentabilidade por meio de vários financiadores:Governo, empresas, pessoas físicas, fundações, projetos de geração de renda.Transparência é sinônimo de prestação de contasComunicação – divulgação dos projetos realizados e dos impactos gerados; relatórios einformativos periódicos são formas de passar as informações para legitimar o trabalhodesenvolvido.
  19. 19. Razões que motivam o investidorCredibilidade na organizaçãoCredibilidade nos projetos e na causaIsenções FiscaisPromoções institucionaisReconhecimento público
  20. 20. Meios de captação de recursosMeios digitais, site, informativos, blogs, redes sociaisCampanhasElaboração de projetos para editais públicosContatos e visitas permanentesMarketing direto / telemarketing / mala diretaCriação de unidades produtivasEventos (bazares, chás, jantares, festas...)ShowsServiços prestadosPatrocínios / incentivos fiscaisDiálogo diretoConvênios governamentais
  21. 21. Muito obrigado! Fundação SemearRua Joaquim Pedro Soares, 540 Novo Hamburgo – RS 51-2108.2108helena@fundacaosemear.org.brsheila@fundacaosemear.org.br www.fundacaosemear.org.br

×