Será Mesmo o Cientista de 
Dados a Profissão do Futuro?
Mauricio C. Purificação 
Sócio-Diretor da OxenTI - Soluções em Tecnologia da Informação; 
Analista de Business Intelligenc...
A OxenTI 
Somos uma empresa de Tecnologia da Informação especializada 
no desenvolvimento de Soluções e Sistemas para apoi...
Equipe 
A OxenTI além de seus sócios é formada 
por um time de analistas e consultores com 
experiência em: 
Desenvolvimen...
Serviços 
Implantação 
Sistemas Integrados de Gestão 
ERP, CRM
Serviços 
Desenvolvimento 
Soluções para Suporte a Decisão 
BI, BA, Data Mining
Treinamentos 
Introdução a Business Intelligence e Modelagem 
Dimensional; 
Modelagem Dimensional Avançada; 
Workshop de G...
Tecnologias
Agenda 
Contexto 
Business Intelligence 
BI 1.0, 2.0, 3.0 e Business Analytics 
Ciência de Dados 
O Cientista de Dados
Contextualizando 
Antes da revolução da Internet banda larga e 
das redes sociais, computadores eram de 
domínio apenas de...
Contextualizando 
Além disso, o avanço das tecnologias de 
hardware, a redução dos custos de acesso e a 
criação de aplica...
Contextualizando 
A integração de informações vindas de 
diversas fontes, como redes sociais e bancos 
de dados internos d...
Business Intelligence 
Além disso, temos vistos nos últimos anos enormes 
investimentos na área de infraestrutura de 
Tecn...
Business Intelligence 
Atualmente, quase todos os aspectos de um 
negócio podem ser avaliados e melhorados, 
desde a produ...
Business Intelligence 
O conceito de Business Intelligence não é novo. Ao 
contrário, vem sendo discutido e transformado e...
Business Intelligence? 
“BI é o uso da informação que permite às organizações melhor decidir, medir, 
gerir e otimizar o d...
Um Pouco de História 
1960 1970 1980 1990 2000
Um Pouco de História
BI 1.0
BI 2.0
BI 3.0
Uma Nova Realidade
Uma Nova Realidade 
Volume de Dados no Mundo
Uma Nova Realidade
Um Nova Realidade
Os V’s do Big Data
Novos Padrões de Armazenamento de 
Dados 
2004 2006 2007 2008 2009 2011 2012 2013 2014 
2009 
Redis Initial Release 
2007 ...
Oportunidades?
Oportunidades?
Business Analytics
Novas Arquiteturas
Novas Arquiteturas
Novas Arquiteturas
Ciência de Dados? 
A ciência de dados é um campo altamente 
colaborativo e criativo, podendo aqueles que se 
dedicam a ele...
O Cientista de Dados 
O cientista de dados, nome dado ao profissional 
desta área, vive em três mundos: o dos 
negócios, o...
O Cientista de Dados 
Este é o grande desafio do Big data nos 
próximos anos. Ter profissionais capacitados, 
uma vez que ...
O Cientista de Dados 
Estas análises preditivas demandam uma 
capacitação que envolve estatística, 
matemática e conhecime...
O Cientista de Dados 
Como é uma função nova, claro que 
surgem definições pouco claras e 
profissionais que sabem usar 
f...
O Cientista de Dados 
Um profissional de BI geralmente mostra 
capacitação em ferramentas como Cognos, 
data warehouse, us...
O Cientista de Dados 
Para os profissionais envolvidos com Big Data 
aparece um novo desafio que é a modelagem de 
dados n...
O Cientista de Dados
Onde Estudar? 
ESPM 
Curso: Sistemas de Informação em Comunicação e Gestão 
A graduação une aos conceitos tradicionais de ...
Onde Estudar? 
Fundação Getúlio Vargas – FGV 
Curso: Especialização em Big Data Analytics* 
Descrição: o curso mostrará, d...
Onde Estudar? 
Universidade Presbiteriana Mackenzie 
Curso: Pós-graduação em Ciência de Dados (Big Data/Analytics) 
Descri...
Onde Estudar? 
Universidade de Taubaté – UNITAU 
Curso: Especialização em Gestão de Projetos Business Intelligence 
Descri...
Onde Estudar? 
Faculdade BandTec 
Curso: Pós-graduação em Big Data & Analytics 
Descrição: o curso propõe a tomada de deci...
Onde Estudar? 
Faculdade de Tecnologia FIAP 
Curso: MBA em Big Data 
Descrição: este MBA auxiliará os profissionais de tec...
E O Futuro? 
Nos próximos anos viveremos uma escassez destes 
profissionais, não só no Brasil, mas no mundo 
todo. Esta es...
E O Futuro? 
Uma pesquisa mundial da IBM corrobora estes 
dados, mostrando que apenas uma em dez 
organizações acreditam q...
Contatos 
mauricio@oxenti.com.br 
oxenti@oxenti.com.br 
www.oxenti.com.br
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Será Mesmo o Cientista de Dados a Profissão do Futuro?

574 visualizações

Publicada em

Palestra Realizada no 1° Congresso Nacional On-Line de Business Intelligence - CONABI

Publicada em: Software
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
574
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Será Mesmo o Cientista de Dados a Profissão do Futuro?

  1. 1. Será Mesmo o Cientista de Dados a Profissão do Futuro?
  2. 2. Mauricio C. Purificação Sócio-Diretor da OxenTI - Soluções em Tecnologia da Informação; Analista de Business Intelligence (BI) – Cárdio Pulmonar da Bahia; Especialista no Desenvolvimento de Soluções em Gestão Empresarial, Business Intelligence, Business Analytics e Data Warehousing; MBA em Administração/Gestão de Negócios - Universidade Salvador (UNIFACS); Bacharel em Ciência da Computação - Universidade Federal da Bahia (UFBA); Pesquisador nas áreas de Business Intelligence, Business Analytics, Cloud Computing, Métodos Ágeis, Bancos de Dados Evolutivos. http://lattes.cnpq.br/3312807554334758
  3. 3. A OxenTI Somos uma empresa de Tecnologia da Informação especializada no desenvolvimento de Soluções e Sistemas para apoiar a Gestão eficaz dos ambientes de Negócios.
  4. 4. Equipe A OxenTI além de seus sócios é formada por um time de analistas e consultores com experiência em: Desenvolvimento de Sistemas Web, Desktop e Móveis; Data Warehousing; Business Intelligence; Banco de Dados; Gerenciamento de Projetos; Gerenciamento de Processos de Negócios.
  5. 5. Serviços Implantação Sistemas Integrados de Gestão ERP, CRM
  6. 6. Serviços Desenvolvimento Soluções para Suporte a Decisão BI, BA, Data Mining
  7. 7. Treinamentos Introdução a Business Intelligence e Modelagem Dimensional; Modelagem Dimensional Avançada; Workshop de Gerenciamento de Projetos de Business Intelligence; Laboratório de Open Source Business Intelligence; Laboratório de Integração de Dados e Processos de ETL com o Pentaho Data Integration; Laboratório de Mineração de Dados com o Weka.
  8. 8. Tecnologias
  9. 9. Agenda Contexto Business Intelligence BI 1.0, 2.0, 3.0 e Business Analytics Ciência de Dados O Cientista de Dados
  10. 10. Contextualizando Antes da revolução da Internet banda larga e das redes sociais, computadores eram de domínio apenas de quem trabalhava com eles como engenheiros e profissionais de Tecnologia da Informação. Nos últimos anos, a tecnologia se pulverizou e, segundo o relatório de indicadores da ANATEL, desde 2007 a quantidade de pontos de acesso à rede por banda larga cresceu de 7,7 milhões para perto de 21 milhões no Brasil.
  11. 11. Contextualizando Além disso, o avanço das tecnologias de hardware, a redução dos custos de acesso e a criação de aplicativos gratuitos inseriram muitas pessoas no cenário digital. Com inúmeros dados e informações sobre clientes, mercados e empresas, executivos e profissionais atrelados a tomadas de decisão passaram a enxergar novas possibilidades de fazer negócio e de alavancá-lo.
  12. 12. Contextualizando A integração de informações vindas de diversas fontes, como redes sociais e bancos de dados internos das companhias, traz a possibilidade de entender melhor os consumidores e fornecer produtos mais próximos aos seus desejos e necessidades. Nesse contexto, as pessoas têm um papel importantíssimo neste processo. Elas são responsáveis por explorar os dados, desenvolver os modelos matemáticos que melhor atendem às necessidades do negócio, além de vislumbrar novas oportunidades que possam gerar diferenciais baseadas nos dados.
  13. 13. Business Intelligence Além disso, temos vistos nos últimos anos enormes investimentos na área de infraestrutura de Tecnologia da Informação das empresas, aumentando consideravelmente a sua capacidade de coletar dados. Segundo o Gartner, maior instituto de pesquisa em TI do mundo, no ano passado 64% das empresas planejavam investimentos em Big Data, por exemplo.
  14. 14. Business Intelligence Atualmente, quase todos os aspectos de um negócio podem ser avaliados e melhorados, desde a produção de manufaturas e gerenciamento de logística até a experiência dos usuários. Somados a isso, os dados gerados fora dos ambientes empresariais, como mídias sociais e notícias sobre os concorrentes, ajudam as empresas a obterem mais informações sobre o seu mercado. Essa explosão de dados criou um grande desafio para a área de negócios: como explora-los para criar vantagem competitiva?
  15. 15. Business Intelligence O conceito de Business Intelligence não é novo. Ao contrário, vem sendo discutido e transformado em aplicativos corporativos há mais de dez anos. O que tem mudado é sua amplitude, cada vez maior à medida que vemos a consolidação de novas realidades como Big Data, mobilidade e computação em nuvem. O fato é que, cada vez mais, as tecnologias tornam-se mais e mais comuns e acessíveis aos usuários. Isso vale desde o uso massivo do smartphone para tarefas cotidianas até a aquisição e uso de aplicativos departamentais sem a participação, ou mesmo conhecimento, das áreas de tecnologia das grandes empresas.
  16. 16. Business Intelligence? “BI é o uso da informação que permite às organizações melhor decidir, medir, gerir e otimizar o desempenho para ganhar eficiência e benefício financeiro.” Instituto Gartner
  17. 17. Um Pouco de História 1960 1970 1980 1990 2000
  18. 18. Um Pouco de História
  19. 19. BI 1.0
  20. 20. BI 2.0
  21. 21. BI 3.0
  22. 22. Uma Nova Realidade
  23. 23. Uma Nova Realidade Volume de Dados no Mundo
  24. 24. Uma Nova Realidade
  25. 25. Um Nova Realidade
  26. 26. Os V’s do Big Data
  27. 27. Novos Padrões de Armazenamento de Dados 2004 2006 2007 2008 2009 2011 2012 2013 2014 2009 Redis Initial Release 2007 MongoDB Started, Neo4J Initial Release 2004 1998 NoSQL coined Google’s Map Reduce Paper Published 2012 Google Spanner Paper Published 1998 2006 Hadoop Started 2008 Apache Hbase, Apache Cassandra
  28. 28. Oportunidades?
  29. 29. Oportunidades?
  30. 30. Business Analytics
  31. 31. Novas Arquiteturas
  32. 32. Novas Arquiteturas
  33. 33. Novas Arquiteturas
  34. 34. Ciência de Dados? A ciência de dados é um campo altamente colaborativo e criativo, podendo aqueles que se dedicam a ele trabalhar como administradores de banco de dados, empresários e outros, que podem estar nas seguintes categorias: curadoria de dados, análise e visualização de dados, redes e infraestrutura. O cientista de dados traz consigo conhecimentos tanto de campos tradicionais, como estatística, banco de dados, pesquisa operacional, inteligência competitiva, ciências sociais e exatas, como também desenvolvimento e programação.
  35. 35. O Cientista de Dados O cientista de dados, nome dado ao profissional desta área, vive em três mundos: o dos negócios, o da matemática e o de TI. Sua função é transformar os dados disponíveis em balizadores de decisões a serem tomadas. Esse processo de trabalho com dados exige que este profissional tenha qualificações na área de TI para que consiga acessar e processar o dado de forma eficiente e em tempo hábil, capacidades matemáticas para entender as implicações dos modelos utilizados e de negócio para que possa traduzir tudo isso em relatórios que possibilitem decisões assertivas.
  36. 36. O Cientista de Dados Este é o grande desafio do Big data nos próximos anos. Ter profissionais capacitados, uma vez que a tecnologia está evoluindo rápido e não será impeditiva. O gargalo não é tecnologia, mas gente. À medida que Big Data se insere nas empresas, os próprios conceitos de gestão, baseados em “orientação a suposições” passará a ser orientado a fatos. A razão é simples: um imenso volume de dados permitirá fazermos análises antes inimagináveis sobre dados, analisando fatos e fazendo previsões com muito mais precisão.
  37. 37. O Cientista de Dados Estas análises preditivas demandam uma capacitação que envolve estatística, matemática e conhecimento de negócios, que é bem diferente das atividades dos analistas envolvidos com ferramentas de BI hoje, que estão mais envolvidos em criar gráficos e dashboards para mostrar dados passados. Hoje a maioria das ações de BI envolvem dados armazenados em data warehouse ao longo do tempo e apenas conseguem visualizar retrospectivas. Chegar a análises preditivas é um passo que não se dá de um dia para o outro.
  38. 38. O Cientista de Dados Como é uma função nova, claro que surgem definições pouco claras e profissionais que sabem usar ferramentas de BI começam a se autointitular data scientists. Para chegar a serem cientistas de dados precisam demonstrar capacitação adequada para isso e não apenas o conhecimento de ferramentas de BI.
  39. 39. O Cientista de Dados Um profissional de BI geralmente mostra capacitação em ferramentas como Cognos, data warehouse, uso de SQL e conhecimentos de bancos de dados relacionais, como SQLServer, Oracle ou DB2. O cientista de dados precisa conhecimentos de estatística, matemática, entender do negócio e ter familiaridade com tecnologias e linguagens como Hadoop e Pig.
  40. 40. O Cientista de Dados Para os profissionais envolvidos com Big Data aparece um novo desafio que é a modelagem de dados não estruturados. Nos últimos 30 anos os arquitetos envolvidos com modelagem de dados se especializaram no modelo relacional, suas regras e técnicas. Por exemplo, temos eliminação de redundâncias através da normalização como também critérios rígidos de garantia de integridade referencial. Bancos de dados NoSQL não se preocupam com duplicação de dados e não exigem regras de integridade referencial.
  41. 41. O Cientista de Dados
  42. 42. Onde Estudar? ESPM Curso: Sistemas de Informação em Comunicação e Gestão A graduação une aos conceitos tradicionais de Sistemas de Informação, os conhecimentos das áreas de comunicação, marketing e gestão para que o aluno desenvolva habilidades e possa atuar em diferentes setores, além das áreas de TI. Após os dois primeiros anos de curso, o estudante poderá complementar a sua formação com disciplinas nas seguintes trilhas de conhecimento: Gerenciamento de Games; Desenvolvimento de Aplicativos Web e Mobile; e Digital Business Intelligence. Duração: 4 anos
  43. 43. Onde Estudar? Fundação Getúlio Vargas – FGV Curso: Especialização em Big Data Analytics* Descrição: o curso mostrará, de forma teórica e prática, as principais tecnologias de Big Data & Analytics disponíveis nos principais softwares do mercado, ressaltando a importância de um profissional em análise de dados para o sucesso de uma aplicação. Duração: 6 meses
  44. 44. Onde Estudar? Universidade Presbiteriana Mackenzie Curso: Pós-graduação em Ciência de Dados (Big Data/Analytics) Descrição: o curso é focado em diferentes profissionais de TI e para aqueles que desejam trabalhar com análise de dados. O objetivo é proporcionar conhecimento para transformá-los em Chefe Executivo de Dados (CDO – Chief Data Officer) Duração: 3 semestres
  45. 45. Onde Estudar? Universidade de Taubaté – UNITAU Curso: Especialização em Gestão de Projetos Business Intelligence Descrição: o objetivo da especialização é unir técnicas e recursos de Business Intelligence, pesquisa, indústria, softwares específicos para Data Mining, entre outros, para fazer com que o profissional seja um especialista em análise de dados e gere insights para a empresa em que trabalha. Duração: 1 ano e 8 meses
  46. 46. Onde Estudar? Faculdade BandTec Curso: Pós-graduação em Big Data & Analytics Descrição: o curso propõe a tomada de decisão baseada em fatos, tendo os dados como prioridade para crescimento dos negócios e para a inovação. Os assuntos trabalhados serão: visões analítica, estratégica, de governança de dados, tecnológica e computacional, desenvolvimento de práticas de autogestão, engajamento e liderança. Duração: 1 ano e 3 meses
  47. 47. Onde Estudar? Faculdade de Tecnologia FIAP Curso: MBA em Big Data Descrição: este MBA auxiliará os profissionais de tecnologia a modelar dados não-estruturados, gerenciar o armazenamento de dados estruturados e não-estruturados, explorar dados com visualizações de alto impacto, compreender implicações éticas e de segurança relacionadas ao uso do Big Data etc. Duração: 1 ano
  48. 48. E O Futuro? Nos próximos anos viveremos uma escassez destes profissionais, não só no Brasil, mas no mundo todo. Esta escassez ao mesmo tempo em que abre muitas perspectivas profissionais para os que abraçarem a função, também atuará como um entrave, pois dificultará às empresas usarem Big Data com eficiência. Recentes pesquisas estimam que por volta de 2015 Big Data demandará cerca de 4,4 milhões de profissionais em todo o mundo e que apenas 1/3 destes cargos poderá ser preenchido com as capacitações disponíveis hoje em dia.
  49. 49. E O Futuro? Uma pesquisa mundial da IBM corrobora estes dados, mostrando que apenas uma em dez organizações acreditam que tenham profissionais com as capacitações necessárias e que três em cada quatro estudantes e professores reportam que existe um gap de moderado a grande entre o que é ensinado hoje e o que o mercado de trabalho realmente necessita.
  50. 50. Contatos mauricio@oxenti.com.br oxenti@oxenti.com.br www.oxenti.com.br

×