SlideShare uma empresa Scribd logo
Organização comunitária de origem empresarial, sem fins lucrativos
   Atuação estadual
   Criada em 17 de outubro de 1996 por um grupo de 33 empresas e
 empresários, em parceria com a ACI NH/CB/EV.
   OSCIP


Idealizada como uma organização que pudesse ser referência nas relações de responsabilidade
     social entre o empresariado e a comunidade, focando o investimento social privado.
Missão: Proporcionar a participação da sociedade em ações de
responsabilidade social.


Visão: Ser uma organização de referência ao fomento da prática
da responsabilidade social no Estado do Rio Grande do Sul, com
enfoque no investimento social privado.


Valores:    Ética, Transparência, Inovação, Eficácia das ações.
Desenvolve Programas, Projetos e Ações
               voltados à
Transformação Social, Assistência Social,
Capacitação e Consultoria e Promoção da
        Responsabilidade Social.
Linhas de atuação



Atua como agente articulador entre os três setores da
sociedade, principalmente entre a iniciativa privada e
as organizações sociais, desenvolvendo, num esforço
        coletivo, a promoção do bem comum.
Linhas de atuação



 Reúne 60 organizações sociais do RS, fortalecendo o
trabalho em rede, viabilizando projetos e promovendo a
   capacitação. Busca o aprimoramento gerencial e
            operacional nessas entidades.
Linhas de atuação



  Desenvolve estratégias para atender as demandas
 sociais apresentadas nas comunidades em que atua,
 identificando e potencializando as iniciativas, a fim de
promover a cidadania e o desenvolvimento comunitário.
Programas

Criado em 2003, atua como um elo articulador, que une investidores e entidades
sociais que precisam de recursos para concretizar os seus projetos, construindo
assim, um sistema de atuação em rede, envolvendo 65 organizações do Terceiro
Setor do RS.


É um programa que fomenta a participação da sociedade civil, por meio da prática
do Investimento Social Privado, desenvolvendo serviços relevantes, como o
Balcão de Doações, o Balcão de Projetos e o Padrinho Legal, Conexão
Semear que contribuem de forma significativa com a sustentabilidade das
organizações sociais participantes.
Balcão de Projetos


É um espaço para a apresentação de demandas sociais, que
precisam de apoio para sua concretização.

Busca-se apoiar a iniciativa e a criatividade das organizações
sociais que apontem soluções para os problemas sociais.
Criado em 2005 pela UnidaSul Distribuidora Alimentícia S/A em
parceria com a Fundação Semear, com o objetivo de qualificar o
atendimento a crianças e adolescentes de organizações sociais.


Participam 34 entidades que atendem cerca de 5.000 crianças e
adolescentes, de 21 municípios gaúchos.
Em 2010, o programa social foi reavaliado e uma das mudanças foi no
seu nome que passou de “Troco do Carinho” para “Troca de Carinho”.



Os produtos com o selo Produto Amigo (Chocolate SóMilk, Creme de
Leite SóMilk, Leite Condensado SóMilk, Leite longa vida SóMilk, Pão de
Forma Dom Diego e sucos CBS) ganharam espaço.


Assim, o Troca de Carinho, tem a sua sustentabilidade nas vendas do Produto Amigo
Criado em 2003, beneficia 31 instituições de 10 cidades do RS.



Visa à melhoria da qualidade de vida de crianças e adolescentes,
em situação de vulnerabilidade social. A contribuição mensal dos
padrinhos possibilita a qualificação do atendimento e novas
perspectivas para essas crianças e adolescentes.
Inaugurado em 10 de outubro de 1998, é um programa de atendimento
socioeducativo para 170 crianças e adolescentes, de 6 a 16 anos, em
situação de vulnerabilidade social.


Oferece atividades que favorecem o desenvolvimento          de habilidades,
valores, saberes e experiências, proporcionando o desenvolvimento pessoal
e social desse público. Desenvolve atividades no contraturno escolar.


      Atua na defesa dos direitos de crianças e adolescentes.
Internet        Hora do       Projeto de
                             comunitária        conto          férias
         Atendimento
           médico

                                                                          Balé
Dança de
  rua

                                                                          Coral
 Artes

                                                                      Biblioteca

 Percussão                             210
                             crianças e adolescentes
                                                                   Alimentação
        Ações
     pedagógicas
                                                              Educação
                                                               social
                 Inclusão
                                                    Bazar
                   digital            Teatro        social
Realiza a capacitação profissional e o desenvolvimento pessoal e
social de jovens para a inserção no mercado de trabalho.


O público beneficiado diretamente pelo projeto são jovens na
faixa etária de 15 a 24 anos, oriundos de famílias de baixa renda.



    Duas modalidades de execução:     Corporativo e Cooperativo
Cadastro Nacional da
                     Aprendizagem



     No ano de 2010 o Ministério do Trabalho e Emprego
reconheceu a Fundação Semear como instituição qualificadora,
     incluindo-a no Cadastro Nacional de Aprendizagem.
Programa de Geração de
   Trabalho e Renda
Captação de recursos oriundos de 4 vertentes




Recursos humanos: voluntários, professores, consultores etc.

Recursos financeiros: dinheiro, fundos de investimento etc.

Recursos materiais: doações de alimentos, equipamentos etc.

Recursos do conhecimento: estudo de metodologias de gestão.
Requisitos importantes que contribuem para a mobilização de
           recursos


Missão é a alma da instituição e a captação de recursos é uma forma de atingi-la e não
de transformá-la. Não se deve, jamais, desviar a missão em função de uma doação.


Gestão - a organização deverá manter uma contabilidade organizada, uma estrutura de
custo bastante clara e projetos concretos para iniciar uma captação de recursos.


Sustentabilidade - buscar a sustentabilidade por meio de vários financiadores:
Governo, empresas, pessoas físicas, fundações, projetos de geração de renda.

Transparência é sinônimo de prestação de contas


Comunicação – divulgação dos projetos realizados e dos impactos gerados; relatórios e
informativos periódicos são formas de passar as informações para legitimar o trabalho
desenvolvido.
Razões que motivam o investidor




Credibilidade na organização
Credibilidade nos projetos e na causa
Isenções Fiscais
Promoções institucionais
Reconhecimento público
Meios de captação de recursos

Meios digitais, site, informativos, blogs, redes sociais
Campanhas
Elaboração de projetos para editais públicos
Contatos e visitas permanentes
Marketing direto / telemarketing / mala direta
Criação de unidades produtivas
Eventos (bazares, chás, jantares, festas...)
Shows
Serviços prestados
Patrocínios / incentivos fiscais
Diálogo direto
Convênios governamentais
Muito obrigado!

 Fundação Semear
Rua Joaquim Pedro Soares, 540
    Novo Hamburgo – RS
       51-2108.2108


helena@fundacaosemear.org.br
sheila@fundacaosemear.org.br
 www.fundacaosemear.org.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Empresas Responsabilidade Social Educação
Empresas Responsabilidade Social EducaçãoEmpresas Responsabilidade Social Educação
Empresas Responsabilidade Social Educação
Isabella Aragão Araújo
 
Família: Participação Cidadã
Família: Participação CidadãFamília: Participação Cidadã
Família: Participação Cidadã
Vocação
 
Apresentação Amigos da Escola
Apresentação Amigos da EscolaApresentação Amigos da Escola
Apresentação Amigos da Escola
Instituto Faça Parte
 
Apresentação Animador Comunitário
Apresentação Animador Comunitário Apresentação Animador Comunitário
Apresentação Animador Comunitário
ChildFund Brasil - Fundo para Crianças
 
Conheça o COEP
Conheça o COEPConheça o COEP
Conheça o COEP
coeppelotas
 
3 luciano gefines2016 p02
3 luciano gefines2016 p023 luciano gefines2016 p02
3 luciano gefines2016 p02
gefines
 
Trabalhoeducativo
TrabalhoeducativoTrabalhoeducativo
Trabalhoeducativo
ana cristina
 
Projeto ong
Projeto ongProjeto ong
Projeto ong
alphaju
 
Educadores Sociais - Quem são e o que fazem
Educadores Sociais - Quem são e o que fazemEducadores Sociais - Quem são e o que fazem
Educadores Sociais - Quem são e o que fazem
sandrinavalente
 
A importância do trabalho voluntário.
A importância do trabalho voluntário.A importância do trabalho voluntário.
A importância do trabalho voluntário.
Willian Abravanel
 
Relatório Portal Voluntários Online 2015
Relatório Portal Voluntários Online 2015Relatório Portal Voluntários Online 2015
Relatório Portal Voluntários Online 2015
Portal Voluntários Online
 
04 fundo social de solidariedade
04 fundo social de solidariedade04 fundo social de solidariedade
04 fundo social de solidariedade
Edinho Silva
 
Orientações Relatório Social
Orientações Relatório SocialOrientações Relatório Social
Orientações Relatório Social
Selo Socail Abaçaí Brasil
 
Faça parte da Fundação Semear!
Faça parte da Fundação Semear!Faça parte da Fundação Semear!
Faça parte da Fundação Semear!
Fundação Semear
 
Rede Nossa São Paulo
Rede Nossa São PauloRede Nossa São Paulo
Rede Nossa São Paulo
Matheus Pereira
 
Projeto social
Projeto socialProjeto social
Projeto social
dantaslutzer
 
Jovens de Ação 2015 - FUMCAD
Jovens de Ação 2015 - FUMCADJovens de Ação 2015 - FUMCAD
Jovens de Ação 2015 - FUMCAD
Vocação
 

Mais procurados (17)

Empresas Responsabilidade Social Educação
Empresas Responsabilidade Social EducaçãoEmpresas Responsabilidade Social Educação
Empresas Responsabilidade Social Educação
 
Família: Participação Cidadã
Família: Participação CidadãFamília: Participação Cidadã
Família: Participação Cidadã
 
Apresentação Amigos da Escola
Apresentação Amigos da EscolaApresentação Amigos da Escola
Apresentação Amigos da Escola
 
Apresentação Animador Comunitário
Apresentação Animador Comunitário Apresentação Animador Comunitário
Apresentação Animador Comunitário
 
Conheça o COEP
Conheça o COEPConheça o COEP
Conheça o COEP
 
3 luciano gefines2016 p02
3 luciano gefines2016 p023 luciano gefines2016 p02
3 luciano gefines2016 p02
 
Trabalhoeducativo
TrabalhoeducativoTrabalhoeducativo
Trabalhoeducativo
 
Projeto ong
Projeto ongProjeto ong
Projeto ong
 
Educadores Sociais - Quem são e o que fazem
Educadores Sociais - Quem são e o que fazemEducadores Sociais - Quem são e o que fazem
Educadores Sociais - Quem são e o que fazem
 
A importância do trabalho voluntário.
A importância do trabalho voluntário.A importância do trabalho voluntário.
A importância do trabalho voluntário.
 
Relatório Portal Voluntários Online 2015
Relatório Portal Voluntários Online 2015Relatório Portal Voluntários Online 2015
Relatório Portal Voluntários Online 2015
 
04 fundo social de solidariedade
04 fundo social de solidariedade04 fundo social de solidariedade
04 fundo social de solidariedade
 
Orientações Relatório Social
Orientações Relatório SocialOrientações Relatório Social
Orientações Relatório Social
 
Faça parte da Fundação Semear!
Faça parte da Fundação Semear!Faça parte da Fundação Semear!
Faça parte da Fundação Semear!
 
Rede Nossa São Paulo
Rede Nossa São PauloRede Nossa São Paulo
Rede Nossa São Paulo
 
Projeto social
Projeto socialProjeto social
Projeto social
 
Jovens de Ação 2015 - FUMCAD
Jovens de Ação 2015 - FUMCADJovens de Ação 2015 - FUMCAD
Jovens de Ação 2015 - FUMCAD
 

Semelhante a Helena Thomé - Mobilização de Recursos

Articulação Sociocultural 2015 - PROAC
Articulação Sociocultural 2015 - PROAC Articulação Sociocultural 2015 - PROAC
Articulação Sociocultural 2015 - PROAC
Vocação
 
Articulação Sociocultural Proac 2015
Articulação Sociocultural Proac 2015Articulação Sociocultural Proac 2015
Articulação Sociocultural Proac 2015
Gustavo Sousa
 
Família e Comunidade em Rede 2015
Família e Comunidade em Rede 2015Família e Comunidade em Rede 2015
Família e Comunidade em Rede 2015
Gustavo Sousa
 
Jovens de Ação 2015
Jovens de Ação 2015Jovens de Ação 2015
Jovens de Ação 2015
Gustavo Sousa
 
Institucional apresentando o makanudos
Institucional   apresentando o makanudosInstitucional   apresentando o makanudos
Institucional apresentando o makanudos
ONG MAKANUDOS
 
Apresentacaofinal Imprensa Isr
Apresentacaofinal Imprensa IsrApresentacaofinal Imprensa Isr
Apresentacaofinal Imprensa Isr
Portal NE10
 
Muitos lugares para_aprender
Muitos lugares para_aprenderMuitos lugares para_aprender
Muitos lugares para_aprender
Vira e Mexe
 
Fortalecendo Projetos de Vida
Fortalecendo Projetos de VidaFortalecendo Projetos de Vida
Fortalecendo Projetos de Vida
Vocação
 
Apresentação smed
Apresentação smedApresentação smed
Apresentação smed
Wesley Camilo
 
Projeto Vocação Sustentável | CONDECA
Projeto Vocação Sustentável | CONDECA Projeto Vocação Sustentável | CONDECA
Projeto Vocação Sustentável | CONDECA
Vocação
 
Livro "O Jovem e Seu Projeto de Vida"
Livro "O Jovem e Seu Projeto de Vida"Livro "O Jovem e Seu Projeto de Vida"
Livro "O Jovem e Seu Projeto de Vida"
Vocação
 
Projeto de-vida-caminhos (1)
Projeto de-vida-caminhos (1)Projeto de-vida-caminhos (1)
Projeto de-vida-caminhos (1)
Valcemi Ferreira
 
Projeto de vida: Caminhos para o desenvolvimento integral
Projeto de vida: Caminhos para o desenvolvimento integralProjeto de vida: Caminhos para o desenvolvimento integral
Projeto de vida: Caminhos para o desenvolvimento integral
Vocação
 
Som, Ritmo e Movimento 2015
Som, Ritmo e Movimento 2015Som, Ritmo e Movimento 2015
Som, Ritmo e Movimento 2015
Gustavo Sousa
 
Som, Ritmo e Movimento 2015 - ROUANET
Som, Ritmo e Movimento 2015 - ROUANETSom, Ritmo e Movimento 2015 - ROUANET
Som, Ritmo e Movimento 2015 - ROUANET
Vocação
 
Construindo Vínculos Comunitários
Construindo Vínculos ComunitáriosConstruindo Vínculos Comunitários
Construindo Vínculos Comunitários
Vocação
 
O que é o selo social
O que é o selo socialO que é o selo social
O que é o selo social
Instituto Abaçaí
 
ILs_Programa_de_Voluntariado_2020.pdf apresentação
ILs_Programa_de_Voluntariado_2020.pdf apresentaçãoILs_Programa_de_Voluntariado_2020.pdf apresentação
ILs_Programa_de_Voluntariado_2020.pdf apresentação
RicardodeQueirozMach
 
Apresentação CIEE
Apresentação CIEEApresentação CIEE
Apresentação CIEE
Fórum Habilis
 
Encontros Regionais de Formação 2008
Encontros Regionais de Formação 2008Encontros Regionais de Formação 2008
Encontros Regionais de Formação 2008
alinecortes84
 

Semelhante a Helena Thomé - Mobilização de Recursos (20)

Articulação Sociocultural 2015 - PROAC
Articulação Sociocultural 2015 - PROAC Articulação Sociocultural 2015 - PROAC
Articulação Sociocultural 2015 - PROAC
 
Articulação Sociocultural Proac 2015
Articulação Sociocultural Proac 2015Articulação Sociocultural Proac 2015
Articulação Sociocultural Proac 2015
 
Família e Comunidade em Rede 2015
Família e Comunidade em Rede 2015Família e Comunidade em Rede 2015
Família e Comunidade em Rede 2015
 
Jovens de Ação 2015
Jovens de Ação 2015Jovens de Ação 2015
Jovens de Ação 2015
 
Institucional apresentando o makanudos
Institucional   apresentando o makanudosInstitucional   apresentando o makanudos
Institucional apresentando o makanudos
 
Apresentacaofinal Imprensa Isr
Apresentacaofinal Imprensa IsrApresentacaofinal Imprensa Isr
Apresentacaofinal Imprensa Isr
 
Muitos lugares para_aprender
Muitos lugares para_aprenderMuitos lugares para_aprender
Muitos lugares para_aprender
 
Fortalecendo Projetos de Vida
Fortalecendo Projetos de VidaFortalecendo Projetos de Vida
Fortalecendo Projetos de Vida
 
Apresentação smed
Apresentação smedApresentação smed
Apresentação smed
 
Projeto Vocação Sustentável | CONDECA
Projeto Vocação Sustentável | CONDECA Projeto Vocação Sustentável | CONDECA
Projeto Vocação Sustentável | CONDECA
 
Livro "O Jovem e Seu Projeto de Vida"
Livro "O Jovem e Seu Projeto de Vida"Livro "O Jovem e Seu Projeto de Vida"
Livro "O Jovem e Seu Projeto de Vida"
 
Projeto de-vida-caminhos (1)
Projeto de-vida-caminhos (1)Projeto de-vida-caminhos (1)
Projeto de-vida-caminhos (1)
 
Projeto de vida: Caminhos para o desenvolvimento integral
Projeto de vida: Caminhos para o desenvolvimento integralProjeto de vida: Caminhos para o desenvolvimento integral
Projeto de vida: Caminhos para o desenvolvimento integral
 
Som, Ritmo e Movimento 2015
Som, Ritmo e Movimento 2015Som, Ritmo e Movimento 2015
Som, Ritmo e Movimento 2015
 
Som, Ritmo e Movimento 2015 - ROUANET
Som, Ritmo e Movimento 2015 - ROUANETSom, Ritmo e Movimento 2015 - ROUANET
Som, Ritmo e Movimento 2015 - ROUANET
 
Construindo Vínculos Comunitários
Construindo Vínculos ComunitáriosConstruindo Vínculos Comunitários
Construindo Vínculos Comunitários
 
O que é o selo social
O que é o selo socialO que é o selo social
O que é o selo social
 
ILs_Programa_de_Voluntariado_2020.pdf apresentação
ILs_Programa_de_Voluntariado_2020.pdf apresentaçãoILs_Programa_de_Voluntariado_2020.pdf apresentação
ILs_Programa_de_Voluntariado_2020.pdf apresentação
 
Apresentação CIEE
Apresentação CIEEApresentação CIEE
Apresentação CIEE
 
Encontros Regionais de Formação 2008
Encontros Regionais de Formação 2008Encontros Regionais de Formação 2008
Encontros Regionais de Formação 2008
 

Último

planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Militao Ricardo
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
AlessandraRibas7
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
KarollayneRodriguesV1
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
ThiagoRORISDASILVA1
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Demetrio Ccesa Rayme
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
y6zh7bvphf
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.pptLITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
EdimaresSilvestre
 
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
Ailton Barcelos
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
MarcoAurlioResende
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
Manuais Formação
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
JakiraCosta
 

Último (20)

planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.pptLITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
 
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
 

Helena Thomé - Mobilização de Recursos

  • 1.
  • 2. Organização comunitária de origem empresarial, sem fins lucrativos Atuação estadual Criada em 17 de outubro de 1996 por um grupo de 33 empresas e empresários, em parceria com a ACI NH/CB/EV. OSCIP Idealizada como uma organização que pudesse ser referência nas relações de responsabilidade social entre o empresariado e a comunidade, focando o investimento social privado.
  • 3. Missão: Proporcionar a participação da sociedade em ações de responsabilidade social. Visão: Ser uma organização de referência ao fomento da prática da responsabilidade social no Estado do Rio Grande do Sul, com enfoque no investimento social privado. Valores: Ética, Transparência, Inovação, Eficácia das ações.
  • 4. Desenvolve Programas, Projetos e Ações voltados à Transformação Social, Assistência Social, Capacitação e Consultoria e Promoção da Responsabilidade Social.
  • 5. Linhas de atuação Atua como agente articulador entre os três setores da sociedade, principalmente entre a iniciativa privada e as organizações sociais, desenvolvendo, num esforço coletivo, a promoção do bem comum.
  • 6. Linhas de atuação Reúne 60 organizações sociais do RS, fortalecendo o trabalho em rede, viabilizando projetos e promovendo a capacitação. Busca o aprimoramento gerencial e operacional nessas entidades.
  • 7. Linhas de atuação Desenvolve estratégias para atender as demandas sociais apresentadas nas comunidades em que atua, identificando e potencializando as iniciativas, a fim de promover a cidadania e o desenvolvimento comunitário.
  • 8. Programas Criado em 2003, atua como um elo articulador, que une investidores e entidades sociais que precisam de recursos para concretizar os seus projetos, construindo assim, um sistema de atuação em rede, envolvendo 65 organizações do Terceiro Setor do RS. É um programa que fomenta a participação da sociedade civil, por meio da prática do Investimento Social Privado, desenvolvendo serviços relevantes, como o Balcão de Doações, o Balcão de Projetos e o Padrinho Legal, Conexão Semear que contribuem de forma significativa com a sustentabilidade das organizações sociais participantes.
  • 9. Balcão de Projetos É um espaço para a apresentação de demandas sociais, que precisam de apoio para sua concretização. Busca-se apoiar a iniciativa e a criatividade das organizações sociais que apontem soluções para os problemas sociais.
  • 10. Criado em 2005 pela UnidaSul Distribuidora Alimentícia S/A em parceria com a Fundação Semear, com o objetivo de qualificar o atendimento a crianças e adolescentes de organizações sociais. Participam 34 entidades que atendem cerca de 5.000 crianças e adolescentes, de 21 municípios gaúchos.
  • 11. Em 2010, o programa social foi reavaliado e uma das mudanças foi no seu nome que passou de “Troco do Carinho” para “Troca de Carinho”. Os produtos com o selo Produto Amigo (Chocolate SóMilk, Creme de Leite SóMilk, Leite Condensado SóMilk, Leite longa vida SóMilk, Pão de Forma Dom Diego e sucos CBS) ganharam espaço. Assim, o Troca de Carinho, tem a sua sustentabilidade nas vendas do Produto Amigo
  • 12. Criado em 2003, beneficia 31 instituições de 10 cidades do RS. Visa à melhoria da qualidade de vida de crianças e adolescentes, em situação de vulnerabilidade social. A contribuição mensal dos padrinhos possibilita a qualificação do atendimento e novas perspectivas para essas crianças e adolescentes.
  • 13. Inaugurado em 10 de outubro de 1998, é um programa de atendimento socioeducativo para 170 crianças e adolescentes, de 6 a 16 anos, em situação de vulnerabilidade social. Oferece atividades que favorecem o desenvolvimento de habilidades, valores, saberes e experiências, proporcionando o desenvolvimento pessoal e social desse público. Desenvolve atividades no contraturno escolar. Atua na defesa dos direitos de crianças e adolescentes.
  • 14. Internet Hora do Projeto de comunitária conto férias Atendimento médico Balé Dança de rua Coral Artes Biblioteca Percussão 210 crianças e adolescentes Alimentação Ações pedagógicas Educação social Inclusão Bazar digital Teatro social
  • 15. Realiza a capacitação profissional e o desenvolvimento pessoal e social de jovens para a inserção no mercado de trabalho. O público beneficiado diretamente pelo projeto são jovens na faixa etária de 15 a 24 anos, oriundos de famílias de baixa renda. Duas modalidades de execução: Corporativo e Cooperativo
  • 16. Cadastro Nacional da Aprendizagem No ano de 2010 o Ministério do Trabalho e Emprego reconheceu a Fundação Semear como instituição qualificadora, incluindo-a no Cadastro Nacional de Aprendizagem.
  • 17. Programa de Geração de Trabalho e Renda
  • 18. Captação de recursos oriundos de 4 vertentes Recursos humanos: voluntários, professores, consultores etc. Recursos financeiros: dinheiro, fundos de investimento etc. Recursos materiais: doações de alimentos, equipamentos etc. Recursos do conhecimento: estudo de metodologias de gestão.
  • 19. Requisitos importantes que contribuem para a mobilização de recursos Missão é a alma da instituição e a captação de recursos é uma forma de atingi-la e não de transformá-la. Não se deve, jamais, desviar a missão em função de uma doação. Gestão - a organização deverá manter uma contabilidade organizada, uma estrutura de custo bastante clara e projetos concretos para iniciar uma captação de recursos. Sustentabilidade - buscar a sustentabilidade por meio de vários financiadores: Governo, empresas, pessoas físicas, fundações, projetos de geração de renda. Transparência é sinônimo de prestação de contas Comunicação – divulgação dos projetos realizados e dos impactos gerados; relatórios e informativos periódicos são formas de passar as informações para legitimar o trabalho desenvolvido.
  • 20. Razões que motivam o investidor Credibilidade na organização Credibilidade nos projetos e na causa Isenções Fiscais Promoções institucionais Reconhecimento público
  • 21. Meios de captação de recursos Meios digitais, site, informativos, blogs, redes sociais Campanhas Elaboração de projetos para editais públicos Contatos e visitas permanentes Marketing direto / telemarketing / mala direta Criação de unidades produtivas Eventos (bazares, chás, jantares, festas...) Shows Serviços prestados Patrocínios / incentivos fiscais Diálogo direto Convênios governamentais
  • 22. Muito obrigado! Fundação Semear Rua Joaquim Pedro Soares, 540 Novo Hamburgo – RS 51-2108.2108 helena@fundacaosemear.org.br sheila@fundacaosemear.org.br www.fundacaosemear.org.br